Foto: Julio Cavalheiro / Secom

O governador Carlos Moisés comunicou na manhã desta quarta-feira, 1º de julho, que teve diagnóstico positivo para o novo coronavírus. Ele apresentou sintomas e, por isso, realizou o teste. Desde então, o chefe do Executivo estadual encontra-se em quarentena, respeitando os protocolos de distanciamento social.

O governador fez um novo exame, como contraprova, para ter segurança do diagnóstico, que também deu positivo. Em vídeo divulgado há pouco, Carlos Moisés afirma que está bem e teve sintomas como tosse, dor de garganta e febre baixa.

Embora não esteja em campo acompanhando as equipes do Governo do Estado, por conta do diagnóstico, o governador monitora a evolução dos trabalhos para reparar os danos provocados pelo ciclone extratropical que atingiu Santa Catarina na terça-feira. O governador também lamentou os óbitos e se solidarizou com as famílias das vítimas.

“Determinei a todas as estruturas de governo que atuem com intensidade e rapidez na solução dos problemas. Durante todo o dia de hoje, e enquanto durarem estas ocorrências, todos os órgãos de Governo estarão em campo, trabalhando para que possamos retornar a uma situação de normalidade”, afirmou. Carlos Moisés ainda pediu o apoio dos catarinenses para superar esse momento de dificuldade: “Quando os catarinenses se unem, não há desafio que não seja superado.”

Mais informações para a imprensa:
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Comunicação - Secom
Governo de Santa Catarina
Fone: (48) 3665-3022
E-mail: imprensa@secom.sc.gov.br
Site: www.sc.gov.br


Imagem de satélite da Epagri/Ciram 

O ciclone extratropical que atingiu Santa Catarina nesta terça-feira, 30 de junho, segue ativo, mas já se encontra em alto mar. Apesar disso, ainda há possibilidade de rajadas de vento ao longo do dia no Estado, em especial na região Sul, nas áreas litorâneas e no Planalto Serrano. O alerta é do meteorologista Clovis Corrêa, da Epagri/Ciram.

“Temos também a chegada de uma massa de ar frio, o que provoca instabilidades ao longo da região mais próxima ao Rio Grande do Sul. Teremos rajadas de vento ao longo do dia, porém a situação vai se estabilizando a partir desta quinta-feira”,  diz o meteorologista.

As rajadas de vento nesta quarta-feira, 1º de julho, podem atingir ocasionalmente até os 80 km/h. As equipes do Corpo de Bombeiros, da Defesa Civil e da Celesc estão nas ruas para atender as ocorrências relacionadas ao evento climático.

Como pedir ajudar

Em caso de ocorrências, ligue 199 ou 193.

Confira as orientações da Defesa Civil

O que eu posso fazer antes da ocorrência do vendaval?

Revise a resistência de sua casa, principalmente o madeiramento de apoio do telhado;
Desligue os aparelhos elétricos e o gás;
Abaixe para o piso todos os objetos que possam cair.

E depois da ocorrência do vendaval, o que posso fazer?

Ajude na limpeza e recuperação da área onde se encontra, começando pela desobstrução das ruas e outras vias;
Ajude seus vizinhos que foram atingidos;
Evite o contato com cabos ou redes elétricas caídas. Avise a Defesa Civil ou Bombeiros sobre estes perigos;
Procure não utilizar serviços hospitalares, de comunicações, a não ser que necessite realmente. Deixe estes serviços para os casos de emergência.

Danos

Derrubam árvores e causam danos às plantações;
Derrubam a fiação e provocam interrupções no fornecimento de energia elétrica e nas comunicações telefônicas;
Provocam enxurradas e alagamentos;
Produzem danos em habitações mal construídas e/ou mal situadas;
Provocam destelhamento em edificações;
Causam traumatismos provocados pelo impacto de objetos transportados pelo vento, por afogamento e por deslizamentos ou desmoronamentos.

No Brasil, os vendavais são mais freqüentes nos estados da Região Sul.

>> Leia também:

Mais informações para a imprensa:
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Comunicação - Secom
Governo de Santa Catarina
Fone: (48) 3665-3022
E-mail: imprensa@secom.sc.gov.br
Site: www.sc.gov.br


PMRv atua com apoio de voluntários na SC-418 km 39, em Campo Alegre. Foto: Robson Valverde

Equipes de diversos órgãos do Governo do Estado atuam desde o começo da tarde desta terça-feira, 30, para minimizar os estragos causados pelo ciclone extratropical que atinge todas as regiões de Santa Catarina. O trabalho segue ao longo desta quarta-feira, 01, pelo Corpo de Bombeiros, Defesa Civil, Celesc e demais secretarias. Em boletim atualizado por volta de 9h desta quarta, a Defesa Civil confirmou nove óbitos no Estado.

As mortes foram de uma idosa em Chapecó, um homem em Santo Amaro da Imperatriz, três em Tijucas, Governador Celso Ramos (1), Ilhota (1), Itaiópolis (1) e Rio dos Cedros (1). Além de uma pessoa que segue desaparecida em Brusque. 

>> Mais fotos na galeria

O governador lamenta as mortes e presta solidariedade às famílias e amigos das vítimas. Carlos Moisés acompanha deste terçca-feira pessoalmente as ações das equipes do Estado que atendem os municípios atingidos. “O Governo do Estado não medirá esforços para auxiliar os catarinenses neste momento de dificuldade. Nossa missão é reduzir o sofrimento das pessoas”, afirma.  O chefe do Executivo estadual reforça a rápida resposta do Governo em eventos climáticos recentes, como o tornado no Extremo Oeste.

Equipes atuando em todas as regiões

Mais de mil bombeiros militares, com o apoio de 380 viaturas, estão trabalhando para atender ocorrências, em especial quedas de árvores e placas. Já foram atendidas por volta de 1,6 mil ocorrências até a manhã desta quarta-feira. Segundo o comandante-geral do Corpo de Bombeiros Militar, coronel Charles Alexandre Vieira, as equipes seguirão nas ruas para atender todos os chamados. A Defesa Civil estadual entregou lonas em diversos municípios como Garuva. 

A previsão indica que o ciclone está se afastando em direção ao oceano, porém segue ativo, provocando fortes rajadas de vento, em especial no Litoral e na região serrana. Em função disso, a orientação do Governo do Estado é que as pessoas permaneçam em casa sempre que possível.

Celesc trabalha para recompor a rede

A Celesc registra o maior dano da história da rede elétrica, após a passagem do ciclone extratropical. No total, 1,5 milhão de unidades consumidoras do estado ficaram sem luz. A Celesc está trabalhando para recompor 90% do sistema até o final desta quarta-feira.

Comunicação 

Os fortes ventos dificultam também a comunicação, já que muitas cidades estão sem sinal de telefone e internet ou sem luz. Por isso, é solicitado que a população se mantenha em local seguro e protegido, mantenha a calma e tente acionar o CBMSC pelo telefone 193.

>> Leia também:

Mais informações para a imprensa:
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Comunicação - Secom
Governo de Santa Catarina
Fone: (48) 3665-3022
E-mail: imprensa@secom.sc.gov.br
Site: www.sc.gov.br


Fotos: Divulgação / CBMSC

As equipes do Governo do Estado, em especial o Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina (CBMSC) e a Defesa Civil (DC), atendem nesta terça-feira, 30, à população catarinense afetada pelos fortes ventos e chuvas que atingiram Santa Catarina. Os temporais foram registrados em todas as regiões do estado e provocaram três mortes, segundo levantamento do Corpo de Bombeiros Militar de SC até as 18h. Uma idosa de 78 anos morreu  em Chapecó atingida por uma árvore. Um homem, em Santo Amaro da Imperatriz, morreu após ser atingido por fios de alta tensão. Em Tijucas, a Força-Tarefa 13 foi acionada para uma ocorrência de Busca e Resgate em Estrutura Colapsada (BREC), com registro de um óbito, além de uma pessoa que segue desaparecida. 

O governador lamenta as mortes e presta solidariedade às famílias e amigos das vítimas. Carlos Moisés acompanha pessoalmente o desenvolvimento das ações das equipes do Estado que atendem os municípios atingidos. “O Governo do Estado não medirá esforços para auxiliar os catarinenses neste momento de dificuldade. Nossa missão é reduzir o sofrimento das pessoas”, afirma.  O chefe do Executivo estadual lembrou a rápida resposta do Governo em eventos recentes, como o tornado no Extremo Oeste.

>> Mais fotos na galeria 

O levantamento das Coordenadorias Regionais da Defesa Civil, na tarde desta terça-feira, indicava 25 municípios atingidos no Estado. Foram registradas pelos Bombeiros 900 ocorrências no Meio-Oeste, Oeste e Extremo Oeste. O trabalho neste momento é para reestabelecer os serviços o quanto antes e avaliar a extensão dos danos. Conforme a Defesa Civil, os ventos chegaram a 120km/hora no Morro da Igreja, na Serra.

Governo do Estado, junto com os municípios, está fazendo o levantamento da necessidade de itens de ajuda humanitária, como telhas e material de limpeza e higiene. 

Veja os maiores picos, segundo registros da Defesa Civil do estado:

  • Morro da Igreja: 120 km/h
  • Tangará: 111km/h
  • Chapecó: 108 km/h
  • Urupema: 104 km/h
  • Campo Belo do Sul: 100 km/h
  • Água Doce: 98 km/h
  • São Joaquim: 96 km/h
  • Xanxerê: 90 km/h

Desde o início da tarde, todos os batalhões do CBMSC foram acionados. Uma das regiões mais atingidas foi o Oeste, ocorrências, principalmente, de queda de árvore e destelhamento.

Falta de luz

A atualização da Celesc no início da noite, às 19h, contabilizou 1,5 milhão de unidades consumidoras sem energia elétrica em toda área de concessão.

No momento, todas equipes, para serviços leves e pesados, estão em campo para restabelecer o sistema. Os prejuízos ainda estão sendo levantados pelas equipes regionais.

O cabo de fibra ótica da OI, que possibilita a comunicação de seus clientes com o Call Center da empresa, foi rompido. Nesse momento a orientação é para que as pessoas permaneçam em casa, evitem locais próximos às redes de distribuição e estruturas metálicas, não toquem em condutores no chão e os considerem energizados.

Confira abaixo o levantamento da situação por região atualizado às 17h30min.

Situação por Batalhão de Bombeiros Militar:

1º BBM – sede Florianópolis

Queda de árvore em via pública no Estreito e no Morro da Lagoa. Poste caído sobre veículo no Rio Tavares. Árvore caída sobre veículo próximo ao Horto Florestal, com danos na rede elétrica. Árvore caída sobre a via no Pantanal.

2º BBM – sede em Curitibanos

Na área do 2º BBM, em Curitibanos, houve um temporal, por volta das 15h e as equipes do CBMSC já distribuíram lonas para pelo menos 55 famílias que foram ao quartel retirar. Todas as cidades foram atingidas, até o momento sem vítimas.

3º BBM – sede em Blumenau

Blumenau teve destelhamentos, queda de árvores. Brusque teve ventos fortes, com queda de árvores, destelhamentos e vidros quebrados. Guabiruba com queda de árvores.

4º BBM – sede em Criciúma

Diversas ocorrências envolvendo vendavais na região, queda de poste de TV na subida do morro Mina Brasil, queda de postes de energia. Queda de árvore também em Siderópolis.

5º BBM – sede em Lages

Equipes em atendimento a diversas ocorrências relacionadas a quedas de árvore e outras resultantes do temporal.

6º BBM – sede em Chapecó

O 6º BBM, com sede em Chapecó, também possui registros, inclusive um óbito, de uma idosa de 78 anos, por conta de uma árvore que caiu na residência. Diversas cidades afetadas, com destelhamento e quedas de árvores.

7º BBM – sede em Itajaí

Queda de árvores, destelhamentos, sem vítimas.

8º BBM – sede em Tubarão

Chuvas e fortes ventos atingiram a região a partir das 15h35min. Foram registradas seis ocorrências: um incêndio em residência, cinco quedas de árvores sobre rede elétrica, veículos, vias e residência. Municípios atingidos: Tubarão, São Ludgero, Braço do Norte e Imbituba.

9º BBM – sede em Canoinhas

No 9º BBM, as cidades de Porto União, Canoinhas, Major Vieira, Mafra e Papanduva atenderam uma série de ocorrências de queda de árvore e destelhamento. A região registrou vento forte com chuva e granizo, boa parte dos municípios está sem energia elétrica.

10º BBM – sede em São José

Ventos fortes em toda a região. Falta de luz e queda de arvores em toda a área. Em Governador Celso Ramos, uma árvore de grande porte bloqueia o acesso via Armação. Em Santo Amaro da Imperatriz tivemos um óbito de um homem, por conta de uma árvore de grande porte que caiu sobre rede de alta tensão, com isso, a fiação atingiu pedestre. Em Palhoça, queda de árvore sobre a via, na Guarda do Cubatão. Atingiu rede de alta tensão.

11º BBM – sede em Joaçaba

Ocorrências distribuídas em todas as cidades. Situação sendo normalizada.

12º BBM – sede em São Miguel do Oeste

Na região de São Miguel do Oeste, a situação está mais controlada, os principais atendimentos já foram realizados, restabelecendo a normalidade. Situação mais grave no município de Mondaí, com mais casos. Sem reporte de vítimas.

13º BBM – sede em Balneário Camboriú

Balneário Camboriú, São João Batista e Tijucas registraram ventos fortes e destelhamentos.

14º BBM – sede em Xanxerê

A equipe de Força-Tarefa do 14º Batalhão de Bombeiros Militar (BBM), com sede em Xanxerê, foi acionada no início da tarde, no município, principalmente por conta das árvores derrubadas em rodovias e em casas.

15 BBM – sede em Rio do Sul

Ocorrências de destelhamentos e quedas de árvores sobre residências e ruas. Situação mais grave no município de Rio do Sul, com mais ocorrências.  Apenas uma ocorrência com vítima, lesão leve (criança atingida por vidros após queda de árvore).

Situação das rodovias estaduais



Nas rodovias estaduais, conforme atualização às 19h desta terça-feira, 30, há registros de trânsito em meia pista. Equipes da secretaria de Estado de Infraestrutura e Mobilidade (SIE) em parceria com a Polícia Militar Rodoviária atuam na recuperação dos estragos e no mapeamento de situações que necessitem de intervenção:

Norte de SC

  • SC-418 (Serra Dona Francisca), trecho Joinville a Campo Alegre – quedas de árvores. Bombeiros acionados de Joinville e Campo Alegre e equipe da SIE no local para fazer as remoções. Trânsito em meia pista em alguns pontos.
  • SC- 477 - trecho Moema – Rio Negrinho foi interrompido devido a diversas árvores sobre a pista. Inclusive Auraucárias. Entre os quilômetros 84 e 98 muitas árvores na pista. Equipe da SIE atuando no local com apoio das prefeituras e bombeiros. Trânsito em meia pista.
  • SC-112 – trecho Rio Negrinho entroncamento com a SC-477, trânsito em meia pista.
  • SC-477 – trecho Major Vieira – Canoinhas – em alguns pontos o trânsito está em meia pista por conta de árvores na pista.
  • SC- 108 - kms 10 e 12,5 – trechos em meia pista devido à queda de árvores

Previsão do tempo: quarta ainda tem risco de ventos fortes, ressaca e alagamentos 

O ciclone extratropical continua atuando no Estado nesta quarta-feira, 1º de julho. Segundo a previsão do tempo da Defesa Civil, mesmo em deslocamento para o oceano, o ciclone ainda dá condições para rajadas de vento fortes, podendo superar os 100 km/h até o final da tarde.

Também persiste a previsão de mar muito agitado e ressaca com ondas que podem superar os quatro metros de altura, entre o Litoral Sul e a Grande Florianópolis. Entre a manhã desta quarta, 1, e quinta-feira, 2, por causa da maré alta, ainda existe risco de alagamentos em toda a região costeira, principalmente no Litoral Sul.

Ainda segundo a previsão, após a passagem do ciclone no estado, uma onda de frio passa a atuar derrubando as temperaturas máximas e mínimas até o próximo sábado, dia 4 de julho.

Comunicação 

Os fortes ventos dificultam também a comunicação, já que muitas cidades estão sem sinal de telefone e internet ou sem luz. Por isso, é solicitado que a população se mantenha em local seguro e protegido, mantenha a calma e tente acionar o CBMSC pelo telefone 193.

Alertas da Defesa Civil

A Defesa Civil de Santa Catarina (DCSC) emitiu alertas para os fortes ventos e tempestades que atingiram o Estado. O serviço de monitoramento da DCSC é gratuito e disponibiliza as informações no site, redes sociais e por mensagens SMS. Para receber os avisos e alertas basta enviar uma mensagem de texto SMS para o número 40199 contendo no corpo do texto apenas o Código de Endereçamento Postal (CEP) do local que deseja receber as informações.

Mais informações para a imprensa:
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Comunicação - Secom
Governo de Santa Catarina
Fone: (48) 3665-3022
E-mail: imprensa@secom.sc.gov.br
Site: www.sc.gov.br

Santa Catarina tem 26.354 pacientes com confirmação de infecção pelo novo coronavírus, sendo que 20.505 se recuperaram e 5.508 estão em acompanhamento. O número foi divulgado nesta terça-feira, 30. A doença respiratória causou 341 óbitos no estado desde o início da pandemia. A taxa de letalidade é de 1,29%.

Os óbitos mais recentes são de sete mulheres, moradoras de Tijucas (69 anos), Palhoça (85), Camboriú (76), Navegantes (80), São Bento do Sul (80), Joinville (53) e Urussanga (68), e 10 homens, de São Bento do Sul (79), São José (73), Florianópolis (79), Blumenau (39), Itapema (49), dois de Xaxim (72 e 74) e três de Balneário Camboriú (69, 73 e 64, este último sem registro de comorbidades).

>>> Confira aqui o boletim diário desta terça-feira, 30

O número de municípios com casos confirmados é 269. O local com a maior quantidade é Chapecó, que registra 2.489 casos. Na sequência, aparecem Itajaí (1.818), Joinville (1.796), Blumenau (1.623), Balneário Camboriú (1.540), Florianópolis (1.438), Concórdia (1.230), Palhoça (680), Criciúma (633) e Xaxim (534).

Dos 1.316 leitos de UTI existentes pelo Sistema Único de Saúde (SUS) em Santa Catarina, há 856 ocupados, sendo 248 por pacientes com confirmação ou suspeita de infecção por coronavírus. A ocupação é de 65% e há 460 leitos livres atualmente.

Municípios com casos confirmados:

Abdon Batista - 29
Abelardo Luz - 48
Agrolândia - 12
Agronômica - 15
Água Doce - 11
Águas de Chapecó - 26
Águas Frias - 1
Águas Mornas - 14
Alfredo Wagner - 4
Alto Bela Vista - 6
Anchieta - 9
Anita Garibaldi - 8
Anitápolis - 1
Antônio Carlos - 43
Apiúna - 11
Arabutã - 33
Araquari - 67
Araranguá - 106
Armazém - 31
Arroio Trinta - 25
Arvoredo - 20
Ascurra - 16
Atalanta - 5
Aurora - 10
Balneário Arroio do Silva - 63
Balneário Barra do Sul - 27
Balneário Camboriú - 1540
Balneário Gaivota - 15
Balneário Piçarras - 106
Balneário Rincão - 10
Barra Velha - 66
Bela Vista do Toldo - 2
Benedito Novo - 15
Biguaçu - 216
Blumenau - 1623
Bocaina do Sul - 1
Bom Jardim da Serra - 1
Bom Jesus - 33
Bom Retiro - 2
Bombinhas - 175
Botuverá - 8
Braço do Norte - 227
Braço do Trombudo - 5
Brunópolis - 10
Brusque - 418
Caçador - 73
Caibi - 15
Calmon - 1
Camboriú - 447
Campo Alegre - 2
Campo Erê - 7
Campos Novos - 106
Canelinha - 113
Canoinhas - 134
Capinzal - 15
Capivari de Baixo - 99
Catanduvas - 24
Caxambu do Sul - 35
Celso Ramos - 4
Chapecó - 2489
Cocal do Sul - 28
Concórdia - 1230
Cordilheira Alta - 26
Coronel Freitas - 38
Coronel Martins - 4
Correia Pinto - 4
Corupá - 87
Criciúma - 633
Cunha Porã - 31
Cunhataí - 7
Curitibanos - 52
Descanso - 7
Dionísio Cerqueira - 14
Dona Emma - 7
Entre Rios - 150
Ermo - 1
Erval Velho - 25
Faxinal dos Guedes - 57
Flor do Sertão - 1
Florianópolis - 1438
Forquilhinha - 83
Fraiburgo - 44
Galvão - 6
Garopaba - 32
Garuva - 16
Gaspar - 142
Governador Celso Ramos - 69
Grão-Pará - 7
Gravatal - 39
Guabiruba - 21
Guaraciaba - 8
Guaramirim - 90
Guarujá do Sul - 2
Guatambu - 71
Herval d'Oeste - 54
Ibicaré - 3
Ibirama - 10
Içara - 64
Ilhota - 50
Imaruí - 6
Imbituba - 139
Imbuia - 1
Indaial - 190
Iomerê - 1
Ipira - 8
Iporã do Oeste - 8
Ipuaçu - 186
Ipumirim - 85
Iraceminha - 5
Irani - 60
Irati - 2
Itá - 45
Itaiópolis - 4
Itajaí - 1818
Itapema - 172
Itapiranga - 41
Itapoá - 33
Ituporanga - 14
Jaborá - 16
Jacinto Machado - 6
Jaguaruna - 44
Jaraguá do Sul - 287
Joaçaba - 53
Joinville - 1796
José Boiteux - 1
Jupiá - 14
Lacerdópolis - 1
Lages - 251
Laguna - 47
Lajeado Grande - 23
Laurentino - 6
Lauro Müller - 9
Lebon Régis - 1
Lindóia do Sul - 73
Lontras - 4
Luiz Alves - 28
Luzerna - 12
Mafra - 27
Major Gercino - 7
Maracajá - 13
Maravilha - 77
Marema - 19
Massaranduba - 40
Meleiro - 22
Mirim Doce - 20
Modelo - 30
Mondaí - 20
Monte Carlo - 48
Monte Castelo - 3
Morro da Fumaça - 29
Morro Grande - 12
Navegantes - 515
Nova Erechim - 26
Nova Itaberaba - 12
Nova Trento - 27
Nova Veneza - 69
Orleans - 63
Otacílio Costa - 18
Ouro - 14
Ouro Verde - 8
Paial - 17
Painel - 1
Palhoça - 680
Palma Sola - 8
Palmeira - 1
Palmitos - 104
Papanduva - 21
Paraíso - 4
Passo de Torres - 26
Passos Maia - 10
Paulo Lopes - 6
Pedras Grandes - 4
Penha - 150
Peritiba - 21
Pescaria Brava - 22
Petrolândia - 1
Pinhalzinho - 26
Pinheiro Preto - 2
Piratuba - 18
Planalto Alegre - 15
Pomerode - 97
Ponte Alta - 1
Ponte Alta do Norte - 11
Ponte Serrada - 34
Porto Belo - 142
Porto União - 13
Pouso Redondo - 8
Praia Grande - 11
Presidente Castello Branco - 10
Presidente Getúlio - 5
Princesa - 5
Quilombo - 20
Rancho Queimado - 2
Rio das Antas - 2
Rio do Campo - 1
Rio do Oeste - 3
Rio do Sul - 113
Rio dos Cedros - 3
Rio Fortuna - 3
Rio Negrinho - 51
Rio Rufino - 2
Riqueza - 9
Rodeio - 5
Romelândia - 22
Salete - 22
Saltinho - 9
Salto Veloso - 1
Sangão - 47
Santa Cecília - 19
Santa Helena - 3
Santa Rosa do Sul - 32
Santa Terezinha - 8
Santa Terezinha do Progresso - 10
Santiago do Sul - 3
Santo Amaro da Imperatriz - 28
São Bento do Sul - 132
São Bernardino - 9
São Bonifácio - 1
São Carlos - 34
São Cristóvão do Sul - 5
São Domingos - 21
São Francisco do Sul - 82
São João Batista - 107
São João do Itaperiú - 12
São João do Oeste - 4
São João do Sul - 9
São Joaquim - 12
São José - 458
São José do Cedro - 11
São José do Cerrito - 4
São Lourenço do Oeste - 30
São Ludgero - 111
São Martinho - 17
São Miguel da Boa Vista - 15
São Miguel do Oeste - 115
São Pedro de Alcântara - 7
Saudades - 36
Schroeder - 37
Seara - 301
Serra Alta - 2
Siderópolis - 30
Sombrio - 74
Sul Brasil - 7
Taió - 67
Tangará - 5
Tigrinhos - 9
Tijucas - 217
Timbé do Sul - 12
Timbó - 90
Timbó Grande - 1
Três Barras - 182
Treviso - 5
Treze de Maio - 7
Treze Tílias - 29
Trombudo Central - 3
Tubarão - 397
Tunápolis - 18
Turvo - 8
União do Oeste - 4
Urussanga - 128
Vargeão - 4
Vargem - 12
Vargem Bonita - 27
Vidal Ramos - 4
Videira - 72
Xanxerê - 494
Xavantina - 33
Xaxim - 534
Zortéa - 11
Outros estados - 466
Outros países - 2

Municípios com óbitos por Covid-19:

Abelardo Luz - 1
Agrolândia - 2
Agronômica - 2
Antônio Carlos - 4
Araquari - 1
Araranguá - 3
Arvoredo - 1
Balneário Arroio do Silva - 1
Balneário Camboriú - 15
Balneário Gaivota - 2
Balneário Piçarras - 1
Biguaçu - 3
Blumenau - 9
Braço do Norte - 3
Brusque - 3
Caçador - 4
Caibi - 1
Camboriú - 8
Campos Novos - 1
Caxambu do Sul - 1
Chapecó - 11
Cocal do Sul - 2
Concórdia - 13
Criciúma - 11
Curitibanos - 1
Dionísio Cerqueira - 3
Entre Rios - 2
Florianópolis - 14
Forquilhinha - 1
Garopaba - 1
Garuva - 1
Gaspar - 3
Grão-Pará - 1
Gravatal - 2
Guabiruba - 2
Içara - 1
Ilhota - 1
Indaial - 2
Ipuaçu - 3
Irani - 1
Irati - 1
Itá - 1
Itaiópolis - 2
Itajaí - 35
Itapema - 4
Itapoá - 1
Ituporanga - 1
Jaraguá do Sul - 4
Joinville - 39
Laguna - 2
Lajeado Grande - 1
Marema - 1
Massaranduba - 1
Navegantes - 13
Palhoça - 4
Palmitos - 4
Papanduva - 4
Pedras Grandes - 1
Penha - 6
Peritiba - 1
Ponte Serrada - 2
Porto Belo - 1
Pouso Redondo - 1
Quilombo - 1
Rio do Sul - 1
Rodeio - 1
Salete - 1
São Bento do Sul - 4
São Francisco do Sul - 3
São João Batista - 2
São José - 9
São Lourenço do Oeste - 2
São Ludgero - 1
Seara - 1
Siderópolis - 1
Sombrio - 3
Taió - 1
Tangará - 1
Tijucas - 4
Tubarão - 4
Urussanga - 7
Vargem - 1
Vargem Bonita - 1
Xanxerê - 4
Xaxim - 16

Acompanhe as notícias sobre o novo coronavírus

As notícias sobre as medidas para conter a propagação do novo coronavírus em Santa Catarina e os boletins atualizados com a situação do Estado podem ser acessadas no site sc.gov.br ou www.coronavirus.sc.gov.br. As atualizações podem ser acompanhadas ainda pelo Youtube, Instagram e Facebook do Governo do Estado.

Mais informações para a imprensa:
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Comunicação - Secom
Governo de Santa Catarina
Fone: (48) 3665-3022
E-mail: imprensa@secom.sc.gov.br
Site: www.sc.gov.br


Foto: Julio Cavalheiro / Secom

O governador Carlos Moisés e o secretário Executivo de Comunicação, Gonzalo Pereira, receberam para uma reunião de trabalho, na manhã desta terça-feira, 30, a direção da Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina (Adjori/SC) e diretores de veículos que compõem a instituição. Durante o encontro na Casa D’Agronômica, o governador reforçou a importância do trabalho da imprensa, destacando o papel dos veículos de comunicação no interior do estado.

 “A comunicação local e regional está muito próxima da sociedade e esta relação de credibilidade e confiança é um canal importante para que o Governo também consiga chegar mais perto do cidadão, com suas entregas e serviços”, destacou o governador.

Da mesma forma, o secretário Gonzalo Pereira reforçou que a parceria é fundamental para levar as ações do Governo cada vez mais longe. “Mais do que nunca, o acesso à informação oficial e correta é um serviço essencial para o cidadão. Fazemos isso em um trabalho de mão dupla, comprometido com a verdade e a garantia de que esta informação ajudará a quem precisa”, frisou.

Participaram da reunião, José Roberto Deschamps e Valmoci Jesus de Souza, presidente e vice da Adjori/SC; Hélio Westphal, tesoureiro da Adjori/SC; Claudio Schlinwein do Jornal Município (Brusque, Blumenau e Joinville); César Celski do jornal A Gazeta (São Bento do Sul); Edson da Soller do Jornal Tribuna de Notícias (Criciúma), e Osmar Schlinwein, representante dos jornais O Município e Gazeta.

Informações adicionais para a imprensa
Francieli Dalpiaz 
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: francieli@secom.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-3018 / 98843-5676
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e @GovSC


Foto: Mauricio Vieira / Secom

Santa Catarina está com 2,3 mil vagas de emprego abertas em 56 municípios. As oportunidades estão sendo intermediadas pelo Sistema Nacional do Emprego (Sine), diretoria vinculada à Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável e podem ser consultadas pelo aplicativo Sine Fácil.

Entre as 2.324, a maior parte delas estão concentradas na região Oeste do Estado. No Sine de Concórdia há 497, sendo que para o cargo de alimentador da linha de produção, são 439 oportunidades. Na cidade de Chapecó, estão disponíveis 297 vagas, sendo 200 delas também para a linha de produção.

“A notícia é positiva e mostra o foco catarinense na retomada da economia, conforme os direcionamentos do governador. Os números nos incentivam a continuar trabalhando para gerar novas oportunidades e promover uma espiral de esperança e prosperidade no Estado”, destaca o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável, Rogério Siqueira.

O coordenador Estadual do Sine, Ramon Fernandes, avalia os números positivos que despontam nas cidades do Oeste. “Na região temos a força setor agroindustrial que pode alavancar a economia global depois da pandemia. O modelo agroindustrial catarinense continua empregando e tem um impacto muito forte sobre a economia estadual”, avalia.


Sine Fácil

A lista de oportunidades pode ser acessada no aplicativo Sine Fácil, disponível para smartphones. Nele, o trabalhador poderá acompanhar a situação do benefício do seguro-desemprego e acessar outros serviços de seu interesse. O aplicativo permite ainda consultas a vagas de emprego, em qualquer horário, de qualquer local, sem a necessidade de o trabalhador se deslocar até um posto de atendimento.

 

Atendimento

Desde o início da pandemia, respeitando as medidas de segurança e preservando a saúde de todos, as agências do Sine vêm atendendo de forma presencial sob agendamento, pelos telefones das unidades. As solicitações para o seguro-desemprego devem ser feitas por meio dos canais digitais do Governo Federal, no site servicos.mte.gov.br ou pela Carteira de Trabalho Digital.

Devido à demanda, o Sine disponibiliza, também, um e-mail exclusivo para solicitações, envio de documentos e solução de possíveis divergências na documentação do seguro-desemprego: seguro@sine.sc.gov.br. Os servidores de todas as agências estão focados no atendimento digital.

Veja as vagas nas cidades

Araranguá - 25
Abelardo Luz - 7
Balneário Camboriú - 30
Braço do Norte - 19
Biguaçu - 5
Blumenau - 47
Brusque - 9
Caçador - 12
Camboriú - 7
Campos Novos - 24
Canoinhas - 4
Capinzal - 5
Chapecó - 297
Concórdia - 496
Curitibanos - 3
Criciúma - 147
Fraiburgo - 5
Florianópolis - 18
Garuva - 8
Gaspar - 15
Ibirama - 6
Içara - 138
Imbituba - 2
Indaial - 31
Itajaí - 21
Ituporanga - 7
Jaguaruna - 2
Jaraguá do Sul - 76
Joaçaba - 114
Joinville - 73
Lages - 25
Laguna - 13
Mafra - 25
Maravilha - 10
Morro da Fumaça - 6
Navegantes - 1
Nova Veneza - 1
Papanduva - 6
Pomerode - 1
Porto União - 5
Rio do Sul - 28
Rio Negrinho - 2
São Francisco do Sul - 32
São Bento do Sul - 73
São José - 4
São Miguel do Oeste - 64
São Lourenço do Oeste - 7
Seara - 100
Siderópolis - 3
Tijucas - 23
Timbó - 20
Tubarão - 148
Turvo - 3
Urussanga - 15
Videira - 10
Xanxerê - 46

Mais informações para a imprensa:
Mônica Foltran
Assessoria de Comunicação
Secretaria do Desenvolvimento Econômico Sustentável - SDE
Fone: (48) 3665-2261 / 99696-1366
E-mail: jornalistamonicafoltran@gmail.com
Site: www.sde.sc.gov.br

 

 


Foto: Divulgação/ SES

A Secretaria de Estado da Saúde vai distribuir 1.763.400 máscaras de proteção pessoal para as secretarias e entidades do Governo do Estado, nesta semana. Os itens são provenientes da Receita Federal e não poderão ser usados nas unidades hospitalares – por não estarem nas normas técnicas da Anvisa. Por isso, serão doados aos órgãos estaduais.

A iniciativa da SES tem o objetivo de reforçar a proteção dos servidores.

Confira como as máscaras serão distribuídas:



Mais informações para a imprensa:
Fabrício Escandiuzzi
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Saúde - SES
Fone: (48) 3664-8820 / 99913-0316
E-mail: imprensa@saude.sc.gov.br
Site: portalses.saude.sc.gov.br

 
Fotos: Cristiano Estrela / Secom

O Governo de Santa Catarina recebeu nesta terça-feira, 30, o último lote com 230 respiradores adquiridos junto à empresa WEG, de Jaraguá do Sul. Os equipamentos foram transportados até o Centro de Distribuição da Secretaria de Estado da Saúde, localizado na região metropolitana de Florianópolis.

Trata-se do último lote de um total de 500 ventiladores comprados pelo governo estadual para o enfrentamento à Covid-19. A operação especial foi coordenada pelo Grupo de Ações Coordenadas (Grac) da Defesa Civil do Estado e contou com a segurança da Polícia Militar. A ação ainda teve o apoio das empresas Transville e Transportes Gislon e da Secretaria de Estado da Fazenda, que realizaram o transporte da carga.. 

O governador Carlos Moisés exaltou o comprometimento de todos os envolvidos em garantir a distribuição dos equipamentos. “Com o compromisso e seriedade da WEG, das transportadoras e de agentes públicos, finalizamos hoje esse ciclo de entregas, que vai permitir atender com mais tranquilidade pacientes com coronavírus em todas as regiões de Santa Catarina”, ressaltou.

>>> Mais fotos na galeria

O secretário de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro, afirmou que os equipamentos serão disponibilizados às unidades hospitalares seguindo critérios de distribuição que avaliam o risco epidemiológico de cada região.

“As nossas ferramentas apoiam as decisões relacionadas à pandemia realizadas pelos gestores municipais e apontam quais as necessidades para o enfrentamento da pandemia. Esses 230 novos ventiladores com certeza serão um reforço importante para a nossa estratégia de combate à pandemia, principalmente diante desse cenário que estamos enfrentando com a chegada do inverno e aumento das doenças respiratórias”.

Ainda serão definidas quais as unidades que receberão os ventiladores. Dos primeiros três lotes, já foram entregues 236 equipamentos. Motta Ribeiro explicou que desde o início da pandemia, o Estado vem planejando ações para possibilitar a ampliação de leitos de UTI Covid. Foram identificados 49 hospitais para ampliação de 713 leitos, disponibilizados recursos e equipamentos, além de ter alterado as metas para pagamento das organizações sociais e hospitais participantes da Política Hospitalar Catarinense.

Confira quais unidades já receberam respiradores WEG

  • 20 unidades para Hospital São José (Joinville)
  • 15 unidades para Hospital Regional do Oeste (Chapecó)
  • 30 unidades para Hospital Marieta Konder Bornhausen (Itajaí)
  • 20 unidades para Hospital São José (Criciúma)
  • 13 unidades para Hospital e Maternidade Tereza Ramos (Lages)
  • 10 unidades para Hospital Terezinha Gaio Basso (São Miguel do Oeste)
  • 10 unidades para Hospital OASE (Timbó)
  • 11 unidades para Hospital Azambuja (Brusque)
  • 10 unidades para Hospital São Paulo (Xanxerê)
  • 5 unidades Hospital Regional Dr. Homero Miranda Gomes (São José)
  • 4 unidades Hospital Universitario (Joaçaba)
  • 13 unidades para o Hospital Nossa Senhora da Conceição (Tubarão)
  • 4 unidades para Hospital São Francisco (Concórdia)
  • 4 unidades para Hospital Governador Celso Ramos (Florianópolis)
  • 2 unidades para o Hospital Nereu Ramos (Florianópolis)
  • 2 unidades para o Instituto de Cardiologia de Santa Catarina (São José)
  • 12 unidades para o Hospital Hans Dieter Schmidt (Joinville)
  • 10 unidades para o Hospital Santa Isabel (Blumenau)
  • 10 unidades para o Hospital Santo Antônio (Blumenau)
  • 6 unidades para o Hospital Ruth Cardoso (Balneário Camboriú)
  • 1 unidade para o Hospital Bom Jesus (Ituporanga)
  • 10 unidades para o Hospital Nossa Senhora do Pérpetuo Socorro (Gaspar)
  • 10 unidades ao Hospital Beatriz Ramos (Indaial)
  • 3 unidades ao Hospital e Maternidade Sagrada Família (São Bento do Sul)
  • 1 unidade ao Hospital Frei Bruno (Xaxim).

    Mais informações para a imprensa:
    Fabrício Escandiuzzi
    Assessoria de Comunicação
    Secretaria de Estado da Saúde - SES
    Fone: (48) 3664-8820 / 99913-0316
    E-mail: imprensa@saude.sc.gov.br
    Site: portalses.saude.sc.gov.br


Foto: Márcia Callegaro/ Casa Civil

O plano de retomada às aulas e demandas da Universidade do Planalto Catarinense (Uniplac), de Lages, foram apresentados ao chefe interino da Casa Civil, Juliano Chiodelli, na manhã desta terça-feira, 30, em Florianópolis.

Participaram da reunião o reitor da Uniplac, professor Kaio Amarante, e a pró-reitora de Pesquisa, Extensão e Pós-graduação, professora Lilia Kanan. O Plano de Apoio de Retomada das Atividades iniciou dia 7 de junho com aulas práticas em laboratórios e estágios. Agora, a universidade se prepara para a retomada geral autorizada pela Portaria 447/2020, publicada nesta segunda-feira, 29 no Diário Oficial do Estado. 

A Portaria autoriza a realização de atividades presenciais de ensino superior em estabelecimentos acadêmicos públicos e privados a partir de 6 de julho. A medida autoriza o retorno, inclusive, em nível de pós-graduação, desde que as instituições tenham estrutura para manter o distanciamento de 1,5 metro entre todos os frequentadores do ambiente educacional. O retorno das aulas está condicionado às decisões regionalizadas.

Conforme prevê o decreto estadual 630/2020, as aulas presenciais nas redes privada e pública, nas esferas municipal, estadual e federal, incluindo educação infantil, ensino fundamental, nível médio e educação de jovens e adultos (EJA) seguem suspensas até o dia 2 de agosto.

Trabalho remoto

Desde março as aulas presenciais estão suspensas em Santa Catarina por conta da pandemia de Covid-19. Chiodelli destacou que o trabalho remoto mudou a realidade em todos os setores.“Todos tiveram que fazer uma readequação do trabalho, alterar suas rotinas, mas as coisas têm funcionado muito bem ”, disse. 

O reitor afirmou que neste período não houve perdas aos alunos, pois eles tiveram acesso às aulas de forma remota. Mas reforçou que nenhum estado mais será o mesmo após essa pandemia. “Observamos que a produtividade é até maior que de forma presencial. Inclusive, essa será uma discussão após a pandemia, pois o trabalho remoto será uma necessidade daqui pra frente”.

Entre os pleitos da Uniplac estão as bolsas de estudo do Programa Uniedu e recursos do Fumdes. O chefe interino da Casa Civil se comprometeu a encaminhar essas demandas para uma discussão futura.

A partir de 2020, as novas regras do programa garantem que os alunos mais carentes sejam os principais beneficiários. A seleção é feita com base na avaliação dos candidatos de acordo com o Índice de Carência (IC), calculado de forma automática pelo Sistema de Cadastro do Uniedu. Esse cálculo garante a transparência do processo de avaliação. 

O processo de seleção e a distribuição das bolsas Uniedu são regidos e executados pelas IES, baseados na legislação em vigor. As instituições são as responsáveis pela execução e orientação de seus estudantes. 

Medidas de retorno às aulas

Nesta segunda-feira, 29, a Secretaria de Estado da Saúde publicou uma portaria que regulamenta os protocolos para o retorno das aulas presenciais do ensino superior em Santa Catarina. Outra portaria também estabelece as medidas para permitir as aulas práticas de cursos técnicos no Estado, com exceção dos cursos técnicos das escolas da rede estadual de ensino.

Uma retificação será publicada no Diário Oficial nesta terça-feira, 30, determinando que ambas as portarias entram em vigor a partir de 6 de julho. 

>> Portarias estão disponíveis aqui

Informações adicionais à imprensa
Márcia Callegaro
Assessoria de Comunicação
Casa Civil
E-mail: comunicacao@casacivil.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-2104 / 98842-8479
Site: www.scc.sc.gov.br
www.fb.com/casacivilsc / @CasaCivilSC