Encontre serviços oferecidos pelo Governo de SC

Reunimos neste site tudo o que o Governo pode fazer por você

Notícias em destaque

Vídeos

Vigas de metal retiradas da Hercílio Luz serão usadas na construção de outras pontes

Oportunidades

Próximos eventos


Foto: Rafael Vieira de Araujo/Celesc

O diretor-geral da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), André Pepitone, fez uma palestra sobre o panorama atual do setor elétrico e as perspectivas para 2019 e 2020 na manhã desta sexta-feira, 13, no auditório da Administração Central da Celesc, em Florianópolis. Na apresentação, Pepitone apresentou aos funcionários da Celesc os números do setor elétrico no Brasil, os planos para o futuro do segmento, os trabalhos desenvolvidos pela agência reguladora e os investimentos no setor elétrico, que somam R$ 685 bilhões desde a criação da Aneel em 1996.

A geração de energia a partir de fontes renováveis, principalmente solar, foi o assunto mais destacado por Pepitone. “Até 2000, 100% da geração de energia disponível no Brasil era derivada de hidrelétricas. De lá para cá, diversificamos muito nosso modelo energético. Hoje, para vocês terem ideia da capacidade instalada, a energia eólica corresponde a 9%; a fotovoltaica já chega a 1,3% e irá crescer mais; a gerada por gás, 15,5%; enquanto a de biomassa atinge 9%. Por último, vem a energia nuclear, que corresponde a 1,2%. Neste cenário, vale destacar que 83% da capacidade instalada é renovável”, disse o diretor-geral.

Segundo ele, o Brasil é muito rico na geração de energia por ter água em abundância, sol na medida certa, além de vento. “Justamente pela ampliação da geração de mini e micro energia, a partir da energia fotovoltaica, iniciaremos, agora em outubro, o debate para a regulação desta modalidade. O consumidor agora é um prosumidor, uma figura que não apenas consome, mas que também ajuda a produzir. Os painéis solares já se tornaram muito mais acessíveis. Desde 2014, vêm caindo de preço e a oferta passa a ser cada vez mais atraente para uma determinada faixa de consumidores-prosumidores”, explicou o diretor.

Após a palestra, Pepitone e sua comitiva conheceram diversos setores da Celesc, acompanhados do presidente da companhia, Cleicio Poleto Martins, e diretores.

Informações adicionais para a imprensa
Rafael Vieira de Araujo e Marcelo Barcelos
Assessoria de Imprensa
Celesc
E-mail: imprensa@celesc.com.br 
Fone: (48) 3231.5140


Foto: Divulgação / IMA

Um dia após o controle do incêndio, o Parque Estadual da Serra do Tabuleiro volta à rotina. Nesta sexta-feira, 13, cerca de 20 estudantes da Escola Cel. Antônio Lehmkuhl, de Águas Mornas,  visitaram a maior Unidade de Conservação Estadual. 

Foto: Divulgação/Defesa Civil

A Defesa Civil de Santa Catarina realizou a montagem de mais um kit de transposição, dessa vez na comunidade de Urubuquara, em Garuva, no Norte de SC. A estrutura substitui uma antiga ponte de madeira sobre o Rio Cupim na Estrada Barão do Rio Branco, que foi atingida por uma forte enxurrada. A ação é resultado da parceria entre a Defesa Civil de SC e a Prefeitura de Garuva. O município realizou a construção das cabeceiras e o órgão estadual fez a montagem do kit pré-moldado de concreto. A ponte, com 10 metros de comprimento e cinco metros de largura, é avaliada em R$ 63,6 mil.

"Já foram instaladas 381 pontes em todo o estado e a previsão é que sejam entregues mais 33 kits de transposição até o final deste ano", destaca o chefe da Defesa Civil estadual, João Batista Cordeiro Júnior, que acompanhou o trabalho de instalação da estrutura. O kit de transposição foi montado em menos de duas horas e foi projetado para permitir uma vazão maior do rio e assim suportar grandes enxurradas.

No total, 45 famílias serão diretamente beneficiadas pela ação. Segundo a moradora da comunidade Cleusa Pereira Ferreira de Oliveira, a antiga ponte representava diversos problemas. "Era bem complicado, quando chovia fazia buraco na cabeceira da ponte", relembra. A estrutura é o único acesso da localidade e também para a Fazenda Esperança, local de recuperação de dependentes químicos. "Era difícil. Nós precisamos deste trajeto e vai ser bom para todo mundo", completa a dona de casa. 

Já o gerente de um hotel fazenda da região Sidnei de Castro Bertoni acredita que a nova ponte vai impulsionar a economia da região. "Era o que nós precisávamos. Vai facilitar o acesso das empresas e dos moradores, vai engrandecer o bairro e não vamos mais ter problema em dia de chuva", comenta.

Informações adicionais para imprensa:
Flávio Vieira Júnior
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado da Defesa Civil - SDS
Fone: (48) 3664-7009 / 99185-3889 / 99651-5888
E-mail: defesacivilsc@gmail.com
Site: www.defesacivil.sc.gov.br


Imagem/SDE

Deixar a imaginação fluir e ao mesmo tempo fortalecer a conscientização da importância dos princípios éticos e de segurança com o combate à pirataria. Essa é a proposta do concurso de histórias em quadrinhos Heróis SC, promovido pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDE) para alunos de escolas públicas e privadas catarinenses. Os estudantes vencedores terão as histórias transformadas em gibis, que serão distribuídos nas instituições de ensino parceiras. 

As inscrições do concurso começam no dia 16 de outubro e seguem até 30 de outubro. O Heróis SC tem o apoio das secretarias da Fazenda e da Educação e será coordenado pelo Conselho Estadual de Combate a Pirataria (Cecop), vinculado à SDE e que atua por meio da educação, na disseminação da cultura em defesa da propriedade intelectual. “A ideia surgiu depois do primeiro concurso para a escolha do nosso mascote. Como recebemos várias propostas criativas, selecionamos 10 para integrar a turma de heróis que agora farão parte desse gibi, instigando o estudante a ser também um herói que une forças para a defesa da propriedade intelectual e o combate à pirataria”, explica o presidente do Cecop, Jair Antônio Schmitt.

Para ajudar na inspiração dos autores, o Capitão Originaldo e os mascotes Polvinho, Tubarão, Abelha, Charão, Maneca, Martinho, Cecopinho e Aguiar – turma de heróis do Cecop – vão estar unidos na criação das histórias. Serão aceitas histórias sobre propriedade intelectual e educação fiscal. Podem participar alunos da rede de ensino fundamental, médio e nível superior, com inscrições individuais ou em grupo de até três pessoas. O trabalho vencedor de cada categoria (ensino fundamental, médio e superior) receberá a premiação de R$ 4 mil. O edital e a cartilha de apoio aos alunos sobre o conceito do concurso estão disponíveis neste link.

Serviço:

Concurso para histórias em quadrinhos/ Cecop
Inscrições de 16 de setembro a 30 de outubro
Informações no site 

Mais informações para a imprensa:
Mônica Foltran
Assessoria de Comunicação
Secretaria do Desenvolvimento Econômico Sustentável - SDE
Fone: (48) 3665-2261 / 99696-1366
E-mail: jornalistamonicafoltran@gmail.com
Site: www.sds.sc.gov.br

 


Foto: Heron Queiroz / Fesporte 

A etapa estadual da 19ª edição da Olimpíada Estudantil Catarinense (Olesc) começou na manhã desta sexta-feira, 13, em Videira, entregando as primeiras medalhas da competição. O primeiro ouro veio no atletismo com Kauan Vicente Nicocelli, 17 anos, de Joinville, que arremessou o martelo a 52m50cm.

“Este ano estou fazendo uma boa temporada. Já venci recentemente os Joguinhos Abertos de Santa Catarina e agora na Olesc onde não esperava vencer”, admitiu o campeão.

Quem também saiu feliz da pista de atletismo do Complexo Esportivo Sérgio Luiz Marafon foi Alex Agostinho, de Balneário Camboriú, medalha de ouro no salto em altura, ao pular 1m83cm. “Treino há três anos para conquistar este primeiro lugar. É uma sensação muito boa. Só tenho a agradecer meus treinadores Daia e Diogo Gamboa e que me proporcionaram isso. Estou muito feliz”, disse o campeão.

Além das primeiras medalhas do atletismo a manhã desta sexta-feira foi dia de premiar os campeões das primeiras provas do ciclismo. Na briga entre municípios quem se deu melhor na prova Team Relay foi a equipe de Florianópolis, que conquistou o primeiro lugar, seguida de Joinville, em segundo, e Jaraguá do Sul, que fechou sua participação em terceiro lugar.

Já na prova seguinte, a de cross-country, Mateus Coan, de São Bento do Sul, ficou com a medalha de ouro, seguido de Nicolas Pereira, de Balneário Camboriú, em segundo, e  Ian Franceschini, de Concórdia, em terceiro lugar geral.

Entre as mulheres a medalha de ouro do cross-country coube a Liandra Heimann, de Timbó, com Letícia Garcia, de Jaraguá do Sul,em segundo, e Mireli Nunes, de Joinville, em terceiro lugar. 

A Olesc é uma promoção do governo de Santa Catarina e realizada por intermédio da Fesporte, em parceria com o município de Videira. 

As competições vão até o dia 21. Em Videira são 12 modalidades em disputa: atletismo, basquetebol, caratê, ciclismo, futsal, ginástica rítmica, handebol, judô, tênis, tênis de mesa, voleibol e xadrez, masculinos e femininos.

Abertura

Um público de aproximadamente 3 mil pessoas esteve presente no Centro Poliesportivo Municipal Sérgio Marafon, o Medalhão, para a abertura oficial da 19ª edição Olesc, na noite de quinta-feira, 12, em Videira.

Atletas de 82 municípios catarinenses fizeram o desfile das delegações participantes. Dentre as autoridades presentes, estavam a vice-governadora do Estado, Daniela Reinehr e o presidente da Fesporte, Rui Godinho.

Informações adicionais para a imprensa
Antônio Prado
Assessoria de Imprensa 
Fundação Catarinense de Esporte - Fesporte
Fone: (48) 3665-6126/ (48) 99949-5255
E-mail: prado@fesporte.sc.gov.br
Site: www.fesporte.sc.gov.br

 

Página 1 de 557

Conecte-se