Encontre serviços oferecidos pelo Governo de SC

Reunimos neste site tudo o que o Governo pode fazer por você

Notícias em destaque

Vídeos

Estruturas retiradas da Hercílio Luz vão ajudar na construção de outras pontes em SC



Oportunidades

Próximos eventos

A vice-governadora, Daniela Reinehr, participou na manhã desta segunda-feira, 11, em Chapecó, da abertura do 1º Fórum Internacional Agro Sem Fronteiras. Um dos assuntos tratados no encontro foi a Rota do Milho, fundamental para o fortalecimento do agronegócio em Santa Catarina. O evento, que reuniu pessoas ligadas ao setor que atuam no Brasil, Argentina e Paraguai, segue até terça-feira.

Daniela Reinehr destacou que o Governo do Estado e a Secretaria de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural estão comprometidos a buscar junto ao Ministério da Agricultura e à Receita Federal as soluções burocráticas que estavam faltando para efetivar a proposta.

 “Isso é fundamental para equacionarmos demandas de nosso agronegócio. E estamos trabalhando com agilidade: ainda hoje protocolamos um ofício solicitando que o assunto seja levado para aprovação do Mercosul e pedimos, também, uma reunião presencial”, explicou.

Segundo Reinehr em seu discurso, já existe um modelo de logística, aprovado em reunião na última semana no gabinete da Vice-Governadoria em Chapecó. “Tenho certeza que estamos caminhando a passos largos para efetivar o esperado projeto. Trabalhamos para operacionalizar o trabalho que o grupo da Rota do Milho está fazendo há tanto tempo”, disse.

O secretário adjunto da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural, Ricardo Miotto, ressaltou que a Rota do Milho tem um papel fundamental para fomentar negócios entre a Argentina, o Paraguai e o Brasil, além de suprir o déficit de milho em Santa Catarina.

O Fórum

O Fórum foi realizado pelo Bloco Regional de Intendentes, prefeitos, alcades e empresários do Mercosul (Bripaem) e pelo Fórum de Competitividade e Desenvolvimento para a Região Oeste. Além das discussões relacionadas à Rota do Milho, a programação abre espaço para importantes debates focados tanto em questões técnicas quanto comerciais, com o objetivo de fortalecer a condição e o potencial da região para abastecer a demanda mundial por alimentos.

Entre os temas escolhidos para as palestras, por exemplo, estão questões ligadas a contratos internacionais e operações de importação e exportação, além da abordagem do cooperativismo como forma de estimular a evolução do agronegócio.

Na terça-feira, 12, acontece a Rodada Internacional de Negócios, com o apoio do Sebrae/SC, que se constitui como uma oportunidade para que empresários de diferentes segmentos possam ampliar suas redes de contato.

“Este seminário coloca em debate a mais do que viável parceria entre Brasil, Argentina e Paraguai, como forma de elevar e manter nosso agronegócio ao lugar de referência global que merece”, finalizou a vice-governadora.

Informações adicionais para imprensa:
Luciane Zuê
Assessoria de Imprensa
Gabinete da Vice-Governadora - GVG
Fone: (48) 3665-2281 | (48) 99832-9521
E-mail: comunicacao@gvg.sc.gov.br

 
Fotos: Ricardo Wolffenbüttel/Secom

O governador Carlos Moisés foi agraciado pelo Exército Brasileiro com a Medalha do Pacificador, em evento de comemoração ao 48º aniversário da 14ª Brigada de Infantaria Motorizada (Brigada Silva Paes), em Florianópolis, na noite desta segunda-feira, 11. A honraria também foi concedida ao comandante-geral da Polícia Militar e presidente do Colegiado Superior de Segurança Pública e Perícia Oficial, coronel Carlos Alberto de Araújo Gomes Júnior.

"Recebo com grande honra a Medalha do Pacificador. Há necessidade de pacificar o país, religar as pessoas, sem brigas meramente ideológicas. Recebo em nome de todo o Governo de Santa Catarina", declarou Carlos Moisés.

O governador também destacou a importância das Forças Armadas para a prestação de serviços em todas as regiões. "A gente percebe como o Exército, por meio dos seus comandos locais, interagem em todas as áreas do Estado, com as polícias, o Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil, em ações que o cidadão espera de nós", expôs.

:: Veja mais fotos na galeria

O evento teve a presença de ex-combatentes da Força Expedicionária Brasileira (FEB) e militares do 23º, 62º e 63º Batalhões de Infantaria, 28º Grupo de Artilharia de Campanha e do 14º Regimento de Cavalaria Mecanizado, este último campeão da Prova Combatente Silva Paes.

"Nossos 48 anos são poucos, mas são a parte vísivel de uma árvore de bons frutos", resumiu o comandante da 14ª Brigada de Infantaria Motorizada, general Ricardo Miranda Aversa. "Ao celebrarmos mais um ano de existência, renovamos nosso compromisso de servir a pátria, como uma chama viva em cada um de nós", afirmou.

Entre os homenageados da noite também estava a diretora do Detran, delegada Sandra Mara Pereira, agraciada com o diploma de Amigo da Brigada, assim como outras 11 personalidades reconhecidas pelos serviços prestados ao Exército Brasileiro: capitão de mar e guerra Alexandre Lopes Vianna de Souza, coronel de aviação Luiz dos Santos Alves, Claudinei Marques, Fábio Alexandre Dalonso, Antônio Obet Koerich, Marcelo Corrêa Petrelli, Gilberto Ziebarth, Carlos Norberto da Silva, Reginaldo Fontanella, Moacir Gervázio Thomazi e Dolores Carolina Tomaselli.

Outras honrarias concedidas na noite foram as medalhas Pró-Pátria (ao general de brigada Ricardo Miranda Aversa), Eternos Combatentes da FEB (a Marlene Borges de Oliveira), Bandeirante Domingos Jorge Velho (ao ex-combatente Leopoldo Tomelin), e Nunca Vencidos (aos ex-combatentes José Bernardino Coelho e Arnoldo Lana).

Informações adicionais para a imprensa
Renan Medeiros
Assessoria de Imprensa
Secretaria Executiva de Comunicação - SECom
E-mail: renan@secom.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-3058 / (48) 99605-9196
Site: www.sc.gov.br 
www.facebook.com/governosc e @GovSC

 
Foto: Cristiano Estrela/Secom

O Instituto do Meio Ambiente do Estado de Santa Catarina (IMA) divulga o primeiro relatório semanal de balneabilidade referente à temporada 2019-2020. De acordo com o resultado, 77,3% dos pontos analisados nos 500 quilômetros da costa catarinense estão próprios para banho. De novembro a março a pesquisa é divulgada todas as semanas devido ao maior número de banhistas nas praias do estado.

Segundo o relatório, em Florianópolis, dos 85 locais onde há coleta, em 63 a condição da água é própria para banho humano. Nos demais pontos do litoral, de 144 pontos, em 114 recomenda-se o mergulho. Com relação ao monitoramento anterior, três pontos passaram da condição de impróprio para próprio e 21 de próprio para impróprio.

As coletas foram realizadas de 04 a 08 de novembro nos municípios de Araranguá, Bal. Arroio do Silva, Bal. Gaivota, Bal. Camboriú, Bal. Rincão, Barra Velha, Biguaçu, Bombinhas, Florianópolis, Garopaba, Gov. Celso Ramos, Imbituba, Itajaí, Itapema, Itapoá, Jaguaruna, Joinville, Laguna, Navegantes, Palhoça, Passo de Torres, Penha, Balneário Piçarras, Porto Belo e São José.

O IMA recomenda aos banhistas que acessem o site balneabilidade.ima.sc.gov.br para consultar a situação e o histórico de cada ponto.

Informações adicionais à imprensa:
Claudia Xavier
Assessoria de Imprensa IMA
Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina
E-mail: comunicacao@ima.sc.gov.br
Fone: (48) 3665 4177 / (48) 99172 8277
Site: www.ima.sc.gov.br 


Foto: Arquivo / Cidasc

O faturamento de Santa Catarina com as exportações de carne suína neste ano já supera a marca de 2018. De janeiro a outubro, o estado embarcou 330,5 mil toneladas do produto, gerando receitas de US$ 670,4 milhões - 2,5% a mais do que o valor total registrado no ano anterior. Santa Catarina segue como maior produtor e exportador de carne suína do Brasil, respondendo por 57% de toda a saída nacional.

Grande parte das exportações catarinenses tem como destino abastecer o mercado chinês. China e Hong Kong concentram 57,8% de todo faturamento catarinense com os embarques de carne suína e as expectativas são que esse valor aumente ainda mais nos próximos meses.  Segundo o analista do Centro de Socioeconomia e Planejamento Agrícola (Epagri/Cepa), Alexandre Giehl, a China deve continuar aumentando suas importações de proteínas de origem animal, em função da drástica redução no rebanho suíno causada pelo surto de peste suína africana que o país atravessa.

"Serão necessários alguns anos para que a China atinja novamente os níveis de produção que o país apresentava até 2018. Neste cenário, o Brasil, e em especial Santa Catarina, possui condições de atender parte dessa demanda adicional, tendo em vista a competitividade dos seus produtos e as boas condições sanitárias da produção animal", explica.

Desempenho em outubro

No mês de outubro, os catarinenses exportaram 31,4 mil toneladas de carne suína, gerando um faturamento de US$ 67,6 milhões. Mais uma vez a China foi o grande destaque: os embarques para o país trouxeram receitas de US$ 16,6 milhões, 117% a mais do que em outubro de 2018.

Mercados mais exigentes

Impressiona também o aumento das exportações para os mercados mais exigentes do mundo. No acumulado do ano, Santa Catarina ampliou em 215,9% as vendas para o Japão, em 42,3% para os Estados Unidos e em 497,5% os embarques para a Coreia do Sul.

O acesso a estes mercados se dá pela excelência sanitária conquistada por Santa Catarina. O estado é o único do Brasil reconhecido como área livre de febre aftosa sem vacinação pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE).

Informações adicionais para a imprensa:
Ana Ceron
Assessoria de Imprensa
Secretaria de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural
imprensa@agricultura.sc.gov.br
Fone: (48)-3664-4417/(48) 98843-4996
Site: www.agricultura.sc.gov.br
www.facebook.com/AgriculturaePescaSC/

Página 1 de 608

Conecte-se