Encontre serviços oferecidos pelo Governo de SC

Reunimos neste site tudo o que o Governo pode fazer por você

Notícias em destaque

Vídeos

Tem produtos da agricultura familiar nas refeições de todas as escolas de SC



Oportunidades

Próximos eventos

Mais quatro municípios catarinenses receberam as Cartas de Inundação neste terça-feira, 12. Canoinhas, Mafra, Três Barras e Porto União, no Planalto Norte, foram os beneficiados nesta etapa da ação do Governo do Estado que irá contemplar, ao todo, 35 cidades, com investimento total de R$ 2,5 milhões. A cerimônia de entrega ocorreu na Câmara Municipal de Canoinhas e contou com a presença do Chefe da Defesa Civil de Santa Catarina, João Batista Cordeiro Junior. 

Cartas de Inundação e Sistema de Previsão de Eventos Hidrológicos Críticos são de fundamental importância no planejamento nas ações de proteção e defesa civil. A iniciativa dá embasamento técnico para os órgãos municipais na previsão de cheias, inundações e para o apoio na operação de projetos. As Cartas também podem ser usadas no mapeamento e na análise de riscos hidrológicos, redes de monitoramento e alerta, e como ferramenta para o planejamento urbano dos municípios.

“Todos os anos as inundações e estiagens atingem os catarinenses e essas situações são agravadas pela ocupação desordenada. Planejando as ações e buscando soluções definitivas estamos cada vez mais construindo um Estado resiliente”, explicou João Batista.

Segundo o coordenador regional de Defesa Civil, Clodoaldo Ribas dos Santos, atualmente os municípios da região da Amplanorte (Associação dos Municipios do Planalto Norte) estão trabalhando na revisão dos planos diretores e nova ferramenta chega no momento certo: “A prevenção no ordenamento urbano dos municípios é a melhor forma de se evitar futuras perdas, sejam elas econômicas ou de vidas”.

Já o coordenador de monitoramento e alerta da Defesa Civil de Santa Catarina, Frederico Rudorff, destacou que é uma ação de prevenção e de planejamento que vai impactar diretamente nos municípios beneficiados. “Podemos minimizar os prejuízos com sistemas de alertas e gestão de cheias. A informação antecipada pode minimizar danos, prejuízos e preservar vidas. Assim preparamos nosso Estado para os mais diferentes fenômenos meteorológicos”, completou.


Informações adicionais para imprensa:
Flávio Vieira Júnior
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado da Defesa Civil - DC
Fone: (48) 3664-7009 / 99185-3889 / 99651-5888
E-mail: defesacivilsc@gmail.com
Site: www.defesacivil.sc.gov.br




Arte: Secretaria de Estado da Segurança Pública

Santa Catarina registrou entre os dias 1º de janeiro e 11 de novembro deste ano o menor índice de roubo seguido de morte em 12 anos, após uma semana sem nenhuma ocorrência desse crime no estado. Os dados foram apresentados pelo Colegiado Superior da Segurança Pública e Perícia Oficial em seu Boletim Semanal. Até agora foram confirmados 26 casos de latrocínio em 2019.

Em comparação com o mesmo período do ano passado, houve uma queda de 12 casos, mais de 30% de redução em relação aos 38 latrocínios registrados em 2018.  Em 2017, no mesmo período, foram contabilizadas 52 ocorrências. 

“Fizemos mais uma avaliação dos indicadores de criminalidade em Santa Catarina e confirmamos uma tendência que vem desde o início do ano. Tivemos redução dos principais indicadores: homicídios, mortes violentas em geral, roubos, com destaque especial para os números de latrocínios, uma modalidade criminosa que está sob controle no estado. A cada mês temos números melhores e estamos concorrendo hoje com os melhores índices da década”, afirmou o comandante-geral da PM e presidente do Colegiado Superior de Segurança Pública e Perícia Oficial, coronel Carlos Alberto de Araújo Gomes Júnior. 

O Boletim Semana também evidenciou a brusca queda no número de homicídios, muito abaixo do registrado no último ano. Até agora foram 574 casos contra 682 no mesmo período de 2018, quase 16% a menos nas comparações. 

“Vamos fortalecer ainda mais as estratégias de preparação para o verão. Vamos intensificar as operações, a inteligências já está nos alimentando com informações para garantir uma temporada segura. Trabalharemos integrados, em um esforço do Governo, para fazer deste o verão mais seguro de Santa Catarina”, finalizou Araújo Gomes. 

Informações adicionais para imprensa:
Assessoria de Comunicação
Colegiado Superior de Segurança Pública e Perícia Oficial
E-mail: imprensa@ssp.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-8183
Site: http://www.ssp.sc.gov.br/




Foto: Julio Cavalheiro / Arquivo / Secom

O decreto da estadualização da Via Rápida que faz a ligação de Criciúma e Içara à BR-101 foi publicado no Diário Oficial do Estado de segunda-feira, 11. A partir de agora a rodovia é de responsabilidade do Governo de Santa Catarina e faz parte do Plano Rodoviário Estadual.

A Secretaria de Estado da Infraestrutura e Mobilidade (SIE) iniciará a manutenção no trecho neste mês com serviços de tapa buracos, roçada e melhorias na sinalização. A fiscalização será realizada pela Polícia Rodoviária Estadual.

“A estadualização do trecho é muito importante, pois agora vamos conseguir realizar a manutenção da rodovia e garantir mais segurança a todos os motoristas que trafegam no local”, declarou o secretário da Infraestrutura, Carlos Hassler.

A via tem 12,7 quilômetros, inicia na região do Bairro Próspera, em Criciúma, com dois acessos no perímetro urbano e segue por 10 quilômetros até a BR-101, passando pelo município de Içara. É o primeiro acesso duplicado até a rodovia federal. A obra foi inaugurada em dezembro de 2017 e o investimento foi de mais de R$ 150 milhões.

Mais informações para imprensa:
Patricia Zomer
Vanessa Pires
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Infraestrutura e Mobilidade
(48) 3664-2008 / 9-9995-8494
ascom.sie@gmail.com



A vice-governadora, Daniela Reinehr, participou na manhã desta segunda-feira, 11, em Chapecó, da abertura do 1º Fórum Internacional Agro Sem Fronteiras. Um dos assuntos tratados no encontro foi a Rota do Milho, fundamental para o fortalecimento do agronegócio em Santa Catarina. O evento, que reuniu pessoas ligadas ao setor que atuam no Brasil, Argentina e Paraguai, segue até terça-feira.

Daniela Reinehr destacou que o Governo do Estado e a Secretaria de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural estão comprometidos a buscar junto ao Ministério da Agricultura e à Receita Federal as soluções burocráticas que estavam faltando para efetivar a proposta.

 “Isso é fundamental para equacionarmos demandas de nosso agronegócio. E estamos trabalhando com agilidade: ainda hoje protocolamos um ofício solicitando que o assunto seja levado para aprovação do Mercosul e pedimos, também, uma reunião presencial”, explicou.

Segundo Reinehr em seu discurso, já existe um modelo de logística, aprovado em reunião na última semana no gabinete da Vice-Governadoria em Chapecó. “Tenho certeza que estamos caminhando a passos largos para efetivar o esperado projeto. Trabalhamos para operacionalizar o trabalho que o grupo da Rota do Milho está fazendo há tanto tempo”, disse.

O secretário adjunto da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural, Ricardo Miotto, ressaltou que a Rota do Milho tem um papel fundamental para fomentar negócios entre a Argentina, o Paraguai e o Brasil, além de suprir o déficit de milho em Santa Catarina.

O Fórum

O Fórum foi realizado pelo Bloco Regional de Intendentes, prefeitos, alcades e empresários do Mercosul (Bripaem) e pelo Fórum de Competitividade e Desenvolvimento para a Região Oeste. Além das discussões relacionadas à Rota do Milho, a programação abre espaço para importantes debates focados tanto em questões técnicas quanto comerciais, com o objetivo de fortalecer a condição e o potencial da região para abastecer a demanda mundial por alimentos.

Entre os temas escolhidos para as palestras, por exemplo, estão questões ligadas a contratos internacionais e operações de importação e exportação, além da abordagem do cooperativismo como forma de estimular a evolução do agronegócio.

Na terça-feira, 12, acontece a Rodada Internacional de Negócios, com o apoio do Sebrae/SC, que se constitui como uma oportunidade para que empresários de diferentes segmentos possam ampliar suas redes de contato.

“Este seminário coloca em debate a mais do que viável parceria entre Brasil, Argentina e Paraguai, como forma de elevar e manter nosso agronegócio ao lugar de referência global que merece”, finalizou a vice-governadora.

Informações adicionais para imprensa:
Luciane Zuê
Assessoria de Imprensa
Gabinete da Vice-Governadora - GVG
Fone: (48) 3665-2281 | (48) 99832-9521
E-mail: comunicacao@gvg.sc.gov.br

Página 1 de 609

Conecte-se