Encontre serviços e notícias do Governo de SC

Reunimos neste site tudo o que o Governo pode fazer por você

Notícias em destaque

Vídeos

Novos alunos da Polícia Militar de Santa Catarina



Oportunidades

Próximos eventos


Foto: Daiane Fagundes / Portonave 

O Complexo Portuário de Itajaí realizou, nesta quinta-feira, 16, a primeira manobra especial de teste na nova bacia de evolução. A manobra foi executada com o navio “Valor”, de 300 metros de comprimento e 48,3 metros de largura (boca) e durou cerca de 1h e 40 minutos. A ação foi permitida por conta da obra de dragagem realizada pelo Governo do Estado para o aumento da capacidade da Bacia de Evolução, concluída em abril de 2019, além de investimento complementar do Porto de Itajaí e da Portonave.

A manobra, efetuada pela primeira vez no Brasil, iniciou no berço 02 da Portonave. O navio foi rebocado de ré até a área da bacia, dando sequência para o giro de 180º.

A nova bacia contempla 500 metros de diâmetro e 14 metros de profundidade. O investimento de R$ 141,9 milhões do Governo do Estado possibilita a atracação de navios de 335 a 366 metros de comprimento e 48 a 52 metros de largura.

“É uma obra de extrema importância que trará mais desenvolvimento econômico para Santa Catarina”, afirmou o secretário de Estado da Infraestrutura e Mobilidade, Carlos Hassler.

O Complexo Portuário de Itajaí é segundo maior em operações de contêineres no Brasil, representando quase 4% da balança comercial brasileira e 60% dos produtos produzidos em Santa Catarina. A estimativa é que com a chegada de navios maiores, aumente em 30% a movimentação de contêineres - o que representa R$ 27 milhões a mais de receita nas atividades ligadas ao setor portuário. 

Mais informações para imprensa:
Patricia Zomer
Vanessa Pires
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Infraestrutura e Mobilidade
(48) 3664-2008 / 9-9995-8494
ascom.sie@gmail.com


Fotos: Divulgação / Defesa Civil 

Foi reaberta ao tráfego na última terça-feira , 14, de maneira provisória, a SC-108, em Guaramirim, no Norte do Estado. A rodovia estava interditada por conta de um deslizamento na altura da comunidade Vila Freitas. As obras de contenção e estabilização da rodovia estão sendo realizadas pela Defesa Civil, que abriu um desvio em um dos sentidos para liberar o trânsito. Os trabalhos seguem até março.

Para a liberação da SC-108, foram analisadas as condições do solo, umidade e estabilidade. Segundo a Defesa Civil, o terreno apresentou coesão e estabilidade nos ensaios de campo e testes de carga. A liberação ao tráfego foi acompanhada por técnicos e engenheiros do órgão, pela Prefeitura Municipal de Guaramirim, Secretaria de Estado de Infraestrutura e Mobilidade e com o  auxílio da Celesc.

Segundo o chefe da Defesa Civil, coronel João Batista Cordeiro Júnior, a situação mais crítica no deslizamento da SC-108 foi superada, quando estavam sendo retirados os entulhos das casas destruídas no local. Segundo ele, neste momento, houve uma redução na estabilidade do solo, uma vez que aquele material permanecia contendo a encosta.

“Naquele momento, o trabalho teve de ser realizado em um ritmo para que não se agravasse a situação ainda mais e houve também altos índices pluviométricos no local. Com o avanço dos trabalhos, a estabilidade melhorou e atingiu-se um nível em que houve a possibilidade de liberação do tráfego. Agora é possível avançar com maior celeridade, todavia com constante monitoramento”, explicar Cordeiro Júnior.

Informações adicionais para imprensa:
Leonardo Gorges
Assessoria de Imprensa
Secretaria Executiva de Comunicação - SECom
E-mail: leonardogorges@secom.sc.gov.br 
Fone: (48) 3665-3045
Site: www.sc.gov.br 


Flávio Vieira Júnior
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado da Defesa Civil - DC
Fone: (48) 3664-7009 / 99185-3889 / 99651-5888
E-mail: defesacivilsc@gmail.com
Site: www.defesacivil.sc.gov.br


Foto: Ricardo Wolffenbüttel / Secom

A Secretaria de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural comunica a interdição dos cultivos de ostras e mexilhões das localidades de Barra do Aririú, em Palhoça e da Ponta de Baixo, em São José, devido à presença de Escherichia coli (E. coli) acima dos limites permitidos. A partir desta quarta-feira, 15, está proibido retirar e comercializar ostras, mexilhões e seus produtos, inclusive nos costões e beira de praia dessas áreas.

A medida foi necessária após exames laboratoriais detectarem a concentração de coliformes fecais acima dos limites permitidos nos cultivos de moluscos bivalves em apenas nessas duas localidades. Esse fenômeno é decorrente da combinação de chuvas e do maior número de pessoas visitando o Litoral catarinense.

É importante ressaltar que essa é uma situação pontual, restrita às localidades de Barra do Aririú e Ponta de Baixo, e que não se aplica a outras 37 localidades produtivas. Nos locais interditados existem cerca de 15 maricultores de um total de 500 em todo o estado.

A Cidasc segue com as coletas para monitoramento das áreas de produção de moluscos interditadas e arredores. Os resultados dessas análises definirão a liberação ou a manutenção da interdição das áreas afetadas. Os locais de produção interditados serão liberados após dois resultados consecutivos demonstrando que os moluscos estão aptos para o consumo.

Santa Catarina é o maior produtor nacional de moluscos, com 39 áreas de produção distribuídas em 11 municípios do Litoral. O setor gera mais de 1.900 empregos diretos e a produção gira em torno de 13 mil toneladas de mexilhões, ostras e vieiras.

Monitoramento constante

Santa Catarina é o único estado do país que realiza o monitoramento permanente das áreas de cultivo. O Programa Estadual de Controle Higiênico Sanitário de Moluscos é um dos procedimentos de gestão e controle sanitário da cadeia produtiva, dando garantia e segurança para os produtores e consumidores.

Informações adicionais para imprensa:
Ana Ceron
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural
E-mail: imprensa@agricultura.sc.gov.br
Fone: (48) 3664-4417/ 98843-4996
Site: www.agricultura.sc.gov.br

 


Foto: Divulgação / Dive 

A Secretaria de Saúde de Santa Catarina (SES), por meio da Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive), recebeu nesta quinta-feira, 16, mais 28 mil doses da vacina pentavalente. A imunização protege contra difteria, tétano, coqueluche, hepatite B e a bactéria haemophilus influenza tipo b (responsável por infecções no nariz e garganta). As doses já estão liberadas para que as 17 regionais de saúde façam a retirada na central, que fica em São José, na Grande Florianópolis.

Esse é o segundo lote de vacinas recebido pelo Estado neste ano. O primeiro, com 27 mil doses, chegou na última sexta-feira, 10.

Histórico

A redução no quantitativo de doses enviadas pelo Ministério da Saúde (MS) ao Estado começou em maio de 2019. Nos meses de maio e junho de 2019, veio uma cota reduzida em cerca de 50%. Em julho de 2019, foi recebido 44% do lote mensal.

Nos meses de agosto e setembro de 2019, SC não recebeu doses da pentavalente. No início de outubro de 2019, uma remessa com 11 mil doses foi encaminhada ao Estado. No dia 25 de outubro de 2019, mais 22 mil doses chegaram. Nos meses de novembro e dezembro de 2019, SC não recebeu doses.

Informações adicionais para a imprensa:
Patrícia Pozzo
Núcleo de Comunicação
Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive)
Secretaria de Estado da Saúde
Fone: (48) 3664-7406 | 3664-7402
E-mail: divecomunicacao@saude.sc.gov.br
www.dive.sc.gov.br


Foto: Arquivo / Secom

Mais de duas mil vagas de emprego estão sendo intermediadas pelo Sistema Nacional de Emprego em Santa Catarina (Sine/SC), órgão vinculado à Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico. As ofertas da semana, disponíveis em 56 cidades catarinenses, englobam as mais variadas funções, com pré-requisito desde nível fundamental a superior.

Na avaliação do secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável, Lucas Esmeraldino, a oferta de vagas no estado é um reflexo do otimismo do mercado. O empresário industrial e do ramo da construção civil estão confiantes. Além disso, a intenção de investir do catarinense encerrou 2019 com tendência de alta, superando a média nacional, afirma Esmeraldino. “Esses indicadores confirmam o crescimento da produção e do emprego em Santa Catarina, que embora de forma lenta, vem se mostrando persistente. Assim, a perspectiva é que 2020 seja de mais crescimento econômico, investimentos e empregos no estado”, frisa. 

Vagas no Oeste 

A cidade de São Miguel do Oeste tem o maior número de ofertas pelo órgão estadual. Em um total de 462 vagas, pelo menos 250 são para o cargo de auxiliar de linha de produção no ramo de alimentos. 

“A exportação de carne suína bateu o sua melhor marca histórica em 2019 e o frango teve o seu segundo melhor resultado em 22 anos no estado. Estes números impulsionam todo o setor de proteína animal, gerando mais emprego a todos os catarinenses”, avalia o diretor de Produtividade, Trabalho e Renda da SDE, Ramon Fernandes.

Candidatos

Quem tiver interesse em alguma das vagas deve se dirigir à unidade do Sine da cidade. É imprescindível levar RG, CPF e a carteira de trabalho. Sem estes documentos, não é possível fazer as inscrições. Não há necessidade de levar currículo. O cadastro é feito direto no balcão do Sine.

Sine Fácil

A lista de oportunidades disponíveis pode ser acessada no aplicativo Sine Fácil, disponível para smartphones. Pelo Sine Fácil, o trabalhador poderá acompanhar a situação do benefício do seguro-desemprego e acessar outros serviços de seu interesse. O aplicativo permite ainda consultas a vagas de emprego, em qualquer horário, de qualquer local, sem a necessidade de o trabalhador se deslocar até um posto de atendimento.

Veja as vagas nas cidades

Araranguá 32 

Abelardo Luz 4

Balneário Camboriú 105 – PCD 02

Braço do Norte 15

Biguaçu 17

Blumenau 77 – PcD 8

Caçador 06 - PcD 2

Camboriú 6

Campos Novos 99

Canoinhas 5

Capinzal 28

Capivari de Baixo 1

Chapecó 390 – PcD 4

Concórdia 129

Cocal do Sul 1

Criciúma 36

Dionísio Cerqueira 2

Fraiburgo 26

Florianópolis 50 – PcD 35

Forquilhinha 14

Garopaba 3

Garuva 9

Gaspar 3

Ibirama 25

Içara 42

Indaial 20 – PcD 2

Itajaí 24 – PcD 4

Itapema 66

Ituporanga 35

Jaguaruna 5

Jaraguá do Sul 3

Joaçaba 45 – PcD4

Joinville 92

Lages 3 – PcD 1

Laguna 2

Mafra 97 – PcD1

Maravilha 10

Morro da Fumaça 12

Navegantes 25

Palmitos 2

Papanduva 5

Pomerode 5

Rodeio 13

Rio do Sul 20

São Bento do Sul 39 PcD1

São João Batista 1

São Joaquim 53

Seara 25

São José 8

São Miguel do Oeste 453 – PcD 9

Tijucas 60 – PcD1

Timbó 10

Tubarão 5

Urussanga 23

Videira 5

Xanxerê 32

Mais informações para a imprensa:
Mônica Foltran
Assessoria de Comunicação
Secretaria do Desenvolvimento Econômico Sustentável - SDE
Fone: (48) 3665-2261
E-mail: jornalistamonicafoltran@gmail.com
Site: www.sds.sc.gov.br

Página 1 de 661

Conecte-se