Encontre serviços oferecidos pelo Governo de SC

Reunimos neste site tudo o que o Governo pode fazer por você

Notícias em destaque

Vídeos

Tem produtos da agricultura familiar nas refeições de todas as escolas de SC



Oportunidades

Próximos eventos


Foto: Carolina Rios / FCC

O Museu Nacional do Mar - Embarcações Brasileiras, administrado pela Fundação Catarinense de Cultura (FCC) em São Francisco do Sul, oferecerá ao público a partir desta quinta-feira, 14, uma nova atração em seu espaço expositivo: uma maquete com 84 metros quadrados retrata todo o perímetro urbano do Centro Histórico do município, incluindo a orla da Baía da Babitonga e o ancoradouro dos navios de cabotagem. O diorama foi construído pelo artesão Conny Baumgart, com a participação de outros profissionais, e levou 20 anos para ser concluído.

Produzida na escala de 1:75 (1 metro = 1,38 centímetros), a maquete tem 6m x 14m de tamanho, e está localizada no andar superior do Museu. O trabalho, iniciado em 1999, foi finalizado graças ao patrocínio da empresa Arcelor Mital e à parceria com o Instituto Federal Catarinense, que contribuiu com a parte de automação do diorama.

A obra retrata o Centro Histórico de São Francisco do Sul na virada da década de 1930 para 1940, com suas edificações, ruas, morros, vegetação, personagens e meios de transporte. As edificações, feitas de poliestireno com pintura à base de água, foram executadas através de levantamentos fotográficos e métricos in-loco, além de entrevistas com os moradores.

Os personagens (pessoas e animais), meios de transporte e objetos são feitos de resina de gel coat e também recebem pintura à base de água. Foram executados, ainda, reparos e pintura em algumas maquetes de edificações que já estavam prontas, mas que sofreram desgaste com o tempo e necessitavam de manutenção. Além disso, a maquete recebeu fechamento em vidro temperado, nova iluminação e pintura tanto interna quanto externa. O diorama conta, ainda, com efeitos de luz e movimento, graças à parceria com o curso de Automação do campus de São Francisco do Sul do IFC.

Histórico da maquete

O projeto do diorama do Centro Histórico de São Francisco do Sul tem como principal característica sua especificidade e nível de detalhamento, alcançados graças ao trabalho de inúmeros profissionais envolvidos, entre artesãos, arquitetos, designers, estudantes, que contribuíram com a finalização da peça.

A ideia de construir o diorama surgiu em novembro de 1998, quando o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), por meio de seu superintendente, Dalmo Vieira Filho, e a Associação dos Amigos do Museu Nacional do Mar convidaram o artesão Conny Baumgart para estudar a viabilidade de execução do projeto que retratasse todo o Centro Histórico de São Francisco do Sul entre os anos 1930 e 1940.

Esta época foi escolhida por coincidir com o início da 2ª Grande Guerra Mundial, como âncora para a memória, e também por não ser muito remota. Foi um período áureo para São Francisco do Sul, quando as atividades portuárias e comerciais se desenvolveram em frente aos armazéns da Cia Carl Hoepcke, que hoje abrigam o Museu Nacional do Mar, e Moinho Santista. A cidade também atingiu, neste período, uma configuração que pode ser considerada completa.

O início dos trabalhos deu-se em fevereiro de 1999 e, até 2013, o artesão esteve à frente do projeto, com a participação de estagiários, estudantes e moradores de São Francisco do Sul. Baumgart desenvolveu, exclusivamente para o projeto, moldes para personagens (pessoas, animais, carroças, entre outros) e métodos para acabamentos (vegetações, efeitos de água para representar a baía).

De 2013 a 2015, os trabalhos não avançaram. Mas, no início de 2016, a bibliotecária do Museu, Cleonisse Schmidt, e o arquiteto Marcio Rosa montaram um projeto para finalizar a maquete. Em agosto deste ano, já com o patrocínio da Arcelor Mital, reiniciam-se os trabalhos sob a coordenação do arquiteto Marcio Rosa. A equipe contava também com Conny Baumgart como mestre artesão, além da designer Lilian Hennemann e da artesã Rosete Menezes, que participa do projeto desde 2005 sob a orientação de Baumgart. A equipe ainda era formada por um arquiteto e dois estudantes de Arquitetura de duas universidades da região.

Na etapa final, foram realizadas, também, parcerias com faculdades de Arquitetura para produzir, dentro de oficinas, uma quantidade expressiva de árvores específicas, como palmeiras, pinheiros, ipês amarelos, entre outras, que complementaram a vegetação já distribuída por toda a maquete.

Informações adicionais para imprensa
Assessoria de Comunicação
Fundação Catarinense de Cultura
Telefone: (48) 3664-2571 / 3664-2572
E-mail: imprensa@fcc.sc.gov.br

 Foto: Doia Cercal/ Secom

A SC-401 Norte alcança nesta quinta-feira, 14, uma marca histórica: 365 dias sem acidentes de trânsito fatais. O recorde da rodovia estadual mais movimentada de Santa Catarina é resultado de diversas ações, como aumento de fiscalização e melhora do comportamento dos motoristas. Até então a melhor marca tinha sido registrada em 1997, quando a estrada completou 210 dias sem mortes.

A via, que liga o Centro de Florianópolis às praias do Norte da Ilha de Santa Catarina, tem um tráfego médio de 63 mil veículos por dia. O comandante da Polícia Militar Rodoviária de Santa Catarina, Evaldo Hoffmann Júnior, explica que diversos fatores levaram a esse resultado inédito para a rodovia que passou a funcionar na década de 1970.

“Estamos realizando operações de fiscalização de velocidade com radar portátil e de forma transparente. Fizemos um estudo técnico no local e estabelecemos regras claras para a fiscalização, com viatura ao longo da via e policiais bem posicionados. Assim o condutor sabe que precisa reduzir a velocidade. Além disso, trabalhamos em muito operações de Lei Seca”, reforça.

Enquanto em 2018 foram 17,6 mil operações de fiscalização de velocidade realizadas, em 2019 esse número saltou para 18,9 mil na SC-401. O comandante afirma que essas medidas, além de zerar o número de acidentes fatais, reduziram a imprudência dos condutores.

“Trânsito seguro se faz com infraestrutura viária, o Governo do Estado está fazendo a restauração da SC-401; com fiscalização, a Polícia Militar Rodoviária tem feito esse papel, e também estamos trabalhando muito no comportamento do condutor, seja por excesso de velocidade, embriaguez ao volante e uso de smartphone na direção e demais atos de imprudência que levam a acidentes”, complementa.

:: VEJA MAIS FOTOS NA GALERIA

No ano passado, foram registradas 2246 notificações por ultrapassar em 50% o limite de velocidade na rodovia, em 2019 foram 802, o que representa uma redução de 64%.

“Esse recorde de um ano sem mortes na SC-401 deve-se a um conjunto de ações e da conscientização dos usuários. A Polícia Militar Rodoviária, desde o início do ano, tem mudado suas estratégias e ações e o efeito tem sido positivo. Além disso, tem o comportamento do próprio condutor, que está usando a rodovia respeitando a legislação de trânsito, as sinalizações e as orientações da PMRv. Assim, chegamos a esse número tão expressivo e digno de comemoração”, ressalta o presidente do Colegiado Superior de Segurança Pública e Perícia Oficial, Araújo Gomes.

Informações adicionais para imprensa:
Karine Wenzel
Assessoria de Imprensa
Secretaria Executiva de Comunicação - SECom
Fone: (48) 3665-3005 
E-mail: karinew@secom.sc.gov.br 
Site: www.sc.gov.br 
www.facebook.com/governosc e @GovSC


Arte: Heber Coimbra / Secom

O Novo Ensino Médio será implementado a partir de 2020 em 120 escolas-piloto de Santa Catarina. O modelo tem uma carga horária maior, currículo mais flexível organizado por áreas do conhecimento, no lugar de disciplinas, e é voltado para as necessidades, competências e habilidades essenciais a serem desenvolvidas pelo aluno.

Essa política foi definida na Lei nº 13.415, de 16 de fevereiro de 2017, que estabelece que todas as escolas do país devem adotar o modelo até 2022. O secretário de Estado da Educação, Natalino Uggioni, explica que a mudança será gradativa e que as 713 escolas que oferecem Ensino Médio no estado já estarão trabalhando com o novo modelo até o final de 2022. “Santa Catarina aderiu ao Novo Ensino Médio compreendendo que esta é forma de aprendizado que realmente irá preparar os jovens para o futuro, tanto na vida acadêmica quanto na formação técnica, se assim preferirem”.

>> Confira a lista completa de escolas aqui

Compete aos estados a organização de rotas de aprendizagem. Nesta terça e quarta-feira, 12 e 13, cerca de 200 profissionais das 120 escolas que aderiram ao chamado do Ministério da Educação (MEC) passaram por formação realizada pela Secretaria de Estado da Educação (SED) para iniciarem o modelo em 2020.

O 1º Encontro Formativo do Novo Ensino Médio Integração e Flexibilização Curricular é um novo passo na sistematização e comunicação das ações em Santa Catarina. Coordenadores das 36 regionais de Educação no estado e coordenadores pedagógicos do Novo Ensino Médio nas escolas participam da formação sobre conceitos, nova estrutura curricular e proposta pedagógica.

Mudanças na carga horária e itinerários formativos

No dia a dia dos estudantes, uma das principais mudanças será a carga horária, das atuais 800 horas/aula/ano para mil horas. As horas/aula distribuem-se entre a Formação Geral Básica (mínimo de 1,8 mil horas nos três anos); e a Formação Específica via Itinerários Formativos, contemplando habilidades próprias a uma ou mais áreas de conhecimento ou formação técnica e profissional (mínimo de 1,2 mil horas nos três anos).

A Formação Geral encontra embasamento na Base Nacional Comum Curricular (BNCC), que propõe a organização curricular por áreas do conhecimento: Linguagens e suas tecnologias; Matemática e suas tecnologias; Ciências da Natureza e suas tecnologias e Ciências Humanas e Sociais Aplicadas.


Formação dos coordenadores pedagógicos nesta quarta-feira, 13. Foto: Mauricio Vieira / Secom

Já os chamados Itinerários Formativos são a parte flexível do currículo, compreendendo: o Projeto de Vida; os Componentes Curriculares Eletivos e as Trilhas de Aprofundamento. A rede estadual de ensino de Santa Catarina optou pela distribuição desta carga horária ao longo das três séries do Ensino Médio, aumentando, a cada ano, a proporção da Formação Específica em relação à Formação Geral.

Sobre o Ensino Médio em SC

Em 2019, 190 mil alunos estão matriculados no Ensino Médio da rede estadual de Santa Catarina. São 713 unidades escolares que ofertam essa etapa no ensino regular. Outros 15,5 mil alunos cursam o Ensino Médio na Educação de Jovens e Adultos (EJA).

Informações adicionais para a imprensa
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Educação – SED
Patrícia Antunes
(48) 3664-0347 / 988177973
E-mail: imprensa@sed.sc.gov.br 
www.sed.sc.gov.br 

O feriado da Proclamação da República, nesta sexta-feira (15 de novembro) terá a maioria dos espaços culturais administrados pela Fundação Catarinense de Cultura (FCC) abertos e com programação disponível para o público. As exceções ficam por conta da Biblioteca Pública de Santa Catarina e da Galeria do Artesanato e do Museu Etnográfico, que estarão fechadas no dia. A Casa de Campo do Governador Hercílio Luz segue temporariamente fechada para obras de manutenção do telhado.

Centro Integrado de Cultura (CIC)

Abre normalmente, das 10h às 21h.

:: Consulte a programação

Endereço: Avenida Governador Irineu Bornhausen, 5600 - Agronômica - Florianópolis.
Contato: (48) 3664-2555.

Sala de Cinema do CIC

Terá sessão normalmente, às 20h.

:: Consulte a programação aqui

Endereço: Avenida Governador Irineu Bornhausen, 5600 - Agronômica - Florianópolis.
Contato: (48) 3664-2555.

Museu de Arte de Santa Catarina (Masc)

Abre normalmente, das 10h às 21h.

:: Confira a programação do espaço

Endereço: no Centro Integrado de Cultura (CIC) – Avenida Governador Irineu Bornhausen, 5600 – Agronômica – Florianópolis
Contato: (48) 3664-2629

Museu da Imagem e do Som de Santa Catarina (MIS/SC)

Abre normalmente, das 10h às 21h.

:: Confira a programação do espaço

Endereço: no Centro Integrado de Cultura (CIC) – Avenida Governador Irineu Bornhausen, 5600 – Agronômica – Florianópolis
Contato: (48) 3664-2650

Museu Histórico de Santa Catarina - Palácio Cruz e Sousa

Abre em horário de feriado, das 10h às 16h.

:: Confira a programação do espaço

Endereço: Praça XV de Novembro, 227 - Centro - Florianópolis.
Contato: (48) 3665-6363

Museu Nacional do Mar - Embarcações Brasileiras

Abre normalmente, das 10h às 18h (última admissão às 17h30).

Endereço: Rua Manoel Lourenço de Andrade, 133 - Centro - São Francisco do Sul
Contato: (47) 3481-2155

Casa de Campo do Governador Hercílio Luz

Temporariamente fechada.

Endereço: Rua Paulo Sell, 428 - Taquaras - Rancho Queimado
Contato: (48) 3275-1453

Biblioteca Pública de Santa Catarina

Fechada na sexta (15) e no sábado (16), volta a atender ao público na segunda-feira (18).

Endereço: Rua Tenente Silveira, 343 - Centro - Florianópolis
Contato: (48) 3665-6422

Galeria do Artesanato - Casa da Alfândega

Fechada na sexta (15), reabre normalmente no sábado (16), das 9h às 13h.

Endereço: Praça XV de Novembro, enquina com Rua Victor Meirelles

Museu Etnográfico Casa dos Açores

Abre normalmente, das 8h às 12h e das 13h às 17h.

Endereço: BR-101, km 189 - Balneário São Miguel - Biguaçu
Contato: (48) 3665-6195

Teatro Álvaro de Carvalho (TAC)

Bilheteria abre normalmente, das 13h às 19h.

:: Consulte a programação

Endereço: Rua Marechal Guilherme, 26 - Centro - Florianópolis
Contato: (48) 3665-6401.

Teatro Ademir Rosa (TAR)

Bilheteria abre normalmente, das 13h às 19h.

:: Consulte a programação

Endereço: Localizado no Centro Integrado de Cultura (CIC)
Avenida Gov. Irineu Bornhausen, 5600 - Agronômica - Florianópolis
Contato: (48) 3664-2628.

Teatro Governador Pedro Ivo

Bilheteria abre normalmente, das 14h às 20h.

:: Consulte a programação


Endereço: Localizado no Centro Administrativo do Governo 
Rodovia SC 401, Km 5, n° 4600 – Saco Grande – Florianópolis (SC)
Contato: (48) 3665-1630

Informações adicionais para imprensa
Assessoria de Comunicação Fundação Catarinense de Cultura
Telefones: (48) 3664-2571 / 3664-2572
E-mail: imprensa@fcc.sc.gov.br 

 
Foto: Aline Buaes/FCEE

A Fundação Catarinense de Educação Especial (FCEE) promove em Florianópolis, nos dias 21 e 22 de novembro, a I Conferência Estadual em Deficiência Visual, com o objetivo de reunir pessoas com deficiência visual e instituições representativas para, em um espaço democrático aberto pelo poder público e articulado com a sociedade civil organizada, discutir, avaliar e elaborar políticas públicas voltadas para a população com deficiência visual em Santa Catarina. Buscando dinamizar suas ações, a FCEE pretende realizar, posteriormente, conferências em outras áreas da educação especial.

O evento, com inscrições gratuitas, será realizado no Hotel Cambirela, e terá as discussões divididas em cinco eixos temáticos: Prevenção e Saúde; Inclusão Socioprofissional; Educação e Tecnologia; Acessibilidade; e Financiamento, Parcerias e Projetos. A Conferência prevê, além das discussões em grupos, a votação e apreciação em uma plenária final das emendas e encaminhamentos votadas em cada eixo temático e a organização de um documento norteador final, com propostas de ações e encaminhamentos necessários para implementar as políticas públicas de inclusão na área da deficiência visual.

As inscrições são voltadas, preferencialmente, para pessoas com deficiência visual residentes em Santa Catarina; instituições especializadas no atendimento a este público, conselhos municipais das pessoas com deficiência do Estado; escolas de cães guias; comissões, instituições e órgãos públicos atuantes em áreas relacionadas a esta temática.

A programação do evento inclui apresentações culturais e uma palestra de abertura com o assessor jurídico do Ministério Público do Rio Grande do Sul, Moisés Bauer Luiz, presidente do Comitê Brasileiro das Organizações Representativas de Pessoas com Deficiência (CRPD).

As inscrições devem ser feitas obrigatoriamente online e o edital, com a programação completa, está disponível no site da FCEE em Cursos e Capacitações ou diretamente neste link. Mais informações pelo e-mail conferencia@fcee.sc.gov.br.

SERVIÇO:
O quê: Conferência Estadual em Deficiência Visual 
Quando: 21 e 22 de novembro de 2019
Onde: Hotel Cambirela (Avenida Marinheiro Max Schramm, 2199 - Estreito, Florianópolis)
Prazo: até 17 de novembro de 2019 ou quando esgotarem as vagas
Inscrições: o link de inscrição será enviado para as instituições do público alvo. Demais interessados em participar entrar em contato pelo email conferencia@fceee.sc.gov.br
Observações: A confirmação da inscrição será validada pela Comissão Organizadora, pois o objetivo é garantir a participação do máximo de Regiões do Estado de Santa Catarina, bem como o maior número possível de pessoas com deficiência visual, tendo este público prioridade para obtenção da confirmação de inscrição.

Informações adicionais para a imprensa:
Aline Buaes
Assessoria de Imprensa 
Fundação Catarinense de Educação Especial - FCCE
E-mail: imprensa@fcee.sc.gov.br
Fone: (48) 3664-4943 / 99115-8918
Site: www.fcee.sc.gov.br

 

Página 1 de 611

Conecte-se