Foto: Ricardo Wolffenbüttel / Secom

Assim como naquela tarde de 13 de maio de 1926, quando foi aberta ao tráfego pela primeira vez, a Ponte Hercílio Luz voltou a ser o centro das atenções nesta segunda-feira, 30. O monumento mais emblemático de Santa Catarina está novamente acessível para cidadãos e visitantes, após 28 anos de interdição total. Obra de arquitetura única, a restauração do cartão-postal chegou ao ápice nesta manhã, com a reabertura da estrutura, quando uma multidão de cerca de 50 mil pessoas atravessou a ligação mais antiga entre Ilha e Continente.

:: Fotos da reabertura da Ponte Hercílio Luz aqui 

Por volta das 11h, quando o acesso foi liberado, milhares de pessoas puderam ocupar a estrutura, em um momento emocionante. Anfitrião do ato de reabertura, o governador Carlos Moisés destaca que, mais do que ajudar na mobilidade urbana da região da Capital, o retorno da Hercílio Luz representa um aumento da autoestima da população do estado, que finalmente sentirá o benefício de uma obra que se arrastou por anos a fio.


Foto: Ricardo Wolffenbüttel / Secom

“Eu sinto um orgulho imenso de fazer essa reentrega de um monumento tão admirado não apenas no nosso estado, mas em todo o Brasil. Essa entrega não é uma obra deste Governo ou das gestões anteriores. Essa é uma obra do povo catarinense. Assim como eu, diversos moradores cresceram atravessando essa ponte, que representa Santa Catarina. O papel dessa estrutura vai além da mobilidade. A Hercílio Luz é um símbolo que hoje retorna à população e vai ajudar e muito nos deslocamentos entre a Ilha e o Continente”, destaca o governador.

Desde o início desta gestão, uma série de entraves burocráticos foram vencidos para entregar a Ponte Hercílio Luz dentro do prazo estabelecido pelo governador quando assumiu o Governo do Estado. Cerca de 30% da obra será executada em 15 meses, num ritmo mais rápido do que nos anos anteriores.

Embora já seja possível passear pela estrutura, o desenho original da Velha Senhora só retornará em sua totalidade em março de 2020, quando termina o contrato com a empresa portuguesa Teixeira Duarte, responsável pelos trabalhos. Até lá, serão retirados os suportes inferiores, que se transformarão em kits de transposição – pequenas pontes de até 12 metros a serem instaladas no interior do estado.


População acessando a Ponte pelo lado continental - Foto: Julio Cavalheiro / Secom

Para comemorar a reabertura, o Governo do Estado promove sete dias de eventos esportivos, gastronômicos e culturais. Durante a semana, pedestres e ciclistas poderão circular pelo monumento e aproveitar as atrações gratuitas. A cerimônia de abertura ainda teve o desfile de 172 veículos antigos, que passaram por cima da Ponte, puxados pelo Fusca do governador.

O projeto Viva a Ponte reúne uma intensa agenda cultural, esportiva e gastronômica na semana entre 30 de dezembro e 5 de janeiro. Há diversas atrações gratuitas, que podem ser acessadas neste link.

Também há esportes de aventura, como saltos de bungee jumping, tirolesa, pêndulo humano e rapel. A maioria está concentrada na cabeceira continental da ponte. 


Foto: Ricardo Wolffenbüttel / Secom

Desafio para a engenharia

Secretário de Estado da Infraestrutura e Mobilidade, Carlos Hassler salienta que a restauração exigiu um empenho comparável ao de construir uma ponte do zero. Mais da metade das peças foram trocadas enquanto Hercílio Luz estava sustentada por estruturas metálicas que foram colocadas a partir de suportes vindos do mar.

“Essa obra só saiu do papel graças a um esforço coletivo. São muitas pessoas que ajudaram para que hoje nós pudéssemos fazer essa reabertura, que é praticamente um presente de Ano Novo para todos os catarinenses. A empresa Teixeira Duarte, desde que assumiu, fez um trabalho sério e comprometido. Os órgãos estaduais, em especial os funcionários da Secretaria da Infraestrutura e Mobilidade, também contribuíram muito para que chegássemos a esse ponto”, reforça o secretário.


Foto: CBMSC 

Além da retirada das estruturas inferiores, até março deve ser instalada a iluminação cênica, que permitirá decorar a Hercílio Luz durante o período noturno e em ocasiões especiais. O edital para o serviço já foi lançado, com abertura das propostas no dia 13 de janeiro.

Com 821 metros de comprimento e inaugurada há 95 anos, a ponte da Capital é a única ainda de pé com o vão central suspenso em barras de olhal. Outras duas estruturas semelhantes foram construídas no estado norte-americano de Ohio, porém a Silver Bridge entrou em colapso e veio abaixo em 1967, e a Fort Steuben Bridge foi demolida em 2012 por conta da deterioração de sua estrutura. Durante o trabalho de restauração da Hercílio Luz, todas as barras de olhal e cabos pendurais foram trocados, o que exigiu um gigantesco esforço de engenharia.

Melhoria na mobilidade

Na visão do chefe da Casa Civil, Douglas Borba, a ponte terá um papel importante na mobilidade da Grande Florianópolis. Ele lembra que o Governo do Estado apoia a iniciativa da prefeitura de priorizar neste primeiro momento o transporte coletivo para depois avaliar a possibilidade de liberar o trânsito de veículos com dois passageiros ou mais.

Borba relembra ainda que, quando foi interditada pela primeira vez, em 1982, a ponte era responsável por 43% do tráfego entre Ilha e Continente, com 27,3 mil veículos por dia.


Foto: Ricardo Wolffenbüttel / Secom

“A Ponte Hercílio Luz ajudará a melhorar o trânsito. Com o passar do tempo, ela será uma alternativa cada vez mais utilizada, especialmente depois que terminarem os períodos de adaptação”, acredita Borba.

Também participaram da cerimônia a vice-governadora Daniela Reinehr, o secretário de Estado da Educação, Natalino Uggioni, o secretário de Estado da Saúde, Helton Zeferino, o secretário de Estado da Administração Prisional e Socieducativa, Leandro Lima, o secretário executivo de Comunicação, Ricardo Dias, a presidente da Santur, Flávia Didomenico, a presidente da Fundação Catarinense de Cultura (FCC), Ana Lúcia Coutinho, procuradora-geral do Estado, Célia da Cunha, o chefe da Defesa Civil, João Batista Cordeiro Júnior, a secretária executiva de Integridade e Governança, Naiara Augusto, o controlador-geral do Estado, Luiz Felipe Ferreira, além de ex-governadores e deputados estaduais.

Dia de sol e festa

Ao contrário do dia de sua inauguração em 1926, quando uma forte caiu sobre a Capital, a reabertura teve muito sol. Desde as 6h da manhã, curiosos chegavam à cabeceira insular para acompanhar a solenidade.


Foto: Ricardo Wolffenbüttel / Secom

Um dos mais animados era o zelador João Batista Fidelis, de 54 anos. Ele chegou à ponte pouco depois das 7h e relembrava da última vez que caminhou por ela, em 1989. Morador da Ilha, Fidelis conta que, quando criança, atravessava a Hercílio Luz toda semana para visitar a sua tia no Estreito.

“Essa reabertura é um sonho, do qual eu nunca desisti. Há muitos anos esperava por isso. Não podia perder por nada”, diz.

Operários de todo o Brasil

No decorrer dos últimos anos, milhares de trabalhadores se esforçaram para que o monumento pudesse, enfim, ser reaberto. Nesse último mês, aproximadamente 480 colaboradores trabalhavam ao mesmo tempo na Velha Senhora.

O governador Carlos Moisés ressalta o esmero e a dedicação desses profissionais para trazer de volta à população a Hercílio Luz. “São pessoas que em muitos casos ficaram longe de suas famílias, trabalharam de madrugada, para que hoje nós pudéssemos estar festejando essa reabertura. A todos os trabalhadores da Hercílio Luz, o nosso muito obrigado”, agradece Moisés.

Histórico resumido da ponte

➢ 1922 - Iniciam-se as obras para a construção da “Ponte Independência”, a primeira ligação entre a ilha e o continente.

➢ 1926 - É inaugurada a ponte Hercílio Luz. Ela ganhou este nome em homenagem ao então governador de Santa Catarina, Hercílio Luz, responsável pela construção da ponte.

➢ 1982 - Devido às condições precárias e à deterioração das barras de olhal, a Ponte Hercílio Luz foi interditada totalmente.

➢ 1988- A ponte é reaberta parcialmente (somente ao tráfego de pedestres, bicicletas, motos e veículos de tração animal).

➢ 1991 - INTERDIÇÃO TOTAL - A ponte é novamente interditada a qualquer tipo de tráfego. O piso asfáltico do vão central é retirado, aliviando 400 toneladas de peso. A interdição dura até 2019.

Outras informações sobre a Ponte Hercílio Luz neste link. 

Informações adicionais para imprensa:
Leonardo Gorges
Assessoria de Imprensa
Secretaria Executiva de Comunicação - SECom
E-mail: leonardogorges@secom.sc.gov.br 
Fone: (48) 3665-3045
Site: www.sc.gov.br 


Foto: CBMSC/ Divulgação

Além da importância histórica da reabertura Ponte Hercílio Luz, o futuro do cartão-postal também recebeu investimentos nesta segunda-feira, 30. Quatro atos assinados pelo governador Carlos Moisés apontaram os rumos da Velha Senhora para os próximos anos.

Um deles foi a autorização para que a SCPar faça uma sondagem de mercado visando à implantação do Complexo Cultural e Turístico das Cabeceiras da Ponte Hercílio Luz. As premissas e diretrizes dessa ação foram definidas por um grupo de trabalho formado por diversos órgãos do Governo do Estado, liderados pela Secretaria de Estado da Infraestrutura.

>> Para fotos, notícias e informações sobre a Ponte Hercílio Luz acesse aqui 

"Queremos criar aqui um ambiente, uma estrutura, que se conecte com a Ponte. Eu sonho com o momento em que investidores façam desta obra um atrativo turístico e cultural ainda maior do que já é, e é isso que buscamos. A partir dessa análise de mercado veremos o que será viável fazer para transformar este espaço e gerar recursos para a manutenção da estrutura", projeta o governador.  

O objetivo é viabilizar a exploração comercial do entorno da Ponte Hercílio Luz com atividades culturais, turísticas, gastronômicas, esportivas, de lazer e de contemplação. O Complexo Cultural e Turístico será executado com recursos prioritariamente privados, por meio da concessão de espaços.

A sondagem de mercado ficará aberta até 30 de janeiro, com a finalidade de ampliar o debate e coletar sugestões e percepções sobre o aproveitamento do espaço. Os interessados podem agendar uma reunião com a equipe do Programa de Parcerias e Investimentos do Estado de Santa Catarina (PPI-SC) pelos sites www.ppi.sc.gov.br ou www.sc.gov.br/vivaaponte.

Pesquisa e doação

Outro ato assinado na manhã desta terça-feira foi a cessão para a Universidade Federal de Santa Catarina (USFC) de uma barra de olhal da Ponte Hercílio Luz que rompeu na década de 70. O objetivo é investigar as razões que levaram ao rompimento, a fim de evitar que ocorra um problema semelhante nas próximas décadas.

A barra será submetida a análises químicas e ensaios mecânicos. O ato também foi assinado pelo reitor da Universidade Federal de Santa Catarina, professor Ubaldo César Balthazar.

Foto: Ricardo Wolffenbuttel/Secom

Carlos Moisés também assinou a doação de uma barra de olhal e de outras peças da Ponte Hercílio Luz para a Fundação Catarinense de Cultura (FCC), para que integre o acervo do Museu Histórico de Santa Catarina. A assinatura teve a presença da presidente da FCC, Ana Lúcia Coutinho.

DNA da Hercílio Luz em todas as regiões

Para levar o legado da Ponte Hercílio Luz a todas as regiões catarinenses, o governador ainda assinou o termo de compromisso para a entrega de mais três kits de transposição produzidos com material usado nas obras do cartão postal de Florianópolis. Desta vez, o município beneficiado foi Biguaçu, que utilizará as estruturas metálicas para construir pontes nas localidades de Amâncio, Laranjeira e Morro do Boa Vista. O chefe da Defesa Civil do Estado, João Batista Cordeiro Júnior, e o prefeito de Biguaçu, Ramon Wollinger, também assinaram o termo.

Foto: Ricardo Wolffenbuttel/Secom

"Estamos devolvendo aos catarinenses uma parte do que foi investido aqui ao longo de todos esses anos. Estaremos presentes em quase todos os municípios com filhas da Ponte Hercílio Luz", destaca Carlos Moisés.

Até o momento, 16 municípios já celebraram o termo. No total, 144 cidades enviaram pedidos de kits de transposição, e o objetivo do Governo de Santa Catarina é contemplar todos. Até 532 pontes metálicas poderão ser construídas, substituindo estruturas precárias nos municípios, a maioria de madeira.

Informações adicionais para a imprensa
Renan Medeiros
Assessoria de Imprensa
Secretaria Executiva de Comunicação - SECom
E-mail: renan@secom.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-3058 / (48) 98843-2296
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e @GovSC


Foto: Julio Cavalheiro / Secom

A Ponte Hercílio Luz será reaberta à população nesta segunda-feira, 30, após cerimônia com a presença do governador Carlos Moisés, que começa às 10h, no palco montado em frente à cabeceira insular. Em seguida, haverá um desfile de carros antigos.

>>> Terá transmissao ao vivo da cerimônia e da reabertura da Ponte no endereço www.facebook.com/governosc

A reabertura da Ponte será marcada por sete dias de eventos, que fazem parte do projeto Viva a Ponte. As atrações culturais começam depois do desfile de carros. São apresentações de músicos, bandas, além de atrações folclóricas e corais, tudo gratuito. Há também barraquinhas de comidas e bebidas, montadas na região das duas cabeceiras.

>>> Fotos da reabertura aqui 

Esportes radicais também marcam o Viva Ponte. Terá bungee jumping, slackline, pêndulo humano, rapel, floating e balonismo. A maioria se concentra na cabeceira continental.

Para encerrar a programação, no dia 5 de janeiro, haverá a 1ª Corrida da Ponte, num percurso de 5 quilômetros, com 2 mil participantes e saída da cabeceira insular. 

Todas as informações estão no site www.sc.gov.br/vivaaponte.

Mais informações para a imprensa:
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Comunicação - Secom
Governo de Santa Catarina
Fone: (48) 3665-3022
E-mail: imprensa@secom.sc.gov.br
Site: www.sc.gov.br


Foto: Julio Cavalheiro / Secom

Além de atrações artísticas, culturais e gastronômicas, o evento de reabertura da Ponte Hercílio Luz promete muita adrenalina com várias atividades esportivas que serão realizadas entre os dias 30 de dezembro e 5 de janeiro. Cinco empresas foram credenciadas por meio de chamamento público coordenado pela Agência de Desenvolvimento do Turismo (Santur), e serão responsáveis por exibições gratuitas, oficinas e atividades pagas.

As modalidades que serão oferecidas dentro do Projeto Viva a Ponte são balonismo, rapel, bungee jumping, pêndulo humano, slackline e floating. No dia 31 de dezembro, as atividades serão encerradas às 17h por conta do Réveillon, enquanto nas demais datas o horário será estendido até as 20h para quase todas as atrações.


Arte: Heber Coimbra / Secom

>> Programação dos esportes de aventura e radiciais está disponível aqui

Confira os esportes:

:: Balonismo
Quem for ao Parque da Luz, Parque Náutico Walter Lange (remo) ou no final da Beira-Mar Continental poderá observar os balões de ar quente tripulados que farão voos cativos. As apresentações serão ao amanhecer e ao entardecer, devido às condições climáticas. Os balões subirão até 30 metros, porém estarão ancorados, ou seja, não farão voos livres.

Durante as tardes, a partir das 14h, o público poderá experimentar a sensação de um voo de balão utilizando um simulador de balonismo. O equipamento estará instalado na cabeceira insular da Ponte Hercílio Luz, nas proximidades do Parque da Luz, e o preço será de R$ 35 por pessoa. Não há restrição de idade para participar.

:: Floating
Para ver a Ponte Hercílio Luz de outro ângulo a opção pode ser um passeio em bote inflável, acompanhado por um monitor. As atividades serão realizadas entre as 8h30 e 17h no dia 31, e das 8h30 às 16h nos demais dias, saindo do Clube de Remo. O trajeto será de aproximadamente dois quilômetros e o tempo estimado do passeio é de uma hora e meia. A idade mínima permitida é de seis anos (menores devem estar acompanhados de um responsável). O valor é de R$ 100 por pessoa.

:: Bungee jumping, pêndulo humano e rapel
Para aqueles que não sentem medo de altura, serão oferecidas três atividades radicais a partir da estrutura da Ponte Hercílio Luz: bungee jumping, pêndulo humano e rapel. O pêndulo humano contará com uma tirolesa instalada na cabeceira continental da Ponte, estabelecendo um trajeto de aproximadamente 160 metros até o chão. O valor será de R$ 180.

No bungee jumping e rapel, a idade mínima permitida é de 12 anos (menores devem estar acompanhados por um responsável) e peso entre 45 e 105 quilos. Preços: R$ 160 para o bungee jumping e R$ 120 para o rapel. As atividades serão oferecidas na cabeceira continental da Ponte com início às 10h e seguem até às 17h no dia 31. Nos demais dias o horário vai até as 19h ou 20h, dependendo da empresa que realiza a atividade.

:: Slackline
As apresentações de slackline serão realizadas em dois turnos: das 11h30 às 14h30 e das 17h às 19h30, na cabeceira continental. No dia 5, o atleta catarinense Rafael Bridi fará apresentações de highline, uma modalidade do slackline realizada nas alturas. Ele fará um percurso de 340 metros entre as duas torres da Ponte Hercílio Luz, uma travessia inédita que entrará para a lista de recordes do atleta.

As oficinas de slackline terão um custo de R$ 20 por uma sessão de 10 minutos. Também será realizada oficina de tecido acrobático, das 16h às 19h, na cabeceira continental. O valor será de R$ 20 por 10 minutos de aula.

Viva a Ponte

O Projeto Viva a Ponte é um conjunto de ações integradas da Secretaria de Estado da Infraestrutura, Fundação Catarinense de Cultura, Fundação Catarinense de Esporte, Santur, Casa Civil, Secretaria Executiva da Casa Militar, Secretaria Executiva de Comunicação, Defesa Civil e Secretaria de Estado da Segurança Pública. 

Informações adicionais para a imprensa:
Renan Koerich e Carla Coloniese
Assessoria de Imprensa
Agência de Desenvolvimento do Turismo de Santa Catarina - Santur
E-mail: renan@santur.sc.gov.br
Fone: (48) 3665- 7480​ / (48) 9-9959-8096
Site: www.turismo.sc.gov.br 


Foto: Julio Cavalheiro / Secom

O dia 30 de dezembro de 2019 será histórico para Florianópolis e Santa Catarina com a reabertura da Ponte Hercílio Luz. Para garantir tranquilidade aos visitantes, as forças de segurança pública do Estado estarão de prontidão nos sete dias do evento com programação gratuita.

Uma “Praça da Segurança Pública” será instalada no Parque da Luz, com unidades móveis da Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros Militar e Instituto Geral de Perícias (IGP). Os profissionais estarão prontos para atender e prestar informações. Além disso, cada órgão de segurança terá atribuições específicas durante o Projeto Viva a Ponte, entre 30 de dezembro e 5 de janeiro.

>> Fotos, notícias e detalhes da obra da Ponte Hercílio Luz estão disponíveis aqui

Responsável pelo Plano de Contingência, o Corpo de Bombeiros Militar terá uma estrutura fixa. Possíveis ocorrências poderão ser atendidas com apoio de barco e helicóptero, que estarão à disposição dos plantonistas, assim como o Samu.

A Polícia Militar marcará presença 24 horas por dia nas cabeceiras da Hercílio Luz, com apoio das polícias especializadas e das câmeras de videomonitoramento da região. Ao todo, 35 policiais vão atuar nessa tarefa. Policiais militares, civis e servidores do IGP ficarão de plantão para atendimento aos cidadãos. Haverá entrega de pulseiras para identificação de crianças e a quem necessitar.


Arte: Secom

Confira algumas dicas para aproveitar esse momento histórico:

Atenção aos horários

A Ponte Hercílio Luz estará liberada para a passagem de pedestres após o desfile de carros e motos antigos, agendado para 11h no dia 30 de dezembro. A estrutura será fechada ainda no dia 31, às 17h, e reabre às 10h do dia 1º de janeiro de 2020. A programação completa pode ser acessada no site.

Use transporte público

O trânsito nesta época do ano costuma ser intenso em Floriabnópolis. Além disso, muita gente vai querer acompanhar o ato histórico da reabertura da Ponte Hercílio Luz. Para curtir o momento sem se preocupar com congestionamentos e estacionamento, o melhor é usar o transporte coletivo. 

De olho no estacionamento

Se optar por ir de carro, o ideal é procurar estacionar mais longe, e caminhar parte do trajeto. Se vier do continente, use a ponte Pedro Ivo Campos, já que a Hercílio Luz só será liberada para pedestres e ciclistas e só depois do desfile de carros e motos antigos.

Calçados confortáveis

Dê preferência a calçados de solas regulares e confortáveis e evite usar salto alto. A medida facilita a passagem pela Ponte Hercílio Luz, que tem o piso gradeado. Use filtro solar.

Cuidado com as crianças

Identifique os pequenos com o número do telefone do responsável. A Polícia Civil distribuirá pulseiras nos dias de evento. Instrua as crianças a procurar policiais ou bombeiros caso se percam.

Viva a Ponte

O Projeto Viva a Ponte é um conjunto de ações integradas da Secretaria de Estado da Infraestrutura, Fundação Catarinense de Cultura, Fundação Catarinense de Esporte, Santur, Casa Civil, Secretaria Executiva da Casa Militar, Secretaria Executiva de Comunicação, Defesa Civil e Secretaria de Estado da Segurança Pública.

Informações adicionais para a imprensa
Renan Medeiros
Assessoria de Imprensa
Secretaria Executiva de Comunicação - SECom
E-mail: renan@secom.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-3058 / (48) 98843-2296
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e @GovSC


Foto: Julio Cavalheiro / Secom

A Ponte Hercílio Luz vai voltar a fazer parte do cotidiano catarinense e não apenas em Florianópolis. As peças de aço usadas no apoio provisório durante a restauração começam a chegar ao interior do estado. O projeto prevê o reaproveitamento de mais de mil toneladas para a construção de 532 pontes metálicas, que irão substituir estruturas precárias, a maioria de madeira, em municípios de Santa Catarina. As primeiras pontes serão entregues a partir de janeiro, assim que as prefeituras concluírem as cabeceiras.

Além disso, durante a cerimônia de reabertura da Ponte Hercílio Luz, no dia 30 de dezembro, será assinado mais um termo de cooperação, dessa vez para o repasse de três estruturas para Biguaçu. Até o momento, 16 municípios já assinaram o termo para receber os kits metálicos. No total, 144 prefeituras enviaram pedidos, e a intenção da Defesa Civil do Estado é contemplar todas.

A ação vai resultar na economia de quase R$ 35 milhões para os cofres do Governo de Santa Catarina. "A princípio o material seria vendido como sucata em leilão, mas é de excelente qualidade e com isso buscamos sustentabilidade e valorização dos recursos públicos", comentou o chefe da Defesa Civil de Santa Catarina, João Batista Cordeiro Júnior.

O aço passa por tratamento que garante a durabilidade das pontes. Esse processo já está em andamento e em ritmo acelerado. De acordo com o chefe da Defesa Civil, cada ponte vai custar cerca de R$ 10 mil, ou seja, R$ 65 mil a menos do que os kits de transposição de concreto que são repassados aos municípios em ações de recuperação após desastres naturais. "Esta é uma ação de prevenção já que as pontes metálicas serão instaladas acima das cotas de inundação e evitando o estrangulamento dos rios", completou.

A montagem das pontes metálicas é realizada pelo consórcio, formado pelas empresas RMG e Teixeira Duarte, vencedor da licitação e que também é responsável pela reforma do cartão-postal catarinense. Até o momento, a Defesa Civil de Santa Catarina recebeu 765 solicitações de kits.


Foto: Ricardo Wolffenbuttel / Secom

Além do estado das pontes que serão substituídas, serão usados como critério para a entrega a existência da Defesa Civil municipal e o Plano de Contingência Municipal elaborado. "Com isso estamos incentivando a capacidade de resposta a desastres naturais e promovendo a resiliência dos municípios", explicou João Batista. Também serão analisadas a disponibilidade de dimensões das pontes e a ordem dos pedidos.

Os locais para a instalação serão analisados pelos técnicos da Defesa Civil do Estado em conjunto com os coordenadores regionais para garantir o dimensionamento correto das pontes. Os municípios ficam responsáveis apenas pela construção das cabeceiras, pilar central (se necessário), tabuleiro de concreto para a pista de rolamento e o transporte do kit até o local da montagem.

Informações adicionais para imprensa:
Flávio Vieira Júnior
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado da Defesa Civil - DC
Fone: (48) 3664-7009 / 99185-3889 / 99651-5888
E-mail: ascom@defesacivil.sc.gov.br
Site: www.defesacivil.sc.gov.br


Foto: Julio Cavalheiro / Secom

Os jornalistas interessados em cobrir a reabertura da Ponte Hercílio luz precisam fazer o credenciamento até 18h desta sexta-feira, 27. O cadastro deve ser feito pelo site. A cerimônia está marcada para 10h do dia 30 de dezembro. Antes do evento, o governador Carlos Moisés concede coletiva de imprensa às 9h30.

De 30 de dezembro de 2019 e 5 de janeiro de 2020, a Ponte Hercílio Luz estará aberta para pedestres e ciclistas. Neste período, atrações musicais e culturais passarão pelo palco do Projeto Viva a Ponte, no Parque da Luz.

A programação é gratuita. No dia 30, também terá um desfile de 172 carros e motos antigos. Durante os sete dias, haverá ainda venda de bebidas e comidas nas cabeceiras da ponte e será instalada a Galeria do Artesanato Catarinense (Casa da Alfândega) em um contêiner no local.

>> Notícias, fotos e informações sobre a obra estão disponíveis aqui

Outro destaque da programação é a primeira edição da Corrida da Ponte, no dia 5 de janeiro. A largada está agendada para 8h na cabeceira insular. O percurso terá cinco quilômetros.

Viva a Ponte

O Projeto Viva a Ponte é um conjunto de ações integradas da Secretaria de Estado da Infraestrutura, Fundação Catarinense de Cultura, Fundação Catarinense de Esporte, Santur, Casa Civil, Secretaria Executiva da Casa Militar, Secretaria Executiva de Comunicação, Defesa Civil e Secretaria de Estado da Segurança Pública.

Mais informações para a imprensa:
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Comunicação - Secom
Governo de Santa Catarina
Fone: (48) 3665-3022
E-mail: imprensa@secom.sc.gov.br
Site: www.sc.gov.br


Foto: Julio Cavalheiro / Secom

A iluminação funcional na Ponte Hercílio Luz começou a ser instalada. Nesta sexta-feira, 20, já é possível ver os postes nas cabeceiras insular e continental. Serão 46 postes de iluminação, sendo 24 do lado da Ilha e 22 no Continente. No vão central os focos de luz serão presos à treliça. 

A instalação da iluminação funcional está sendo feita pela empresa Teixeira Duarte, executora da obra de recuperação da Hercílio Luz. O serviço é feito por meio de aditivo com a Secretaria de Estado da Infraestrutura e Mobilidade (SIE) para serviços adicionais a itens complementares de segurança para liberação da Ponte ao tráfego e acesso ao público. 

O aditivo, no valor de R$ 5.203.285,03, também prevê a colocação de rede de proteção sob a estrutura da ponte, acabamentos e complemento de pintura devido ao aumento de altura dos guarda-corpos, conforme solicitado pelo Ministério Público de Santa Catarina (MPSC).

Mais informações para imprensa:
Patricia Zomer
Vanessa Pires
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Infraestrutura e Mobilidade
(48) 3664-2008 / 9-9995-8494
ascom.sie@gmail.com




Foto: Ricardo Wolffenbüttel / Secom

Música popular brasileira, samba, rock, pop e sertanejo são os ritmos que irão embalar os sete dias de eventos que marcam a reabertura da Ponte Hercílio Luz. De 30 de dezembro de 2019 e 5 de janeiro de 2020, atrações musicais e culturais passarão pelo palco do Projeto Viva a Ponte, no Parque da Luz. A programação é gratuita e ainda reúne eventos esportivos. 

A reabertura oficial da Ponte está marcada para as 10h, no dia 30, uma segunda-feira, em uma cerimônia com a presença do governador Carlos Moisés. Haverá ainda apresentação da banda da Polícia Militar de Santa Catarina e do Coral do Besc.

O primeiro dia de evento terá também o desfile de 172 carros e motos antigos e a apresentação do pianista português Mário Moita. A atração dos Açores é referência do fado ao piano — ritmo reconhecido como patrimônio imaterial pela Unesco e que tradicionalmente é tocado com guitarras.

:: Confira a programação

Um dos destaques da programação é a Galeria do Artesanato Catarinense (Casa da Alfândega), que será instalada em um contêiner. Artesãos também participam fazendo demonstrações de seus trabalhos. 

“Serão sete dias de festa com atrações culturais bem diversificadas. Santa Catarina merece comemorar esse momento histórico depois de tantos anos de espera”, afirma Ana Lúcia Coutinho, presidente da instituição. 

As apresentações começam pela manhã e vão até a noite. A exceção é do 31 de dezembro, quando as atrações acabam às 17h, com o fechamento da Ponte Hercílio Luz, que volta a ser reaberta às 10h no dia 1º de janeiro. Durante estes sete dias, a ligação estará aberta para a passagem de pedestres.

O último dia será marcado pela primeira edição da Corrida da Ponte, com largada às 8h na cabeceira insular da Hercílio Luz. O percurso terá cinco quilômetros. As inscrições gratuitas começam nesta sexta-feira às 14h e são limitadas a dois mil participantes.

Todas as atrações participantes foram selecionadas por chamada pública e precisaram atender os requisitos definidos por editais. 

Coletiva e credenciamento de imprensa
Antes da cerimônia, o governador Carlos Moisés concede coletiva de imprensa às 9h30. Jornalistas interessados em cobrir o evento de abertura e as atrações deverão fazer credenciamento no site: https://www.sc.gov.br/vivaaponte/.

Viva a Ponte

O Projeto Viva a Ponte é um conjunto de ações integradas da Secretaria de Estado da Infraestrutura, Fundação Catarinense de Cultura, Fundação Catarinense de Esporte, Santur, Casa Civil, Secretaria Executiva da Casa Militar, Secretaria Executiva de Comunicação, Defesa Civil e Secretaria de Estado da Segurança Pública. 

Confira a programação (sujeita à alteração)

(Programação sujeita à alteração)

 

Mais informações para a imprensa:
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Comunicação - Secom
Governo de Santa Catarina
Fone: (48) 3665-3022
E-mail: imprensa@secom.sc.gov.br
Site: www.sc.gov.br


Fotos: Ricardo Wolffenbuttel / Secom

Está quase tudo pronto para a Ponte Hercílio Luz ser reaberta à população, em menos de duas semanas. Na noite desta quarta-feira, 18, um teste de carga demonstrou que a estrutura já pode voltar a receber o tráfego de veículos, após quase três décadas. Ao todo, 48 caminhões, com 20 toneladas cada, foram enfileirados em cima da ponte. Foram 960 toneladas de peso ao mesmo tempo, o que representa aproximadamente 80% da carga máxima projetada. A Velha Senhora passou na avaliação, sob o olhar atento do governador Carlos Moisés, que comemorou mais essa etapa.

“Essa é uma reaproximação da sociedade com essa fantástica ponte de Santa Catarina, que é um patrimônio histórico. É um momento muito emocionante. Vai ser a restituição ao povo do nosso estado. É uma obra há muito tempo esperada e que vai impactar na mobilidade”, afirmou Carlos Moisés.

>> Mais fotos disponíveis na galeria

O teste começou ainda no fim da tarde de quarta-feira e adentrou a madrugada, sendo finalizado por volta de 2h30. Primeiro foram colocados 12 caminhões na ponte, depois mais 20, e por fim mais 16, chegando ao total de 48, carregados com areia e argila.

Os próximos dias serão para os retoques finais, antes da reabertura, a ser realizada em 30 de dezembro. Estão previstos o término da instalação dos guarda-corpos, a sinalização viária e a iluminação funcional.

O secretário-adjunto de Estado da Infraestrutura e Mobilidade, Thiago Vieira, destacou que o teste de carga é uma etapa fundamental da reabertura e que os trabalhos devem prosseguir até março, quando se encerra o contrato com a empresa portuguesa Teixeira Duarte.

“A intenção desse teste de hoje é certificar a segurança da ponte para que a gente possa liberá-la em 30 de dezembro. Após essa certificação, faremos a complementação dos serviços de engenharia, inclusive com a iluminação cênica. A partir daí, será planejada a ocupação do seu entorno, de modo a trazer desenvolvimento para toda a região”, explica Vieira.

>> Informações sobre a obra, programação e curiosidades sobre a Ponte estão disponíveis aqui

Sobre o Viva a Ponte

Para a reabertura da ponte, estão programadas diversas atividades entre os dias 30 de dezembro e 5 de janeiro, por meio do projeto Viva a Ponte. Serão atrações artísticas, folclóricas e gastronômicas. O Viva a Ponte é um projeto cultural, turístico e urbanístico, com ações integradas da Secretaria de Estado da Infraestrutura, Fundação Catarinense de Cultura, Fundação Catarinense de Esporte, Santur, Casa Civil, Secretaria Executiva da Casa Militar, Secretaria Executiva de Comunicação, Defesa Civil e Secretaria de Estado da Segurança Pública.

Informações adicionais para imprensa:
Leonardo Gorges
Assessoria de Imprensa
Secretaria Executiva de Comunicação - SECom
E-mail: leonardogorges@secom.sc.gov.br 
Fone: (48) 3665-3045
Site: www.sc.gov.br