Foto:Arquivo / Secom

A Fundação Catarinense de Cultura (FCC) e a Associação Cultural Cinemateca Catarinense lançam o programa Qualifica SC Cine. Fruto de convênio entre as instituições no valor de R$ 395 mil, a iniciativa irá oferecer cursos gratuitos de capacitação e especialização em diversas áreas do setor audiovisual para todas as regiões de Santa Catarina em 2022.

A partir de um diagnóstico da demanda do setor, serão oferecidos 22 cursos de qualificação profissional em formato remoto e com módulos presenciais, dentro de uma lista inicial de 92 opções contemplando as diversas áreas do setor audiovisual e os diferentes níveis de especialização dos participantes, do inicial ao avançado. Com 20 horas de duração cada, os cursos do Qualifica SC Cine, serão ministrados por profissionais de reconhecida experiência no setor e irão atender um total de 499 participantes.

Além das oportunidades de capacitação para os estudantes e profissionais do setor audiovisual catarinense, o programa Qualifica SC Cine também irá contribuir com o fomento da economia audiovisual do estado ao oferecer 33 vagas de trabalho para profissionais do setor em Santa Catarina, que poderão atuar como ministrantes e nas demais funções de produção e organização dos cursos. A chamada para o diagnóstico e a oferta de vagas de trabalho do programa Qualifica SC Cine será divulgada em breve.

Informações adicionais para imprensa:
Assessoria de Comunicação Fundação Catarinense de Cultura
Telefones: (48) 3664-2572
E-mail: imprensa@fcc.sc.gov.br 

 

 Fotos Julio Cavalheiro/Secom

O governador Carlos Moisés e a primeira-dama Késia Martins da Silva participaram na manhã desta segunda-feira, 6, da 168ª Festa do Divino Espírito Santo de Santo Amaro da Imperatriz. Marcada pelo seu forte simbolismo religioso, é considerada uma das maiores e mais tradicionais festas do Divino do Brasil. Corte Imperial, comunidade e autoridades formaram uma grande corrente de fé, com o cortejo que após a missa na Igreja Matriz seguiu até o Salão Imperial, com a banda de música e fogos de artifícios. 

“É uma belíssima festa que envolve toda comunidade. É fé, religião, tradição e cultura. É um prazer estarmos aqui após dois anos de pandemia. As pessoas podem comemorar, se abraçar. É o momento de festejar a amizade, a solidariedade, a irmandade e de celebrar a vida”, disse o governador. Sobre a retomada dos eventos após a pandemia, Carlos Moisés acrescentou que o equilíbrio entre desenvolvimento econômico e cuidado com as vidas permitiu que Santa Catarina tivesse a mais baixa taxa de letalidade por Covid-19 no Brasil e destaque entre outros Estados brasileiros como a melhor gestão no coronavírus. 

De acordo com levantamento da organização do evento, em média, 70 mil pessoas passam pela festa durante os quatro dias - de sexta-feira, 4, até esta segunda, 6 - após dois anos sem a celebração, em decorrência da pandemia da Covid-19. 

“Mesmo antes do município se emancipar a festa já acontecia. É um dos maiores eventos da cidade. É uma festa religiosa, é a renovação da fé, envolve amor e fraternidade. É preparada há 40 dias com bandeiras circulando o município e as novenas. A presença do governador que muito tem nos ajudado nos deixa muito feliz”, destacou o prefeito de Santo Amaro da Imperatriz, Ricardo Lauro da Costa. 

Os atrativos nos quatro dias de evento são a Corte Imperial - formada pela família do festeiro, que usa trajes tradicionais de uma corte imperial, além da gastronomia, a Banda de Santo Amaro e outras atrações musicais.

A festa em honra ao Divino Espírito Santo, teve início em 29 de maio de 1854. 

O evento foi acompanhado pelos deputados estaduais Marcos Vieira, Jerry Comper, Nazareno Martins, Dirce Heiderscheidt, Valdir Cobalchini, Onir Mocellin, José Milton Scheffer, Ada de Luca e Marlene Fengler, entre outras autoridades e comunidade.

Informações adicionais para a imprensa:
Elisabety Borghelotti
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: bety@secom.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-3014
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e @GovSC

Foto: Cristiano Estrela / Secom 

Um termo de cessão de uso foi firmado entre a Secretaria de Estado da Administração (SEA) e a Fundação Catarinense de Cultura (FCC) para ampliar a área do Museu Histórico de Santa Catarina em quase 284 metros quadrados. A instituição passará a usar três salas do Edifício Berenhauser, localizado ao lado do Palácio Cruz e Sousa, que serão adequadas para abrigar a reserva técnica, atividades do Núcleo de Conservação e Restauro e funções administrativas com arquivo permanente e corrente, almoxarifado e depósito.

Com a transferência dessas atividades do prédio principal, as salas do Palácio poderão ser preparadas para receber uma nova expografia com o acervo permanente e ampliar a área de visitação do público. O prazo da cessão de uso é de 20 anos.

O Museu Histórico de Santa Catarina está sediado no Palácio Cruz e Sousa, na Rua Tenente Silveira esquina com Rua Arcipreste Paiva, em frente à Praça XV de Novembro, no Centro de Florianópolis. 

Informações adicionais para imprensa:
Assessoria de Comunicação Fundação Catarinense de Cultura
Telefones: (48) 3664-2572
E-mail: imprensa@fcc.sc.gov.br 

Florianópolis, Biguaçu, Santo Amaro da Imperatriz, Rancho Queimado, Palhoça, Antônio Carlos, Tijucas e São José serão palco do show Baixo ao Lado, com o Rafael Calegari e Grupo, entre os dias 7 e 17 de junho. As apresetanções têm entrada gratuita e fazem parte do Programa de Integração e Descentralização da Cultura (IDC) promovido pela Fundação Catarinense de Cultura (FCC).

A ação integra o Programa SC Mais Cultura, lançado pelo Governo do Estado, que prevê investimentos no fomento ao setor, e vai até o fim do ano. Serão realizadas 360 apresentações gratuitas, com a participação de 36 grupos em todo o estado. A programação completa do IDC nas demais regiões do estado pode ser consultada no site da FCC: cultura.sc.gov.br.

Mais sobre o espetáculo

Baixo ao Lado traz composições autorais em formato intimista, em que o contrabaixo é o protagonista em diferentes papéis dentro da música. O nome é inspirado no álbum de música instrumental do artista e contrabaixista Rafael Calegari, lançado em 2021. No Circuito Baixo ao Lado, Calegari apresenta composições influenciadas pela música brasileira, música contemporânea, jazz e principalmente por suas vivências em 25 anos de intenso trabalho musical. O repertório busca mostrar toda a versatilidade do compositor que, junto de seus convidados, o pianista Luiz Gustavo Zago e o trombonista Sérgio Coelho, promovem as cores, emoções, direções e personalidade de cada tema. O grupo propõe, a partir da improvisação, arranjos e do desempenho dos músicos, voltar a atenção para a musica autoral e instrumental catarinense. Uma abordagem que possibilita a descoberta do que vem sendo desenvolvido na cena do sul do país.

Sobre o artista: Graduado em Música pela Universidade do Estado de Santa Catarina, Rafael Calegari é contrabaixista, compositor, arranjador e professor, com intenso trabalho musical. Reconhecido por sua versatilidade e criatividade, já tocou com diversos artistas consagrados da Música Brasileira, como: Luiz Melodia, Elza Soares, Zeca Baleiro, Sandra de Sá, Paula Lima, Fagner, Roberto Menescal, Luciana Mello, Max de Castro e Jorge Vercilo. Dividiu o palco com renomados instrumentistas, destacando: Yamandu Costa, Edu Ribeiro, Robertinho Silva, Vinicius Dorin, Jota Moraes, Gabriel Grossi, Renato Borghetti, Derico, entre muitos outros. Natural de Tubarão e radicado em Florianópolis desde 1999, Calegari é figura atuante no cenário musical do Brasil.

Duração: 50 min
Classificação indicativa: Livre
Entrada gratuita

Cronograma de apresentações:

Florianópolis
Data: 07/06/2022 (terça-feira), às 12h30
Local: UDESC – Auditório do Departamento de Música do CEART
Av. Madre Benvenuta, nº 1907 - Bairro Itacorubi

Biguaçu
Data: 08/06/2022 (quarta-feira), às 20h
Local: Escola de Música de Biguaçu - Auditório da Univali Carandaí (Bloco 2, 1° andar)
Av. Patrício Antônio Teixeira, nº 480 – Bairro Itacorubi

Santo Amaro da Imperatriz
Data: 09/06/2022 (quinta-feira), às 19h30
Local: Associação Musical e Cultural Santo Amaro da Imperatriz
Rua Olibio Hahn, nº 50 – Bairro Centro

Rancho Queimado
Data: 10/06/2022 (sexta-feira), às 18h
Local: Praça Coberta Leonardo Sell
Praça Leonardo Sell – Bairro Centro

Palhoça
Data: 11/06/2022 (sábado), às 16h
Local: Instituto Casa Nobre
Rua Inês Maria de Jesus, nº 373 – Bairro Guarda do Embaú

Antônio Carlos
Data: 13/06/2022 (segunda-feira), às 18h30
Local: Auditório Maestrina Sophia Mannes Besen
Praça Anchieta, nº 10 – Bairro Centro

Tijucas
Data: 14/06/2022 (terça-feira), às 19h30
Local: SESC Ler Tijucas
Rua João Policarpo Pacheco, nº 250 – Bairro da Praça

Palhoça
Data: 15/06/2022 (quarta-feira), às 10h30
Local: Escola Básica Municipal Nossa Senhora de Fátima
Rua José Silvério da Silva, nº 157 – Bairro Aririú

Florianópolis
Data: 15/06/2022 (quarta-feira), às 20h
Local: Teatro do SESC Prainha
Travessa Siríaco Atherino, nº 100 – Bairro Centro

São José
Data: 17/06/2022 (sexta-feira), às 20h
Local: Theatro Adolfo Mello
Rua Padre Macário, nº 10 – Bairro Centro

Informações adicionais para imprensa:
Assessoria de Comunicação Fundação Catarinense de Cultura
Telefones: (48) 3664-2572
E-mail: imprensa@fcc.sc.gov.br 

 

 

Cidades do Sul, Alto Vale e Grande Florianópolis receberão nas próximas semanas espetáculos gratuitos do Programa de Integração e Descentralização da Cultura, o IDC, promovido pela Fundação Catarinense de Cultura (FCC). Aurora, Agronômica, Ituporanga, Imaruí, Laguna, Tubarão, Nova Veneza, Criciúma, Maracajá, Araranguá, Balneário Arroio do Silva, Balneário Gaivota e Florianópolis serão palco de espetáculos de dança e música entre os dias 3 e 14 de junho .

A ação integra o Programa SC Mais Cultura, lançado pelo Governo do Estado, que prevê investimentos no fomento ao setor, e vai até o fim do ano. Serão realizadas 360 apresentações gratuitas, com a participação de 36 grupos em todo o estado. A programação completa do IDC nas demais regiões do estado pode ser consultada no site da FCC: cultura.sc.gov.br.

Programação

Nome do espetáculo: Sapateado & Sarandeios
Artista: Barbicacho Dança Show
Categoria: Dança
Resumo/sinopse: O Barbicacho Dança Show é um grupo de projeção folclórica que surgiu em março de 2004, na cidade de Lages (SC), com a proposta de desenvolver a dança do Sul numa visão contemporânea e atual. Na temática os usos e costumes: expressões, trajes, apetrechos e linguagem. Em palco a dança gaúcha e catarinense, danças do ciclo do tropeirismo, danças sul-americanas, movimentação de boleadeiras e bombos, além de coreografias criadas pelo grupo com base no tema original e tradicional. O trabalho envolve simultaneamente elementos da cultura regional e universal.
Duração: 45 minutos
Classificação indicativa: Livre

:: O espetáculo circulará pelas seguintes cidades:

AURORA

  • Data: 03/06/2022, às 10h
  • Local: Ginásio de esportes (Rodovia SC-350, km 374 - Bairro Santa Teresa).

AGRONÔMICA

  • Data: 03/06/2022, às 20h30
  • Local: Parque Municipal Roberto Westphal (R. Sete de Setembro - Mosquito)

ITUPORANGA

  • Data: 04/06/2022, às 10h
  • Local: Praça Frei Gabriel (Rua Presidente Nereu - Em frente à Igreja Matriz de Ituporanga)

Nome do espetáculo: Abraço
Artistas:
Trio Doces Profanos
Categoria: Música
Resumo/sinopse: Com uma batucada bem brasileira e muita psicodelia, o repertório autoral do grupo reflete os tempos difíceis vividos por conta do afastamento durante a pandemia. O show é o resultado de várias composições feitas pelo grupo, envolvendo temas relacionados ao abalo emocional provocado pela pandemia. “Estamos a mais de um ano imersos em estudos, pesquisa e prática para fazer o "Abraço" ser potente, tanto musicalmente quanto emocionalmente, e para que consigamos fazer o trabalho trazer alento e conforto emocional as pessoas que ficaram fragilizadas devido ao isolamento social”, conta Fábio Beckert, violonista e compositor do grupo.

O Doces Profanos possui cerca de cinco anos e sempre teve como foco a pesquisa da diversidade rítmica brasileira, misturando influências e criando uma sonoridade singular, que passeia entre ritmos populares, como o maracatu e o samba de côco, somado a psicodelia de sintetizadores eletrônicos, mas apresentada em forma de canções populares fáceis e agradáveis de cantar.

:: O espetáculo circulará pelas seguintes cidades:

FLORIANÓPOLIS

  • Data: 05/06/2022, às 17h
  • Local: Meta Casa Espaço Cultural (Campeche)

IMARUÍ

  • Data: 06/06/2022, às 11h
  • Local: Praça do Mercado Público

LAGUNA

  • Data: 06/06/2022, às 20h
  • Local: Cine Teatro Mussi

TUBARÃO

  • Data: 08/06/2022, às 19h
  • Local: Centro Municipal de Cultura - Museu Willy Zumblick

NOVA VENEZA

  • Data: 10/06/2022
  • Local: Coreto da Praça Humberto Bortoluzzi - Centro

CRICIÚMA

  • Data: 11/06/2022, às 11h
  • Local: Praça Nereu Ramos

MARACAJÁ

  • Data: 12/06/2022, às 10h
  • Local: Parque ecológico municipal Prefeito Thomaz Pedro da Rocha

ARARANGUÁ

  • Data: 12/06/2022, às 17h
  • Local: Jardim Alcebíade Seara

BALNEÁRIO ARROIO DO SILVA

  • Data: 13/06/2022, às 19h30
  • Local: Escola Municipal Educação Básica Jardim Atlântico

BALNEÁRIO GAIVOTA

  • Data: 14/06/2022, às 15h30
  • Local: Escola de Ensino Fundamental Professor Darci Ribeiro

Informações adicionais para imprensa:
Assessoria de Comunicação Fundação Catarinense de Cultura
Telefones: (48) 3664-2572
E-mail: imprensa@fcc.sc.gov.br 

 

O Museu da Imagem e do Som de Santa Catarina (MIS) recebe em junho a exposição Yurupá Território: Retratos e Relatos dos Povos Indígenas em Santa Catarina, do fotógrafo Radilson Gomes. A abertura será no dia 10 de junho e a visitação segue até 17 de julho, de terça-feira a domingo, das 10h às 21h. A entrada é gratuita.

A expressão Yvyrupá ou Yurupá (como se lê) é utilizada para designar a estrutura que sustenta o mundo terrestre. Seu significado evoca o modo de ocupação do território pelos Guarani, sempre de maneira livre, respeitosa e harmônica.

De 2 a 13 de junho, cidades da Serra, Oeste e Vale do Itajaí receberão a circulação do espetáculo gratuito A Máquina e o Humano - Música para o filme Metrópolis, com os artistas Diogo de Haro e Johanna Hirschler. A turnê faz parte do Programa de Integração e Descentralização (IDC), promovido pela Fundação Catarinense de Cultura (FCC), e passará por Santa Cecília, Fraiburgo, Capinzal, Joaçaba, Concórdia, Caçador, Treze Tílias, Videira, Rio do Sul e Blumenau.

A ação integra o Programa SC Mais Cultura, lançado pelo Governo do Estado, que prevê investimentos no fomento ao setor, e vai até o fim do ano. Serão realizadas 360 apresentações gratuitas, com a participação de 36 grupos em todo o estado.

A programação completa do IDC nas demais regiões do estado pode ser consultada no site da FCC: cultura.sc.gov.br.

Mais sobre o espetáculo

A Máquina e o Humano - Música para o filme Metropolis é um espetáculo musical criado por Diogo de Haro e executado em parceria com Johanna Hirschler para o filme alemão de 1927 dirigido por Fritz Lang. O drama expressionista de ficção científica, clássico do cinema silencioso, será exibido na íntegra, com duração de duas horas e meia, enquanto os músicos presentes interpretam sonoramente a narrativa do filme combinando música aos elementos de sonoplastia e efeitos sonoros.

Da mesma forma que a música intensifica a apreciação do enredo do filme, o filme facilita e direciona o acesso do público não familiarizado com músicas instrumentais, experimentais e de linguagens pós-tonais aos afetos evocados pelo discurso musical. 

Duração: 2h30min
Classificação indicativa: 12 anos

Programação

Santa Cecília

  • Data: 02/06/2022, às 19h
  • Local: Auditório da Secretaria de Educação (Rua Jorge Lacerda, 363 - Centro)

Fraiburgo

  • Data: 03/06/2022, às 19h30
  • Local: Câmara de Vereadores (Avenida Lebon Régis, s\n - São José)

Capinzal

  • Data: 06/06/2022, às 19h
  • Local: Auditório Dr. Vitor Almeida - Unoesc (Ac. Cidade Alta, 5330)

Joaçaba

  • Data: 07/06/2022, às 19h30
  • Local: Teatro Alfredo Sigwalt (Rua Roberto Trompovski, 63)

Concórdia 

  • Data: 08/06/2022, às 19h30
  • Local: Instituto Federal Catarinense - Campus Concórdia (Rodovia SC 283, s/n Fragosos)

Caçador

  • Data: 09/06/2022, às 19h
  • Local: Casa da Cultura (Rua Curitibanos, 600 - Centro)

Treze Tílias

  • Data: 10/06/2022, às 19h
  • Local: Centro de Eventos Maria Thaler Moser (Av. Antônio Carlos Altenburger - Centro)

Videira

  • Data: 11/06/2022, às 19h
  • Local: Centro de Eventos Vitória (Rua XV de Novembro, 115 - Centro)

Rio do Sul 

  • Data: 12/06/2022, às 18h
  • Local: Teatro Domingos Venturini (Fundação Cultural de Rio do Sul - Rua Ruy Barbosa, 204 - Budag)

Blumenau 

  • Data 13/06/2022, às 19h30
  • Local: Auditório Carlos Jardim (Rua XV de Novembro, 161 - Centro)

Informações adicionais para imprensa:
Assessoria de Comunicação Fundação Catarinense de Cultura
Telefones: (48) 3664-2572
E-mail: imprensa@fcc.sc.gov.br 

Foto: Ricardo Wolffenbüttel / Secom 

Considerada a mais antiga instituição cultural do estado, a Biblioteca Pública de Santa Catarina (BPSC) chega aos seus 168 anos de criação no próximo dia 31 de maio e, para comemorar, a Fundação Catarinense de Cultura (FCC) promove uma agenda especial com atividades gratuitas abertas à participação da comunidade. O calendário começa no dia 24 de maio e conta com exposição, oficinas, bate-papos sobre literatura, visitas guiadas com contação de histórias, lançamento de livro e exibição de vídeo.

No dia da celebração do aniversário, 31,  será reaberto ao público o setor de Obras Raras, no 3º andar da BPSC, que estava fechado para reformas. 

:: Confira a programação completa

24 de maio - terça-feira:

8h: Abertura da Mostra "Livros Voadores e Esculturas de Livros"
Livros feitos por alunos do curso de Design da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) serão expostos dando a impressão de que estão suspensos no ar. (Projeto Releituras - Curadora: Maria de Fátima Medeiros.)
LOCAL: Hall de entrada da BPSC

Das 14h às 16h: Oficina de Caderno de Artista
A professora Patrícia Amante ensina a produção de "livros de artista", por meio de reflexões sobre o trabalho pessoal, algumas referências da produção nacional e internacional. 
Patrícia Amante é graduada em Educação Artística, Habilitação, Artes Plásticas pela Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC); e especialista em Linguagem Plástica Contemporânea pela mesma instituição. É técnica em assuntos culturais da Fundação Catarinense de Cultura, professora nas Oficinas de Arte, onde ministra curso de Teoria das Cores, Livro de Artista, Linguagem Visual e Papel Reciclado.
LOCAL: Laboratório de conservação, restauração e encadernação (Lacre), da BPSC.

25 de maio - quarta-feira:

9h: Bate-papo sobre Literatura com Edenice Fraga.

Edenice é tenente-coronel de reserva da Polícia Militar do Estado de Santa Catarina, escritora e palestrante. Desenvolve várias outras atividades como poetisa, contista e declamadora. Escreveu roteiro para espetáculo teatral. Membro da Academia de Letras dos Militares Estaduais de Santa Catarina (ALMESC), Diretora de Cultura da Academia Desterrense de Literatura (ADELIT), membro da Academia Nacional de Ciências,  Letras e Artes (ANACLA), membro da Federação Brasileira de Ciências, Letras e Artes (FEBACLA) e membro do Grupo de Poetas Livres (GPL).
LOCAL: Sala de Oficinas - 2º andar da BPSC

10h: Visita Guiada com contação de histórias por Marina Hadlich.
Crianças de escolas públicas e outros interessados visitam a BPSC e participam, junto com os alunos, de atividade de contação de histórias a ser realizada por Marina Hadlich. Natural de Blumenau, atualmente Marina mora em Florianópolis, onde propaga a literatura em bibliotecas comunitárias e campanhas para arrecadação de livros às instituições. É autora do livro de contos "100 Mulheres”, e participou de diversas antologias, tais como “Desespere-se”, “2ª Coletânea de Natal” e “Cotidiano Introspectivo Centenário - Clarice Lispector”. 
LOCAL: Contação de Histórias no hall de entrada da BPSC

14h: Visita Guiada com contação de histórias por Joyce Kwiatkowski.
Crianças de escola pública, na faixa etária de 4 anos, e outros interessados visitarão a BPSC onde será apresentada contação de histórias por Joyce Kwiatkowski, também professora de musicalização nas escolas da cidade de Garopaba (SC).  
LOCAL: Contação de Histórias no hall de entrada da BPSC

26 de maio - quinta-feira:

10h: Contoterapia "O poder dos contos para revelar o que a alma esconde", com a escritora Ana Lavratti e a contoterapeuta Vilca Damiani.

Com mestrado em Estudos da Tradução, Ana Lavratti adaptou o clássico “O Patinho Feio” para 2022. Esta oficina de contoterapia incentiva reflexões sobre o senso de pertencimento, o respeito às diferenças, autoestima, maternidade, família e a busca pelo nosso lugar. A oficina também tem participação de Vilca Damiani, coach, mentora e contoterapeuta. 
Público de faixa etária a partir dos 10 anos.
LOCAL: Hall de entrada da BPSC

Das 14h30 às 16h30: Oficina Colorindo "Os encantos de Floripa", com a autora Gabriela Luft.
Tarde literária com a artista, que irá colorir as ilustrações do livro junto com o público participante, na faixa etária de 10 a 12 anos. Gabriela Luft é natural da capital de Santa Catarina e autora do livro “Os Encantos de Floripa” que apresenta mais de 70 desenhos artísticos para colorir. A obra contém desenhos de monumentos e detalhes do centro histórico de Florianópolis, da Ponte Hercílio Luz, de praias, praças e igrejas, além de ilustrações da culinária e da cultura da Ilha. 
LOCAL: Hall de entrada da BPSC

27 de maio - sexta-feira:

10h: Oficina de Origami com contação de histórias, por Hisae Yagura Kaneoya.

Formada em Biblioteconomia pela Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), Hisae atua na divulgação da cultura japonesa em Florianópolis desde 2003. Em 2008, formou o Nipocultura que tem como característica facilitar o acesso às pessoas que dominam alguma arte japonesa ou que tenham qualquer ligação com a cultura japonesa. Dá suporte em eventos; atende associações, escolas, instituições municipais, estaduais e empresas. 
Vaga para oficina com contação de história: 10 participantes a partir de 5 anos de idade. 
LOCAL: Hall de entrada da BPSC

14h: Biblioteca Humana: projeto Acessibilidade e Leitura, por Maria de Fátima Medeiros.
O projeto possibilita que se emprestem pessoas, em vez de livros, propiciando uma experiência envolvendo a mediação com os espaços destinados à leitura e ao encontro das pessoas. 
Duração de 15 a 30 minutos com cada profissional. 
Profissionais disponíveis: 
Laura Flores: bailarina, coreógrafa  e escritora. Diagnosticada com Síndrome de Susac em 2005, Laura tem problemas na visão e depende de andador para locomoção. Hoje é escritora e dá palestras, está lançando seu segundo livro em julho. Sua primeira obra, “Dança das Flores”,  foi transformada em audiolivro pelo Projeto Releituras em 2021
Gustavo de Simas: radalista desde os 7 anos de idade. Cego de nascença, recém-graduado em Administração Pública, participou junto com Fátima Medeiros do primeiro quadro “The Wall” de 2021 no programa “Caldeirão do Huck”. Gustavo é radialista e comentarista de futebol em rádio de Tijucas, cidade onde mora.
*Necessário agendamento prévio pelo telefone: (48) 36656421
LOCAL: Sala de oficinas do 2º andar da BPSC

14h: Tarde Literária com o Grupo de Poetas Livres (GPL).
Participação dos membros do Grupo de Poetas Livres (GPL). O objetivo do grupo é divulgar os poetas catarinenses e despertar nas pessoas o interesse pela poesia. A faixa etária dos autores é variada, tendo desde escritores mais jovens até aqueles que já ultrapassam os 90 anos de idade, assim como seus níveis de formação, demonstrando a grande diversidade do grupo. 
LOCAL: Hall de entrada da BPSC

30 de maio - segunda-feira:

Das 9h às 12h: Oficina de Conservação e Restauração de Livros, por Rita Cunha.

Oficina de Conservação e Restauração de Livros, com enfoque  em costura de páginas soltas, com a restauradora Rita Cunha, especialista em Preservação e Gestão do Patrimônio Cultural das Ciências e da Saúde pela Casa de Oswaldo Cruz/Fiocruz, com graduação em Tecnologia em Conservação e Restauro de Bens Culturais pela Universidade Estácio de Sá - RJ. A oficineira tem ainda cursos de Preservação, Conservação e Restauro de Documentação Gráfica pela Associação Brasileira de Encadernação e Restauro/ABER/SP. Em Florianópolis, de 2016 a 2017, foi coordenadora técnica do Projeto de Restauro e Conservação do Acervo do Instituto Meyer Filho. Atualmente, cursa graduação em Arquivologia na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).
Público-alvo: a partir de 15 anos.
Vaga para 15 participantes.
LOCAL: Laboratório de conservação, restauração e encadernação da BPSC (Lacre)

14h: Oficina de encadernação com Joana Amarante.
A proposta da oficina é confeccionar um caderno com a costura exposta Longstitch  Buttonhole, que permite a criação de um caderno clássico, com vários fólios, abertura total e sem a utilização de cola. 
Joana Amarante é artista visual, mestre em Teoria e História das Artes Visuais pelo Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais na Universidade do Estado de Santa Catarin(PPGAV/UDESC). Graduada em Licenciatura em Artes Plásticas pela mesma instituição, atuou na catalogação e preservação do Acervo do Projeto Armazém. Desde 2011, atua no ensino de encadernação manual em diversos espaços e eventos, como dentro da UDESC, Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC), SEBRAE e feiras de arte.
Público-alvo: a partir de 15 anos.
Vaga para 10 participantes
LOCAL: Laboratório de conservação, restauração e encadernação da BPSC (Lacre)

31 de maio - terça-feira:

10h: Lançamento de livro e conversa com os idealizadores do projeto "Ateliê Ponte Palavra".

"Ateliê Ponte-Palavra" é um projeto realizado na BPSC e coordenado pelas professoras Gisela Eggert-Steindel (doutora pelo Programa de Pós-Graduação em Educação da USP e Mestre em Ciências de Informação da UFSC) e Rejane Fernandes Franco Tellini (aperfeiçoamento em Poesia e Psicanálise pela UFRS). No ateliê, trouxeram dinâmicas para reconstrução de ideias com os participantes, o que resultou na publicação "Ateliê Ponte-Palavra", um livro recheado de significados em seus diferentes campos do conhecimento, tais como Educação, Biblioteconomia, Literatura e Psicanálise. Também fazem parte do livro: Evandro Jair Duarte, Eliana Pontes, Antonio José Santana Vieira e Matheus Scortegagna.
LOCAL: Hall de entrada da BPSC

15h: Roda de conversa com Ana Maria Ludwig Moraes sobre "Acessos às plataformas de pesquisa: qualidade, segurança, confiabilidade".
Ana Maria Ludwig Moraes é historiadora e pesquisadora. Autora do livro “Desfile do tempo: Rua XV de Novembro – Blumenau SC”, cuja produção de conteúdo foi realizada a partir de pesquisas em sítios da BPSC, Biblioteca Nacional, entre outros. O resultado demonstra que este sistema de acesso a fontes primárias possibilita um aprofundamento de conteúdo único e em prazo reduzido, sem  necessidade de deslocamentos, manuseios de materiais fragilizados, conferência e checagem de dados que propiciam ao pesquisador segurança e confiabilidade nas suas produções. 
*Na ocasião, será também realizada a abertura do Setor de Obras Raras da BPSC (3º andar), com o seu novo layout e pronto para o atendimento ao público.
LOCAL: Hall de entrada da BPSC

19h: Exibição de vídeo sobre Fritz Müller.
Exibição do vídeo “Entrevista com Letícia de Carvalho”, tataraneta do naturalista Fritz Müller, feita na exposição “De repente, Extraordinária”. 
*Na ocasião, será celebrado o Aniversário de 168 anos da BPSC.
LOCAL: Hall de entrada da BPSC

Informações adicionais para imprensa:
Assessoria de Comunicação Fundação Catarinense de Cultura
Telefones: (48) 3664-2572
E-mail: imprensa@fcc.sc.gov.br 



Birita

De 22 de maio a 6 de junho é a vez da Grande Florianópolis receber apresentações do Programa de Integração e Descentralização da Cultura (IDC) promovido pela Fundação Catarinense de Cultura (FCC). O espetáculo de circo-teatro Birita na Casa dos Fantasmas, do Circo Teatro Biriba, irá circular pelas cidades de Tijucas, Alfredo Wagner, São João Batista, São Pedro de Alcântara, Canelinha, Nova Trento, Palhoça, Major Gercino, Biguaçu e Governador Celso Ramos.

A ação integra o Programa SC Mais Cultura, lançado pelo Governo do Estado, que prevê investimentos no fomento ao setor, e vai até o fim do ano. Serão realizadas 360 apresentações gratuitas, com a participação de 36 grupos em todo o estado.

A programação completa do IDC nas demais regiões do estado pode ser consultada no site da FCC: cultura.sc.gov.br.

Mais sobre o espetáculo

Judite arquiteta um plano para convencer seu pai sobre sua escolha profissional com a ajuda de seu namorado, porém, Birita, o empregado da casa, desconfia das intenções da mocinha atrapalhando o plano, levando o público ao riso e o palhaço a hilárias situações encrencadas. Autor: Texto de domínio público livremente inspirado na comédia de circo-teatro A menina virou.

O Circo Teatro Biriba é uma das mais tradicionais companhias de circo-teatro do Brasil, fundada em 1970 por Geraldo Passos (1928-1991), o palhaço Biriba. Atualmente é conduzido por seus netos Cesar Rosa o palhaço Birita, Janayna e Adriana Passos que, juntamente com uma equipe apaixonada pela vida itinerante, mantêm viva a tradição do circo-teatro brasileiro, apresentando dramas, comédias e textos infantis pelas cidades do Sul do país.

Duração: 50 minutos
Classificação indicativa: 12 anos

Programação

TIJUCAS

  • Data: 22/05/2022, domingo, às 20h
  • Local: Circo Teatro Biriba

ALFREDO WAGNER

  • Data: 23/05/2022, segunda-feira, às 15h
  • Local: Sociedade Recreativa União Clube

SÃO JOÃO BATISTA

  • Data: 24/05/2022, terça-feira, às 19h
  • Local: Fundação Municipal da Cultura e da Juventude de São João Batista

SÃO PEDRO DE ALCÂNTARA

  • Data: 25/05/2022 quarta-feira
  • Local: Salão Paroquial (Rua João Pering, Centro)

CANELINHA

  • Data: 26/05/2022, quinta-feira, às 14h
  • Local: Centro de Eventos Municipal

NOVA TRENTO

  • Data: 27/05/2022, sexta-feira, às 14h
  • Local: Escola de Educação Básica Francisco Mazzola
     

PALHOÇA

  • Data: 30/05/2022, segunda-feira, às 20h
  • Local: Projeto Sião (Rua Olavo Bilac, n. 495, Bairro Jardim Eldorado)

MAJOR GERCINO

  • Data: 31/05/2022, terça-feira, às 15h
  • Local: Salão Paroquial

BIGUAÇU

  • Data: 01/06/2022, quarta-feira, às 15h30
  • Local: Escola Fernando B. Viegas de Amorim

GOVERNADOR CELSO RAMOS

  • Data: 02/06/2022, quinta-feira, 14h
  • Local: CRASS

Entrada gratuita (as secretarias de educação e de cultura de cada cidade estão com os ingressos disponíveis para cada espaço)

Informações adicionais para imprensa:
Assessoria de Comunicação Fundação Catarinense de Cultura
Telefones: (48) 3664-2572
E-mail: imprensa@fcc.sc.gov.br 

 

Fotos: Ricardo Wolffenbüttel / Secom  

Ícone de Santa Catarina, a Ponte Hercílio Luz completou 96 anos de inauguração com motivos para celebrar. O Governo do Estado relançou nesta sexta-feira, 13, o edital para instalar a iluminação cênica do monumento. O investimento está previsto em R$ 9,9 milhões e permitirá, com lâmpadas de LED e tecnologia RGB, um show de luzes sobre o monumento.

O governador Carlos Moisés assinou a licitação, em um evento comemorativo na cabeceira insular, e destacou a importância da Ponte tanto como equipamento de mobilidade urbana quanto de turismo. Segundo o chefe do executivo, dois anos após a sua reabertura, a estrutura está totalmente integrada à cidade mais uma vez.

“Nós fechamos essa torneira. A iluminação cênica deixará a Ponte Hercílio Luz ainda mais bonita. Sabemos que, além de ajudar na mobilidade urbana, ela também é um importante espaço de convivência e de fomento do turismo. Nossas atenções estão voltadas neste sentido”, afirma o governador.

Após a entrega da reforma da ponte em 2019, encerrando 28 anos de interdição total, a atual gestão do Governo também investe em trabalhos preventivos. Segundo o secretário de Estado da Infraestrutura, Thiago Vieira, está em vigor um contrato de mais de R$ 5 milhões para execução de serviços de manutenção da estrutura.

“É uma mudança de paradigma, um grande divisor de águas. Anteriormente, a cultura era apenas de resposta (a eventuais problemas). Agora, nós estamos trabalhando na prevenção, para que nunca mais precisemos interditar este patrimônio dos catarinenses”, aposta Vieira.

Foto: Mauricio Vieira / Secom 

O secretário lembra que os trabalhos preventivos se estendem às outras duas pontes que fazem a ligação entre a Ilha de Santa Catarina e o continente. Nesta sexta-feira, o governador também assinou a ordem de serviço para o trabalho de reabilitação funcional de 12 blocos estruturais das pontes Pedro Ivo Campos e Colombo Salles.

A intervenção tem caráter preventivo, e não corretivo, com investimento de R$ 14,6 milhões. Desde 2019, o Estado já investiu R$ 47 milhões na reforma geral e intervenção dos blocos que apresentavam alto grau de deterioração. Em 2020, um laudo técnico chegou a recomendar a interdição das estruturas.

“Agora, com os investimentos realizados, não existe mais esse risco. Também estamos trabalhando pensando no futuro, com a cultura da prevenção. O descanso histórico com as pontes de Florianópolis acabou”, afirma o secretário Vieira.

Evento



A solenidade de comemoração dos 96 anos da Ponte Hercílio Luz teve ainda um show histórico da Camerata Florianópolis, na cabeceira insular. O ato foi acompanhado por secretários de Estado, pelo prefeito de Florianópolis, Topázio Neto, por deputados estaduais e autoridades municipais.

:: Informações, notícias e fotos sobre a Ponte Hercílio Luz estão disponíveis neste link

Histórico resumido da ponte

  • 1922 - Iniciam-se as obras para a construção da Ponte Independência, a primeira ligação entre a ilha e o continente.
  • 1926 - É inaugurada a ponte Hercílio Luz. Ela ganhou este nome em homenagem ao então governador de Santa Catarina, Hercílio Luz, responsável pela construção da ponte. 
  • 1982 - Devido às condições precárias e à deterioração das barras de olhal, a Ponte Hercílio Luz é interditada totalmente.
  • 1988 - A ponte é reaberta parcialmente (somente ao tráfego de pedestres, bicicletas, motos e veículos de tração animal).
  • 1991 - Interdição total - A ponte é novamente interditada a qualquer tipo de tráfego. O piso asfáltico do vão central é retirado, aliviando 400 toneladas de peso. A interdição dura até 2019.
  • 2019 - Reencontro com os catarinenses - No dia 30 de dezembro de 2019, o cartão-postal revitalizou a conexão entre ilha e continente e já faz parte do dia a dia de Florianópolis.

Informações adicionais para imprensa:
Leonardo Gorges
Assessoria de Imprensa
Secretaria de Estado da Comunicação - SECom
E-mail: leonardogorges@secom.sc.gov.br 
Fone: (48) 3665-3045
Site: www.sc.gov.br 

Salvar
Preferências para Cookies
Usamos cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site. Se você recusar o uso de cookies, este site pode não funcionar como esperado.
Aceitar todos
Rejeitar todos
Leia mais
Analytics
Ferramentas usadas para analisar os dados para medir a eficácia de um site e entender como ele funciona.
Google Analytics
Aceitar
Rejeitar