Fotos: Divulgação / SES

A secretária de Estado da Saúde, Carmen Zanotto, esteve na Regional da Saúde em Lages, neste sábado, 17, juntamente com a equipe de engenharia da SES, coordenada por Luiz Carlos Cavalheiro, para verificar a estrutura e a rede de frio que armazena as vacinas contra a Covid-19 e medicamentos. Como o local ainda não tem gerador de energia a secretária solicitou a instalação de um na próxima semana.

 “Não podemos correr o risco de perder nenhuma vacina ou medicamento por qualquer queda de energia. A instalação de um gerador é urgente e a médio prazo precisamos de um local mais adequado para a supervisão regional”, destaca Carmen.

Após a visita na regional, a equipe seguiu para o Hospital Tereza Ramos, pois está sendo estudado um local definitivo para a transferência da sede. Uma das possibilidades é no espaço de estacionamento coberto da nova ala da instituição. 

A supervisora da regional da Saúde, Daniela Rosa de Oliveira, ressalta que o atual local da Supervisão Regional foi adaptado para abrigar todos os setores, mas que é necessário um espaço mais adequado e próprio, já que a sede recebe um grande fluxo de pessoas de todos os municípios da Serra.

Novos leitos

Aproveitando a visita ao hospital, a secretária também foi verificar o andamento das obras da nova ala. Onde pediu celeridade para a finalização dos serviços para a abertura de novos leitos. “Na ala Portinari os leitos de UTI Covid estão sendo abertos, dois estão em funcionamento e na próxima semana todos os nove estarão aptos para receberem os pacientes”, salienta a secretária.

Mais informações para a imprensa:
Fabrício Escandiuzzi
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Saúde - SES
Fone: (48) 3664-8820 / 99913-0316
E-mail: imprensa@saude.sc.gov.br
Site: portalses.saude.sc.gov.br



Há 854.727 casos confirmados de infecção pelo novo coronavírus em Santa Catarina, sendo que 820.158 estão recuperados e 22.028 continuam em acompanhamento. O dado foi divulgado neste sábado, 17. A Covid-19 causou 12.541 mortes no estado desde o início da pandemia. A taxa de letalidade é de 1,5%.

Esses números representam um acréscimo de 61 óbitos em comparação com o último boletim. Registrou-se uma alta de 2.377 na quantidade de confirmados. 

>>> Confira aqui o boletim diário desta sábado, 17
>>> Confira o detalhamento dos óbitos por data
>>> Saiba mais sobre as fontes e os conceitos dos dados

Casos de infecção pelo novo coronavírus já foram confirmados em todos os 295 municípios de Santa Catarina. No total, 292 municípios registraram casos. As maiores altas foram registradas em Joinville, com 156, Itajaí com 152, Jaraguá do Sul, com 121 casos e Florianópolis, com 100 casos.

Os detalhes podem ser acessados no BI disponível no site www.coronavirus.sc.gov.br,  no menu do topo, opção Transparência e escolhendo Painéis: casos e óbitos. A lista completa de pacientes que aguardam transferência pode ser acessada aqui.

Mais informações para a imprensa:

Fabrício Escandiuzzi
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Saúde - SES
Fone: (48) 3664-8820 / 99913-0316
E-mail: imprensa@saude.sc.gov.br
Site: portalses.saude.sc.gov.br

Amanda Mariano, Bruna Matos e Patrícia Pozzo
Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive) / SES
Fone: (48) 3664-7406 | 3664-7402
E-mail: divecomunicacao@saude.sc.gov.br
www.dive.sc.gov.br 

A Matriz de Risco Potencial divulgada neste sábado, 17, pelo Governo de Santa Catarina e Secretaria de Estado da Saúde (SES) classificou todas as 16 regiões catarinenses em alerta gravíssimo (cor vermelha) para transmissão do novo coronavírus.

No último boletim, divulgado em 10 de abril, as regiões Carbonífera, Extremo Sul Catarinense, Foz do Rio Itajaí e Grande Florianópolis estavam classificadas para o nível grave. Todas as 16 regiões catarinenses apresentaram nota quatro, o nível mais elevado, na dimensão de Capacidade de Atenção, que é aquela que aponta a ocupação de leitos hospitalares.

>>> Confira a avaliação de risco potencial divulgada em 17/04/2021

A atualização do risco potencial das regiões do estado para a próxima semana demonstra que todas as 16 regiões de saúde do Estado estão classificadas com risco gravíssimo. Isso evidencia que todo o estado permanece em alerta máximo em relação ao novo coronavírus, principalmente em relação à capacidade de atenção, com todas as regiões apresentando leitos de UTI adulto reservado para Covid-19 operando em sua capacidade máxima, próximo aos 100% de ocupação.

As regiões Carbonífera, Extremo Sul Catarinense, Grande Florianópolis e Foz do Rio Itajaí, que na semana passada estavam classificadas em nível grave, passaram para o nível gravíssimo, principalmente por conta das mudanças na dimensão da transmissibilidade. Este aumento da transmissibilidade nestas regiões reflete um aumento no número de casos ativos detectados na última semana, podendo ser explicado, em parte, por uma possível redução na adesão das medidas de distanciamento social.

Foi observada uma redução de 25% na média móvel de óbitos por Covid-19 nos últimos 14 dias, e uma redução de 19% nos últimos 7 dias. 

Já em relação aos casos ativos, observa-se uma redução de 26% na média móvel dos últimos 14 dias, e uma estabilização nos últimos 7 dias.

>>> Mais detalhes da Matriz aqui 

Embora tenha sido observada uma redução na média móvel de óbitos por Covid-19 além de uma desaceleração na taxa de crescimento do número de casos ativos, a melhora nesses indicadores não foi suficiente impactar na avaliação de risco potencial estabelecida pela Matriz regionalizada, uma vez que é a mesma composta por um conjunto de indicadores que são avaliados em separado para cada região. Além disso, a estabilização no número de casos ativos observada em todo o Estado nos últimos 7 dias, permanecendo em um patamar elevado, contribuiu para a manutenção do nível gravíssimo em todas as regiões.

Vale ressaltar que tem tido bastante peso na avaliação da matriz a ocupação dos leitos de UTI-Covid, que tem estado próximo de 100% em todas as regiões do Estado, algumas inclusive com fila de espera por leitos, além do número de casos ativos e infectantes, que ainda se encontra elevado em todas as regiões.

Desta forma, a Secretaria de Estado da Saúde reitera a toda a sociedade catarinense a importância da intensificação da medidas de prevenção (uso da máscara, distanciamento social, evitar aglomerações e lavagem frequente das mãos), além do trabalho intensivo que vem sendo sendo feito pelos municípios tanto nas ações de fiscalização do cumprimento das medidas de distanciamento social, quanto do aumento da cobertura vacinal.

As estratégias empregadas pelos municípios que buscam vacinar o maior contingente possível de pessoas no menor espaço de tempo, tanto por meio da busca ativa, quanto por meio de postos itinerantes, são essenciais para promover uma ampla proteção da população contra a Covid-19, tanto na aplicação da primeira dose quanto na aplicação da segunda dose.

Mais informações para a imprensa:
Fabrício Escandiuzzi
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Saúde - SES
Fone: (48) 3664-8820 / 99913-0316
E-mail: imprensa@saude.sc.gov.br
Site: portalses.saude.sc.gov.br



Balanço Parcial de vacinação contra a Covid-19 divulgado nesta sexta-feira, 16, mostra que o estado aplicou um total de 1.181.615 doses da vacina contra a Covid-19 nos grupos prioritários. Do total, 859.583 foram da primeira dose e 322.032 da segunda. Em um comparativo com o boletim de doses divulgado na quarta, 14, houve um aumento de 82.131 no número de doses aplicadas.

>>> Confira aqui o Balanço Parcial atualizado da vacinação contra a Covid-19

Os grupos prioritários que já iniciaram a vacinação são: trabalhadores da saúde, pessoas com deficiência e idosos institucionalizados, indígenas, quilombolas, idosos com 60 anos ou mais e profissionais das forças de segurança e salvamento. 

Os dados são do Balanço Parcial de Vacinação contra a Covid-19 divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde. Os dados são fornecidos pelos municípios catarinenses e compilados pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive).

Doses que chegaram nesta sexta já foram distribuídas



Todas as 17 centrais regionais já receberam as doses da vacina contra a Covid-19 que chegaram ao estado na madrugada desta sexta, 16. A distribuição começou pela manhã e foi realizada via terrestre para as centrais regionais da Grande Florianópolis, Joinville, Jaraguá do Sul, Mafra, Tubarão, Criciúma, Araranguá, Blumenau, Itajaí, Rio do Sul, Lages, Videira e Joaçaba e via aérea, pelo avião do Corpo de Bombeiros Militar, para as centrais regionais de Chapecó, Concórdia, São Miguel do Oeste e Xanxerê. 

Foram distribuídas 157.810 doses da vacina do laboratório AstraZeneca/Fiocruz para aplicação da primeira dose em idosos de 65 a 69 anos, de 60 a 64 anos, trabalhadores da saúde e profissionais das forças de segurança e salvamento.

>>> Confira aqui a tabela de distribuição de doses por municípios e as orientações da SES às secretarias municipais de Saúde sobre a continuidade da Campanha de Vacinação contra a Covid-19.

Mais informações para a imprensa:

Fabrício Escandiuzzi
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Saúde - SES
Fone: (48) 3664-8820 / 99913-0316
E-mail: imprensa@saude.sc.gov.br
Site: portalses.saude.sc.gov.br

Amanda Mariano, Bruna Matos e Patrícia Pozzo
Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive) / SES
Fone: (48) 3664-7406 | 3664-7402
E-mail: divecomunicacao@saude.sc.gov.br
www.dive.sc.gov.br 





Há 852.350 casos confirmados de infecção pelo novo coronavírus em Santa Catarina, sendo que 817.942 estão recuperados e 21.928 continuam em acompanhamento. O dado foi divulgado nesta sexta-feira, 16. A Covid-19 causou 12.480 mortes no estado desde o início da pandemia. A taxa de letalidade é de 1,5%.

Esses números representam um acréscimo de 71 óbitos em comparação com o último boletim. Registrou-se uma alta de  na quantidade de confirmados.

>>> Confira aqui o boletim diário desta sexta-feira, 16
>>> Confira o detalhamento dos óbitos por data
>>> Saiba mais sobre as fontes e os conceitos dos dados

Casos de infecção pelo novo coronavírus já foram confirmados em todos os 295 municípios de Santa Catarina. As maiores altas foram registradas em Joinville com 364, Jaraguá do Sul, com 249 casos, Indaial, com 240 e Florianópolis, com 221 casos. Itajaí, com 192, Brusque, com 126, Videira, com 120 e Blumenau e Criciúma, ambas com 101, completam a lista de localidades com mais de uma centena de casos.

Os detalhes podem ser acessados no BI disponível no site www.coronavirus.sc.gov.br,  no menu do topo, opção Transparência e escolhendo Painéis: casos e óbitos. A lista completa de pacientes que aguardam transferência pode ser acessada aqui.

Mais informações para a imprensa:

Fabrício Escandiuzzi
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Saúde - SES
Fone: (48) 3664-8820 / 99913-0316
E-mail: imprensa@saude.sc.gov.br
Site: portalses.saude.sc.gov.br

Amanda Mariano, Bruna Matos e Patrícia Pozzo
Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive) / SES
Fone: (48) 3664-7406 | 3664-7402
E-mail: divecomunicacao@saude.sc.gov.br
www.dive.sc.gov.br 


Fotos: Ricardo Wolffenbuttel / Secom

A governadora Daniela Reinehr acompanhou a chegada em Santa Catarina de mais 229,2 mil doses de vacina contra a Covid-19. Depois de um dia de trabalho em Brasília, assim que chegou no aeroporto de Florianópolis, a governadora estendeu a agenda e fez questão de verificar o desembarque das caixas, já na madrugada desta sexta-feira, 16. A carga seguiu escoltada por policiais até o depósito de frios da Diretoria de Vigilância Epidemiológica, em São José, de onde será distribuída para as regionais de saúde do estado ainda nesta manhã. 

"O sentimento é de esperança e gratidão renovadas. Queremos vacinar nossa população o mais rápido possível", ressalta Daniela Reinehr. A governadora frisa ainda que as doses serão encaminhadas com o máximo de agilidade às regionais de saúde, no início da manhã desta sexta-feira, 16. "Toda a programação de envio das doses já está definida e o trabalho seguirá incansável para que a vacinação não pare", completa Daniela Reinehr. 

>> Mais fotos na galeria

Do total recebido, 141 mil doses são do laboratório Astrazeneca/Fiocruz e 88,2 mil do Sinovac/Butantan. Os imunizantes serão destinados à vacinação dos trabalhadores da saúde, idosos de 60 a 69 anos e profissionais das forças de segurança e salvamento. Com mais essa remessa, Santa Catarina soma um total de 1.701.940 doses recebidas. 

Assim que as vacinas chegaram à Central Estadual de Rede de Frio da Diretoria de Vigilância Epidemiológica (DIVE), em São José, a equipe realizou a conferência e organizou a logística de distribuição para as 17 unidades descentralizadas de Vigilância Epidemiológica (UDVEs) das Regionais de Saúde de Santa Catarina. 

A secretária de Estado da Saúde, Carmen Zanotto, esteve em audiência com a governadora e o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, em Brasília, buscando garantir mais vacinas para a população. “Todo o esforço está sendo feito para que o maior número de catarinenses receba as doses necessárias para a proteção contra a Covid-19. Estamos buscando ampliar a vacinação dos grupos prioritários e orientando todos os municípios que é extremamente necessário realizar a busca ativa das pessoas que não compareceram para o recebimento da segunda dose", afirma a secretária. 

Além disso, a secretária reforça que os cuidados de prevenção à Covid-19 devem ser contínuos por toda população para redução da transmissão do coronavírus. Entre as principais medidas de precaução estão: uso de máscaras, higienização frequente das mãos com água e sabão ou álcool gel 70% e distanciamento social. 

Distribuição das doses começa na manhã desta sexta, 16 

A distribuição das doses começa na manhã desta sexta-feira, 16, com o envio via terrestre das vacinas para as centrais regionais da Grande Florianópolis, Joinville, Jaraguá do Sul, Mafra, Tubarão, Criciúma, Araranguá, Blumenau, Itajaí, Rio do Sul, Lages, Videira e Joaçaba. As vacinas para as centrais regionais de Chapecó, Concórdia, São Miguel do Oeste e Xanxerê serão levadas pelo avião do Corpo de Bombeiros Militar também na manhã de sexta. 

As 88,2 mil vacinas do laboratório Sinovac/Butantan vão ficar reservadas na Central Estadual da Rede de Frio e serão enviadas na próxima semana visando completar o esquema das doses encaminhadas aos municípios no dia 26 de março (116.200 doses). 

As 141 mil doses do laboratório AstraZeneca/Fiocruz serão distribuídas integralmente e devem ser utilizadas como dose 1 (D1). Além destas, serão enviadas aos municípios, também para aplicação da dose 1, 16.810 doses da AstraZeneca/Fiocruz. Desta forma, será enviado um quantitativo total de 157.810 doses para atendimento dos idosos de 65 a 69 anos, de 60 a 64 anos, trabalhadores da saúde e profissionais das forças de segurança e salvamento. 

Confira aqui a tabela de distribuição de doses por municípios e as orientações da SES às Secretarias Municipais de Saúde sobre a continuidade da Campanha de Vacinação contra a Covid-19. 

Santa Catarina aplicou 1.099.484 doses da vacina contra a Covid-19

Balanço Parcial de vacinação contra a Covid-19 divulgado na quarta, 14, aponta que o estado aplicou um total de 1.099.484 doses da vacina contra a Covid-19 na população dos grupos prioritários. 

Importância da segunda dose para a imunização contra a Covid-19 

A Secretaria de Estado da Saúde de Santa Catarina também divulgou balanço nesta quarta apontando que 45,5 mil pessoas que já tomaram a primeira dose da vacina Coronavac, produzida pelo Instituto Butantan, ainda não receberam a segunda dose dentro do intervalo recomendado, que é de, no máximo, 28 dias. 

A Diretoria de Vigilância Epidemiológica (DIVE/SC) orienta às equipes regionais e municipais sobre a necessidade de manter o Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações (SI-PNI) atualizado. Além disso, é necessário realizar a busca ativa das pessoas que não compareceram para o recebimento da segunda dose. 

“As duas vacinas precisam de duas doses para uma proteção contra a doença. Por isso, é imprescindível que as pessoas que já receberam a primeira dose retornem para tomar a segunda dose e completem o esquema vacinal”, esclarece o diretor da Dive, João Augusto Brancher Fuck. 

Também é importante que a população já vacinada com a primeira dose fique atenta às datas para não perder o prazo. No caso da Coronavac, o intervalo entre as duas doses é de 21 a 28 dias. No caso da vacina Astrazeneca, é de três meses (12 semanas).

Informações adicionais para a imprensa
Francieli Dalpiaz 
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: francieli@secom.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-3018 / 98843-5676
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e @GovSC


Informações adicionais para a imprensa:
Amanda Mariano
Bruna Matos
Patrícia Pozzo
NUCOM - Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive)
Secretaria de Estado da Saúde
Fone: (48) 3664-7406 | 3664-7402
E-mail: divecomunicacao@saude.sc.gov.br
www.dive.sc.gov.br
www.instagram.com/divesantacatarina
www.facebook.com/divesantacatarina


Foto: Mauricio Vieira / Secom

A governadora Daniela Reinehr repassou as demandas catarinenses para o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, durante uma audiência no fim da tarde desta quinta-feira, 15, em Brasília. Ao lado da secretária de Estado da Saúde, Carmen Zanotto, a chefe do Executivo estadual confirmou a chegada de mais 229,2 mil doses de vacina para Santa Catarina ainda nesta noite, solicitou a habilitação de leitos de UTI já ativos e mantidos pelo Estado e o envio de medicamentos do chamado kit intubação.

Além da Saúde, a governadora também teve audiências com o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, que garantiu a continuidade das obras nas rodovias federais de Santa Catarina, e com o secretário Especial de Cultura, Mário Frias, para tratar de medidas de auxílio ao setor de eventos, um dos mais atingidos pela pandemia de Covid-19.

>>> Mais fotos na galeria 

Na saída do Ministério da Saúde, Daniela Reinehr fez um balanço positivo da conversa com Queiroga, que se comprometeu a fazer uma análise criteriosa dos pleitos apresentados pelo Governo de Santa Catarina.

“Viemos com o intuito de aglutinar os nossos esforços em busca de uma convergência das ações entre o Governo Federal, o Governo do Estado e os nossos municípios para suprir todos os desafios que o atual momento nos impõe. O ministro foi bastante sensível às nossas reivindicações e é assim que nós queremos trabalhar, em formato de parceria”, afirmou a governadora, que também solicitou apoio federal para a manutenção do tratamento de AVCs no Hospital Regional do Oeste, em Chapecó, hoje mantido pela iniciativa privada.

Queiroga agradeceu a governadora pela visita e salientou a força do povo catarinense durante o enfrentamento da pandemia de Covid-19. Sobre as demandas levadas por Daniela, o ministro afirmou que pediu agilidade no retorno:

“Já encaminhei as demandas para a área técnica, de modo que as respostas sejam dadas no espaço de tempo mais curto possível. Queremos que a governadora leve as políticas públicas que o Estado precisa. É necessário também agradecer à secretária Carmen, que foi uma deputada muito combativa, e hoje lidera a saúde pública de Santa Catarina”, disse Queiroga.

Kit intubação 

Em entrevista após a reunião, Carmen Zanotto afirmou que expôs a preocupação com relação ao chamado kit intubação: “A boa notícia é que a compra que vinha sendo feita pela empresa Vale para doação ao Ministério da Saúde se concretizou e devemos receber esses medicamentos para ajudar os nossos hospitais filantrópicos e próprios, que estão atendendo os pacientes com Covid-19 e consomem esses insumos em grande volume”.

A secretária também contou ao ministro que ainda há profissionais de saúde que não foram vacinados e, por conta disso, ela solicitou remessas extras de imunizantes para zerar essa fila. Sobre os leitos de UTI ativos, Carmen Zanotto explicou que nem todos estão sendo custeados pela União, o que fez com que ela solicitasse o aporte financeiro.

Informações adicionais para imprensa:
Leonardo Gorges
Assessoria de Imprensa
Secretaria Executiva de Comunicação - SECom
E-mail: leonardogorges@secom.sc.gov.br 
Fone: (48) 3665-3045
Site: www.sc.gov.br 





Há 848.672 casos confirmados de infecção pelo novo coronavírus em Santa Catarina, sendo que 815.227 estão recuperados e 21.036 continuam em acompanhamento. O dado foi divulgado nesta quinta-feira, 15. A Covid-19 causou 12.409 mortes no estado desde o início da pandemia. A taxa de letalidade é de 1,5%.

Esses números representam um acréscimo de 96 óbitos em comparação com o último boletim. Registrou-se uma alta de 3.305 na quantidade de confirmados. 


Foto: Divulgação / SES

Uma portaria da Secretaria de Estado da Saúde (SES) autoriza a retomada de consultas e exames eletivos em Santa Catarina. Com isso, as unidades realizarão o chamamento dos pacientes com procedimentos previamente autorizadas pela Central Estadual de Regulação Ambulatorial, porém suspensas devido à pandemia.

A medida, publicada na edição do Diário Oficial do Estado nesta quarta-feira, 14, autoriza a retomada por parte das unidades próprias da SES, as unidades administradas por Organização Social, além das unidades hospitalares filantrópicas contratualizadas ou sob gestão municipal e todas as unidades privadas.

>>> Acesse a portaria na íntegra

A portaria 394 ainda reforça as medidas de prevenção em relação ao coronavírus, determinando que o acesso ambulatorial e as atividades ambulatoriais devem ser realizados em espaço hospitalar isolado das alas de atendimento a pacientes Covid-19.

Cirurgias eletivas continuam suspensas até 30 de abril


Foto: Divulgação / SES

Outra portaria da Secretaria de Estado da Saúde, também publicada nesta quarta, no DOE, autoriza cirurgias que não demandam uso de fármacos sedoanalgésicos intravenosos.

A portaria 393 determina a prorrogação dos efeitos da portaria 168, publicada inicialmente em de 22 de fevereiro de 2021. Com isso, seguem suspensos até 30 de abril todos os procedimentos cirúrgicos eletivos de média e alta complexidade nos Hospitais Próprios de Administração Direta, Hospitais Próprios Administrados por Organização Social (OS), Hospitais Contratualizados sob Gestão Estadual, Hospitais Contratualizados sob Gestão Municipal e Hospitais Privados, em todo o território catarinense.

Os procedimentos cirúrgicos eletivos suspensos são todos aqueles realizados sob anestesia geral ou que demandem por uso de sedoanalgésicos e anestésicos intravenosos no transoperatório ou ainda que impliquem em reserva de leito de UTI.

A suspensão é aplicável a todas unidades que dispõem de leitos de internação de UTI, intermediários ou clínicos, para tratamento das complicações relacionadas à infecção pelo novo coronavírus. Não estão suspensas as urgências e as emergências e nem os procedimentos tempo-sensíveis - aqueles em que a vida do paciente pode estar em risco.

Mais informações para a imprensa:
Fabrício Escandiuzzi
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Saúde - SES
Fone: (48) 3664-8820 / 99913-0316
E-mail: imprensa@saude.sc.gov.br
Site: portalses.saude.sc.gov.br



O Balanço Parcial de vacinação contra a Covid-19 divulgado nesta quarta-feira, 14, aponta que o estado aplicou um total de 1.099.484 doses da vacina contra a Covid-19 na população dos grupos prioritários. Do total de doses aplicadas, 833.142 foram da primeira (D1) e 266.342 da segunda (D2). Em um comparativo com o boletim de doses divulgado na segunda, 12, houve um aumento de 43.010 na quantidade de vacinas aplicadas.

>>> Confira aqui o Balanço Parcial atualizado da vacinação contra a Covid-19 por municípios

Os grupos prioritários que já iniciaram a vacinação são: trabalhadores da saúde, idosos e pessoas com deficiência institucionalizados, indígenas, quilombolas, idosos com 60 anos ou mais e profissionais das forças de segurança e salvamento. A ampliação da vacinação para outros grupos prioritários vai ocorrer assim que o estado receber novas doses da vacina. 

Os dados são do Balanço Parcial de Vacinação contra a Covid-19 divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde. Os dados são fornecidos pelos municípios catarinenses e compilados pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive).

Informações adicionais para a imprensa:
Amanda Mariano
Bruna Matos
Patrícia Pozzo
NUCOM - Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive)
Secretaria de Estado da Saúde
Fone: (48) 3664-7406 | 3664-7402
E-mail: divecomunicacao@saude.sc.gov.br
www.dive.sc.gov.br
www.instagram.com/divesantacatarina
www.facebook.com/divesantacatarina