Foto: Bruno Colaço/Agência AL

O Governo do Estado entregou à Assembleia Legislativa nesta segunda-feira, 27, o projeto de Lei Complementar que cria o Estatuto da Polícia Penal de Santa Catarina. Na prática, a proposta regulamenta a mudança dos cargos de agentes penitenciários. A transformação foi instituída a partir da Emenda Constitucional Federal nº 104, de 2019, e da Emenda Constitucional Estadual nº 80, que criaram as polícias penais federal, estadual - no caso de Santa Catarina - e distrital.

A proposta foi apresentada ao presidente da Alesc, deputado Mauro de Nadal, pelo secretário de Estado da Administração Prisional e Socioeducativa, Leandro Silva, e pelo chefe da Casa Civil, Eron Giordani. O ato contou com a presença de representantes da Associação dos Policiais Penais e Agentes de Segurança Socioeducativos do Estado de Santa Catarina e da deputada Estadual Ada de Luca.

O estatuto apresenta um regramento estruturante da atividade de Polícia Penal, com plano de carreira, definição de prerrogativas, competências e regime disciplinar próprio. Segundo o secretário Leandro Lima, o projeto permite criar a Polícia Penal mais moderna do país, já que atende aos desafios mais prementes de enfrentamento ao crime organizado, estabelecendo políticas de ressocialização, além de avançar também na valorização dos servidores públicos.

Santa Catarina conta com 2.813 policiais penais efetivos. “O projeto também corrige erros históricos em que unidades foram criadas no Estado sem as suas respectivas estruturas funcionais e a devida remuneração para seus operadores e gestores”, destacou Lima.

Para o secretário, a chegada do projeto representa um avanço em relação às emendas que criaram a Polícia Penal e que atende a nova realidade do sistema prisional em âmbitos estadual e federal. “As prerrogativas do policial penal são as mesmas das demais polícias do país. O estatuto otimizará a ação policial em toda atividade prisional. Muitas já eram realizadas pelos agentes penitenciários, mas sem o reconhecimento do seu papel de polícia”, completou Leandro Lima, que destacou também a boa vontade do Governo do Estado com a segurança pública e os sistemas Prisional e Socioeducativo.

Tramitação

Durante a entrega do projeto, o secretário Leandro Lima e o chefe da Casa Civil enfatizaram o desejo do Executivo em garantir a aprovação da matéria ainda neste ano. Condição que foi prontamente apoiada pelo presidente da Alesc. Para o parlamentar, o projeto dá um norte no processo de organização da atividade da Polícia Penal. “O projeto representa a reestruturação por completo do sistema prisional de Santa Catarina. Além de muito esperado pelos deputados, é um projeto importantíssimo e o Governo o traz em boa hora para essa Casa”, explicou Nadal.

O próximo passo será a definição do calendário de tramitação da matéria no Legislativo, que deverá passar pelas comissões de Constituição e Justiça, Finanças e Tributação, e de Trabalho, Administração e Serviço Público para então ir à discussão e votação em plenário.

Informações adicionais para a imprensa
Jacqueline Iensen
Assessoria de Imprensa
Secretaria da Administração Prisional e Socioeducativo (SAP)
E-mail: jacqueline.iensen@gmail.com
Fone: (48) 3664-5810 / (48) 99668-9634
Site: www.sjc.sc.gov.br 


Informações adicionais à imprensa
Marcos Espíndola
Assessoria de Comunicação
Casa Civil
E-mail: marcosespindola@casacivil.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-2005
Site: www.casacivil.sc.gov.br
www.fb.com/casacivilsc / @CasaCivilSC



 

Portaria publicada nesta segunda-feira, 27, pela Secretaria de Estado da Saúde define medidas sanitárias para estabelecimentos que prestam serviços diversos ao público. O documento traz as regulamentações referentes ao decreto 1.486, publicado na semana passada pelo Governo do Estado.

A portaria 1063/2021 traz uma série de regramentos destinados aos estabelecimentos ou entidades que promoverem eventos corporativos, feiras de negócios, eventos sociais, shows e entretenimento em geral. Além disso, revoga 28 portarias publicadas entre 2020 e 2021 para o enfrentamento da pandemia de coronavírus.

:: Confira as portarias revogadas

O secretário de Estado de Saúde André Motta Ribeiro explica que a reorganização permite que apenas uma portaria regulamente todas as atividades que prestam os serviços de atendimento ao público. “A pandemia não acabou e os cuidados permanecem sendo essenciais para evitar a disseminação do vírus”, disse. “Com o avanço da vacinação, podemos finalmente retomar determinadas atividades”.

Música ao vivo, palestras e apresentações artísticas estão permitidas desde que sigam regramentos gerais como o distanciamento de dois metros entre o palco e o público. As pistas de dança somente poderão ser abertas nos estabelecimentos que cumprirem o protocolo de “Evento Seguro”.

Evento Seguro

O protocolo de Evento Seguro é composto por outros três requisitos, além das regras gerais de proteção contra o coronavírus. Ele é obrigatório para que estabelecimentos e organizadores obtenham autorização para abertura de pista de dança ou realização de eventos de grande porte.

1. Público composto por pessoas imunizadas com esquema vacinal completo (com duas doses ou dose única) da vacina contra a Covid-19, ou pessoas que apresentem laudo de exame RT-qPCR realizado nas últimas 72 horas ou Pesquisa de Antígeno de SARS-Cov-2 por swab realizado nas últimas 48 horas com resultado “negativo, não reagente ou não detectado”
2. Uso de máscaras de proteção individual, preferencialmente PFF2 ou N95 em ambientes indoor, por todos os participantes;
3. Estar contemplado no plano de manutenção, operação e controle (PMOC) os ambientes que possuírem sistema de climatização, garantindo a boa qualidade do ar, bem como a taxa de renovação do ar adequada de ambientes climatizados conforme resolução RE n° 9 de 16 de janeiro de 2003;

É de responsabilidade da Vigilância Sanitária Municipal, Vigilância Sanitária Regional, Polícia Civil, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina fiscalizar todos os estabelecimentos que tratam desta norma. O descumprimento das regras da portaria constitui infração sanitária com punição prevista pela Lei Estadual 6.320/1983.

Mais informações para a imprensa:
Fabrício Escandiuzzi
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Saúde - SES
Fone: (48) 3664-8820 / 99913-0316
E-mail: imprensa@saude.sc.gov.br
Site: portalses.saude.sc.gov.br

 

 

 Fotos: Ricardo Wolffenbüttel/SECOM

Santa Catarina já registra em seu Vacinômetro a marca de 8.066.535 imunizantes aplicados contra o Coronavírus. No primeiro dia de setembro, o Estado havia ultrapassado as sete milhões de doses registradas. Menos de um mês depois, mais um milhão de doses aplicadas pelos municípios catarinenses. Ao todo, cerca de 50% da população apta está com esquema vacinal completo no estado, tendo recebido as duas doses ou dose única.

"Mais uma marca muito importante alcançada por Santa Catarina. Mas não podemos esquecer da importância de completar a imunização com as duas doses. Precisamos dar uma atenção especial também para a dose de reforço", disse governador Carlos Moisés. 

Setembro se equipara a agosto, com alguns dos melhores resultados de vacinação no estado. São mais de três milhões de vacinas registradas em 60 dias.

"Nosso Estado continua sendo um dos que mais vacina, mas precisamos registrar mais. O Governo mandou mais de 9 milhões de imunizantes para os municípios, mas nem todas as doses foram colocadas ainda no sistema. Isso é importante, pois é a forma com que mostramos de forma transparente para o nosso povo como estamos agindo na vacinação", reforçou o secretário da Saúde André Motta Ribeiro.

Ele também lembrou a importância de completar o esquema vacinal: "Nós temos, hoje, a falta de registro da segunda dose de 340 mil pessoas. Só conseguiremos sair da pandemia e encarar a volta progressiva da nossa nova normalidade quando tivermos mais registros e mais pessoas se vacinando. É importante que as pessoas retornem e que se vacinem", concluiu.

Nesta segunda e terça-feira é prevista a chegada de novas 180 mil vacinas - destas 153 mil Pfizer e 37 mil AstraZeneca.

Mais informações para a imprensa:
Andrey Lehnemann
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Saúde - SES
Fone: (48) 3664-8820 / 99628-1141
E-mail: imprensa@saude.sc.gov.br
Site: portalses.saude.sc.gov.br

 

 

 Foto: Peterson Paul/SECOM

O governador Carlos Moisés determinou a criação de um grupo de trabalho para analisar as condições para a chegada de mais uma fábrica de automóveis em Santa Catarina. A CAB Motors, que produz o jipe Stark, tem a intenção de instalar uma planta no Sul do Estado, em um investimento de aproximadamente R$ 100 milhões, que deve gerar 300 empregos diretos. Nesta segunda-feira, empresários do grupo foram recebidos para tratar do assunto com o chefe do Executivo estadual e secretários.

“Estamos empolgados com o projeto e queremos ser parceiros. Vamos formar um grupo de trabalho para analisar as condições da empresa e tentar trazer mais este investimento para Santa Catarina, que trará mais emprego e renda”, afirmou o governador.

A CAB Motors tem a intenção de se instalar na região de Imbituba por conta da Zona de Processamento e Exportação, que oferece vantagens fiscais. O grupo de trabalho para dialogar com a empresa será capitaneado pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDE).

"O Governo de Santa Catarina recebe e apoia empresas que querem investir e gerar emprego no estado. Por meio da Invest, agência de atração de investimentos, a empresa receberá todo apoio e informações que precisa neste momento. Santa Catarina é o melhor estado para se investir, temos mão de obra, logística,  portos e estamos de portas abertas para receber novos empreendimentos e ampliar outros.", afirmou o secretáriom da SDE, Luciano Buligon.

Informações adicionais para imprensa:
Leonardo Gorges
Assessoria de Imprensa
Secretaria Executiva de Comunicação - SECom
E-mail: leonardogorges@secom.sc.gov.br 
Fone: (48) 3665-3045
Site: www.sc.gov.br 


Foto: Divulgação / SAP 

A Secretaria de Administração Prisional e Socioeducativa (SAP), por meio da Gerência de Trabalho e Renda, publicou o edital de chamamento público para a seleção de empresas que desejem instalar oficinas de trabalho nas unidades prisionais da região Norte de Santa Catarina. Até o próximo dia 23 de outubro os interessados poderão enviar suas propostas, conforme critérios estabelecidos no edital. 

A expectativa é gerar pelos menos 245 vagas distribuídas entre a Penitenciária Industrial de Joinville (cinco oficinas/104 vagas); Presídio Regional de Mafra (duas oficinas/16 vagas); UPA de São Francisco do Sul (duas oficinas/ 19 vagas); UPA de Canoinhas (uma oficina/13 vagas) e Presídio Regional de Jaraguá do Sul (quatro oficinas/93 vagas).

“A atividade laboral, assim como o ensino, são pilares fundamentais na reabilitação social e econômica do apenado. Com capacitação e experiência o egresso sai da unidade com a possibilidade de buscar a sua inserção no mercado de trabalho”, observou o secretário de Administração Prisional e Socioeducativa, Leandro Lima.

O chamamento público é um instrumento jurídico que amplia a possibilidade de participação das empresas ou organizações sociais, dá transparência na seleção e estabelece uma série de critérios objetivos. Além do número de internos a ser contratado, a Comissão Permanente de Avaliação das Atividades Laborais também considera a oferta de treinamento e capacitação ao longo dos 60 meses previstos pelo convênio, o número de egressos do sistema prisional contratados pela empresa nos últimos cinco anos e a apresentação do Selo Nacional de Responsabilidade Social pelo Trabalho no Sistema Prisional (Selo Resgata). "Outro item que deve ser observado pelos interessados é a apresentação de um Plano de Gerenciamento de Resíduos relacionado à atividade laboral a ser desenvolvida”, destacou a gerente de Trabalho e Renda da SAP, Lea Fernanda Mazaro.

Informações adicionais para a imprensa
Jacqueline Iensen
Assessoria de Imprensa
Secretaria da Administração Prisional e Socioeducativo (SAP)
E-mail: jacqueline.iensen@gmail.com
Fone: (48) 3664-5810 / (48) 99668-9634
Site: www.sjc.sc.gov.br 

 


Foto: Ricardo Wolffenbüttel / Secom

O Governo do Estado distribui nesta terça-feira, 28, mais 116.290 doses da vacina contra a Covid-19 para dar andamento à vacinação dos adolescentes e garantir a segunda dose na população adulta. Serão encaminhadas para as 17 Unidades Descentralizadas de Vigilância Epidemiológica, 60.840 doses da Pfizer para serem usadas como dose um (D1) e 55.450 doses da Coronavac para serem usadas como D2.

:: Confira a tabela de distribuição de doses por município e as informações às secretarias municipais de Saúde

A distribuição começa às 8h. As doses das centrais da Grande Florianópolis, Blumenau, Itajaí, Tubarão, Criciúma, Araranguá, Jaraguá do Sul, Joinville, Mafra, Lages e Rio do Sul serão enviadas via terrestre. Já as doses das centrais São Miguel do Oeste, Chapecó, Xanxerê, Concórdia, Videira e Joaçaba serão transportadas pelo avião do Corpo de Bombeiros Militar. A previsão é que todas as doses sejam distribuídas ainda na terça.

Importância da segunda dose

A Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive) volta a reforçar a importância da segunda dose para garantir a proteção da população e controlar a circulação do vírus em todo o estado. “Somente com o esquema vacinal completo, de duas doses ou dose única, a pessoa pode se considerar imunizada e ter a garantia de que estará mais protegida de evoluir para formas graves da Covid-19 e até mesmo morrer caso seja infectado. Ao finalizar o esquema vacinal, a população também contribui para reduzir a transmissão do vírus, fazendo com que cada vez menos pessoas se infectem”, esclarece o diretor João Augusto Brancher Fuck.

Levantamento realizado pela Dive nesta segunda, 27, mostra que 343.658 pessoas que tomaram a primeira dose contra a Covid-19 não retornaram, no tempo adequado, para tomar a D2. Deste total, 129.838 são de pessoas vacinadas com a AstraZeneca, 120.172 com a Coronavac, e 93.648 com a Pfizer. Os dados são do Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações, do Ministério da Saúde.

Chegada de novas doses

Santa Catarina vai receber na terça, 28, duas novas remessas. São 37.750 doses da AstraZeneca para serem utilizadas como segunda dose; e 153.270 da Pfizer que devem ser utilizadas como dose um e dois, além do reforço. A previsão de chegada dos voos é às 17h55 e 20h30, respectivamente.

Informações adicionais para a imprensa:
Amanda Mariano
Bruna Matos
Patrícia Pozzo
NUCOM - Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive)
Secretaria de Estado da Saúde
Fone: (48) 3664-7406 | 3664-7402
E-mail: divecomunicacao@saude.sc.gov.br
www.dive.sc.gov.br
www.instagram.com/divesantacatarina
www.facebook.com/divesantacatarina



 

 

 
Fotos: Divulgação/SAR

Grande polo produtor de grãos, a região Oeste avança também no cultivo de cereais de inverno. As pesquisas para a produção de trigo, triticale e centeio em Chapecó começam a mostrar os primeiros resultados. Os experimentos, realizados em parceria entre Secretaria de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural, Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri) e cooperativas, buscam avaliar quais são os melhores cultivares e como eles se adaptam em diferentes condições de solo e clima.

Nesta segunda-feira, 27, o secretário de Estado da Agricultura, Altair Silva, acompanhou o andamento do projeto em Chapecó, desenvolvido com o apoio da Cooperalfa. "Tradicionalmente, em Santa Catarina os produtores faziam apenas uma cobertura verde no inverno para facilitar a rotação de cultura. Agora o produtor rural passará a ter mais uma opção de renda, com o plantio de cereais de inverno para produção de ração. A agropecuária catarinense tem crescido muito nos últimos anos e tem importado milho de outros estados para suprir a demanda da nossa cadeia produtiva de carnes e leite. Nós estamos investindo muito nesse projeto e ficamos muito felizes que a iniciativa tem sido bem aceita e os resultados estão avançando. Santa Catarina terá mais uma alternativa, além do milho, para abastecer o nosso agronegócio", destacou Altair Silva.

O campo experimental foi implantado no Centro de Pesquisa para Agricultura Familiar (Cepaf) e conta com 30 diferentes cultivares - sendo 22 de trigo, cinco de triticale e três de centeio - que serão avaliados quanto a desenvolvimento, produtividade e resistência.

Segundo o coordenador do Projeto de Pesquisa de Cereais de Inverno para Ração, Sydney Antonio Frehner Kavalco, Santa Catarina conta com 85 mil hectares plantados com cereais de inverno; a área ociosa, porém, que poderia ser aproveitada também na entressafra de milho e soja, é de quase 900 mil hectares. "Se conseguíssemos ampliar o cultivo de cereais de inverno para metade dessa área ociosa, teríamos 500 mil hectares plantados e teríamos quase 3 milhões de toneladas produzidas durante o inverno. Essa é a principal alternativa em vista da continuidade da produção e abastecimento da cadeia produtiva de proteína animal, com grãos produzidos em Santa Catarina", explicou.

Pesquisa focada em aumentar a produção de cereais de inverno

As pesquisas para avaliar o desempenho de cultivares de trigo, triticale e centeio fazem parte do Projeto de Incentivo ao Plantio de Cereais de Inverno Destinados à Produção de Grãos e ocorrem em cinco regiões catarinenses. Além de Chapecó, as áreas foram implantadas nos municípios de Jacinto Machado, Canoinhas, Rio do Sul, Turvo e Campos Novos, onde serão avaliados cerca de 30 cultivares em diferentes solos e climas. A ação conta com o apoio da Cooperativa Regional Agropecuária Vale do Itajaí (Cravil), Cooperativa Regional Agropecuária Sul Catarinense (Coopersulca), Cooperalfa e Cooperativa Agroindustrial Cooperja.

Esforço para reduzir as importações de milho

O grande esforço de Santa Catarina para aumentar o cultivo de cereais de inverno se dá pelo imenso consumo de milho da cadeia produtiva de carnes e leite. O agro catarinense consome mais de sete milhões de toneladas do grão por ano e grande parte é importado de outros estados ou países. Na safra 2020/2021, as lavouras do estado sofreram com a estiagem prolongada, além dos ataques da cigarrinha-do-milho, e a produção acabou com uma queda de 27%. As estimativas do Centro de Socioeconomia e Planejamento Agrícola (Epagri/Cepa) apontam para uma colheita de 1,8 milhão de toneladas, sendo necessário importar cerca de 5,5 milhões de toneladas do grão este ano.

Informações adicionais para imprensa:
Ana Ceron
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural
E-mail: imprensa@agricultura.sc.gov.br
Fone: (48) 3664-4417/ 98843-4996
Site: www.agricultura.sc.gov.br



Santa Catarina chegou a 1.188.881 casos confirmados de Covid-19, sendo que 1.162.065 estão recuperados e 7.602 continuam em acompanhamento. O número foi divulgado nesta segunda-feira, 27. A doença respiratória causou 19.214 óbitos no estado desde o início da pandemia. A taxa de letalidade é de 1,62%.

Esses números representam um recuo de 718 no número de casos ativos e há 15 óbitos adicionais em comparação com o boletim do dia anterior. O total de confirmados aumentou 301, enquanto 1.004 pessoas passaram a se enquadrar nos critérios para serem consideradas recuperadas.

>>> Confira aqui o boletim diário desta segunda-feira, 27
>>> Confira o detalhamento dos óbitos por data
>>> Saiba mais sobre as fontes e os conceitos dos dados

Todos os 295 municípios catarinenses já confirmaram ao menos um caso e 293 deles têm registros de óbitos. O Governo do Estado estima que haja 42 municípios sem casos ativos. Considerando dados proporcionais à população, a regional com a maior quantidade de casos ativos atualmente é a Nordeste (144 para cada 100 mil habitantes). Em seguida, estão Xanxerê (125) e Grande Florianópolis (117). As que menos têm são Alto Uruguai Catarinense (44), Extremo-Oeste (54) e Alto Vale do Rio do Peixe (55).

A taxa de ocupação dos leitos de UTI Adulto pelo Sistema Único de Saúde (SUS) em Santa Catarina é de 59,1%. Isso significa que, dos 1.485 leitos existentes no estado para adultos, 878 estão ocupados, sendo 319 por pacientes com confirmação ou suspeita de Covid-19.

Confira o detalhamento por regional de saúde:

Alto Uruguai Catarinense:
Casos confirmados: 28.373 (19.641 por 100 mil hab.)
Casos ativos: 64 (44 por 100 mil hab.)
Óbitos: 366 (253 por 100 mil hab.)
Recuperados: 27.943

Alto Vale do Itajaí:
Casos confirmados: 38.670 (12.766 por 100 mil hab.)
Casos ativos: 289 (95 por 100 mil hab.)
Óbitos: 620 (205 por 100 mil hab.)
Recuperados: 37.761

Alto Vale do Rio do Peixe:
Casos confirmados: 38.646 (12.955 por 100 mil hab.)
Casos ativos: 164 (55 por 100 mil hab.)
Óbitos: 977 (328 por 100 mil hab.)
Recuperados: 37.505

Carbonífera:
Casos confirmados: 79.137 (17.708 por 100 mil hab.)
Casos ativos: 318 (71 por 100 mil hab.)
Óbitos: 1.323 (296 por 100 mil hab.)
Recuperados: 77.496

Extremo-Oeste:
Casos confirmados: 34.168 (14.632 por 100 mil hab.)
Casos ativos: 126 (54 por 100 mil hab.)
Óbitos: 462 (198 por 100 mil hab.)
Recuperados: 33.580

Extremo-Sul:
Casos confirmados: 31.757 (15.390 por 100 mil hab.)
Casos ativos: 219 (106 por 100 mil hab.)
Óbitos: 654 (317 por 100 mil hab.)
Recuperados: 30.884

Foz do Rio Itajaí:
Casos confirmados: 128.499 (17.185 por 100 mil hab.)
Casos ativos: 851 (114 por 100 mil hab.)
Óbitos: 2.145 (287 por 100 mil hab.)
Recuperados: 125.503

Grande Florianópolis:
Casos confirmados: 192.629 (15.429 por 100 mil hab.)
Casos ativos: 1.466 (117 por 100 mil hab.)
Óbitos: 2.631 (211 por 100 mil hab.)
Recuperados: 188.532

Laguna:
Casos confirmados: 68.969 (18.407 por 100 mil hab.)
Casos ativos: 401 (107 por 100 mil hab.)
Óbitos: 1.229 (328 por 100 mil hab.)
Recuperados: 67.339

Meio-Oeste:
Casos confirmados: 37.483 (19.283 por 100 mil hab.)
Casos ativos: 198 (102 por 100 mil hab.)
Óbitos: 532 (274 por 100 mil hab.)
Recuperados: 36.753

Médio Vale do Itajaí:
Casos confirmados: 134.797 (16.429 por 100 mil hab.)
Casos ativos: 694 (85 por 100 mil hab.)
Óbitos: 1.634 (199 por 100 mil hab.)
Recuperados: 132.469

Nordeste:
Casos confirmados: 189.710 (17.662 por 100 mil hab.)
Casos ativos: 1.549 (144 por 100 mil hab.)
Óbitos: 3.075 (286 por 100 mil hab.)
Recuperados: 185.086

Oeste:
Casos confirmados: 63.065 (16.930 por 100 mil hab.)
Casos ativos: 430 (115 por 100 mil hab.)
Óbitos: 1.132 (304 por 100 mil hab.)
Recuperados: 61.503

Planalto Norte:
Casos confirmados: 45.370 (11.842 por 100 mil hab.)
Casos ativos: 316 (82 por 100 mil hab.)
Óbitos: 905 (236 por 100 mil hab.)
Recuperados: 44.149

Serra:
Casos confirmados: 45.418 (15.795 por 100 mil hab.)
Casos ativos: 263 (92 por 100 mil hab.)
Óbitos: 878 (305 por 100 mil hab.)
Recuperados: 44.277

Xanxerê:
Casos confirmados: 32.190 (15.858 por 100 mil hab.)
Casos ativos: 254 (125 por 100 mil hab.)
Óbitos: 651 (321 por 100 mil hab.)
Recuperados: 31.285

Confira o detalhamento por município:

Abdon Batista:
407 casos confirmados, 1 caso ativo, 402 recuperados e 4 óbitos

Abelardo Luz:
1.911 confirmados, 11 ativos, 1.845 recuperados e 55 óbitos

Agrolândia:
1.727 confirmados, 9 ativos, 1.689 recuperados e 29 óbitos

Agronômica:
682 confirmados, 4 ativos, 664 recuperados e 14 óbitos

Água Doce:
1.274 confirmados, 13 ativos, 1.243 recuperados e 18 óbitos

Águas de Chapecó:
599 confirmados, 5 ativos, 584 recuperados e 10 óbitos

Águas Frias:
586 confirmados, nenhum ativo, 582 recuperados e 4 óbitos

Águas Mornas:
739 confirmados, 4 ativos, 725 recuperados e 10 óbitos

Alfredo Wagner:
1.103 confirmados, 1 ativo, 1.095 recuperados e 7 óbitos

Alto Bela Vista:
199 confirmados, nenhum ativo, 196 recuperados e 3 óbitos

Anchieta:
710 confirmados, 1 ativo, 698 recuperados e 11 óbitos

Angelina:
565 confirmados, 1 ativo, 562 recuperados e 2 óbitos

Anita Garibaldi:
1.217 confirmados, 1 ativo, 1.206 recuperados e 10 óbitos

Anitápolis:
360 confirmados, nenhum ativo, 355 recuperados e 5 óbitos

Antônio Carlos:
1.677 confirmados, 4 ativos, 1.646 recuperados e 27 óbitos

Apiúna:
908 confirmados, 4 ativos, 886 recuperados e 18 óbitos

Arabutã:
424 confirmados, 2 ativos, 412 recuperados e 10 óbitos

Araquari:
4.247 confirmados, 33 ativos, 4.126 recuperados e 88 óbitos

Araranguá:
11.172 confirmados, 40 ativos, 10.882 recuperados e 250 óbitos

Armazém:
1.461 confirmados, 4 ativos, 1.422 recuperados e 35 óbitos

Arroio Trinta:
621 confirmados, nenhum ativo, 607 recuperados e 14 óbitos

Arvoredo:
354 confirmados, 1 ativo, 348 recuperados e 5 óbitos

Ascurra:
1.314 confirmados, 11 ativos, 1.290 recuperados e 13 óbitos

Atalanta:
512 confirmados, nenhum ativo, 501 recuperados e 11 óbitos

Aurora:
907 confirmados, 14 ativos, 876 recuperados e 17 óbitos

Balneário Arroio do Silva:
2.186 confirmados, 5 ativos, 2.123 recuperados e 58 óbitos

Balneário Barra do Sul:
1.572 confirmados, 14 ativos, 1.510 recuperados e 48 óbitos

Balneário Camboriú:
27.507 confirmados, 247 ativos, 26.845 recuperados e 415 óbitos

Balneário Gaivota:
1.379 confirmados, 26 ativos, 1.315 recuperados e 38 óbitos

Balneário Piçarras:
5.402 confirmados, 22 ativos, 5.319 recuperados e 61 óbitos

Balneário Rincão:
1.495 confirmados, 10 ativos, 1.433 recuperados e 52 óbitos

Bandeirante:
431 confirmados, 2 ativos, 423 recuperados e 6 óbitos

Barra Bonita:
202 confirmados, nenhum ativo, 200 recuperados e 2 óbitos

Barra Velha:
4.977 confirmados, 30 ativos, 4.822 recuperados e 125 óbitos

Bela Vista do Toldo:
90 confirmados, 4 ativos, 82 recuperados e 4 óbitos

Belmonte:
336 confirmados, 1 ativo, 330 recuperados e 5 óbitos

Benedito Novo:
1.080 confirmados, 13 ativos, 1.047 recuperados e 20 óbitos

Biguaçu:
11.626 confirmados, 62 ativos, 11.395 recuperados e 169 óbitos

Blumenau:
59.769 confirmados, 383 ativos, 58.726 recuperados e 660 óbitos

Bocaina do Sul:
401 confirmados, 3 ativos, 395 recuperados e 3 óbitos

Bom Jardim da Serra:
711 confirmados, 1 ativo, 702 recuperados e 8 óbitos

Bom Jesus:
527 confirmados, nenhum ativo, 518 recuperados e 9 óbitos

Bom Jesus do Oeste:
186 confirmados, 1 ativo, 179 recuperados e 6 óbitos

Bom Retiro:
908 confirmados, 10 ativos, 877 recuperados e 21 óbitos

Bombinhas:
3.653 confirmados, 12 ativos, 3.577 recuperados e 64 óbitos

Botuverá:
967 confirmados, 2 ativos, 955 recuperados e 10 óbitos

Braço do Norte:
8.924 confirmados, 41 ativos, 8.775 recuperados e 108 óbitos

Braço do Trombudo:
739 confirmados, 3 ativos, 729 recuperados e 7 óbitos

Brunópolis:
320 confirmados, 7 ativos, 305 recuperados e 8 óbitos

Brusque:
30.221 confirmados, 133 ativos, 29.769 recuperados e 319 óbitos

Caçador:
7.150 confirmados, 21 ativos, 6.837 recuperados e 292 óbitos

Caibi:
711 confirmados, 6 ativos, 689 recuperados e 16 óbitos

Calmon:
50 confirmados, nenhum ativo, 43 recuperados e 7 óbitos

Camboriú:
14.305 confirmados, 93 ativos, 14.040 recuperados e 172 óbitos

Campo Alegre:
1.405 confirmados, 31 ativos, 1.334 recuperados e 40 óbitos

Campo Belo do Sul:
793 confirmados, 3 ativos, 767 recuperados e 23 óbitos

Campo Erê:
1.490 confirmados, 4 ativos, 1.463 recuperados e 23 óbitos

Campos Novos:
6.010 confirmados, 8 ativos, 5.882 recuperados e 120 óbitos

Canelinha:
1.503 confirmados, 12 ativos, 1.474 recuperados e 17 óbitos

Canoinhas:
7.233 confirmados, 53 ativos, 7.066 recuperados e 114 óbitos

Capão Alto:
190 confirmados, 5 ativos, 183 recuperados e 2 óbitos

Capinzal:
5.116 confirmados, 16 ativos, 5.047 recuperados e 53 óbitos

Capivari de Baixo:
4.654 confirmados, 19 ativos, 4.552 recuperados e 83 óbitos

Catanduvas:
2.079 confirmados, 18 ativos, 2.030 recuperados e 31 óbitos

Caxambu do Sul:
580 confirmados, 14 ativos, 556 recuperados e 10 óbitos

Celso Ramos:
459 confirmados, 1 ativo, 452 recuperados e 6 óbitos

Cerro Negro:
209 confirmados, 1 ativo, 204 recuperados e 4 óbitos

Chapadão do Lageado:
412 confirmados, 2 ativos, 404 recuperados e 6 óbitos

Chapecó:
42.069 confirmados, 309 ativos, 41.009 recuperados e 751 óbitos

Cocal do Sul:
3.683 confirmados, 8 ativos, 3.612 recuperados e 63 óbitos

Concórdia:
17.513 confirmados, 17 ativos, 17.276 recuperados e 220 óbitos

Cordilheira Alta:
617 confirmados, 3 ativos, 606 recuperados e 8 óbitos

Coronel Freitas:
1.768 confirmados, 8 ativos, 1.730 recuperados e 30 óbitos

Coronel Martins:
226 confirmados, nenhum ativo, 223 recuperados e 3 óbitos

Correia Pinto:
2.125 confirmados, 13 ativos, 2.052 recuperados e 60 óbitos

Corupá:
2.013 confirmados, 2 ativos, 1.971 recuperados e 40 óbitos

Criciúma:
38.719 confirmados, 161 ativos, 37.904 recuperados e 654 óbitos

Cunha Porã:
1.088 confirmados, 1 ativo, 1.061 recuperados e 26 óbitos

Cunhataí:
198 confirmados, 1 ativo, 196 recuperados e 1 óbito

Curitibanos:
5.535 confirmados, 66 ativos, 5.279 recuperados e 190 óbitos

Descanso:
1.091 confirmados, 4 ativos, 1.068 recuperados e 19 óbitos

Dionísio Cerqueira:
2.086 confirmados, 1 ativo, 2.035 recuperados e 50 óbitos

Dona Emma:
503 confirmados, 3 ativos, 496 recuperados e 4 óbitos

Doutor Pedrinho:
488 confirmados, nenhum ativo, 482 recuperados e 6 óbitos

Entre Rios:
675 confirmados, 4 ativos, 661 recuperados e 10 óbitos

Ermo:
369 confirmados, 1 ativo, 363 recuperados e 5 óbitos

Erval Velho:
889 confirmados, 2 ativos, 874 recuperados e 13 óbitos

Faxinal dos Guedes:
1.979 confirmados, 18 ativos, 1.924 recuperados e 37 óbitos

Flor do Sertão:
190 confirmados, nenhum ativo, 190 recuperados e nenhum óbito

Florianópolis:
81.433 confirmados, 605 ativos, 79.773 recuperados e 1.055 óbitos

Formosa do Sul:
435 confirmados, nenhum ativo, 427 recuperados e 8 óbitos

Forquilhinha:
6.590 confirmados, 24 ativos, 6.503 recuperados e 63 óbitos

Fraiburgo:
4.960 confirmados, 38 ativos, 4.801 recuperados e 121 óbitos

Frei Rogério:
366 confirmados, 2 ativos, 353 recuperados e 11 óbitos

Galvão:
459 confirmados, nenhum ativo, 449 recuperados e 10 óbitos

Garopaba:
3.492 confirmados, 21 ativos, 3.427 recuperados e 44 óbitos

Garuva:
2.273 confirmados, 10 ativos, 2.230 recuperados e 33 óbitos

Gaspar:
8.950 confirmados, 55 ativos, 8.707 recuperados e 188 óbitos

Governador Celso Ramos:
2.816 confirmados, 20 ativos, 2.768 recuperados e 28 óbitos

Grão-Pará:
1.454 confirmados, 18 ativos, 1.424 recuperados e 12 óbitos

Gravatal:
2.202 confirmados, 12 ativos, 2.140 recuperados e 50 óbitos

Guabiruba:
3.975 confirmados, 7 ativos, 3.921 recuperados e 47 óbitos

Guaraciaba:
2.046 confirmados, 1 ativo, 2.018 recuperados e 27 óbitos

Guaramirim:
7.255 confirmados, 19 ativos, 7.140 recuperados e 96 óbitos

Guarujá do Sul:
578 confirmados, 3 ativos, 564 recuperados e 11 óbitos

Guatambú:
870 confirmados, 15 ativos, 836 recuperados e 19 óbitos

Herval d'Oeste:
4.653 confirmados, 23 ativos, 4.565 recuperados e 65 óbitos

Ibiam:
266 confirmados, nenhum ativo, 262 recuperados e 4 óbitos

Ibicaré:
537 confirmados, 5 ativos, 524 recuperados e 8 óbitos

Ibirama:
1.904 confirmados, 13 ativos, 1.852 recuperados e 39 óbitos

Içara:
7.728 confirmados, 44 ativos, 7.551 recuperados e 133 óbitos

Ilhota:
2.029 confirmados, 5 ativos, 1.986 recuperados e 38 óbitos

Imaruí:
1.053 confirmados, nenhum ativo, 1.031 recuperados e 22 óbitos

Imbituba:
7.010 confirmados, 16 ativos, 6.884 recuperados e 110 óbitos

Imbuia:
657 confirmados, nenhum ativo, 647 recuperados e 10 óbitos

Indaial:
10.872 confirmados, 38 ativos, 10.700 recuperados e 134 óbitos

Iomerê:
338 confirmados, nenhum ativo, 328 recuperados e 10 óbitos

Ipira:
471 confirmados, 3 ativos, 461 recuperados e 7 óbitos

Iporã do Oeste:
861 confirmados, 3 ativos, 842 recuperados e 16 óbitos

Ipuaçu:
1.071 confirmados, 8 ativos, 1.049 recuperados e 14 óbitos

Ipumirim:
843 confirmados, 5 ativos, 828 recuperados e 10 óbitos

Iraceminha:
540 confirmados, 1 ativo, 535 recuperados e 4 óbitos

Irani:
1.708 confirmados, 3 ativos, 1.685 recuperados e 20 óbitos

Irati:
315 confirmados, nenhum ativo, 307 recuperados e 8 óbitos

Irineópolis:
796 confirmados, 10 ativos, 772 recuperados e 14 óbitos

Itá:
1.163 confirmados, 10 ativos, 1.129 recuperados e 24 óbitos

Itaiópolis:
2.813 confirmados, 14 ativos, 2.746 recuperados e 53 óbitos

Itajaí:
40.387 confirmados, 270 ativos, 39.355 recuperados e 762 óbitos

Itapema:
12.897 confirmados, 34 ativos, 12.614 recuperados e 249 óbitos

Itapiranga:
2.530 confirmados, 7 ativos, 2.504 recuperados e 19 óbitos

Itapoá:
3.681 confirmados, 43 ativos, 3.566 recuperados e 72 óbitos

Ituporanga:
3.986 confirmados, 27 ativos, 3.891 recuperados e 68 óbitos

Jaborá:
956 confirmados, 9 ativos, 936 recuperados e 11 óbitos

Jacinto Machado:
1.471 confirmados, 13 ativos, 1.423 recuperados e 35 óbitos

Jaguaruna:
3.466 confirmados, 12 ativos, 3.393 recuperados e 61 óbitos

Jaraguá do Sul:
34.450 confirmados, 175 ativos, 33.849 recuperados e 426 óbitos

Jardinópolis:
399 confirmados, nenhum ativo, 394 recuperados e 5 óbitos

Joaçaba:
7.050 confirmados, 54 ativos, 6.923 recuperados e 73 óbitos

Joinville:
114.257 confirmados, 1.081 ativos, 111.266 recuperados e 1.910 óbitos

José Boiteux:
697 confirmados, 4 ativos, 684 recuperados e 9 óbitos

Jupiá:
309 confirmados, nenhum ativo, 303 recuperados e 6 óbitos

Lacerdópolis:
477 confirmados, 1 ativo, 472 recuperados e 4 óbitos

Lages:
28.496 confirmados, 157 ativos, 27.811 recuperados e 528 óbitos

Laguna:
5.848 confirmados, 34 ativos, 5.661 recuperados e 153 óbitos

Lajeado Grande:
248 confirmados, nenhum ativo, 243 recuperados e 5 óbitos

Laurentino:
1.240 confirmados, 10 ativos, 1.219 recuperados e 11 óbitos

Lauro Müller:
2.534 confirmados, 3 ativos, 2.472 recuperados e 59 óbitos

Lebon Régis:
1.207 confirmados, 8 ativos, 1.141 recuperados e 58 óbitos

Leoberto Leal:
355 confirmados, 1 ativo, 352 recuperados e 2 óbitos

Lindóia do Sul:
965 confirmados, 6 ativos, 947 recuperados e 12 óbitos

Lontras:
1.267 confirmados, 10 ativos, 1.231 recuperados e 26 óbitos

Luiz Alves:
2.289 confirmados, 5 ativos, 2.271 recuperados e 13 óbitos

Luzerna:
1.119 confirmados, 6 ativos, 1.097 recuperados e 16 óbitos

Macieira:
172 confirmados, nenhum ativo, 166 recuperados e 6 óbitos

Mafra:
5.580 confirmados, 26 ativos, 5.424 recuperados e 130 óbitos

Major Gercino:
360 confirmados, 8 ativos, 346 recuperados e 6 óbitos

Major Vieira:
343 confirmados, 26 ativos, 311 recuperados e 6 óbitos

Maracajá:
1.247 confirmados, 3 ativos, 1.224 recuperados e 20 óbitos

Maravilha:
5.320 confirmados, 27 ativos, 5.225 recuperados e 68 óbitos

Marema:
252 confirmados, 3 ativos, 236 recuperados e 13 óbitos

Massaranduba:
2.939 confirmados, 19 ativos, 2.898 recuperados e 22 óbitos

Matos Costa:
179 confirmados, 1 ativo, 175 recuperados e 3 óbitos

Meleiro:
1.299 confirmados, 8 ativos, 1.266 recuperados e 25 óbitos

Mirim Doce:
326 confirmados, nenhum ativo, 320 recuperados e 6 óbitos

Modelo:
468 confirmados, 4 ativos, 453 recuperados e 11 óbitos

Mondaí:
1.218 confirmados, 5 ativos, 1.201 recuperados e 12 óbitos

Monte Carlo:
1.341 confirmados, 5 ativos, 1.292 recuperados e 44 óbitos

Monte Castelo:
960 confirmados, 3 ativos, 934 recuperados e 23 óbitos

Morro da Fumaça:
3.610 confirmados, 12 ativos, 3.554 recuperados e 44 óbitos

Morro Grande:
578 confirmados, 3 ativos, 568 recuperados e 7 óbitos

Navegantes:
11.004 confirmados, 81 ativos, 10.711 recuperados e 212 óbitos

Nova Erechim:
694 confirmados, nenhum ativo, 684 recuperados e 10 óbitos

Nova Itaberaba:
490 confirmados, 3 ativos, 484 recuperados e 3 óbitos

Nova Trento:
2.257 confirmados, 38 ativos, 2.201 recuperados e 18 óbitos

Nova Veneza:
3.002 confirmados, 14 ativos, 2.952 recuperados e 36 óbitos

Novo Horizonte:
256 confirmados, 2 ativos, 254 recuperados e nenhum óbito

Orleans:
5.464 confirmados, 30 ativos, 5.347 recuperados e 87 óbitos

Otacílio Costa:
3.827 confirmados, 12 ativos, 3.751 recuperados e 64 óbitos

Ouro:
1.622 confirmados, 6 ativos, 1.597 recuperados e 19 óbitos

Ouro Verde:
382 confirmados, 1 ativo, 369 recuperados e 12 óbitos

Paial:
216 confirmados, 3 ativos, 208 recuperados e 5 óbitos

Painel:
186 confirmados, nenhum ativo, 180 recuperados e 6 óbitos

Palhoça:
29.743 confirmados, 229 ativos, 29.170 recuperados e 344 óbitos

Palma Sola:
1.058 confirmados, 12 ativos, 1.029 recuperados e 17 óbitos

Palmeira:
356 confirmados, 2 ativos, 349 recuperados e 5 óbitos

Palmitos:
2.323 confirmados, 2 ativos, 2.263 recuperados e 58 óbitos

Papanduva:
1.768 confirmados, 6 ativos, 1.716 recuperados e 46 óbitos

Paraíso:
147 confirmados, 1 ativo, 139 recuperados e 7 óbitos

Passo de Torres:
1.354 confirmados, 10 ativos, 1.316 recuperados e 28 óbitos

Passos Maia:
347 confirmados, 2 ativos, 332 recuperados e 13 óbitos

Paulo Lopes:
1.332 confirmados, 13 ativos, 1.304 recuperados e 15 óbitos

Pedras Grandes:
797 confirmados, 1 ativo, 773 recuperados e 23 óbitos

Penha:
6.056 confirmados, 30 ativos, 5.924 recuperados e 102 óbitos

Peritiba:
455 confirmados, nenhum ativo, 451 recuperados e 4 óbitos

Pescaria Brava:
2.223 confirmados, 4 ativos, 2.193 recuperados e 26 óbitos

Petrolândia:
867 confirmados, 8 ativos, 832 recuperados e 27 óbitos

Pinhalzinho:
3.577 confirmados, 9 ativos, 3.531 recuperados e 37 óbitos

Pinheiro Preto:
566 confirmados, 1 ativo, 556 recuperados e 9 óbitos

Piratuba:
604 confirmados, 2 ativos, 591 recuperados e 11 óbitos

Planalto Alegre:
345 confirmados, 14 ativos, 320 recuperados e 11 óbitos

Pomerode:
5.995 confirmados, 30 ativos, 5.892 recuperados e 73 óbitos

Ponte Alta:
601 confirmados, 5 ativos, 581 recuperados e 15 óbitos

Ponte Alta do Norte:
322 confirmados, nenhum ativo, 314 recuperados e 8 óbitos

Ponte Serrada:
1.424 confirmados, 20 ativos, 1.352 recuperados e 52 óbitos

Porto Belo:
2.970 confirmados, 52 ativos, 2.861 recuperados e 57 óbitos

Porto União:
4.593 confirmados, 80 ativos, 4.426 recuperados e 87 óbitos

Pouso Redondo:
1.912 confirmados, 18 ativos, 1.854 recuperados e 40 óbitos

Praia Grande:
1.204 confirmados, 12 ativos, 1.175 recuperados e 17 óbitos

Presidente Castello Branco:
483 confirmados, nenhum ativo, 479 recuperados e 4 óbitos

Presidente Getúlio:
1.925 confirmados, 3 ativos, 1.883 recuperados e 39 óbitos

Presidente Nereu:
146 confirmados, 1 ativo, 141 recuperados e 4 óbitos

Princesa:
464 confirmados, nenhum ativo, 453 recuperados e 11 óbitos

Quilombo:
1.698 confirmados, nenhum ativo, 1.655 recuperados e 43 óbitos

Rancho Queimado:
520 confirmados, 6 ativos, 510 recuperados e 4 óbitos

Rio das Antas:
717 confirmados, nenhum ativo, 702 recuperados e 15 óbitos

Rio do Campo:
666 confirmados, 8 ativos, 650 recuperados e 8 óbitos

Rio do Oeste:
907 confirmados, 14 ativos, 877 recuperados e 16 óbitos

Rio do Sul:
9.686 confirmados, 85 ativos, 9.463 recuperados e 138 óbitos

Rio dos Cedros:
996 confirmados, nenhum ativo, 970 recuperados e 26 óbitos

Rio Fortuna:
833 confirmados, 2 ativos, 821 recuperados e 10 óbitos

Rio Negrinho:
5.884 confirmados, 18 ativos, 5.739 recuperados e 127 óbitos

Rio Rufino:
233 confirmados, 2 ativos, 226 recuperados e 5 óbitos

Riqueza:
640 confirmados, 4 ativos, 620 recuperados e 16 óbitos

Rodeio:
1.606 confirmados, 3 ativos, 1.574 recuperados e 29 óbitos

Romelândia:
430 confirmados, nenhum ativo, 422 recuperados e 8 óbitos

Salete:
938 confirmados, 4 ativos, 925 recuperados e 9 óbitos

Saltinho:
249 confirmados, 2 ativos, 242 recuperados e 5 óbitos

Salto Veloso:
711 confirmados, 6 ativos, 697 recuperados e 8 óbitos

Sangão:
1.917 confirmados, 9 ativos, 1.894 recuperados e 14 óbitos

Santa Cecília:
1.455 confirmados, 2 ativos, 1.422 recuperados e 31 óbitos

Santa Helena:
212 confirmados, nenhum ativo, 208 recuperados e 4 óbitos

Santa Rosa de Lima:
318 confirmados, 1 ativo, 312 recuperados e 5 óbitos

Santa Rosa do Sul:
1.291 confirmados, 20 ativos, 1.245 recuperados e 26 óbitos

Santa Terezinha:
576 confirmados, 5 ativos, 564 recuperados e 7 óbitos

Santa Terezinha do Progresso:
329 confirmados, nenhum ativo, 325 recuperados e 4 óbitos

Santiago do Sul:
155 confirmados, nenhum ativo, 153 recuperados e 2 óbitos

Santo Amaro da Imperatriz:
3.901 confirmados, 35 ativos, 3.787 recuperados e 79 óbitos

São Bento do Sul:
11.613 confirmados, 34 ativos, 11.386 recuperados e 193 óbitos

São Bernardino:
388 confirmados, 1 ativo, 383 recuperados e 4 óbitos

São Bonifácio:
486 confirmados, 9 ativos, 470 recuperados e 7 óbitos

São Carlos:
1.007 confirmados, 14 ativos, 972 recuperados e 21 óbitos

São Cristóvão do Sul:
297 confirmados, nenhum ativo, 281 recuperados e 16 óbitos

São Domingos:
1.327 confirmados, nenhum ativo, 1.306 recuperados e 21 óbitos

São Francisco do Sul:
7.598 confirmados, 88 ativos, 7.348 recuperados e 162 óbitos

São João Batista:
5.150 confirmados, 65 ativos, 4.988 recuperados e 97 óbitos

São João do Itaperiú:
674 confirmados, 1 ativo, 660 recuperados e 13 óbitos

São João do Oeste:
652 confirmados, 1 ativo, 642 recuperados e 9 óbitos

São João do Sul:
1.073 confirmados, 9 ativos, 1.047 recuperados e 17 óbitos

São Joaquim:
3.382 confirmados, 43 ativos, 3.257 recuperados e 82 óbitos

São José:
35.607 confirmados, 299 ativos, 34.709 recuperados e 599 óbitos

São José do Cedro:
2.035 confirmados, 5 ativos, 2.004 recuperados e 26 óbitos

São José do Cerrito:
749 confirmados, 3 ativos, 732 recuperados e 14 óbitos

São Lourenço do Oeste:
1.781 confirmados, 21 ativos, 1.696 recuperados e 64 óbitos

São Ludgero:
3.177 confirmados, 12 ativos, 3.129 recuperados e 36 óbitos

São Martinho:
797 confirmados, 5 ativos, 777 recuperados e 15 óbitos

São Miguel da Boa Vista:
280 confirmados, nenhum ativo, 273 recuperados e 7 óbitos

São Miguel do Oeste:
6.952 confirmados, 19 ativos, 6.863 recuperados e 70 óbitos

São Pedro de Alcântara:
757 confirmados, 2 ativos, 744 recuperados e 11 óbitos

Saudades:
996 confirmados, 2 ativos, 979 recuperados e 15 óbitos

Schroeder:
3.774 confirmados, 34 ativos, 3.700 recuperados e 40 óbitos

Seara:
3.098 confirmados, 16 ativos, 3.046 recuperados e 36 óbitos

Serra Alta:
324 confirmados, 7 ativos, 311 recuperados e 6 óbitos

Siderópolis:
1.409 confirmados, 2 ativos, 1.357 recuperados e 50 óbitos

Sombrio:
3.989 confirmados, 51 ativos, 3.857 recuperados e 81 óbitos

Sul Brasil:
617 confirmados, 10 ativos, 600 recuperados e 7 óbitos

Taió:
2.510 confirmados, 12 ativos, 2.475 recuperados e 23 óbitos

Tangará:
1.453 confirmados, 2 ativos, 1.417 recuperados e 34 óbitos

Tigrinhos:
388 confirmados, 4 ativos, 382 recuperados e 2 óbitos

Tijucas:
6.847 confirmados, 31 ativos, 6.731 recuperados e 85 óbitos

Timbé do Sul:
955 confirmados, 3 ativos, 935 recuperados e 17 óbitos

Timbó:
7.653 confirmados, 15 ativos, 7.547 recuperados e 91 óbitos

Timbó Grande:
794 confirmados, 1 ativo, 776 recuperados e 17 óbitos

Três Barras:
2.292 confirmados, 11 ativos, 2.213 recuperados e 68 óbitos

Treviso:
878 confirmados, nenhum ativo, 866 recuperados e 12 óbitos

Treze de Maio:
1.228 confirmados, 12 ativos, 1.202 recuperados e 14 óbitos

Treze Tílias:
998 confirmados, 19 ativos, 965 recuperados e 14 óbitos

Trombudo Central:
1.302 confirmados, 9 ativos, 1.268 recuperados e 25 óbitos

Tubarão:
21.607 confirmados, 199 ativos, 20.956 recuperados e 452 óbitos

Tunápolis:
1.183 confirmados, 19 ativos, 1.154 recuperados e 10 óbitos

Turvo:
2.190 confirmados, 15 ativos, 2.145 recuperados e 30 óbitos

União do Oeste:
390 confirmados, 1 ativo, 377 recuperados e 12 óbitos

Urubici:
741 confirmados, 1 ativo, 715 recuperados e 25 óbitos

Urupema:
293 confirmados, 1 ativo, 289 recuperados e 3 óbitos

Urussanga:
4.025 confirmados, 10 ativos, 3.945 recuperados e 70 óbitos

Vargeão:
365 confirmados, 1 ativo, 357 recuperados e 7 óbitos

Vargem:
531 confirmados, nenhum ativo, 527 recuperados e 4 óbitos

Vargem Bonita:
802 confirmados, 3 ativos, 791 recuperados e 8 óbitos

Vidal Ramos:
714 confirmados, 4 ativos, 698 recuperados e 12 óbitos

Videira:
11.487 confirmados, 16 ativos, 11.348 recuperados e 123 óbitos

Vitor Meireles:
538 confirmados, 10 ativos, 518 recuperados e 10 óbitos

Witmarsum:
424 confirmados, 9 ativos, 410 recuperados e 5 óbitos

Xanxerê:
10.731 confirmados, 71 ativos, 10.481 recuperados e 179 óbitos

Xavantina:
447 confirmados, nenhum ativo, 442 recuperados e 5 óbitos

Xaxim:
6.042 confirmados, 87 ativos, 5.841 recuperados e 114 óbitos

Zortéa:
843 confirmados, 1 ativo, 829 recuperados e 13 óbitos

Mais informações para a imprensa:

Fabrício Escandiuzzi
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Saúde - SES
Fone: (48) 3664-8820 / 99913-0316
E-mail: imprensa@saude.sc.gov.br
Site: portalses.saude.sc.gov.br

Amanda Mariano, Bruna Matos e Patrícia Pozzo
Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive) / SES
Fone: (48) 3664-7406 | 3664-7402
E-mail: divecomunicacao@saude.sc.gov.br
www.dive.sc.gov.br 


A  cidade com maior número de cartões em espera é Florianópolis - Foto: Cristiano Estrela / Arquivo / Secom

Das 10.371 famílias beneficiadas pelo SC Mais Renda validadas até agosto, 3.961 ainda não desbloquearam os cartões. Os dados são da Secretaria de Estado da Fazenda (SEF), divulgados nesta segunda-feira, 27. O programa foi criado pelo Governo do Estado como suporte financeiro para famílias em vulnerabilidade social que não receberam nenhum auxílio federal ou que perderam o emprego e fonte de renda em setores mais afetados pela pandemia de coronavírus.

“Infelizmente 38% dos cartões ainda não foram desbloqueados, o que indica que os cartões ainda não chegaram às mãos dos beneficiários. Nossa preocupação é porque a última parcela de R$ 300, do total de R$ 900, já foi paga neste mês e o prazo para utilização de cada parcela é de 90 dias”, alerta a secretária adjunta da Fazenda, Michele Roncalio.

Os cartões para aqueles que tiveram aprovação são distribuídos em parceria com os municípios, junto às unidades de assistência social de cada cidade. Pelo site do SC Mais Renda, é possível acompanhar a situação do cadastro e em qual Centro de Referência em Assistência Social (Cras) deve ser retirado o cartão.

Situação nas cidades catarinenses

As 10.371 famílias participantes do SC Mais Renda, validadas até agosto, estão em 285 municípios catarinenses. Destas cidades, 69 já entregaram todos os cartões disponíveis. Há sete cidades onde nenhum cartão foi retirado: Iomerê, Witmarsum, Bom Jesus do Oeste, Cordilheira Alta, Rio Rufino, São Bonifácio e Águas Mornas.

“O SC Mais Renda é um benefício a favor do trabalhador, e nesse momento temos um número alto de beneficiários que ainda não pegaram o seu cartão, procure o Cras mais próximo do seu município e se informe, para ter acesso aquilo que é seu por direito”, reforça o secretário do Desenvolvimento Social (SDS), Claudinei Marques.

A região com melhor desempenho na entrega dos cartões do SC Mais Renda é o Planalto Norte. Dos 263 disponíveis, 198 chegaram aos seus beneficiários, o que corresponde a 75,2%. Percentual semelhantes é encontrado também no Extremo-Oeste, onde 74,5% dos cartões chegaram aos destinatários, bem como nas cidades da Associação dos Municípios do Alto Irani (Amai), onde de 313 cartões do SC Mais Renda, 233 chegaram ao seu destino, o que corresponde a 74,4%.

Já o pior desempenho na entrega dos cartões é na região da Associação dos Municípios da Foz do Rio Itajaí (Amfri), onde apenas 48% foram desbloqueados. Do total de 1.294 cartões, há 674 à espera. Na Amfri há dois municípios com mais de 70% dos cartões a serem retirados. É o caso de Penha, com 73%. Dos 93 cartões do SC Mais Renda, somente 25 foram desbloqueados. Em Navegantes o percentual é de 72%, de 152 cartões, apenas 42 estão em uso pelos beneficiados.

Em números absolutos, a cidade com maior número de cartões do SC Mais Renda em espera é Florianópolis. No município foram 1.305 cartões disponibilizados, sendo 627 ainda não foram repassados, ou seja, 48% do total. Os cartões podem ser retirados junto à Secretaria de Assistência Social, na Passarela do Samba Nego Quirido.

Inscrições abertas até dia 30

As inscrições para participar do SC Mais Renda ainda estão disponíveis até 30 de setembro. Podem se inscrever trabalhadores que perderam vínculo formal de emprego entre 19 de março de 2020 e 1º de maio de 2021 em empresas dos setores contemplados pelo programa, desde que morem em Santa Catarina e não tenham recebido auxílio do Governo Federal, nem seguro-desemprego.

O SC Mais Renda é operacionalizado pelas Secretarias de Estado do Desenvolvimento Social (SDS) e Fazenda (SEF), com apoio das secretarias de Estado da Administração (SEA), Casa Civil, Controladoria-Geral do Estado (CGE), Secretaria Executiva de Comunicação (SEC), Centro de Informática e Automação do Estado (Ciasc), Junta Comercial do Estado (Jucesc) e administrações municipais.

Informações adicionais para a imprensa:
Assessoria de Comunicação da Secretaria da Fazenda
Michelle Nunes
Fone: (48) 3665-2575/ (48) 99929-4998
E-mail: jornalistaminunes@gmail.com
Site: www.sef.sc.gov.br 
facebook.com/fazendasc
https://www.instagram.com/fazendasc


Foto: Ricardo Wolffenbüttel / Secom

Vacinar anualmente cães e gatos é a melhor forma de prevenir a raiva, doença que pode acometer todas as espécies de mamíferos, inclusive seres humanos. Esse é o alerta da Diretoria de Vigilância Epidemiológica de SC (Dive) para o Dia Mundial Contra a Raiva, lembrado nesta terça-feira, 28.

O vírus é transmitido pela saliva de animais infectados, geralmente através de mordidas e arranhões. Após o contato com a pele lesionada, o vírus entra no corpo e chega ao cérebro, causando inchaço ou inflamação. A raiva é uma doença altamente letal. “Por isso, é importante não se aproximar, tocar ou mexer em animais que você não conhece, ainda mais quando estiverem se alimentando ou dormindo. As pessoas não devem tocar, nem manusear os morcegos, por exemplo, que também podem transmitir a doença” alerta Alexandra Schlickmann Pereira, médica veterinária da Dive.

Em caso de incidentes com animais, como mordidas, é fundamental lavar o ferimento com água e sabão. “Depois é preciso procurar uma Unidade de Saúde o mais rápido possível. Os profissionais vão avaliar o ferimento e indicar o tratamento adequado”, explica Alexandra.

O Sistema Único de Saúde (SUS) disponibiliza vacina e soro antirrábico para tratamento da doença. A Dive reforça que em caso de acidente, o animal deve ficar em observação por 10 dias, isolado de outros animais e com água e comida disponíveis. Caso morra ou desapareça, é preciso comunicar à Unidade de Saúde.

Raiva em SC

As ações para a eliminação da raiva humana transmitida por cães nas Américas começaram em 1983, com o lançamento do Programa Regional de Eliminação da Raiva da OPAS (Organização Pan-Americana da Saúde), coordenado pelo Centro Pan-Americano de Febre Aftosa e Saúde Pública Veterinária da Organização Pan-Americana da Saúde.

Desde então, a incidência da raiva humana transmitida por cães nas Américas diminuiu em quase 98%, de 300 casos notificados em 1983 a 6 casos em 2021. Quase todos os casos humanos atuais são originados principalmente por transmissão de animais silvestres, na maior parte morcegos hematófagos.

No Brasil, com a intensificação das ações de vigilância e controle da raiva canina e felina nos últimos 30 anos, houve significativa redução nas taxas de mortalidade por raiva humana, com o predomínio de casos em caráter esporádicos e acidentais.

No período de 2010 a 2021, foram registrados no país 39 casos de raiva humana. Desses casos, nove tiveram o cão como animal agressor, vinte por morcegos, quatro por primatas não humanos, quatro por felinos e em um deles não foi possível identificar o animal agressor.

Em Santa Catarina, a Dive confirmou em maio de 2019, um óbito de uma paciente de 58 anos, residente no município de Gravatal, por conta da doença. Ela foi mordida por um gato infectado.

Já os últimos casos de raiva em cães e gatos em SC foram registrados em 2006, nos municípios de Xanxerê (um cão e um gato), Itajaí (um cão), e 2016, em Jaborá (um cão).

Prevenção

Além de vacinar anualmente os animais domésticos é importante ter os seguintes cuidados:

  • Manter seu animal em observação quando ele agredir uma pessoa;
  • Vacinar anualmente seus animais contra a raiva;
  • Não deixar o animal solto na rua e usar coleira/guia no cão ao sair;
  • Notificar a existência de animais errantes nas vizinhanças de seu domicílio;
  • Informar o comportamento anormal de animais, sejam eles agressores ou não;
  • Informar a existência de morcegos de qualquer espécie em horários e locais não habituais (voando baixo, durante o dia, caídos).

Evite

  • Tocar em animais estranhos, feridos e doentes;
  • Perturbar animais quando estiverem comendo, bebendo ou dormindo;
  • Separar animais que estejam brigando;
  • Entrar em grutas ou furnas e tocar em qualquer tipo de morcego (vivo ou morto);
  • Criar animais silvestres ou tirá-los de seu habitat;
  • O contato com saliva de animais doentes, através de mordeduras, arranhões ou lambeduras.

Informações adicionais para a imprensa:
Amanda Mariano
Bruna Matos
Patrícia Pozzo
NUCOM - Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive)
Secretaria de Estado da Saúde
Fone: (48) 3664-7406 | 3664-7402
E-mail: divecomunicacao@saude.sc.gov.br
www.dive.sc.gov.br
www.instagram.com/divesantacatarina
www.facebook.com/divesantacatarina