Foto: Divulgação / MHSC

O Museu Histórico de Santa Catarina (MHSC) terá novas exposições a partir da próxima semana. A exposição "Ponte Hercílio Luz" ocorre no momento em que a estrutura é reaberta, após longo período de restauro. A proposta é convidar a população a conhecer a história e a memória desta obra, um patrimônio histórico e artístico com reconhecimento municipal, estadual e nacional. A mostra terá fotografias, equipamentos e fragmentos originais removidos durante o restauro.

A exposição, que ficará em cartaz de 18 de dezembro a 30 de abril de 2020, foi realizada a partir de uma parceria entre Fundação Catarinense de Cultura (FCC), por meio do MHSC, Secretaria de Infraestrutura e Mobilidade, Arquivo Público de Santa Catarina e Hemeroteca Digital Catarinense. 

A estrutura da Ponte Hercílio Luz teve sua construção iniciada em 1922, com inauguração em  13 de maio de 1926. Essa ligação entre ilha e continente viabilizou transformações econômicas e sociais na cidade, além de modificar a paisagem urbana. 

Já a exposição "Cadeiras do Palácio" aborda formas e estilos de cadeiras que foram produzidas para uso no Palácio de Governo de Santa Catarina, datadas do fim do século XVIII até o início do século XX. A mostra ficará em cartaz do dia 18 de dezembro até 3 de março de 2020.

Ainda no dia 18 de dezembro será aberta a exposição "Do Gabinete ao Gabinete”, com fotografias, objetos e documentos que contam a história do governador Antônio Carlos Konder Reis. Serão abordados aspectos da vida pessoal e profissional e suas relações com as cidades de Florianópolis, Itajaí e Penha. Konder Reis nasceu em Itajaí em 1924, ultrapassando meio século de vida pública. Foi governador entre 1975 e 1979, quando foram criados o MHSC e a FCC.

Ainda contando a história de um governador, permanece em cartaz a exposição "Jorge Lacerda, uma visão para o futuro", aberta no dia 11 de dezembro. A mostra terá visitação durante toda a temporada de verão, até 11 de março de 2020. Durante o período, turistas e moradores de Florianópolis têm a oportunidade de conhecer um pouco mais sobre a memória catarinense, por meio de painéis, objetos, livros e conteúdo audiovisual que transitam pelos principais momentos da vida do ex-governador.

O horário de atendimento do MHSC é de segunda a sexta-feira das 10h às 18h, aos sábados e domingos das 10h às 16h. O espaço está localizado no Palácio Cruz e Sousa, na Praça XV de Novembro, 227, Centro de Florianópolis.

Serviço

:: Exposição Ponte Hercílio Luz
Local: Museu Histórico de Santa Catarina / Palácio Cruz e Sousa
Visitação: de 18 de dezembro de 2019 a 30 de abril de 2020
Horário de atendimento: segunda a sexta-feira das 10h às 18h, sábados e domingos das 10h às 16h
Classificação indicativa: livre

:: Exposição Cadeiras do Palácio
Local: Museu Histórico de Santa Catarina / Palácio Cruz e Sousa
Visitação: de 18 de dezembro de 2019 a 03 de março de 2020
Horário de atendimento: segunda a sexta-feira das 10h às 18h, sábados e domingos das 10h às 16h
Classificação indicativa: livre

:: Exposição Do Gabinete ao Gabinete
Local: Museu Histórico de Santa Catarina / Palácio Cruz e Sousa
Visitação: de 18 de dezembro de 2019 a 26 de abril de 2020
Horário de atendimento: segunda a sexta-feira das 10h às 18h, sábados e domingos das 10h às 16h
Classificação indicativa: livre

Ingressos:

Inteira: R$ 5. 
Meia-entrada: R$ 2, mediante comprovação, para estudantes; menores de 18 anos; doadores de sangue registrados em hemocentros de Santa Catarina; professores exercendo docência nos níveis infantil, fundamental e médio. Entrada gratuita, mediante comprovação, para professores acompanhando a turma; crianças com idade inferior a cinco anos; pessoas com deficiência; maiores de 60 anos; guias de turismo. Aos domingos a entrada é gratuita para todos.

Assessoria de Comunicação
Fundação Catarinense de Cultura (FCC)
Fone: (48) 3664-2571 / 3664-2572 
Email: imprensa@fcc.sc.gov.br
Site: www.cultura.sc.gov.br
Facebook: www.facebook.com/FundacaoCatarinensedeCultura
Twitter: www.twitter.com/fccoficial


Fotos: Divulgação / CMBSC

Com herança genética de dois cães de busca do Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina (CBMSC), Bono é mais um filhotes da nova geração de cachorros treinados para buscas e resgates. Neto dos aposentados Ice e Malu, ele nasceu no Rio de Janeiro.

“Nós estamos criando uma linhagem própria de Labradores para busca e resgate e o Bono faz parte disso, reforça a família”, conta o presidente da Coordenadoria de Busca, Resgate e Salvamento com Cães, coronel Walter Parizotto.

A mãe do Bono, a cadela Lua, é uma Labradora catarinense que foi doada ao Corpo de Bombeiros Militar do Rio de Janeiro. Já o pai é um Labrador da Polícia Militar do Rio de Janeiro.

“O Bono já vem com uma carga genética de qualidade para o serviço de busca e salvamento. Apesar de isso ser uma questão de orgulho para mim como condutor, sempre fica uma carga maior de expectativa sobre o nosso trabalho, mas com o treinamento correto e dedicação ele será um ótimo cão de busca”, explica o cabo Matheus Premoli, condutor do Bono.

O binômio – dupla entre bombeiro militar e cão de busca - está na cidade de Araranguá, no Sul do Estado, em treinamento. Com apenas 5 meses de vida, o cão já demonstra aptidão durante os treinos, que não passam de grandes brincadeiras para os animais e acontecem todos os dias.

“O que é trabalho para nós, para o cão é diversão. As sessões de treinos têm que ser divertidas e prazerosas para ele”, complementa Premoli.

Um dos diferenciais dos cães de busca e resgate do CBMSC é o fato de morarem na casa dos condutores, garantindo proximidade e afeição, além de atenção diária.

Foco na certificação

Para atuar como cão de busca do CBMSC é preciso que os cães passem por provas de certificação a partir dos 18 meses de vida. Todo a dedicação do binômio é em treinamentos para estas provas. São apresentados ao filhote diferentes estilos de terrenos e situações, brincando e estimulando a curiosidade do animal.

“Quando o Bono estiver apto para o trabalho, ele encontrará diversos cenários de ocorrências, diferentes ambientes, por isso é importante o trabalho de habituação e socialização do cão diariamente“, explica o cabo.

Informações adicionais à imprensa:
Melina Cauduro
Assessoria de Imprensa
Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina - CBMSC
48) 3665-8426 / (48) 98843-4427 / (48) 9 9938-9839
imprensa@cbm.sc.gov.br 

Em ação que tramita no Litoral Norte do Estado, a Justiça decidiu não interferir em ato de gestão de competência do Poder Executivo. Após defesa da Procuradoria Geral do Estado (PGE), o juiz negou liminar requerida pelo Ministério Público que pretendia obrigar o governo a disponibilizar viaturas, armamentos e munições em delegacias daquela região.

A PGE defendeu que deve existir a presença de dois critérios a serem observados na área de Segurança Pública. O primeiro é a alocação de servidores e fornecimento de equipamentos com base em regras específicas resultantes de estudos técnicos. O segundo critério deve levar em consideração a limitação orçamentária e financeira do estado, que não deve privilegiar determinados municípios em relação a outros.

“Não há que se falar em inércia por parte do Poder Público, que examina os critérios adequados que devem nortear a administração pública nessa seara e adota as providências necessárias, de maneira objetiva e sem privilegiar qualquer região, comarca ou município em detrimento dos demais”, justificou o procurador do Estado, Mário Sérgio Simas.

O procurador ressaltou ainda que eventual decisão desfavorável ao Estado criaria um perigoso precedente. “Com potencial efeito multiplicador de pedidos idênticos por todas as regiões catarinenses, gerando repercussão negativa na organização e no planejamento da Segurança Pública estadual e das demais atividades exercidas pelo Estado, tumultuando ainda as programações orçamentárias e de recursos humanos e materiais”, explicou.

Na decisão, o juiz destacou que, se as exigências fossem atendidas, violariam princípios constitucionais como o da Separação de Poderes, que garante autonomia entre Executivo, Judiciário e Legislativo; e o da Reserva do Possível, que estabelece que a atuação do Poder Público tem um limite financeiro e jurídico que deve ser observado. “Entendo que, acaso deferidas, as medidas violariam os princípios, entendimento que vai ao encontro de decisões prolatadas pelo Tribunal de Justiça de Santa Catarina ao analisar casos semelhantes”, observou.

Além de Mário Sérgio Simas, atuou no processo a procuradora do Estado Camila Maria Duarte. Cabe recurso da decisão.

Processo 0901986-44.2018.8.24.0048

Informações adicionais para a imprensa: 
Maiara Gonçalves
Assessoria de Comunicação
Procuradoria Geral do Estado
comunicacao@pge.sc.gov.br
(48) 3664-7650 / 99131-5941 / 98843-2430 


Foto: Virginia Yunes / FCEE

A Fundação Catarinense de Educação Especial (FCEE) passou a divulgar no site da instituição a lista de espera para o Serviço de Avaliação Diagnóstica, realizado pelo Centro de Avaliação e Encaminhamento. O procedimento é considerado referência no estado por possuir uma equipe multidisciplinar e visa identificar alterações do desenvolvimento neuropsicomotor.

São atendidas pessoas com indicativo de deficiência intelectual, transtorno do espectro autista, atraso no desenvolvimento global e transtorno de déficit de atenção/hiperatividade.

As informações das listas de espera são atualizadas semanalmente (todas as sextas-feiras) e o código para acesso ao documento é fornecido para as famílias dos usuários no momento do cadastro. A ordem de agendamento e atendimento dos usuários é definida a partir de critério cronológico (data da inscrição/cadastro/idade) ou avaliação da situação clínica do paciente. A lista está dividida em duas partes, a primeira dos pacientes menores de cinco anos, e a segunda com todos os maiores de cinco anos de idade.

A FCEE ressalta que a lista de espera pode sofrer alterações devido a solicitações do Ministério Público ou avaliações de demanda interna.

A lista de espera está disponível no site da FCEEneste link, ou na página inicial acessando o banner "Espera Cenae". Mais informações pelos telefones (48) 3664-4946 ou (48) 3664-4945.

Mais informações:
Centro de Avaliação e Encaminhamento da FCEE
Telefone: (48) 3664-4946 / 3664-4945
Email: cenae@fcee.sc.gov.br
Clique aqui para mais informações 


Foto: Ricardo Wolffenbüttel / Secom

A Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) segue mantendo SC na quarta posição entre as unidades da federação com instituições estaduais de ensino superior, atrás de São Paulo, Rio de Janeiro e Paraná.

Essa avaliação foi feita pelo Índice Geral de Cursos 2018 (IGC), dentro de um cenário com  232 universidades e institutos federais e estaduais do Brasil, e anunciada na quinta-feira, 12, pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), do Ministério da Educação (MEC).


Foto: James Tavares / Secom

Santa Catarina reduz o tempo de espera para indenizações do Fundo Estadual de Sanidade Animal (Fundesa) e amplia o número de produtores rurais beneficiados. O estado é um dos únicos do país que indeniza integralmente os criadores pelo abate sanitário de animais doentes e o pagamento, que antes levava até 150 dias para ser concluído, agora está disponível em um tempo médio de 30 dias.

"Agilidade. Essa foi a palavra de ordem no Fundesa. Ser uma referência no cuidado com os animais é também preservar a saúde dos produtores rurais e dos consumidores. Estamos muito contentes com os resultados alcançados este ano porque a indenização dá ao produtor a chance de recomeçar, de adquirir animais sadios e seguir com sua produção", destaca o secretário de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural, Ricardo de Gouvêa.

Os catarinenses querem manter a liderança no cuidado com a saúde dos animais, para isso o estado aumentou os esforços para erradicar a brucelose e tuberculose. Santa Catarina já tem uma das menores prevalências dessas doenças do país e segue indenizando os produtores rurais pelo abate sanitário de animais contaminados. De janeiro a novembro deste ano, o Fundesa investiu aproximadamente R$ 8 milhões na indenização de mais de 650 criadores.

O produtor rural Eron Paulo Baldissera, de Chapecó, é um dos beneficiários do Fundesa e hoje comemora as conquistas após a indenização e o recomeço. "Quando uma doença bate numa propriedade é uma coisa triste e a indenização é muito importante e nos ajudou muito. Na época estava demorando de oito a 10 meses para receber e agora eu tive uma notícia de que o prazo das indenizações já caiu para 30 dias". Quando detectou que seus animais estavam com brucelose, Baldissera produzia 10 mil litros de leite por mês e com o abate sanitário dos animais a produção passou para 1,5 mil litros por mês. "Agora estamos voltando e acredito que até março nós já retomamos os 10 mil litros que produzíamos antes. A Cidasc abraçou a causa para erradicar a brucelose e a tuberculose em Santa Catarina e agora nós queremos a certificação como propriedade livre de brucelose e tuberculose", afirma.

Em 2019, a Secretaria de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural aumentou em quase 70% o recurso disponível para a indenização dos produtores, o que deu mais agilidade no pagamento.

Fundesa

O Fundo Estadual de Sanidade Animal (Fundesa) foi criado pela Secretaria da Agricultura em 2004 para manter e melhorar a sanidade animal em Santa Catarina. O Fundesa indeniza os criadores de animais, doentes ou sob suspeita de doença, de modo a possibilitar a aquisição de animais sadios para a continuidade da produção.

Informações adicionais para imprensa:
Ana Ceron
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural
E-mail: imprensa@agricultura.sc.gov.br
Fone: (48) 3664-4417/ 98843-4996
Site: www.agricultura.sc.gov.br




Foto: Ricardo Wolffenbüttel / Secom

O governador Carlos Moises participou, na noite desta quinta-feira, 12, de uma Sessão Especial da Assembleia Legislativa de Santa Catarina em homenagem às lideranças evangélicas do estado. O chefe do Executivo entregou as placas condecorativas aos 23 pastores homenageados por serviços sociais e atuação nas comunidades.

"O Governo não trabalha sozinho, ele trabalha com as pessoas. E em algumas demandas, como no sistema prisional, nos precisamos tocar o coração das pessoas para ter resultado. E as igrejas têm um grande potencial para isso", afirmou o governador.

Em seu discurso a uma Casa lotada, Carlos Moisés reforçou que o Governo atua em prol de todos os catarinenses, independentemente de sua fé.

A Sessão Especial foi proposta pelo deputado estadual Sergio Motta.

Participaram da sessão deputados, líderes evangélicos e demais autoridades.

Mais informações para a imprensa:
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Comunicação - Secom
Governo de Santa Catarina
Fone: (48) 3665-3022
Site: www.sc.gov.br




Fotos: Ricardo Wolffenbuttel / Secom

O sistema prisional catarinense recebeu um importante auxílio na tarde desta quinta-feira, 12. Em cerimônia no Centro Integrado de Cultura (CIC), em Florianópolis, o governador Carlos Moisés entregou 16 novas viaturas para o secretário da Administração Prisional e Socioeducativa, Leandro Lima. No ato, também foi lançada a Operação Presença, que reforça o efetivo em unidades prisionais de Santa Catarina durante o período de festas de fim de ano.

O investimento nas viaturas, adaptadas para o transporte de detentos, foi de R$ 3,3 milhões, com metade de recursos federais e o restante de verbas estaduais. Segundo o governador, trata-se de um reforço significativo para a continuidade e melhoria dos serviços. “O investimento no sistema prisional é importante para dar condições humanitárias de transporte dos presos, atendendo a audiências e ao sistema de saúde”, afirmou o governador.

>> Mais fotos disponíveis na galeria

Sobre a Operação Presença, Carlos Moisés destacou a atuação de gestão do Estado, com uma visão global do sistema, sem priorizar determinados municípios. Na opinião do secretário Leandro Lima, o período de fim de ano pode gerar tensões dentro das unidades prisionais, tornando necessária uma ação do Executivo para manter a ordem.

“A operação é extremamente importante. Ela faz parte de um conjunto de ações voltadas a ampliar a segurança nas unidades prisionais. O aumento de efetivo se dá à medida que trazemos agentes de folga de outras unidades prisionais, centralizando forças”, explica Lima.

Homenagens

O ato no CIC também teve homenagens ao governador e a integrantes do Poder Judiciário. O governador Carlos Moisés destacou a parceria entre os poderes. “Há uma participação ativa do Judiciário no sistema prisional, seja na gestão, na resolução de problemas ou até mesmo com sugestões ao Poder Executivo”.

Foram homenageados o presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Rodrigo Collaço, o desembargador Leopoldo Augusto Brüggemann, o desembargador Henry Goy Petry, a desembargadora Rosane Portela Wolff (representada por Lilian da Silva Domingues) e o juiz corregedor Rodrigo Tavares Martins. Também receberá uma menção honrosa nos próximos dias a desembargadora Salete Sommariva.

Informações adicionais para imprensa:
Leonardo Gorges
Assessoria de Imprensa
Secretaria Executiva de Comunicação - SECom
E-mail: leonardogorges@secom.sc.gov.br 
Fone: (48) 3665-3045
Site: www.sc.gov.br 


Foto: Mauricio Vieira / Secom

Alunos do 9º ano do Ensino Fundamental e do Ensino Médio da rede pública estadual de Santa Catarina terão acesso a cursos gratuitos de iniciação profissional em 2020. A parceria estabelecida entre a Secretaria de Estado da Educação (SED), o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) irá colocar em prática as formações do programa Aprendizagem Criativa, que serão realizadas no contraturno escolar. O acordo foi assinado nesta quarta-feira, 11, na SED, em Florianópolis.

O objetivo do programa Aprendizagem criativa é proporcionar oportunidades e fomentar, desde o Ensino Fundamental, a capacidade de escolha dos estudantes em todas as regiões catarinenses. Serão 2.160 vagas, 60 por regional de Educação de Santa Catarina. As turmas terão 30 alunos em cursos com até 120 horas de duração.

Para o secretário de Estado da Educação, Natalino Uggioni, é preciso motivar o jovem a concluir os estudos como preparação para o futuro. Essa visão pode mudar o cenário atual, onde muitos alunos abandonam a escola para ingressar no mercado de trabalho e concluem os estudos mais tarde, o que leva a um aumento da taxa de distorção idade-série, acrescenta Uggioni. Em 2018, esse indicador entre os alunos do Ensino Médio da rede estadual foi de 21%.

“Estamos trabalhando para que o estudante veja na educação oferecida pelo Estado essa plataforma para construir a sua trajetória. Esperamos que ele não saia da escola antes do tempo, e sim, que se forme mais preparado”, explica o secretário.


Diretor Regional do Senai/SC, Fabrizio Machado Pereira, e o secretário da Educação, Natalino Uggioni. Foto: Divulgação / SED

Atividades priorizam atividades práticas em diversos setores

As atividades do programa Aprendizagem Criativa serão oferecidas a partir do início do próximo ano letivo e têm como foco áreas como tecnologia da informação, automação, elétrica, mecânica, segurança, inovação e empreendedorismo, priorizando atividades práticas.

O diretor regional do Senac/SC, Rudney Raulino, ressalta a importância da iniciativa. “Precisamos oferecer essa chance para os jovens entrarem nos processos da educação profissional”. O diretor Regional do Senai/SC, Fabrizio Machado Pereira, destaca que a oportunidade irá despertar o interesse pelas profissões. “Com a metodologia do Senai, os jovens terão a oportunidade de desenvolver habilidades e competências como empreendedorismo, criatividade, empatia, alinhados às demandas da nova indústria.”

Algumas das opções de atividades, de acordo com a região do estado, incluem desenvolvimento para a web, como aplicativos, games e webdesign; introdução em mecatrônica, automação e energias renováveis; introdução à construção civil, à moda e produção de alimentos.

500 vagas na área de tecnologia

No dia 2 de dezembro, o Governo de Santa Catarina, por meio das secretarias de Estado da Educação (SDE) e do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDE), assinou convênio com a Associação Catarinense de Tecnologia (Acate), para a operacionalização do programa EDUtec. A iniciativa irá ofertar 500 vagas de iniciação profissional a estudantes da rede estadual na área de tecnologia.

Informações adicionais para imprensa:
Sicilia Vechi
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Educação – SED
Fone: (48) 3664-0353 / (48) 3664-0353 / 99132-5252
E-mail: imprensa@sed.sc.gov.br
www.sed.sc.gov.br 


Foto: Ricardo Wolffenbuttel / Secom

Os candidatos do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) deste ano poderão se inscrever gratuitamente na primeira edição de 2020 do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) durante o período entre 21 e 24 de janeiro, no site do Ministério da Educação (MEC).

A Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) está com 398 vagas abertas em 43 cursos de graduação para o primeiro semestre de 2020, em Balneário Camboriú, Chapecó, Florianópolis, Ibirama, Joinville, Lages, Laguna, Pinhalzinho e São Bento do Sul. Confira o edital.

Das vagas de cada curso oferecido pela universidade estadual, 20% delas estão destinadas para candidatos que tenham feito integralmente o ensino médio na rede pública e 10% são oferecidas para candidatos negros.

Critérios de participação

Cada participante poderá escolher até duas opções de cursos de graduação no Sisu, conforme as notas de corte. O desempenho dos candidatos no Enem 2019 será publicado em janeiro.

Somente poderá se inscrever na seleção do MEC quem fez todas as provas do Enem neste ano, conseguiu nota acima de zero na redação e tiver certificado de conclusão do ensino médio para a matrícula na universidade.

Nota de corte, resultado e lista de espera

Durante o período de inscrições, a classificação parcial e a nota de corte do Sisu serão divulgadas diariamente para consulta no site do MEC e no aplicativo do Sisu.

O resultado da primeira chamada será publicado em 28 de janeiro, enquanto a matrícula da Udesc poderá ocorrer de 29 de janeiro a 4 de fevereiro. Esse período também ficará aberto para quem quiser participar da lista de espera das próximas convocações.

Mais informações

Mais informações podem ser obtidas na página oficial e com a Coordenadoria de Vestibulares e Concursos da Udesc (Covest), pelos telefones (48) 3664-8089 e 8091, das 13h às 19h, e pelo e-mail vestiba@udesc.br.

Acompanhe as notícias pelo FacebookInstagramTwitter e Udesc em Rede (newsletter e podcast).

Assessoria de Comunicação da Udesc
E-mail: comunicacao@udesc.br
Telefones: (48) 3664-7935/8010