Compartilhe

 

Descrição do áudio:

O Governo do Estado de Santa Catarina recebeu nesta sexta, 14, a primeira remessa de doses pediátricas da Pfizer para dar início à vacinação de crianças de 5 a 11 anos de idade contra a Covid-19. O avião com as 39.800 doses infantis pousou no aeroporto de Florianópolis às 11h50. De lá, as doses seguiram para a Central Estadual de Rede de Frio, em São José, para a organização da logística de distribuição para as 17 Unidades Descentralizadas de Vigilância Epidemiológica (UDVEs) das Regionais de Saúde de Santa Catarina. A distribuição será neste sábado, 15, a partir das 7h.

A vacinação de crianças de 5 a 11 anos ocorrerá simultaneamente em dois grupos. O primeiro será formado por aquelas com deficiência permanente (física, mental, intelectual ou sensorial); portadoras de comorbidades; indígenas; quilombolas; e que vivem em abrigos e em lares com pessoas com alto risco para evolução grave de COVID-19. O segundo grupo será das demais crianças e deve ocorrer por faixa etária, da maior para a menor idade. Sendo assim, crianças com 11 anos serão as primeiras vacinadas.

As doses serão distribuídas aos municípios de forma proporcional, segundo estimativa populacional do IBGE 2020, que é de 642.800 crianças nesta faixa etária. Exceto para a população indígena que será contemplada, já nesta primeira remessa, com 100% das doses necessárias para a imunização de todas as crianças de 5 a 11 anos.  Para as demais crianças, os municípios devem organizar as estratégias de vacinação para atender simultaneamente os grupos prioritário e por faixa etária.

Por se tratar de crianças, a Secretaria de Saúde recomenda que a vacinação contra a Covid-19 ocorra em ambiente seguro e acolhedor, que sejam evitadas ações de vacinação em drive-thru, por exemplo, para que elas se sintam mais confortáveis. Antes da aplicação da dose, os profissionais devem apresentar aos pais e/ou responsáveis pela criança o frasco da vacina, com a tampa laranja, para que não haja dúvidas de que a vacina aplicada é a pediátrica.

Outra recomendação, adotada pelo estado por precaução, é que a vacina contra a Covid-19 não seja aplicada ao mesmo tempo que outras vacinas de rotina do calendário infantil, sendo necessário aguardar 15 dias entre a dose da vacina contra a Covid-19 e as demais vacinas.

Para que as crianças sejam vacinadas, elas devem ser acompanhadas dos pais e/ou responsáveis ou, em caso de ausência, a vacinação pode ser realizada com apresentação de um termo de consentimento por escrito.

Duração: 2 min e 45 seg
Apresentação: Fabiana de Liz 
Técnica: Fabiana de Liz 
Produção: Serviço de Rádio da Secretaria Executiva de Comunicação
Contato: (48) 3665-3051
E-mail: radiosecom@gmail.com