A Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) publicou nesta quinta-feira, 6, o edital do processo seletivo para ingresso no mestrado e doutorado em Administração em 2019. O Centro de Ciências da Administração e Socioeconômicas (Esag) da Udesc, em Florianópolis, abriu 17 vagas para o Mestrado Acadêmico, 15 para o Mestrado Profissional e 12 para o Doutorado. O período de inscrições é de 18 de março a 17 de abril de 2019.

Foto: Jaqueline Noceti/Secom

O governador Eduardo Pinho Moreira prestigiou a inauguração da nova sede do Ministério Público de Santa Catarina, na tarde desta sexta-feira, em Florianópolis. Na solenidade, Moreira destacou que o prédio, localizado na Rua Bocaiúva, no Centro da Capital, representa uma conquista para a instituição, que poderá melhorar o trabalho de fiscalização e controle dos poderes e da sociedade. 

Em seu discurso, o governador falou sobre a importância da parceria entre os poderes, que propicia ao Estado uma melhor entrega de serviços em todas as áreas. “Santa Catarina é um estado modelo exatamente pela excelência das suas instituições. E o Ministério Público é um bom exemplo para o Brasil: de vinculação comunitária e de interesse em cuidar e preservar o bem estar das pessoas”, afirmou.

O procurador-geral de Justiça, Sandro José Neis, falou sobre a importância de manter e ampliar as parcerias com o Executivo, a exemplo do que já acontece nas áreas da Saúde e Assistência Social, para a execução de políticas públicas mais assertivas. “Esse prédio, para além de um espaço físico, tem importância na medida em que poderemos melhorar os serviços prestados à população. Haverá mais integração e vamos retribuir à sociedade com ainda mais trabalho. Esse não é um patrimônio do Ministério Público, mas de todos os catarinenses”, afirmou Neis.

Dados do edíficio

O Edifício Ministério Público de Santa Catarina tem 22 andares, sendo cinco de garagem e 17 para abrigar gabinetes, o Colégio de Procuradores de Justiça, o Conselho Superior do MP, a Corregedoria-Geral e estruturas de órgãos auxiliares.

O novo edifício também conta com o “Espaço Arte Catarinense”, em que serão expostas obras de artistas do estado. Nessa primeira etapa, estarão à disposição do público 22 obras do artista tubaronense Willy Zumblick, entre eles o quadro de 1952 “Transportando os lanchões de Garibaldi”, que ficava na Casa D’Agronômica, residência oficial do governador, agora cedida ao Ministério Público.

Informações adicionais para a imprensa

Leonardo Gorges
Assessoria de Imprensa
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: leonardogorges@secom.sc.gov.br 
Fone: (48) 3665-3045
Site: www.sc.gov.br 
www.facebook.com/governosc e @GovSC

Foto: Julio Cavalheiro/Secom

O Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina (IMA) divulga nesta sexta-feira, 07 de dezembro, o primeiro Relatório de Balneabilidade da temporada 2018-2019. De acordo com o resultado, 77,6% dos pontos analisados estão próprios para banho no litoral catarinense. Apesar de realizar coletas também na baixa temporada, de abril a outubro, com divulgação mensal, com a proximidade do verão o Instituto intensifica a pesquisa, agora com amostragens e análises todas as semanas, apresentadas todas as sextas-feiras.

Nesta temporada, foram incluídos quatro novos pontos de coletas: 01 em Itapema, 01 em Palhoça, 01 em Zimbros, 01 na Praia da Vigia, em Garopaba. Desta forma, o IMA analisa hoje 219 locais em todos os 500 quilômetros da costa catarinense. Destes, 75 estão em Florianópolis, que apresenta 80% dos pontos adequados para mergulho de acordo com o relatório. No restante do litoral, dos 144 pontos averiguados, em 110 recomenda-se o banho de mar, o que representa 76,4%. 

Em relação ao relatório anterior, divulgado no dia 30 de novembro, oito pontos passaram da condição de impróprio para próprio (01 no Baln. Rincão, 03 em Florianópolis, 01 em Governador Celso Ramos, 01 em Itapema, 01 em Jaguaruna e 01 em Penha). E quatro pontos passaram de próprio para impróprio (01 em Baln. Camboriú, 01 em Florianópolis, 01 em Governador Celso Ramos e 01 em Piçarras).

O IMA realiza amostragens e ensaios nos municípios de Araranguá, Bal. Arroio do Silva, Bal. Gaivota, Bal. Camboriú, Bal. Rincão, Barra Velha, Biguaçú, Bombinhas, Florianópolis, Garopaba, Gov. Celso Ramos, Imbituba, Itajaí, Itapema, Itapoá, Jaguaruna, Joinville, Laguna, Navegantes, Palhoça, Passo de Torres, Penha, Piçarras, Porto Belo e São José.

É importante frisar que a indicação das placas e dados do IMA mostra a situação da água naquele determinado ponto e não em toda a praia. Além disso, o IMA esclarece ainda que faz as coletas justamente nos locais mais suscetíveis de poluição.

Site Balneabilidade

O verão está chegando e para facilitar a escolha da praia, o Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina lança o site Balneabilidade com todas as informações sobre as condições da água do mar no litoral catarinense. A página apresenta a situação de todas as praias monitoradas, ponto por ponto. Com recursos variados, o usuário pode consultar o último relatório, divulgado todas as semanas, além de saber o histórico do local escolhido. 

De forma dinâmica, é possível navegar por todos os 500 quilômetros da costa catarinense e verificar a condição em cada um dos 219 pontos analisados pelo IMA. Além disso, é possível acompanhar a situação de cada balneário. O site foi totalmente desenvolvido por técnicos do Instituto do Meio Ambiente. Os relatórios continuarão sendo divulgados semanalmente também no site do IMA. 

Balneabilidade

Já é tradição. Antes de ir à praia, boa parte de moradores e turistas consulta as pesquisas de balneabilidade para saber em quais pontos é recomendado o mergulho. Realizado desde 1976, o monitoramento da qualidade da água do mar para banho humano analisa as águas de cada balneário e determina se estão próprias ou impróprias para o banho. Isto é, se estão contaminadas ou não por esgotos domésticos. A existência de esgoto é verificada por meio da contagem da bactéria Escherichia coli (E.c.) presente nas fezes de animais de sangue quente, que podem colocar em risco a saúde dos turistas e da população local.

A coleta é realizada em 219 pontos da costa catarinense. O IMA seleciona os pontos de tal forma que todo o litoral seja avaliado, concentrando as coletas justamente nos locais mais suscetíveis de poluição - os de maior fluxo de banhistas. As coletas são feitas mensalmente de abril a outubro e semanalmente de novembro a março - o pico da temporada de verão. Os técnicos fazem as coletas da água do mar a até 1 (um) metro de profundidade, na quantidade de 100 mililitros em cada ponto. O material coletado é submetido a exames bacteriológicos durante 24 horas. São necessárias cinco semanas consecutivas de coleta para se obter um resultado tecnicamente confiável.

Para as análises são levados em consideração aspectos como condições de maré, incidência pluviométrica nas últimas 24 horas no local, a temperatura da amostra e do ar no momento da coleta (parâmetro físico) e a imediata condução para a pesquisa em crescimento bacteriano. A água é considerada:

 

Própria: quando em 80% ou mais de um conjunto de amostras coletadas nas últimas cinco semanas anteriores, no mesmo local, houver no máximo 800 Escherichia coli por 100 mililitros.

Imprópria: quando em mais de 20% de um conjunto de amostras coletadas nas últimas cinco semanas, no mesmo local, for superior que 800 Escherichia coli por 100 mililitros ou quando, na última coleta, o resultado for superior a 2000 Escherichia coli por 100 mililitros.

A campanha "Juntos pela Prevenção", promovida pela Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) em referência ao Outubro Rosa e ao Novembro Azul, arrecadou 1.408 donativos para o Centro de Pesquisas Oncológicas (Cepon), em Florianópolis. A ação da Coordenadoria de Desenvolvimento Humano (CDH) ganhou apoio em todos os centros de ensino e arrecadou itens diversos, como lenços umedecidos, sabonetes, xampus, condicionadores, hidratantes corporais, papel higiênico, escovas e pastas de dente.

Foto: Jonas Pôrto/Udesc

Na terça-feira, 11, a partir das 17h, a Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) divulgará a primeira chamada do Vestibular de Verão 2019 para 47 cursos presenciais de graduação, com 1.265 vagas aprovados. A universidade publicará a lista somente no site www.vestibular.udesc.br, no qual os candidatos também poderão consultar seu desempenho nas provas.

Foto: Márcio H. Martins/FCC

O Centro Integrado de Cultura (CIC), em Florianópolis, recebe no último mês do ano três novas exposições em suas salas: Iconografias Urbanas, Arqueologia da Cidade e Cenas Urbanase Sítio de Sentidos. O espaço, administrado pela Fundação Catarinense de Cultura (FCC), tem entrada gratuita.

Iconografias Urbanas - Reflexões visuais sobre os jardins do CIC

A mostra apresenta a produção de 15 alunos das Oficinas de Arte no corredor da ala de oficinas do CIC. Conforme a proposta, dentre os espaços públicos, os jardins representam os últimos lugares ainda naturais, quase uma nostalgia utópica da vida em comum, uma vez que eles pertencem a todos. Com esta proposição, os alunos/artistas fazem uma reflexão pessoal sobre os jardins internos e externos do Centro Integrado de Cultura (CIC).

A curadoria é dos professores Patrícia Amante, Bebeto e Jayro Schmidt, que ministram as oficinas oferecidas gratuitamente pela Fundação Catarinense de Cultura (FCC). A exposição segue aberta até o dia 3 de março de 2019, com visitação de segunda a sexta-feira, das 13h às 19h.

Arqueologia da Cidade e Cenas Urbanas

Até 31 de janeiro de 2019, o Espaço Lindolf Bell recebe a mostra que aborda a convivência profissional de longos anos com parcerias bem-sucedidas e o trânsito dos alunos entre as Oficinas de Livro de Artista e de Gravura, oferecidas gratuitamente pela FCC. A curadoria da mostra é dos professores Carlos Roberto Nascimento de Oliveira (Bebeto) e Patrícia Amante, também professores das oficinas.

Conforme os curadores, o tema que une todos é a cidade – Florianópolis – multifacetada, por isso, a exposição foi abordada sob dois aspectos: em sua arqueologia e em suas cenas urbanas. Cidades Invisíveis e Marcovaldo, de Ítalo Calvino, são as obras literárias que serverm de base para reflexão e discussão. Os artistas participantes realizaram trabalhos em xilogravuras e suas matrizes. Já os alunos da Oficina de Livro de Artista contribuíram com suporte técnico.

Visitação de terça-feira a domingo, das 10h às 21h.

Sítio de Sentidos

Também no Espaço Lindolf Bell, quatro artistas apresentam seus trabalhos sob a curadoria da artista visual Meg Tomio Roussenq: Ângela Mackrodt, Cristina Brattig Almeida, David J. Ronce e Luiz Heinzen. Sítio de Sentidos parte da ideia que não há um só sistema de signos, mas muitos. Porque há muitos modos de significar e a matéria significante tem plasticidade, é plural.

A visitação segue até 18 de dezembro, de terça-feira a domingo, das 10h às 21h.

Assessoria de Comunicação

Fundação Catarinense de Cultura (FCC)
Fone: (48) 3664-2571 / 3664-2572
Email: imprensa@fcc.sc.gov.br
Site: www.cultura.sc.gov.br
Facebook: www.facebook.com/FundacaoCatarinensedeCultura
Twitter: www.twitter.com/fccoficial

Foto: Billy Culleton/PGE

A convivência harmoniosa entre os poderes do Estado ficou evidenciada na abertura do 115º Encontro do Conselho de Tribunais de Justiça do Brasil, na Capital, que contou com a presença do procurador-geral do Estado, Juliano Dossena. Representando o governador Eduardo Pinho Moreira, Dossena foi convidado a compor a mesa de honra ao lado do anfitrião do evento, o presidente do Tribunal de Justiça de Santa Catarina, Rodrigo Collaço, e do presidente nacional do Conselho de TJ's, desembargador de Minas Gerais Pedro Marcondes.

“Os poderes dependem um do outro. Por isso, estar presente em um evento desta magnitude demonstra o grau de maturidade democrática alcançada em Santa Catarina. Cumpre-se, dessa forma, o Artigo 2º da Constituição Federal, que consolidou a separação dos poderes, porém, indicou que, além de independentes, devem ser harmônicos entre si”, disse Dossena.

O evento, nesta quinta-feira, 6, reuniu, no TJ/SC, representantes dos 26 estados da Federação, além do Distrito Federal. Em seu discurso inaugural, o desembargador Pedro Marcondes agradeceu a acolhida na capital catarinense e destacou a necessidade constante da troca de experiências entre os dirigentes das cortes estaduais.

O desembargador Rodrigo Collaço disse estar honrado em poder receber os presidentes dos tribunais de todo o país em Santa Catarina. "Estado que a todos nós orgulha, com seu povo acolhedor e sua economia diversificada e pujante, capaz de fazer frente aos tempos sombrios da economia no país", disse, admitindo que o quadro político atual merece acompanhamento próximo. "O debate, quando marcado por extremismos e radicalismos, não é propício para alterações constitucionais, de forma que o Judiciário precisa estar alerta e fazer sua parte para garantir mudanças que possam projetar um melhor futuro para o país."

A mesa de honra esteve composta, além de Collaço, Marcondes e Dossena, pelo procurador do Ministério Público Aurino Alves de Souza, pelo presidente da OAB/SC, Paulo Brincas, e pela presidente da Associação dos Magistrados Catarinenses, Jussara Wandscheer.

*Com informações da Assessoria de Comunicação do TJ/SC

Informações adicionais para a imprensa
Billy Culleton
Assessoria de Imprensa 
Procuradoria Geral do Estado - PGE
E-mail: billyculleton@gmail.com
Fone: (48) 3664-7650 / 98843-2430
Site: www.pge.sc.gov.br

Nesta sexta-feira, 7, será assinado o Acordo de Cooperação Técnica de Gestão de Pessoas, no Plenarinho da Reitoria da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), em Florianópolis. A abertura do evento terá o reitor em exercício da Udesc, Leandro Zvirtes. A ação oficializa a criação da Rede de Desenvolvimento de Pessoas na Administração Pública em Santa Catarina (Redep-SC). Além da Udesc, 11 órgãos públicos estarão na iniciativa, que busca otimizar recursos de capacitação mediante ações conjuntas entre os participantes.

De acordo com o coordenador de Desenvolvimento Humano da Udesc, Silmar Neckel, "não é raro que as instituições promovam cursos in company que poderiam capacitar 30 pessoas e que, ao final do prazo de inscrição, contêm apenas 20 participantes". Neckel explica que, com a vigência do acordo, os órgãos públicos podem realizar intercâmbios. "As vagas remanescentes podem ser preenchidas por pessoas que trabalhem em outro órgão conveniado à rede", diz.

Demais membros da iniciativa

A rede será composta, por exemplo, pela Escola de Administração Fazendária (Esaf), pela Escola da Advocacia Geral da União (Eagu), pela Superintendência do Patrimônio da União em Santa Catarina (SPU-SC) e pela Justiça Federal de Primeiro Grau em Santa Catarina (JF-SC).

Também participarão a Superintendência Regional do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT-SC), a Fundação Escola de Governo (Ena), o Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina (TRE-SC), a Universidade Federal de Santa Catarina (Ufsc), o Instituto Federal de Santa Catarina (Ifsc) e os Correios.

Programação do evento
 

  • 8h - Abertura e mensagem de boas-vindas do reitor em exercício da Udesc
  • 8h25 - Minipalestra "Motivação para criação da Rede de Desenvolvimento", com diretor da Esaf, Mário Mendes de Barros
  • 8h45 - Minipalestra "Ineficiência no serviço público", com superintendente da Controladoria-Geral da União (CGU), Orlando Vieira de Castro Junior
  • 9h05 - Ato de assinatura do acordo de cooperação técnica
  • 9h35 - Encerramento da cerimônia de assinatura do acordo de cooperação técnica
  • 9h40 - Início da reunião técnica dos representantes das entidades signatárias do acordo

Mais informações

Mais informações podem ser obtidas pelo e-mail cdh.reitoria@udesc.br e pelo telefone (48) 3664-7977.

Assessoria de Comunicação da Udesc
E-mail: comunicacao@udesc.br
Telefones: (48) 3664-7935/8010

Estudar o comportamento do fogo em meio a um incêndio florestal é a proposta inovadora que o Corpo de Bombeiros trouxe para a Santa Catarina. Nesta sexta-feira, 7, Xanxerê recebe o primeiro Laboratório de Estudos de Incêndios Florestais (LEIF). A iniciativa, pioneira na América Latina, vai permitir salvar vidas, capacitar profissionais e evitar prejuízos para Santa Catarina.

O projeto, apresentado pelo Corpo de Bombeiros, é inspirado no laboratório referência na Europa, na cidade de Coimbra, em Portugal, e integra estudos e equipamentos que simulam a velocidade e expansão do incêndio conforme as condições do vento, clima e relevo. Um projeto inovador que conta com a parceria da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável e Governo de Santa Catarina.

O comandante do 14º Batalhão dos Bombeiros de Xanxerê, o tenente-coronel Walter Parizotto, explica que o Laboratório irá contribuir na prevenção de incêndios, evitar danos ao patrimônio e meio ambiente e aumentar a qualidade das capacitações dos Bombeiros Militares em um treinamento efetivo em qualquer condição climática. “Uma das dificuldades enfrentadas é a dependência das condições atmosféricas, quando muitos cursos e capacitações se perdem devido às chuvas. Isso não irá mais ocorrer com o uso do Laboratório. Assim, teremos uma maior qualidade de resposta aos incêndios florestais, que todos os anos causam estragos e prejuízos”, destaca Parizotto.

O secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico Sustentável, Adenilso Biasus, que estará presente na inauguração, ressalta que o Laboratório é estratégico para Santa Catarina. “No ano passado, nosso estado teve 2.500 ocorrências de incêndios florestais, com prejuízo de mais de R$ 8 milhões, gerando um prejuízo à economia catarinense de cerca de R$ 150 milhões. Esse laboratório vai proporcionar que o Corpo de Bombeiros tenha melhor enfrentamento em relação aos incêndios”, disse.

A estrutura de 200 metros quadrados, localizada junto ao Centro de Referência em Desastres Urbanos, contou com um investimento de R$ 606 mil, sendo que R$ 401 mil provenientes do Fundo de Mudanças Climáticas da Secretaria de Desenvolvimento Econômico Sustentável e R$ 205 de contrapartida do Corpo de Bombeiros e Presídio Regional.  

O laboratório será equipado com uma mesa para simulação do comportamento do fogo e poderá atender também universidades, pesquisadores, empresas florestais e bombeiros de outros Estados da Federação. A estrutura, construída em poucos meses com a utilização de  mão de obra da própria corporação do Corpo de Bombeiros e apoio do Presídio Regional de Xanxerê, que minimizaram custos e otimizaram os recursos públicos.  

Mais informações para a imprensa:
Mônica Foltran
Assessoria de Comunicação
Secretaria do Desenvolvimento Econômico Sustentável - SDS
Fone: (48) 3665-2261 / 99696-1366
E-mail: jornalistamonicafoltran@gmail.com
Site: www.sds.sc.gov.br

O executivo de articulação política da secretaria de Articulação Nacional, Noilton Moraes, foi agraciado nesta quarta-feira, dia 5, pelo Ministério da Integração Nacional com a insígnia correspondente ao Grau de Cavaleiro, da Medalha Defesa Civil Nacional. A condecoração criada em 2002 homenageia personalidades que contribuem para o fortalecimento do Sistema Nacional de Defesa Civil, prestando relevantes serviços ao país e à comunidade nacional. 

A escolha de Moraes ocorreu em razão de seu trabalho desempenhado na secretaria de Articulação Nacional, com sede em Brasília, que atua diretamente com o governo do Estado de Santa Catarina e com os municípios catarinenses. “Além de um gesto de valorização enquanto profissional, este reconhecimento coroa o meu trabalho no desempenho das ações no âmbito da Defesa Civil em prol do Estado”, destaca Moraes, que atua na secretaria desde 2011.

Além do suporte prestado pela pasta de Articulação Nacional aos servidores da secretaria de Defesa Civil do Estado, as demandas solicitadas e suas especificidades são articuladas e encaminhadas nos órgãos responsáveis instalados na capital federal. Receberam ainda a medalha grau cavalheiro outras 19 personalidades, sendo destinadas também medalhas grau comendador a 13 homenageados e grau grande oficial a outros sete.

A cerimônia ocorreu no auditório Coronel José Nilton Matos, na Academia do Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal, com a presença de lideranças nacionais da Defesa Civil, como do secretário Nacional de Defesa Civil, o coronel Renato Newton Ramlow. A secretária de Articulação Nacional, Lourdes Coradi Martini, também acompanhou a cerimônia, bem como a gerente de municípios, Cleusa Fritzen; e os assessores técnicos, Felipe Souza e Márcia Sbeghen. A lista dos homenageados foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) em 24 de outubro, através da portaria 456.

Informações adicionais para a imprensa
Douglas Saviato
Assessoria de Imprensa
Secretaria Executiva de Articulação Nacional
E-mail: douglas@san.sc.gov.br
Fone: (61) 3101-0900 / 99304-0198
Site: www.san.sc.gov.br