Foto: Divulgação/ SAMU

Nesta terça-feira, 30, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) atendeu 1257 chamadas nas oito macrorregiões do Estado de Santa Catarina, durante o ciclone que atingiu a região Sul. Destas chamadas, 503 atendimentos precisaram de Unidades de Suporte Avançado (USA) e Suporte Básico (USB).

Foi o caso de duas equipes da USB de Santo Amaro que se depararam com um acidente envolvendo um motociclista de 50 anos, perto da base do SAMU da região, no qual um poste caiu em cima da vítima. Os profissionais, Beatriz, Rosângela, Lucas, Jader e Alessandro, fizeram reanimação cardiopulmonar por aproximadamente 45 minutos – até conseguir reanimar o paciente. O Corpo de Bombeiros e a USA também estiveram no local.

“Atendemos o chamado por volta de 18h30min, quando ainda estávamos sem contato com a Central de Regulação, devido a problemas temporários na linha de comunicação. Chegamos ao local e os bombeiros já estavam fazendo a massagem cardíaca; assumimos, usamos o DEA e conseguimos estabilizar o paciente. A USA de Palhoça também chegou para auxiliar logo depois”, resumiu a Técnica em Enfermagem Beatriz Kloppel.

Também na terça-feira, a equipe da Unidade de Suporte Avançado de Florianópolis atendeu um homem de 44 anos que teve uma queda de 8 metros e teve traumatismo cranioencefálico grave, no bairro Estreito. “Atendemos a ocorrência em apoio ao Corpo de Bombeiros e à Unidade Básica que já estavam no local. Nós tivemos que intubar o paciente ali mesmo e ele respondeu bem a todas as medidas. Houve a proteção das vias áreas, a estabilização, e todo o protocolo foi executado com êxito. Nós tivemos a notícia que hoje, nesta quarta, ele já está bem e com possibilidade de alta nas próximas horas”, registrou o médico Guilherme Kumm Ávila.

Confira o número de atendimentos por macrorregião

- Grande Florianópolis: 117
- Norte/Nordeste: 134
- Vale do Itajaí: 45
- Foz do Rio Itajaí: 37
- Meio Oeste: 09
- Extremo Oeste: 40
- Sul: 88
- Serra: 33

Todas as linhas do 192 estão disponíveis para registro e regulação das chamadas dos casos mais graves.

Informações adicionais para a imprensa:
Andrey Lehnemann
Assessoria de Imprensa
SAMU de Santa Catarina
Secretaria de Estado da Saúde
Fone: (48) 99628-1141
Email: imprensa.samusc@gmail.com

O Governo do Estado relatou que há 27.279 pacientes com teste positivo para Covid-19, sendo que 21.402 se recuperaram e 5.530 estão em acompanhamento. O dado foi divulgado nesta quarta-feira, 1º de julho. O novo coronavírus causou 347 óbitos no estado desde o início da pandemia. Com isso, a taxa de letalidade é de 1,27%.

Os óbitos mais recentes são de cinco homens, sendo um de 66 anos residente em Blumenau, dois de Itajaí com 81 e 79 anos, um de Antônio Carlos com 76 anos e outro de São José, com 78 anos. Entre as vítimas está uma mulher de 87 anos residente em Florianópolis. Todos possuíam comorbidades e se encontravam na faixa etária de risco.

>>> Confira aqui o boletim diário desta quarta-feira, 1º de julho

O número de municípios com casos confirmados é 270. O local com a maior quantidade de pacientes com Covid-19 é Chapecó, que registra 2.493 casos. Na sequência, aparecem Joinville (1.931), Itajaí (1.860), Blumenau (1.738), Balneário Camboriú (1.587), Florianópolis (1.468), Concórdia (1.238), Palhoça (699), Criciúma (651) e Navegantes (552).

A taxa de ocupação dos leitos de UTI pelo Sistema Único de Saúde (SUS) em Santa Catarina é de 67,2%. Isso significa que, dos 1.316 leitos existentes no estado, 432 estão livres e 884 estão ocupados, sendo 262 por pacientes com confirmação ou suspeita de infecção por coronavírus.

Municípios com casos confirmados:

Abdon Batista - 29
Abelardo Luz - 48
Agrolândia - 12
Agronômica - 15
Água Doce - 11
Águas de Chapecó - 26
Águas Frias - 1
Águas Mornas - 14
Alfredo Wagner - 4
Alto Bela Vista - 6
Anchieta - 9
Anita Garibaldi - 9
Anitápolis - 1
Antônio Carlos - 44
Apiúna - 11
Arabutã - 33
Araquari - 68
Araranguá - 108
Armazém - 33
Arroio Trinta - 25
Arvoredo - 20
Ascurra - 15
Atalanta - 5
Aurora - 12
Balneário Arroio do Silva - 63
Balneário Barra do Sul - 27
Balneário Camboriú - 1587
Balneário Gaivota - 16
Balneário Piçarras - 104
Balneário Rincão - 10
Barra Velha - 65
Bela Vista do Toldo - 2
Benedito Novo - 15
Biguaçu - 235
Blumenau - 1738
Bocaina do Sul - 1
Bom Jardim da Serra - 1
Bom Jesus - 33
Bom Retiro - 2
Bombinhas - 179
Botuverá - 8
Braço do Norte - 245
Braço do Trombudo - 5
Brunópolis - 10
Brusque - 432
Caçador - 76
Caibi - 17
Calmon - 1
Camboriú - 460
Campo Alegre - 3
Campo Erê - 7
Campos Novos - 119
Canelinha - 116
Canoinhas - 134
Capinzal - 16
Capivari de Baixo - 103
Catanduvas - 24
Caxambu do Sul - 35
Celso Ramos - 4
Chapecó - 2493
Cocal do Sul - 28
Concórdia - 1238
Cordilheira Alta - 26
Coronel Freitas - 38
Coronel Martins - 4
Correia Pinto - 3
Corupá - 86
Criciúma - 651
Cunha Porã - 31
Cunhataí - 7
Curitibanos - 54
Descanso - 7
Dionísio Cerqueira - 14
Dona Emma - 7
Entre Rios - 152
Ermo - 1
Erval Velho - 27
Faxinal dos Guedes - 59
Flor do Sertão - 1
Florianópolis - 1468
Forquilhinha - 112
Fraiburgo - 40
Galvão - 6
Garopaba - 34
Garuva - 16
Gaspar - 155
Governador Celso Ramos - 72
Grão-Pará - 7
Gravatal - 41
Guabiruba - 30
Guaraciaba - 9
Guaramirim - 90
Guarujá do Sul - 2
Guatambu - 71
Herval d'Oeste - 54
Ibicaré - 3
Ibirama - 11
Içara - 72
Ilhota - 50
Imaruí - 5
Imbituba - 142
Imbuia - 1
Indaial - 193
Iomerê - 1
Ipira - 8
Iporã do Oeste - 9
Ipuaçu - 187
Ipumirim - 85
Iraceminha - 6
Irani - 60
Irati - 2
Itá - 46
Itaiópolis - 4
Itajaí - 1860
Itapema - 190
Itapiranga - 45
Itapoá - 34
Ituporanga - 15
Jaborá - 16
Jacinto Machado - 6
Jaguaruna - 60
Jaraguá do Sul - 288
Joaçaba - 59
Joinville - 1931
José Boiteux - 1
Jupiá - 14
Lacerdópolis - 1
Lages - 254
Laguna - 56
Lajeado Grande - 23
Laurentino - 6
Lauro Müller - 9
Lebon Régis - 1
Lindóia do Sul - 73
Lontras - 4
Luiz Alves - 31
Luzerna - 13
Mafra - 29
Major Gercino - 7
Maracajá - 13
Maravilha - 79
Marema - 20
Massaranduba - 57
Meleiro - 22
Mirim Doce - 20
Modelo - 31
Mondaí - 20
Monte Carlo - 53
Monte Castelo - 3
Morro da Fumaça - 29
Morro Grande - 12
Navegantes - 552
Nova Erechim - 26
Nova Itaberaba - 12
Nova Trento - 32
Nova Veneza - 76
Orleans - 68
Otacílio Costa - 19
Ouro - 14
Ouro Verde - 8
Paial - 17
Painel - 1
Palhoça - 699
Palma Sola - 8
Palmeira - 1
Palmitos - 104
Papanduva - 21
Paraíso - 4
Passo de Torres - 26
Passos Maia - 10
Paulo Lopes - 6
Pedras Grandes - 6
Penha - 153
Peritiba - 22
Pescaria Brava - 23
Petrolândia - 1
Pinhalzinho - 27
Pinheiro Preto - 2
Piratuba - 18
Planalto Alegre - 15
Pomerode - 101
Ponte Alta - 1
Ponte Alta do Norte - 11
Ponte Serrada - 35
Porto Belo - 158
Porto União - 13
Pouso Redondo - 8
Praia Grande - 11
Presidente Castello Branco - 10
Presidente Getúlio - 5
Princesa - 5
Quilombo - 20
Rancho Queimado - 2
Rio das Antas - 2
Rio do Campo - 1
Rio do Oeste - 3
Rio do Sul - 115
Rio dos Cedros - 3
Rio Fortuna - 4
Rio Negrinho - 52
Rio Rufino - 2
Riqueza - 8
Rodeio - 5
Romelândia - 21
Salete - 25
Saltinho - 9
Salto Veloso - 1
Sangão - 50
Santa Cecília - 21
Santa Helena - 3
Santa Rosa do Sul - 32
Santa Terezinha - 9
Santa Terezinha do Progresso - 10
Santiago do Sul - 3
Santo Amaro da Imperatriz - 29
São Bento do Sul - 139
São Bernardino - 9
São Bonifácio - 1
São Carlos - 34
São Cristóvão do Sul - 5
São Domingos - 21
São Francisco do Sul - 84
São João Batista - 111
São João do Itaperiú - 12
São João do Oeste - 4
São João do Sul - 9
São Joaquim - 12
São José - 481
São José do Cedro - 12
São José do Cerrito - 4
São Lourenço do Oeste - 30
São Ludgero - 115
São Martinho - 17
São Miguel da Boa Vista - 15
São Miguel do Oeste - 116
São Pedro de Alcântara - 8
Saudades - 36
Schroeder - 36
Seara - 302
Serra Alta - 2
Siderópolis - 34
Sombrio - 77
Sul Brasil - 7
Taió - 74
Tangará - 6
Tigrinhos - 9
Tijucas - 235
Timbé do Sul - 13
Timbó - 94
Timbó Grande - 1
Três Barras - 185
Treviso - 5
Treze de Maio - 7
Treze Tílias - 30
Trombudo Central - 3
Tubarão - 408
Tunápolis - 19
Turvo - 9
União do Oeste - 4
Urussanga - 132
Vargeão - 4
Vargem - 12
Vargem Bonita - 27
Vidal Ramos - 4
Videira - 77
Vitor Meireles - 1
Xanxerê - 506
Xavantina - 35
Xaxim - 540
Zortéa - 11
Outros estados - 478
Outros países - 2

Municípios com óbitos por Covid-19:

Abelardo Luz - 1
Agrolândia - 2
Agronômica - 2
Antônio Carlos - 5
Araquari - 1
Araranguá - 3
Arvoredo - 1
Balneário Arroio do Silva - 1
Balneário Camboriú - 15
Balneário Gaivota - 2
Balneário Piçarras - 1
Biguaçu - 3
Blumenau - 10
Braço do Norte - 3
Brusque - 3
Caçador - 4
Caibi - 1
Camboriú - 8
Campos Novos - 1
Caxambu do Sul - 1
Chapecó - 11
Cocal do Sul - 2
Concórdia - 13
Criciúma - 11
Curitibanos - 1
Dionísio Cerqueira - 3
Entre Rios - 2
Florianópolis - 14
Forquilhinha - 1
Garopaba - 1
Garuva - 1
Gaspar - 3
Grão-Pará - 1
Gravatal - 2
Guabiruba - 2
Içara - 1
Ilhota - 1
Indaial - 2
Ipuaçu - 3
Irani - 1
Irati - 1
Itá - 1
Itaiópolis - 2
Itajaí - 37
Itapema - 4
Itapoá - 1
Ituporanga - 1
Jaraguá do Sul - 4
Joinville - 39
Laguna - 2
Lajeado Grande - 1
Marema - 1
Massaranduba - 1
Navegantes - 13
Palhoça - 4
Palmitos - 4
Papanduva - 4
Pedras Grandes - 1
Penha - 6
Peritiba - 1
Ponte Serrada - 2
Porto Belo - 1
Pouso Redondo - 1
Quilombo - 1
Rio do Sul - 1
Rodeio - 1
Salete - 1
São Bento do Sul - 4
São Francisco do Sul - 3
São João Batista - 2
São José - 10
São Lourenço do Oeste - 2
São Ludgero - 1
Seara - 1
Siderópolis - 1
Sombrio - 3
Taió - 1
Tangará - 1
Tijucas - 4
Tubarão - 4
Urussanga - 7
Vargem - 1
Vargem Bonita - 1
Xanxerê - 4
Xaxim - 16
Outros estados - 1

Acompanhe as notícias sobre o novo coronavírus

As notícias sobre as medidas para conter a propagação do novo coronavírus em Santa Catarina e os boletins atualizados com a situação do Estado podem ser acessadas no site sc.gov.br ou www.coronavirus.sc.gov.br. As atualizações podem ser acompanhadas ainda pelo Youtube, Instagram e Facebook do Governo do Estado.

Mais informações para a imprensa:
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Comunicação - Secom
Governo de Santa Catarina
Fone: (48) 3665-3022
E-mail: imprensa@secom.sc.gov.br
Site: www.sc.gov.br


Foto: Divulgação/ CGE

Dois auditores internos de carreira no Executivo serão os novos titulares da Controladoria Geral do Estado (CGE). Cristiano Socas da Silva será o novo controlador-geral e Marisa Zikan da Silva a adjunta do órgão.

O governador Carlos Moisés deu as boas-vindas aos novos integrantes da CGE e destacou a importância da Controladoria para uma atuação responsável e transparente na gestão estadual.

Conheça o currículo dos novos titulares da pasta.

Controlador-geral

Cristiano Socas da Silva é natural de Florianópolis. Auditor Interno do Poder Executivo do Estado de SC desde junho de 2008, é graduado em Administração pela ESAG/UDESC e em Direito pela UFSC. Tem Pós-Graduação em Direito Empresarial, Pós-Graduação em Gestão e Direito Ambiental e Pós-Graduação em Contabilidade Pública e Controle Interno. Ocupou o cargo de Gerente de Recursos Antecipados em 2011. Foi assessor do Diretor de Auditoria Geral da Secretaria do Estado da Fazenda entre os anos de 2014 e 2015 e primeiro Controlador-Geral da Assembleia Legislativa do Estado entre 2016 e 2017. Desde 2019, atuava como Diretor de Operações do BADESC.

Controladora-geral adjunta

Marisa Zikan da Silva também é natural de Florianópolis. Auditora Interna do Poder Executivo do Estado de SC desde setembro de 2006, é graduada em Administração pela ESAG/UDESC e Pós-Graduada em Direito Tributário pela UNISUL. Ocupou os cargos de Secretária Adjunta da Fazenda do Município de Florianópolis entre 2014 e 2015. Foi assessora do Diretor de Auditoria Geral da Secretaria do Estado da Fazenda entre 2015 e 2018 e Gerente de Auditoria de Controle Interno e Gestão de Riscos da CGE/SC entre 2019 e 2020.

Informações adicionais para a imprensa
Francieli Dalpiaz 
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: francieli@secom.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-3018 / 98843-5676
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e @GovSC


 Foto: Maurício Vieira/Secom

A 22ª Campanha de Vacinação contra a gripe chegou ao fim nesta terça-feira, 30, após mais de três meses de duração. Santa Catarina não atingiu a meta estabelecida pelo Ministério da Saúde (MS) de vacinar, ao menos, 90% das pessoas que compõem os grupos prioritários. Da população total de 2.674.128 pessoas que deveriam ter tomado a dose, 74,65% se imunizaram.

Assim, as vacinas continuam disponíveis, prioritariamente, para a população dos grupos de risco, conforme recomendado pelo Ministério da Saúde. No entanto, pessoas que não fazem parte dos grupos e têm interesse em tomar a dose, também podem procurar uma unidade de saúde. A medida evita que haja desperdício de doses. A vacina fica disponível até que os estoques sejam encerrados. Santa Catarina recebeu um total de 2.706.200 doses para a campanha.

A gerente de imunização da Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina (DIVE/SC), Lia Quaresma Coimbra, atribui a baixa procura pela vacina, em grande parte, pela pandemia do coronavírus. ”A gente acredita que muitas pessoas ainda estão receosas em sair de casa, mesmo tomando todos os cuidados necessários e isso acabou refletindo na cobertura vacinal”, explica. Em anos anteriores, o estado obteve melhores resultados na Campanha de Vacinação contra a gripe. Em 2019, a cobertura ficou em 87,27%. Em 2018, em 92,03%.

A vacina contra a gripe protege contra os três subtipos do vírus da gripe que mais circularam no inverno passado que são: influenza A (H1N1); influenza A (H3N2) e influenza B e não causa a gripe, pois é fabricada com vírus morto. Ela tem como objetivo evitar os casos graves, internações e óbitos pela doença. Além disso, neste momento, apesar de não oferecer imunidade contra o coronavírus, é uma importante ferramenta no diagnóstico da Covid-19, já que os sintomas das duas doenças são bem parecidos.

Confira como ficou a vacinação entre os grupos prioritários:

 

Grupo

População

Doses aplicadas

Cobertura Vacinal

Fase 1

Idosos com mais de 60 anos

670.028

841.668

125,62

Trabalhadores da saúde

134.793

144.617

107,29

Fase 2

Forças de segurança e salvamento

23.120

17.910

77,47

Pessoas com comorbidades

490.452

353.036

71,98

População privada de liberdade

16.400

16.544

100,88

Funcionários do sistema prisional

3.981

3.890

97,71

Caminhoneiros

145.893

32.885

22,54

Motoristas e cobradores do transporte coletivo

17.961

6.528

36,35

Trabalhadores portuários

4.277

3.202

74,87

Povos indígenas

11.459

10.698

93,36

Fase 3 (etapa 1)

Crianças de 6 meses a menores de 6 anos

470.984

326.207

69,26

Pessoas com deficiência

221.726

5.575

2,51

Gestantes

71.524

44.240

61,85

Puérperas (até 45 dias após o parto)

11.752

8.146

69,32

Fase 3 (etapa 2)

Adultos de 55 a 59 anos

303.003

117.024

38,62

Professores de escolas públicas e privadas

76.775

64.120

83,52

TOTAL

 

2.674.128

1.996.290

74,65%

*Fonte: SIPNI/DATASUS/MS. Dados atualizados às 23h50 do dia 30 de junho de 2020.

Informações adicionais para a imprensa:
Amanda Mariano
Bruna Matos
Patrícia Pozzo
NUCOM - Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive)
Secretaria de Estado da Saúde
Fone: (48) 3664-7406 | 3664-7402
E-mail: divecomunicacao@saude.sc.gov.br
www.dive.sc.gov.br
www.instagram.com/divesantacatarina
www.facebook.com/divesantacatarina


Imagem: Divulgação/ PGE

Após 30 anos de discussão judicial, que chegou ao Superior Tribunal de Justiça (STJ), a Procuradoria-Geral do Estado de Santa Catarina (PGE/SC) conseguiu comprovar que é público um imóvel de 5.500 metros quadrados no Centro da Capital, ocupado por uma empresa de materiais de construção, entre as Ruas Henrique Valgas e a Avenida Beira Mar Norte. Entre 1990 e 2001, o Estado detinha a cessão de uso do imóvel, mas foi impedido de usufruir do bem, em razão da ocupação indevida. Assim, o Estado deverá ser indenizado em valores a serem ainda calculados.

“A PGE exerce, dentre as suas atribuições, a defesa do patrimônio estadual. É por isso que, neste caso, como em outros que se encontram em tramitação no âmbito do Poder Judiciário, quando identificadas situações de ocupação irregular de bens públicos, nós estamos buscando a retomada da posse de imóveis de propriedade do Estado, ou a indenização decorrente de eventual impossibilidade”, observa o procurador-geral Adjunto para Assuntos Jurídicos, Sérgio Laguna Pereira, que realizou a sustentação oral em defesa do Estado no início do julgamento.

Na década de 70, a União autorizou o Governo do Estado a realizar as obras de aterro nas Baías norte e sul da Ilha de Santa Catarina e estabeleceu que os terrenos resultantes do aterro seriam cedidos ao Estado. Em novembro de 1990, a PGE ingressou com ação de reintegração de posse contra a empresa que ocupava irregularmente o bem, alegando que as instalações foram construídas sobre o aterro próximo à cabeceira insular da ponte Hercílio Luz, a qual estava incluída, portanto, na área cedida pela União ao Estado.

Perícia realizada ao longo do processo comprovou que o imóvel em questão faz parte da área aterrada. Em primeiro grau, a decisão de 1995 foi favorável ao Estado. Ao analisar o recurso da empresa no ano de 2000, o Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC) manteve a decisão. Houve recurso ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) que ordenou, em 2015, um novo julgamento pelo TJSC para que todas as alegações da empresa fossem analisadas pelos desembargadores.

Em sessão na quinta-feira, 18, a Quarta Câmara de Direito Público finalizou o julgamento do recurso e manteve decisão favorável ao Estado, diante da comprovação de que as instalações da empresa foram construídas em área de aterro. Na avaliação dos julgadores, “a prova pericial produzida nos autos, concluiu que a área litigiosa foi aterrada nas obras da década de 70 e, portanto, não existia antes do aforamento realizado pelo Apelado”.

Em 2001, a União tornou sem efeito a cessão que havia feito ao Estado na década de 70 e a área passou novamente ao controle da Administração Pública federal. A alteração da posse foi um dos argumentos utilizados pela empresa para tentar desqualificar os pedidos do Estado na ação. No entanto, para o TJSC, houve o reconhecimento da pretensão de Santa Catarina de ser indenizada relativamente a todo período em que tinha o direito a utilizar a área, mas em que foi impedida de fazê-lo em decorrência da ocupação irregular do imóvel.

Processo 0051170-75.1995.8.24.0023

Informações adicionais para a imprensa:
Felipe Reis
Assessoria de Comunicação
Procuradoria-Geral do Estado
comunicacao@pge.sc.gov.br
(48) 3664-7650 / 3664-7834 / 99131-5941 / 98843-2430


Foto: Divulgação / SIE

A Secretaria de Estado da Infraestrutura e Mobilidade (SIE) informa que o cadastro de novos beneficiários para receber o passe livre para travessia do ferry boat entre Itajaí e Navegantes será realizado de 1º a 10 de julho.

 O cadastramento ocorrerá das 12h às 18h, no escritório da SIE, em Navegantes, localizado à Rua João Sacavem, 962. Os documentos necessários para realizar o cadastro estão listados neste link.

Desde março de 2020, quando as medidas de combate à Covid-19 foram determinadas pelo Governo do Estado, a atualização de dados e o recadastramento dos beneficiários estão sendo renovados automaticamente por mais seis meses. Sendo assim, não é necessário ir até o escritório para fazer a atualização. A renovação automática permanecerá no mês de junho e até que as atividades sejam retomadas integralmente.

Distribuição do passe livre de agosto

O passe livre referente ao mês de agosto para o ferry boat entre Navegantes e Itajaí será disponibilizado entre os dias 20 e 30 de julho. A retirada do benefício ocorrerá das 12h às 18h, no escritório localizado na Rua João Sacavem, 962, em Navegantes.

Mais informações para imprensa:
Patricia Zomer
Vanessa Pires
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Infraestrutura e Mobilidade
(48) 3664-2008 / 9-9995-8494
ascom.sie@gmail.com

A queda ou instabilidade dos serviços de energia elétrica, telefonia e internet por conta do ciclone extratropical que atinge o Estado desde a tarde de terça-feira, 30, afeta o calendário das atividades não presenciais da rede estadual de ensino. A Secretaria de Estado da Educação (SED) emitiu um informe extraordinário às 36 Coordenadorias Regionais de Educação (CRE) orientando sobre a atuação dos gestores escolares neste período.

Entre as principais determinações está a suspensão temporária do envio de atividades escolares não presenciais nas regiões afetadas, até o restabelecimento dos serviços mencionados.

Cada Coordenadoria deve gerenciar a situação localmente. “Estamos cientes do impacto do ciclone no acesso à eletricidade e à internet nas casas de muitos servidores, bem como das famílias de nossos estudantes, inclusive na estrutura física de suas residências, interferindo diretamente no acesso e na realização das atividades remotas pelos professores e alunos”, salienta a diretora de Ensino em exercício, Maria Tereza Hermes.

O fenômeno natural provocou ocorrências em, ao menos, 101 municípios. A informação é do balanço divulgado pela Defesa Civil no início da tarde desta quarta-feira, 1º de julho.

Atividades alteradas
O documento enviado às Coordenadorias Regionais de Educação nesta quarta-feira, 1º de julho, informou ainda a alteração em três atividades previstas:
1. Ampliação do prazo de preenchimento dos formulários diagnóstico das escolas, acerca do Retorno às Aulas Presenciais
2. Transferência da webconferência sobre Gestão Escolar, que seria realizada nesta quarta, para a próxima quarta-feira, 8 de julho.
3. Transferência de reuniões técnicas programadas pelas Gerências da SED para ocorrerem nesta semana para a seguinte.

Celesc trabalha para recompor a rede
A Celesc registrou o maior dano da história da rede elétrica, após a passagem do ciclone extratropical. No total, 1,5 milhão de unidades consumidoras do estado ficaram sem luz. A Celesc está trabalhando para recompor 90% do sistema até o final desta quarta-feira.

Comunicação
Os fortes ventos dificultam também a comunicação, já que muitas cidades estão sem sinal de telefone e internet ou sem luz. Por isso, é solicitado que a população se mantenha em local seguro e protegido, mantenha a calma e, se necessário, acione os Bombeiros pelo telefone 193.

Informações adicionais para imprensa:
Ana Paula Flores
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Educação – SED
Fone: (48) 3664-0353 
E-mail: imprensa@sed.sc.gov.br
www.sed.sc.gov.br


Foto: Ricardo Wolffenbüttel / Secom

O ciclone extratropical que atinge o Estado desde a tarde de terça-feira, 30, provocou ocorrências em ao menos 101 municípios. A informação é do balanço divulgado pela Defesa Civil no começo da tarde desta quarta-feira, 1º de julho. O mesmo documento informa que o Estado tem nove mortes confirmadas e outras duas pessoas desaparecidas por conta do evento climático.

As mortes foram de uma idosa em Chapecó, um homem em Santo Amaro da Imperatriz, três pessoas em Tijucas, Governador Celso Ramos (1), Ilhota (1), Itaiópolis (1) e Rio dos Cedros (1). Os desaparecimentos ocorreram em Tijucas e Brusque.

>>> Mais fotos na galeria 

O chefe da Defesa Civil, João Batista Cordeiro Júnior, está em Lages coordenando o trabalho de reparo dos danos em todo o Estado. Segundo ele, os órgãos governamentais estão irmanados em busca do atendimento às ocorrências. O Corpo de Bombeiros Militar está com mais de mil homens nas ruas, com o apoio de 380 viaturas. Mais de 1,6 atendimentos já foram realizados.

“Agora estamos fazendo levantamento dos danos. Todos os itens de assistência humanitária estãos endo ofertados pelo governo do estado”, observa Cordeiro Júnior.

No caso da Celesc, cerca de 1,3 mil funcionários trabalham para restabelecer a distribuição de energia. O trabalho envolve, principalmente, a retirada de material pesado que caiu sobre a rede e pode levar de dois a três dias em determinadas localidades. “Neste momento, as pessoas devem ficar em casa e não se aproximarem de locais próximos à rede elétrica para evitar acidentes”, orientou o diretor de Geração, Transmissão e Novos Negócios da Celesc, Pablo Cupani.

>>> Leia mais:

Ciclone em SC: Saiba como acessar os serviços do Governo do Estado
Governo do Estado atua para minimizar danos de ciclone extratropical em Santa Catarina

Mais informações para a imprensa:
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Comunicação - Secom
Governo de Santa Catarina
Fone: (48) 3665-3022
E-mail: imprensa@secom.sc.gov.br
Site: www.sc.gov.br

 
Foto: Ricardo Wolfenbuttel / Secom

A manhã desta quarta-feira, 1 de julho, ainda é de muito trabalho para as equipes da Celesc, nos reparos decorrentes da passagem do ciclone extratropical pelo Estado. Cerca de 1,3 mil funcionários trabalham para restabelecer a distribuição de energia para cerca de 750 mil unidades consumidoras que ainda estão sem luz. A previsão é recompor até 80% do sistema até o fim da manhã desta quarta-feira.

O trabalho envolve, principalmente, a retirada de material pesado que caiu sobre a rede e pode levar de dois a três dias em determinadas localidades. “Neste momento, as pessoas devem ficar em casa e não se aproximarem de locais próximos à rede elétrica para evitar acidentes”, orientou o diretor de Geração, Transmissão e Novos Negócios da Celesc, Pablo Cupani.

>> Mais fotos na galeria 

Registro de dano histórico

De acordo com informações da companhia, o ciclone extratropical provocou o maior registro de danos na rede elétrica da história, deixando 1,5 milhão de unidades consumidoras sem luz em todo o Estado. Árvores, postes e placas caíram sobre a rede elétrica e provocaram problemas graves na distribuição de energia.

“Embora a Celesc estivesse preparada para a passagem do ciclone com equipes de sobreaviso, os danos foram muito significativos”, disse Cupani.

Comunicação

Os fortes ventos também provocaram o rompimento de cabos de fibra ótica, o que impossibilitou a recomposição automática do sistema e a comunicação de consumidores com o call center da empresa. Esta situação dificultou ainda mais a identificação dos locais com problemas na rede de distribuição. A única forma de comunicação dos consumidores é através do aplicativo da Celesc.

>> Leia também:

Informações adicionais para imprensa:
Heda Wenzel
Assessoria de Comunicação
Centrais Elétricas de Santa Catarina S.A. - Celesc
E-mail: imprensa@celesc.com
(48) 3231-6226
Site: www.celesc.com.br


Foto: Julio Cavalheiro / Secom

As equipes do Governo do Estado atuam para minimizar os estragos causados pelo ciclone extratropical que atinge desde terça-feira, 30, todas as regiões de Santa Catarina.

Mais de mil bombeiros militares, com o apoio de 380 viaturas, estão trabalhando para atender ocorrências, em especial destelhamentos, quedas de árvores e placas. Já foram atendidas por volta de 1,6 mil ocorrências até a manhã desta quarta-feira.

>> Mais fotos na galeria

Neste momento, 300 equipes da Celesc trabalham para recuperar o sistema, mas a atuação exige retirada de material pesado das redes e a previsão é que seja estendido por alguns dias em determinadas localidades.

Os fortes ventos dificultam também a comunicação, já que muitas cidades estão sem sinal de telefone, internet e sem luz. Confira como está funcionando o atendimento do Governo do Estado na manhã desta quarta-feira e saiba como entrar em contato.

Corpo de Bombeiros Militar

Em caso de necessidade, a CBMSC pede à população que permaneça em local seguro, mantenha a calma e peça ajuda pelo telefone 193.

Defesa Civil

Caso sejam registrados danos e ocorrências, ligue para o 199. Para receber notificações de emergência da Defesa Civil SC, envie um SMS com o CEP para 40199.

Celesc

A única forma de comunicação dos consumidores é através do aplicativo Celesc, disponível na App Store e no Google Play. A orientação é para que as pessoas fiquem em casa e não se aproximem de locais próximos a rede elétrica para evitar acidentes.

Casan

As comunicações com a Companhia continuam prejudicadas. Alguns usuários conseguem contato com a Central de Atendimento 0800 643 0195, mas nem todos os telefones estão conseguindo completar a chamada.

Os serviços disponibilizados através do site estão fora do ar, como o Chat, o Fale Conosco e as solicitações de serviços a distância ou por agendamento.

As equipes permanecem trabalhando para colocar em operação os sistemas afetados pela falta de energia elétrica. As unidades de captação ou de tratamento estão afetadas, prejudicando o abastecimento em quase todas as regiões.

A orientação é reduzir o uso de água tratada nesse momento para que possa chegar ao maior número possível de usuários.

SCGás

As redes de distribuição não foram afetadas, portanto, o abastecimento de gás natural segue normalmente.

O telefone 0800.48.5050 retornou na manhã desta quarta-feira. Porém, a SCGás orienta que os contatos de emergência sejam feitas pelo website https://www.scgas.com.br/scgas/home/, por meio do Fale Conosco.

PMSC

Em caso de emergências, disque 190. Em caso de necessidade, o cidadão também pode recorrer ao aplicativo PMSC cidadão. O PMSC Cidadão permite ao usuário a possibilidade de acionar a Polícia Militar de forma mais rápida e efetiva, com envio dos dados do solicitante, da localização exata da ocorrência, fotos, vídeos e áudios sobre o incidente. Isso permitirá mais agilidade na comunicação e um maior detalhamento da ocorrência para auxiliar o policial no momento do atendimento.

Apenas durante o atendimento de uma emergência gerada pelo próprio cidadão é que ele será identificado e o seu dispositivo passará a ser rastreado pela Polícia Militar, gerando mais segurança e rapidez e evitando a realização de trotes. Durante um atendimento de emergência também é aberto um chat (canal de conversa) entre a central, o cidadão e a guarnição policial em campo.

Quando o cidadão não tiver internet em seu dispositivo móvel, o próprio aplicativo informa e cria um link direto para uma ligação com o 190 da Polícia Militar.

Para utilizar os serviços é necessário ter um dispositivo móvel com sistemas operacionais Android ou IOS.

IGP

O atendimento em algumas unidades do Instituto Geral de Perícias (IGP/SC) teve que ser suspenso em decorrência do ciclone. Por volta das 14h, as unidades que registram problemas com falta de luz e internet são: Rio do Sul, Porto união, Curitibanos, Videira, São Bento do Sul, Canoinhas, São Joaquim, Jaraguá do Sul, Sombrio,  Campos Novos, Balneário Camboriú e Mafra.

O IGP continuará o atendimento de forma remota e de sobreaviso para manter os serviços essenciais em funcionamento. Os casos de agendamento de carteira de identidade deverão ser remarcados. Cada unidade está tentando contato com as pessoas que tinham agendamento marcado para avisar sobre a nova data do atendimento.

No site do IGP também está disponível o e-mail de todos os postos de identificação para quem quiser entrar em contato e tirar dúvidas. O IGP ressalta que está tomando todas as medidas para normalizar o atendimento presencial em suas unidades.

>> Leia também:

Mais informações para a imprensa:
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Comunicação - Secom
Governo de Santa Catarina
Fone: (48) 3665-3022
E-mail: imprensa@secom.sc.gov.br
Site: www.sc.gov.br