Fotos: Bob Castro/Ministério do Turismo

Florianópolis será sede de um dos principais eventos de inovação do turismo mundial. Em abril de 2020, o Wakalua, hub de inovação da Organização Mundial do Turismo (OMT), será realizado na capital catarinense com a Competição Nacional de Startups de Turismo, além do fórum especializado Tourism Tech Adventures (TTA). Nesta terça-feira, 3, o anúncio foi realizado no lançamento da Semana Nacional do Turismo, em Belo Horizonte, com a presença da especialista em Transformação e Inovação Digital da OMT, Natália Bayona, do ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, da presidente da Agência de Desenvolvimento de Turismo de Santa Catarina (Santur), Flavia Didomenico, e do diretor do Wakalua, Eduardo Lorea.

“A vinda do Wakalua é muito importante, já que esse é o principal hub de inovação para o turismo. Esse evento iria para a Colômbia, mas fomos até Madri para fazer essa negociação, e o Brasil merece esse evento. É fundamental para trazermos soluções tecnológicas e de inovação para o turismo brasileiro e do Mercosul”, destacou o ministro Marcelo Antônio.

>> Mais fotos disponíveis na galeria

Com sede em Madri, na Espanha, o Wakalua foi criado em 2019 e é o primeiro hub de inovação em turismo, que promove ações público-privadas em diversas regiões do mundo. Durante a primeira competição global de startups de turismo, em 2018, participaram projetos de 133 países.

“A gente sabe da importância para o Brasil desse tipo de iniciativa, e Santa Catarina tem como missão ser o estado mais inovador do país. Por isso, recebemos de forma ágil esse evento junto ao Ministério e à OMT, porque entendemos que o turismo será fortalecido não somente em Santa Catarina, mas em todo o país”, afirmou a presidente da Santur, Flavia Didomenico. “Nós precisamos desse tipo de parceria com a OMT para que possamos criar esse ecossistema de forma nacional. Que o Brasil seja a sede desse hub tão esperado para despertarmos ainda mais para o turismo”, acrescentou.

Ecossistema de inovação pesa a favor de Florianópolis

Florianópolis desbancou outras capitais brasileiras para receber a UNWTO Tourism Startup Competition e também o Tourism Tech Adventures (TTA), um fórum que reúne autoridades governamentais da América do Sul e também especialistas em tecnologia e inovações. Além do potencial turístico da região, o ecossistema de tecnologia e inovação que é referência nacional também contou pontos para a atração do evento.

“Estar hoje no Brasil é uma honra. Hoje é um dia muito especial. Estamos aqui pela inovação e a transformação, as nossas prioridades para um turismo econômico e sustentável. Florianópolis será uma sede muito especial e queremos criar um ecossistema comprometido para trabalhar de forma conjunta os setores envolvidos no turismo”, disse a representante da OMT, Natália Bayona.

O Wakalua atua com três programas principais: a transformação digital para o turismo, o impulso do ecossistema de inovação para o setor e também a conexão estratégica para o investimento em startups.

“Vamos fazer uma competição dedicada ao Brasil para que todos com interesse nesse assunto possam apresentar as suas iniciativas. Essa competição inicia em abril, em Florianópolis, e terá o seu final em julho, em Belo Horizonte. É uma felicidade muito grande trazer essa experiência para o Brasil”, falou Eduardo Lorea, diretor do Wakalua.

Ainda para 2020, a OMT deve definir a implantação do Wakalua no Brasil, incluindo o local para instalação da sede do hub e seu programa de atividades, no segundo semestre.

Informações adicionais para a imprensa:
Renan Koerich
Assessoria de Imprensa
Agência de Desenvolvimento do Turismo de Santa Catarina - Santur
E-mail: renan@santur.sc.gov.br
Fone: (48) 3665- 7480​ / (48) 9-9959-8096
Site: www.turismo.sc.gov.br 



Está aberta até 15 de dezembro a votação popular dos destaques no turismo catarinense que concorrem ao título Beto Carrero de Excelência no Turismo de 2019. A premiação é organizada pelo Governo do Estado, por meio da Agência de Desenvolvimento do Turismo de SC (Santur) e apoio do Beto Carrero World.

A finalidade do título é homenagear pessoas e instituições que tenham contribuído de forma relevante para a divulgação e o desenvolvimento da atividade turística catarinense. Para a presidente da Santur, Flavia Didomenico, trata-se de um importante reconhecimento para as boas práticas na área de turismo. “Fortalece a atividade, ao mesmo tempo em que permite visibilidade e promoção turística do Estado de Santa Catarina”. 

Os finalistas foram escolhidos pelo Conselho Estadual de Turismo (CET), por votação secreta em uma plataforma online, a partir das indicações feitas pelas Instâncias de Governança Regional (IGRs) do turismo catarinense. Quatro categorias recebem a honraria: uma personalidade; um município; um empreendimento e um evento de destaque no turismo catarinense. 

Para votar, basta acessar o site. A partir da votação popular, o candidato que receber mais votos em cada categoria será agraciado com o troféu Beto Carrero de Excelência no Turismo. Serão conferidas menções honrosas ao segundo e terceiro finalista mais votado. Todos serão conhecidos em uma cerimônia que será realizada no dia 20 de dezembro, no Beto Carrero World, em Penha.

Criada em 2008, a premiação teve alterações no ano passado com a inclusão de uma nova categoria, ampliando para quatro o número de homenageados. Além disso, o processo de votação foi modificado, buscando democratizar e descentralizar a escolha dos concorrentes e possibilitando a participação das 13 IGRs do turismo de Santa Catarina. Neste ano, a recém-criada região Caminhos do Contestado optou por abster-se das indicações. 

Informações adicionais para a imprensa:
Renan Koerich
Assessoria de Imprensa
Agência de Desenvolvimento do Turismo de Santa Catarina - Santur
E-mail: renan@santur.sc.gov.br
Fone: (48) 3665- 7480​ / (48) 9-9959-8096
Site: www.turismo.sc.gov.br 

 Fotos: Saul Oliveira/Santur

Na tarde desta terça-feira, 26, foi realizada a entrega oficial dos certificados do Programa Bandeira Azul para os 10 catarinenses contemplados com o selo na temporada 2019-2020. A Agência de Desenvolvimento do Turismo de Santa Catarina (Santur), por meio do Grupo de Trabalho de Turismo Náutico, realizou a solenidade na Capitania dos Portos, região continental de Florianópolis. Unidade federativa com mais qualificações, o Estado detém 50% das honrarias de todo o Brasil. 

Sete praias, uma lagoa, uma marina e um iate clube do estado receberam o certificado do Júri Internacional do Programa e poderão hastear as bandeiras do selo socioambiental, que garante informação para visitantes, qualidade da água e educação ambiental. Florianópolis, Governador Celso Ramos, Balneário Camboriú, Balneário Piçarras, Bombinhas e São Francisco do Sul são as cidades com locais aprovados.

Com 10 das 20 certificações concedidas em todo Brasil, Santa Catarina demonstra mais uma vez seu diferencial turístico e ambiental. Para a presidente da Santur, Flavia Didomenico, um resultado a ser comemorado e para servir de exemplo: "É uma honra para nosso Estado essa conquista. Desejamos que essa iniciativa seja consolidada e que estimule outros municípios a alcançarem a honraria".

Flavia acredita que a ampliação do selo no Estado reforça a imagem positiva das praias e balneários catarinenses - na temporada 2018/2019 foram nove locais eleitos no estado: “A Bandeira reflete o compromisso cada vez maior dos municípios com a sustentabilidade ambiental e respeito aos usuários neste locais, sejam residentes ou visitantes”, completa.

Caráter transversal

O presidente do Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina (IMA), Venâncio Valdez, destacou o caráter transversal do Programa: "Trata-se de uma iniciativa que une sociedade, economia do turismo e o meio ambiente em prol da educação e de uma gestão ambiental responsável".

A coordenadora nacional do Programa, Leana Bernardi, comenta o diferencial dos locais eleitos: "Ter a bandeira hasteada é um sinal para o usuário de que aquelas praias e equipamentos seguem critérios como a qualidade de água, sinalização adequada, acessibilidade para deficientes, gestão ambiental, saneamento, entre outros". Na América do Sul, além do Brasil, a Colômbia também ingressou no programa, com quatro praias certificadas.

Bandeira Azul

O Programa Bandeira Azul é um selo de caráter socioambiental reconhecido em todo o mundo e que avalia itens como qualidade do mar, cuidados com meio ambiente e ações de sustentabilidade ambiental. O continente europeu detém 70% dos certificados do mundo, com cerca de 4.500 praias, marinas e operadores turísticos. O Programa foi criado pela FEE – Foundation for Environmental Education, uma instituição internacional representantes de vários países. No Brasil, o operador nacional do Programa é o IAR – Instituto Ambientes em Rede. 

O principal objetivo é elevar o grau de participação e conscientização da sociedade e gestores públicos quanto à necessidade de se proteger os ambientes marinho/costeiro e lacustre, incentivando a realização de ações que conduzam à resolução dos problemas existentes na busca da qualidade e proteção ambiental.

 Praia do Estaleiro, em Balneário Camboriú, é uma das certificadas

Certificações de Santa Catarina 2019/2020

- Lagoa do Peri, Florianópolis
- Praia Grande, Governador Celso Ramos
- Praia do Estaleiro, Balneário Camboriú
- Praia do Estaleirinho, Balneário Camboriú
- Praia de Piçarras, Balneário Piçarras
- Praia de Quatro Ilhas, Bombinhas
- Praia de Mariscal, Bombinhas
- Praia da Saudade (Prainha), São Francisco do Sul
- Iate Clube de Santa Catarina – Veleiros da Ilha (Centro), Florianópolis
- Marina Tedesco, Balneário Camboriú 

Júri Internacional

A concessão do selo é definida por uma comissão composta pela FEE; United Nations Environment (UNE); United Nations World Tourism Organization (UNWTO); World Health Organization (WHO); International Union for Conservation of Nature (IUCN); European Union for Coastal Conservation (EUCC ); International Lifesaving Federation (ILS); International Council of Marine Industry Associations (ICOMIA); European Environment Agency (EEA); United Nations Educational, Scientific and Cultural Organization (UNESCO); World Cetacean Alliance (WCA) e European Network for Accessible Tourism (ENAT).

Informações adicionais para a imprensa:
Renan Koerich
Assessoria de Imprensa
Agência de Desenvolvimento do Turismo de Santa Catarina - Santur
E-mail: renan@santur.sc.gov.br
Fone: (48) 3665- 7480​ / (48) 9-9959-8096
Site: www.turismo.sc.gov.br 




Foto: Julio Cavalheiro / Arquivo / Secom

A concessão do Centro de Eventos de Balneário Camboriú pelo prazo de 20 anos foi autorizada nesta sexta-feira, 8. O decreto assinado pelo governador de Santa Catarina, Carlos Moisés, conclui mais uma etapa do processo, que vem sendo tratado como uma das prioridades na área do turismo. A próxima etapa é o lançamento da concorrência pública de seleção da empresa responsável pela gestão.

A presidente da Agência de Desenvolvimento do Turismo de SC (Santur), Flávia Didomenico, destaca que o decreto atende ao estudo que apontou o melhor modelo de concessão para o espaço. “De acordo com esse estudo, o ideal seria a conceder a gestão do local pelo período de 20 anos, e não por 30 anos, como previa o anterior”, explica.

De acordo com o decreto, o Centro de Eventos será destinado à realização de feiras, congressos, convenções, seminários e eventos do gênero. Também estabelece quais são as fontes de receita permitidas à concessionária, decorrentes do uso do local para estes fins.

Após a publicação do decreto no Diário Oficial, a documentação será encaminhada ao Tribunal de Contas do Estado (TCE) que tem prazo de até 60 dias para análise e manifestação. Posteriormente a Santur lançará o edital de concorrência pública para seleção da empresa que se responsabilizará pela gestão. “A Santur, integrada a outros órgãos do governo, vence mais esta etapa para em breve iniciar o processo licitatório e ter o Centro de Eventos funcionando em um curto espaço de tempo”, destaca Flávia Didomenico.

Reta final

O cronograma da entrega das obras está dentro do previsto pelo Governo do Estado e também pela SCPar. O estipulado pela Comissão de Licitação da Santur é que os últimos ajustes nos processos licitatórios para obras nos espaços que envolvem os elevadores, as divisórias e também a climatização sejam concluídos até o final de dezembro.

Ainda dentro do previsto, o Centro de Eventos de Balneário Camboriú deverá estar em pleno funcionamento no segundo semestre de 2020. Portanto, os eventos estão sendo pré-agendados com datas somente a partir do mês de julho.

Informações adicionais para a imprensa:
Ana Paula Flores
Assessoria de Imprensa 
Agência de Desenvolvimento do Turismo de Santa Catarina - Santur 
E-mail: imprensa@santur.sc.gov.br
Fone: (48) 3665- 7480​ / (48) 98844-1240
Site: www.turismo.sc.gov.br

 
Imagem: Ascom/Santur

O Mapa do Turismo de Santa Catarina foi atualizado pela Agência de Desenvolvimento do Turismo de SC (Santur). O arquivo, validado pelas Instâncias de Governança Regionais de Turismo (IGRs), pode ser acessado em três idiomas, em diferentes formatos. O documento conta ainda com ícones que destacam os principais segmentos de cada região, facilitando assim a identificação do público pelas atividades de interesse, como ecoturismo, enoturismo e turismo religioso.  

A atualização do Mapa ocorre após a aprovação, pelo Ministério do Turismo (MTur), da criação do Vale dos Imigrantes, no Meio-Oeste catarinense. Com isso, Santa Catarina passa a ter 13 regiões turísticas. O estado ainda conta com 177 municípios cadastrados no Mapa do Turismo Brasileiro 2019.

Criado a partir de um desmembramento, o Vale dos Imigrantes reúne 25 municípios. Para isso, o Vale do Contestado teve seu nome alterado para Caminhos do Contestado, que agora reúne Itaiópolis, Mafra, Major Vieira e Porto União - quatro cidades com histórias ligadas à guerra homônima, entre 1912 e 1916, envolvendo Santa Catarina e Paraná. 

“Com essa ação, a Santur busca fomentar o processo de fortalecimento das políticas públicas de turismo no Estado”, afirma a presidente da Santur, Flavia Didomenico. 

O processo de atualização do Mapa do Turismo em Santa Catarina é de responsabilidade da Gerência de Políticas Públicas (Gepot) da Santur, com apoio da Gerência de Marketing Digital (Gemad). Os municípios que compõem o Mapa são indicados pelos órgãos estaduais em conjunto com as instâncias de governança regional e categorizados a partir de critérios do MTur.

O Mapa está vinculado ao Programa de Regionalização do Turismo e orienta a atuação do MTur no desenvolvimento das políticas públicas. Ele é atualizado a cada dois anos. Para integrar o Mapa, as cidades tiveram que atender alguns critérios e compromissos, entre eles a participação em instância de governança regional (IGR) e possuir Conselho Municipal de Turismo (COMTUR) atuante.

Consulta e download

O novo Mapa do Turismo de Santa Catarina está disponível para consulta e download em alta resolução no site da Santur em duas versões (completa e simplificada), diferentes formatos e ainda nos idiomas português, inglês e espanhol.

Informações adicionais para a imprensa:
Ana Paula Flores
Assessoria de Imprensa 
Agência de Desenvolvimento do Turismo de Santa Catarina - Santur 
E-mail:
imprensa@santur.sc.gov.br
Fone: (48) 3665- 7480​ / (48) 98844-1240
Site: www.turismo.sc.gov.br



Edição de 2018 em Itajaí - Foto: Pedro Martinez / The Ocean Race

Itajaí será a única parada da América Latina da maior regata de volta ao mundo, a The Ocean Race. A competição deve chegar à cidade no primeiro semestre de 2022 e é a quarta quarta vez consecutiva que ela passa pelo município catarinense. O anúncio oficial foi feito nesta quarta-feira, 16, em coletiva de imprensa, que reuniu a presidente da Agência de Desenvolvimento do Turismo de Santa Catarina (Santur), Flavia Didomenico, o prefeito de Itajaí, Volnei Morastoni e o presidente da Amfri, Fabricio Oliveira.

A expectativa é repetir o sucesso de público de edições anteriores, que registrou mais de 440 mil pessoas na Vila da Regata só em 2018.

“É fantástico voltar a Itajaí após três paradas bem-sucedidas nas edições anteriores”, afirma Richard Brisius, presidente da The Ocean Race. “Em 2018, ver a resposta da torcida local à velejadora Martine Grael foi um lembrete poderoso do que esse esporte significa para nossos fãs no Brasil”.

Esta será a 11ª vez que o Brasil recebe os barcos da regata, que chega em sua 14ª edição. O município catarinense venceu a disputa com São Sebastião (SP).

“O anúncio é uma conquista suada, não foi fácil chegar até aqui. Quero parabenizar Itajaí e dizer que o Governo do Estado está comprometido com o evento. Sabemos do retorno financeiro da The Ocean Race para Santa Catarina, mas também dos benefícios sociais, ambientais e no desenvolvimento econômico - afirma a presidente Santur, Flavia Didomenico.


Foto: Saul Oliveira / Santur 

O prefeito de Itajaí conta que pesaram a favor da cidade o sucesso das últimas três paradas realizadas em 2012, 2015 e 2018, além do carinho do povo itajaiense com os velejadores e a organização da etapa, considerada a mais difícil da competição.

“ É uma alegria e um orgulho para nossa cidade receber novamente a The Ocean Race. Isso consolida Itajaí como Polo Náutico do Brasil, fortalecendo a economia do mar e o turismo de toda região. Além disso, é um evento que leva o nome de Santa Catarina e do Brasil para o pódio mundial”, ressalta Morastoni. 

Novidades

Uma das novidades da edição 2021-2022 é o maior envolvimento do Governo do Estado na organização do evento. Desta vez, a parada carregará o nome do estado e passa a se chamar Santa Catarina Itajaí Host City. A divulgação do Estado como destino turístico também será reforçada durante a regata, além de outras contrapartidas ambientais e esportiva.

Impactos econômicos

A última edição da The Ocean Race, nova identidade da Volvo Ocean Race, teve mais de R$ 83 milhões de impacto econômico em Santa Catarina – 28% a mais do que a parada de 2015. Ao todo, 75% desse montante ficou em Itajaí e região. O governo estadual arrecadou mais de R$ 5 milhões em impostos.


Edição 2018 em Itajaí - Foto: Divulgação / The Ocean Race 

O setor hoteleiro do município foi o maior impactado, lucrando em torno de R$ 5 milhões com a disputa. A vinda da regata internacional também fez com que a rede hoteleira de Itajaí triplicasse o número de leitos para atendimento aos visitantes.

“Os benefícios desse evento vão além do turismo, por isso trabalhamos para trazê-lo de volta a Itajaí. A cada parada conseguimos evoluir na organização e tenho certeza que entregaremos uma edição ainda melhor que a última”, comenta o secretário de Turismo e Eventos de Itajaí e presidente da Itajaí Stopover em 2018, Evandro Neiva.

Duas classes de barcos

A edição 2021-2022 da The Ocean Race terá duas classes de barcos pela primeira vez em 25 anos. A novidade é a classe IMOCA 60, menor e de alto rendimento, que disputa o troféu The Ocean Race. Os monotipos VO65, que competiram nas últimas edições, continuam, mas agora lutarão pelo troféu Ocean Challenge. O resultado disso será uma regata mais rápida, mais extrema e mais difícil de ganhar.

A largada da maior regata de volta ao mundo será em Alicante, na Espanha, no segundo semestre de 2021. A chegada dos barcos ocorrerá em Gênova, na Itália, em junho de 2022, após nove paradas. As cidades já confirmadas são: Alicante, Aarhus (Dinamarca), Haia (Holanda), Mindelo/Ilha de São Vicente (Cabo Verde), Gênova e Itajaí.

Texto: Com informações de Itajaí e da Amfri

Informações adicionais para a imprensa:
Renan Koerich
Assessoria de Imprensa
Agência de Desenvolvimento do Turismo de Santa Catarina - Santur
E-mail: renan@santur.sc.gov.br
Fone: (48) 3665- 7480​ / (48) 9-9959-8096
Site: www.turismo.sc.gov.br 




Fotos: Julio Cavalheiro/Secom

Está oficialmente aberta a 36ª edição da Oktoberfest. O tradicional desfile pela Rua XV de Novembro e a sangria do primeiro barril no Parque Vila Germânica marcaram o início das festividades em Blumenau na noite desta quarta-feira, 9. O governador Carlos Moisés participou da abertura ao desfilar na Planetapeia pela Rua XV de Novembro. A vice-governadora Daniela Reinehr e o chefe da Casa Civil, Douglas Borba, também acompanharam as celebrações. 

A 36ª edição da Oktoberfest deve reunir aproximadamente 600 mil pessoas de todas as regiões do Brasil até o dia 27 de outubro na maior cidade do Vale do Itajaí. Segundo o governador Carlos Moisés, trata-se de uma oportunidade para celebrar as tradições germânicas, mas também a resiliência do povo blumenauense. 

::: Veja a galeria de fotos da abertura da 36ª edição da Oktoberfest

“Hoje é um dia de celebrar a vida. O blumenauense é um povo que se reconstrói a cada dia e acolhe bem a todos os visitantes. Viemos aqui também para deixar a mensagem que o Governo do Estado não esquecerá de vocês”, discursou Carlos Moisés na solenidade de abertura. 

A vice-governadora Daniela Reinehr aproveitou a oportunidade para convidar catarinenses e brasileiros para que prestigiem não apenas a Oktoberfest, mas todas as festas de outubro em Santa Catarina: “Estar aqui é uma felicidade muito grande. Santa Catarina é um Estado que acolhe muito bem os seus visitantes e isso fica claro aqui. Eu conclamo todos que nunca vieram: conheçam Santa Catarina. Não irão se arrepender”. 

Na edição deste ano, o tema é: uma festa tipicamente alemã com a diversão tipicamente brasileira. Na avaliação da presidente da Santur, Flavia Didomenico, a expectativa é que Santa Catarina receba até 20% a mais de visitantes em outubro deste ano na comparação com o mesmo mês de 2018. 

“Essas festas são importantes não apenas pela tradição, mas também pelo lado econômico. Elas geram um movimento que aquece toda uma cadeia”, disse a presidente da Santur.

Informações adicionais para imprensa:
Leonardo Gorges
Assessoria de Imprensa
Secretaria Executiva de Comunicação - SECom
E-mail: leonardogorges@secom.sc.gov.br 
Fone: (48) 3665-3045
Site: www.sc.gov.br 

 


Oktoberfest em Blumenau - Foto: Makito / Arquivo / Santur

Em outubro, Santa Catarina transforma-se no mais animado destino turístico do Brasil. Em diferentes cidades do Estado são realizadas festas típicas nas quais as danças, as músicas, as comidas típicas e o chope mantêm vivas as tradições herdadas dos imigrantes alemães, italianos, portugueses, açorianos, austríacos, entre outras etnias que formaram a cultura do povo catarinense. 

“As Festas de Outubro representam a alegria, a hospitalidade e a diversidade das tradições culturais do povo catarinense, além de movimentar a economia do Estado por meio do turismo”, define a presidente da Agência de Desenvolvimento do Turismo em Santa Catarina (Santur), Flavia Didomenico.

A maior de todas as festas, a Oktoberfest, de Blumenau, no Vale Europeu, começa no dia 9 de outubro e vai até o dia 27. A celebração da cultura alemã teve início com o propósito de animar os moradores locais, abalados por duas grandes enchentes, em 1983 e 1984. Depois de três edições, a  festa alemã estava consolidada e, a partir de 1987, ganhou fama nacional, passando a receber turistas dos quatro cantos do Brasil. 

O sucesso da festança em Blumenau foi o ponto de partida para a criação de outros eventos do gênero em cidades próximas e que, pela organização e interesse despertado na população local e nos turistas, permitiram consolidar um verdadeiro circuito das Festas de Outubro em Santa Catarina. 

O circuito das Festas de Outubro de Santa Catarina reúne neste ano 10 festejos culturais consolidados, em diferentes regiões turísticas. Além da Oktoberfest de Blumenau, também há a Oktober de Itapiranga, município próximo da fronteira com a Argentina, com início no dia 5. Entre outras festividades que integram o mês estão: a Fenarreco, em Brusque, e a Festa do Imigrante, em Timbó. 

Na região Costa Verde & Mar é realizada a Marejada, em Itajaí. Joinville realiza a sua Bierville. Enquanto que, no Vale dos Imigrantes, Meio-Oeste, ocorre  a Tirolerfest, em Treze Tílias. Cunha Porã é sede da Kerbfest. Na região dos Encantos do Sul, festeja-se a Heimatfest, em Forquilhinha e a Festa do Produto Colonial, em São Martinho. 

Os festejos atraem públicos de diferentes gerações reunindo toda a família. São jovens, adultos, crianças e idosos que se divertem com as músicas, as danças, os pratos típicos e as tradições dos antepassados que migraram para as terras catarinenses. A Santur programou abaixo um roteiro para que os moradores e turistas possam conhecer e se organizar para curtir ao máximo o circuito da Festas de Outubro de 2019 em Santa Catarina:

86ª Tirolerfest - Treze Tílias (10 a 13/10/2019)

Site: https://www.tirolerfest.com.br/site/

Em 2019 a população vai comemorar os 86 anos da imigração austríaca na cidade. Durante os dias do evento, a cidade celebrará a cultura do país europeu por meio da música, gastronomia, desfiles, dança e muito chope. A festa também contará com exposição e venda de artesanatos, produtos locais e esculturas. O evento é realizado no Parque de Exposições Johann Otto Küng.

41ª Oktoberfest - Itapiranga (5 e 20 e 10 a 13/10/2019)

Site: https://turismo.itapiranga.sc.gov.br/eventos/detalhes/codItem/68655

Uma das maiores festas germânicas de Santa Catarina será realizada dias 5 e 20 de outubro na Linha Presidente Becker, o Berço Nacional da Oktoberfest, e entre 10 e 13 de outubro, em Itapiranga. A programação que, tradicionalmente busca evidenciar a cultura germânica, apresentará o tradicional desfile de carros alegóricos, mostrando a cultura dos pioneiros ainda preservada, a evolução histórica da comunidade de Linha Presidente Becker e do município de Itapiranga. 


Foto: Divulgação / Oktoberfest Itapiranga

Também haverá apresentação de grupos folclóricos com danças típicas, concurso de tiro ao alvo, bandinhas de músicas típicas, shows do Clube de Patinação, entre outras atrações. Na festa são servidos variados pratos alemães como Eisbein (joelho de suíno); Sauerkrat (chucrute); Spritz Wurst (linguiça) e no café alemão: Frankfurter Kranz; Sahne-Quarktorte (torta de requeijão) Nusstorte (torta de amendoin); Obstkuchen (cucas de frutas); Buttercremetorte (torta de manteiga) e Käse Kuchen (cuca de requeijão).

36ª Oktoberfest - Blumenau (9 a 27/10/2019)

Site: http://oktoberfestblumenau.com.br/ 

A Oktoberfest de Blumenau é a segunda maior festa da cerveja do mundo, ficando atrás apenas da de Munique, na Alemanha, na qual foi inspirada. A versão brasileira tem mais de 450 horas de música, recebendo turistas de todo o país e do exterior. Há apresentações de bandas típicas, algumas vindas especialmente da Alemanha. Ela ocorre na Vila Germânica, o Parque da Oktoberfest. 


Foto: Divulgação / Oktoberfest Blumenau 

Nos sete desfiles programados para acontecer na Rua XV de Novembro, uma das principais da cidade, o espetáculo fica por conta do Bierwagen (carro da cerveja) distribuindo chope pelas ruas; da realeza da festa, formada pela rainha e duas princesas, da música das bandinhas típicas em cada esquina.

34ª Fenarreco - Brusque (10 a 20/10/2019)

Site: https://fenarreco.tur.br/

Os moradores de Brusque criaram a Fenarreco em 1986, festa que tem como atrativo principal um prato muito apreciado entre os descendentes de alemães do Vale do Itajaí: o “Ente mit Rotkohl”, traduzindo, marreco recheado com repolho roxo. A iguaria é degustada com purê de batatas, chucrute, molhos fortes e um bom caneco de chope. Também há outras opções de pratos tradicionais da Alemanha.

São feitas brincadeiras tradicionais, como o chope em metro, corrida do tamanco, serra-serrador e corrida do saco. 


33ª Marejada - Itajaí (8 a 20/10/2019)

Site: https://itajai.sc.gov.br/noticias/29/marejada

A Marejada reforça a identidade peixeira com destaque para a gastronomia típica do litoral catarinense. Com mais de 100 atrações musicais da região, a festa chega à 33ª edição repleta de novidades. A aposta na sustentabilidade é outro diferencial com a redução do consumo de plásticos e ações de conscientização. 

As atrações musicais buscam valorizar os talentos locais. No repertório estão opções para todos os gostos, como pop, rock, samba, hip hop, sertanejo, choro, forró, pagode, reggae, jazz, música brasileira e os tradicionais fados portugueses.

Durante 12 dias de programação gratuita, o público poderá curtir mais de 40 opções gastronômicas preparadas por 10 restaurantes. Neste ano, a Marejada também abre espaço para as cervejarias artesanais de Itajaí. 


29ª Festa do Imigrante - Timbó (4 a 6 e 10 a 13/10/2019)

Site: https://festadoimigrante.com.br/

A Festa do Imigrante teve início nas comemorações do aniversário de colonização do município de Timbó, fundado em 12 de outubro de 1869 e, a partir daí, o festejo vem preservando e resgatando as tradições dos colonizadores locais. No evento, há bailes, danças folclóricas, desfiles típicos, apresentações musicais, esportivas e recreativas, além da gastronomia típica alemã, italiana e brasileira. Diversificadas são as bandas, shows e gastronomia que animam as noites no Pavilhão de Eventos “Henry Paul” e no Pavilhão Cultural.


26ª Festa do Produto Colonial - São Martinho (25 a 27/10/2019)

Site: http://turismo.sc.gov.br/evento/26a-festa-do-produto-colonial/

A Festa do Produto Colonial é realizada no Parque do Produto Colonial de São Martinho e tem o objetivo de preservar e cultivar a tradição alemã, promovendo a integração entre todas as comunidades e principalmente a divulgação do município e dos produtos coloniais dos agricultores.


24ª Kerbfest - Cunha Porã (11 a 13/10/2019)

Site: http://www.kerbcunhapora.com.br

Seis bandas típicas de todo o Estado estarão presentes na 24ª edição da Kerbfest, que conta ainda com desfiles culturais e atrações para a terceira idade.


9ª Heimatfest - Forquilhinha (10 a 13/10/2019)

Site: http://turismo.sc.gov.br/evento/ix-heimatfest/

Conhecida como a “cidade mais alemã do Sul de Santa Catarina”, Forquilhinha deu início a Heimatfest para que as tradições culturais, a gastronomia e o acervo histórico dos colonizadores responsáveis pela formação do município fossem valorizados e preservados. Como os alemães foram os pioneiros, a festa ganhou esse título alemão, mas a tradição de diferentes povos é celebrada na Heimatfest, que significa Festa das Origens. 

Realizada a cada dois anos, a festa incorpora o sentido étnico e festivo, para mostrar a turistas e visitantes suas etnias, seus costumes, gastronomia típica, com muito chope e várias atrações, entre elas desfiles histórico-culturais, apresentações e festivais folclóricos, apresentações artísticas e musicais. Além de atrações locais e regionais também haverá nesta edição três shows nacionais: Nenhum de Nós, Marcos e Belutti e Maiara e Maraisa. 

6º Festival do Camarão - Porto Belo (10 a 13/10/2019)

Site: https://www.facebook.com/festivaldocamaraodeportobelo/ 

A 6ª edição do evento contará com três shows nacionais gratuitos: do cantor de pagode Xande de Pilares e das duplas sertanejas César Menotti e Fabiano, e João Bosco e Vinícius, além, de atrações regionais e locais que se apresentam na Praça da Bandeira.

Buscando reforçar a preservação do meio ambiente, o Festival utilizará copos biodegradáveis para as bebidas. Além disso, haverá uma campanha para incentivar a limpeza do ambiente e aumentar a quantidade de material enviado para reciclagem. A cada 30 copos recolhidos e entregues para a organização, o participante ganhará um chope de 300 ml.


5ª Bierville - Joinville (11 a 13/10/2019)

Site: http://turismo.sc.gov.br/evento/26a-festa-do-produto-colonial/

Inspirada na boa cerveja e na cultura germânica, a Bierville, de Joinville, chega à sua quinta edição. A festa reúne mais de 120 rótulos de cerveja artesanal e acontece nos dias 11, 12 e 13 de outubro, no Centro de Convenções Expoville. O evento oferece apresentações folclóricas, bandas, expositores de cerveja, gastronomia e espaço para as crianças. Uma novidade desta edição é a utilização do copo retornável, para o consumo das bebidas.

Informações adicionais para a imprensa:
Ana Paula Flores
Assessoria de Imprensa 
Agência de Desenvolvimento do Turismo de Santa Catarina - Santur 
E-mail: imprensa@santur.sc.gov.br
Fone: (48) 3665- 7480​ / (48) 98844-1240
Site: www.turismo.sc.gov.br


Foto: Julio Cavalheiro / Arquivo / Secom

A hospitalidade é um dos itens mais bem avaliados pelos turistas internacionais que visitaram Santa Catarina em 2018, quando 99% dos visitantes estrangeiros aprovaram a receptividade e a atenção dos catarinenses. É o que aponta o Estudo de Demanda Turística Internacional, pesquisa encomendada pelo Ministério do Turismo (MTur) à Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe). A boa notícia é mais uma razão para celebrar o Dia Mundial do Turismo, neste 27.

A pesquisa do MTur ouviu cerca de 39 mil turistas de outras nacionalidades ao longo de 2018 em todo Brasil. Outro dado que comprova a boa avaliação é o índice de fidelização ao destino e a intenção de retorno: 79,1% dos entrevistados já havia visitado Santa Catarina anteriormente e 92,1% declararam que pretendem retornar. Em relação ao nível de satisfação com a viagem, 94,5% tiveram as expectativas superadas ou atendidas plenamente.

Quatro cidades de Santa Catarina estão entre as 10 mais visitadas pelos estrangeiros: Florianópolis, Bombinhas, Balneário Camboriú e Itapema. Além de estar em destaque no ranking da pesquisa, os quatro municípios integram a categoria A do Mapa do Turismo Brasileiro 2019. Esse estrato representa os municípios com maior fluxo turístico e número de empregos e estabelecimentos no setor de hospedagem. A categorização é um instrumento do Ministério  para identificação do desempenho da economia do turismo das cidades que integram o Mapa.

A Capital do Estado foi a segunda cidade brasileira mais visitada em 2018, ficando atrás apenas do Rio de Janeiro. 

Detalhes

No quesito composição do grupo turístico, 68,8% viajou em família e, dentre os tipos de hospedagem utilizadas, as casas alugadas atingiu um índice de 54%, seguido por hotel, flat ou pousada, com 32,5% das escolhas. Os turistas que vieram a lazer, eventos ou negócios permaneceram, em média, dez dias em território catarinense.

“Queremos, além de receber bem, qualificar o turista, com maior tempo de permanência no Estado, renda e gastos na economia local. As empresas aéreas de baixo custo já estão começando a atuar no país e podem auxiliar nisso - afinal, quanto menor o gasto com passagens aéreas, mais recursos o turista dispõe para desfrutar dos atrativos”, destaca a presidente da Agência de Desenvolvimento do Turismo em Santa Catarina (Santur), Flavia Didomenico.

Apesar da crise econômica, a Argentina continua sendo o país que mais envia visitantes ao estado, seguida do Paraguai e do Uruguai. O Chile aparece em quarto lugar como um dos maiores emissores de turistas para Santa Catarina. Os Estados Unidos e os países europeus aparecem na sequência. A internet foi a principal fonte de informação na busca por SC, com 66,3%, seguida de dicas de amigos e parentes para 28,3% dos entrevistados.

O estudo também identificou que o lazer é a principal razão da procura para 90,1% dos entrevistados, e 95,1% deles veio em busca de sol e praia. A maior parte dos turistas internacionais é de países da América do Sul.

Emissivo aéreo


Foto: Julio Cavalheiro/Secom

O maior crescimento de emissivo aéreo registrado pela pesquisa, entre 2017 e 2018, foi o de uruguaios (39,3%), seguido dos chilenos (23,2%) e os argentinos com 19%. Já os paraguaios, tanto por via aérea ou terrestre, entraram no radar com um acréscimo de 14% em comparação à última pesquisa. A via Aérea responde por 65,4% do acesso dos turistas não residentes, seguida pela via Terrestre (31,5%).

“Pesquisas como essa nos fornecem subsídios para a elaboração de estratégias de marketing que contribuam para o aumento da permanência e gastos dos turistas e a ampliação da oferta de produtos turísticos de qualidade adequada à demanda”, pontua a presidente.

Pesquisa

O estudo do MTur entrevistou 39.811 pessoas em 15 aeroportos internacionais e 10 fronteiras terrestres em todo o país, abrangendo os principais pontos de entrada e saída de turistas no Brasil. Levanta o perfil e os hábitos dos turistas internacionais, tendo como principais dados as principais motivações das viagens, meios de hospedagens e de transportes utilizados e tempo de permanência no país; gastos no Brasil; fidelização ao destino; intenção de retorno, frequência e preferência; fontes de informações sobre o país; avaliações dos destinos, dos atrativos e da infraestrutura turística e perfil socioeconômico do entrevistado (grau de instrução, idade e renda). O estudo completo está disponível neste link.

Informações adicionais para a imprensa:
Ana Paula Flores
Assessoria de Imprensa 
Agência de Desenvolvimento do Turismo de Santa Catarina - Santur 
E-mail: imprensa@santur.sc.gov.br
Fone: (48) 3665- 7480​ / (48) 98844-1240
Site: www.turismo.sc.gov.br


Foto: Mauricio Vieira / Arquivo / Secom

Um plano de ações está sendo desenvolvido pelo Governo do Estado para receber os turistas na temporada de Verão. O chefe da Casa Civil, Douglas Borba, o secretário da Administração, Jorge Tasca, a presidente da Santur, Flávia Didomênico, e a equipe do Escritório de Projetos (Eproj) discutiram na tarde desta quinta-feira, 26, no Centro Administrativo, os trabalhos a serem realizados por ordem de prioridade. 

“Precisamos deixar nossas cidades prontas para receber os mais de 2 milhões de turistas que visitam Santa Catarina no Verão. E não estamos falando apenas da presença de guarda-vidas nas praias. O planejamento do Governo engloba áreas distintas para que o visitante tenha a melhor experiência possível em nosso Estado”, afirmou Douglas Borba. 

As ações foram divididas em Essencial, Importante e Desejável. As essenciais abrangem projetos e investimentos da Celesc e da Casan para evitar problemas com o abastecimento de água e energia elétrica nos principais destinos catarinenses. Para melhoria da mobilidade urbana, um grupo deverá ser formado por Secretaria da Infraestrutura e Mobilidade, DNIT e Polícia Rodoviária Federal. Eles irão estudar estratégias para otimização do fluxo de veículos em horários de pico nas principais vias e estradas do Estado.


Foto: Mauren Rigo / Secom

Segundo a presidente da Santur, o Governo também tem o compromisso de divulgar ações e informar corretamente os visitantes. “Precisamos não só fazer melhorias, mas também mostrar para o turista tudo o que ele tem à disposição”, disse Flávia Didomênico. O intuito é que Santa Catarina, que já é considerado o melhor estado para viajar no Brasil, seja referência internacional no Turismo.

Trabalho conjunto

O plano de Verão do Governo do Estado inclui todo o trabalho das Forças de Seguranças por meio da Operação Veraneio, mirando a redução da criminalidade e dos casos de afogamento. 

Outras ações estão voltadas à acessibilidade nas praias, perda de crianças, lei seca, aumento da fiscalização da Vigilância Sanitária e do Instituto do Meio Ambiente (IMA), cuidados com proliferação de mosquitos, atendimento médico, campanhas para redução do uso de plástico e sinalização de rodovias e de pontos turísticos.

Informações adicionais à imprensa
Mauren Rigo
Assessoria de Comunicação
Casa Civil
E-mail: comunicacao@casacivil.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-2005 / 98843-3497
Site: www.scc.sc.gov.br
www.fb.com/casacivilsc / @CasaCivilSC