Foto: Divulgação / SEF

Prefeitos em exercício e eleitos para a próxima gestão de Alfredo Wagner, São Pedro de Alcântara, Rancho Queimado, São Bonifácio, Águas Mornas, Anitápolis, Santo Amaro da Imperatriz e Angelina participaram de reunião nesta segunda-feira, 14, na Secretaria de Estado da Fazenda (SEF). O objetivo foi discutir e alinhar ações para a elaboração de um plano diretor de turismo que contemple a região.

“O governo catarinense vem investindo em infraestrutura para atrair desenvolvimento por todo o Estado, tanto pela questão logística, para escoamento de produção, quanto para expandir o turismo, setor muito importante na nossa economia e que deve ser alavancado”, disse a secretária em exercício da Fazenda, Michele Roncalio. Segundo ela, a regularidade fiscal e o acompanhamento da gestão pública são importantes para o sucesso da iniciativa.

Para o presidente da Agência de Desenvolvimento do Turismo de Santa Catarina (Santur), Mané Ferrari, trata-se de um grande passo para ampliar a vocação local, que inclui o ecoturismo, as águas termais, além do turismo religioso e da gastronomia tipicamente alemã. “É primordial que os prefeitos criem estruturas de turismo em seus governos para que os municípios façam parte do mapa turístico no Ministério do Turismo. Juntos vamos criar um projeto e dar a infraestrutura necessária para que as cidades desta região se destaquem também neste segmento”, salientou. A previsão é que o plano de execução do projeto seja de 12 meses.

O encontro contou com participação do deputado estadual, Marcos Vieira, e do titular da SEF, Paulo Eli, que está atualmente de férias. Eli frisou que o plano prioriza a infraestrutura para, consequentemente, atrair investimentos privados que fortaleçam o turismo no local. “Esse plano diretor que será construído em conjunto servirá como uma bússola para nortear qual a melhor potencialidade de cada município e quais pontos devem ter mais destaque em investimentos”, esclareceu.

Informações adicionais para a imprensa:
Assessoria de Comunicação da Secretaria da Fazenda
Michelle Nunes
Fone: (48) 3665-2575/ (48) 99929-4998
E-mail: jornalistaminunes@gmail.com
Sarah Goulart
E-mail: sgoulart@sef.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-2504/ (48) 99992-2089
Site: www.sef.sc.gov.br 
facebook.com/fazendasc
https://www.instagram.com/fazendasc


Foto: Arquivo/Secom

A Agência de Desenvolvimento do Turismo de Santa Catarina (Santur), a SC Parcerias e representantes do trade turístico discutem os próximos passos para a continuidade do processo de concessão do Centro de Eventos de Balneário Camboriú, incluindo nova sondagem de mercado e ajustes no edital. As medidas foram anunciadas após a sessão de concorrência realizada nesta terça-feira, 24, em Florianópolis, na qual não houve interessados e a licitação foi declarada deserta.

Apesar do resultado, o presidente da Santur, Leandro Mané Ferrari, ressalta que, desde que foi reaberto, em 14 de setembro deste ano, houve uma grande procura pelo edital, que recebeu dezenas de acessos no Portal de Compras do Governo do Estado.

“Agora, o Estado vai reavaliar as exigências contratuais e a possibilidade de um novo prazo para reabrir o processo. Entendemos que o cenário de instabilidade, especialmente no setor de eventos, gere preocupação entre os investidores, o que certamente foi um empecilho para que a participação na concorrência se concretizasse”, pondera o presidente da Santur.

A avaliação do secretário executivo do Programa de Parcerias Público-Privadas (PPPs) da SC Parcerias, Ramiro Zinder, segue o mesmo sentido. “Já iniciamos o trabalho de reestruturação do processo de concessão e faremos os ajustes necessários nas outorgas e mecanismos de pagamentos para lançar um novo edital já no primeiro trimestre de 2021”, acrescenta Zinder.

O grupo técnico responsável pelo edital de concessão decidiu que, antes da reabertura da licitação, será realizada uma sondagem para ampliar a interlocução com o mercado e coletar percepções sobre os investimentos privados em equipamentos destinados à realização de eventos. Também serão promovidos ajustes no edital e nos documentos licitatórios para reenvio ao Tribunal de Contas do Estado (TCE).

Para o presidente do Conselho Municipal de Turismo de Balneário Camboriú, Osny Maciel, a falta de interessados no processo está relacionada ao cenário incerto quanto à normalização das atividades para o segmento, o que depende também das medidas de combate à Covid-19, como a vacinação em massa.

“Além disso, precisamos reavaliar outros aspectos que podem ter impactado no processo, como a situação da rodovia, do IPTU, a flexibilização econômica. Temos que escutar todos os possíveis interessados para ter embasamento na reabertura do processo e rever os parâmetros econômicos e financeiros”, avalia Osny.

O presidente da Santur lamenta não encerrar o ano com a concessão do Centro de Eventos concluída. “Fizemos um intenso trabalho, em conjunto com trade turístico, com o propósito de ter a concessão resolvida até o final desse ano. Infelizmente a pandemia acabou atrasando também esse sonho que é de todo o trade e dos catarinenses”, conclui Ferrari.

Informações adicionais para a imprensa:
Assessoria de Imprensa Santur
Agência de Desenvolvimento do Turismo de Santa Catarina (Santur)
E-mail: ascom@santur.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-7480 / (48) 99959-8096
Site: www.santur.sc.gov.br 

Um estudo realizado pela Agência de Desenvolvimento do Turismo de Santa Catarina (Santur) levantou um conjunto de dados e informações sobre o comportamento dos turistas no contexto da pandemia de Covid-19. A Pesquisa de Intenções de Viagens, publicada nesta terça-feira, 27, apontou Santa Catarina como destino seguro, reforçou a tendência do turismo regional e a necessidade de cuidados contra a Covid-19.

>>> Acesse aqui a pesquisa completa www.santur.sc.gov.br/pesquisaintencao2020

As informações obtidas também permitiram traçar um perfil desse turista, que tem entre 30 a 39 anos, prefere viajar de carro, para deslocamentos num raio de até 300km e acompanhado da família. Utiliza buscadores online e redes sociais no planejamento, tem especial interesse em sol e praia e preferência por hotéis ou pousadas para 2 a 3 dias de permanência. Apesar de ver Santa Catarina como um destino seguro, na preparação da viagem leva em consideração ameaças como o risco de contaminação pela Covid-19 e a possibilidade de adiamentos em decorrência da pandemia.

O presidente da Santur, Leandro “Mané” Ferrari, avalia que os resultados da pesquisa vêm ao encontro do trabalho que vem sendo realizado desde o início da pandemia, como melhorias de infraestrutura turística e elaboração de protocolos sanitários para proporcionar um turismo seguro a visitantes, trabalhadores e empreendedores do setor.

“Mais que isso, confirma que estamos no caminho certo ao apostar mais fichas no turismo interno, revalorizando atrativos catarinenses e incentivando que nascidos ou residentes no estado conheçam mais de Santa Catarina. Ainda, demonstra que a Santur tem empreendido de forma assertiva no desenvolvimento de outros projetos, entre eles o de roteirização para valorização de atrativos e produtos em todas as regiões turísticas do estado”, enfatiza Ferrari.

A coleta de dados, entre os dias 24 de agosto e 7 de setembro, envolveu 1.460 pessoas de 20 estados e o Distrito Federal, além de nove países. Do total de respondentes, 95% são brasileiros, sendo que 78% residem em Santa Catarina. A participação de outros estados foi de 17%, principalmente Paraná, Rio Grande do Sul e São Paulo. Outros 5% dos pesquisados são estrangeiros, majoritariamente da América do Sul, com destaque para argentinos, uruguaios e peruanos.

“Essas informações demonstram a potencialidade do turismo interno e de abrangência regional para o público catarinense, assim como para visitantes de estados e países vizinhos”, avalia a coordenadora da pesquisa Luana Emmendoerfer, diretora de Estudos e Inovação da Santur.

Luana acrescenta que os resultados obtidos foram estruturados entre os que têm Santa Catarina como opção de viagem; os que pretendem visitar outros destinos (estado ou país); e aqueles que no momento não têm intenção de viajar. Para cada um desses panoramas foram apresentados dados complementares sobre o perfil dos respondentes, possibilitando uma leitura mais abrangente.

Deslocamento, duração e frequência

Das pessoas que participaram da pesquisa, 60% optaram por não viajar durante a pandemia, até o momento. Ainda assim, uma parcela de 29% revelou ter realizado viagens nos últimos meses, com destaque para os destinos das regiões turísticas Serra Catarinense (21%), Grande Florianópolis (18%) e Costa Verde & Mar (17%).

Viagens e pandemia

A pesquisa também buscou conhecer a percepção de segurança sanitária dos turistas em relação a Santa Catarina. O resultado aponta uma leitura positiva para o setor: numa escala de 0 a 5, onde 5 corresponde a totalmente seguro, as notas mais citadas foram 4 (29%), 3 (28%) e 5 (23%).

Entre os que avaliaram como totalmente seguro, 41% pretendem viajar ainda no segundo semestre de 2020, 18% no final do ano e 14% apenas quando houver uma vacina contra a Covid-19. O grau de segurança sanitária do estado também se revela na informação de que 48,6% dos entrevistados não mudariam a escolha do destino em Santa Catarina mesmo no contexto da pandemia.

Entre aqueles que avaliaram bem a segurança sanitária praticada no estado, a estrutura turística é a principal premissa levada em consideração ao definir uma viagem por Santa Catarina. Este item foi escolhido por 31% dos entrevistados.

Planejando a viagem

Os buscadores on-line e as redes sociais são as ferramentas mais utilizadas pelos viajantes para planejar uma viagem. Quase 60% do total de participantes da pesquisa revelaram que recorrem a esses canais antes da tomada de decisão, reforçando que a disponibilidade de informações e a divulgação de produtos e serviços nesses meios podem ser decisivos na escolha do destino. A recomendação de amigos ou familiares também tem peso relevante na opinião de 19% dos entrevistados, indicando que uma boa experiência de viagem pode refletir positivamente em negócios futuros.

Destinos mais procurados e hospedagem

Para 83% dos participantes da pesquisa o motivo da viagem foi lazer/turismo, com especial interesse em atividades envolvendo natureza, ecoturismo e turismo de aventura (42,5%) e sol e praia (41%). Outros segmentos foram citados em menor escala, como turismo rural (8,2%), cultural (4,2%) e de entretenimento/festas (4,1%).

Quanto aos meios de hospedagem, hotéis e pousadas foram indicados como principal opção para 59% do público pesquisado, seguidos por casa de amigos e parentes, com 13%, e imóvel alugado via plataforma Airbnb, 11%.

Informações adicionais para a imprensa:
Assessoria de Imprensa Santur
Agência de Desenvolvimento do Turismo de Santa Catarina (Santur)
E-mail: ascom@santur.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-7480 / (48) 99959-8096
Site: www.santur.sc.gov.br 


Imagem: Divulgação/Santur

Como uma das forças econômicas mais importantes em Santa Catarina, o turismo ganha um programa para impulsionar o empreendedorismo inovador, especialmente em setores estratégicos na política pública estadual. O Inovatur lançado nesta sexta-feira, 23, surge com a missão de reinventar o setor, estimulando a mudança de comportamento e adoção da cultura de inovação, de olho nas transformações sociais cada vez mais velozes.

A ação nasce da cooperação entre a Agência de Desenvolvimento do Turismo de Santa Catarina (Santur), a Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc) e a empresa Gestalt Open Innovation. O programa busca apoiar a geração de empresas de base tecnológica, para transformação de ideias inovadoras em empreendimentos que incorporem novas tecnologias aos setores econômicos estratégicos.

"O Inovatur é um programa de fomento exclusivo para o turismo, de abrangência estadual, que começou a ser idealizado pela Santur há mais ou menos um ano. Identificamos que não existia uma vertical de negócios exclusiva para o turismo dentro do ecossistema de inovação. O setor estava, e ainda está, dentro da vertical de economia criativa, exatamente por não ter um número expressivo de ideias desenvolvidas e startups. Então, o Inovatur surge com a perspectiva de mudar esse cenário", explica a diretora de Estudos e Inovação da Santur, Luana Emmendoerfer. 

>>> Acesse aqui o site do programa Inovatur

A execução do Inovatur prevê uma série de atividades até março de 2021, começando com a realização de eventos de ativação da marca e engajamento do ecossistema nas regiões turísticas de Santa Catarina, por meio de webinars, para difusão do programa e do edital de seleção de propostas, que corresponde à segunda etapa.

O edital, no valor de R$300 mil, foi publicado pela Fapesc nesta sexta-feira, 23, e vai selecionar 13 projetos, preferencialmente um de cada região turística de Santa Catarina, que atendam às temáticas “Diversificação e Competitividade” e “Gestão Pública e Turismo”. As inscrições podem ser feitas até 27 de novembro de 2020. 

"A Fapesc também busca a inovação em seus atos e programas, desafiou as Secretarias e órgão da administração pública para promover ações de Ciência, Tecnologia e Inovação com a chamada pública 09\2020. A Santur foi um dos órgãos que aceitou o desafio e estamos lançando uma oportunidade para o setor empresarial gerar inovação dentro da temática do turismo e, com isso, além de ampliar as ações de CTI, buscaremos a retomada da economia com base no fomento ao setor turístico de Santa Catarina", destaca Fábio Zabot Holthausen, presidente da Fapesc.

Na sequência, os finalistas participarão de um “pitch day”, um evento online e aberto ao público no qual terão a oportunidade de apresentar seus modelos de negócio. A quarta e última fase consiste em uma rodada de negócios, momento em que os vencedores terão a possibilidade de apresentar os “pitchs” para investidores e obterem apoio financeiro necessário para concretizar os projetos.

Sobre o edital

Serão apoiadas propostas inovadoras aplicados ao setor turístico de Santa Catarina com temas alinhados aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável - ODS da ONU, para o desenvolvimento das atividades turísticas de Santa Catarina, seja em novas tecnologias ou práticas de mercado, tais como:

  • a) Diversificação e Competitividade no Turismo: Desenvolvimento de dispositivos, materiais, equipamentos e/ou bens de capital inovadores capazes de fortalecer a qualidade, a inserção ou diversificação de produtos e/ou a competitividade dos serviços para o turismo catarinense;
  • b) Gestão Pública e Turismo: tecnologias aplicadas ao turismo, indicadores e produtos para melhoria da eficiência e qualidade da gestão pública; processos e serviços nos sistemas de gestão, dados e pesquisas, rotas gastronômicas, produtos financeiros e serviços com diferenciais de competitividade nos destinos turísticos.

O prazo para submissão da proposta segue até 27/11/2020 (até 18h) na Plataforma da Fapesc (clique aqui para acessar www.fapesc.sc.gov.br). 

Informações adicionais para a imprensa:
Renan Koerich
Assessoria de Imprensa
Agência de Desenvolvimento do Turismo de Santa Catarina - Santur
E-mail: renan@santur.sc.gov.br
Fone: (48) 3665- 7480​ / (48) 9-9959-8096
Site: www.turismo.sc.gov.br 

 


Fotos: Peterson Paul 

O governador Carlos Moisés visitou as instalações do Centro de Eventos de Balneário Camboriú no começo da noite desta quinta-feira, 22, e confirmou que os envelopes do processo de concessão devem ser abertos no dia 24 de novembro, quando será conhecida a empresa que fará a gestão do espaço pelos próximos 20 anos. As obras da estrutura estão 98% concluídas e devem ser finalizadas até o fim deste ano.

Durante uma apresentação sobre o Centro de Eventos, o Governo do Estado explicou que a atual gestão recebeu a estrutura com 90,5% de execução e já foram finalizadas as obras complementares de instalação das divisórias, colocação do gesso, carpetes, instalações elétricas, sonorização e iluminação. Ajustes finais - como a instalação de elevadores, do sistema de ar-condicionado, a abertura de novas portas de emergência e o acabamento do gesso em alguns espaços inferiores – devem ser finalizados antes da cessão de uso, prevista para dezembro deste ano.

“Nosso objetivo é esse: que a obra, que precisou passar por alguns ajustes no seu projeto original, esteja concluída para que a melhor oferta de outorga seja concedida. Balneário Camboriú e região tem um potencial por si na questão turística. Nós sabemos que o turismo é uma indústria limpa e ganhamos de diversas maneiras com esse Centro de Eventos. Esse espaço vai ser um templo do turismo de eventos. Não há nada igual no Sul do Brasil e vai movimentar toda uma cadeia”, afirmou o governador após a visita.

O presidente da Santur, Leandro ‘Mané’ Ferrari, destacou a interação com o trade turístico de Balneário Camboriú para fazer os ajustes necessários no edital de concessão, e lembrou que o processo precisou ser paralisado por conta da pandemia de Covid-19.  Ferrari afirmou ainda que o Centro de Eventos catarinense será o melhor do Sul, com alta atratividade.

“Nós pudemos ver hoje o quanto essa obra avançou, mesmo em tempos de pandemia. Foram necessários diversos ajustes, que estão sendo providenciados para que esse espaço tenha o seu melhor aproveitamento ao longo do tempo. Fizemos um diálogo intenso com o trade turístico local e acreditamos que o futuro será de muito progresso não só para Balneário Camboriú, mas para todo o Estado de Santa Catarina”, aposta Ferrari.

Até o momento, foram investidos aproximadamente R$ 139 milhões na construção do espaço, que poderá comportar até 25 mil pessoas. Os recursos vieram dos governos federal, estadual e municipal. Na opinião do presidente do Conselho Municipal de Turismo de Balneário Camboriú, Osni Maciel Junior, houve um acerto por parte da atual gestão ao trazer o trade turístico para o centro das discussões da modelagem de concessão.

“O presidente Mané Ferrari percebeu que precisava haver a participação do trade turístico. O governador Carlos Moisés é o primeiro governador a permitir que haja essa interação. Em meio a uma pandemia, foi preciso fazer a suspensão do processo de concessão, e o trade foi chamado a ter voz nessa comissão criada, com a presença da Santur, do Conselho Municipal de Turismo, da Secretaria Municipal de Turismo, da SCPar e da PGE. Foi muito satisfatória essa decisão para participação nas decisões”, conta Junior.

Também acompanharam a visita ao Centro de Eventos de Balneário os secretários estaduais da Infraestrutura e Mobilidade, Thiago Vieira, da Integridade e Governança, Naiara Augusto, além do secretário municipal de Turismo, Valdir Walendowsky, e representantes do trade turístico local.

Informações adicionais para imprensa:
Leonardo Gorges
Assessoria de Imprensa
Secretaria Executiva de Comunicação - SECom
E-mail: leonardogorges@secom.sc.gov.br 
Fone: (48) 3665-3045
Site: www.sc.gov.br 


Fotos: Ricardo Wolffenbüttel / Secom

O governador Carlos Moisés e o presidente da Agência de Desenvolvimento do Turismo de Santa Catarina (Santur), Leandro Mané Ferrari, lançaram nesta quinta-feira, 22, na Capitania dos Portos em Florianópolis, o Programa Orla Segura, de ordenamento Náutico de Santa Catarina e o Estudo de Viabilidade do selo Bandeira Azul. Os atos visam fortalecer e dar mais segurança ao turismo no estado.

“As ações são voltadas para as pessoas. Somos o estado mais azul do Brasil. Nossos balneários, nossas praias são ecologicamente sustentáveis. Os dois projetos lançados se complementam, fazendo com que Santa Catarina continue sendo um grande atrativo turístico. É parte do que o Governo do Estado tem feito, que é colocar o dinheiro onde ele efetivamente deve estar”, disse o governador.

>>> Mais fotos na galeria 

O Programa Orla Segura vai garantir mais segurança ao tráfego aquaviário e aos banhistas nas praias, com o balizamento nas áreas reservadas. Contempla ainda a compra dos equipamentos necessários, como boias, manilhas, sapatilhas, poitas, distorceres, cabos e placas de sinalização. O investimento do Governo do Estado será de R$ 1 milhão.

De acordo com o presidente da Santur, serão beneficiados cerca de 25 municípios do litoral catarinense, com impactos diretos no segmento do turismo náutico. “É um projeto pioneiro no país. Uma parceria com a Capitania dos Portos e a Marinha do Brasil para que possamos de fato fazer com que as nossas orlas comecem a ser olhadas com mais segurança. Vamos regrar e, assim, fazer com que a vida humana seja preservada. Tanto os banhistas, quanto as embarcações vão ter limite de onde podem chegar e circular”, explicou Mané.

Para o comandante dos Portos de Santa Catarina, Alexandre Lopes Viana de Souza, Santa Catarina tem uma grande vocação para o turismo náutico e a segurança das embarcações que estão servindo para esporte e recreio é uma grande preocupação. “Por isso, essa parceria vai com certeza aumentar a segurança e melhorar a qualidade do turismo do estado”.

Programa Bandeira Azul



O Estudo de Viabilidade do Programa Bandeira Azul pretende aumentar o número de praias reconhecidas pelo programa internacional em Santa Catarina. O valor para realização do projeto é de R$ 80 mil. A primeira etapa será a avaliação das condições das praias catarinenses e a seleção das 40 com melhor histórico de balneabilidade. Posteriormente, a avaliação presencial e o relatório com as recomendações para sua inclusão junto ao programa.

Das 18 praias e seis marinas contempladas no Brasil, 13 praias e duas marinas são de Santa Catarina. O hasteamento da Bandeira Azul assegura aos visitantes mais informações sobre os locais, qualidade da água e ações de educação ambiental.

“Queremos aumentar esse número. O estado vai ajudar os municípios a conquistar o selo que traz um turismo ainda mais qualificado, que não chegava no Brasil. Hoje Santa Catarina já começa a receber turista que só procura ambiente Bandeira Azul, com selo de sustentabilidade ambiental”, destacou Mané.

A coordenadora Nacional do Projeto Bandeira Azul, Leana Bernardi, salientou que os municípios terão ferramentas para entender as reais possibilidades de conseguir a certificação. “Santa Catarina já se destaca com o Bandeira Azul e é muito importante para promover o estado cenário internacional, vai colocar Santa Catarina como principal destino de sol e praia da América do Sul”.

Também participaram do evento o presidente do Instituto do Meio Ambiente do Estado de Santa Catarina (IMA), Valdez Rodrigues Venâncio, a deputada estadual Paulinha e o secretário de Turismo e Desenvolvimento Econômico de Bombinhas, Carlos Cândido.

>>> Santa Catarina aumenta o número de certificações no Programa Bandeira Azul

Informações adicionais para a imprensa:
Elisabety Borghelotti
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: bety@secom.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-3014
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e @GovSC

Informações adicionais para a imprensa:
Renan Koerich
Assessoria de Imprensa
Agência de Desenvolvimento do Turismo de Santa Catarina - Santur
E-mail: renan@santur.sc.gov.br
Fone: (48) 3665- 7480​ / (48) 9-9959-8096
Site: www.turismo.sc.gov.br 


Praia de Qautro Ilhas- Foto: Makito / Santur 

Santa Catarina seguirá ostentando a marca de estado mais azul do Brasil na próxima temporada de verão. No início de outubro, o Júri Internacional do Programa Bandeira Azul renovou a certificação de oito praias e duas marinas catarinenses. Além disso, aprovou outras três praias do estado, elevando de 10 para 13 selos socioambientais em relação ao último ano.

“É mais um reconhecimento que Santa Catarina recebe pelos esforços em cuidar do nosso patrimônio natural, que é um importantíssimo atrativo turístico para um estado que abriga tanta diversidade e belezas preservadas”, comenta o presidente da Agência de Desenvolvimento do Turismo de Santa Catarina (Santur), Leandro “Mané” Ferrari.

Com isso, das 18 praias e seis marinas contempladas no Brasil, 13 praias e duas marinas são de Santa Catarina. O hasteamento da Bandeira Azul assegura aos visitantes mais informações sobre os locais, qualidade da água e ações de educação ambiental.

Neste ano, a temporada Bandeira Azul no Brasil excepcionalmente vai iniciar após o dia 16 de novembro, devido às restrições relativas ao processo eleitoral. Adicionalmente, em função da pandemia, o hasteamento das bandeiras em cada um dos destinos vai depender dos decretos municipais e estaduais que incidem sobre a área da praia ou marina.

Conheça os locais de Santa Catarina aprovados para a temporada 2020/2021:

Praias:

Renovação:

  • Lagoa do Peri, Florianópolis – SC
  • Praia Grande, Governador Celso Ramos – SC
  • Praia do Estaleiro, Balneário Camboriú – SC
  • Praia do Estaleirinho, Balneário Camboriú – SC
  • Praia de Piçarras – Balneário Piçarras – SC
  • Praia de Quatro Ilhas, Bombinhas – SC
  • Praia de Mariscal, Bombinhas – SC
  • Praia da Saudade – Prainha, São Francisco do Sul – SC

Primeira temporada:

  • Praia do Forte, São Francisco do Sul – SC
  • Praia da Conceição, Bombinhas – SC
  • Praia Grande, Penha – SC

Marinas

  • ICSC, Florianópolis – SC
  • Tedesco Marina – B. Camboriú – SC

O programa Bandeira Azul

É um selo de caráter socioambiental amplamente reconhecido em todo o mundo. Foi criado pela FEE – Foundation for Environmental Education, uma instituição internacional com diversos integrantes representando seus respectivos países. No Brasil, o Operador Nacional do Programa é o IAR – Instituto Ambientes em Rede.

O Júri Internacional é composto pela FEE – Foundation for Environmental Education; UNE – United Nations Environment; UNWTO – United Nations World Tourism Organization; WHO – World Health Organization; IUCN – International Union for Conservation of Nature; EUCC – European Union for Coastal Conservation; ILS – International Lifesaving Federation; ICOMIA – International Council of Marine Industry Associations; EEA – European Environment Agency; UNESCO – United Nations Educational, Scientific and Cultural Organization; WCA – World Cetacean Alliance e ENAT – European Network for Accessible Tourism.

Informações adicionais para a imprensa:
Assessoria de Imprensa Santur
Agência de Desenvolvimento do Turismo de Santa Catarina (Santur)
E-mail: ascom@santur.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-7480 / (48) 99959-8096
Site: www.santur.sc.gov.br 

 


Imagens / Reprodução

Araranguá, no Extremo Sul catarinense, vai contar em breve com um novo equipamento turístico. A Agência de Desenvolvimento do Turismo de Santa Catarina (Santur) firmou convênio com o município para a implantação do Parque Turístico e Ecológico do Farol do Morro dos Conventos, um dos pontos mais visitados na região. Para concretizar este projeto, o Governo do Estado fará um investimento de R$ 800 mil.

O ato de assinatura, na manhã desta quarta-feira, 14, contou com a presença do presidente da Santur, Leandro “Mané” Ferrari e o prefeito de Araranguá Mariano Mazzuco Neto, entre outras lideranças da região e representantes do trade turístico que apoiam a iniciativa.

Para o presidente da Santur, a implantação do parque no Morro dos Conventos vai qualificar as atividades turísticas realizadas no local, com atenção à preservação ambiental.

“Trata-se de um projeto importante o turismo não apenas em Araranguá, mas para toda a região. Uma iniciativa que alia melhorias na infraestrutura e consciência ambiental, com um conceito de sustentabilidade em toda a área. Com satisfação anunciamos esse convênio, apenas 60 dias após o projeto ser apresentado à Santur”, destaca.

A criação do parque segue uma proposta de sustentabilidade ambiental, incentivando o uso responsável do local e melhorias na estrutura dos atrativos turísticos, gerando desenvolvimento e qualidade de vida para residentes e visitantes. O projeto prevê a implantação de um mirante junto ao Farol, com uso de decks de madeira para evitar impactos na vegetação local.

A estrutura de sinalização, como placas sobre a fauna e flora e de conscientização ambiental, assim como o playground, deverão ser executados com madeira de reflorestamento. A iluminação dos estacionamentos e da estrada será fotovoltaica, para gerar menor custo de energia e menor impacto ambiental.

Nas edificações de alimentação, serviço de manutenção e banheiros serão utilizados containers móveis, seguindo a proposta de reaproveitamento e sustentabilidade, além de ser uma construção rápida e móvel. Estas estruturas deverão fazer parte de um projeto de concessão para a iniciativa privada.

Informações adicionais para a imprensa:
Renan Koerich
Assessoria de Imprensa
Agência de Desenvolvimento do Turismo de Santa Catarina - Santur
E-mail: renan@santur.sc.gov.br
Fone: (48) 3665- 7480​ / (48) 9-9959-8096
Site: www.turismo.sc.gov.br 


Fotos: Julio Cavalheiro / Secom

Para fortalecer a infraestrutura turística da região Extremo Sul de Santa Catarina, que abriga a maior concentração de canyons do Brasil, o Governo do Estado, por meio da Santur, autorizou convênio para execução do projeto de construção dos Pórticos Caminhos dos Canyons. Com investimentos de R$ 750 mil, serão feitos 10 pórticos em Praia Grande, São João do Sul, Jacinto Machado, Morro Grande e Timbé do Sul. O ato, nesta quarta-feira, 14, em Praia Grande, contou com a presença do ministro de Estado do Meio Ambiente, Ricardo Salles, da vice-governadora, Daniela Reinehr e do presidente da Santur, Leandro Mané Ferrari.

“Temos o desafio de otimizar recursos e encontrar alternativas para oferecer sempre mais e melhores oportunidades, além de serviços de qualidade para a população e para os turistas que visitam a região. A construção desses pórticos é uma demanda antiga dos municípios, e corresponde a um incremento turístico para a região”, disse a vice-governadora, Daniela Reinehr.

>>> Mais fotos na galeria 

O projeto visa estruturar as entradas dos roteiros turísticos dos municípios. Além de fomentar o turismo da região, promovendo maior receita econômica para o municípios.

O presidente da Santur, Leandro Mané Ferrari, explicou que pórticos vão contribuir para a criação do Portal Turístico Canyons do Sul. “É o começo de uma rota cênica tão sonhada pelos catarinenses. A região vai ficar ainda mais fortalecida no setor turístico, gerando empregos, renda e oportunidades para a população”.

Serão dois pórticos em cada município, que vão sinalizar o acesso a vários pontos turísticos, entre trilhas, ecoturismo e pousadas. Os serviços de construção serão executados pela prefeitura, conforme projeto apresentado pelo Governo do Estado.

Também estiveram presentes no ato a secretária executiva de Integridade e Governança, Naiara Augusto, o deputado estadual, José Milton Scheffer, o deputado federal, Daniel Freitas, além de outras autoridades.

Região vem atraindo mais investimentos

O prefeito de Praia Grande, Henrique Maciel, informou que no último ano passaram pelo município cerca de 50 mil turistas. Conforme ele, o turismo vem sendo uma alternativa crescente de emprego e renda em função do seu grande potencial. Prova disso, é que o investimento em novos empreendimentos do setor vem aumentado consideravelmente em toda a região, inclusive no Rio Grande do Sul, estado com o qual o município faz divisa.

“Temos, por exemplo, em Praia Grande, 28 hospedagens cadastradas, formadas por hotéis, campings e pousadas, além de 19 operadoras de turismo. Recebemos visitantes o ano todo, mas a nossa alta temporada começa em outubro e termina em março. A belezas dos canyons, as trilhas e os voos de balões encantam os turistas. Fomentar o desenvolvimento é o que buscamos. Temos potencial do ecoturismo, a cultura do nosso povo, a gastronomia típica e o bom atendimento em receber a todos que passam por aqui”, finalizou o prefeito.

O presidente da Associação dos Municípios do Extremo Sul Catarinense (Amesc), Ronaldo Pereira da Silva, destacou que é muito importante este olhar do Governo do Estado para o Extremo Sul. “A visita técnica da Santur assegurou um equipamento turístico que trará mais desenvolvimento e qualidade de vida. Temos muitas belezas naturais e precisamos das estruturas.”

Informações adicionais para a imprensa:
Elisabety Borghelotti
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: bety@secom.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-3014
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e @GovSC


Fotos: Mauricio Vieira / Secom

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, lançou oficialmente nesta quarta-feira, 14, o edital para a concessão dos parques nacionais de Aparados da Serra e Serra Geral. O ato ocorreu em Cambará do Sul, no lado gaúcho dos cânions. A vice-governadora Daniela Reinehr representou o Governo de Santa Catarina na solenidade, ao lado do presidente da Santur, Mané Ferrari.

Salles destacou que a concessão dos parques é necessária para ampliar os investimentos e impulsionar o turismo tanto no Extremo Sul catarinense, onde o acesso ocorre pelo município de Praia Grande, quanto no Planalto Gaúcho. A expectativa do Governo Federal é que o vencedor da licitação seja conhecido até o fim deste ano. Ao longo de 30 anos de concessão, o investimento nos parques deve chegar a R$ 270 milhões.

>>> Mais fotos na galeria 

“É necessário que a gente abra um espaço para que o setor privado venha a contribuir com esses investimentos, de uma forma que interesse à sociedade e ao meio ambiente. Queremos atrair alternativas que estejam alinhadas às melhores práticas de ecoturismo no mundo. Tenho certeza de que uma joia como essa do Aparados da Serra e da Serra Geral será de grande interesse do setor privado para esses investimentos”, afirmou o ministro após o ato.

Na avaliação da vice-governadora Daniela Reinehr, o lançamento da concessão será um marco histórico para o desenvolvimento do Extremo Sul catarinense. Durante seu discurso, ela destacou que a região entrará em um espiral ascendente e agradeceu o Governo Federal pela concessão.

“Esse é um momento especial para os dois Estados. Tenho certeza que esse ato impulsionará o turismo. Estamos diante de um cenário espetacular, um dos cenários mais belos de todo o Brasil e do mundo. Hoje começamos uma nova história para o desenvolvimento de toda essa região”, enfatizou a vice-governadora.

Em 2019, o ministro Salles havia visitado a região e anunciado a concessão. Agora, ele veio abrir o certame, cujo vencedor deve ser conhecido ainda neste ano. A proposta deve beneficiar diretamente quatro municípios catarinenses e três cidades gaúchas. Também acompanharam o ato em Cambará do Sul o vice-governador do Rio Grande do Sul, Ranolfo Vieira Júnior, o senador gaúcho Luiz Carlos Heinze, os prefeitos de Praia Grande, Henrique Maciel, e Cambará do Sul, Schamberlaen Silvestre, os presidentes do ICMBio, Fernando Lourencini, e da Embratur, Gilson Machado, além de outros parlamentares gaúchos e catarinenses.

Informações adicionais para imprensa:
Leonardo Gorges
Assessoria de Imprensa
Secretaria Executiva de Comunicação - SECom
E-mail: leonardogorges@secom.sc.gov.br 
Fone: (48) 3665-3045
Site: www.sc.gov.br