Foto:Cristiano Estrela/Secom

A quinta-feira foi de celebração em Guaramirim, no Norte de Santa Catarina. O Governo do Estado realizou a inauguração dos serviços de duplicação do trecho estadualizado da BR-280 e confirmou novos investimentos na cidade, entre eles o convênio para a construção do esperado Complexo Multimodal, na ligação com Joinville. Ao todo, os investimentos do Estado na cidade chegam a quase R$ 200 milhões. 

O secretário de Estado da Infraestrutura e Mobilidade, Thiago Augusto Vieira, representou o governador Carlos Moisés, que não pôde comparecer ao evento. Segundo Vieira, os investimentos colocarão Guaramirim em um novo patamar dentro do contexto estadual. Ele salienta que a região já é uma das que mais crescem no Estado, porém uma infraestrutura de qualidade é necessária para acompanhar esse ritmo.

“Essa é uma região com grande potencial de desenvolvimento econômico. Guaramirim ficava aquém se nós olhássemos para as cidades ao lado. É por isso que esses investimentos estão sendo realizados. Onde há desenvolvimento econômico, tem mais emprego e renda e melhores condições de vida”, destaca Vieira.

O prefeito de Guaramirim, Luis Antonio Chiodini, fala com emoção sobre o Complexo Multimodal.  Segundo ele, a obra fará com que a cidade dê um salto em termos de desenvolvimento econômico. Ele acredita que, apesar de contar com menos de 50 mil habitantes, Guaramirim poderá entrar no rol das dez cidades com maior PIB de Santa Catarina.

“A diferença dessa obra é imensurável. Já existem tratativas para que empresas de fora de Santa Catarina e até mesmo multinacionais se instalarem no complexo, que terá mais de 40 milhões de metros quadrados e será o maior do Brasil. Nisso, a parceria com Joinville é fundamental. Nós teremos ferrovia, teremos aeroporto de carga e descarga, rodovias, portos perto. É um grande complexo logístico e precisamos enaltecer a sensibilidade do Governo do Estado para tirar tudo isso do papel. Aqui, nós tratamos do futuro econômico da região Norte e de Santa Catarina como um todo”, relata Chiodini. 

 Foto: Maurício Vieira/Secom

O investimento do Governo do Estado para a concretização da obra será de R$ 55,6 milhões. O chefe da Casa Civil, Juliano Chiodelli, lembra que todos os anúncios realizados serão bancados com recursos próprios dos catarinenses. “Desde o início da atual gestão, não foi contraído um financiamento sequer. Isso significa o não endividamento do Estado. Essas obras não serão pagas pelas futuras gerações, como acontecia anteriormente”, destaca.

Duplicação da BR-280

O trecho estadualizado da BR-280 compreende quase nove quilômetros. A obra de duplicação foi paralisada em março de 2018 e retomada em novembro de 2019, na atual gestão. O investimento para a duplicação foi de aproximadamente R$ 120 milhões, incluindo as marginais e a construção do elevado no entroncamento com a SC-108, no sentido Massaranduba. 

Agora, o secretário Vieira explica que estão em andamento as obras para a construção de novos viadutos, que não estavam previstos no projeto original, num aporte de quase R$ 60 milhões. Além disso, o Estado também está aportando R$ 50 milhões para acelerar a duplicação da parte federal da rodovia, em Araquari. 

 Foto: Maurício Vieira/Secom

Transferência especial

Também nesta quinta-feira, 23, o Governo do Estado confirmou o repasse de R$ 15,7 milhões em transferências especiais para a prefeitura de Guaramirim. Os recursos serão usados para a pavimentação de importantes vias da cidade, entre elas a Rua Flor de Maracujá, a Rua São Paulo, a Rua Santa Paulina, a ampliação da Ponte do Agricultor e a Rua 397, na área industrial. Parte do dinheiro também será usada na educação municipal, com a reforma de escolas. “Sem a parceria com o Governo do Estado, seria impossível tirar essas obras do papel”, enaltece o prefeito Chiodini. 

O Hospital Santo Antônio, também em Guaramirim, recebeu R$ 150 mil para a compra de equipamentos e insumos. O evento foi acompanhado pelos deputados estaduais Onir Mocellin e Vicente Caropreso, além de prefeitos da região e autoridades locais.

Informações adicionais para imprensa:
Leonardo Gorges
Assessoria de Imprensa
Secretaria de Estado da Comunicação - SECom
E-mail: leonardogorges@secom.sc.gov.br 
Fone: (48) 3665-3045
Site: www.sc.gov.br 

 Foto: Ascom/Aresc

A Agência de Regulação de Serviços Públicos de Santa Catarina (Aresc) intensifica as ações de fiscalização e monitoramento nos terminais rodoviários catarinenses; além de realizar inspeções derivadas de denúncias através de sua Ouvidoria. 

O cronograma de trabalho da Diretoria de Transporte reforça operações fiscalizatórias nos serviços fretados, seja de ônibus, micro-ônibus ou vans. 

O gerente de fiscalização de transporte da Aresc, Nilton de Sá, cita que as diligências nos fretamentos são respaldadas pelo Decreto Estadual 1.342/2021, resultado de tratativas entre a Agência Reguladora e a Secretaria de Estado de Infraestrutura (SIE), que disciplina os serviços de fretamentos. 

“O objetivo é combater o transporte irregular de passageiros, principalmente nessa época do ano em que há diversas festas sazonais e típicas das regiões catarinenses, onde o fluxo de viagens aumenta por meio dessa atividade econômica”, afirma Nilton de Sá.

Reforço na frota  

Para reforçar as ações de fiscalização em rodovias e terminais de ônibus, a Aresc adquiriu três novas viaturas equipadas com giroflex para compor a frota. Os novos veículos permitem o transporte de equipamentos de pista, como cones e cavaletes e placas de sinalização, conferindo maior segurança em momentos de blitz fiscais.   

Os novos carros permitem maior abrangência nas operações em todas as regiões de Santa Catarina e mais celeridade no atendimento das reclamações e denúncias. Inclusive, de acordo com informações da gerência, a projeção para o próximo semestre é a realização de 3.000 abordagens fiscais entre ações em campo e atividades de verificação de auditagem.  

O presidente da Aresc, João Carlos Grando, afirma que para a aquisição da nova frota foram investidos R$ 620 mil, com recursos próprios da Agência. “Pretendemos tomar as providências necessárias para aperfeiçoar o setor, que inclui também, um trabalho de modernização tecnológica, visando gerar mais qualidade nas atividades regulatórias e consequentemente na prestação do serviço ao usuário”, finaliza.

Comunicação com o cidadão

Parte fundamental do sistema de transporte, o passageiro é um verdadeiro parceiro da Aresc na fiscalização. É importante que os usuários tenham consciência dos perigos oferecidos pelos transportes não autorizados e denunciem. Reclamações, dúvidas, denúncias e sugestões podem ser passadas por meio da Ouvidoria, pelo telefone 0800 643 2611, via whatsApp 48 99151 0276 e e-mail ouvidoria@aresc.sc.gov.br.

Mais informações para imprensa:
Flávia Farias Grechi
Assessoria de Comunicação
Agência de Regulação de Serviços Públicos de Santa Catarina (Aresc)
E-mail: comunicacao@aresc.sc.gov.br 
Fone: (48) 3665-9013 / 99127-1839
www.aresc.sc.gov.br



Fotos: Julio Cavalheiro / Secom  

A SC-108 vai ser duplicada entre Gaspar e Brusque, com um investimento de cerca de R$ 400 milhões. O governador Carlos Moisés lançou o edital de licitação para a obra nesta sexta-feira, 10, durante uma solenidade na cidade de Gaspar ao lado de lideranças da região. O trecho a ser duplicado e restaurado contempla um total de 17 quilômetros, com 11 viadutos, nove passarelas de pedestres, ciclovias, marginais e passeios públicos.

Denominada de Rodovia Ivo Silveira, a SC-108 foi aberta na década de 1960 e teve o seu asfalto inaugurado em 1977 no trecho entre Brusque e Gaspar. Desde então, a estrada sofreu poucas intervenções. Segundo o governador, o tráfego intenso de carros e caminhões faz com que a ampliação seja necessária para garantir o desenvolvimento de toda a região.

“Essa é uma obra que impacta não apenas Brusque e Gaspar, mas todo o Vale do Itajaí. A rodovia precisa ser duplicada. Há um movimento intenso de veículos leves e caminhões, muitas empresas às margens. Por isso mesmo, o projeto prevê a duplicação, marginais e viadutos. Hoje damos o pontapé inicial dessa importante intervenção para o futuro da região”, afirma Carlos Moisés.

O mecânico Emerson Merizio, de 40 anos, mora em Brusque e trabalha em Gaspar, às margens da SC-108. Todos os dias, ele percorre o trecho que será duplicado. De acordo com o profissional, o investimento é mais do que necessário.

“Se você rodar por aqui a partir das 16h, vai ver o congestionamento que se forma. A rodovia não recebeu a atenção devida ao longo do tempo, por isso estamos muito felizes com este investimento. Vai melhorar muito. Ando por este trecho todos os dias e sei o quanto a duplicação é necessária”, diz Merizio.

Mais desenvolvimento e mobilidade urbana

O prefeito de Gaspar, Kleber Wan-Dall, conta que o principal impacto da obra será a melhoria na mobilidade urbana. “O Vale Europeu cresce muito, e a mobilidade urbana nos preocupa. A Rodovia Ivo Silveira precisa de melhorias. Essa duplicação vai permitir que a região se desenvolva substancialmente. E também vai dar segurança para os motoristas e para os pedestres”, enfatiza o prefeito.

Opinião semelhante tem o presidente da Associação Empresarial de Gaspar, Edemar Wieser. Ele lembra que a Rodovia Ivo Silveira é fundamental por causa das empresas do ramo têxtil: “Queremos fazer com que, no futuro, essa estrada seja conhecida como a Rota da Moda”.

O prefeito de Brusque, Ari Vequi, recorda que a cidade já possui um acesso duplicado com a BR-101, por meio da rodovia Antonio Heil, inaugurada em 2020. Agora, a duplicação se dará no segundo acesso, até a BR-470. “Brusque fará parte de um pequeno grupo de cidades em Santa Catarina que possuem dois acessos duplicados. Essa obra será um grande anel de ligação para região, beneficiando também quem se desloca para Blumenau e Ilhota”, afirma Vequi.

Também em Gaspar, o governador anunciou a liberação de R$ 46 milhões para a prefeitura realizar obras estruturantes.

O ato foi acompanhado pelos deputados estaduais Jerry Comper, Osmar Vicentini, Ricardo Alba e pela suplente Dirce Heiderscheidt, além de secretários de Estado e autoridades locais.

Informações adicionais para imprensa:
Leonardo Gorges
Assessoria de Imprensa
Secretaria de Estado da Comunicação - SECom
E-mail: leonardogorges@secom.sc.gov.br 
Fone: (48) 3665-3045
Site: www.sc.gov.br 

 

 

 Fotos: Julio Cavalheiro/Secom

Em seus 40 anos de história, o Terminal Rodoviário Rita Maria, em Florianópolis, passa pelo seu melhor momento. O Governo de Santa Catarina lançou nesta quarta-feira, 8, o edital de licitação para a concessão do coração da malha rodoviária catarinense. Com a transferência da gestão, a manutenção do terminal passará para uma empresa privada, vencedora do processo licitatório, pelo prazo de 30 anos.

::: Confira o Edital de Concessão do Terminal Rodoviário de Rita Maria

"Já temos o melhor aeroporto e agora teremos, certamente, o melhor terminal rodoviário do país. O programa de concessões tem por objetivo melhorar a prestação de serviços à população. Já realizamos a concessão do Centro de Eventos de Balneário Camboriú e temos vários projetos em andamento, tanto de concessões quanto de parcerias público-privadas, como a construção do Complexo Hospitalar de Santa Catarina, o Aeroporto de Jaguaruna, o Complexo Prisional de Blumenau e o Mirante da Serra do Rio do Rastro,” disse o governador Carlos Moisés.

Quem vencer o certame terá de investir cerca de R$ 36 milhões em melhorias e modernização previstos no Processo de Manifestação de Interesse que antecedeu o edital. Um estudo detalhado mostrou a viabilidade econômica da exploração comercial e apontou as melhorias necessárias aos usuários.

“Estamos devolvendo ao Terminal Rita Maria a importância que já teve nos seus primeiros anos, quando foi um local de convivência. A precariedade e as dívidas que encontramos, quando assumimos essa estrutura, ficaram para trás. É possível sim fazer uma gestão pública focada em resultados”, comemora o secretário de Estado da Infraestrutura e Mobilidade, tenente-coronel Thiago Vieira.

Conforme o edital, a concessão prevê melhorias como modernização no saguão e plataforma de embarque e desembarque, construção de passeios cobertos para facilitar o deslocamento de pedestres ao Ticen, mudança das plataformas de venda de passagens para o segundo andar e praça de alimentação e espaços comerciais no térreo.

A secretária-adjunta da Fazenda, Michele Roncalio, destacou que o projeto de concessão vem sendo trabalhado desde 2019. “Uma das diretrizes traçadas era preservar o máximo possível as tarifas aos usuários, sobretudo do transporte intermunicipal que é a grande demanda. É um empreendimento que o Governo do Estado com a expertise da iniciativa privada vai entregar como um presente aos catarinenses, a todos que passam pelo Terminal Rita Maria.”

Com um comércio há 13 anos no terminal, Elio Mauricio, tem boas expectativas a partir da concessão. “Esperamos uma grande melhoria dentro de todos os setores, tanto para o usuário quanto para o comércio. Com o investimento proposto, a nova forma de gestão trará competitividade e modernidade ao ambiente geral. Isso vai atrair mais pessoas para o terminal. É isso que esperamos.”

A licitação

A modalidade de licitação será por concorrência pública - maior outorga, com valor mínimo de R$ 1,2 milhão. Dos recursos de R$ 36 milhões em investimentos, o valor aproximado de R$ 29 milhões deverá ser aplicado nos três primeiros anos.

A sessão pública de abertura das propostas está marcada para o dia 26 de julho, às 14h, no teatro Pedro Ivo. O edital recebeu o parecer jurídico favorável da Procuradoria Geral do Estado (PGE) e foi analisado previamente pelo Tribunal de Contas do Estado de Santa Catarina. A expectativa é de que empresas expressivas no cenário nacional se interessem pela concessão.

“Temos a certeza que estamos fazendo um processo transparente e oferecendo segurança ao investidor. O governo catarinense deixará de ser o gestor para ser o fiscal do Terminal”, pontuou o diretor de Desestatizações e Parcerias da Secretaria da Fazenda, Ramiro Zinder.

Acompanharam o lançamento a diretora de Licitação e Contratos da Secretaria de Administração, Karen Bayestorff Duarte, o gerente Administrativo do Terminal Rodoviário, Carlos Alberto Machado.

Quitação de dívida

Nos últimos quatro anos, o Governo do Estado quitou a dívida de R$ 29,2 milhões que o Rita Maria tinha com a União, pois se encontra em uma área de aterro, e investiu mais de R$ 18 milhões em reformas, que afetam desde o sistema hidrossanitário até a segurança contra incêndio. Até o final do próximo ano serão mais R$ 1,6 milhão em melhorias.

Relevância

Fundado no dia 7 de setembro de 1981, o Rita Maria conta com uma área 70 mil metros quadrados. Conta com 215 linhas diárias. Cerca de 10 mil pessoas passam todos os dias pelo local.

Terminal Rodoviário Rita Maria em 2019

  • Dívida histórica e milionária com a União limitava o processo de concessão
  • Alvará de funcionamento sem regularização
  • Telhado com diversos problemas de goteiras
  • Rede de esgoto precária, com concentração de resíduos e dejetos no subsolos do terminal, o que causava proliferação de ratos e insetos
  • Déficit de servidores inviabilizava o controle de passageiros e atrapalhava a cobrança

Terminal Rodoviário Rita Maria em 2022

  • Dívida com a União paga
  • Alvará de funcionamento em fase de conclusão
  • Obra no telhado amenizou problemas de infiltração
  • Reforma proporcionou ajustes hidrossanitários e solucionou problemas
  • Reforço de servidores na área administrativa resultou em aumento da arrecadação do terminal

Principais investimentos

  • Projeto Preventivo Contra Incêndio
  • Reforma hidrossanitárias e dos banheiros
  • Impermeabilização da cobertura e recuperação do subsolo
  • Troca do piso, colocação de cerca de segurança e a pintura das paredes internas, externas e do teto
  • Revitalização do pavimento asfáltico e estacionamentos
  • Aquisição de cerca de 300 novas cadeiras estofadas, padrão aeroporto (chegam nas próximas semanas)
  • Conserto das portas automatizadas
  • Reforço na equipe de segurança interna
  • Incremento nos processos de higienização
  • Principais melhorias previstas com a concessão:
  • Passeio coberto de ligação do Rita Maria ao TICEN
  • Retrofit da fachada principal e novo acesso
  • Mudança dos guichês de venda de passagens para o mezanino (hoje funcionam no térreo)
  • Novo hall de circulação no mezanino
  • Wi-Fi atendendo a todo o terminal
  • Instalação de um parque de energia fotovoltaica
  • Modernização do saguão de embarque e da praça de alimentação
  • Melhorias nas plataformas de embarque e desembarque
  • Implantação de escadas rolantes, de um elevador e de uma plataforma para pessoas com deficiência
  • Substituição dos bancos na sala de espera;
  • Piso térreo com mais lojas, melhorando a distribuição das atividades e criando um mix novo e diversificado de produtos
  • Reforma e ampliação dos banheiros, incluindo sanitários para pessoas com deficiência e "espaço família" com fraldário e sanitário infantil

Mais informações para a imprensa:
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Comunicação - Secom
Governo de Santa Catarina
Fone: (48) 3665-3029
E-mail: imprensa@secom.sc.gov.br
Site: www.sc.gov.br

 

Aeroporto Regional  de Jaguaruna - Foto: Julio Cavalheiro / Secom 

Está previsto para setembro o início da operação da Gol Linhas Aéreas nos aeroportos Regional da Serra Catarinense (Correia Pinto) e Regional Sul (Jaguaruna). Serão três voos semanais, às terças-feiras, às quintas e aos sábados, com itinerário Guarulhos - Correia Pinto - Jaguaruna - Guarulhos.

A Secretaria de Estado da Infraestrutura e Mobilidade destaca que o Aeroporto Regional do Planalto Serrano e o Aeroporto Regional Sul dividem, atualmente, a segunda colocação como as pistas de maior suporte/resistência de SC, o que possibilita a operação de aeronaves de grande porte.

“São aeroportos excelentes do ponto de vista técnico e têm potencial de serem ainda melhores”, destaca o secretário de Estado da Infraestrutura e Mobilidade, Thiago Vieira.

Mais informações para imprensa:
Bianca Backes
Vanessa Pires
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Infraestrutura e Mobilidade
(48) 3664-2008 / 9-84148268
ascom.sie@gmail.com

 

 

 Foto: Ascom/SIE

A Secretaria de Estado da Infraestrutura e Mobilidade está investindo R$ 32 milhões em equipamentos para uso em conservação rodoviária. O material será cedido aos consórcios municipais, para uso em obras regionais. A ação atende a uma demanda de 12 anos sem compra de máquinas pela pasta.

“Colocamos as contas em dia e agora podemos voltar a investir também em equipamentos. O municipalismo é a grande marca dessa gestão, que faz obras com dinheiro próprio e ainda consegue investir em obras de responsabilidade dos municípios e até federais”, destaca o titular da pasta, tenente-coronel Thiago Vieira.

Parte do material está exposto no posto da Polícia Militar Rodoviária (PMRv) na SC-401, em Ratones, em Florianópolis. As 23 retroescavadeiras que estão no local aguardam licenciamento para serem então distribuídas.

Ainda estão sendo adquiridas:

  • 23 motoniveladoras
  • 23 tratores de esteira
  • 23 rolos compactadores
  • 23 pás carregadeiras sobre rodas
  • 23 caminhões caçamba basculantes
  • 23 caminhões reboque
  • 23 semirreboques prancha
  • 23 retroescavadeiras

Mais informações para imprensa:
Bianca Backes
Vanessa Pires
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Infraestrutura e Mobilidade
(48) 3664-2008 / 9-84148268
ascom.sie@gmail.com

 

Foto: Divulgação / SIE 

A Secretaria de Estado da Infraestrutura e Mobilidade informa que, por questões de segurança, continua expressamente proibida a passagem de qualquer tipo de veículo e até mesmo de pedestres na Serra do Corvo Branco (SC-370), do corte da Serra até Grão Pará. O bloqueio passará a ser monitorado pela Polícia Militar Rodoviária (PMRv).

“Fechar a Serra do Corvo Branco não é o que nós gostaríamos. Mas é o que é necessário fazer para a segurança das pessoas. Estamos diante de uma situação bastante crítica e que precisa de uma intervenção técnica. A questão nunca foi apenas a limpeza da via, há risco de quedas de rochas, que foi o que aconteceu no último domingo e pode voltar a ocorrer a qualquer momento. Além disso, tivemos perdas de pista e, com as chuvas, podem ocorrer outras”, destaca o titular da pasta, tenente-coronel Thiago Vieira.

Nesta quinta-feira, geólogos da Defesa Civil especialistas em desastres, equipes coordenadas pela SIE e representantes do Exército Brasileiro avaliaram a situação no local. O secretário adjunto da SIE, engenheiro Civil Alexandre Martins, explica que os moradores que protestaram na área na última quarta-feira jogaram material rochoso, barro e até mesmo guard-rails nas encostas. Com isso, houve sérios danos à vegetação, que naturalmente exerce a função de conter as encostas.

“São mais de duas toneladas de rochas que foram deixadas na via justamente para proteger a pista do material que ainda está por cair. Estamos trabalhando para mitigar os riscos agora”, avalia Martins.

Novas ações

Juntamente com o Batalhão do Exército de Lages, a SIE avalia a possibilidade de uma detonação da rocha que está em risco. Paralelamente, a empresa contratada trabalha no desmonte a frio da rocha no ponto onde houve perda de pista. O objetivo é abrir caminho para um novo traçado com segurança.

Desde as fortes chuvas no começo de maio, que provocaram cerca de 20 quedas de barreiras no trecho, equipes coordenadas pela SIE trabalham incessantemente na área.

Mais informações para imprensa:
Bianca Backes
Vanessa Pires
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Infraestrutura e Mobilidade
(48) 3664-2008 / 9-84148268
ascom.sie@gmail.com

 

rodoviaria 9

O governador Carlos Moisés autorizou a abertura do edital para a concessão do Terminal Rodoviário Rita Maria, na Capital. A empresa que vencer o certame licitatório terá 30 anos para operar a ferramenta e, em troca, deverá fazer investimentos totais de R$ 30 milhões na estrutura.

“Queremos um Estado mais leve. Começamos com o Centro de Eventos de Balneário Camboriú, que foi a primeira concessão da história do Estado, e agora o Terminal Rodoviário de Florianópolis. Com os investimentos que terão que ser feitos, Florianópolis vai ganhar um terminal rodoviário moderno, confortável e funcional”, afirma Carlos Moisés.

“Antes tínhamos na Capital do nosso Estado um aeroporto com cara de rodoviária. Agora temos um dos melhores aeroportos do país. E em breve teremos uma rodoviária com cara de aeroporto”, comemora o secretário de Estado da Infraestrutura e Mobilidade, Thiago Vieira.

Estão previstas melhorias como modernização no saguão e plataforma de embarque e desembarque, construção de passeios cobertos para facilitar o deslocamento de pedestres ao Ticen, mudança das plataformas de venda de passagens para o segundo andar e praça de alimentação e espaços comerciais no térreo.

rodoviaria 8 

As mudanças foram sugeridas pelo estudo realizado na fase do Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI), que avaliou a viabilidade técnica e econômica da exploração do Rita Maria.

Agora, a SIE aguarda apenas o parecer da Procuradoria Geral do Estado (PGE) para dar sequência ao processo licitatório - o que deve ser concluído ainda nesta semana. A expectativa é de que empresas expressivas no cenário nacional se interessem pela concessão.

“Ainda na PMI, empresas de renome nos procuraram para realizar os estudos. A tendência é que a concessão siga o mesmo caminho”, avalia o diretor de Desestatização e Parcerias da Secretaria da Fazenda, Ramiro Zinder.

rodoviaria 6

As mudanças foram sugeridas pelo estudo realizado na fase do Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI), que avaliou a viabilidade técnica e econômica da exploração do Rita Maria.

Agora, a Secretaria de Estado da Infraestrutura aguarda o parecer da Procuradoria-Geral do Estado (PGE) para prosseguir o processo licitatório - o que deve ser concluído ainda nesta semana.

“Ainda na PMI, empresas de renome nos procuraram para realizar os estudos. A tendência é que a concessão siga o mesmo caminho”, avalia o diretor de Desestatização e Parcerias da Secretaria da Fazenda, Ramiro Zinder.



:: Confira as principais melhorias previstas

  • Passeio coberto de ligação do Rita Maria ao Ticen
  • Retrofit da fachada principal e novo acesso
  • Mudança dos guichês de venda de passagens para o mezanino (hoje funcionam no térreo)
  • Novo hall de circulação no mezanino
  • Wi-Fi atendendo a todo o terminal
  • Instalação de um parque de energia fotovoltaica
  • Modernização do saguão de embarque e da praça de alimentação
  • Melhorias nas plataformas de embarque e desembarque
  • Implantação de escadas rolantes, de um elevador e de uma plataforma para pessoas com deficiência
  • Substituição dos bancos na sala de espera;
  • Piso térreo com mais lojas, melhorando a distribuição das atividades e criando um mix novo e diversificado de produtos
  • Reforma e ampliação dos banheiros, incluindo sanitários para pessoas com deficiência e "espaço família" com fraldário e sanitário infantil

 

Mais informações para imprensa:
Bianca Backes
Vanessa Pires
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Infraestrutura e Mobilidade
(48) 3664-2008 / 9-84148268
ascom.sie@gmail.com

 Foto: Ascom/Detran

A partir desta quarta-feira, 1º de junho, entrará em vigor o novo modelo da Carteira Nacional de Habilitação (CNH). A mudança tem o objetivo de alinhar a carteira de motorista brasileira com o padrão internacional, além de acrescentar dispositivos de segurança contra falsificações. 

O documento terá alteração das cores, que será predominantemente amarela e verde. Da mesma forma, terá desenhos dos veículos dos quais o condutor pode dirigir. 

Abaixo da tabela de categorias estará o quadro de observações para informar restrições médicas e se o condutor exerce atividade remunerada, por exemplo. 

O novo modelo conta com padrões de segurança contra falsificações, tinta especial fluorescente, bem como itens visíveis apenas com luz ultravioleta e holograma na parte inferior do documento. 

Inclusão de nome social

O condutor que quiser poderá incluir na nova CNH o seu nome social e filiação afetiva. A inclusão do nome social na CNH poderá ser feita somente para quem tem o nome social na carteira de identidade.

A troca do documento será de forma gradativa, nas seguintes situações:

  • Renovação da CNH.
  • Inclusão de uma categoria.
  • Troca devido a algum erro entre os dados impressos.
  • Solicitação da segunda via do documento.

 

Informações adicionais para imprensa:
Aline Rebequi Cavallazzi
Assessoria de Imprensa
Departamento Estadual de Trânsito do Estado (Detran)
E-mail: imprensa@detran.sc.gov.br
Telefone: (48) 3664-1733
Site: www.detran.sc.gov.br/ 

 

ingleses 4 Foto: Ascom/SIE

Um novo recurso para a mobilidade no Norte da Ilha está em execução pelo Governo do Estado, via Secretaria de Estado da Infraestrutura Mobilidade (SIE): a implantação de uma rotatória na SC-403, na entrada do bairro Ingleses (no sentido de quem vem da SC-401). A nova intersecção vai facilitar o retorno no local e o futuro acesso à Rua das Gaivotas, que será executado pelo município de Florianópolis com recursos do Plano 1000. 

“É uma obra que vai desafogar o trânsito de toda essa região, tanto dos Ingleses quanto do Santinho e Rio Vermelho, que só cresce. Sem contar no alívio durante a temporada”, destaca o secretário de Estado da Infraestrutura e Mobilidade, tenente-coronel Thiago Vieira. 

Com investimento de R$ 3,6 milhões, a obra está na fase de execução da drenagem e alargamento da pista. Por ora, não será necessário desvio do trânsito, já que o serviço é realizado nas laterais da pista. De toda forma, o secretário Vieira adianta que as obras devem ocorrer à noite nesta primeira fase, com objetivo de atrapalhar o mínimo possível. 

“Impossível uma obra sem transtornos, mas nos esforçamos sempre para impactar o mínimo a vida dos cidadãos”, reforça Vieira. 

A previsão é de que o serviço seja concluído em dezembro.

ingleses 2

Mais informações para imprensa:
Bianca Backes
Vanessa Pires
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Infraestrutura e Mobilidade
(48) 3664-2008 / 9-84148268
ascom.sie@gmail.com

Salvar
Preferências para Cookies
Usamos cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site. Se você recusar o uso de cookies, este site pode não funcionar como esperado.
Aceitar todos
Rejeitar todos
Leia mais
Analytics
Ferramentas usadas para analisar os dados para medir a eficácia de um site e entender como ele funciona.
Google Analytics
Aceitar
Rejeitar