Fotos: Júlio Cavalheiro/Secom

Os investimentos, esforços e planejamento do Governo do Estado para qualificar os aeroportos de Jaguaruna e Forquilhinha foram o tema da apresentação do governador Carlos Moisés a lideranças do Sul do estado na manhã desta sexta-feira, 15. Na Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Tubarão, o governador e gestores da Secretaria de Estado da Infraestrutura e Mobilidade expuseram as melhorias realizadas e previstas no modal aeroviário da região.

"Organizamos as contas públicas, elegemos a infraestrutura como prioridade, e estamos investindo no fortalecimento da aviação regional. Nos dois aeroportos do Sul, são mais de R$ 88 milhões entre os investimentos já realizados, em andamento e planejados até o ano que vem. Com esse aporte e a concessão do Aeroporto de Jaguaruna, haverá uma transformação muito grande para a região. O desenvolvimento do Sul de Santa Catarina é um caminho sem volta", projetou o governador Carlos Moisés.

Na ocasião, ele também se comprometeu a firmar um convênio com o município de Tubarão, para viabilizar a fiação subterrânea na rua Lauro Müller.

Na avaliação do presidente da CDL de Tubarão, Rafael Gomes Silvério, a apresentação foi positiva. "O governador veio trazer boas notícias para nós, sobre investimentos para o crescimento da região Sul. Com essas melhorias, certamente haverá mais desenvolvimento e condições melhores para as empresas que representamos", sintetizou.

Aeroporto de Jaguaruna

Conforme a apresentação realizada na CDL, o Aeroporto Regional Sul Humberto Ghizzo Bortoluzzi, de Jaguaruna, deve receber aproximadamente R$ 72 milhões em investimentos. No ano que vem, é possível que haja até três companhias aéreas operando voos regulares no local, uma vez que a Gol também já manifestou essa intenção. Atualmente, Azul e Latam atuam em Jaguaruna.

"Onde há aeroportos fortes, há encurtamento de distâncias, há desenvolvimento e melhoria de qualidade de vida para toda a região. Em Jaguaruna, tínhamos um terminal de passageiros com goteira e ninguém querendo operar. Hoje temos perspectivas muito melhores. Precisamos dar as condições para atrair voos de carga, acreditando que haverá essa demanda, porque esta é uma região importante", expôs o secretário de Estado da Infraestrutura e Mobilidade, Thiago Augusto Vieira.

O Governo do Estado promoveu iniciativas como melhorias no terminal de passageiros, implantação de nova sinalização horizontal, reforma e regularização do serviço contra incêndio, regularização ambiental, desenvolvimento e aprovação do Plano Diretor Aeroportuário e a certificação operacional pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), que está em andamento. Em Jaguaruna, também foi pavimentada a estrada que liga a área central do município ao aeroporto. No total, são cerca de R$ 18 milhões investidos.

O Governo do Estado ainda investirá mais de R$ 54 milhões para alargar a pista de pouso e decolagem de 30 para 45 metros e a ampliação e reformulação do terminal de passageiros. O comprimento da pista de pouso, de 2.500 metros, já é o maior de Santa Catarina e adequado a todas as operações futuras em Jaguaruna.

O Aeroporto de Jaguaruna está em processo de concessão para a iniciativa privada. No início deste mês, dois estudos de viabilidade técnica, econômico-financeira, jurídica e ambiental, feitos por empresas autorizadas, foram apresentados e estão sendo avaliados pela comissão de avaliação do Governo do Estado. A expectativa é avançar para as fases de consulta pública e audiência pública entre dezembro de 2021 e fevereiro de 2022 e, tão logo ocorra a análise do Tribunal de Contas do Estado (TCE), o edital seja publicado em meados de 2022.

Aeroporto de Forquilhinha

Já o Aeroporto Diomício Freitas, de Forquilhinha, passou por regularização operacional e receberá ações para corrigir falhas no pavimento da pista de pouso e decolagem e das pistas de taxiamento, assim como para adequar a sinalização e o cercamento. A licitação para esses trabalhos, orçados em R$ 13,8 milhões, está em andamento. A previsão é assinar a ordem de serviço no fim de novembro e concluir a obra em junho de 2022.

O Governo do Estado também planeja implantar o sistema de Estação Meteorológica de Superfície Automática com Estação de Radiodifusão Automática de Aeródromo (EMS-A/ ERAA), com mais R$ 2,7 milhões em investimentos. Na prática, significa a retomada das operações por instrumentos com baixo custo de operação e elevado grau de segurança e regularidade operacional. Os projetos foram encaminhados ao Departamento de Controle do Espaço Aéreo (Decea), da Aeronáutica, e estão em análise pelo órgão federal.

Atenção inédita aos aeroportos

Na avaliação do diretor de Integração de Transportes da Secretaria de Estado da Infraestrutura e Mobilidade, Ivan Amaral, a regulamentação dos incentivos fiscais para a aviação, que prevê menor tributação para as que operarem em mais aeroportos catarinenses, também incentivou o desenvolvimento da aviação regional em Santa Catarina e agora é modelo para outros estados.

"Tenho 36 anos de serviço público e o foco sempre foi o transporte rodoviário. Quase não se falava de ferrovias, portos e aeroportos. Agora estamos trabalhando todos os modais e isso é muito importante", relatou Amaral.

A apresentação na CDL teve a participação do deputado estadual Volnei Weber, o prefeito de Tubarão, Joares Ponticelli, os presidentes de associações empresariais Gean Carlo de Bom da Silva (Tubarão), Moacir Dagostin (Criciúma) e Wagner Simão Medeiros (Jaguaruna), entre outras lideranças da região.

Informações adicionais para a imprensa
Renan Medeiros
Assessoria de Imprensa
Secretaria Executiva de Comunicação - SECom
E-mail: renan@secom.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-3058 
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e @GovSC


Fotos: Gustavo Camargo/Porto de São Francisco do Sul

A ferrovia cumpre um papel essencial no escoamento da produção de grãos para o Porto de São Francisco do Sul. Anualmente, são cerca de 700 trens que chegam ao complexo portuário, carregados de soja e milho, principalmente. Estas composições transportam mais de 3 milhões de toneladas, metade da exportação de cereais realizada pelo Porto todos os anos. O restante chega por meio de caminhões.

Origem

A maioria dos grãos é proveniente de Santa Catarina, Paraná e Mato Grosso do Sul e alcança o Porto por meio do corredor ferroviário que liga Mafra, no Planalto Norte de SC, ao Porto de São Francisco, num trajeto de 170 quilômetros.

Em Corupá, a 80 quilômetros do complexo portuário, é feito o transbordo e distribuição dos vagões que seguem para São Francisco.

Como as composições circulam a 25-30 quilômetros por hora, esse percurso demora cerca de 2,5 horas.

Milhares de vagões

Em média, cada trem da empresa Rumo é composto por 80 vagões, que transportam em torno de 50 toneladas cada um.

Assim, todos os anos, aproximadamente 57 mil vagões são descarregados em três locais do complexo portuário: no terminal graneleiro, administrado pelo Porto, e em mais dois terminais privados, Terlogs e Bunge.

A partir daí, os grãos seguem por uma longa esteira aérea, chamada de correia transportadora, até chegar aos navios cargueiros que têm, na sua maioria, a Ásia como destino final.

Economia anual

A administração do Porto é responsável pela manutenção da estrutura ferroviária no interior do complexo.

“Temos investido prioritariamente para otimizar a descarga dos trens”, explica o presidente do Porto de São Francisco do Sul, Cleverton Vieira, salientando que foram disponibilizados dois funcionários exclusivamente para a conservação do espaço.

“Essa iniciativa gera uma economia aos cofres públicos de R$ 1 milhão por ano, já que não é necessário contratar um serviço externo”.

Entre os trabalhos de manutenção estão a troca de dormentes, correção de anomalias nos trilhos e pintura da sinalização de segurança.

>>> Confira o vídeo 

Informações adicionais para a imprensa:
Billy Culleton
Assessoria de Imprensa
Porto de São Francisco do Sul
E-mail: billy@portodesaofranciscodosul.com.br
Fone: (48) 99968-3091
Site: www.portosaofrancisco.com.br
@scparportodesaofranciscodosul

Fotos: Peterson Paul / Secom

A celebração dos 95 anos da Secretaria de Estado da Infraestrutura e Mobilidade (SIE) veio com novidades positivas para Santa Catarina: o Governo do Estado lançou nesta sexta-feira, 8, o SC Mais Mobilidade, um programa integrado de ações para resolver gargalos, facilitar conexões, encurtar distâncias e integrar as regiões. O planejamento inclui iniciativas em diferentes estágios e em todos os modais de transporte.

“Santa Catarina cresce muito além da média nacional e precisa de uma infraestrutura à altura dos estágios de desenvolvimento econômico e social que queremos atingir. Pela primeira vez, estamos pensando nas rodovias, ferrovias, aeroportos e portos de forma integrada, aproximando as regiões e melhorando a vida das pessoas”, afirma o governador Carlos Moisés.

:: Mais fotos no álbum 

De acordo com o secretário de Estado da Infraestrutura, Thiago Augusto Vieira, o SC Mais Mobilidade se baseia em pilares como a intermodalidade, acessibilidade universal, a segurança no deslocamento das pessoas, a responsabilidade ambiental e a humanização do transporte.

“​​Quando chegamos, Santa Catarina tinha 74% da malha esburacada, oito aeroportos interditados e nenhum planejamento ferroviário. Agora, a infraestrutura passou a ser prioridade dentro do Governo, de fato, pela primeira vez. Colocamos o pé no acelerador e Santa Catarina virou um canteiro de obras”, avalia Vieira.

Governo regulariza transporte coletivo intermunicipal


Foto: Ricardo Wolffenbüttel / Secom

Na ocasião do aniversário da SIE, o Governo do Estado também formalizou a regularização do transporte coletivo intermunicipal de passageiros rodoviário, aquaviário e semiurbano. A medida é inédita e soluciona um problema histórico, garantindo estabilidade dos serviços oferecidos aos catarinenses e segurança jurídica para as empresas.

A medida é resultado de um acordo com o Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) e do diálogo com 70 representantes de empresas que operam o transporte intermunicipal.

“O acordo técnico permitirá ao Estado fazer contrato com as empresas operadoras e avançar na qualidade do transporte intermunicipal de passageiros”, projeta Vieira.

Com a formalização do acordo, as empresas terão um prazo de três anos para fazer ajustes operacionais, com apoio da equipe técnica do Governo do Estado. Inicialmente, serão assinados Termos Temporários, que terão validade até a definição das concessões para operar em Santa Catarina, a serem realizadas por meio de licitações.

A etapa seguinte será o trabalho para a implementação do sistema de bilhetagem eletrônica, que integrará todos os operadores intermunicipais, permitindo também a implantação da política de gratuidade e subsídios.

FCEE ganhará novo prédio, projetado com a metodologia BIM



Além de encaminhar a solução de um problema histórico, a Secretaria de Estado de Infraestrutura e Mobilidade celebrou o aniversário com novidades voltadas para o futuro. O órgão lançou a licitação para a primeira contratação de empresa de engenharia especializada para a construção do novo prédio da Fundação Catarinense de Educação Especial (FCEE), em São José, orçada em R$ 26,6 milhões.

O diferencial é que a obra foi projetada e será construída utilizando a metodologia Building lnformation Modelling (BIM), adotada como estratégia para todas as obras públicas em Santa Catarina. Com isso, os projetos de arquitetura e engenharia ganham um novo fluxo. Os processos se dão de forma coletiva e interdisciplinar, reunindo as informações em um único modelo, trazendo mais efetividade na compatibilização e nas estimativas dos custos das obras.

A tecnologia BIM garante a redução de perdas e desperdício ao longo da construção, permitindo também que haja um planejamento preciso para manutenção dos bens públicos. Na prática, a tendência é que a metodologia BIM resulte em obras mais funcionais ao usuário final e em mais economia ao Estado, por minimizar erros, facilitar e agilizar a execução das obras.

A atual estrutura física da FCEE foi construída entre 1978 e 1982, onde trabalham cerca de 400 servidores que realizam atividades relacionadas ao atendimento especializado a pessoas com deficiência, autistas, hiperativas e de altas habilidades ou superdotação. São aproximadamente 600 atendimentos por dia. O novo prédio dentro do campus vai suprir uma demanda de espaços físicos mais adequados e acessíveis e modernizar a estrutura atual. 

Novos drones e veículos para a Infraestrutura



Novos drones e veículos também farão parte, em breve, do cotidiano da Secretaria de Estado da Infraestrutura e Mobilidade. Dez drones de alta capacidade foram entregues nesta sexta-feira. Os equipamentos são de alta capacidade e qualidade de imagem para atender as recorrentes tarefas de vistoria e inspeção, principalmente as realizadas em coberturas de edificações e em locais de difícil acesso.

Na ocasião, o Governo do Estado também garantiu os recursos das emendas parlamentares para a compra de 20 caminhonetes, dois veículos do tipo SUV e mais 10 drones.

O investimento é de aproximadamente R$ 3 milhões. As emendas somam aproximadamente R$ 1 milhão e a SIE complementará o valor necessário às aquisições.

As emendas são de autoria dos deputados Altair Silva, Coronel Mocelin, José Milton Scheffer, Marcos Vieira, Paulinha, Rodrigo Minotto, Romildo Titon e Vicente Caropreso. Os veículos serão utilizados tanto no órgão central da SIE quanto nas oito coordenadorias regionais para visitas técnicas, fiscalização e transporte de materiais.

Aniversário com homenagens e comemorações



A celebração do aniversário da SIE, realizada no Teatro Pedro Ivo, em Florianópolis, foi de homenagens a servidores do órgão de todas as regiões. Eles receberam uma lembrança confeccionada em madeira e rebites originais da Ponte Hercílio Luz, que, assim como a SIE, também completou 95 anos em 2021 e está no melhor momento de sua história. A Polícia Militar Rodoviária também foi homenageada.

“Sempre tivemos uma equipe apaixonada pela infraestrutura, ainda que pequena. Por isso ampliamos o corpo técnico, incluindo mais 140 engenheiros. Tão logo seja possível, faremos a contratação de mais técnicos. Estamos melhorando as condições de trabalho para ​resgatar a vanguarda e o pioneirismo no cenário nacional. Temos um time que não cansa de trabalhar e vem trazendo avanços imensuráveis para os catarinenses”, reconhece o secretário Vieira.

Servidores homenageados

  • Adalberto de Souza
  • Adão Marcos França
  • Alex Goetten
  • Andrea Teixeira
  • Antônio Luiz do Livramento (representando todos que já passaram pela SIE)
  • César Santos Farias
  • Claudio Garcia
  • Clayton Bortoluzzi
  • David Godinho
  • Eder Carlos Quirino
  • Elisangela dos Santos
  • Fernanda de Menezes
  • Gabriela de Souza Zanini
  • Gilberto Luz
  • Gustavo Mirales
  • Gustavo Taufembach
  • Ivan Amaral
  • Ivan Sandrini Nicolazzi
  • Jair José da Silva
  • Janaina Farias
  • Janice Lea Goes
  • Joceli Sebastião Alan
  • Jorge João Pereira
  • José Abel da Silva
  • José Euclides de Almeida Albuquerque
  • José Luiz Schmitt
  • Letícia Tramontin
  • Luciane Chaves Lopes Lemos
  • Lucivane Lima de Queiroz
  • Ludmar Aladia D'Agnoluzzo Ferro
  • Luiz Gonzaga Nunes
  • Narciso Leal Narciso
  • Paulo Fernando Bonato
  • Pedro Paulo Cardoso
  • Priscila Gusberti
  • Roberto Olímpio Zeferino
  • Rubens Eduardo Uhlmann
  • Silmar Neckel Antunes
  • Sonia Raquel Medeiros Amorim
  • Taís Gomes
  • Thairini Claudino Zavistanovicz
  • Valdir Cesar Andrade Wolf
  • Valdir Kruger
  • Wilmar Borges de Moraes

Os atos tiveram a presença da deputada estadual Paulinha, secretários de Estado Jorge Eduardo Tasca (Administração) e Paulo Eli (Fazenda), o secretário adjunto de Infraestrutura e Mobilidade, Alexandre Martins da Silva, do subchefe da Casa Civil, Juliano Chiodelli, do procurador-geral do Estado, Alisson de Bom de Souza, o controlador-geral do Estado, Cristiano Soccas, o presidente do Instituto do Meio Ambiente (IMA), Daniel Vinicius Netto, da Agência de Regulação de Serviços Públicos de Santa Catarina (Aresc), Elmis Mannrich, e do Procon, Tiago Silva, o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Dionei Tonet, o promotor de Justiça Thiago Carriço de Oliveira, além de gestores e técnicos do Governo do Estado e representantes das empresas.

Informações adicionais para a imprensa
Renan Medeiros
Assessoria de Imprensa
Secretaria Executiva de Comunicação - SECom
E-mail: renan@secom.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-3058 
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e @GovSC

Para facilitar e tornar mais ágil o contato com a comunidade, o Departamento Estadual de Trânsito de Santa Catarina (Detran) passa a disponibilizar um número de WhatsApp. O novo canal de comunicação vai fornecer informações sobre procedimentos relacionados a veículos e habilitação ou outros referentes ao trabalho do órgão. O usuário deve enviar uma mensagem para o número (48) 3664-1902.

“Muitos foram os avanços do Detran nestes últimos dois anos, agora o atendimento pelo WhatsApp é mais uma forma de nos aproximar da comunidade e garantir uma resposta rápida às demandas. Trabalhamos para facilitar a comunicação e oferecer o melhor atendimento à população catarinense”, disse a diretora do Detran, Sandra Mara Pereira.

A Gerência de Informática e Estatística de Trânsito será responsável por receber as demandas. O gerente do setor, Raphael Schlindwein, destacou que o atendimento via WhatsApp é exclusivamente de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 18h30. Mas além da nova ferramenta, o usuário pode ter acesso a serviços do Detran através do portal do órgão. O serviço pelo centraldeinformacoes@detran.sc.gov.br também continua em operação com resposta em poucos minutos.

“Os smartphones fazem parte do cotidiano das pessoas e enviar os questionamentos por meio de uma plataforma tão difundida garante conforto ao usuário. A chegada dessa nova modalidade de atendimento traz uma evolução, sendo que muitas das demandas podem ser resolvidas de forma online. É importante também frisar que os demais canais de comunicação do Detran continuam ativos e à disposição da comunidade”, informou Schlindwein.

Informações adicionais para a imprensa:
Elisabety Borghelotti
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: bety@secom.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-3014
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e @GovSC

 

 Fotos: Ricardo Wolffenbüttel/Secom

Foi ao som de um intenso foguetório que a comunidade da Linha Flor, em Guatambu, viu a assinatura da ordem de serviço para o reinício das obras de pavimentação da SC-484. Coube ao governador Carlos Moisés determinar, enfim, o asfaltamento do trecho de 11,5 quilômetros, que liga as pequenas cidades de Guatambu e Caxambu do Sul, no Oeste catarinense. O ato marca o fim de uma espera de mais de duas décadas. O investimento será de R$ 10,1 milhões, e os trabalhos ficarão a cargo da empreiteira Planaterra, com prazo de um ano para conclusão.

::: Mais imagens na galeria 

Segundo o chefe do Executivo estadual, a pavimentação representa a marca do municipalismo da atual gestão do Governo de Santa Catarina. Em seu discurso, Moisés destacou que nenhuma região do Estado será esquecida. “O Governo do Estado fez a lição de casa e por isso nós temos condições de dar início a essa obra. É um trecho importante e bastante movimentado, que precisa do asfalto. Assim como estamos fazendo aqui, queremos tirar a poeira e a lama da vida das pessoas em todos os lugares de Santa Catarina”, disse o governador.

O secretário de Estado da Infraestrutura e Mobilidade, Thiago Vieira, contou que a obra já chegou a ser prometida em gestões anteriores. Ele garantiu, no entanto, que desta vez o asfalto virará realidade. “Depois de tanta espera, essa obra vai sair. A comunidade aguardava por isso. O governador conseguiu vencer todos os obstáculos, superando questões administrativas e ambientais. É um dia histórico para a região”, contou Vieira.

A agricultora Odila Deffaveri mora há 34 anos às margens da SC-484, na Linha Flor, em Guatambu. Ela afirmou ter cansado de contar quantas vezes a obra já foi prometida. “Eles já passaram para medir por aqui pelo menos umas três vezes. Mas agora a gente tá muito feliz. Vamos parar de comer poeira”, frisou.

O presidente da Assembleia Legislativa (Alesc), deputado Mauro de Nadal, salientou que o momento de harmonia da política catarinense está resultando em importantes entregas para a população do Oeste catarinense. Ainda em Guatambu, o governador fez entregas para agricultores da região por meio do programa SC Mais Solo e Água, de combate à estiagem. Ao todo, o plano prevê R$ 300 milhões de investimento em ações de planejamento hídrico nos próximos três anos.

Os atos foram acompanhados pelos deputados estaduais Fabiano da Luz, Marcos Vieira, Marlene Fengler, Valdir Cobalchini e Padre Pedro, além do deputado federal Pedro Uczai. Também marcaram presença prefeitos e vereadores da região.

Visita às obras do Contorno Viário

Mais cedo, nesta sexta-feira, o governador Carlos Moisés fez uma vistoria às obras de implantação do Contorno Viário Extremo Oeste de Chapecó. A nova via ligará a SC-283 e a BR-282, retirando do perímetro urbano mais de 500 caminhões por dia. O investimento total é de R$ 36 milhões, sendo R$ 25 milhões do Governo do Estado e R$ 11 milhões da prefeitura.

::: Imagens da visita ao Contorno Viário

Segundo o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável, Luciano Buligon, mais de R$ 1 bilhão em investimentos privados serão feitos nas margens da nova rodovia. Ele era o prefeito quando, em 2019, foi oficializado o convênio para tirar a obra do papel. O prazo para entrega do Contorno Viário, que terá 11,5 quilômetros de extensão, é junho de 2022.

Informações adicionais para imprensa:
Leonardo Gorges
Assessoria de Imprensa
Secretaria Executiva de Comunicação - SECom
E-mail: leonardogorges@secom.sc.gov.br 
Fone: (48) 3665-3045
Site: www.sc.gov.br 


Foto: Cristiano Estrela/Secom

A Secretaria de Estado da Infraestrutura e Mobilidade (SIE) informa que o tráfego de veículos na Serra do Rio do Rastro (SC-390) será liberado por quatro dias, a começar por 9 de outubro (sábado), estendendo-se até o feriado de Nossa Senhora Aparecida, 12 de outubro. Com isso, a rodovia estará liberada à visitação desde as 19 horas de sexta-feira, 8, até as 7 horas de quarta-feira,13.

Na quarta-feira, depois do feriadão, o tráfego volta a ser fechado nos horários já estipulados. A partir de então, para os motoristas que irão subir a Serra com destino ao Planalto, o tráfego estará bloqueado das 7 horas às 18 horas, de segunda a sexta-feira. Já para os condutores que irão descer a Serra com destino ao Sul, o tráfego fica bloqueado das 7 horas às 19 horas, de segunda a sexta-feira. Aos fins de semana, o tráfego está sempre liberado.

Em obras desde agosto de 2020, a previsão é que o trabalho de contenção de encostas na Serra do Rio do Rastro seja concluído até novembro de 2021.

Mais informações para imprensa:
Vanessa Pires
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Infraestrutura e Mobilidade
(48) 3664-2008 / 9-8476-3215
ascom.sie@gmail.com

 Fotos: Reprodução/Secom PMSJ

A cidade de São José, na Grande Florianópolis, vai ganhar uma nova avenida. Trata-se da Beira-Rio Forquilhas, que promete desafogar o trânsito de nove bairros da região sul do município. Nesta terça-feira, 05, o governador Carlos Moisés celebrou um convênio para o repasse de R$ 48,5 milhões para a obra, que será realizada pela prefeitura. Ao todo, a construção da nova via custará R$ 61,1 milhões, dos quais R$ 12,6 milhões são a contrapartida do município.

Segundo o governador, atos como o desta terça-feira demonstram o caráter municipalista da atual gestão estadual. Ele salienta que o investimento em São José reflete a importância da cidade para o Estado. Com mais de 250 mil habitantes, hoje é a quarta mais populosa do Estado.

“É uma obra que vai ajudar bastante na mobilidade urbana, impactando mais de 100 mil pessoas. São José é importante para Santa Catarina, e esse investimento Governo do Estado reconhece isso. Estamos fazendo aportes em todas as regiões de Santa Catarina. Ninguém será esquecido”, afirma o governador.

Cerca de 60 mil veículos passam pela região de Forquilhinhas todos os dias para acessar a BR-101. A Beira-Rio de Forquilhas vai ligar a Rua Antônio Jovita Duarte com a SC-281, contando com ciclovias e duas faixas de rolamento em cada lado do rio.

O prefeito Orvino Coelho de Ávila ressalta que esse será o maior investimento direto do Governo do Estado em São José nos últimos anos. Além da construção da avenida, com duas pistas de rolamento para cada lado, também ocorrerá o desassoreamento do Rio Forquilhas, reduzindo os riscos de inundação na área.

“Essa é uma obra também com um caráter social. Ela vai mudar toda aquela região. A cidade só pode crescer para aquele lado, e precisamos fazer isso de maneira ordenada. Quanto melhor a infraestrutura, melhores serão as construções”, diz o prefeito.

A intenção da prefeitura é realizar o processo de licitação ainda neste ano, a fim de que os trabalhos tenham início no primeiro trimestre de 2022. A previsão é que a obra seja concluída 12 meses após a ordem de serviço. Ele agradeceu ainda ao governador pelo gesto de realizar o repasse.

“Essa parceria com o Governo do Estado é fundamental. Hoje os municípios não têm suporte financeiro para bancar obras desse tamanho. É um marco histórico na cidade, pois é a primeira vez que comseguimos um aporte dessa monta”, complementa Orvino.

O secretário de Estado da Infraestrutura e Mobilidade, Thiago Vieira, lembrou que esse é o segundo maior convênio em volume de recursos feito pela atual gestão: “Isso demonstra a importância da obra. Somente a Ageu Medeiros, no Sul do Estado, tem mais recursos, porém ela impacta dois municípios: Laguna e Tubarão. Essa obra é exclusiva para São José”.

Investimento também na educação especial

Também em São José, o governador anunciou o investimento em R$ 6 milhões para a educação especial do município. Serão R$ 3 para a construção do novo centro de educação infantil dentro do campus da Fundação Catarinense de Educação Especial (FCEE). Outros R$ 3 milhões serão usados para a construção de um centro de referência no atendimento em autismo.

A presidente da FCEE, Janice Krasniak, conta que os aportes ajudarão a impulsionar a educação especial na cidade. “São investimentos históricos que estão ocorrendo em todos os cantos do Estado, em um volume nunca antes visto”, diz.

O ato em São José foi acompanhado pelo senador Dário Berger e pelos deputados estaduais Sergio Motta, Marlene Fengler, Júlio Garcia, Nazareno Martins, Dirce Heiderscheidt, Felipe Estevão e Rudinei Floriano. Também estavam presentes o secretário de Estado da Fazenda, Paulo Eli, e o chefe da Casa Civil, Eron Giordani.

Informações adicionais para imprensa:
Leonardo Gorges
Assessoria de Imprensa
Secretaria Executiva de Comunicação - SECom
E-mail: leonardogorges@secom.sc.gov.br 
Fone: (48) 3665-3045
Site: www.sc.gov.br 

 Foto: Ricardo Wolffenbüttel/SECOM

O Governo do Estado está investindo na manutenção das três pontes que dão acesso à Ilha de Santa Catarina com o objetivo de garantir uma maior longevidade para as estruturas. Após devolver a Ponte Hercílio Luz à população no fim de 2019, a atual gestão do Executivo estadual assinou um contrato de manutenção na Velha Senhora para os próximos três anos que inclui vistorias e manutenção diárias, mensais e trimestrais, retoques na pintura, substituição de parafusos, substituição de defensas danificadas, colocação de novas tachas e delineadores de sinalização, colocação e substituição de itens das redes de segurança, substituição de componentes do sistema de iluminação e outros reparos. O custo é de R$ 5,5 milhões.

Segundo o secretário de Estado da Infraestrutura e Mobilidade, Thiago Vieira, a Ponte Hercílio Luz representa um patrimônio dos catarinenses e necessita ser preservada. Ele ressalta que o trabalho de prevenção a danos na estrutura representa um custo até cinco vezes menor do que a necessidade de uma recuperação estrutural futura. O Governo aposta em prevenção para evitar gastos elevados com restaurações e interdições de equipamentos públicos.

“Precisamos ter zelo com o patrimônio dos catarinenses. Investir em manutenção representa nunca mais ter uma interdição da Ponte Hercílio Luz. Esse é um compromisso da atual gestão. Investir em prevenção atende os critérios técnicos. Temos uma ponte pênsil, única no mundo, que necessita de cuidados por conta de suas especificidades. Com a manutenção, ela nunca mais vai deixar de estar conosco”, salienta o secretário.

Engenheiro responsável pela fiscalização da obra de reforma da Hercílio Luz, Abel Silva conta que o contrato vai prever lavações periódicas da ponte com água doce. Ele ressalta que a ação é necessária por conta do contexto local de tratar-se de uma ponte de metal sujeita aos efeitos da maresia.

“A ponte precisou ser interditada lá atrás porque nunca foi realizada a manutenção. O contrato prevê uma série de serviço que garantirão uma vida longa à Ponte Hercílio Luz, que é um orgulho de todos os catarinenses”, diz Abel.

Governo também investe nas pontes Pedro Ivo Campos e Colombo Salles

 Reformas nas pontes Pedro Ivo e Colombo Salles - Foto: Julio Cavalheiro/SecomFoto: Julio Cavalheiro/Secom

Além da Velha Senhora, o Governo do Estado também está investindo na conservação das pontes Pedro Ivo Campos e Colombo Salles, que recebem mais de 90% do tráfego de entrada e saída de Florianópolis. Ainda no início de seu mandato, o governador Carlos Moisés deu a ordem de serviço para a primeira grande reforma das estruturas desde a sua inauguração. A ponte Colombo Salles foi entregue na metade da década de 1970, enquanto a Pedro Ivo Campos foi aberta aos carros no começo da década de 1990.

A engenheira Lis Marie Veiga é a responsável pela fiscalização da obra. Ela conta que o trabalho deve ser concluído ainda neste ano. O custo total está na casa dos R$ 30 milhões. Além desta reforma de manutenção mesoestrutural, também foi realizado um segundo contrato para reforço estrutural em seis blocos – três na Pedro Ivo Campo e três na Colombo Salles - que estavam em estado crítico e ameaçavam até mesmo provocar um colapso das estruturas. O trabalho foi concluído há pouco menos de um ano, a um custo de quase R$ 7 milhões.

Agora, o Governo está preparando um edital para a recuperação estrutural dos demais doze blocos. Segundo Lis Marie, por muito tempo as pontes de Florianópolis não receberam qualquer tipo de manutenção, e os atuais trabalhos garantirão mais segurança e tranquilidade para os motoristas.

Vista área das Pontes Herílio Luz, Colombo Salles e Pedro Ivo - Fotos: Ricardo Wolffenbüttel/SECOM

Informações adicionais para imprensa:
Leonardo Gorges
Assessoria de Imprensa
Secretaria Executiva de Comunicação - SECom
E-mail: leonardogorges@secom.sc.gov.br 
Fone: (48) 3665-3045
Site: www.sc.gov.br 


Foto: Divulgação / Detran-SC

Santa Catarina foi destaque no 70° Encontro Nacional dos Detrans com a apresentação das adequações à Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) que estão sendo implantadas no Estado. O evento ocorrido na quinta, 30 de setembro, e sexta-feira, 1° de outubro, em Palmas, no Tocantins, contou com a presença da diretora do Detran catarinense, Sandra Mara Pereira, do presidente da comissão no Detrans-SC para ajustes à LGPD, Thael Rosa e os dirigentes dos órgãos estaduais de trânsito do Brasil, além de especialistas e colaboradores.

A diretora Sandra Mara destacou que as adequações à Lei vão oferecer qualidade de serviços aos cidadãos, representam o aumento de segurança de dados pessoais e sensíveis, além de prevenir o vazamento de informações dentro do sistema do Detran, o qual é gerenciado pelo Centro de informática e Automação do Estado (Ciasc).

“Santa Catarina diante de alguns estados da federação está bem adiantado e conseguindo adequar o sistema. Os gestores precisam acompanhar as modificações. Ainda temos muitos desafios, mas estamos conseguindo vencer as etapas. Seguimos o foco determinado pelo governador Carlos Moisés desde o início da gestão que é oferecer o melhor atendimento aos catarinenses”, enfatizou a diretora.

O presidente da comissão no Detran apresentou as ações práticas feitas no Estado. Thael explicou todos os passos para implantação das adequações em Santa Catarina, como a identificação de fontes potenciais de vazamento externo, grupo de trabalho multidisciplinar, termos de confiabilidade e sigilo, divulgação de meios de comunicação do cidadão específicos em relação à LGPD, melhoramento contínuo do serviço Detran Digital entre outras.

“A LGPD é um tema novo e foi um assunto muito importante para discutirmos no encontro. A experiência pioneira em SC foi demonstrada e elogiada, despertando interesse nos outros Detrans, especialmente diante da necessidade de implantação de medidas semelhantes nos seus respectivos estados”, informou Thael.

O trabalho em Santa Catarina conta com o apoio da Secretaria de Estado da Administração, Ciasc e Procuradoria-Geral do Estado (PGE).

Durante os dois dias de encontro também foram abordados temas como tecnologias, soluções e melhorias de sistemas e serviços para o setor do trânsito. O encontro é promovido pela Associação Nacional dos Detrans.

Mais informações para a imprensa:
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Comunicação - Secom
Governo de Santa Catarina
Fone: (48) 3665-3029
E-mail: imprensa@secom.sc.gov.br
Site: www.sc.gov.br



 

 Foto: Maurício Vieira/Secom

A Serra do Rio do Rastro terá alterações no trânsito no fim de semana para a realização da Rio do Rastro Marathon, no sábado, 2 e no domingo, 3 de outubro. Nos dois dias, o bloqueio do tráfego começará às 6h e a liberação do trânsito está prevista para as 14h.

Motoristas que precisem subir ou descer a Serra nestes horários poderão usar como alternativas a BR-282, ou a Serra do Corvo Branco (SC-370), no caso de veículos pequenos.

WhatsApp Image 2021 10 01 at 15.03.14Arte / Secom

Mais informações para imprensa:
Bianca Backes
Vanessa Pires
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Infraestrutura e Mobilidade
(48) 3664-2008 / 9-84148268
ascom.sie@gmail.com