A Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP) inaugura nesta quinta-feira, 3, a nova sede da Delegacia Regional de Polícia de Blumenau – DRP. O prédio fica localizado na Rua Humberto de Campos, 242, área central da cidade, e vai garantir um atendimento de qualidade ao contribuinte. A cerimônia inicia a partir das 15h com a presença de diversas autoridades. Entre elas, o governador Raimundo Colombo; secretário de Estado da Segurança Pública, César Augusto Grubba, e o Delegado Geral da Polícia Civil, Aldo Pinheiro D’Ávila.

Ainda em Blumenau, a agenda prevê visita do governador à Central Regional de Emergências, instalada no 10º Batalhão da Polícia Militar. Na oportunidade, Raimundo Colombo vai conhecer o funcionamento do sistema de videomonitoramento da cidade. Também será anunciada a substituição das 32 câmeras analógicas, instaladas no município, por 32 digitais, que permitirá uma melhor qualidade de imagem. O sistema receberá, ainda, mais 54 câmeras, resultado do convênio que a SSP mantém com a prefeitura municipal. 

Investimento

A SSP investiu R$ 3,6 milhões, valor total do projeto de construção da DRP de Blumenau, mas o custo da obra foi de R$ 3.063.492,98, valor pago pela Polícia Civil. O saldo foi transferido para o Fundo de Melhoria da Polícia Civil, a origem dos recursos.

O prédio tem 2.977 metro quadrados de área construída. No térreo, estão as garagens, recepção, alojamento, depósito, captura de imagem e teste de legislação. No primeiro andar, vai funcionar a Ciretran, com serviços de expedição de documentos de trânsito. Ainda no primeiro andar, estão os setores para expedição de atestado de antecedentes, defesa de autuação, indicação de condutor, cozinha e almoxarifado.

delegacia regional de blumenau 20131002 1811364367
Foto: SSP/Divulgação. Confira mais fotos aqui.

O segundo e último andar contemplará a Assessoria Jurídica, NINT (Núcleo de Inteligência), Setor de Jogos e Diversões, secretaria, auditório, Gabinete do DRP, sala de reuniões, setor de informática, assessoria comunitária, cartório, arquivos e setor de convênios/GVE.

O secretário César Augusto Grubba destaca que a nova sede da DRP, além de garantir um atendimento mais ágil e eficiente, vai reunir num só espaço vários serviços oferecidos pela Polícia Civil com qualidade e segurança. Grubba também informou que a ordem de serviço para o fechamento perimétrico da delegacia já está assinada e as obras iniciam em breve.

Já o Delegado Regional de Polícia de Blumenau, Rodrigo Marchetti, disse que a nova DRP vai propiciar um atendimento mais condizente ao cidadão. “A atual sede que fica na Avenida Beira Rio é muito pequena e antiga e as pessoas têm que esperar de pé, por vezes até na parte externa da repartição. Também não é possível ampliar o número de guichês de atendimento, por falta de espaço físico. Com este novo prédio, os cidadãos terão mais conforto e rapidez no atendimento e os policiais trabalharão num ambiente moderno e digno”, comemora o delegado.

{text}

 

O governador Raimundo Colombo assina nesta quarta-feira, 2/10, convênios com 100 municípios de SC beneficiados com o sistema de videomonitoramento urbano. Trata-se da segunda etapa do Programa Bem-Te-Vi – Segurança por Videomonitoramento. O projeto faz parte do programa Pacto pela Segurança e prevê investimentos de R$ 10 milhões na instalação de mil câmeras de vigilância.

O objetivo é reforçar o trabalho da polícia na prevenção e combate ao crime no Estado. O projeto tem um investimento global de R$ 23 milhões, com recursos do Governo do Estado (Pacto pela Segurança), prefeituras e Governo Federal (Ministério da Justiça). A solenidade acontece no teatro Ademir Rosa, no CIC, em Florianópolis, a partir das 9h30, com a presença do secretário de Estado da Segurança Pública, César Augusto Grubba, prefeitos, vereadores e lideranças comunitárias e empresariais.

Cada uma das cidades receberá de seis a 10 câmeras de vigilância, conforme determinado em convênio, e a contrapartida das prefeituras varia de R$ 80 mil a R$ 105 mil. Com a assinatura dos convênios, a próxima etapa é o lançamento dos editais para definição das empresas que farão a instalação e manutenção dos equipamentos. A previsão é de que as câmeras de vigilância comecem a ser instaladas no início de 2014.

As 100 cidades que receberão os equipamentos se somam a outras 54 que já contam com sistema de videomonitoramento urbano. “Saímos de 13 centrais em funcionamento, quando iniciamos o processo de reestruturação do sistema, para 57 centrais instaladas. Hoje temos 1.488 câmeras monitorando 54 municípios”, informa o secretário César Augusto Grubba, da Segurança Pública. Ainda segundo ele, a previsão é de que até o final de 2014 mais de 60% dos municípios catarinenses sejam atendidos com sistema de fiscalização eletrônica.

Para o secretário César Augusto Grubba, o projeto é importante, mas não é a solução milagrosa para os problemas de segurança. Segundo ele, trata-se de uma ferramenta de apoio ao trabalho policial, potencializando as ações de vigilância. “O sistema funciona como uma importante ferramenta de apoio ao policiamento, que agrega tecnologia e modernidade”, destaca Grubba. Uma das novidades do sistema é que permitirá um trabalho com foco na investigação policial, uma vez que as imagens monitoradas são compartilhadas com as delegacias de polícia.

Grubba também enfatiza as parcerias com as prefeituras municipais, por meio de contrapartidas financeiras e integração de esforços. “Santa Catarina segue uma tendência mundial. Estamos investindo forte também para um redimensionamento da infraestrutura com a utilização de redes multimídia, em fibra óptica e câmeras de alta definição, e tudo a um menor custo operacional”, afirma o titular da SSP.

De acordo com o Tenente Coronel Vânio Luiz Dalmarco, coordenador do sistema de videomonitoramento urbano da SSP, o local da instalação dos pontos de monitoramento é definido pela observação da estatística criminal. “As estatísticas oficiais comprovam que, em locais onde existem câmeras de vigilância, a criminalidade registra redução em diversos tipos de delitos, principalmente aqueles praticados contra o patrimônio”, garante o oficial.

 

As 100 cidades contempladas:

Abelardo Luz
Agrolândia
Agronômica
Água Doce
Anita Garibaldi
Araquari
Ascurra
Aurora
Bela Vista do Toldo
Benedito Novo
Bom Retiro
Braço do Trombudo
Brusque
Caçador
Campo Alegre
Campo Erê
Campos Novos
Canelinha
Capinzal
Catanduvas
Cocal do Sul
Cordilheira Alta
Correia Pinto
Cunha Porã
Curitibanos
Descanso
Dionísio Cerqueira
Erval Velho
Faxinal dos Guedes
Fraiburgo
Garuva
Grão Pará
Gravatal
Governador Celso Ramos
Guabiruba
Guaraciaba
Guarujá do Sul
Ibirama
Ilhota
Imaruí
Iporã do Oeste
Irineópolis
Itá
Itaiópolis
Itapiranga
Itapoá
Ituporanga
Jaguaruna
Laurentino
Lauro Müller
Lindóia do Sul
Lontras
Luis Alves
Luzerna
Mafra
Maravilha
Mondaí
Morro da Fumaça
Nova Trento
Nova Veneza
Orleans
Otacílio Costa
Ouro
Palma Sola
Palmitos
Papanduva
Paulo Lopes
Penha
Pinhalzinho
Pomerode
Ponte Serrada
Porto Belo
Porto União
Pouso Redondo
Quilombo
Rio do Oeste
Rio dos Cedros
Rio Fortuna
Rio Negrinho
Rodeio
Sangão
Santa Cecília
São Domingos
São João Batista
São João do Oeste
São João do Cedro
São Lourenço do Oeste
São Pedro de Alcântara
Seara
Siderópolis
Taió
Tangará
Três Barras
Treviso
Treze Tílias
Tunápolis
Urubici
Vargeão
Videira
Xaxim

{text}

Foi dada a largada nesta segunda-feira, 30/09, para a formação de 1.000 novos soldados que reforçarão o efetivo da Polícia Militar de Santa Catarina, em um investimento histórico na corporação. O Ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, apresentou a aula inaugural para os aprovados no concurso de edital número 15/CESIEP/2013, que agora iniciam o treinamento de oito meses. O evento no Teatro do CIC, em Florianópolis, contou com a presença do governador Raimundo Colombo; do secretário de Segurança Pública, César Augusto Grubba; do comandante-geral da Polícia Militar, Coronel Nazareno Marcineiro; entre outras autoridades.

curso de formacao de soldados pmsc 20130930 1958218991

Veja aqui a galeria de fotos.

O comandante-geral da Polícia Militar, Coronel Nazareno Marcineiro, destacou que está é a primeira vez que 1.000 novos profissionais são contratados de uma só vez, em uma mesma turma. “Esse grupo soma-se aos outros 10.800 policiais militares do Estado, que formam uma grande família”, acrescentou. O comandante apresentou um breve perfil dos aprovados, ressaltando que todos têm curso superior completo, com destaques para as áreas de direito, administração e educação física; e idade média de 26 anos. São 940 homens e 60 mulheres. Dos 1.000 aprovados, 71% são catarinenses. Entre os soldados de outras regiões, estão principalmente vindos do Paraná e do Rio Grande do Sul.

Agora, os aprovados serão encaminhados para suas bases e o curso de formação inicia no dia 7 de outubro. Serão oito meses onde eles receberão aulas de temas como Direitos Humanos, Técnica de Policiamento Ostensivo, Sociologia, Defesa Pessoal e Direito Penal. A conclusão do curso está prevista para maio de 2014, quando os novos policiais estarão aptos para a atividade de policiamento. Após o curso, o soldado deverá permanecer por um período mínimo de cinco anos na atividade operacional, desempenhando atividades externas, como em ações para preservação da ordem pública, e trabalhos administrativos.

O governador Raimundo Colombo lembrou que os novos soldados atenderão diferentes regiões do Estado e destacou a importância do policial militar na sociedade. “A contratação destes novos profissionais significa mais proteção e mais segurança para todos os catarinenses, atendendo uma demanda da população. No trabalho do dia a dia, esses policiais vão confirmar a função de proteger a vida das pessoas. E quem se coloca a frente do conflito para defender os outros abraça uma das mais nobres missões”, discursou o governador. Colombo lembrou, ainda, que em paralelo ao reforço do efetivo, o Governo do Estado está investindo fortemente em equipamentos e tecnologia para os órgãos de segurança.

O secretário César Augusto Grubba afirmou que desde o início do governo Colombo foram contratados 4,3 mil novos agentes para as diferentes corporações ligadas à segurança pública catarinense. Ele citou, ainda, o programa Pacto pela Segurança que vai garantir R$ 265 milhões em investimentos no setor. Entre exemplos das ações, Grubba apontou a entrega de 614 novas viaturas em 2012 e outras 1.640 até o início de 2014; e os investimentos na ampliação do sistema de videomonitoramento por câmeras de segurança nas cidades catarinenses por meio de parcerias com as prefeituras (hoje são 54 cidades do Estado atendidas e com o Pacto pela Segurança a meta é de que 60% dos municípios catarinenses tenham o sistema até 2014).

Ministro

curso de formacao de soldados pmsc 20130930 1483288915

Em sua aula inaugural, o Ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, destacou as responsabilidades que os novos policiais assumem como servidores públicos. “Um dos grandes desafios que um policial tem é cumprir com rigor a sua função e buscar um equilíbrio entre seus limites e seus poderes. Nem sempre é fácil exercer o poder dentro dos limites que o direito nos coloca. Mas esse é o principal desafio de um homem público em um estado de direito e é nos momentos mais difíceis que se mostra essa habilidade”, afirmou.

Ouça a entrevista do governador Raimundo Colombo:

  Baixar áudio

{attachments}

{text}

O Ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, profere nesta segunda-feira, 30/09, a aula inaugural do Curso de Formação de Soldados da Polícia Militar aos candidatos selecionados pelo edital número 15/CESIEP/2013, que disponibilizava 1.000 vagas de soldados. O evento será realizado às 10h, no Teatro do CIC, em Florianópolis, com a participação do governador Raimundo Colombo.

Os novos policiais iniciam agora o período de formação nas regiões policiais militares. Serão oito meses onde eles receberão aulas de Direitos Humanos, Técnica de Policiamento Ostensivo, Sociologia, Defesa Pessoal e Direito Penal, entre outras. O curso de formação inicia no dia 7 de outubro e sua conclusão está prevista para maio de 2014, quando os novos policiais estarão aptos para a atividade de policiamento.

O concurso público da Polícia Militar teve 7.269 inscritos em disputa por mil vagas. Um novo concurso para inclusão de mais 500 soldados já está agendado para 2014.

Desde 2011 foram incluídos na Polícia Militar 1.568 novos policiais militares.

O secretário César Augusto Grubba destaca que a recomposição dos quadros funcionais nos órgãos da Segurança Pública é uma prioridade de Governo. “A incorporação de mil policiais é um fato histórico, significativo e que vai permitir uma reoxigenação frente às demandas de efetivo policial”, disse.

O secretário lembrou, ainda, que desde 2011, 4,3 mil novos profissionais da Segurança Pública, entre policiais militares, civis, bombeiros militares, servidores do Instituto Geral de Perícias e agentes administrativos do Detran ingressaram nos quadros da Segurança Pública.

Ouça a entrevista com o secretário da Segurança Pública, César Augusto Grubba:

  Baixar áudio

{attachments}

{text}

O secretário de Estado da Segurança Pública, César Augusto Grubba, participou na manhã desta quinta-feira, 26/09, da solenidade de formatura do Curso de Formação de Soldados (CFSd). Ao todo foram mais 120 novos soldados formados e que serão distribuídos em todas as regiões do Estado.

formatura pm 20130926 2034112205

Os soldados se formaram após concluírem 1.445 horas/aula de instruções, distribuídas ao longo de oito meses de curso, em que tiveram aulas de Direitos Humanos, Técnica de Policiamento Ostensivo, Defesa Pessoal e Direito Penal dentre outras.

Durante a formatura foi entregue o kit de proteção individual, composto por colete de proteção balística, pistola, munição, cinto de guarnição, algema, tonfa e espargidor de gás de pimenta. O primeiro colocado da turma foi o soldado Agnaldo Ribeiro de Melo, com média 9,69, o qual recebeu a medalha Feliciano Nunes Pires, em razão de sua dedicação e esforço.

O secretário reafirmou o compromisso do Governo do Estado para recompor o efetivo da Segurança Pública. Na Polícia Militar, por exemplo, de janeiro de 2011 até hoje, foram incluídos 1.568 novos militares. O governo também autorizou a abertura de concurso público para preenchimento de 1,5 mil vagas, sendo mil vagas este ano e outras 500 em 2014.

Já o Comandante-Geral da PM, Coronel PM Nazareno Marcineiro, enfatizou a importância da carreira que os novos soldados escolheram e o compromisso que terão perante a sociedade. Finalizou seu discurso lendo o decálogo, um conjunto de dez princípios que devem nortear a conduta policial militar, primando assim pela máxima da instituição de proteger o cidadão acima de tudo, valorizando as tradições e a história da Polícia Militar de Santa Catarina.

Além do secretário César Augusto Grubba, na ocasião representando o Governador do Estado, Raimundo Colombo; o chefe de Estado Maior-Geral, coronel João Schorne de Amorim; o diretor de Instrução e Ensino, coronel Benevenuto Chaves Neto; o comandante da 1ª Região de Polícia Militar (RPM), coronel João Henrique Silva; o comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Marcos de Oliveira; entre outras autoridades civis e militares e familiares.

{text}

 

Uma reunião de trabalho, na tarde desta quinta, 26/09, definiu pela transferência dos presos que estão na 1ª Delegacia de Polícia de Florianópolis para a Central de Triagem do bairro do Estreito. Isso só foi possível com a abertura de vagas no sistema prisional. Participaram do encontro diretores da Polícia Civil, representantes da Secretaria de Justiça e Cidadania e o promotor Daniel Paladino, da 30ª Promotoria Direitos Humanos e Cidadania, do Ministério Público.

De acordo com o diretor do DEAP, Leandro Lima, a dificuldade em aceitar presos na Central de Triagem ocorre em função da sua lotação. Hoje a Central abriga 160 presos e a sua capacidade é de 70. 

Segundo ele, a previsão é que sejam abertas 40 vagas no sistema prisional, garantindo, assim, a transferência desses presos. Leandro reconheceu que a região da Grande Florianópolis possui um déficit de vagas e que este problema só será equacionado com construção de uma nova central de triagem. Provisoriamente os presos serão levados para a carceragem da DEIC, mas a expectativa é que de lá sigam para a Central de Triagem ainda nesta quinta-feira.

{text}

Foi assinado, nesta terça-feira, 24, o termo de repasse de recursos da Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte de Santa Catarina para a Polícia Militar. Os recursos, R$ 863 mil, fazem parte do Forçatur – parceria para a infraestrutura para a proteção dos banhistas durante a temporada de verão.

forcatur 20130925 2007762683
Foto: divulgação Secretaria de Turismo

A verba será utilizada na aquisição de equipamentos de segurança: três vans que serão utilizadas como bases comunitárias móveis, 10 quadriciclos e seis motocicletas. Esses veículos serão distribuídos às principais cidades turísticas do litoral catarinense.

O secretário de Estado de Turismo, Cultura e Esporte, Beto Martins, falou sobre a necessidade de investir na segurança dos turistas que visitam o estado. “Santa Catarina foi eleita recentemente como Melhor Destino Turístico pela sétima vez. Isso é um grande orgulho, mas também aumenta nossa responsabilidade”, afirmou.

>>> Confira o boletim da Rádio Secom e faça download

  Baixar áudio

{attachments}

{text}

A Polícia Civil de Santa Catarina inaugurou, nesta terça-feira, 24, a Delegacia de Polícia de Pessoas Desaparecidas (DPPD). Esta é a 4.ª unidade de desaparecidos da Polícia Civil no País, tendo apenas em Minas Gerais, São Paulo, Paraná e agora em Santa Catarina.

A nova unidade policial terá estrutura para atender a demanda de desaparecidos do estado de Santa Catarina, além de estar direcionada à possível identificação de cadáveres, para evitar o sepultamento de indigentes.

Com a implantação do Cadastro Único de Pessoas Desaparecidas, serão inseridas todas as pessoas que verdadeiramente estão desaparecidas, possibilitando levantamentos estatísticos e o conhecimento da realidade do estado. Outra grande missão, apontada pelo Delegado Titular da DPPD, Wanderlei Redondo, é levantar a identificação de mais de 150 pessoas não identificadas que foram sepultadas como indigentes, um trabalho que contará com outras instituições, como IML.

Durante o discurso do Delegado Geral, Aldo Pinheiro D’Ávila, ele destacou a inauguração da DPPD como uma das mais representativas durante sua gestão. “Nós só temos a dimensão da dor dos familiares das pessoas desaparecidas quando temos contato com elas, o que pude verificar. Números são importantes, mas eles caem abaixo, quando entra o drama de alguém que tem um ente querido desaparecido”, apontou D’Ávila.

A DPPD tem como meta a reintegração do ente querido ao convívio familiar.  “A tecnologia é importante, mas não substitui a nossa motivação e vontade de devolver felicidade aqueles que, desesperados, buscam nosso auxílio para poderem esperançosos, voltar a sorrir”, pontuou Redondo em seu discurso.

O trabalho vai ser uma constante parceria com os órgãos de Segurança Pública, em todas as esferas, com instituições públicas e privadas, além de outros segmentos da sociedade. “Não importa quem achou, e sim que a pessoa foi encontrada”, ressalta o Delegado Titular.

Esta especializada funcionará no mesmo prédio que está a Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso (DPCAMI) de São José – localizado na Rua Adhemar da Silva, 1135 – bairro Kobrasol - telefone: (48) 3665.5595.

Parcerias
O secretário de Estado da Segurança Pública, César Augusto Grubba, anunciou durante a inauguração da Delegacia de Polícia de Pessoas Desaparecidas (DPPD), que novas parcerias serão firmadas, entre elas, com o Governo Federal para integrar Santa Catarina ao Banco de Dados Nacional de Perfis Genéticos. Trata-se de uma ferramenta de trabalho que permitirá valer-se de tecnologias de investigação de DNA para o trabalho policial.

O secretário reafirmou a importância de se manter uma forte parceria com o Programa “SOS Desaparecidos”, executado pela Coordenadoria de Pessoas Desaparecidas da Polícia Militar de Santa Catarina. “Ao somarem esforços com a nova Delegacia, os policiais militares integrantes da equipe do SOS Desaparecidos, poderão contar com mais estrutura, mais sinergia e maior integração nas atividades de atendimento a vítimas e familiares”, disse.

De acordo com o delegado Wanderley Redondo, que é o titular da nova unidade policial no estado, no ano passado, foram registrados em Santa Catarina, 3.319 desaparecimentos. Destes, apenas 1.372 fizeram um novo Boletim de Ocorrência registrando o reaparecimento da pessoa. O que significa que há 1.947 ocorrências abertas ainda, ou seja, que continuam sendo investigadas para saber se houve o reaparecimento da pessoa ou não. Este ano, até agosto, foram 1951 registros de desaparecimento e 592 pessoas voltaram para suas casas.

Desta forma, para amenizar o número de ocorrências em aberto sobre desaparecimentos, a unidade especializada fará a gestão de um mecanismo de alerta, que seria implantado no atual sistema de informações usado pela Polícia Civil de Santa Catarina, o Sistema Integrado de Segurança Pública (SISP), e acessível a todos os policiais. “Assim, toda vez que uma pessoa que possua registro de desaparecimento for identificada numa unidade policial, o sistema emitirá um alerta para o policial civil, para que o registro de reaparecimento seja feito”, explica Redondo.

Participaram da cerimônia a prefeita municipal de São José, Adeliana Dal Ponte; promotor de Justiça, Onofre José Carvalho Agostini, Coordenador Geral do Centro de Apoio Operacional Criminal; Comandante Geral da Polícia Militar, Coronel PM Nazareno Marcineiro; Diretor Geral do Detran, Vanderlei Rosso; Diretor do Instituto Geral de Perícias, perito Rodrigo Tasso; secretária de Segurança Municipal de São José, delegada Andréia Pacheco; Diretor de Polícia do Litoral, Delegado Artur Nitz; Delegada Regional de Polícia de São José, Sandra Mara Pereira; Delegado Regional de Polícia de Tubarão, Renato Poeta; presidente da Câmara de Vereadores de São José, vereador Sanderson de Jesus; Presidente do Portal da Esperança SOS Criança em Ação, Gerson Rumayor; além de policiais, civis e militares, representantes vereadores, representantes comunitários e convidados

Confira o boletim da Rádio Secom:

  Baixar áudio

{attachments}

Mais informações:
Isabel Muniz Corradini
Assessoria de Imprensa
Polícia Civil de Santa Catarina
(48) 3251-8129/ (48) 91752336

A Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP), iniciou nesta segunda, 23/09, a reforma geral do prédio da Delegacia Regional de Polícia de Joinville, localizado na Rua Blumenau, no bairro América, onde também funciona a Ciretran – Circunscricional Regional de Trânsito. A obra, com previsão de término para fevereiro de 2014, recebe melhorias em sua estrutura com adequações internas e externas e recuperação das instalações das instalações elétrica e hidrosanitária. O Governo do Estado, através da SSP, investe R$ 360.079,93, recursos do Fundo de Melhoria da Polícia Civil.

Entre as obras em execução estão a substituição de todo o pavimento cerâmico, revisão da cobertura de estrutura metálica e pintura de toda área externa e interna. Também estão sendo providenciadas adequações internas para permitir uma melhor utilização do espaço.

Esta é a primeira reforma do prédio. De acordo com o secretário César Augusto Grubba, hoje são mais de 80 obras em andamento, em todo o Estado, na área de Segurança Pública, entre reformas, ampliações e construções. “E já foram inauguradas nos últimos dois anos e meio mais de 100 obras”, informou o secretário. As obras na DRP de Joinville estão sendo executadas pela empresa Dartora – Empreiteira de Mão de Obra Ltda, vencedora do processo de licitação.

{text}