Compartilhe


Fotos: Julio Cavalheiro / Secom

As formas de se combater a chamada corrupção institucionalizada abriram o ciclo de palestras da 7ª edição do Programa de Fortalecimento das Polícias Judiciárias (PFPJ). A iniciativa do Ministério da Justiça e Segurança Pública é recebida pela Polícia Civil de Santa Catarina até sexta-feira, na Academia da Polícia Civil (Acadepol), em Florianópolis. Palestrantes nacionais participam da capacitação em investigação, que é destinada a policiais civis e abordará apurações complexas e de repercussão pelo país nos últimos 25 anos.

O evento começou na manhã desta segunda-feira, 9. O diretor de Ensino do Ministério da Justiça e Segurança Pública e delegado da Polícia Federal, Jorge Pontes, proferiu a palestra “O flagelo da delinquência institucionalizada”, onde pontuou as diferenças em relação, por exemplo, ao crime organizado.

O representante do Ministério da Justiça e Segurança Pública enfatizou que esta é a edição inicial do programa em 2020 no Brasil e explicou a escolha pelo Estado de Santa Catarina. “Estamos debutando com Santa Catarina porque consideramos a Polícia Civil de Santa Catarina um modelo para as demais polícias civis. Estamos resgatando 25 anos de história, trazendo para a atualidade aquilo que precisa ser feito e como as polícias civis podem colaborar com o Brasil e com a sociedade”, afirmou Pontes.

Segundo ele, ao longo da semana a programação trará abordagens sobre a linha do tempo da Polícia Federal com praticamente a história das grandes operações da instituição policial e a seletividade dos inquéritos que acabou desaguando na Operação Lava Jato. Ele explica que o trabalho visa mostrar o processo de amadurecimento institucional que todas as polícias civis podem ter. O eixo do programa aborda também crime violento, pontos de gestão, da corregedoria e o tráfico de drogas.

O presidente do Colegiado Superior de Segurança Pública e Pericia Oficial e Delegado Geral da Polícia Civil, Paulo Koerich, que representou na abertura o governador do Estado Carlos Moisés, ressaltou a conquista para a segurança pública catarinense em sediar uma capacitação deste porte. 

“É uma ação de suma importância, tendo em vista que com isso o Ministério da Justiça e Segurança Pública, através da Secretaria Nacional de Segurança Pública alinha o trabalho das polícias civis do Brasil”, enfatizou.

Evento vai até sexta-feira

Nesta segunda-feira também vão palestrar o ex-diretor geral da Polícia Federal, Paulo Lacerda, sobre a “Seletividade das investigações/Esquema PC Farias", e o delegado da PF Getúlio Bezerra, primeiro diretor de Combate ao Crime Organizado da PF.

Já nesta terça-feira, às 8h30min, a abertura dos trabalhos no dia será com a palestra do secretário Nacional de Segurança Pública, General Guilherme Theophilo.

Informações adicionais para imprensa:
Diogo Vargas
Assessoria de Comunicação
Polícia Civil - PC
E-mail: imprensa@pc.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-8708 / (48) 99119-8960
Site: www.pc.sc.gov.br