Foto: Divulgação /PCSC

O Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco), a Polícia Rodoviária Federal, a Polícia Civil de SC e as forças de segurança de seis estados deflagraram uma megaoperação contra facção criminosa nesta quinta-feira, 25. Estão sendo cumpridos 284 mandados, sendo 142 de prisões e 142 de busca e apreensão.

Estão na rua mais de 400 policiais - civis, militares e rodoviários federais -, servidores do Instituto Geral de Perícias e policiais penais do Departamento de Administração Prisional.

O Gaeco identificou que a facção criminosa tinha como objetivo primordial a expansão da atuação no Estado de Santa Catarina, com foco na região de fronteira entre as cidades de São Miguel do Oeste, Chapecó e Dionísio Cerqueira. Assim como na região de Joinville, em razão da proximidade dos Portos de Santa Catarina e Paraná.

Mais informações durante entrevista coletiva, às 15h30, pelo canais do Youtube do MPSC e da Polícia Civil de SC.

Fonte: MPSC

Informações adicionais para imprensa:
Aline Rebequi Cavallazzi
Assessoria de Imprensa
Secretaria de Segurança Pública de SC (SSP/SC)
E-mail: imprensa@ssp.sc.gov.br
Telefone: (48) 3665-8183/ 999912590
Site: www.ssp.sc.gov.br


Foto: Divulgação / PCSC

Começou nesta segunda-feira, 22, o curso de formação para os novos integrantes da Polícia Civil de Santa Catarina. Ao todo são 89 policiais civis, sendo 49 escrivães e 40 agentes de polícia que se apresentaram para o início das atividades na Academia da Polícia Civil (Acadepol), em Florianópolis.

O Curso de Formação Inicial é reconhecido como pós-graduação e está previsto para seguir até o dia 07 de setembro de 2021.

A partir de agora os futuros policiais civis terão disciplinas como Teoria Geral da Investigação Criminal, Técnica de Entrevista e Interrogatório, Armamento, munição e Tiro Prático, Técnicas Operacionais, Criminologia, Investigação de Crimes Cibernéticos, entre outras.

Informações adicionais para imprensa:
Diogo Vargas
Assessoria de Comunicação
Polícia Civil - PC
E-mail: imprensa@pc.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-8708 / (48) 99119-8960
Site: www.pc.sc.gov.br 


Foto: Ricardo Wolffenbüttel / Arquivo / Secom

O governador Carlos Moisés editou o Decreto nº 1.163/2021 regulamentando a Lei 17.985/2020 que autoriza atendentes de farmácias e drogarias a receberem comunicado de violência doméstica e familiar contra a mulher. A medida é válida durante a vigência do estado de calamidade pública para enfrentamento da Covid-19 em Santa Catarina.

A normativa, publicada no Diário Oficial do Estado nesta segunda-feira, 22, estabelece que as denúncias recebidas pelos estabelecimentos devem ser encaminhadas imediatamente às autoridades competentes para serem adotadas medidas protetivas necessárias e cabíveis.

Caberá ao atendente fazer a comunicação presencial na Delegacia de Polícia mais próxima ou pelo número 181 do Disque Denúncia. O decreto também autoriza o profissional a passar as informações do denunciante, como nome, endereço e contato, via mensagem para o Whatsapp ou Telegram no número (48) 98844-0011.

As denúncias recebidas pelos canais da Polícia Civil de Santa Catarina serão encaminhadas às autoridades policiais para conhecimento e providências legais pertinentes.

Conforme previsto, por motivo de segurança, o denunciante poderá utilizar a frase “Preciso de Máscara Roxa” para receber ajuda do atendente no estabelecimento.

O decreto tem validade durante a vigência do estado de calamidade pública em Santa Catarina em decorrência da pandemia de coronavírus ou de outro dispositivo que venha a complementá-lo ou substituí-lo.

>>> Leia mais

Coronavírus em SC: Governo sanciona Lei que autoriza farmácias e drogarias a receberem denúncias de violência doméstica contra a mulher

Informações adicionais à imprensa
Márcia Callegaro
Assessoria de Comunicação
Casa Civil
E-mail: comunicacao@casacivil.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-2104 / 98842-8479
Site: www.scc.sc.gov.br
www.fb.com/casacivilsc / @CasaCivilSC



Soldados que fazem parte do primeiro grupo, formados em dezembro de 2020. Foto: Arquivo / PMSC

O Governo do Estado, por meio da Polícia Militar de Santa Catarina, homologou nesta sexta-feira, 5, a convocação de mais 500 soldados. Eles irão entrar em curso de Formação na segunda-feira, dia 15.

Os 500 novos soldados fazem parte do processo seletivo realizado em 2019. “Como havíamos anunciado, no total, foram chamados mil novos soldados. Esses profissionais irão reforçar o quadro da Segurança Pública em Santa Catarina e atuar onde a população mais precisa: nas ruas”, destaca o governador Carlos Moisés.

Os primeiros 500 soldados já estão formados desde dezembro de 2020 e atualmente trabalham na Operação Verão Seguro. A ação ocorre até o dia 21 de fevereiro de 2021, em 29 zonas balneárias (municípios/praias), 22 estâncias hidrominerais, duas zonas alfandegárias e em 129 áreas de proteção ambiental.

Os soldados que estão sendo convocados agora, segundo o comandante-geral, coronel Dionei Tonet, “estão respeitando o limite da capacidade orçamentária do Estado”. Além disso, o comandante destaca que a capacidade do Centro de Formação da PMSC também tem um limite de 500 policiais para a ocupação das salas de aulas, respeitando os protocolos contra a Covid-19.

Informações adicionais para imprensa:
Assessoria de Imprensa
Marcelo Passamai
Polícia Militar de Santa Catarina - PMSC
E-mail: ccschefia@pm.sc.gov.br e ccssubchefia@pm.sc.gov.br
Fone: (48) 3229-6920/3229-6921
Site: www.pm.sc.gov.br 


Foto: Arquivo/Secom

O primeiro boletim mensal de 2021 aponta melhora nos principais índices de criminalidade de Santa Catarina. Em quatro indicadores, que envolvem furto, roubo, mortes violentas e latrocínio, o Estado está com os melhores números dos últimos 10 anos para o período. O relatório foi publicado no site da Secretaria de Segurança Pública de Santa Catarina (SSP/SC) nesta semana.

Em janeiro, foi registrada ainda redução nos homicídios na Capital e em Joinville. Em comparação com o mesmo período do ano passado, em Florianópolis houve queda de 63,6%. Já na maior cidade do estado, caiu 45,5%.

“Os números representam uma vitória do Colegiado Superior de Segurança Pública e Perícia Oficial que trabalha em conjunto e torna Santa Catarina o Estado mais seguro para se viver”, afirma o presidente do Colegiado, coronel BM Charles Alexandre Vieira.

Boletim mensal

Agora, a SSP se adequa aos demais Estados brasileiros que divulgam suas estatísticas mensalmente, possibilitando comparativos nacionais.

Confira alguns dos destaques (comparação com janeiro de 2020)

Roubo de veículo: redução de 25%
Furto de veículo: redução de 34,4%
Mortes violentas: redução de 23,2%
Latrocínio: redução de 66,7%
Homicídio: redução de 24,7% no Estado. Florianópolis: redução de 63,6% (melhor janeiro desde 2015). Joinville: redução de 45,5% (melhor janeiro desde 2014).

Informações adicionais para imprensa:
Aline Rebequi Cavallazzi
Assessoria de Imprensa
Secretaria de Segurança Pública de SC (SSP/SC)
E-mail: imprensa@ssp.sc.gov.br
Telefone: (48) 3665-8183/ 999912590
Site: www.ssp.sc.gov.br

A Polícia Civil desencadeou a Operação “El Patron” na manhã desta sexta-feira, 29, em combate ao roubo de cargas e para apurar crimes contra as relações de consumo em Santa Catarina. 

Foram cumpridos dez mandados de busca e apreensão expedidos pela Justiça, em Itajaí e em Balneário Piçarras, no litoral Norte. A ação é da Delegacia de Furtos e Roubos de Cargas da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (DEIC/PCSC) e contou com o apoio de policiais civis da Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Itajaí, Balneário Camboriú, Jaraguá do Sul e Blumenau.

Segundo o delegado Osnei Valdir de Oliveira, houve apreensão de uma arma de fogo, aproximadamente R$ 12 mil e cerca de 800 kg de carne imprópria para o consumo humano. Além disso, foi realizada a interdição de uma churrascaria. A Vigilância Sanitária de Itajaí foi acionada para acompanhar a ação.

Carne imprópria para consumo era servida em churrascaria

As investigações iniciaram em outubro de 2020, após a Polícia Civil ser comunicada acerca de furtos de carne com data de validade vencida. A suspeita era de que os crimes eram praticados por funcionários da empresa responsável pela coleta de despojos de carnes (restos de carne bovina, suína e de frangos), além de ossos e de carnes com data de validade vencida.

Os representantes da empresa informaram que os produtos eram impróprios para o consumo humano. Eles deveriam ser encaminhados para a matriz, na cidade de Tubarão, para serem processados e transformados em matéria-prima para biodiesel e ração animal. Contudo, devido ao volume desaparecido, surgiu a suspeita de que dois funcionários estariam desviando e revendendo os alimentos para estabelecimentos comerciais.

Com o aprofundamento das investigações, se descobriu que quatro funcionários da empresa são suspeitos de praticarem os furtos, e o receptador era um comerciante de Itajaí, proprietário de uma churrascaria. Ele contava com o auxílio de quatro funcionários para realizar o transporte de maneira dissimulada das carnes, armazenando na churrascaria e servindo aos clientes.

Alguns produtos estavam tão deteriorados que o próprio receptador reclamava estar podre, pois além de estar com data de validade vencida, eram transportados sem qualquer critério sanitário. 

Ainda assim, a carne era servida no estabelecimento. Nas avaliações feitas em uma rede social, clientes do restaurante demonstravam insatisfação com os alimentos servidos, principalmente em relação ao mau cheiro da carne.

Tornozeleiras

Em razão da gravidade dos crimes, foi representado por diversas medidas cautelares, sendo expedidos mandados de busca e apreensão pela Justiça, assim como de suspensão da atividade econômica, além de monitoramento eletrônico dos indiciados mediante uso de tornozeleiras.

Os suspeitos estão sendo indiciados pela prática dos crimes de furto qualificado, receptação qualificada, crime contra a relação de consumo e associação criminosa, eis que os fatos vinham sendo praticados de forma reiterada.

Informações adicionais para imprensa:
Diogo Vargas
Assessoria de Comunicação
Polícia Civil - PC
E-mail: imprensa@pc.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-8708 / (48) 99119-8960
Site: www.pc.sc.gov.br 


Foto: IGP

O Instituto Geral de Perícias de Santa Catarina (IGP/SC) lançou edital de Processo Seletivo Simplificado para contratação de 21 profissionais para o cargo de auxiliar de Medicina Legal. As vagas são para atuar nas seguintes unidades do Instituto Médico-Legal (IML): Criciúma (1); Araranguá (1); Tubarão (1); Florianópolis (1 - PCD); Balneário Camboriú (1- PCD); Brusque (1); Rio do Sul (2); Joinville (1); Mafra (1); Canoinhas (1) ; Caçador (1) ; Videira (1); Joaçaba (1); Campos Novos (1); Curitibanos (1); Chapecó (1); Concórdia (1); Xanxerê (1); São Lourenço do Oeste (1) e São Miguel do Oeste (1).

As inscrições podem ser feitas no período de 27 de janeiro a 10 de fevereiro de 2021, através do site do IGP. Os profissionais aprovados para contratação temporária terão seus contratos firmados pelo prazo de 12 meses, podendo ser prorrogados por uma única vez, pelo mesmo período.

A carga horária de trabalho será de 40 horas semanais, a ser cumprida em regime de expediente mais sobreaviso ou plantão, incluindo horário diurno e noturno, feriados e finais de semana, conforme conveniência e necessidade da unidade operacional do Instituto Geral de Perícias em que o contratado desempenhará suas atividades.

Remuneração

O salário será de R$ 3.842,20 até 31 de dezembro de 2021, conforme preceitua a Lei Complementar n° 610 de 20 de dezembro de 2013, passando para o valor de R$ 4.581,90 a partir de 1º de janeiro de 2022, conforme a Lei Complementar n° 765 de 7 de outubro de 2020.

De acordo com o IGP/SC, o resultado preliminar com a classificação provisória dos candidatos deve ser divulgado até o dia 1º de marco deste ano.

O edital com todas as informações do certame, assim como a ficha de inscrição para o processo seletivo, estão disponíveis no site www.igp.sc.gov.br/processos-seletivos.

Informações adicionais para imprensa:
Bruna Campos
Assessoria de Imprensa
Instituto Geral de Perícias de Santa Catarina (IGP/SC)
E-mail: imprensa@igp.sc.gov.br
Telefone: (48) 3665-8498/ 98822-5656
Site: www.igp.sc.gov.br


Foto: Divulgação/PCSC

O Governo do Estado de Santa Catarina nomeou mais 199 novos policiais civis. Os atos de nomeação foram assinados pelo governador Carlos Moisés da Silva e publicados na edição desta quinta-feira, 21, do Diário Oficial do Estado. São 112 escrivães de Polícia e 87 agentes de Polícia aprovados em concurso público de 2017.

As nomeações são para completar as abstenções da chamada realizada em dezembro de 2020 e também de incremento no efetivo da Polícia Civil catarinense, conforme anunciado pelo governador no ano passado.

Agora, os nomeados deverão entregar os documentos para serem submetidos à perícia médica até o dia 2 de fevereiro e a documentação até o dia 10 de fevereiro, a fim de que a posse seja no dia 19 de fevereiro, quando está previsto o começo do curso de Formação Inicial desta turma.

Curso em andamento

No dia 8 de janeiro, uma outra turma de 90 alunos (60 agentes de Polícia e 30 escrivães de Polícia) começou o Curso de Formação Inicial na Academia da Polícia Civil (Acadepol).

O curso terá duração de oito meses, contando com uma matriz curricular das mais completas do Brasil.

Informações adicionais para imprensa:
Diogo Vargas
Assessoria de Comunicação
Polícia Civil - PC
E-mail: imprensa@pc.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-8708 / (48) 99119-8960
Site: www.pc.sc.gov.br 


Foto: Divulgação / PCSC

A atuação do helicóptero da Polícia Civil com Serviço Aeromédico, em Criciúma e na região Sul de Santa Catarina, completa um mês nesta quinta-feira, 21. A aeronave é tripulada por policiais civis do SAER e profissionais da saúde do Serviço de Atendimento e Resgate Aeromédico do Sul (SARA Sul). Durante esse período, foram realizadas 20 missões aeromédicas de apoio ao Samu e ao Corpo de Bombeiros Militar de toda a região Sul do estado.

Entre os principais destaques estão atendimentos de sete afogamentos, três politraumas/acidentes, três transferências de pacientes graves e um atendimento de paciente com convulsão prolongada grave, computando 21 horas de voo.

O SARASul é mantido pela Associação dos Municípios da Região Carbonífera, por meio do Consórcio Multifinalitário da AMREC (CIM AMREC), em parceria com a Polícia Civil do Estado de Santa Catarina.

Informações adicionais para imprensa:
Diogo Vargas
Assessoria de Comunicação
Polícia Civil - PC
E-mail: imprensa@pc.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-8708 / (48) 99119-8960
Site: www.pc.sc.gov.br 


Fotos: Sargento Paulo Santana / PMSC

O Coronel Marcelo Egídio Costa foi nomeado, nesta sexta-feira, 15, o novo comandante da Polícia Militar Rodoviária de Santa Catarina (PMRv), posto que foi ocupado nos últimos dois anos pelo pelo Coronel José Evaldo Hoffmann Júnior. A solenidade de passagem foi realizada na sede do Comando de Policiamento Militar Rodoviário, em Florianópolis, com a presença da vice-governadora do Estado, Daniela Reinehr e do subcomandante-geral da PMSC, Marcelo Pontes.

Como legado da gestão da PMRv nos últimos anos, o Coronel Hoffmann Júnior apresentou, dentre as ações, que o número de acidentes com mortes em rodovias catarinenses foi reduzido em 41%. Assim como o Estado teve 38% menos acidentes com feridos graves nas estradas.

A vice-governadora fez um agradecimento ao ex-comandante pela atuação e deu as boas vindas ao Coronel Egídio. "Parabenizo ao comando que hoje encerra sua gestão, pelos êxitos alcançados até aqui, e desejo ao novo comandante o sucesso em sua atuação na condução dos policiais que atuam pela proteção das pessoas nas nossas estradas", declarou Daniela.

O evento marcou a entrega da reforma total do quartel do comando, um investimento de R$ 950 mil, com intervenções em 1,5 mil metros quadrados de área construída, incluindo trocas de redes elétrica, hidráulica e telhado, entre outras benfeitorias. Outro ato foi a entrega das chaves de um ônibus adaptado como base móvel para atender o 2o BPMRv, em Chapecó.

Reconhecimento de oficial e praça

A ocasião também foi pautada em reconhecimento aos policiais. O Tenente-coronel André Cartaxo Esmeraldo e o 3º Sargento Ilso José de Amorim receberam a Medalha Coronel Lopes Vieira, destinada a oficiais e praças da Polícia Militar de Santa Catarina que contribuem de forma notável com a corporação a partir dos serviços prestados.

Currículo do novo comandante

Marcelo Egidio Costa é oficial da Polícia Militar de Santa Catarina, tendo sido declarado aspirante à oficial em 02 de dezembro de 1994 e promovido ao posto de coronel em 25 de novembro de 2020. Proveniente do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado – Gaeco, junto ao Ministério Público de Santa Catarina, o oficial possui os seguintes cursos policiais militares:

- Curso de Formação de Oficiais – 1994
- Curso de Aperfeiçoamento de Oficiais – 2010
- Curso Superior de Polícia Militar - 2017

Dentre os cursos civis de nível superior, possui especialização em Gestão e Segurança do Trânsito – unisul – 2002 e Administração da Segurança Pública – unisul 2010.

Em sua trajetória profissional na polícia militar catarinense, exerceu como principais funções
- Chefe da Central Regional de Emergências 190 – Balneário Camboriú - 2011/2017;
- Chefe da Secretaria Operacional do Comando Geral SECOP - FLORIANÓPOLIS – 2018;
- Coordenador do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado – GAECO – Itajaí - 2019 -2020

Foi condecorado com os brasões de mérito pessoal 3ª, 2ª e 1ª categorias; com a Medalha de Mérito por Tempo de Serviço, categoria Bronze e Prata, com a Medalha Comemorativa 100 Anos Do Cel. Lara Ribas e Medalha de Mérito Policial Militar Cel. Lopes Vieira.

Informações adicionais para imprensa:
Sicilia Vechi
Assessoria de Imprensa
Gabinete da Vice-Governadora - GVG
Fone: (48) 3665-2281 | (48) 98843-5460
E-mail: comunicacao@gvg.sc.gov.br