Compartilhe


Fotos: Ricardo Wolffenbuttel / Secom

Ao longo dos sete dias de programação histórica do projeto Viva a Ponte, 1,18 milhão de pessoas passaram pela Ponte Hercílio Luz. O reencontro dos catarinenses com o monumento foi marcado pela emoção e uma agenda intensa de ações culturais, esportivas e gastronômicas.

O dia mais movimentado da programação foi o sábado, 4, quando quase 400 mil pessoas visitaram a Hercílio Luz. O domingo de encerramento fechou com mais de 300 mil visitantes. Uma equipe de 170 pessoas trabalhou na realização do evento, entre organizadores e trabalhadores de apoio. Nos sete dias, foram realizadas 65 apresentações culturais.

"A Ponte Hercílio Luz agora deixa de ser só um cartão-postal e passa a fazer parte da vida dos catarinenses. A saudade era grande. Tanto que os resultados dos sete dias de programação impressionam. Foram mais de 1,1 milhão de pessoas registrando, fotografando, assistindo aos shows e aproveitando as atrações. Uma festa muito bonita que já entrou para a história", ressalta o governador Carlos Moisés. 

>> Mais fotos disponíveis na galeria 

A diversão foi um dos pontos altos da programação: houve cerca de mil saltos de bungee jumping. Quase 17 mil itens de alimentação foram comercializados e o sorvete foi o preferido dos visitantes, com 4,2 mil vendidos. O público também consumiu 6,6 mil litros de chope, 2,6 mil litros de água e 1,2 mil litros de caldo de cana.

“Nossa expectativa foi superada, porque foram sete dias de demonstração de pertencimento desse bem e autoestima recuperada dos catarinenses e manezinhos que vivenciaram intensamente o monumento. A Ponte Hercílio Luz se consolidou como um grande ativo para o turismo catarinense”, reforça a presidente da Santur, Flavia Didomenico.

As equipes de socorristas do Corpo de Bombeiros Militar e Samu fizeram aproximadamente 20 atendimentos durante a semana de atrações, mas apenas casos sem gravidade, a maioria provocada pelo calor. Polícia Militar, Polícia Civil, Instituto Geral de Perícias e Defesa Civil também trabalharam nos sete dias de eventos, com atuação focada na prevenção. Não houve registro de ocorrências como furtos, brigas e acidentes.

Com o encerramento da programação cultural do Projeto Viva a Ponte, as obras na estrutura terão continuidade. O público ainda poderá acessar a Ponte pelas passarelas e pistas da cabeceira insular até a primeira torre, das 7h às 22h.

No prazo de três semanas, ocorrerá a retirada das duas treliças inferiores sob a ponte. Ao finalizar a remoção da estrutura provisória, gradativamente o acesso às passarelas para travessia completa da Ponte será liberado. O secretário da Infraestrutura e Mobilidade, Carlos Hassler, destaca que esse período é fundamental para mexer nas estruturas que foram usadas durante a reforma com segurança.

“Essa oportunidade de conviver novamente com esse monumento foi aproveitada ao máximo pelos catarinenses e turistas. Também consolidou a Ponte como símbolo que sempre foi e abriu novos horizontes para explorá-la além de um equipamento de mobilidade. Agora vamos ter a fase final da obra, que será concluída em março”, afirma Hassler.

Sobre o cálculo de público

A estimativa de público presente no evento Viva a Ponte considera as áreas da Ponte Hercílio Luz, com cabeceira continental e cabeceira insular, através do método de censo populacional por transecto e polígonos.

Informações adicionais para a imprensa
Renan Medeiros
Assessoria de Imprensa
Secretaria Executiva de Comunicação - SECom
E-mail: renan@secom.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-3058 / (48) 99605-9196
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e @GovSC


Renan Koerich e Carla Coloniese
Assessoria de Imprensa
Agência de Desenvolvimento do Turismo de Santa Catarina - Santur
E-mail: renan@santur.sc.gov.br
Fone: (48) 3665- 7480​ / (48) 9-9959-8096
Site: www.turismo.sc.gov.br