Foto: Fabrício Correa/Fesporte

A Fesporte repassou R$ 100 mil em material esportivo para a prefeitura de Gaspar nesta sexta-feira, 14. O recurso é do Fundo Social do Governo de Santa Catarina. Entre o material entregue ao prefeito Kleber Wan-Dall pelo presidente da Fesporte, Rui Godinho, estão bolas de diversas modalidades, coletes e placas esportivas, caneleiras entre outros. Há também PCs e TVs para uso em projetos esportivos.

“Esses recursos fazem parte da descentralização do Fundo Social do governo estadual, que repassa para a Fesporte firmar convênio com municípios e que conta ainda com a participação de parceria da Assembléia Legislativa”, destaca Rui Godinho.

Segundo o dirigente, o esporte catarinense será beneficiado com novos repasses após as eleições. “Nossa idéia é sempre auxiliar comunidades que trabalham com projetos esportivos de cunho social, pois sabemos que o esporte é um grande instrumento de inclusão social”, finaliza o presidente da Fesporte.

Informações adicionais para a imprensa
Antônio Prado
Assessoria de Imprensa 
Fundação Catarinense de Esporte - Fesporte
Fone: (48) 3665-6126/ (48) 99949-5255
E-mail: prado@fesporte.sc.gov.br
Site: www.fesporte.sc.gov.br

 

 

A Fesporte prepara a segunda edição do Desafio de Modalidades Esportivas On-Line, batizado de Modeon, que será lançado nesta quarta-feira, 12, a partir das 10h. A ideia é mobilizar a comunidade esportiva de Santa Catarina e despertar a força de engajamento das diversas modalidades esportivas neste período de pandemia. Esta segunda edição abrange 64 modalidades do esporte catarinense. Na primeira disputa, 30 de julho e 5 de agosto, foram 32 e um alcance de 1,6 milhões de pessoas no Instagram.

O Modeon é um desafio on-line realizado em confrontos por meio de votação no story do instagram @fesportesc. Os confrontos duram 24h, período em que o público vota na sua modalidade preferida. Ganha a modalidade que tiver maior votação sobre a sua adversária passando de fase até chegar à grande final. Os participantes têm até o dia 20 de agosto para votar.

“Com os eventos esportivos parados, por conta da Covid-19, buscamos uma alternativa de movimentar a comunidade esportiva. A ideia era saber qual a modalidade tinha mais torcida no estado, por meio do voto no Instagram da Fesporte. Nos surpreendemos positivamente com o engajamento de atletas, dirigentes, pais, filhos, irmãos, presidentes de federações, todos pedindo votos para sua modalidade preferida. Enfim, o Modeon virou um case de sucesso”, destaca o presidente da Fesporte, Rui Godinho.

Na primeira edição o judô foi o campeão geral com 43.071 votos, uma média de 8.614 por confronto, seguido da natação, com 35.118, e em terceiro lugar o jiu-jitsu, com 32.726 votos. Foram sete dias de competição, 93 publicações, 150 mil interações, mais de 1,2 milhões de visualizações, com um alcance de 1,6 milhões de pessoas. Quase 9 mil pessoas passaram a seguir a Fesporte no Instagram e ajudaram a totalizar os 243.053 votos.

Participam da segunda edição do Modeon as modalidades de atletismo, automobilismo, badminton, basquete 3x3, basquete, bocha, bodyboard, bolão 16, bolão 23, boliche, boxe, canastra, canoagem, caratê, ciclismo, dança, dominó, escalada esportiva, esgrima, esportes eletrônicos, futebol, futebol 7, futebol de areia, futsal, ginástica rítmica, ginástica artística, golbol, golfe, halterofilismo, handebol, hipismo, hóquei de grama, jiu-jitsu, judô, kitesurf, luta olímpica, motociclismo, muaythai, nado sincronizado, natação, pádel, parabadminton, patinação, pentatlo moderno, pólo aquático, punhobol, remo, rúgbi, saltos ornamentais, skate, squash, stand up, surfe, taekwondo, tênis, tênis de mesa, tiro, tiro com arco, triatlo, truco, vela, vôlei, vôlei de praia e xadrez.

Informações adicionais para a imprensa
Antônio Prado
Assessoria de Imprensa 
Fundação Catarinense de Esporte - Fesporte
Fone: (48) 3665-6126/ (48) 99949-5255
E-mail: prado@fesporte.sc.gov.br
Site: www.fesporte.sc.gov.br

 


Pista em Timbó. Foto: Antonio Prado / Arquivo / Fesporte

A Fundação Catarinense de Esporte (Fesporte) realiza um mapeamento inédito, junto a dirigentes municipais, de todas as instalações esportivas em Santa Catarina. A etapa cadastral deve ser concluída no dia 30 de junho. Quando o levantamento estiver pronto, Santa Catarina deve ser um dos primeiros estados brasileiros a ter um georreferenciamento das praças de esportes de seus municípios.

Após a coleta de dados, todas as informações de infraestrutura esportiva de Santa Catarina estarão disponíveis no site da Fesporte para serem consultadas pelo público, como quadras, campos de futebol, pistas, ginásios, canchas, piscinas, entre outras. Detalhes como dimensões das estruturas esportivas, banheiros, capacidade de público, vestiários, equipamentos, mapas de localização e fotos poderão ser vistos pelos usuários.

A coordenação do trabalho está sendo realizado pela Gerência de Políticas de Projetos Esportivos da Fesporte (Geppe), por meio dos coordenadores esportivos regionais vinculados à entidade, que dão suporte aos gestores municipais neste levantamento.

Para o presidente da Fesporte, Rui Godinho, este levantamento irá possibilitar o desenvolvimento de estratégias que subsidiarão a elaboração de uma plataforma de gestão de indicadores de esporte e lazer no estado para delinear ações que promovam maior qualidade de vida à população catarinense.

 “O Governo de Santa Catarina, por intermédio da Fesporte, mais uma vez está na vanguarda no Brasil no que diz respeito ao gerenciamento do setor esportivo. Este diagnóstico da realidade atual das instalações esportivas do Estado servirá como um mecanismo para subsidiar a tomada de decisões relativas às políticas públicas catarinenses, bem como potencializar as práticas esportivas como geradoras de desenvolvimento. Depois que todo o processo de catalogação estiver concluído o usuário terá a infraestrutura esportiva catarinense na palma da mão”, reforça.

Na prática, segundo o presidente, o mapa do esporte catarinense será importante instrumento para saber quais as regiões que necessitam de maior investimento público e mostrar onde há infraestrutura adequada para a realização dos eventos da Fesporte, como Jasc, Joguinhos, Olesc, Parajasc, entre outros.

Como é feito o levantamento

 “As ações estão sendo realizadas de forma online por dirigentes municipais com apoio de nossos coordenadores esportivos. Eles acessam o nosso sistema, via ‘QR Codes’ que direcionam a questionários com a solicitação de informações sobre as instalações esportivas. Depois que as informações são preenchidas, elas são enviadas para o nosso sistema. Depois passam por uma formatação didática e visual para uma melhor compreensão do público. A etapa seguinte é georreferenciamento , que ficará disponível no site da Fesporte”, esclarece Aline Floss, gerente da Geppe.


Imagem: Reprodução

A ação atende a Lei na Lei Complementar n° 741, de 12 de junho de 2019, que diz que a Fesporte tem por objetivo fomentar, desenvolver e executar a política estadual de esporte e promover o inventário e a hierarquização dos espaços esportivos.

Informações adicionais para a imprensa
Antônio Prado
Assessoria de Imprensa 
Fundação Catarinense de Esporte - Fesporte
Fone: (48) 3665-6126/ (48) 99949-5255
E-mail: prado@fesporte.sc.gov.br
Site: www.fesporte.sc.gov.br

 


Foto: Antonio Prado/ Fesporte

Por meio de parcerias firmadas com Universidade Federal do Paraná (UFPR) e Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), a Fesporte está trazendo o pensamento acadêmico e a ciência para reforçar as discussões e o gerenciamento do sistema esportivo catarinense. O propósito é de melhorar qualitativamente o setor, já que a Fesporte tem por finalidade: planejar, formular e normatizar as políticas de esporte e estabelecer parcerias com órgãos. São acordos de cooperação, portanto, não representam custos para o órgão estadual.

A primeira parceria de cooperação técnica foi assinada no dia 7 de abril com a Universidade Federal do Paraná (UFPR), por meio do Instituto de Pesquisa Inteligência Esportiva (Ipie), coordenado pelo professor Dr. Fernando Marinho Mezzadri. O termo viabiliza a cooperação acadêmica e científica entre as partes, no que tange o desenvolvimento do projeto “Estrutura e Governança do Esporte em Santa Catarina”.

Análise do setor esportivo

O projeto visa ainda levantar, catalogar e analisar os dados do setor esportivo catarinense, apontando as principais carências e necessidades do segmento. A iniciativa chega a todos os municípios catarinenses por intermédio do Sistema de Gestão Esportiva da Fesporte, em que os dirigentes municipais acessam um tutorial e são redirecionados ao site da pesquisa (http://www.inteligenciaesportiva.ufpr.br/). Ou seja, a pesquisa ocorre de forma totalmente on-line para a coleta de informações, dispensando possíveis custos de diárias, hospedagens, transporte e alimentação dos pesquisadores. Assim que concluído o estudo, os dados estarão disponíveis para consulta no próprio site.

As pesquisas começaram efetivamente no dia 23 de abril. Técnicos da Fesporte e da UFPR deram suporte por meio de lives, explicando como os integrantes da comunidade esportiva poderiam participar do estudo.

O presidente da Fesporte, Rui Godinho, destaca que a importância da parceria, que trará informações científicas e diagnósticas essenciais para o setor. “A parceria entre Fesporte e UFPR será fundamental para a boa atuação do Governo na promoção e no desenvolvimento esportivo. Nesse sentido, a formalização do acordo de cooperação técnica é de grande importância, pois visa levantar, catalogar e analisar os dados, apontando as principais carências e necessidades do segmento em Santa Catarina”.

A gerente de Políticas Públicas e Projetos Esportivos da Fesporte, Aline Floss, destaca que as ações conjuntas com as universidades têm uma importância significativa, já que envolvem os municípios. O projeto refletirá a realidade sobre a gestão de governança nos municípios catarinenses, envolvendo programas desenvolvidos, modalidades praticadas, leis esportivas municipais, conselhos esportivos, leis de fomento, características do órgão gestor, entre outros.

Parceria com a Udesc

A Fesporte também assinou no dia 27 de maio a parceria de cooperação técnica com o Núcleo de Estudos em Gestão e Marketing Esportivo da Universidade do Estado de Santa Catarina (Nepegem/Udesc).

O Nepegem/Udesc produz, aglutina, sistematiza, analisa e difunde informações sobre a gestão e as políticas para esporte no estado. Também desenvolve parcerias colaborativas com organizações e entidades de administração do esporte, que sejam referências nas mais diversas áreas que compõem o sistema esportivo do País.

Ao participar do projeto juntamente com Fesporte e UFPR, a Udesc vai colaborar com o mapeamento de informações a respeito da realidade esportiva nos municípios de Santa Catarina, a fim de que os dados coletados possam subsidiar a tomada de decisões no que tange às políticas de esporte e lazer.

Caminho importante para pesquisa

Para Rui Godinho da Mota, presidente da Fesporte, o termo de cooperação com a Udesc é um ganho muito importante para as pesquisas. “É fundamental para esse tipo de pesquisa que possamos agregar valores. É um ganho muito grande não só para o nosso trabalho, mas para cada organização envolvida, para os profissionais e para os acadêmicos que serão parte significante nesse processo de construção e troca de conhecimento, sobretudo, para a formação de cada um”, disse Godinho.

A tendência é que as pesquisas promovidas pela UFPR/Ipie contemplem todo o território nacional. Em Santa Catarina a Udesc passa a ser um importante braço do Instituto Inteligência Esportiva nesse trabalho.

Informações adicionais para a imprensa
Antônio Prado
Assessoria de Imprensa 
Fundação Catarinense de Esporte - Fesporte
Fone: (48) 3665-6126/ (48) 99949-5255
E-mail: prado@fesporte.sc.gov.br
Site: www.fesporte.sc.gov.br

 


Fotos: Julio Cavlheiro / Secom

A noite de gala do esporte catarinense premiou os melhores atletas do estado em 2019 nesta segunda-feira, 2, em Florianópolis. A cerimônia do Prêmio Excelência Esportiva, organizado pela Fundação Catarinense do Esporte (Fesporte), foi realizada no Teatro Pedro Ivo, com a presença do governador Carlos Moisés, do presidente da Fesporte, Rui Godinho, e do ex-tenista e número 1 do mundo Gustavo Kuerten, o Guga. Em quase três horas de solenidade, foram agraciados desportistas e pessoas que contribuíram para o desenvolvimento do esporte catarinense ao longo da história. 

:: Mais imagens na galeria

Em seu discurso, Moisés relembrou seus tempos de atletismo e enalteceu o papel dos atletas na formação de uma sociedade mais igualitária. Ele ressaltou a capacidade de formação de caráter do esporte por meio de valores e da ética.

“O Governo quer ser parceiro do atleta. Superar os limites é um desafio que o Esporte impõe. Nas escolas, nós conseguimos descobrir muitos dos futuros atletas. Fico emocionado de vir a esta cerimônia e ver na plateia tantas pessoas que se superam todos os dias. O Esporte não pode nunca ser esquecido. Ele precisa ser fomentado”, falou o governador. 

Pouco antes, Guga também lembrou de alguns dos momentos mais marcantes de sua trajetória, quando ainda buscava o estrelato em competições pelo interior do estado e deixou uma mensagem de otimismo para os atletas catarinenses:

“Vale a pena desafiar a vida. O caminho para o esportista é acreditar no impossível, em algo improvável. Continuem acreditando em seus sonhos. O esporte tem esse poder de mexer o espírito e a alma das pessoas. Cada um que está aqui é um exemplo para a sua comunidade. São muitas horas de trabalho, mas o esporte permite que sejamos melhores a cada dia. Continuem essa caminhada, que ela vale muito a pena”.

Veja abaixo a lista dos premiados 

Medalha Rodolfo Sestrem

Sergio Rodrigues Castro (Vôlei de praia)  - Atleta destaque dos Jogos Abertos de SC 2019 
Taís Fabiane Schroeder Eval (Bolão 16) – Atleta revelação dos Jogos Abertos de SC 2019

Medalha Marcílio César Ramos Krieger (homenagem da Justiça Desportiva)

Carlos Eugenio Lopes
Maria Cristina Ferreira Santos 

Comenda do Mérito Desportivo
Alexandre Trevisan Schneider (handebol)
Kasuo  Konishi (judô)
Duciomar Antonio Grando, o Pipoca (judô)
Rui Rizzo (vôlei)
Salésio Kindermann (futebol)
Alvaro Rogerio Muniz (in memoriam)
Clube da Cala e Tiro Dias Velho, de Rio do Sul (entidade esportiva)
Universidade do Oeste de Santa Catarina (entidade patrocinadora)

Troféu Guga Kuerten de Excelência no Esporte
Isaky Anderson Coelho  (jiu-jitsu) – Melhor árbitro paradesportivo
Guilherme Locatelli (basquete) – Árbitro destaque de 2019
Alexandre Mederiso Ghizi (tênis de mesa) – Melhor técnico do Paradesporto
Karina Patricia de Souza (Vôlei) – Melhor técnico
Apae de Caçador – Melhor entidade paradesportiva
Associação Desportiva de Voleibol – Melhor entidade esportiva
Catarina Martins Machado (natação) – Atleta revelação paradesportivo
Calebe Lazarotti (Xadrez) – Atleta revelação
Gabriel Bodin Vieira Santos (Marcilio Dias) – Melhor atleta do futebol profissional
Sylvia Helena Braga (surfe adptado) – Melhor atleta paradesportiva
Gabriela Giraldi (patinação artística) – A melhor atleta
Bruno Becker da Silva (natação) – Melhor atleta paradesportivo
Douglas Brose (caratê) – O melhor atleta
Equipe Paralímpica de Tênis de Mesa DF (Criciúma) – Melhor equipe paradesportiva
Kindermann/Avaí (futebol feminino) – Melhor equipe catarinense

Informações adicionais para imprensa:
Leonardo Gorges
Assessoria de Imprensa
Secretaria Executiva de Comunicação - SECom
E-mail: leonardogorges@secom.sc.gov.br 
Fone: (48) 3665-3045
Site: www.sc.gov.br 




Fotos: Antonio Prado/Fesporte

A etapa nacional dos Jogos Escolares da Juventude (JEJ), realizada em Blumenau, trouxe bons resultados para Santa Catarina. Os catarinenses fecharam a competição com um total de 86 medalhas sendo 21 de ouro, 35 de prata e 30 de bronze. Esse foi o melhor resultado já conquistado pelo Time SC.

Em 2018, foram 72 medalhas. Na edição deste ano, só nesta sexta-feira, 29, último dia de competição, foram 19 medalhas, sendo cinco de ouro com as disputas finas da natação, tênis de mesa e xadrez.

Os JEJ começaram dia 16 de novembro com a participação de 5 mil atletas/estudantes de todos os estados brasileiros divididos nas faixas etárias de 12 a 14 anos e de 15 a 17 anos. A delegação catarinense era composta por 297 atletas, 37 professores/técnicos e sete dirigentes. O grupo participou nas modalidades de atletismo, badminton, basquete, ciclismo, judô, luta olímpica, futsal, handebol, ginástica rítmica, voleibol, vôlei de praia, natação, tênis de mesa e xadrez.

Para o presidente da Fesporte, Rui Godinho, o resultado da participação catarinense na competição foi altamente positiva. “Conseguimos superar o total de medalhas em relação ao ano passado. O COB não divulga o campeão geral, nem o número de medalhas de cada estado, mas sabemos que superamos gigantes como Minas Gerais e Rio de Janeiro e nosso estado está entre os melhores do Brasil no esporte escolar. Isso mostra que nosso estudante/atleta está em evolução técnica constante e o apoio que o governo estadual está dando neste segmento é importante para este crescimento”, destaca Rui Godinho.

Atletismo deu maior número de medalhas

O atletismo obteve o maior número de medalhas, 33 no total, sendo 10 de ouro, 15 de prata e sete de bronze. A natação aparece na segunda posição, com 31 medalhas conquistadas, sendo duas de ouro, 17 de prata e 12 de bronze.

Entre os destaques individuas figuraram o judoca Daniel Bolezina Silva, categoria pesado, da Escola Municipal Elza Pacheco, de Blumenau, que foi ouro na faixa etária 17 a 17 anos ao vencer todas as suas cinco lutas por ippon. E também Bryan Nikson Alves, do atletismo da Escola Básica Arnaldo Brandão, de Itajaí. Ele bateu o recorde dos 1.000 metros, que já durava nove anos, com o tempo de 2min38 segundos.


Atleta Bryan Nikson Alves bateu recorde dos 1.000 metros

Também no rol dos destaques está o recorde na natação na prova do revezamento 4 x 50 medley, 12 a 14 anos, com um time formado por  Ronaldo Klug Júnior (Positivo/Joinville), Kauan Eduardo Matias da Silva (Escola Flodoardo Cabral/Lages),Vinícius Cruz/Bom Jesus Pedra Branca/Palhoça) e Lucas Davesac Machado (Colégio Adventista/Itajaí). O tempo da prova foi de 1min52s.380.

Todos os resultados de sexta-feira estão disponíveis aqui.

Sobre a competição

Os Jogos Escolares da Juventude são organizados e realizados pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB) com apoio da Prefeitura Municipal de Blumenau e do Governo do Estado de Santa Catarina por intermédio da Fesporte.

Informações adicionais para a imprensa
Antônio Prado
Assessoria de Imprensa 
Fundação Catarinense de Esporte - Fesporte
Fone: (48) 3665-6126/ (48) 99949-5255
E-mail: prado@fesporte.sc.gov.br
Site: www.fesporte.sc.gov.br

 

 Foto: Antonio Prado/Fesporte

Valeu a pena esperar. Foi inaugurada oficialmente nesta sexta-feira, 22, a pista sintética de atletismo de Timbó. Com 400 metros de extensão (dimensões oficiais), a nova estrutura já começou a ser usada nas disputas da modalidade dos Jogos Escolares da Juventude (JEJ), evento organizado pelo Comitê Olímpico do Brasil, no Vale do Itajaí.

A nova pista foi aprovada por treinadores e atletas. A estrutura, segundo os envolvidos nos Jogos, não fica devendo em nada em comparação com as melhores do Brasil. A obra custou R$ 1.277.291,81, em investimento do Governo de Santa Catarina, por intermédio da Fesporte e a Fundação Municipal de Esportes (FME) de Timbó.

Na cerimônia de entrega da pista, antes das competições dos JEJ, estiveram presentes o gerente de Esporte de Base e Inclusão da Fesporte - ex-atleta com participação em três olimpíadas, Sérgio Galdino; os marchadores olímpicos timboenses Alessandro Bágio e Alessandra Picagevicz; além do prefeito de Timbó, Jorge Kruger, e o presidente da FME municipal, Márcio Elisio.

Em suas palavras Galdino agradeceu ao presidente da Fesporte, Rui Godinho, e ao governador Carlos Moisés pelo empenho para tornar uma antiga demanda da região em realidade. “Esta pista em Timbó será um dos grandes legados que o evento deixará para a comunidade local. Eu, o Bágio e a Alessandra fomos atletas olímpicos, frutos dos Jogos Escolares e esta pista será importante para revelar novos atletas. Era um sonho de todos, que hoje torna-se realidade”, destacou Galdino.

As disputas do atletismo prosseguem até segunda-feira, dia 25. Os Jogos Escolares da Juventude são organizados e realizados pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB), com apoio da Prefeitura Municipal de Blumenau e do Governo do Estado de Santa Catarina por intermédio da Fesporte.

Informações adicionais para a imprensa
Antônio Prado
Assessoria de Imprensa 
Fundação Catarinense de Esporte - Fesporte
Fone: (48) 3665-6126/ (48) 99949-5255
E-mail: prado@fesporte.sc.gov.br
Site: www.fesporte.sc.gov.br

 

 Daniel Bolezina Silva, ouro no judô | Fotos: Antonio Prado/Fesporte

Santa Catarina fechou o primeiro bloco de competições da etapa nacional dos Jogos Escolares da Juventude (JEJs), em Blumenau, com nove medalhas. O dia mais dourado para o Time SC foi a quarta-feira, com a primeira colocação no judô e handebol masculino. Além de alcançar duas vezes o ponto mais alto do pódio, a equipe catarinense conquistou também três pratas e quatro bronzes. 

A partir desta sexta-feira, 22, é a vez do atletismo, do badminton, do futsal e do voleibol serem protagonistas no Vale do Itajaí. O segundo bloco de competições dos JEJs vai até o dia 25. O terceiro e último bloco será no período entre 27 e 29 com ciclismo, ginástica rítmica, natação, tênis de mesa, vôlei de praia e xadrez.

Alto do pódio

A primeira medalha de ouro catarinense foi conquistada apenas na quarta-feira pela equipe de handebol do Colégio Bom Jesus Ielusc, de Joinville, que venceu a representante de Taubaté por 25 a 22 na decisão: “É uma emoção muito grande ser campeão brasileiro. Treinamos o ano inteiro para isso. Nossa equipe jogou mais de 50 jogos este ano e agora somos campeões”, disse Enzo, um dos destaques da partida. 

 Handebol masculino conquistou o primeiro ouro catarinense

Santa Catarina também brilhou no tatame, com a medalha de ouro de Daniel Bolezina Silva, no judô. Com 17 anos, o aluno da Escola Municipal Elza Pacheco, de Blumenau, bateu o paulista Bernardo Rosa na categoria pesado. “Venci todas as minhas cinco lutas por ippon e não dá para descrever a alegria. É muito bom. É uma competição muito forte que se ganha nos detalhes”, disse Bernardo, que recentemente também ganhou o Brasileiro Sub-18 e foi campeão brasileiro da primeira da seletiva sub-21 que definirá os integrantes de seleção brasileira em 2020. 

No último dia do primeiro bloco de competições, o judô deu ainda uma medalha de prata para o Time SC. Luiz Felipe Rego, do Centro Educacional Promissor, de Palhoça, ficou em segundo lugar na categoria -81kg, 15 a 17 anos. 

Demais medalhistas

O Judô rendeu a Santa catarina, até agora, seis das nove medalhas. Se o primeiro ouro demorou para sair, o bronze chegou logo primeiro dia de competição, no domingo. Guilherme Campos Coronetti, de 13 anos, da Escola Estadual Governador Lacerda, de Videira, subiu no pódio na categoria – 36kg. Tarcisio Fernandes, da Escola Estadual Lara, de Chapecó, conquistou o mesmo resultado na categoria – 55 quilos.

A modalidade também garantiu prata para Ana Luiza Pradella, 13 anos, aluna da Escola Municipal Concórdia, de Concórdia, e Pietro Lucaia Trindade, da Escola Estadual Adelaide Konder, de Navegantes. 

 Ana Luiza Pradella e Pietro Lucaia Trindad, medalhistas no judô

A única medalha na luta olímpica foi conquistada por Bryan Gabriel Santos, da Escola Padre José Maurício, de Blumenau, com bronze na categoria pesado, 15 a 17 anos. A Escola Estadual Valdete Piazera, de Jaraguá do Sul, ficou com o terceiro lugar no basquete feminino. 

JEJs

Os Jogos Escolares da Juventude são organizados e realizados pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB) com apoio da Prefeitura Municipal de Blumenau e do Governo do Estado de Santa Catarina por intermédio da Fesporte.

Informações adicionais para a imprensa
Antônio Prado
Assessoria de Imprensa 
Fundação Catarinense de Esporte - Fesporte
Fone: (48) 3665-6126/ (48) 99949-5255
E-mail: prado@fesporte.sc.gov.br
Site: www.fesporte.sc.gov.br

 

 Foto: Marcelo Martins/Prefeitura de Blumenau 

Blumenau está pronta para receber os Jogos Escolares da Juventude, evento que reúne os melhores atletas do Brasil entre 12 e 17 anos. A cerimônia de abertura será neste sábado, 16, às 18h, no ginásio Galegão, ao lado da Vila Germânica. As competições seguem até o dia 29 com participação de quase cinco mil estudantes das 27 unidades federativas, além de convidados da Angola, da Venezuela e do Japão.

Ao todo, serão distribuídos 1.502 medalhas e 50 troféus. O evento contará ainda com 683 técnicos, 494 árbitros e 187 voluntários, exigindo a utilização de 67 ônibus, além de vans, carros, caminhões e ambulâncias. O time Santa Catarina, maior delegação dos Jogos, será composto por 341 componentes, sendo 150 atletas da categoria 12 a 14 anos, 147 atletas entre 15 e 17, 37 professores/técnicos e sete dirigentes.

A equipe catarinense terá representantes nas 14 categorias: atletismo, badminton, basquete, ciclismo, judô, luta olímpica, futsal, handebol, ginástica rítmica, voleibol, vôlei de praia, natação, tênis de mesa e xadrez. Em 2018, nos JEJ em Natal (RN), a delegação conquistou um total de 72 medalhas, sendo 13 de ouro, 36 de prata e 23 de bronze, ficando entre as quatro melhores delegações do Brasil.

 
Imagem dos Jogos Escolares de 2018, em Natal | Foto: Antonio Prado/Secom

Os Jogos Escolares de Juventude é um evento promovido pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB) em parceria com o Governo de Santa Catarina, por meio da Fesporte, e prefeitura de Blumenau. 

Parceria Governo do Estado e COB

Para o presidente da Fesporte, Rui Godinho, a realização dos Jogos Escolares da Juventude em  Blumenau representa um ganho significativo para toda uma cadeia no estado: “Ganha o setor do turismo, cultura, gastronomia, toda rede hoteleira e traz visibilidade para o nosso Estado já que toda a grande mídia do país cobrirá os Jogos. Os JEJ são uma das maiores competições esportivas do mundo e já revelaram grandes campeões olímpicos para o Brasil”.

Rui lembra como começou o processo para trazer o evento para Santa Catarina: “Soubemos que Blumenau pretendia fazer uma etapa classificatória dos JEJ e então, entramos em contato com o governador Carlos Moisés sugerindo a possibilidade de sediar a competição. O governador deu o sinal positivo e fechamos a parceria com COB e a prefeitura de Blumenau”.

Informações adicionais para a imprensa
Antônio Prado
Assessoria de Imprensa 
Fundação Catarinense de Esporte - Fesporte
Fone: (48) 3665-6126/ (48) 99949-5255
E-mail: prado@fesporte.sc.gov.br
Site: www.fesporte.sc.gov.br

 


Foto: Antonio Prado / Fesporte 

Blumenau é campeão geral da 59ª edição dos Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc), realizada nas cidades de Timbó, Pomerode e Indaial e que terminou neste domingo, 10. O município agora soma 42 conquistas no maior evento poliesportivo do Sul do Brasil. No festivo de encerramento, o município mais vezes campeão finalizou sua participação com mais um troféu e uma medalha de ouro. Venceu Brusque, na decisão do basquete masculino.

Na classificação geral, Blumenau somou 228 pontos, Itajaí foi segundo colocado, com 170, São José terceiro, com 138, Florianópolis quarto, com 108, e Chapecó, com 106, terminou em quinto.

>>> Confira os campeões por modalidade neste link

O presidente da Fesporte, Rui Godinho da Mota, destacou a organização por parte dos municípios-sede e o elevado nível das competições. "Foi fantástico. A abertura já foi fascinante. Percebi o altíssimo nível de competição. A ginástica rítmica, por exemplo, tinha sete atletas de seleção. Vamos batalhar para transformar os Jasc no maior evento esportivo do país e uma referência de organização esportiva", destacou Godinho.

“Estou bastante feliz com o desempenho das nossas modalidades, é um momento de grande alegria, resultados expressivos, vários troféus. É a nossa delegação honrando a bandeira, a camisa de Blumenau, com muito orgulho, muita garra e felicidade, levando o nosso município para todo o estado, com muito carinho”, avaliou Egídio Beckhauser, diretor executivo da Secretaria do Esporte de Blumenau.

Neste domingo ainda de disputas, o basquete masculino de Blumenau entrou em quadra para fazer mais uma final. Na decisão, venceu Brusque por 85 a 58, e levou mais um ouro para casa. Com o resultado, ampliou a performance e o rendimento na campanha dos Jogos Abertos de 2019.

Beckhauser tem a receita do sucesso do município: “Os resultados vieram com a dedicação dos nossos técnicos, dos dirigentes, de toda a comunidade blumenauense, do poder público, do investimento da iniciativa privada e das parcerias”.

Os Jasc foram promovidos pelo Governo de Santa Catarina e realizados por intermédio da Fesporte, em parceria com os municípios de Indaial, Timbó e Pomerode.

Texto: Olavo Moraes

Informações adicionais para a imprensa
Antônio Prado
Assessoria de Imprensa 
Fundação Catarinense de Esporte - Fesporte
Fone: (48) 3665-6126/ (48) 99949-5255
E-mail: prado@fesporte.sc.gov.br
Site: www.fesporte.sc.gov.br