Fotos: Divulgação / Secom

O governador Carlos Moisés esteve reunido com Viviane Senna, presidente do Instituto Ayrton Senna, em São Paulo (SP), nesta terça-feira, 3, para tratar de continuidade de parceria entre a organização e a rede estadual de educação.

O Instituto, que há 25 anos promove ações de melhorias na educação no país, é parceiro de Santa Catarina no programa Ensino Médio Integral em Tempo Integral (EMITI). O projeto prevê um currículo voltado para desenvolver competências e habilidades no jovem do século 21.


Foto: Osvaldo Nocetti / SED

Gestores, professores, alunos, coordenadores escolares e regionais das 31 escolas do Ensino Médio Integral em Tempo Integral (EMTI) participam, nesta terça e quarta-feira, 3 e 4, em Florianópolis, do III Seminário de Saberes e Práticas da Educação Integral de Santa Catarina.

O evento, realizado pela Secretaria de Estado da Educação em parceria com o Instituto Ayrton Senna e Instituto Natura, tem como objetivo a troca de experiências entre professores e gestores do programa. Além disso, procura dar visibilidade às produções e aos resultados alcançados com profissionais e alunos nos três primeiros anos de EMITI.

O secretário de Estado da Educação, Natalino Uggioni, defende que uma educação que faça sentido para os estudantes. “Que faça com que os alunos se sintam bem e queiram estar na escola e nas atividades. Desenvolver o sentimento do aluno com a escola é a primeira condição para que a gente tenha uma educação de qualidade. Fortalecer o conhecimento significa trabalhar com educação integral”.

A ideia do evento é trazer a experiência de alunos, professores e gestores para que haja o compartilhamento de aprendizagens resultantes do EMITI. O seminário conta com apresentações de boas práticas, feira de projetos, mesas redondas, palestras e oficinas para jovens e adultos com compartilhamento de práticas. Além disso, o e-book “Projetos em ação: saberes e fazeres do EMITI” foi lançado no evento.

Primeiras turmas se formam em 2019

Este ano haverá a formatura das primeiras turmas do EMITI catarinense. Os alunos que entraram em 2017 no programa, se formam no 3º ano. A estudante Emily Reich, da EEB Mater Dolorum, de Capinzal, destaca o caráter integral do aprendizado. “A escola sempre prepara academicamente, mas esse programa desenvolve também as competências socioemocionais. Isso contribui muito para o nosso projeto de vida. Uma competência que deixei adentrar em mim foi a abertura para o novo e eu acredito que essa foi a mais importante. Isso fez com que eu fizesse o que estou conseguindo fazer aqui hoje”.

Na parceria com o Instituto Ayrton Senna, o EMITI em Santa Catarina promoveu 220 horas de formação presencial de professores e gestores. “É muito bom que a gente veja pessoas dando seus passos sozinhos. É o que fazemos hoje, o projeto aconteceu, mas o mais importante é que Santa Catarina se apropriou disso. Muito grato por vocês terem acreditado nessa proposta”, destaca o Diretor do Instituto Ayrton Senna, Emílio Munaro.

O EMITI

O Ensino Médio Integral em Tempo Integral (EMITI) é um programa oferecido pela Secretaria de Estado da Educação em parceria com o Ministério da Educação com apoio pedagógico do Instituto Ayrton Senna. Tendo como premissa a educação integral e o desenvolvimento de competências para o século 21, a proposta oferece oportunidades para os estudantes se desenvolverem com autonomia.

Nas escolas catarinenses onde o programa vem sendo realizado, as aulas acontecem em período integral segundo modelo proposto pela SED. Em 2017, foram 15 escolas estaduais parceiras, número que foi ampliado para 30 em 2018. Atualmente, o estado possui 31 escolas no programa em 26 cidades catarinenses, 151 turmas e 3.409 alunos.

O diferencial do EMTI é o fomento do protagonismo juvenil por meio de componentes curriculares, que permitem a organização integrada e flexível das disciplinas, como projetos de vida, intervenção com envolvimento da escola e comunidade, pesquisa e estudos orientados.


Foto: Luiz Schmitt / Arquivo / Udesc

A Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) divulgou o gabarito oficial do Vestibular de Verão 2020 no final da manhã desta segunda-feira, 2. Confira o gabarito oficial. Acesse também os cadernos das provas objetivas. A seleção da Udesc teve índice de abstenção de 16,58%. Dos 8.054 candidatos inscritos para 1.425 vagas de 52 cursos de graduação gratuitos, 1.335 não compareceram aos locais de prova.


Fotos: Patricia Antunes / SED 

As obras de ampliação e reforma da EEB Catulo da Paixão Cearense, a mais antiga de Sombrio, no Sul do Estado, foram inauguradas nesta sexta-feira, 29, em uma cerimônia que reuniu a comunidade escolar e teve a presença do secretário de Estado da Educação, Natalino Uggioni. A escola tem 113 anos, sendo 73 no atual prédio. O investimento nas melhorias foi de R$ 3.547.189,42.

A comunidade esperava a entrega das melhorias há dois anos. Foram reformados 3.700 metros quadrados, e ampliados outros 816,53 metros quadrados.

“Estamos seguindo o que tem priorizado o governador Carlos Moisés, que é o cuidado com a educação do nosso estado. Nós sabemos que a finalização dessa obra era um anseio da comunidade escolar e deste governo. Quanto mais a escola for esse ambiente agradável e acolhedor, que fortaleça a vontade do estudante e do professor de estarem no local, melhores serão os resultados da educação catarinense”, comenta o secretário.

A escola atende a 521 alunos do ensino fundamental e do médio, além de contar com 54 professores e nove servidores do quadro técnico e administrativo. A presidente da Associação de Pais e Professores (APP), Maria José Nunes, explica que a obra é um sonho realizado na comunidade. “É uma escola histórica. A gente não poderia deixar morrer essa parte da história do nosso município. Está tudo como esperávamos”.

Na ampliação, foram contemplados o refeitório, a biblioteca, salas de aula e parque infantil. O setor administrativo, as salas de vídeo, de tecnologia e o ginásio passaram por reformas que tornaram o ambiente escolar mais saudável e harmonioso. Eduardo José da Silva, aluno do 1º ano do ensino médio, disse que todos querem ver como ficou a escola depois das mudanças. ”Colocaram cadeiras estofadas, ar-condicionado, parque e agora nós estamos ansiosos para usufruir de tudo isso”.

Informações adicionais para a imprensa
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Educação – SED
Patrícia Antunes
(48) 3664-0347 / 988177973
E-mail: imprensa@sed.sc.gov.br 
www.sed.sc.gov.br 




 


Foto: Jonas Pôrto/ Udesc

As aulas de graduação do segundo semestre de 2019 da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) terminam neste sábado, 30, e os exames finais ocorrem entre 4 e 10 de dezembro. O próximo semestre letivo da instituição começará em 17 de fevereiro.

Segundo o Calendário Acadêmico 2019 da Udesc, 30 de novembro é a data final para inclusão de frequências, avaliações e médias semestrais no sistema acadêmico. De 2 a 6 de dezembro, os alunos da universidade estadual poderão justificar reprovação por frequência para as direções de Ensino de Graduação, de acordo com a Resolução nº 018/2015 do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Consepe). E, até 12 de dezembro, os professores deverão incluir as avaliações dos exames e das médias finais e entregar os diários de classe às secretarias de Ensino de Graduação.

As aulas de pós-graduação stricto sensu da Udesc terminarão em 13 de dezembro e serão retomadas em 4 de fevereiro.

Matrículas

Segundo o Calendário Acadêmico 2020 da Udesc, os candidatos aprovados na primeira chamada no Vestibular de Verão deverão se matricular em 6 e 7 de fevereiro. Para os acadêmicos veteranos da graduação, o período de rematrícula ocorrerá de 5 a 8 de fevereiro.

Para alunos novos e veteranos da pós-graduação, o prazo de matrícula ficará aberto entre 4 e 19 de fevereiro.

Mais informações

Mais informações sobre prazos dos calendários podem ser obtidas com as pró-reitorias de Ensino (Proen) e de Pesquisa e Pós-Graduação (PROPPG).

Siga a Udesc pelo FacebookInstagramTwitter, Udesc em Rede (newsletter e podcast), WhatsApp e YouTube

Assessoria de Comunicação da Udesc
E-mail: comunicacao@udesc.br
Telefones: (48) 3664-7935/8010


Foto: Jonas Pôrto / Udesc

O Conselho de Administração (Consad), da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), decidiu aprovar, por unanimidade, o aumento de 15% no valor de 1.788 bolsas estudantis de graduação em dez áreas, com reajuste de R$ 400 para R$ 460 por mês, para 2020. A votação ocorreu na sessão desta terça-feira, 26, em Florianópolis.


Foto: Mauricio Vieira / Secom

Os novos diretores de 1.035 escolas da rede estadual de ensino assinaram, na manhã desta terça-feira, 26, um Termo de Compromisso de Gestão com o Governo de Santa Catarina. O governador Carlos Moisés e o secretário de Estado da Educação, Natalino Uggioni, participaram do ato, realizado em São José. No documento, os escolhidos pela comunidade escolar se comprometem a seguir as diretrizes da legislação estadual e as ações propostas em cada plano de gestão.

No encontro desta terça-feira, os novos diretores receberam também as primeiras orientações para a função que vão exercer entre 2020 e 2023. Durante o evento, o governador destacou o compromisso dos servidores em levar educação de qualidade a todas as regiões catarinenses. "Nós precisamos que os gestores façam o melhor por suas escolas, porque não conseguiremos transformar a sociedade se não for pela Educação. Nossas prioridades são a formação continuada de todos os profissionais e a infraestrutura das escolas", afirmou Carlos Moisés. Para ele, a evolução na qualidade de ensino deve ser mensurável por meio de números, para que o processo seja acompanhado e melhorado, conforme a necessidade.

No termo, os novos diretores se comprometem a cuidar bem das escolas, melhorar o resultado e desenvolver uma gestão balizada nas dimensões pedagógica, administrativa, financeira e física, em uma perspectiva democrática, inclusiva, participativa, inovadora e transparente, voltada para os resultados da aprendizagem dos estudantes.

O processo de escolha dos Planos de Gestão Escolar (PGE) se deu com as novas regras determinadas pelo decreto assinado em agosto pelo governador Carlos Moisés. O documento ampliou o leque de profissionais que podiam inscrever seus planos e permitiu que dois responsáveis por aluno pudessem votar.

Acompanhamento da gestão no dia a dia

De acordo com o secretário de Estado da Educação, Natalino Uggioni, a pasta fará o acompanhamento da implementação dos planos no dia a dia. “O PGE representa um contrato de gestão que terá de ser bem executado pelos profissionais, com muita responsabilidade. Temos a certeza que, desta forma, poderemos melhorar os resultados”, explicou.

A votação dos Planos de Gestão Escolar foi realizada nas escolas entre os dias 23 e 25 de outubro de 2019. Houve escolha em 979 unidades escolares. Destas, em 636 os proponentes foram reconduzidos pela comunidade e em 343 houve eleição de novos proponentes, ou seja, uma renovação de 35% no quadro de diretores das escolas estaduais. Os gestores tomam posse no dia 2 de janeiro de 2020 e encerram as atividades em 31 de dezembro de 2023.

As escolas que não tiveram o Plano de Gestão aprovado terão um diretor temporário, que ficará no cargo até que seja realizada uma nova escolha, o que deve ocorrer até o início do segundo semestre de 2020.

Durante a vigência do PGE, o gestor e a comunidade escolar participarão de formações continuadas, estimulando o monitoramento da execução do plano. Caso o plano proposto não esteja sendo cumprido como o esperado, aquele diretor poderá ser afastado da função.

Além dos novos gestores, 36 coordenadores regionais, 50 técnicos da SED e 56 supervisores participam do evento, totalizando 1.196 participantes.

Informações adicionais para a imprensa
Renan Medeiros
Assessoria de Imprensa
Secretaria Executiva de Comunicação - SECom
E-mail: renan@secom.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-3058 / (48) 98843-2296
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e @GovSC


Secretaria de Estado da Educação – SED
Patrícia Antunes
(48) 3664-0347 / 988177973
E-mail: imprensa@sed.sc.gov.br
www.sed.sc.gov.br

 Foto: Luiz Schmitt/Secom

A Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) aplica até as 19h30 deste domingo, 24, as provas do Vestibular de Verão 2020 em nove cidades catarinenses - Florianópolis, Lages, Laguna, São Bento do Sul, Joinville, Chapecó, Ibirama, Balneário Camboriú e Balneário Barra do Sul. Dos 8.054 candidatos inscritos para 1.425 vagas de 52 cursos de graduação gratuitos, 1.335 não compareceram aos locais de prova, o que gerou um índice de abstenção de 16,58%.

A seleção, realizada das 9h às 12h30 e das 15h às 19h30, tem 100 questões de múltipla escolha e uma redação. Pela manhã, os candidatos responderam 50 questões, sendo 14 de Biologia, 14 de Matemática, 14 de Língua Portuguesa e Literatura Brasileira e oito de língua estrangeira (Inglês ou Espanhol). No período da tarde, a redação sobre atualidades, conhecimentos gerais e obras literárias exigidas no edital, além de mais 50 questões: 14 de Física, 14 de Química, 11 de História e 11 de Geografia.

Gabarito, resultado e matrícula

O caderno da prova objetiva e o gabarito preliminar serão divulgados até as 21h de domingo. Além desse exame geral, o Vestibular de Verão já teve prova prática de Música, gravada e enviada pelos candidatos em outubro, e realizará a de Teatro em 5 de dezembro, em Florianópolis.

A lista dos aprovados de todos os cursos sairá até 10 de dezembro. Quem for convocado na primeira chamada fará matrícula em 6 e 7 de fevereiro e terá aulas a partir de 17 de fevereiro. Veja o Calendário Acadêmico 2020.

Nove cidades com prova

O Vestibular de Verão da Udesc ocorre nas seguintes cidades:

  • Balneário Barra do Sul: Escola Manoel Henrique Borges;
  • Balneário Camboriú: Campus da Udesc (Cesfi) e Escola Ruizélio Cabral;
  • Chapecó: Colégio Bom Pastor;
  • Florianópolis: Campus da Universidade Federal de Santa Catarina (Ufsc) - CCE, CCJ, CCS, CSE e CTC;
  • Ibirama: Escola Eliseu Guilherme;
  • Joinville: Campus da Udesc (CCT);
  • Lages: Campus da Udesc (CAV);
  • Laguna: Campus da Udesc (Ceres);
  • São Bento do Sul: Escola Urbana São Bento.


Sistema de cotas

O número de vagas do vestibular representa 75% do total do próximo semestre, pois as demais serão preenchidas pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), com notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2019, exceto nos cursos de Música e Teatro.

A Udesc manterá o sistema de cotas pelo Programa de Ações Afirmativas. Das vagas de cada curso, 30% estão reservadas: 20% para candidatos com todo o ensino médio na rede pública e 10% para candidatos negros.

Cursos mais procurados

Na relação geral do Vestibular de Verão 2020, os três cursos mais procurados são: Fisioterapia, em Florianópolis (Cefid), com 32,26 candidatos por vaga; Medicina Veterinária, em Lages (CAV), com 26,70; e Design Gráfico, em Florianópolis (Ceart), com 26,67. 

Na categoria dos não optantes de cota, a lista ficou assim: Fisioterapia (27,80), Design Gráfico (27,50) e Medicina Veterinária (24,40). Esses três cursos também foram os mais escolhidos pelos candidatos com todo o ensino médio na rede pública, na seguinte ordem: Fisioterapia (55,20), Medicina Veterinária (46,20) e Design Gráfico (38). 

Entre os candidatos negros, a maior procura é por estes cursos de Florianópolis: Fisioterapia, com 11 por vaga; Bacharelado em Educação Física (Cefid), com 8,50;  e Administração (Esag, período noturno), com 6 candidatos por vagas.

Mais informações

Mais informações podem ser obtidas na página oficial e com a Coordenadoria de Vestibulares e Concursos (Covest) pelos telefones (48) 3664-8089 e 8091, das 13h às 19h, e pelo e-mail vestiba@udesc.br.

Mais informações para a imprensa:
Luiz Eduardo Schmitt
Assessoria de Comunicação da Udesc
E-mail: comunicacao@udesc.br
Telefones: (48) 3664-8006/8010

 Fotos: Maurício Vieira/Secom

Cerca de 200 pessoas, entre deficientes visuais, representantes de instituições especializadas no atendimento a este público e entidades atuantes em áreas relacionadas à temática em Santa Catarina, se reuniram para discutir, avaliar e elaborar políticas públicas para o segmento. O evento, realizado nos dias 21 e 22 no Hotel Cambirela, em Florianópolis, foi promovido pela Fundação Catarinense de Educação Especial (FCEE).

Apresentações culturais marcaram a cerimônia de abertura, com exibição do grupo de dança da Associação Catarinense para Integração do Cego (ACIC) de Florianópolis; do musicista Élder Luiz Ruas, profissional da Associação Camponovense de Apoio aos Deficientes Auditivos e Visuais (ACADAV) de Campos Novos; e também da pedagoga e musicista da FCEE, Juliana Buratto. 

A palestra de abertura, com o tema “Modelo Biopsicossocial com ênfase na Deficiência Visual”, foi ministrada por Moisés Bauer Luiz, assessor jurídico do Ministério Público do Rio Grande do Sul e presidente do Comitê Brasileiro das Organizações Representativas de Pessoas com Deficiência (CRPD). Na apresentação, Bauer Luiz narrou sua trajetória pessoal na educação e explanou sobre o modelo de avaliação das deficiências biopsicossocial, baseado no conceito de deficiência da Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência, adotada pela ONU em 2006, abordando também o instrumento único de avaliação das deficiências em desenvolvimento pelo Governo Federal.  

O presidente da FCEE, Rubens Feijó, destacou o pioneirismo da conferência no estado e a relevância das proposições discutidas. “Os deficientes visuais em Santa Catarina foram ouvidos e os encaminhamentos do evento serão muito importantes para esse segmento da população”, afirmou, destacando o êxito do encontro. Cerca de 50 instituições especializadas, associações e conselhos municipais provenientes de todas as regiões do estado marcaram presença, representando os mais de 190 mil deficientes visuais de Santa Catarina.  

Já o presidente da Federação Catarinense de Entidades de e para cegos (FECEC), Jairton Fabeni Domingos, parabenizou a organização do evento pela ótima recepção e apoio ao segmento. “Há muito tempo esperávamos por uma Conferência deste nível na área da Deficiência Visual e estamos muito satisfeitos”, afirmou Domingos.

A coordenadora da Comissão Organizadora da Conferência, Juliana Buratto, afirmou que um dos destaques do evento foi a participação das pessoas com deficiência visual em todos os momentos, incluindo o planejamento e a estruturação das discussões. Buratto também destacou que a pioneira proposta do evento será expandida, de modo que outras unidades federativas organizem conferências estaduais e ajudem a construir um documento nacional com propostas de políticas públicas ao segmento.

No segundo dia do evento, as discussões foram divididas nos eixos temáticos: Prevenção e Saúde; Inclusão Socioprofissional; Educação e Tecnologia; Acessibilidade; Financiamento, Parcerias e Projetos. Após as votações de proposições divididas por eixos, uma Plenária proporcionou a votação das emendas, encaminhamentos e definições que irão compor o “Relatório Final da I Conferência Estadual em Deficiência Visual” e a “Carta Compromisso Adílson Ventura”. Ambos documentos servirão de base para o trabalho de uma comissão, eleita com objetivo de dar continuidade às ações necessárias para implementar as políticas públicas de inclusão na área da deficiência visual. 

 Coordenadora da Comissão Organizadora da Conferência, Juliana Buratto


Informações adicionais para a imprensa:
Aline Buaes
Assessoria de Imprensa 
Fundação Catarinense de Educação Especial - FCCE
E-mail: imprensa@fcee.sc.gov.br
Fone: (48) 3664-4943 / 99115-8918
Site: www.fcee.sc.gov.br

 


Foto: Jonas Pôrto / Udesc

A Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) realizará as provas do Vestibular de Verão 2020 neste domingo, 24, em nove municípios catarinenses. São 8.054 candidatos na disputa por 1.425 vagas de 52 cursos de graduação presenciais e a distância.

A seleção, que será aplicada das 9h às 12h30 e das 15h às 19h30, terá 100 questões de múltipla escolha e uma redação. No editalé possível conferir o que é necessário levar no dia das provas e os horários de abertura e fechamento dos portões. Para evitar problemas, os candidatos também precisam verificar antes as salas onde irão realizar a prova. 

>>> Consulte seu local de prova.

Na manhã do dia 24, os candidatos terão de responder 50 questões, sendo 14 de Biologia, 14 de Matemática, 14 de Língua Portuguesa e Literatura Brasileira e oito de língua estrangeira (Inglês ou Espanhol). À tarde, haverá redação sobre atualidades, conhecimentos gerais e obras literárias exigidas no edital, além de mais 50 questões: 14 de Física, 14 de Química, 11 de História e 11 de Geografia.

Gabarito, resultado e matrícula

O caderno da prova objetiva e o gabarito preliminar serão divulgados até as 21h de domingo. Além desse exame geral, o Vestibular de Verão já teve prova prática de Música, gravada e enviada pelos candidatos em outubro, e realizará a de Teatro em 5 de dezembro, em Florianópolis.

A lista dos aprovados de todos os cursos sairá até 10 de dezembro. Quem for convocado na primeira chamada fará matrícula em 6 e 7 de fevereiro e terá aulas a partir de 17 de fevereiro.

Veja o Calendário Acadêmico 2020.

Nove municípios com prova

O Vestibular de Verão da Udesc ocorrerá nas seguintes cidades:

  1. Balneário Barra do Sul: Escola Manoel Henrique Borges
  2. Balneário Camboriú: Campus da Udesc (Cesfi) e Escola Ruizélio Cabral
  3. Chapecó: Colégio Bom Pastor
  4. Florianópolis: Campus da Universidade Federal de Santa Catarina (Ufsc) - CCE, CCJ, CCS, CSE e CTC
  5. Ibirama: Escola Eliseu Guilherme
  6. Joinville: Campus da Udesc (CCT)
  7. Lages: Campus da Udesc (CAV)
  8. Laguna: Campus da Udesc (Ceres)
  9. São Bento do Sul: Escola Urbana São Bento


Cursos mais procurados

Na relação geral do Vestibular de Verão 2020, os três cursos mais procurados são: Fisioterapia, em Florianópolis (Cefid), com 32,26 candidatos por vaga; Medicina Veterinária, em Lages (CAV), com 26,70, e Design Gráfico, em Florianópolis (Ceart), com 26,67.

Sistema de cotas 

O número de vagas do vestibular representa 75% do total do próximo semestre, pois as demais serão preenchidas pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), com notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2019, exceto nos cursos de Música e Teatro.

A Udesc manterá o sistema de cotas pelo Programa de Ações Afirmativas. Das vagas de cada curso, 30% estão reservadas: 20% para candidatos com todo o ensino médio na rede pública e 10% para candidatos negros.

Mais informações

Mais informações podem ser obtidas na página oficial e com a Coordenadoria de Vestibulares e Concursos (Covest) pelos telefones (48) 3664-8089 e 8091, das 13h às 19h, e pelo e-mail vestiba@udesc.br.

Acompanhe as notícias pelo FacebookInstagramTwitter e Udesc em Rede (newsletter e podcast).

Assessoria de Comunicação da Udesc
E-mail: comunicacao@udesc.br
Telefones: (48) 3664-7935/8010