noticiaVI22 Processo seletivo aceita média final geral do ensino médio ou nota do Enem - Arte/Secom/Udesc

A Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) segue com prazo aberto para inscrições gratuitas no Vestibular de Inverno 2022. São duas formas de avaliação para concorrer a 1.040 vagas em 37 cursos de graduação em nove municípios. As inscrições podem ser realizadas pelo site udesc.br/vestibular até 6 de junho.

::: Confira mais detalhes no edital, no Guia de Cursos Udesc e na playlist de vídeos.

Veja então dez diferenciais para você escolher a Udesc:

1. Universidade pública, gratuita e de todos
- A Udesc é uma universidade estadual mantida pela sociedade catarinense e ligada ao Governo do Estado. Portanto, ela é pública e gratuita, sem cobrança de mensalidades.

2. Destaque nacional e internacional
- É uma universidade de qualidade e está sempre em destaque em rankings nacionais da área, como o do Ministério da Educação, e vem ganhando presença cada vez maior em rankings internacionais. Nos levantamentos da organização britânica Times Higher Education, a Udesc está entre as melhores universidades do mundo (veja mais), de países com economias emergentes (veja mais), da América Latina (veja mais) e de instituições entre 50 e 75 anos de existência (veja mais). 

3. Convênios de intercâmbio
- A universidade atualmente tem convênios com 90 universidades de 22 países para os estudantes fazerem um ou dois semestres de graduação no exterior e terem contato com diversas culturas e realidades (veja mais).

4. Soluções tecnológicas de ponta
   - Plataforma Minha Biblioteca: acesse oito mil livros digitais de graça (veja mais);
   - Laboratórios virtuais: use softwares licenciados sem sair de casa (veja mais);
   - Plataforma Coursera: faça cursos internacionais de curta duração com certificado (veja mais);
   - Pacote Office 365: aproveite mais de 20 aplicativos, 1 Terabyte de espaço na nuvem e Windows 10 Educacional (veja mais)

5. Universidade empreendedora
- A Udesc é a universidade mais empreendedora de Santa Catarina, tem mais de dez empresas juniores (veja mais) e conta com aceleradora de ideias de negócios (veja mais), programa de empreendedorismo universitário (veja mais) e capacitação permanente em inovação (veja mais).

6. Diversos tipos de auxílio estudantil
- A instituição oferece, por exemplo, auxílios de moradia, alimentação e transporte, além de subsídios em refeições, para estudantes em situação de vulnerabilidade socioeconômica (veja mais).

7. Diversos tipos de bolsa estudantil
- A Udesc também oferece uma série de bolsas aos estudantes: apoio discente, extensão cultural, monitoria, iniciação científica, iniciação à docência (para cursos de licenciatura) e intercâmbio (veja mais).

8. Produção científica
- A universidade tem pesquisadores entre os mais influentes da América Latina (veja mais), atua com 220 grupos de pesquisa (veja mais) e tem mais de 95% dos professores efetivos sendo mestres ou doutores.

9. Desenvolvimento estadual e nacional
- Contribui muito para o desenvolvimento de Santa Catarina e do Brasil: tem cursos conforme o perfil de cada região catarinense, já formou quase 70 mil profissionais em 57 anos de existência, faz pesquisas aplicadas para resolver problemas da sociedade e atende 600 mil pessoas anualmente em 700 ações de extensão (veja mais).

10. Proximidade com você
- A Udesc conta com 12 centros de ensino no território catarinense, além de mais de 30 polos de apoio para educação a distância (veja mais).

Mais informações para a imprensa:
Assessoria de Comunicação
Universidade Estadual de Santa Catarina - Udesc
Fone: (48) 3664-7935/ (48) 3664-8009  
E-mail: comunicacao@udesc.br

 Foto: Maurício Vieira/Secom

A Sessão Plenária Especial desta terça-feira, 24, do Conselho Estadual de Educação vai entrar para a história da instituição. A solenidade alusiva às comemorações dos 60 anos do Conselho contou com a presença do chefe do Executivo estadual, que foi homenageado com o Diploma do Mérito Educacional. Carlos Moisés é o primeiro governador a receber a mais alta honraria da educação catarinense. 

Ao agradecer a homenagem, o governador listou ações que o Governo vem realizando para melhorar o ambiente escolar, desde o acesso até os incentivos para a permanência dos estudantes na escola. Carlos Moisés também destacou avanços como o investimento acima do mínimo constitucional, remuneração mínima de R$ 5 mil para professores, renovação da frota de transporte escolar, mais de 700 escolas passando por reformas ou com processos licitatórios em andamento, além de ações de caráter social com programas de enfrentamento à pobreza menstrual e de concessão de bolsas para estudantes.

"Nós acreditamos no poder transformador da educação e estas ações comprovam a sensibilidade do Governo em oferecer infraestrutura de qualidade, tecnologia, transporte, valorização e qualificação profissional, que permitem aos nossos jovens sonhar seus sonhos e construir um mundo melhor. A homenagem que recebo é coletiva, estendida a todas as pessoas que também acreditam que a educação transforma o cidadão e o estado brasileiro", enalteceu Carlos Moisés.

Conduzida pelo presidente do CEE, Osvaldir Ramos, a solenidade também homenageou o  deputado estadual Luiz Fernando Vampiro, que foi secretário de Estado da Educação na gestão do governador Carlos Moisés. O anfitrião do evento exaltou que os 60 anos de história do Conselho “estão ligados ao desenvolvimento do Estado e, principalmente, ao compromisso com a qualidade da educação catarinense, seja ela da rede pública ou privada".

A reunião, na sede do Conselho, em Florianópolis, contou com as presenças da primeira-dama do Estado, Késia Martins da Silva, conselheiros e demais servidores da educação.

Entregas

Na chegada ao Conselho Estadual de Educação, o governador Carlos Moisés fez a entrega de 30 computadores, 30 notebooks e dois aparelhos de televisão ao CEE.

Confira algumas ações na área da Educação em Santa Catarina

  • Maior investimento da história da Educação catarinense em 2021: R$ 7,7 bilhões, correspondentes a 27,4% da receita líquida do Estado no ano. Primeira vez que o mínimo constitucional de 25% é atingido
  • Remuneração mínima de R$ 5 mil para todos os professores da rede estadual com carga horária de 40h e ensino superior
  • Reajuste salarial entre 20% a 56% para o magistério catarinense
  • Entrega de notebooks para todos os professores da rede estadual (efetivos recebem como doação e ACTs receberão em regime de comodato)
  • Investimento de R$ 1,4 bilhão por meio do Uniedu entre 2019 e 2022 - mais de 200 mil bolsas de graduação e pós-graduação concedidas
  • Maior investimento em transporte escolar da história: 300 ônibus estão sendo distribuídos aos municípios catarinenses ao longo de todo o primeiro semestre de 2022 - R$ 86,4 milhões.
  • Obras em 963 escolas da rede estadual em 2021 - R$ 142 milhões investidos. Houve uma reformulação do setor de infraestrutura da SED, com 50 engenheiros atuando em todas as regiões do Estado
  • Entrega de 34 mil tablets - R$ 30,3 milhões
  • 7,8 mil computadores já entregues para os laboratórios de tecnologia das escolas, com investimento de mais R$ 35 milhões
  • Lousas digitais nas 711 escolas de ensino médio da rede estadual

 

Informações adicionais para a imprensa
Francieli Dalpiaz 
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado da Comunicação - SECom
E-mail: francieli@secom.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-3018 / 98843-5676
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e @GovSC

WhatsApp Image 2022 05 24 at 10.27.42Foto: Gabriel Duwe de Lima/SED

O EducaSC está de volta! Com dois canais transmitindo aulas na TV aberta o dia inteiro, o projeto que tem como objetivo oferecer apoio pedagógico à comunidade escolar catarinense retornou nesta terça-feira, 24. A retomada das transmissões começou com uma entrevista de acolhimento aos estudantes que acompanham o canal, com a participação do secretário de Estado da Educação, Vitor Balthazar, e da secretária adjunta, Maria Tereza Paulo Hermes Cobra.

“A avaliação do projeto no ano passado é muito positiva, e hoje reiniciamos as transmissões em um contexto diferenciado. As atividades são complementares, no contraturno escolar, para que os nossos estudantes tenham mais uma possibilidade de acesso à informação, a conteúdos de qualidade, além de reconhecer e repercutir as boas ações realizadas nas escolas catarinenses”, afirma o secretário.

Após a abertura dos canais, as aulas voltaram a ser transmitidas a partir das 7h30, com aulas de Língua Portuguesa para os alunos do 6º ano, no canal com final .2, e do 8º ano, para os alunos no canal .3.

:: Clique aqui
para acessar a programação completa desta terça-feira.

“São dois canais de TV, sete dias na semana, 24 horas, com um conteúdo curricular tratado didaticamente para apoiar os estudantes no seu processo de aprendizagem. Temos a confiança que este projeto tem potencial para ampliar o repertório de aprendizado dos nossos estudantes. A gente observa que o conteúdo está conectado com a linguagem das crianças e dos jovens”, afirma a secretária adjunta Maria Tereza Cobra.

Conheça os canais

O EducaSC disponibiliza dois canais em TV aberta, com transmissões de blocos inteiros de aulas de apoio nos turnos da manhã, da tarde e da noite. O canal com final .2 exibe conteúdos para os alunos do 1º ao 7º ano do Ensino Fundamental, enquanto o canal com final .3 transmite aulas para estudantes do 8º ano do Ensino Fundamental até a 3ª série do Ensino Médio. 

:: Clique aqui para saber como assistir aos canais na sua região

Exibidas em sequência, as aulas têm duração entre 20 e 30 minutos. Transmitidos de forma inédita no período da manhã, os conteúdos são reprisados nos demais turnos e são disponibilizados no site do EducaSC no dia seguinte à transmissão. A exibição das aulas é feita por meio de uma parceria entre a SED e a Secretaria de Estado da Educação do Amazonas.

EducaSC na internet

Além dos canais de televisão, o projeto EducaSC possui também um portal na internet, que pode ser acessado neste link. No site oficial, a comunidade escolar catarinense acessa a programação completa dos canais, confere as aulas e demais conteúdos exibidos, faz o download de materiais pedagógicos complementares às aulas transmitidas e confere conteúdos exclusivos, como ações pedagógicas desenvolvidas em escolas da rede estadual, dicas de estudo e jogos educativos.

Informações adicionais para imprensa:
Gabriel Duwe de Lima
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Educação – SED
Fone: (48) 3664-0347 
E-mail: imprensa@sed.sc.gov.br
www.sed.sc.gov.br 

 Foto: Nasa

Até o próximo domingo, 29, a Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) estará com inscrições abertas para um curso sobre Astronomia, na modalidade de educação a distância (EAD), voltado a professores dos anos iniciais do ensino fundamental. As vagas são limitadas e serão preenchidas segundo a ordem de inscrição. Acesse o formulário de inscrição.

Entre os tópicos previstos, estão: astronomia e cultura, astronomia e o tempo, elementos do céu diurno e noturno, formato da Terra e gravidade, estações do ano, fases da Lua e eclipses, sistema solar e observação do céu. 

Ligado ao programa de extensão Ciência Viva Udesc Oeste, o curso é ofertado pelos centros de Educação Superior do Oeste (CEO), de Educação a Distância (Cead) e de Ciências Humanas e da Educação (Faed).

Também atuarão professores da Universidade Federal de Uberlândia (UFU), do Instituto Federal Catarinense (IFC), da Universidade Estadual Paulista (Unesp) e da Rede Municipal de Educação de Florianópolis.

Educação em Astronomia

A equipe docente é formada por profissionais da área de Educação em Astronomia de diferentes instituições do País, que atuam diretamente com ensino da ciência multidisciplinar em diversos contextos.  

Segundo o coordenador do curso, Daniel Iunes Raimann, a ação visa complementar a formação de professores e estudantes de licenciatura em Pedagogia na área específica de Astronomia, necessária para que possam cumprir o estabelecido na Base Nacional Comum Curricular para a educação básica.

A atividade foi elaborada a partir dos resultados da pesquisa "Formação em astronomia de professores e estudantes de licenciatura em pedagogia", bem como da análise da literatura e de documentos oficiais relacionados ao ensino de Astronomia nos anos iniciais.

Cronograma

O curso tem 60 horas de duração, distribuídas ao longo de 16 semanas, entre junho e novembro, e o cursista pode organizar seus horários e realizar as atividades no seu próprio ritmo.

"O ideal é que possa dedicar quatro horas semanais às atividades propostas, que consistem em leitura de textos, videoaulas, fóruns de discussão, questionários, observações e registros do céu", afirma Raimann. As atividades online serão realizadas por meio da plataforma Moodle Udesc.

Abertura

De 4 a 12 de junho, haverá uma semana de ambientação para que os inscritos conheçam a plataforma e suas ferramentas. As atividades iniciarão de fato em 13 de junho, quando ocorrerá um encontro síncrono de recepção, com participação da professora Érica de Oliveira Gonçalves, da Rede Municipal de Educação de Florianópolis, sobre o tema "Reflexões: Introdução ao ensino e a aprendizagem de astronomia nos anos iniciais do ensino fundamental. O encerramento está previsto para a última semana de novembro.

Em Florianópolis e Chapecó, serão promovidos alguns eventos presenciais ao longo do período do curso, de participação opcional. Serão emitidos certificados aos cursistas que realizarem pelo menos 75% das atividades propostas.

Esta será a segunda edição do curso; a primeira foi realizada no ano passado. Mais informações podem ser obtidas pelo e-mail espacoastronomia@gmail.com.

Mais informações para a imprensa:
Assessoria de Comunicação da Udesc
E-mail: comunicacao@udesc.br
Telefones: (48) 3664-7935/8010  

 Foto: Jônas Porto/Udesc

Para celebrar os 57 anos da sua criação, a Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) lançou 65 vídeos, com quase cinco horas de conteúdo, que apresentam a pesquisa institucional em diferentes áreas e seus cursos de pós-graduação. A iniciativa, de proporções inéditas entre universidades brasileiras, foi liderada pela Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (PROPPG), com apoio da Secretaria de Comunicação (Secom), das direções de Pesquisa e Pós-Graduação e das coordenações de Pós-Graduação de todos os centros da universidade.

::: Veja abaixo a lista de temas e assista aos vídeos no YouTube

Viabilizada com recursos do Programa de Apoio à Pós-Graduação (Proap), da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), a produção dos vídeos foi feita pela empresa VIS Produtora. As entrevistas e as captações de imagens ocorreram nos 12 centros e na Reitoria, com início em maio do ano passado. Ao todo, foram lançados:

  • Um vídeo geral sobre a pesquisa na Udesc;
  • Um vídeo geral sobre a pesquisa e os cursos de pós-graduação na Udesc;
  • Um vídeo geral com grupos de pesquisas da Udesc;
  • 12 vídeos sobre a estrutura de pesquisa nos centros da Udesc;
  • 12 vídeos sobre as pesquisas realizadas nos centros da Udesc;
  • 38 vídeos sobre os programas de pós-graduação da Udesc

Reunião

A pró-reitora de Pesquisa e Pós-Graduação da Udesc, Letícia Sequinatto, enalteceu a importância dos materiais, resultado de um trabalho minucioso e desafiador que mobilizou diversas partes. Ela agradeceu a todos os envolvidos, destacando os diretores, coordenadores de pós-graduação e pesquisadores, bem como a equipe da pró-reitoria. "Os vídeos serão muito importantes para divulgarmos à comunidade interna e externa a riqueza da pesquisa realizada na instituição, bem como os mais de 50 cursos de pós-graduação."

O coordenador de Pesquisa da Udesc, Francisco Henrique de Oliveira, afirmou que a ação é "um marco para a divulgação da pesquisa na universidade". Segundo ele, a divulgação pelos próprios pesquisadores, como feita nos vídeos, é desafiadora, mas deve se tornar um processo permanente. "O trabalho de gravação foi um exercício extremamente interessante para todos os envolvidos", ressaltou.

O reitor em exercício, Luiz Coelho, parabenizou os envolvidos e reforçou que aproximar cada vez mais a Udesc da população é uma das metas da Gestão 2020-2024. Ele  também lembrou que resumir o trabalho de pesquisa é desafiador e destacou os avanços da comunicação da universidade. "Esse é mais um passo inovador da Udesc."

Segundo o secretário de Comunicação da Udesc, Rodrigo Brüning Schmitt, "os vídeos são resultado de um trabalho fantástico da PROPPG e contribuirão muito para a divulgação científica da universidade e dos cursos de pós-graduação. Além disso, a Udesc poderá aproveitar outros trechos do material bruto das gravações, que somam cerca de 20 horas, em mais conteúdos de pesquisa e pós-graduação. O potencial é imenso".

 


Assessoria de Comunicação da Udesc
E-mail: comunicacao@udesc.br
Telefones: (48) 3664-7935/8009

  Foto: Ricardo Wolffenbüttel/Secom 

O Governo de Santa Catarina iniciou nesta sexta-feira, 20, o pagamento das primeiras parcelas do Bolsa Estudante aos alunos contemplados pelo programa que informaram os dados bancários da conta para depósito até o último dia 13 de maio. Neste primeiro pagamento, estão sendo depositadas duas parcelas de R$ 568,18, referentes aos meses de fevereiro e março.

Os bolsistas que informaram uma conta corrente do Banco do Brasil receberam ambas as parcelas nesta sexta, desde que tenham cumprido 75% de frequência nas aulas em cada um dos dois meses correspondentes. Já quem apresentou conta corrente de outros bancos e também cumpriu os requisitos de frequência receberá o valor correspondente ao período na próxima segunda-feira, 23.

Um novo pagamento aos estudantes beneficiados está programado para acontecer até o próximo dia 31, quando será depositada a parcela do auxílio referente ao mês de abril. Depois disso, cada parcela será disponibilizada até o último dia útil do mês subsequente - o auxílio referente à maio será pago até o último dia útil de junho, o auxílio referente à junho será pago até o último dia útil de julho, e assim por diante.

Tire as dúvidas 

Informei os dados bancários e não recebi o auxílio. Como devo proceder?

Caso não tenha recebido nenhum valor do auxílio após o dia 31 de maio, o estudante contemplado ou familiar deve procurar a secretaria da escola em que está matriculado para verificar sua situação. Em conjunto com a equipe administrativa da unidade, serão averiguadas possíveis inconsistências entre os dados apresentados e os cadastrados no sistema do programa.

Conheça os critérios para manutenção da bolsa

O estudante que não apresentar frequência mínima de 75% na escola durante um mês não receberá a parcela do auxílio correspondente ao período. Este critério é válido inclusive para as parcelas retroativas ao mês de fevereiro, quando teve início o ano letivo de 2022. Se esta frequência mínima não for atingida durante três meses consecutivos, o aluno perderá o direto à bolsa. Em casos de reprovação, o estudante também perde o direito à bolsa a partir do próximo ano.

Fui contemplado e ainda não informei os dados da minha conta. Vou perder o auxílio?

Não existe data limite para apresentação dos dados bancários. Independentemente de quando eles sejam apresentados, o estudante contemplado na lista terá direito a todos os pagamentos retroativos ao mês de fevereiro. 

::: Clique aqui para saber como informar seus dados bancários na escola

Qual o valor total do auxílio?

O Bolsa Estudante oferece um auxílio de R$ 6.250,00 anuais, divididos em 11 parcelas de R$ 568,18. Os valores são pagos entre os meses de fevereiro e dezembro.

Quem tem direito à bolsa?

O programa Bolsa Estudante é voltado a alunos da rede estadual do Ensino Médio regular ou Ensino Médio da EJA, cujas famílias estejam inscritas no CadÚnico do governo federal. Para a elaboração da lista com os cerca de 57 mil estudantes que têm direito ao auxílio, foi utilizada a atualização do CadÚnico de janeiro de 2022, que considera as inscrições feitas até dezembro de 2021, base de dados mais recente disponibilizada pelo governo federal.

::: Você pode conferir a lista com todos os estudantes beneficiados neste link 

 Mais informações sobre o Bolsa Estudante: Ligue para 48 3664 0252

 

Informações adicionais para imprensa:
Pedro Henrique Jacoby Cureau
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Educação – SED
Fone: (48) 3664-0347
E-mail: imprensa@sed.sc.gov.br
www.sed.sc.gov.br 

Foto: Ricardo Wolffenbüttel / Secom 

Uma iniciativa inovadora está garantindo o apoio pedagógico, a integração linguística e o avanço na formação dos estudantes migrantes e refugiados matriculados na rede estadual de ensino. O programa de Acolhimento a Refugiados e Migrantes (PARE) já conta com a adesão de 82 escolas da rede estadual.

A proposta metodológica do programa é diferente das classes de ensino regular, valorizando o acolhimento dos estudantes, com atendimento em grupos menores de estudantes e em espaços diversos da unidade escolar.

A proposta da Secretaria de Estado da Educação (SED) é ofertar aulas no mínimo duas vezes por semana no contraturno escolar, reforçando conceitos como sistema alfabético, ortografia e noções de matemática para estudantes dos Anos Iniciais do Ensino Fundamental; fluência de leitura, produção de texto oral, compreensão, escrita autônoma e composição de narrativas para estudantes dos Anos Finais do Ensino Fundamental.

Os principais objetivos da iniciativa incluem promover a acolhida humanizada para minimizar os impactos nos processos de aprendizagem e socialização. A gerente de Ensino Fundamental da SED, Daiana Zanelato dos Anjos, destaca que o professor do PARE trabalha de maneira articulada com os professores regentes das turmas: “Além dessa articulação, o educador deve informar por meio de um relatório sobre o processo de aprendizagem da língua, socialização e sociabilidade do grupo que atende”.

O Programa nasceu da necessidade de atender esses alunos da rede seguindo a Política Estadual para a População Migrante (lei 18.018/2020), sancionada pelo Governo em outubro de 2020, que pontua os objetivos, diretrizes e ações prioritárias para o estado de Santa Catarina. A iniciativa precedeu ainda uma resolução do Conselho Nacional de Educação (CNE), que orienta as escolas a organizarem procedimentos para o acolhimento dos estudantes migrantes e refugiados.

Dados estatísticos

No início do ano letivo de 2022, a rede estadual de educação contava com 6.323 alunos migrantes e/ou refugiados matriculados. Desse total, 1.859 são dos Anos Iniciais, 2.223 dos Anos Finais do Ensino Fundamental e 1.910 pertencentes ao Ensino Médio. Os dados são da Gerência de Avaliação de Desempenho e Estatísticas da SED.

Nacionalidades diversas

A EEB São Vicente, de Itapiranga, oferta o programa para um grupo de nove alunos venezuelanos, com idade entre 12 e 15 anos. O professor Sebastião Prestes Froes, descreve que tem priorizado o acolhimento e o envolvimento com o contexto local: “Como são adolescentes, começamos pelas necessidades básicas de comunicação e interação. Todo encontro é altamente proveitoso, eles são muito participativos”.

Já a EEB Juscelino Kubitschek, de São José, atende por meio do programa 25 alunos de diversas nacionalidades, entre venezuelanos, haitianos, russos e colombianos. Um deles é o venezuelano Samuel José Sosa, que está no Brasil desde 2019. Atualmente, ele cursa o 5º ano do Ensino Fundamental e afirma ser muito importante ter uma professora que o auxilie a compreender melhor a Língua Portuguesa.

A professora Doriane Viana destaca que é necessário saber como ajudar os estrangeiros a falar português: “É preciso conhecer as necessidades e expectativas do aluno, além de promover o aprendizado por meio de atividades dinâmicas, como mídias sociais, filmes, dramatizações, músicas e vídeos”.

Uma das atividades desenvolvidas recentemente com os alunos foi criação de uma estante com flores, temperos e plantas medicinais. De acordo com a gestora, Eunice Campos, a prática foi discutida em sala de aula do ponto de vista ambiental e também científico, com elaboração de fichas técnicas das espécies plantadas: ”A implantação da estante proporcionou a ressignificação do espaço escolar e a valorização da educação ambiental”, descreve.

Avanços no rendimento escolar

A EEB Dayse Werner Salles, de Florianópolis, atende 16 alunos de diferentes nacionalidades, como Haiti, República Dominicana e Venezuela. A professora do PARE, Natasha Lima, descreve que as práticas de linguagem em sala de aula acontecem com leitura, produção de textos e exercícios de oralidade trazendo abordagens que simulam o uso real.

Além disso, ela disponibiliza dicionários de Língua Portuguesa e deixa os 10 minutos finais para falar sobre os significados das palavras que surgem no decorrer da aula. “Com isso, todos vêm avançando em seu desenvolvimento, mobilizando conhecimentos e tornando-se autores de seu processo de ensino e aprendizagem”.

O gestor da unidade, James Ribeiro Valle, destaca que o programa tem sido um sucesso na escola desde o ano passado: “Vem ajudando no rendimento dos estudantes estrangeiros, mas, sobretudo, com as lacunas de aprendizagem originadas no período pandêmico”.

Formação para professores

Para promover a formação continuada dos professores que atuam no atendimento aos estudantes do PARE, a SED está promovendo um curso de formação desde o dia 3 de maio. A capacitação tem 12 horas de duração e será realizada em quatro encontros virtuais, até o dia 14 de junho. Saiba mais aqui.

Como implantar

As escolas interessadas em aderir ao programa podem entrar em contato com a Gerência de Ensino Fundamental da SED, pelo e-mail coordenacaoef@sed.sc.gov.br ou pelo telefone: (48) 3664-0246.

Informações adicionais para imprensa:
Ana Paula Flores
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Educação – SED
Fone: (48) 3664-0353 
E-mail: imprensa@sed.sc.gov.br
www.sed.sc.gov.br

 

 

As inscrições para o Vestibular de Inverno 2022 da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) estão abertas e vão até 6 de junho. São duas formas de avaliação para concorrer a 1.040 vagas em 37 cursos de graduação.

As inscrições são gratuitas e podem ser feitas no endereço udesc.br/vestibular. Confira mais detalhes no edital, no Guia de Cursos Udesc e na playlist de vídeos.

Para participar do vestibular, o candidato deverá optar por um dos critérios abaixo:

  • Nota geral do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem): apenas para candidatos que prestaram a prova do Enem em 2017, 2018, 2019, 2020 ou 2021;
  • Média final geral de conclusão do ensino médio: apenas para candidatos que já concluíram o ensino médio. Essa média final precisará estar dentro de um padrão de nota de 0 a 10. Os candidatos que tiverem outro padrão de nota, com conceitos diferentes, terão de apresentar, além do histórico escolar, uma declaração da sua instituição com a conversão para o padrão de 0 a 10.

Veja mais detalhes sobre as formas de avaliação no item 3 do edital. Nas vagas de cada um dos dois critérios, há reserva de 30% pelo Programa de Ações Afirmativas da Udesc, sendo 20% para os candidatos que fizeram todo o ensino médio na rede pública e 10% para candidatos negros.

As inscrições serão homologadas a partir de 29 de junho, e a primeira chamada ocorrerá a partir de 12 de julho. Os aprovados ingressarão no segundo semestre letivo de 2022 da Udesc, que iniciará em 15 de agosto.

:: Confira os cursos oferecidos:

  • Balneário Camboriú (Cesfi): Administração Pública e Engenharia de Petróleo;
  • Chapecó (CEO): Enfermagem e Zootecnia;
  • Florianópolis (Cefid): Educação Física (Bacharelado), Educação Física (Licenciatura) e Fisioterapia;
  • Florianópolis (Esag): Administração, Administração Pública e Ciências Econômicas;
  • Florianópolis (Faed): Geografia (Bacharelado), História (Licenciatura) e Pedagogia;
  • Ibirama (Ceavi): Ciências Contábeis, Engenharia Civil e Engenharia de Software;
  • Joinville (CCT): Ciência da Computação, Engenharia (Civil, de Produção e Sistemas, Elétrica e Mecânica), Física (Licenciatura), Matemática (Licenciatura), Química (Licenciatura) e Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas;
  • Lages (CAV): Agronomia, Engenharia Ambiental e Sanitária, Engenharia Florestal e Medicina Veterinária;
  • Laguna (Ceres): Arquitetura e Urbanismo, Ciências Biológicas (Biodiversidade e Conservação) e Engenharia de Pesca;
  • Pinhalzinho (CEO): Engenharia Química;
  • São Bento do Sul (Ceplan): Engenharia de Produção - Habilitação Mecânica e Sistemas de Informação.

Mais informações

Mais informações podem ser obtidas na página oficial do vestibular e com a Coordenadoria de Vestibulares e Concursos (Covest), pelo e-mail vestiba@udesc.br.

Acompanhe as notícias do vestibular pelo Facebook, pelo Instagram, pelo Twitter e pela Udesc em Rede.

Mais informações para a imprensa:
Assessoria de Comunicação da Udesc
E-mail: comunicacao@udesc.br
Telefones: (48) 3664-7935/8010  

 

 Foto: Mafalda Press

O Governo do Estado iniciou a entrega de 6.454 novos computadores para as escolas da rede estadual. O investimento total é de R$ 28,2 milhões e contempla 311 unidades educacionais, com objetivo de tornar o ensino mais moderno e atrativo.

"Nossa gestão foi a primeira a investir mais de 25% do orçamento do Estado em Educação, como determina a Constituição. Fizemos o maior investimento em Educação da história de Santa Catarina, o que resulta em importantes entregas para as nossas escolas, como mais esses computadores. Assim preparamos ainda melhor os nossos estudantes para um futuro que se mostra cada vez mais promissor", destaca o governador Carlos Moisés.

Os novos computadores serão instalados nos laboratórios de tecnologia das escolas, que também possuem equipamentos como lousa digital, projetor e tablets. Nesses espaços, são desenvolvidas ações complementares às atividades em sala de aula, incentivando práticas tecnológicas e qualificando o aprendizado dos estudantes.

"A tecnologia oferece inúmeras oportunidades para qualificar e tornar o processo de ensino mais atrativo aos estudantes. Ela deve ser uma aliada da Educação, por isso estamos investindo em novos equipamentos. Tanto que essa entrega faz parte de um grande pacote, que inclui os notebooks para professores, além de espaços maker, laboratórios e lousas digitais para as escolas", reforça o secretário de Estado da Educação, Vitor Balthazar.

108 mil alunos serão beneficiados

O investimento promovido pelo Governo do Estado vai beneficiar cerca de 108 mil alunos em toda Santa Catarina. A expectativa é que as entregas sejam realizadas ao longo do mês de maio, para que os Núcleos de Tecnologia Educacional façam a instalação e os estudantes possam começar a usar os novos equipamentos ainda neste mês.

As 311 escolas contempladas estão localizadas nas regiões de Blumenau, Braço do Norte, Brusque, Caçador, Campos Novos, Canoinhas, Chapecó, Concórdia, Criciúma, Curitibanos, Dionísio Cerqueira, Florianópolis, Ibirama, Itajaí, Itapiranga, Ituporanga, Jaraguá do Sul, Joinville, Lages, Laguna, Mafra, Maravilha, Palmitos, São Bento do Sul, São Lourenço do Oeste, Taió, Timbó, Tubarão, Videira e Xanxerê.

Investimentos contínuo em tecnologia nas escolas

As entregas de computadores complementam outros investimentos do Governo do Estado em equipamentos de tecnologia para a educação. Desde 2021, as escolas estaduais receberam 33,9 mil tablets, com investimento de R$ 30,3 milhões, além de 1.349 computadores, com mais R$ 5,9 milhões investidos, e lousas digitais nas 711 escolas de Ensino Médio.

E para garantir melhores condições de trabalho, pesquisa e planejamento de aulas, o Governo de Santa Catarina está entregando notebooks para todos os profissionais de educação da rede estadual que atuam em escolas. Por meio do programa Aprendizagens na Cultura Digital, já foram entregues cerca de 8,5 mil notebooks aos professores de diversas regiões do Estado, com investimento de aproximadamente R$ 36 milhões até aqui.

Informações adicionais para imprensa:
Pedro Henrique Jacoby Cureau
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Educação – SED
Fone: (48) 3664-0347
E-mail: imprensa@sed.sc.gov.br
www.sed.sc.gov.br 

 

 Foto: Rafael Rossi Schafer/Udesc

Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) realiza, no dia 12 de maio, às 18h, a cerimônia de inauguração de uma série de obras no Centro de Educação Superior do Alto Vale do Itajaí (Ceavi), em Ibirama, incluindo a do novo prédio da unidade, construído com investimento superior a R$ 7 milhões, provenientes do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

Serão inaugurados seis blocos, incluindo duas novas obras e quatro instalações reformadas ou adaptadas. O evento vai contar com a presença do reitor da Universidade, Dilmar Baretta, o diretor-geral da Udesc Alto Vale, Jaison Ademir Sevegnani, comunidade acadêmica, autoridades e demais convidados.

"As obras realizadas em Ibirama, assim como diversas outras nos demais campi da Udesc, reforçam nosso compromisso de aprimorar ainda mais a estrutura da universidade e propiciar melhores condições à comunidade acadêmica nas atividades de ensino, pesquisa, extensão e gestão", destaca o reitor Dilmar Baretta. 

Expansão

Sevegnani ressalta que as obras "significam muito para a comunidade acadêmica e de todo o Alto Vale do Itajaí". "A melhoria da infraestrutura do campus reflete o constante crescimento do Centro de Ensino e seu foco em atender à região em que está localizado", afirma.

A maior novidade - o Bloco Imbuia, resultado de um convênio com o FNDE - conta com 30 salas de aula e laboratórios para atividades dos cursos de Engenharia Civil e Engenharia de Software. Também estão situados no prédio a secretaria acadêmica e as salas da Direção-Geral e das direções de Ensino, Pesquisa e Extensão.

Novos espaços

Dentre os outros blocos, estão novos espaços para alunos e servidores que também poderão ser usados pela população, como a academia ao ar livre, para atividades de lazer e saúde, e o Bloco Multiuso, situado em meio à natureza, que atende a uma demanda muito aguardada pela comunidade acadêmica: a de um centro de convivência no campus.

Também foi reformado um bloco com 14 salas de aula, biblioteca e o Espaço Inovador de Ensino (Espine), que propiciará aos acadêmicos ambientes renovados; um bloco administrativo, que oferecerá aos servidores ambientes de trabalho mais adequados para atender à comunidade acadêmica e externa; e um bloco para atividades de pesquisa.

Plantio de mudas

No evento de inauguração, haverá uma cerimônia simbólica de plantio de mudas das árvores que dão nome aos blocos: ipê, imbuia, araucária, carvalho, laranjeira e aroeira.

No mesmo dia, a Udesc Alto Vale terá outros dois eventos: uma reunião de gestores com o reitor Baretta para apresentação de ações dos dois anos de gestão da Reitoria; e um encontro, com participação do reitor e do diretor-geral, Jaison Sevegnani, com representantes da Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (Fiesc) para tratar de parcerias entre instituições de ensino e empresas para desenvolver a cultura inovadora.

Confira a lista de obras que será inaugurada:


  • Bloco Imbuia: com 30 salas de aula, laboratórios e setores administrativos (prédio novo). Investimento: R$ 7.083.901,86
  • Bloco Laranjeira: academia ao ar livre (nova obra). Investimento: R$ 73.827,26
  • Bloco Carvalho: com 14 salas de aula, biblioteca e Espine (reforma). Investimento: R$ 371.570,23
  • Bloco Ipê: com setores administrativos (adaptação e reforma). Investimento: R$ 89 mil
  • Bloco Araucária: espaço multiuso (adaptação e reforma). Investimento: R$ 75 mil
  • Bloco Aroeira: com setores de pesquisa (adaptação e reforma). Investimento: R$ 45 mil 



Assessoria de Comunicação da Udesc
E-mail: comunicacao@udesc.br
Telefones: (48) 3664-7935/8009

Salvar
Preferências para Cookies
Usamos cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site. Se você recusar o uso de cookies, este site pode não funcionar como esperado.
Aceitar todos
Rejeitar todos
Leia mais
Analytics
Ferramentas usadas para analisar os dados para medir a eficácia de um site e entender como ele funciona.
Google Analytics
Aceitar
Rejeitar