Foto: Ricardo Wolffenbuttel/ Secom

Já está na conta dos servidores ativos, inativos e pensionistas do Estado a segunda parcela do 13º salário. Os valores, que correspondem a 25% do benefício, foram depositados ainda no fim de semana. O pagamento soma R$ 217 milhões para mais de 149 mil pessoas, sendo 80,3 mil funcionários ativos, 56,8 mil inativos e 12,2 mil pensionistas. Em 19 de julho, já havia sido depositada a primeira parcela, também referente a 25% de um salário. Somando as duas parcelas, o total liberado ultrapassa R$ 430 milhões.

“O Estado de Santa Catarina tem feito um esforço para poder honrar seus compromissos. Há muitos Estados que ainda parcelam a folha mensal de seus servidores e aqui é diferente. Os salários estão em dia e, com essa segunda parcela, já adiantamos 50% do 13º. Acreditamos na economia catarinense e numa retomada robusta do crescimento para seguir fazendo as entregas que a sociedade necessita”, afirma o governador Carlos Moisés.

De acordo com o cronograma divulgado pelo Executivo estadual no início de julho, a terceira e última parcela do 13º será paga aos servidores no dia 17 de dezembro, com valores correspondentes a 50% de um salário.

Conforme o secretário de Estado da Fazenda, Paulo Eli, antecipação foi possível graças às medidas de contingência e de reformulação administrativa que o Governo vem adotando, tanto para gerar economia como para restituir ao tesouro os recursos devidos ao Executivo.

Para dimensionar o esforço do atual governo em provisionar os recursos necessários à antecipação do 13º salário, é importante ressaltar que apenas em dívidas de financiamentos obtidos anteriormente, serão pagos, neste ano, um total de R$ 2,4 bilhões. Em 2018, esse valor foi de R$ 1,805 bilhão, enquanto em 2017, essa quantia não superou os R$ 1,264 bilhão. Destaque-se ainda, a cobertura do déficit previdenciário, que superará em 2019 os R$ 3,9 bilhões.

Mais informações para a imprensa:
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Comunicação - Secom
Governo de Santa Catarina
Fone: (48) 3665-3022
Site: www.sc.gov.br

Foto: Renan Medeiros/Secom

O segundo trimestre de 2019 encerrou com mais um dado positivo para Santa Catarina: o desemprego recuou e o estado se consolidou com o menor índice do Brasil. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), apenas 6% dos catarinenses estão desempregados, índice 1,2 ponto percentual menor do que o registrado nos três primeiros meses do ano, quando 7,2% da força de trabalho estava desocupada.

Para o governador Carlos Moisés, a melhora demonstra a confiança e o otimismo do empreendedor catarinense no novo momento que o estado vive, com maior segurança pública e jurídica, além de poder confiar em um governo mais técnico, que busca facilitar a vida de quem quer produzir.

"Santa Catarina continua crescendo, arrecadando mais, diminuindo o desemprego. É um momento de acreditar nas mudanças trazidas pelo Governo Federal, que vem tomando boas decisões pelo desenvolvimento do país, assim como estamos fazendo aqui", avalia Moisés.

No Brasil, a taxa de desemprego é de 12% e também apresentou queda em relação ao primeiro trimestre, de acordo com o IBGE. Na avaliação do Secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável, Lucas Esmeraldino, os números demonstram a retomada do crescimento.

“Nossa economia está gerando emprego porque é diversificada e dinâmica, com empreendedores que fazem o desenvolvimento acontecer. Somos um estado inovador que incentiva a tecnologia e promove uma estrutura produtiva e competitiva”, destaca Esmeraldino. "Nossos programas, como Juro Zero e o Prodec, mantêm a política de parceria com quem empreende em Santa Catarina, desburocratizando, digitalizando e trazendo segurança jurídica aos investidores", acrescenta o secretário.

Confira cinco fatos sobre o emprego em Santa Catarina:

  1. Santa Catarina tem o menor índice de desempregados do Brasil, com 6%. O “pódio” é completado por Rondônia (6,8%) e Rio Grande do Sul (8,2%).¹
  2. Quando o assunto é subutilização da força de trabalho, Santa Catarina também aparece com o menor percentual do país: apenas 10,7% da força de trabalho está desocupada ou é considerada “subocupada" (trabalhadores que laboram menos horas do que gostariam e teriam disponibilidade).¹
  3. Santa Catarina também tem o menor percentual de pessoas desalentadas, que desistiram de procurar trabalho. Apenas 0,9% da força de trabalho se encontra nesta situação.¹
  4. Entre todos os empregados na iniciativa privada, Santa Catarina tem o maior percentual de formalidade, com 87,6% dos trabalhadores com carteira assinada.¹
  5. A geração de empregos em Santa Catarina deu um salto neste ano. O estado gerou 49,8 mil postos de trabalho formais no primeiro semestre, resultado 48% maior do que no mesmo período de 2018.²

Fontes:
¹IBGE
²Ministério da Economia

Informações adicionais para a imprensa
Renan Medeiros
Assessoria de Imprensa
Secretaria Executiva de Comunicação - SECom
E-mail: renan@secom.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-3058 / (48) 99605-9196
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e @GovSC

 Foto: Julio Cavalheiro/ Secom

O RotaSC, inovação é nosso combustível, fez mais uma parada. Desta vez, o destino foi Rio do Sul. A proposta pioneira, itinerante e inovadora de levar ações e oportunidades da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDE) às comunidades avança pelo Estado. Nesta quarta-feira, 14, o evento ocorreu no palco da Feira Multissetorial do Alto Vale do Itajaí, a Fersul 2019 e que integra o Calendário Brasileiro de Exposições e Feiras, dos Ministérios das Relações Exteriores e da Economia.

:: VEJA GALERIA DE FOTOS

Na oportunidade, o secretário do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDE), Lucas Esmeraldino, reforçou o compromisso do repasse feito pelo governador Carlos Moisés de R$ 2,4 milhões para impulsionar o Centro de Inovação de Rio do Sul, o Parque Universitário Norberto Frahm. “Nosso objetivo é aproveitar as estruturas que já existem e aliar parcerias para investir no ecossistema, ampliando o projeto dos Centros de Inovação no Estado.”

Lucas Esmeraldino reforçou ainda que a inovação está em todos os setores do governo. "Como já ocorre nas nossas instituições vinculadas como a Junta Comercial (Jucesc) e nas ações das diretorias, a inovação é o nosso combustível. O próprio RotaSC é algo inovador”, disse.

O diretor de Ciência, Tecnologia e Inovação da SDE, Sandro Yuri Pinheiro, lembrou que Santa Catarina já é vista como referência em inovação, sendo que é o Estado com maior número de startups do país, segundo a Associação Brasileira de Startups (ABStartups). “A proposta de ampliar parcerias nos abre inúmeras possibilidades em todas as regiões e cidades. Como por exemplo, Luzerna com cerca de 6 mil habitantes que já tem um Centro de Inovação. Isso nos faz ver como a inovação está acontecendo em vários lugares e de várias formas”, comentou.

O reitor da Unidavi, professor Célio Simão Martignago, que propôs o encontro, falou sobre a importância da integração entre o setor produtivo, a academia e a sociedade. “Foi uma brilhante ideia. A universidade só tem a crescer com esta conexão com a indústria, sociedade e com o governo. Os investimentos no Centro de Inovação de Rio do Sul vão permitir à população um local com as ferramentas necessárias para o desenvolvimento da região”, destacou.

Para o presidente da Associação Empresarial de Rio do Sul (ACIRS), Eduardo Schroeder, o governo, por meio da SDE, mostrou ao cidadão do Alto Vale junto com a entidade a importância desta união em prol do desenvolvimento das regiões.


Mais ações

O secretário-adjunto do Desenvolvimento Econômico Sustentável, Amandio Souza Junior, também lembrou que já está tramitando no Instituto do Meio Ambiente (IMA) o projeto de desassoreamento do rio Itajaí-Açu. Engavetado desde 2014, prevê a contenção das cheias e foi resgatado, a pedido da SDE e da Defesa Civil do Estado, por ser uma demanda antiga e necessária da região do Alto Vale do Itajaí.

“Desengavetamos o projeto de desassoreamento de 8.1 km no rio. Vamos investir nesta ação em Rio do Sul. Após a fase de licenciamento pelo IMA, a SDE deve liberar para a execução das obras recursos na ordem de R$ 3,8 milhões. Nosso objetivo agora é focar nas ações já planejadas”, confirmou Amandio.

A diretora de Recursos Hídricos e Saneamento, Jaqueline Isabel de Souza, completou que o Vale do Itajaí sofre historicamente com as inundações e que o Plano Estadual de Recursos Hídricos, o qual prevê ações de mitigações de cheias e Rio do Sul servirá para o melhoramento fluvial da região.

 

o presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Santa Catarina (Fapesc), Fábio Holthausen, destacou o papel da instituição no fomento à inovação: “A Fapesc está muito próxima tanto no fomento da tecnologia e da inovação, com o incentivo de eventos. Temos vários programas, como por exemplo, o Sinapse da Inovação, que já completou 10 anos e é uma oportunidade de tirar as ideias do papel.”

O presidente da Jucesc, Juliano Chiodelli, falou sobre as ações para acelerar o processo de abertura de empresas e fomentar o empreendedorismo. “Estamos mudando a regra do jogo, onde o Estado acredita na palavra do empreendedor, 85% das empresas abertas são de baixo risco sanitário.”

A diretora de Empreendedorismo e Competitividade da SDE, Letícia Duarte Lemos, destacou o programa Juro Zero, voltado para o Microempreendedor Individual (Mei) que só em Rio do Sul já concedeu cerca de R$ 4 milhões em créditos.

A iniciativa da SDE é uma realização da Associação Empresarial de Rio do Sul (Acirs), com apoio da Associação dos Municípios do Alto Vale do Itajaí (Amavi) e do Centro Universitário para o Desenvolvimento do Alto Vale do Itajaí (Unidavi).

Mais informações para a imprensa:
Mônica Foltran
Assessoria de Comunicação
Secretaria do Desenvolvimento Econômico Sustentável - SDE
Fone: (48) 3665-2261 / 99696-1366
E-mail: jornalistamonicafoltran@gmail.com
Site: www.sds.sc.gov.br

  Fotos: Julio Cavalheiro/ Secom

Estão abertas as inscrições para o Hackathon 2019 do Governo do Estado. O lançamento oficial da terceira edição da competição ocorreu na manhã desta quinta-feira, 15, durante o Startup Summit 2019, no Centro de Eventos Luiz Henrique da Silveira, em Florianópolis. Na abertura do evento, o secretário de Estado da Administração, Jorge Eduardo Tasca, destacou que o Estado quer incorporar de maneira crescente a cultura da inovação no dia a dia da Administração Pública.

"Nós queremos abrir as portas do Governo para que desenvolvedores, designers, profissionais e estudantes possam nos ajudar a resolver problemas, enfrentando desafios nas áreas de Saúde e Educação, que são vitais para o serviço público", afirma Tasca.

O Hackathon, uma junção das palavras hackers (desenvolvedores na área de tecnologia) e marathon (maratona em inglês), neste ano, terá como foco a busca de soluções para serviços digitais nas áreas da Saúde e Educação públicas.

Nos dias 18, 19 e 20 de outubro, profissionais da área de desenvolvimento de softwares, designers e programadores serão desafiados a encontrar soluções tecnológicas que facilitem a vida dos cidadãos. No fim da competição, as equipes apresentam as criações. O objetivo é chegar a projetos ou produtos que sejam de execução viável pelo Estado, gerem economia aos cofres públicos, agilidade no acesso e obtenção do serviço pelos usuários.

:: VEJA GALERIA DE FOTOS

Promovida pela Secretaria de Estado da Administração, com o Centro de Informática e Automação do Estado de Santa Catarina (Ciasc), em parceria com o grupo VIA da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e o Fundo de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc), a maratona será realizada nos dias 18, 19 e 20 de outubro de 2019, nas dependências do Ciasc, na Capital.

As equipes vencedoras serão premiadas pelo desenvolvimento do serviço de acordo com a análise do interesse e viabilidade das criações . “A proposta do governo, por meio da competição sadia de uma maratona, é instigar os profissionais da área da tecnologia e inovação a criarem ferramentas que possam resultar em melhorias na entrega dos serviços de Saúde e Educação às pessoas”, explica o secretário da Administração, Jorge Eduardo Tasca.

Previamente ao início da competição, as equipes inscritas terão acesso aos principais serviços e demandas das secretarias de Educação e Saúde, para que possam desenvolver suas ideias a partir das necessidades de cada área. Durante a execução dos trabalhos, as equipe são acompanhadas por mentores e especialistas que atuam balizando a viabilidade e a conveniência das ideias apresentadas.

Hackathon no Startup Summit 2019

Nesta quinta e sexta feiras, 15 e 16 de Agosto, no Centro de Eventos Luiz Henrique da Silveira, em Canasvieiras, na Capital, acontece o Startup Summit, que reúne empreendedores na área de tecnologia em uma grande feira de acesso a negócios e troca de experiências. No local, o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Administração e Ciasc, montou um estande com informações e inscrições para o Hackathon 2019. O objetivo do espaço é divulgar a programação do Hackathon entre os participantes e profissionais de inovação e tecnologia presentes no evento.

Quem quiser saber mais sobre a maratona e se inscrever, basta acessar o site sc.gov.br/hackathon.

Startup Summit 2019

O Startup Summit 2019 é um projeto do Sebrae SC e Associação Catarinense de Tecnologia (Acate), com apoio do Governo de Santa Catarina e segue até sexta-feira, 16, no Centro de Eventos Luiz Henrique da Silveira, em Florianópolis. "Temos vários servidores participando do Estado, porque queremos absorver o máximo possível dessa cultura da inovação",  Tasca.

São diversos atores dos ecossistemas de inovação e empreendedorismo do país para debater o setor, gerar negócios e compartilhar conhecimentos. Os mais de quatro mil participantes têm acesso a uma feira de negócios, um palco com grandes nomes do empreendedorismo nacional e sete trilhas paralelas de conteúdo. A programação completa está no site do evento.

O Startup Summit faz parte do Floripa Conecta, um conjunto de 35 eventos interconectados de tecnologia, gastronomia, design, marketing, música e turismo. A iniciativa tem o apoio do Governo de Santa Catarina.

Informações adicionais para imprensa
Krislei Oechsler
Assessoria de Imprensa
Secretaria de Estado da Administração - SEA
E-mail: comunicacao@sea.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-1636 /(48) 99105-4085
http://www.sea.sc.gov.br 

 Foto: Cristiano Estrela/Secom

Desde que foi reativada, no início do governo de Carlos Moisés, a Secretaria Executiva de Assuntos Internacionais tem trabalhado com um objetivo de longo prazo: garantir a sustentabilidade e a expansão das exportações catarinenses. Para isso, um trabalho de prospecção e relacionamento com diplomatas e empresários vem sendo desenvolvido. Principais compradores dos produtos catarinenses, americanos e chineses, que juntos respondem por mais de 30% das exportações, já receberam os representantes do governo estadual nas embaixadas de Brasília para tratar do comércio exterior.

De acordo com o secretário de Assuntos Internacionais, Derian Campos, o foco está naquelas que serão as dez maiores economias mundiais em 2030. Entre os principais produtos catarinenses vendidos para os americanos, estão itens como partes de motor, móveis, materiais para carpintaria e madeira compensada. No caso dos chineses, a pauta exportadora está mais baseada no agronegócio: carne suína, carne de frango e soja.

O trabalho, porém, não fica restrito aos maiores parceiros comerciais. A comitiva catarinense também já foi recebida na embaixada da Índia e tem encontro programado com os representantes do Japão em Brasília. Os japoneses também compram carne suína de Santa Catarina, em especial cortes de alto valor agregado. Parceiros mais próximos, como México e Argentina, também estão no radar. No casos dos argentinos, a expectativa é por uma retomada econômica, que fará com que as vendas para o país vizinho voltem a crescer.

Mais informações para a imprensa:
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Comunicação - Secom
Governo de Santa Catarina
Fone: (48) 3665-3022
Site: www.sc.gov.br

Fotos: Julio Cavalheiro / Secom

O governador Carlos Moisés firmou compromisso com as lideranças de Rio do Sul de repassar R$ 2,4 milhões para impulsionar o Centro de Inovação da cidade. A garantia foi dada durante um ato solene no local das futuras instalações, o Parque Universitário Norberto Fran. Moisés também se comprometeu com a obra de dragagem e limpeza de um trecho de oito quilômetros do Rio Itajaí-Açu, no perímetro urbano de Rio de Sul, com um investimento aproximado de R$ 3,8 milhões. O início dos trabalhos depende de uma autorização do Instituto do Meio Ambiente (IMA). Mais cedo, o governador também havia liberado R$ 5,7 milhões para a saúde do Alto Vale.

:: Mais fotos na galeria

Em coletiva de imprensa no fim da tarde, Moisés se disse feliz de poder voltar ao município com boas notícias para a população local. Segundo o governador, a visita também foi positiva para receber as demandas da região: "A gente retorna a Rio do Sul para demonstrar a nossa especial atenção para essa região. Existe um reconhecimento por parte do governo de que se precisa dar continuidade aos projetos que ao longo dos anos não foram finalizados. Isso está na nossa agenda”. 

O secretário Lucas Esmeraldino, do Desenvolvimento Econômico Sustentável, destacou que o futuro investimento no Centro de Inovação de Rio do Sul se encaixa em uma nova visão do Estado, de não investir nas estruturas físicas, mas sim no fomento do ecossistema tecnológico e de inovação. 

“Isso vai agregar um valor gigantesco. É um investimento diretamente naquele jovem que vai investir na sua startup. É um incentivo para os pequenos empreendedores, que poderão contar em um mesmo espaço com indústria, academia e representantes do governo”, explica Esmeraldino. 

Agenda cheia 

 Governador visitou empresas da cidades

O dia do governador começou com o ato de lançamento da obra de um prédio na cidade de Rio do Sul. A estrutura, a ser montada em um terreno cedido pela prefeitura, abrigará conjuntamente as sedes da Câmara de Vereadores de Rio do Sul, da Associação de Municípios do Alto Vale (Amavi) e da União das Câmaras de Vereadores do Alto Vale (Uncavi). 

O governador elogiou a medida e disse que se assemelha ao que o Governo do Estado vem preconizando nesta gestão: união de forças para economia de recursos. 

Ainda pela manhã, Moisés se reuniu com prefeitos para ouvir as demandas regionais. Pela tarde, além da visita ao Hospital Regional do Alto Vale, Moisés conheceu a estrutura de duas grandes empresas da cidade. 

A agenda desta terça-feira termina com um jantar em comemoração aos 74 anos da Associação Empresarial da cidade (ACIRS).

Informações adicionais para imprensa:
Leonardo Gorges
Assessoria de Imprensa
Secretaria Executiva de Comunicação - SECom
E-mail: leonardogorges@secom.sc.gov.br 
Fone: (48) 3665-3045
Site: www.sc.gov.br 



Para capacitar gestores e servidores na elaboração de projetos governamentais, a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDE) e o Escritório de Gestão de Projetos (Eproj) realizam na próxima quinta-feira,15, a Oficina Contratos de Impacto Social (CIS). A ideia é aprimorar resultados nos serviços entregues à população, já que muitas ideias esbarram na elaboração das propostas.

Inscrição aqui

O evento é gratuito e podem participar, mediante inscrição, todos aqueles que queiram conhecer esta forma inovadora de estruturar projetos em formato inédito no Brasil.

A Oficina ocorre em Florianópolis de forma presencial, com participação efetiva à distância em 19 Salas de Situação das Coordenadorias Regionais de Defesa Civil.

Contratos de Impacto Social

Uma inovação deste tipo de contrato é que o pagamento do Estado é realizado após a mensuração dos resultados, evitando gastos com programas ineficazes.

Com os CIS, governos têm conseguido contratar serviços preventivos. Após a assinatura do contrato, o CIS é utilizado como lastro para a captação de recursos junto a investidores sociais, que financiam o projeto. Caso o projeto atinja as metas contratadas, os investidores obtêm retorno sobre o seu investimento; caso contrário, assumem o prejuízo.

Serviço
O quê: Oficina Contratos de Impacto Social
Quando: 15 de agosto de 2019
Onde: Secretaria de Estado da Defesa Civil (SDC) e 19 Coredecs (consulte a sala mais próxima de você no link de inscrição)
Horário: 15h15 às 18h45
Quem: gestores e servidores públicos de todas as instituições estaduais e municipais de Santa Catarina

Mais informações para a imprensa:
Mônica Foltran
Assessoria de Comunicação
Secretaria do Desenvolvimento Econômico Sustentável - SDE
Fone: (48) 3665-2261 / 99696-1366
E-mail: jornalistamonicafoltran@gmail.com
Site: www.sds.sc.gov.br

Rio do Sul recebe nesta quarta-feira, 14, o Rota SC - Inovação é o nosso combustível, um projeto pioneiro, itinerante e inovador de levar ações e oportunidades da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDE) à população.

O RotaSC será realizado no palco da Feira Multissetorial do Alto Vale do Itajaí, a Fersul 2019, que integra o Calendário Brasileiro de Exposições e Feiras dos ministérios das Relações Exteriores e da Economia. No local, estarão reunidos os representantes das diferentes áreas da SDE, diretorias e vinculadas do Estado, para um encontro com rodadas de empreendedorismo, inovação, sustentabilidade e pesquisa.

O secretário da pasta, Lucas Esmeraldino, explica que o evento tem a missão de levar às regiões ações e propostas, além de ouvir e entender as demandas locais.

O encontro é voltado a empresários, representantes de entidades, indústria, universitários, professores, pesquisadores, que podem interagir com perguntas aos palestrantes. O

Além do secretário, o RotaSC contará ainda com a participação do reitor da Unidavi, Célio Simão Martignago, e dos presidentes da Junta Comercial de Santa Catarina (Jucesc), Juliano Chiodelli e da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Santa Catarina (Fapesc), Fábio Holthausen; além dos diretores da SDE: de Ciência, Tecnologia e Inovação, Sandro Yuri Pinheiro; de Empreendedorismo e Competitividade, Letícia Duarte Lemos e de Recursos Hídricos e Saneamento, Jaqueline Isabel de Souza. A gerente de Produtividade Trabalho e Renda, Cleusa Rodrigues, também estará presente representando o Sine.

Logo após o evento, presidentes e diretores estarão disponíveis no local para dúvidas e mais informações sobre a atuação na região, programas e ações disponíveis.

A iniciativa da SDE é uma realização da Associação Empresarial de Rio do Sul (Acirs), com apoio da Associação dos Municípios do Alto Vale do Itajaí (Amavi) e do Centro Universitário para o Desenvolvimento do Alto Vale do Itajaí (Unidavi).

Serviço

O que: Evento Rota SC - Inovação é o nosso combustível
Quando: 14 de agosto, 13h30
Onde: Centro de Eventos Hermann Hinrich Purnhagen - Rua Prefeito Wenceslau Borini, 2950, Bairro Canta Galo Inscrições: Entrada franca! Faça a sua inscrição aqui

Mais informações para a imprensa:
Mônica Foltran
Assessoria de Comunicação
Secretaria do Desenvolvimento Econômico Sustentável - SDE
Fone: (48) 3665-2261 / 99696-1366
E-mail: jornalistamonicafoltran@gmail.com
Site: www.sds.sc.gov.br

  Fotos: Mauricio Vieira/ Secom

O secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável, Lucas Esmeraldino, assinou na manhã desta terça-feira, 13, um convênio para repasse de R$ 183,5 mil ao Centro de Inovação Jaraguá do Sul. O espaço, que já abriga 10 empresas e tem a multinacional WEG como âncora, deve contar com mais de 20 companhias nos próximos três anos.

:: VEJA GALERIA DE FOTOS

O recurso se soma a outros R$ 800 mil que já haviam sido repassados para a operacionalização do Centro de Inovação. "Hoje é um dia especial. O Centro aqui já é um sucesso, está dando muito certo. Esse recurso já está na conta da Prefeitura e poderá ser usado para a compra de mobília e o que mais for necessário", afirmou Esmeraldino.

De acordo com ele, o foco do Governo do Estado a partir de agora é investir não mais na construção de prédios, mas no fortalecimento do ecossistema de inovação, em parceria com a iniciativa privada. "A tecnologia veio para ficar e, daqui para frente, vai crescer em progressão geométrica. Precisamos fazer parte desse processo. Logo vamos ter uma grande rede de inovação em Santa Catarina, que será modelo para o Brasil", acrescentou o secretário.

Representando o governador Carlos Moisés, Esmeraldino conheceu o trabalho já realizado pelas empresas que têm atuação no Centro de Inovação. De acordo com o gerente de Pesquisa e Inovação da WEG Motores, Sebastião Nau, a companhia já utiliza a estrutura do Centro para desenvolver mecanismos de controle e monitoramento não invasivo para os motores elétricos. "Nós optamos por trazer uma equipe para cá porque entendemos ser importante que nossos profissionais estejam inseridos num ambiente de inovação, ao lado das startups", explica Nau.

Conforme o presidente do Centro de Inovação e da Associação Empresarial de Jaraguá do Sul, Anselmo Luiz Jorge Ramos, a filosofia do espaço é baseada na abertura e na conexão de ideias. "Uma característica muito importante deste Centro é que ele exige adaptações constantes, e é bom que seja assim. É um espaço muito dinâmico. Tivemos um a grata presença dos governos do Estado e municipal. É muito importante ter essa política pública", destaca.



"A maioria das pessoas que trabalham aqui é jovem, com expectativa de ter um retorno muito grande num horizonte de quatro há cinco anos. Temos casos que estão dando muito certo, já com muitas vendas", relata o diretor do Centro de Inovação, Robert Burnett.

Informações adicionais para a imprensa
Renan Medeiros
Assessoria de Imprensa
Secretaria Executiva de Comunicação - SECom
E-mail: renan@secom.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-3058 / (48) 99605-9196
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e @GovSC

 Fotos: Ricardo Wolffenbüttel/ Secom

A vice-governadora Daniela Reinehr participou na noite desta segunda-feira, 12, da primeira edição do Innovation Summit Brasil 2019, evento que reuniu as principais instituições brasileiras de inovação para debater a formação de ambientes criativos, conectados e competitivos. Durante a cerimônia de abertura, Daniela ressaltou o fato de a inovação ser um dos sete pilares da atual gestão, juntamente com transparência, integridade, eficiência, qualidade, agilidade e simplicidade.

O encontro, que contou com a presença do Ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Marcos Cesar Pontes, segue até a próxima quinta-feira, 15, no Centro de Eventos Luiz Henrique da Silveira, em Florianópolis.

“Quando assumimos – o governador Moisés e eu –, trouxemos junto para a gestão do Estado a crença de que a inovação, que já é marca consolidada da iniciativa privada catarinense, também precisa ser marca do Governo do Estado”, enfatizou a vice-governadora.

:: VEJA GALERIA DE FOTOS

No âmbito dos ecossistemas de tecnologia e inovação, Daniela destacou que em julho foi retomado o Pacto pela Inovação – iniciativa em que o governo atua em sintonia com outras 40 instituições de diferentes segmentos –, cujo objetivo é tornar Santa Catarina o Estado mais inovador do mundo.

Citou que outra ação importante é a reformulação do programa GeraçãoTec, que está em andamento. O programa foi criado para preparar jovens, crianças e adolescentes para se tornarem profissionais de tecnologia. Isto acontece por meio de cursos de programação e desenvolvimento de softwares, por exemplo. Em diferentes regiões, o Governo do Estado está concluindo a construção dos Centros de Inovação que já estavam em andamento. Em breve, eles integrarão a rede com os já concluídos.

O programa será ampliado para todo o Estado, priorizando cidades onde há Centros de Inovação que integram a Rede Estadual. E atenderá diferentes áreas, respeitando as vocações regionais, entre elas agricultura, indústria, serviços e turismo.

“Poucos setores têm essa agilidade na entrega de resultados como o tecnológico. E muito disso se deve também a eventos como o Innovation Summit, que promove a troca de experiências, novos aprendizados, novas conexões e a difusão de ideias”, declarou a vice-governadora.

Em sua primeira edição, o Innovation Summit Brasil 2019 busca formular proposições para estimular o investimento em empreendedorismo inovador no país.

O ministro Marcos Cesar Pontes disse que o ministério tem uma gama grande de atividades desde a pesquisa, conhecimento, desenvolvimento de futuro e inovação. Ele destacou que também foi incluído uma parte de formação para motivar os jovens para as carreiras de ciência e tecnologia.

"O ministério existe para produzir conhecimento e isso já faz e faz bem, Junto com unidades de pesquisas, buscamos produzir riqueza para o país e retorno de investimentos e assim, consequentemente, melhorar a qualidade de vida das pessoas. O MCTIC tem a função de gerar maneiras para ajudar as empresas que já existem e as que irão surgir, as sturtups. Então, o que podemos fazer para ajudar, junto com os Estados e municípios vamos fazer. Precisamos unir os esforços para um resultado cada vez mais positivo”, afirmou.

Informações adicionais para imprensa:
Assessoria do Gabinete da Vice-Governadora
Elisabety Borghelotti
Fone: (48) 3665-2281 | (48) 98843-5460
E-mail: comunicacao@gvg.sc.gov.br