Compartilhe


Foto: Divulgação / SDE

Com investimentos privados de mais de R$ 107 milhões e estimativa de arrecadação de aproximadamente R$ 13 milhões em impostos, sete empresas foram habilitadas pelo Programa de Desenvolvimento da Empresa Catarinense (Prodec). A iniciativa do Governo do Estado concede incentivos a implantação ou expansão de empreendimentos industriais, que vierem a gerar emprego e renda no Estado.

A estimativa é de que os negócios fomentem mais de 930 empregos diretos e indiretos em Santa Catarina. Os resultados foram aprovados na última reunião realizada pelos representantes do Comitê Técnico coordenada pela Diretoria de Empreendedorismo e Competitividade da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDE). 

Os projetos habilitados envolvem, por exemplo, a implantação de indústria de fio de algodão, na cidade de Pomerode, a instalação de linha de empacotamentos de biscoitos, em São Lourenço do Oeste, a implantação de planta industrial de pesquisa médica e produção de materiais para implantes odontológicos em Araquari, a expansão de uma unidade fabril em Joinville e a modernização de uma indústria para papel biodegradável, em Içara, entre outros.

“Santa Catarina vem apresentando um crescimento acima da média nacional, resultado de ações efetivas de fomento ao desenvolvimento, como o Prodec, e que impactam na confiança dos investidores. Eles veem nosso Estado como uma aposta forte e com segurança para empreender”, destaca o secretário de Desenvolvimento Econômico Sustentável de Santa Catarina, Lucas Esmeraldino.

O Prodec atua desde 1988 e é coordenado pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDE).

Projetos futuros
Outras quatro empresas, que somarão cerca de R$ 203 milhões em investimentos para o Estado, serão pauta da próxima reunião do Conselho Deliberativo. Os resultados do Prodec, nos primeiros seis meses de gestão, superam 2018, com aproximadamente R$ 3,7 bilhões de investimentos privados no Estado.

“O impacto positivo ao Estado, do retorno social e econômico, já é algo consolidado em Santa Catarina. Com mais de 30 anos de atuação, o programa vem contribuindo para o desenvolvimento, gerando emprego e renda e cumpre assim seu papel de atração de empresas inovadoras, tecnológicas e de ponta”, ressalta o gerente de Apoio ao Investidor na SDE, Luiz Eduardo Koslovski Santos.

Mais informações para a imprensa:
Mônica Foltran
Assessoria de Comunicação
Secretaria do Desenvolvimento Econômico Sustentável - SDE
Fone: (48) 3665-2261 / 99696-1366
E-mail: jornalistamonicafoltran@gmail.com
Site: www.sds.sc.gov.br