Foto: CR Grande Florianópolis/Defesa Civil

Governo do Estado amplia a entrega de kits de transposição em Santa Catarina. Nesta quinta-feira, o secretário-chefe da Defesa Civil de Santa Catarina, David Busarello, assinou a ordem de serviço para mais estruturas no município de São João Batista. No total, o Estado investiu R$ 866 mil no município entre 2021 e 2022 para a instalação de seis unidades.

Já foram concluídas e entregues quatro estruturas, restando agora a conclusão da cabeceira por parte da prefeitura em outros dois locais. Em seguida, a Defesa Civil pode realizar a entrega das duas próximas pontes, que atenderão a comunidade do Bairro Fernandes. 

“Trabalhamos com uma gestão eficiente focada em parceria com os municípios de Santa Catarina, para atender o cidadão e economizar recursos públicos”, ressaltou o secretário-chefe da Defesa Civil. “Essas pontes custariam aos municípios cerca de dois milhões de reais. A Defesa Civil conta com uma Ata de Registro de Preços que proporcionou que tais estruturas fossem entregues com agilidade e com custos mais baixos pelo Governo do Estado”.

 Foto: Prefeitura/São João Batista

David Busarello ainda destaca que as seis estruturas construídas atendem localidades afetadas pelas chuvas de janeiro do ano passado. “As antigas pontes de madeira agora são substituídas por estruturas de concreto, com possibilidade de tráfego de veículos com total segurança e construídas acima das cotas de enchente”, afirmou. “A gestão Carlos Moisés, com esse projeto, está trazendo segurança e conforto para a população catarinense”.

Durante o ano de 2021, o Governo de Santa Catarina, por meio da Defesa Civil entregou 24 kits de transposição para 19 municípios em Santa Catarina. O número representa uma ponte entregue a cada 15 dias. O valor total investido foi de R$ 2.248.166,02. Outros 54 termos de compromisso já foram assinados entre a DCSC e 26 municípios, o que representa investimento de R$ 6.046.578,70 do Governo.

O ato contou com a presença do prefeito Pedro Alfredo Ramos, do deputado estadual Jerry Comper, e do gerente territorial urbano da DCSC, Fernando Cesar Souza, além de vereadores e comunidade local.

Informações adicionais para imprensa:
Fabricio Escandiuzzi
Assessoria de Imprensa
Secretaria de Estado da Defesa Civil - DC
Fone: (48) 3664-7009 / 99185-3889
E-mail: ascom@defesacivil.sc.gov.br
Site: www.defesacivil.sc.gov.br 

 Foto: Julio Cavalheiro/Secom

Para garantir a qualidade do serviço aos cidadãos, o Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina (CBMSC) tem o apoio de pessoas da comunidade que prestam serviços voluntários. Atualmente, a corporação conta com bombeiros comunitários e guarda-vidas civis. Na manhã desta sexta-feira, 7, o governador Carlos Moisés e o comandante-geral do CBMSC, coronel Marcos Aurélio Barcelos, assinaram o aumento dos valores do ressarcimento destinado à alimentação e transporte da categoria.

"Os guarda-vidas civis e os bombeiros comunitários têm um papel fundamental na missão de preservar e salvar vidas. O incremento no valor dos ressarcimentos é necessário para que possam exercer plenamente as suas atividades voluntárias em defesa dos catarinenses e de quem nos visita", afirmou o governador.

“Esse é um momento muito importante, a missão desse comando é valorizar todas as pessoas que atuam conosco, seja bombeiros militares, comunitários, guarda-vidas civis demais colaboradores que estão com a corporação. É um trabalho que havíamos começado já no ano passado e que agora colhemos os frutos, podendo trazer mais condições aos nossos voluntários”, conta. “A mudança no texto da atuação dos BCs também era uma demanda que queríamos há algum tempo, para que possamos contemplar os bombeiros comunitários da Banda de Música e aqueles que nos apoiam nos projetos sociais, como o projeto Bombeiro Mirim, por exemplo”, complementa o comandante-geral.

Bombeiros Comunitários

No dia 19 de julho de 2017, a lei 17.202 estabeleceu valores para ressarcimento de despesas com alimentação e transporte para bombeiros comunitários. Atualmente, os valores destinados são de R$ 45, para 4 a 6 horas de serviço; R$ 90, para serviços de 8 a 16 horas; e R$ 180, para plantões de 24 horas. Com a assinatura de hoje, os valores passam a ser R$ 52, R$ 104 e R$ 208, respectivamente.

No documento mais recente também foi alterada a redação para que os bombeiros comunitários possam atuar em atividades operacionais emergenciais, além de programas e projetos sociais em apoio. Para o ressarcimento das atividades voltadas aos programas e projetos da corporação, será calculado o valor de R$ 15,62 por hora atividade. 

O ressarcimento dos bombeiros comunitários segue conforme prévia disponibilidade financeira e orçamentária. A quantidade diária de ressarcimentos correspondentes a 24 horas de serviço não poderá exceder a 12,5% (doze e meio por cento) do efetivo existente no CBMSC. Todos os bombeiros comunitários também possuem seguro-saúde.

Guarda-vidas civis

Os guarda-vidas civis voluntários prestam serviços, principalmente no verão, e são um grande incremento nas atividades de salvamento aquático, já que Santa Catarina recebe milhares de turistas. Hoje o serviço é composto por pessoas de diversas áreas do Brasil, mas com destaque para o número de argentinos e uruguaios que atuam voluntariamente. 

As diárias de ressarcimento passaram de R$ 108 para R$ 124,80 nos turnos de 6 a 9 horas e de R$ 180 para R$ 208 nos turnos de 9 a 12 horas de serviço.

A assinatura ocorreu na localidade do Camacho, no limite entre Jaguaruna e Laguna, onde o governador cumpriu agenda de trabalho nesta sexta. Na ocasião, também foi assinada a ordem de serviço para o desassoreamento da Barra do Camacho e para a pavimentação de uma rodovia municipal em Treze de Maio.

Informações adicionais à imprensa:
Melina Cauduro
Assessoria de Imprensa
Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina - CBMSC
48) 3665-8426 / (48) 98843-4427 / (48) 9 9938-9839
imprensa@cbm.sc.gov.br 

A Defesa Civil de Santa Catarina segue acompanhando a situação em municípios de Santa Catarina após temporais ocorridos neste domingo, 26, segunda-feira, 27. Até as 20h30 desta segunda, a Diretoria de Gestão de Desastres da Defesa Civil havia oficializado danos significativos em quatro municípios: Mafra, Joinville, Jaraguá do Sul e Canoinhas. A DCSC ainda conta com equipes das coordenadorias regionais acompanhando a situação na região de Timbó e na Grande Florianópolis.

Em Mafra, atingida por forte temporal na noite de domingo, as equipes da DefesaCivil começaram a executar os trabalhos de apoio aos atingidos. O levantamento realizado até a tarde desta segunda-feira aponta que cerca de mil casas foram atingidas. Além disso, há registros de danos em plantações de milho, soja e fumo. A prefeitura local decretou situação de emergência.

O chefe da Defesa Civil de Santa Catarina, David Busarello, destacou que a pasta tem dado todo o suporte aos municípios afetados. “Estamos oferecendo vários itens de assistência humanitária para o município e estamos de prontidão para que a situação na localidade possa voltar à sua normalidade o quanto antes”, disse.

Busarello ainda destacou que, devido ao calor intenso, a ocorrência de temporais com descargas elétricas e ocorrência de granizo torna-se comum nesta época do ano. “Justamente por isso, pedimos que todos acompanhem os avisos emitidos pela Defesa Civil em nossas redes sociais e por meio do SMS. Estamos de prontidão trabalhando no monitoramento contínuo, para trazer respostas rápidas aos municípios que eventualmente possam ser atingidos por eventos adversos”, completou.

Calor e ciclone

A análise meteorológica da DCSC apontou, entre a tarde e noite de domingo, a aproximação de um Ciclone Extratropical em alto mar, na altura do litoral do Rio Grande do Sul, junto com o calor associado ao período do ano. Esta condição atmosférica favoreceu o desenvolvimento de áreas de instabilidade que ocasionaram temporais acompanhados de chuva intensa, descargas elétricas, rajadas de vento e queda de granizo nas regiões do centro leste catarinense, principalmente, na Grande Florianópolis, Alto e Médio Vale do Itajaí, Litoral e Planalto Norte

Entre o fim da manhã e o fim da noite do domingo foram registrados acumulados significativos em curto período de tempo, com destaque para as regiões do Litoral Norte e Vale do Itajaí, onde foram registrados 58mm em São Francisco do Sul e 47mm em Pomerode em um intervalo de 12 horas.

Informações adicionais para imprensa:
Fabricio Escandiuzzi
Assessoria de Imprensa
Secretaria de Estado da Defesa Civil - DC
Fone: (48) 3664-7009 / 99185-3889
E-mail: ascom@defesacivil.sc.gov.br
Site: www.defesacivil.sc.gov.br 


SC Mais Solo e Água auxiliou propriedades rurais na captação de água como esta de Pasos Maia - Foto: Julio Cavalheiro / Secom 

O Governo do Estado está mobilizado para mitigar os efeitos da estiagem, que afeta o Oeste de Santa Catarina neste fim de ano. Órgãos como a Casan, a Defesa Civil e a Secretaria de Estado da Agricultura, Pesca e Desenvolvimento Rural (SAR) estão auxiliando os municípios da região. Na Casan, além do planejamento de longo prazo, estão sendo feitas manobras emergenciais para manter o abastecimento de água da população. A Defesa Civil investiu cerca de R$ 4 milhões na entrega de kits de assistência humanitária aos municípios durante o ano. Já a SAR aportou mais de R$ 100 milhões em ações de resiliência hídrica por meio do Programa SC Mais Solo e Água.

Segundo o governador Carlos Moisés, as medidas do Estado não visam apenas a solução no curto prazo. Ele lembra que o Executivo estadual vai investir R$ 1,7 bilhão em planejamento hídrico, sobretudo na região Oeste. “Infelizmente, nosso estado vem sofrendo com estiagens cada vez mais recorrentes. Para fazer frente a isso, estamos trabalhando com planejamento. Obviamente que atuamos com ações emergenciais em períodos mais críticos, como o atual, porém não podemos perder de vista as soluções no longo prazo. É nesse sentido que devemos concentrar os nossos esforços”, afirma Carlos Moisés.

Nas últimas semanas, a Casan está realizando o trabalho de limpeza em barragens de captação de água, perfuração de novos poços, contratação de caminhão-pipa e melhorias na estrutura de tratamento e distribuição. A Companhia também trabalha com ações operacionais de revezamento em alguns municípios.


Planejamento Hídrico: Governo e Casan anunciam R$ 13 milhões para municípios do Meio-Oeste  - Foto: Divulgação / Casan

Segundo o diretor-presidente em exercício da Casan, Evandro André Martins, a empresa trabalha nas melhorias das redes de abastecimento, mas ainda assim é necessário contar com a colaboração da população neste período de verão. “As obras estruturantes que fazem parte do planejamento hídrico proposto pelo governador Carlos Moisés já estão em andamento. Mas nós contamos com a colaboração da população, para que se faça o uso consciente da água. Sabemos que o consumo aumenta no verão. Pedimos que não haja desperdício”, afirma Martins.

O secretário de Estado da Agricultura, Altair Silva, lembra que o Programa SC Mais Solo e Água já aplicou mais de R$ 100 milhões para reserva de água nas propriedades rurais catarinenses. “São poços artesianos, cisternas, açudes e outros reservatórios. Para 2022, já temos outros R$ 100 milhões reservados, mesma quantia para 2023. Com isso, o total investido vai chegar a R$ 300 milhões. Também adquirimos, por meio do Fundo do Desenvolvimento Rural, 126 equipamentos para transporte de água emergencial para as propriedades que precisam. Essa parceria dos órgãos do Governo do Estado tem por objetivo minimizar os efeitos da estiagem”, conta Silva.


Foto: Ricardo Wolffenbüttel / Secom 

No âmbito da Defesa Civil estadual, foram entregues mais de 800 kits de assistência humanitária para os municípios em 2021. Também foram distribuídos 829 reservatórios de água, entre eles 283 unidades de 5 mil litros, 197 unidades de 10 mil litros, 80 peças de 15 mil litros e outras 200 com capacidade para 20 mil litros. Ainda foram entregues 69 kits de água limpa.

:: Confira as ações da Casan nos municípios do Oeste:

Chapecó
Em Chapecó foi feita a limpeza mecanizada de pontos dentro da barragem do Engenho Braun, no Lajeado São José, principal manancial da cidade. Também foi reaberto o canal de entrada da barragem, com a utilização de draga. Ainda foram perfurados três novos poços, dos quais dois têm vazão suficiente para operação nos bairros Esplanada e EFAPI. Estão em fase de implantação novos reservatórios para os bairros Paraíso, Esplanada e EFAPI. Também está sendo feita a contratação de caminhão-pipa de água tratada para atendimento de emergências.

Catanduvas


Foto: Divulgação / Casan 

Foi realizada a limpeza da barragem de captação de água bruta para garantir a reserva de mais água. Outro trabalho, feito ao longo do ano, foi a substituição de redes antigas de abastecimento. Foram trocados 5.100 metros de tubulação, o que é muito importante para reduzir perdas e vazamentos de água.

Concórdia
A Adutora Portinari foi entregue em outubro, um reforço essencial para o Sistema de Abastecimento de Água do município. Com extensão de quase dois quilômetros, a nova rede de água tratada, associada a uma nova estação de recalque, trouxe mais segurança ao abastecimento de bairros como Portinari, Morro do Merlo, Bem Viver, Linhão São José, Frei Lency 1 e 2 e Loteamento Berbardi.Uma nova adutora e rede foram instaladas na Rua Paulo Secchi. E as ruas João Turminha, João Suzim, João Pravato, João José de Vargas e Alberto Nichelle receberam novas redes de abastecimento, em substituição às antigas tubulações. Em outra frente de trabalho, foi feito o desassoreamento e limpeza no ponto de captação de água no Rio Suruvi.

Formosa do Sul
Já foi feita a perfuração de um novo poço para a captação profunda de água, que agora está em fase de instalação da rede. Também será feita a contratação de caminhão-pipa de água bruta.

Guaraciaba
Está sendo contratado caminhão-pipa de água tratada e está em andamento o processo para perfuração e instalação de dois novos poços.

Iporã do Oeste
Está sendo feita a captação emergencial de água em córrego alternativo e foi perfurado um novo poço para reforçar o sistema de abastecimento.

Maravilha
Captação emergencial de água em córrego alternativo e está sendo adquirida uma bomba para o acionamento de um novo poço, o que irá ampliar a capacidade de captação. Também estão sendo adquiridas bombas para o poço já existente e uma bomba estacionária para captação superficial, além da contratação de caminhão pipa de água bruta.

São Miguel do Oeste
Foi realizada a limpeza da barragem de captação do Rio Cambuim, uma ação importante para o perfeito funcionamento do processo de captação da água que vai para o tratamento. Também foram perfurados dois novos poços para captação de água. A CASAN trabalha para a contratação de caminhão-pipa de água bruta e no aumento do volume de água captada no Rio das Flores, com a contratação de um gerador. O abastecimento é realizado com revezamento entre os bairros.

Seara
Caminhão-pipa é usado para fornecimento de água bruta e está sendo feita a contratação para a ampliação emergencial da barragem. Além disso, foi adquirida uma motobomba de alta performance para garantir melhores condições operacionais de eficiência ao poço profundo localizado no município.

Quilombo
Foram realizadas melhorias nas redes de abastecimento, além da duplicação da adutora de água tratada. As tubulações de mais de 3,6 quilômetros foram implantadas entre a Estação de Tratamento de Água (ETA) e o Cemitério, em um investimento de quase R$ 1,5 milhão.

União do Oeste
Será feita a perfuração e instalação de um novo poço.

Xaxim
Entre as ações está a captação emergencial em açude. O município contará também com três poços para a captação. Um poço já foi construído e será feita a locação do gerador. Os outros dois foram perfurados e estão em operação, aguardando somente a interligação da rede. O Sistema de Abastecimento também recebeu uma nova subestação elétrica junto à Estação de Tratamento de Água, trazendo maior segurança à operação.

Xanxerê
Foi feita a ampliação da adutora de água bruta do Sistema de Abastecimento de Água de Xanxerê, o que possibilitou um incremento de 10% na produção. Os mais de 2 mil metros de tubulação proporcionam maior vazão, ampliando o tratamento e o abastecimento de água para a população até que sejam finalizadas as obras do Sistema Integrado de Abastecimento do Rio Chapecozinho.

Informações adicionais para imprensa:
Leonardo Gorges
Assessoria de Imprensa
Secretaria Executiva de Comunicação - SECom
E-mail: leonardogorges@secom.sc.gov.br 
Fone: (48) 3665-3045
Site: www.sc.gov.br 

 

O chefe da Defesa Civil de Santa Catarina, David Busarello, assinou nesta terça-feira, 14, mais dois termos de compromisso para a instalação de kits de transposição no município de Rio Negrinho. O investimento do Governo do Estado nestes itens supera os R$ 207 mil. Serão instalados dois equipamentos para atender as comunidades da Fazenda Souza Cruz (R$ 147.081,80) e Rio dos Banhados (R$ 60.170,90).

O ato contou com a presença do prefeito de Rio Negrinho, Caio César Treml, do deputado estadual Fernando Kreling e de vereadores do município. “Temos muito a agradecer pois são demandas muito esperadas pela nossa comunidade”, afirmou o prefeito.

Os investimentos do Governo do Estado, por meio da Defesa Civil, nos últimos dois meses apenas no município de Rio Negrinho ultrapassam a marca de R$ 500 mil. Além dos atos desta terça-feira, foram repassados pelo órgão outros R$ 294 mil, em outubro, também para dois kits de transposição.

“Com essas ações, a comunidade tem garantido o acesso livre com estruturas acima da cota de enchente, ou seja, mais seguro”, afirmou o chefe da Defesa Civil, David Busarello.

“A Defesa Civil tem atuado em várias frentes e tudo isso só é possível graças ao trabalho sério, participativo e transparente do Governo Moisés. As ações do Governo do Estado na economia de recursos tem feito toda a diferença para a sociedade. Programas como o Governo sem Papel, o enxugamento da máquina administrativa e a revisão de contratos permitiram mais de R$ 640 milhões em redução de custos. E justamente através dessa economia conseguimos atender cada vez mais as demandas dos municípios e assim, vermos o nosso estado de Santa Catarina avançar em vários quesitos”, completou Busarello.

Informações adicionais para imprensa:
Fabricio Escandiuzzi
Assessoria de Imprensa
Secretaria de Estado da Defesa Civil - DC
Fone: (48) 3664-7009 / 99185-3889
E-mail: ascom@defesacivil.sc.gov.br
Site: www.defesacivil.sc.gov.br 

 Foto: Fabrício Escandiuzzi/Defesa Civil

A Defesa Civil de Santa Catarina entregou nesta quinta-feira, 09, um kit de transposição (ponte) no município de Monte Castelo. A nova estrutura beneficia pelo menos 200 famílias que residem no entorno do Rio de Cima. Com 15 metros de comprimento e seis de largura, a nova estrutura representa um investimento de  R$147.081,80.

“Ela substitui a ponte que foi danificada devido às chuvas intensas registradas na região de Monte Castelo em janeiro de 2021”, afirma o coordenador regional da Defesa Civil em Canoinhas, Clodoaldo Ribas Santos. “Ainda temos dois kits que serão entregues na região do Alto Canoinhas e outros cinco previstos para Mafra a partir de janeiro”, complementa.

Nesta semana, o Governo de Santa Catarina, por meio da Defesa Civil, assinou cinco termos de compromisso para instalação de kits de transposição. Em Garuva, as estruturas atenderão as comunidades das comunidades de Três Barras (totalizando R$ 80.541,40 em investimento), Urubuquara (R$ 48.564,40) e Palmital (R$ 48.564,40). Para o município de São Bento do Sul, foi assinado um termo para liberação de um kit na localidade de Rio Vermelho, no valor de R$ 118.640,60.

O chefe da Defesa Civil de Santa Catarina, David Busarello, reforçou que o Estado vem atuando no sentido de agilizar os processos para a liberação. “Nossa parceria com os municípios é fundamental porque é ali que as coisas acontecem e a população necessita de assistência”, afirmou. “Agradecemos o trabalho das nossas coordenadorias estaduais, que estão toda a semana recebendo informações das necessidades locais. O objetivo deste Governo é fortalecer os municípios”.

Informações adicionais para imprensa:
Fabricio Escandiuzzi
Assessoria de Imprensa
Secretaria de Estado da Defesa Civil - DC
Fone: (48) 3664-7009 / 99185-3889
E-mail: ascom@defesacivil.sc.gov.br
Site: www.defesacivil.sc.gov.br 


Fotos: Fabricio Escandiuzzi / DCSC 

O termo de compromisso entre a Defesa Civil do Estado e os municípios de São Bento do Sul e Peritiba para a construção de um kit transposição (ponte) foi assinado nesta terça-feira, 7.

No início da manhã, ocorreu a liberação do kit, no tamanho de 15x5, que beneficiará a localidade de Rio Vermelho, em São Bento do Sul. O ato contou com a presença do prefeito Antônio Tomazini e do deputado estadual Vicente Caropreso. O valor é de R$ 118.640,60.

“Essa ponte será muita serventia para a nossa comunidade e agradecemos a mais essa parceria com o Governo de Santa Catarina”, afirmou o prefeito Tomazini.

O chefe da Defesa Civil, David Busarello, ainda anunciou o repasse de mais R$ 200 mil para aquisição de um veículo para a Defesa Civil Municipal de São Bento do Sul.

“É nos municípios de Santa Catarina que a Defesa Civil acontece. Temos nossas 20 coordenadorias estaduais que estão toda a semana recebendo informações das necessidades de cada localidade”, afirmou o diretor Davi Busarello. “Esse é o objetivo do governo Carlos Moisés: fortalecer os municípios para que possamos dar as respostas com ainda mais agilidade e eficácia”.

Em agosto passado, o Governo já havia liberado outros R$ 118.640,60, para a construção de outra ponte na localidade de Rio Natal.

“São ações como essa que estão reforçando a Defesa Civil em um estado como o nosso, que muitas vezes é atingido por intempéries. Estamos acostumados com uma Defesa Civil ágil, rápida e eficiente. Nosso agradecimento ao governador do Estado que não deixa de olhar para os municípios e para a vida do cidadão catarinense”, afirmou o deputado Vicente Caropreso.

No início da tarde foi assinado outro termo de compromisso com o município de Peritiba, para a liberação de dois kits para as localidades de Linha Arroio do Meio (no valor de R$ 51,641,00) e Linha Vila Nova ( no valor R$ 80.541,40).

Informações adicionais para imprensa:
Fabricio Escandiuzzi
Assessoria de Imprensa
Secretaria de Estado da Defesa Civil - DC
Fone: (48) 3664-7009 / 99185-3889
E-mail: ascom@defesacivil.sc.gov.br
Site: www.defesacivil.sc.gov.br 

 


Fotos: Peterson Paul / Secom  

O coronel Marcos Aurélio Barcelos é o novo comandante-geral do Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina (CBMSC). A passagem do comando foi realizada no fim da tarde desta segunda-feira, 6, com a presença do governador Carlos Moisés, no Centro de Ensino da corporação, em Florianópolis. Barcelos substitui o coronel Charles Alexandre Vieira, que exerceu a função por quase dois anos e meio, desde junho de 2019.

Carlos Moisés desejou sucesso na missão ao novo comandante-geral. "A palavra 'servo' é muito presente na mente de cada pessoa das forças de segurança, de quem põe em risco a própria vida para salvar a do próximo. Tenho certeza que o coronel Barcelos comandará o Corpo de Bombeiros Militar de modo a servir bem à sociedade catarinense", afirmou o governador.

O chefe do Executivo estadual também lembrou do esforço do Governo na valorização e nas melhorias das condições de trabalho das forças de segurança, assim como dos êxitos obtidos com a criação do Colegiado Superior de Segurança Pública e Perícia Oficial. "Este modelo que levou os quatro chefes das forças de segurança pública para o centro das decisões trouxe a diminuição nos números de crimes violentos e vem se mostrando bem-sucedido", avaliou.

:: Mais fotos na galeria 

Currículo do novo comandante

Barcelos é natural de Florianópolis e tem 48 anos, dos quais 29 foram dedicados à carreira militar. Antes de assumir o Comando-Geral, era subcomandante-geral do CBMSC.

De acordo com Barcelos, a sociedade pode esperar um Corpo de Bombeiros Militar atuante e pronto para servir, à altura da tradição da corporação em seus 95 anos. "Nosso objetivo será a continuidade do planejamento estratégico, simplificação dos processos, um serviço de excelência e um olhar para dentro da corporação, resgatando e respeitando toda a nossa história, fazendo com que o nosso profissional se sinta bem. Assim a sociedade será bem atendida, porque todos estarão comprometidos a desempenhar bem a missão", projeta.

Barcelos ingressou na carreira em 9 de março de 1992 e foi declarado aspirante a oficial em 1º de dezembro de 1995. É graduado em Direito e especialista em Defesa Civil e Gestão de Eventos Críticos e em Administração Pública. Também fez cursos de Especialização de Bombeiros para Oficiais, Comando e Estado-Maior e Altos Estudos Estratégicos.

Foi comandante do pelotão de Orleans, das companhias de Tubarão, Imbituba e Braço do Norte, foi subcomandante e comandante do 8º Batalhão de Bombeiros Militar, de Tubarão. Também já atuou como diretor de Segurança Contra Incêndio, presidente da Coordenadoria de Ciências do Fogo do CBMSC, do Comitê Nacional de Combate a Incêndio do Conselho Nacional dos Corpos de Bombeiros Militares do Brasil (Ligabom). Mais recentemente, foi chefe do Estado-Maior Geral e subcomandante-geral do CBMSC.

Ex-comandante-geral faz avaliação positiva

O coronel Charles Alexandre Vieira, além de ter ocupado o posto máximo do CBMSC por dois anos e meio, também foi presidente do Colegiado Superior de Segurança Pública e Perícia Oficial ao longo de 2021.

"Minha avaliação desse período é muito positiva. Todos os objetivos que traçamos foram conquistados. Minha palavra neste momento é gratidão. A Deus, a minha família e ao governador. Desejo ao coronel Barcelos muito sucesso, que ele tenha o discernimento para fazer a corporação crescer e, cada vez mais, levar um serviço de qualidade à sociedade catarinense", declarou o coronel Vieira.

Novo subcomandante-geral e chefe do Estado-Maior Geral

Na ocasião, o coronel Hilton de Souza Zeferino assumiu como novo subcomandante-geral do CBMSC e o coronel Alexandre Vieira foi nomeado como chefe do Estado-Maior Geral.

Também participaram da solenidade o vice-presidente do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC), desembargador João Henrique Blasi, deputados estaduais Onir Mocellin e Luciane Carminatti, subprocurador para Assuntos Institucionais do Ministério Público do Estado de Santa Catarina (MPSC), Alexandre Estefani, comandante-geral da Polícia Militar, coronel Dionei Tonet, delegado-geral da Polícia Civil, Marcos Flávio Ghizoni Júnior, perito-geral do Instituto Geral de Perícias (IGP), Giovani Eduardo Adriano, secretários de Estado da Administração, Jorge Eduardo Tasca, da Infraestrutura e Mobilidade, Thiago Augusto Vieira, e da Saúde, André Motta Ribeiro, subchefe da Casa Civil, Juliano Chiodelli, chefe da Casa Militar, tenente-coronel André Alves, e a presidente da Casan, Roberta Maas dos Anjos, além de militares, ex-comandantes-gerais, bombeiros voluntários e familiares dos nomeados.

Informações adicionais para a imprensa
Renan Medeiros
Assessoria de Imprensa
Secretaria Executiva de Comunicação - SECom
E-mail: renan@secom.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-3058 
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e @GovSC

 

 Fotos: Eduardo de Souza/CBMSC

Durante três dias, entre 17 e 19, a cidade de Chapecó recebeu militares e resgatistas de todo o Brasil para aprimoramento das técnicas de salvamento em acidentes de trânsito, no Rescue Days. O evento foi organizado pelo Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina (CBMSC). Foram 13 oficinas simultâneas, em que os profissionais passaram por parte de teoria e parte prática, sempre com a mudança dos carros utilizados no cenário, para que todos tenham condições de realizar as técnicas, fixando o conteúdo aprendido e com a correção dos instrutores.

Todas as palestras foram transmitidas pelo canal oficial do CBMSC no youtube.

“Nós temos uma característica de profissão que não nos permite treinar nas ruas, por isso nós temos que ter ambientes controlados, instrutores totalmente capacitados para ensinar as situações que elevam bastante o estresse dos participantes. O intuito é que se aumente a confiança e a capacidade técnica dos participantes, para a resposta operacional que é ofertada nas ruas”, destaca o capitão Bruno Lazarin Koch, um dos envolvidos na organização do evento.

Dados alarmantes de acidentes de trânsito

A motivação do evento é treinar as equipes para o resgate eficaz e ágil, sendo seguro para a vítima e também para os socorristas. Mas os dados são alarmantes quanto ao número de acidentes. Segundo o chefe do Estado-Maior Geral e presidente da Coordenadoria de Resgate Veicular do CBMSC, coronel Hilton de Souza Zeferino, a cada 20 minutos as equipes do CBMSC atendem um acidente de trânsito em Santa Catarina.

Já os dados da Organização Mundial da Saúde indicam que o Brasil é o 5º país com o maior número de óbitos por acidentes de trânsito, com 400 mil mortes na última década, além de 20 milhões de pessoas com sequelas em decorrência disso. A cada 13 minutos um brasileiro morre por acidentes de carro.

Categorias

As oficinas foram divididas em categorias leve e pesado, ou seja, de acordo com os tamanhos dos veículos utilizados nas instruções. Na categoria leve foram utilizados carros, já na outra foram ônibus e caminhões.Todos os cenários foram planejados de acordo com um estudo de referências de acidentes reais.

“Nós temos uma comissão do evento, que possui um banco de imagens de referência, além disso, estudamos cada uma das ocorrências para que possamos reproduzir e preparar os alunos”, afirma o capitão Lazarin.

Evento destaque

O evento de 2021 é um dos maiores já realizados. Com origem na Alemanha, a atividade ocorreu pela segunda vez em Chapecó. Os organizadores destacaram que o espaço dedicado para as atividades e a organização do Corpo de Bombeiros Militar representam padrões a serem seguidos. 

“Os organizadores alemães elogiaram nosso formato de evento, por ser uma edição indoor. Nosso objetivo é que os participantes tenham conforto, para estimular o aprendizado. Além de ser dentro do pavilhão de eventos, em todas as oficinas os participantes assistem a parte teórica sentados, com hidratação e alimentação necessárias. Pensamos em todos os detalhes para que o aprendizado seja o primeiro lugar, além de ser uma boa experiência tanto para os participantes, quanto para os instrutores”, conta o capitão.

Parcerias

Muitas montadoras de veículos apoiam o evento, além da Receita Federal, que viabiliza as sucatas que serão cortadas durante o Rescue Days. Alguns veículos, inclusive, são novos, para que os bombeiros aprendam a técnica correta de extração das vítimas e corte, estimulando a troca de informações e o avanço na segurança.

Um exemplo disso é a BMW, montadora instalada em Santa Catarina, que pela segunda edição envia um veículo novo para que as equipes façam os cortes necessários e treinem o resgate. Nesta edição, a empresa alemã enviou um carro elétrico, que traz componentes diferentes de exemplares com diferentes  combustíveis. Esta foi a primeira vez que este modelo foi cortado no Brasil. 

“Essas parcerias são de extrema importância, primeiro pela viabilização do evento, uma vez que todos os participantes possuem a oportunidade de realizar as técnicas desde o início, depois porque conseguimos trocar informações importantes para as duas partes e ainda pelo descarte correto dos elementos, já que depois nós devolvemos as peças”, afirma.

Simulado

Para encerrar o evento, o último dia foi marcado por um simulado de ocorrência, com múltiplas vítimas, em que foram colocados à prova todos os conhecimentos adquiridos. A ocorrência desse simulado foi embasada em casos reais.

Informações adicionais à imprensa:
Melina Cauduro
Assessoria de Imprensa
Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina - CBMSC
48) 3665-8426 / (48) 98843-4427 / (48) 9 9938-9839
imprensa@cbm.sc.gov.br 

O governador em exercício, Mauro De Nadal, determinou neste sábado que a Defesa Civil estadual monitore as cidades do Extremo Oeste e Oeste atingidas por forte enxurrada e vendaval durante esta sexta-feira e madrugada e início da manhã de hoje, 6 de novembro.

De Nadal quer agilidade caso algum município necessite do suporte do Estado para atendimento de famílias atingidas ou auxílio para o restabelecimento de serviços públicos interrompidos. As cidades mais afetadas são Anchieta e Guaraciaba. Não há registro de vítimas, apenas prejuízos materiais.

“Nossa Defesa Civil, que é referência para o Brasil no atendimento ágil e eficiente aos municípios, está em alerta e de prontidão para atuar em conjunto com os municípios”, afirmou o governador.

O chefe da Defesa Civil, David Busarello, explicou que informações preliminares indicam que o registro de 100 milímetros de chuva no período de uma hora na região das cidades mais atingidas.

“Por determinação do governador Mauro De Nadal, a Defesa Civil está em alerta, acompanhando de perto todas essas intempéries e adversidades climáticas registradas ontem e hoje (sábado) em parte do Oeste em decorrência de um sistema de baixa pressão que está sobre a região”, explicou.

“Nossas equipes das coordenadorias regionais estão de prontidão e em contato permanente com os municípios”, completou Busarello.

Mais informações para a imprensa:
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Comunicação - Secom
Governo de Santa Catarina
Fone: (48) 3665-3029
E-mail: imprensa@secom.sc.gov.br
Site: www.sc.gov.br