Compartilhe


Foto: Mauricio Vieira / Secom

O governador Carlos Moisés anunciou na manhã desta sexta-feira, 20, a criação de um fundo com recursos que serão utilizados no combate ao novo coronavírus. O fundo receberá a transferência de R$ 58 milhões dos demais Poderes de Santa Catarina, sendo R$ 20 milhões da Assembleia Legislativa, R$ 20 milhões do Tribunal de Contas do Estado, R$ 10 milhões do Tribunal de Justiça e R$ 8 milhões do Ministério Público. Empresas também poderão fazer doações por meio de isenções fiscais. O fundo poderá receber ainda recursos de pessoas físicas.

>> Mais fotos da coletiva de imprensa

Carlos Moisés destacou que o Estado está se antecipando ao problema, já que precisará de recursos para reforçar as unidades de pronto-atendimento, ampliar o serviço de terapia intensiva e aplicar outras medidas para enfrentar a Covid-19. A verba será distribuída de acordo com as demandas de cada região de Santa Catarina.

>>>Tire aqui as suas dúvidas sobre o novo decreto

“Ainda não estamos em dificuldade financeira, mas temos convicção de que, com a alta demanda, nós precisaremos de recursos financeiros, equipamentos e espaço físicos para atender toda a população atingida de forma grave”, afirma o governador.

As doações e transferências também poderão ser feitas por pessoas físicas e jurídicas. No caso das empresas, há possibilidade de fazer o repasse na forma de isenção fiscal. Dessa forma, recursos que entrariam nos cofres públicos podem ser direcionados para o fundo de enfrentamento ao coronavírus.

>> Coronavírus em SC: Governo fecha divisas com PR e RS para veículos de transporte coletivo e proíbe a permanência de pessoas em praias e parques

Isenção na conta de água para tarifa social

Carlos Moisés também anunciou a suspensão do pagamento do serviço de distribuição de água por 60 dias para as pessoas que integram a lista de tarifa social. A isenção foi informada para a Agência Nacional de Águas e Casan. A ação é inicial e poderá ser reavaliada após os dois meses de implementação.

Aquisição de álcool em gel e kit para teste do vírus

O secretário de Estado da Saúde, Helton de Souza Zeferino, também esteve na coletiva e destacou que Santa Catarina deve receber por transporte aéreo nos próximos dias mais insumos do governo federal como álcool em gel e máscaras, complementando a compra feita recentemente pelo Estado. Além disso, salientou que há kits disponíveis para teste do coronavírus.

“Recebemos quase 500 kits na última remessa, então temos o necessário para os testes no momento. Apesar disso, estamos buscando a contratação de um novo laboratório para ampliar a oferta de exames à população, já que o contágio da doença reforça a necessidade de termos uma retaguarda disponível”, ressalta Helton de Souza Zeferino.

Cuidados para quem continua exposto à Covid-19

A médica infectologista Regina Valim participou da entrevista coletiva desta sexta-feira e orientou sobre os cuidados com o coronavírus. Para quem trabalha em serviços considerados essenciais, previstos em decreto publicado pelo governador na terça-feira, a especialista recomendou que a pessoa lave as mãos e troque de roupa assim que chegar em casa, separando as roupas que usa na residência e no trabalho.

“Quem puder, fique em casa, esse é um cuidado importante para a saúde. A China só conseguiu combater o coronavírus de forma eficiente quando as pessoas ficaram em casa, então a gente precisa usar esse modelo precocemente e adotar aqui”, ressalta Regina Valim.

Ações para conter a propagação do vírus

A melhor forma de frear o avanço do coronavírus é a prevenção:

  • Caso o paciente apresente os sintomas da doença, como febre, tosse, falta de ar, dores musculares e de cabeça, deve procurar atendimento em uma unidade básica de saúde. Não procure um hospital.  Lá os agentes de saúde farão o devido encaminhamento, se necessário, e darão as orientações em relação ao tratamento
  • Em caso de dúvidas sobre onde procurar ajuda, as pessoas devem ligar para o número 136, do Disque Saúde, disponibilizado pelo Ministério da Saúde
  • Somente serão transferidos para UPAs ou hospitais pacientes em estado mais grave. Os sintomas do coronavírus são semelhantes ao de gripe e a recomendação para quem não tiver o caso agravado é que fique em isolamento e monitoramento em casa
  • Idosos e pessoas com doenças crônicas evitem ir a eventos fechados e a locais com aglomeração
  •  Evite viajar se estiver com febre ou tosse
  • Evite contato com pessoas que estiverem visivelmente doentes, principalmente com sintomas respiratórios (tosse ou coriza)
  • Higienize as mãos frequentemente, seja com água e sabão ou álcool gel
  • Evite tocar os olhos, nariz e boca
  • Pratique a etiqueta da tosse: ao tossir e espirrar, cubra a boca com lenço descartável ou antebraço. Descarte o lenço imediatamente
  • Se você ficar doente durante uma viagem, procurar imediatamente a tripulação ou equipe médica de bordo
  •  Na viagem, evite a ingestão de alimentos de procedência duvidosa ou inadequadamente preparados
  • Evite o contato com animais silvestres ou animais doentes
  • Evite que crianças e adolescentes com menos de 14 anos mantenham contato prolongado com pessoas com mais de 65 anos
  • Evite a circulação em locais com grande aglomeração de pessoas, inclusive praias, lagos e lagoas

    Mais informações para a imprensa:
    Assessoria de Comunicação
    Secretaria de Estado da Comunicação - Secom
    Governo de Santa Catarina
    Fone: (48) 3665-3022
    Site: www.sc.gov.br