Compartilhe

 
Foto: James tavares/Arquivo/Secom

O ecossistema de inovação de Santa Catarina receberá um incremento de R$ 3,5 milhões da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc) neste fim de ano. São dois editais diferentes, um deles voltado aos Centros de Inovação e o outro às Instituições de Pesquisa Científica e Tecnológica (ICTs). As propostas devem ser submetidas no site www.fapesc.sc.gov.br até 8 de novembro deste ano para ambos. 

No caso dos Centros de Inovação, será destinado R$ 1,5 milhão com a finalidade de contribuir na implantação ou fortalecimento dos complexos que já estão em operação por meio de ajuda de custo para a realização de eventos. Cada proposta contemplada receberá até R$ 100 mil.

“Temos o compromisso de sermos reconhecidos como um Estado competitivo e inovador. As ações integradas da SDE (Secretaria de Desenvolvimento Econômico) juntamente com a força das vinculadas, como a Fapesc, que atua frente ao fomento da pesquisa e da inovação, são alicerce para o fortalecimento deste ecossistema empreendedor que já faz a diferença no desenvolvimento econômico de Santa Catarina”, destaca o secretário da SDE, Lucas Esmeraldino.

O diretor de Ciência, Tecnologia e Inovação da Fapesc, Amauri Bogo, completa que como fomentadora e incentivadora da política de inovação, a Fapesc tem em seu planejamento estratégico editais voltados para a área e que ajudam na consolidação do ecossistema.

Podem apresentar propostas os Centros de Inovação que integram o Programa do Governo do Estado de Santa Catarina, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDE), ou outros habitats de inovação vinculados aos Comitês de Implantação dos Centros de Inovação. 

“A ideia é fortalecer e consolidar o ecossistema nas regiões onde os centros ainda são incipientes e também promover ações que são típicas dos centros de inovação naqueles locais onde o ecossistema está mais desenvolvido”, enfatiza o gerente de Inovação e Tecnologia da Fapesc, Jefferson Fonseca.

Para ele, “o desenvolvimento de uma cultura do empreendedorismo e da inovação é fundamental, é o terreno fértil onde nasce e cresce um ecossistema diverso, forte e sustentável. A Fapesc quer injetar recursos, ânimo, atividades em toda Santa Catarina”.

Integração universidades com o setor produtivo

Já no caso do edital voltado às ICTs, são R$ 2 milhões para implantação e consolidação de Núcleos de Inovação Tecnológica (NITs). O objetivo é possibilitar a capacitação das equipes, atividades de pesquisa e macro ações que levem à realização, aprimoramento, desenvolvimento e difusão de boas práticas dos núcleos.

Com o edital, a Fapesc pretende ainda possibilitar atividades direcionadas ao processo de consolidação da cultura da inovação por meio da prospecção tecnológica, proteção intelectual, propriedade intelectual (PI), empreendedorismo, transferência de tecnologia e gestão dos ativos tecnológicos e do capital intelectual junto às ICTs para o desenvolvimento do ecossistema de inovação e pesquisa aplicada em Santa Catarina.

De acordo com o diretor Amauri Bogo, os NITs fazem o elo entre as instituições e as empresas gerando novos produtos que venham a contribuir com a sociedade: “O fortalecimento dos NITs é muito importante, pois são os agentes que ligam as universidades ao empreendedorismo ampliando a filosofia do pensar de inovação tecnológica”. 

Informações adicionais para imprensa:
Francieli Oliveira
Assessoria de Imprensa
Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de SC - Fapesc
E-mail: francieli@fapesc.sc.gov.br
Telefone: (48) 3665-4812 / 9.9927-4159
Site: www.fapesc.sc.gov.br