Compartilhe



Em Assembleia Geral do Pacto pela Inovação, realizadas nesta terça-feira, 10, entidades ligadas ao ecossistema de empreendedorismo inovação participaram do encontro online para a retomada do movimento que desde 2017 tem o propósito de fortalecer o desenvolvimento do setor em Santa Catarina. O secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável, Rogério Siqueira, foi eleito o novo coordenador do movimento que concentra 41 representantes pactuadas, 239 ações e R$139 milhões investidos. O vice reeleito é o superintendente do Sebrae, Carlos Henrique Fonseca e Guilherme Murara, o secretário.

Em seu discurso de agradecimento, o novo presidente do Pacto ratificou a importância de se construir um direcionamento estratégico com ações de curto e médio prazo. “A economia colaborativa e criativa tem feito a diferença em vários países pelo mundo. Precisamos ter um movimento forte, estratégico e integrado. E o Pacto pela Inovação, passa a ser um direcionador deste movimento que representa a união com as entidades do setor, e que faz toda a diferença no fortalecimento do ecossistema, impulsionando o desenvolvimento tecnológico e a conexão da inovação em Santa Catarina”, avalia Siqueira.

O vice Carlos Henrique da Fonseca também pontuou os próximos passos. “Acho fundamental esta integração entre o Governo do Estado e as entidades. Nosso desafio a partir de agora é formar um organismo vivo dentro do ecossistema de inovação e para isto, os Centros de Inovação têm papel fundamental”, disse.

Ainda na composição da nova diretoria foram escolhidos, Rafael Meyer, atual diretor de Ciência e Tecnologia e Inovações da SDE, como coordenador do GT3, que tem o objetivo de garantir as condições estruturais que o ecossistema precisa para se desenvolver, o que inclui desde infraestrutura, desburocratização dos processos até o desenvolvimento de instituições de apoio ao empreendedorismo.

O presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc), vinculada da SDE, Fábio Zabot Holthausen, fez um breve resumo dos últimos incentivos ao ecossistema de CTI como um edital dedicado para incubadoras de empresas e já adiantou novidades. “Estamos desenhando uma nova chamada para o apoio aos Centros de Inovação. Agora, para operação. Precisamos todas essas entidades e destes atores do ecossistema para que haja uma interlocução na direção de um mesmo caminho”, contou.

Eduardo Máximo, do Movimento Excelência SC, atuará como vice-coordenador do GT3 e Felipe Gondin, diretor de Inovações na ADVB, como vice-coordenador do GT4 que tem o desafio de conectar toda a Rede Catarinense de Inovação com as instituições vinculadas ao Pacto.

Para o coordenador-geral do Pacto pela Inovação, o movimento pode e deve ser fortalecido por políticas de Estado. “Com um direcionamento e alinhamento das ações de Governo, queremos dar continuidade a este legado, sendo fundamental fortalecer e agregar, cada vez mais, entes que contribuam com o desenvolvimento do ecossistema”, concluiu Siqueira.

O Pacto

O movimento iniciado por diversas entidades, que promovem a ciência, tecnologia, inovação, empreendedorismo e a educação, tem o propósito de desenvolver uma forte cultura de inovação e empreendedorismo em Santa Catarina, que já é referência estadual. Para isto, projeta um ecossistema altamente conectado trabalhando em rede, colaborando e compartilhando ativos e multiplicando a abertura de novos negócios inovadores e de alto potencial de crescimento no Estado.

Mais informações para a imprensa:
Mônica Foltran
Assessoria de Comunicação
Secretaria do Desenvolvimento Econômico Sustentável - SDE
Fone: (48) 3665-2261 / 99696-1366
E-mail: jornalistamonicafoltran@gmail.com
Site: www.sde.sc.gov.br