Compartilhe

Descrição do áudio:  


Durante a estação mais quente e uma das mais chuvosas do ano, aumenta o número de acidentes com animais peçonhentos, tanto em áreas urbanas quanto rurais. Dos 8.678 incidentes desse tipo registrados em Santa Catarina em 2019, cerca de 6 mil foram com aranhas, 915 com abelhas e 637 com serpentes. Além disso, foram 58,7 mil lesões por água-viva no estado./


Nas regiões onde há enchentes o potencial de acidentes é ainda maior, pois os animais são obrigados a deixar o habitat e muitas vezes buscam abrigo dentro das casas. Alexandra Pereira, médica veterinária da Diretoria de Vigilância Epidemiológica do Estado, dá algumas dicas para evitar o contato com os animais peçonhentos/

SONORA

No caso de picadas ou mordeduras, a vítima deve procurar o serviço médico já nas primeiras horas após a ocorrência. A referência para atendimento desse tipo de acidente no estado é o Centro de Informação e Assistência Toxicológica de Santa Catarina, que funciona 24 horas pelo telefone 0800 643 5252./

Em caso de acidente, manter a vítima calma e deitada, tentar manter a área afetada no mesmo nível ou abaixo do coração. Outras orientações estão disponíveis no site dive.sc.gov.br//

 

Duração: 2 Min 02 Seg
Apresentação: Fabiana de Liz
Técnica: Fabiana de Liz
Produção: Serviço de Rádio da Secretaria Executiva de Comunicação
Contato: (48) 3665-3051 
E-mail: radiosecom@gmail.com