Encontre serviços oferecidos pelo Governo de SC

Reunimos neste site tudo o que o Governo pode fazer por você

Notícias em destaque

Vídeos

Vigas de metal retiradas da Hercílio Luz serão usadas na construção de outras pontes

Oportunidades

Próximos eventos

A exposição “Matéria de Memória”, do fotógrafo Cláudio Brandão, que integra a programação do 6º Floripa na Foto – Festival de Fotografia, estará em cartaz no Museu Histórico de Santa Catarina (MHSC) entre esta sexta-feira, 8 de fevereiro, e o dia 31 de março. As imagens, produzidas em 2009 e 2015, mostram dois ensaios realizados no prédio da Fábrica de Bordados Hoepcke desativada em 1979.

O primeiro ensaio está ligado à moda, em uma parceria entre o curso de Moda da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) e a empresa. Em um segundo momento, em 2015, Brandão criou imagens a partir do prédio e do maquinário, poucos dias antes da retirada das máquinas para preparar o imóvel para a construção de um edifício residencial.

O trabalho do fotógrafo vai além do testemunho dos últimos momentos dessa parte da planta industrial da capital catarinense. Para Cláudio Brandão, as fotografias desta exposição integram a memória de uma Florianópolis onde ele passou boa parte da sua infância, entre o som das máquinas, das bordadeiras e da Hasselblad.

A fábrica de bordados, a de gelo e a de pregos faziam parte do caminho diário do fotógrafo.  As fotos evidenciam a paixão do fotógrafo pela História, revelando algo poético na realidade áspera das engrenagens entrelaçadas com a presença mágica de uma sombra rendada. As imagens escolhidas para esta exposição apresentam uma reflexão sobre a trajetória da cidade e do fotógrafo, relembrando o som do maquinário que marcou a Florianópolis da década de 1970.

SERVIÇO:

Exposição “Matéria de Memória”
Visitação: de 08 de fevereiro a 31 de março, de terça a sexta-feira: das 10h às 18h. 
Sábados, domingos e feriados: das 10h às 16h.
Local: Museu Histórico de Santa Catarina – MHSC - Palácio Cruz e Sousa - Praça XV de Novembro, 227 - Centro, Florianópolis.
Conversa com o autor: dia 22/03 às 19h.

INGRESSOS:

Inteira: R$ 5. Meia-entrada, mediante comprovação, para estudantes; menores de 18 anos; doadores de sangue registrados em hemocentros de Santa Catarina; professores exercendo docência nos níveis infantil, fundamental e médio: R$ 2. Entrada gratuita, mediante comprovação, para professores acompanhando a turma; crianças com idade inferior a 5 anos; pessoas com deficiência; maiores de 60 anos; guias turísticos. Aos domingos, a entrada é gratuita para todos.

Informações adicionais à imprensa:
Fundação Catarinense de Cultura (FCC)
Assessoria de Comunicação
Fone: (48) 3664-2571 / 3664-2572 
Email: imprensa@fcc.sc.gov.br
Site: www.cultura.sc.gov.br
Facebook: www.facebook.com/FundacaoCatarinensedeCultura
Twitter: www.twitter.com/fccoficial

Foto: James Tavares/Secom

Ao mesmo tempo em que acerta os últimos detalhes para o início do ano letivo, marcado para a próxima segunda-feira, 11, a Secretaria de Estado da Educação (SED) trabalha em outras frentes para elevar a qualidade e ensino em Santa Catarina. As novidades foram comunicadas pelo secretário, Natalino Uggioni, em entrevista coletiva na tarde desta quinta-feira, 7, em Florianópolis. Os anúncios foram transmitidos ao vivo pelas redes sociais do Governo do Estado.

CONFIRA A TRANSMISSÃO AO VIVO NA ÍNTEGRA

“Já iniciamos as tratativas com a Fecam e a Undime (entidades que representam os municípios catarinenses e os dirigentes municipais de educação, respectivamente) para desenvolver um índice de avaliação catarinense. Os índices que usamos hoje são nacionais e a gente quer desenvolver uma avaliação própria”, detalhou Uggioni.

Segundo ele, o objetivo é melhorar o monitoramento da realidade da educação em Santa Catarina, para agilizar a tomada de decisões e as ações necessárias. Um grupo de trabalho foi formado para desenvolver a metodologia, com planos de utilizá-la em caráter experimental ainda neste ano.

“Imagine se tivermos um painel de indicadores em cada escola. Poderemos ver os resultados das iniciativas que dão certo, copiar as boas práticas e subir a régua do nível da educação. Excelência é isso”, afirmou o secretário.

Participação da comunidade escolar

Santa Catarina dispõe de 1.073 escolas da rede estadual. O secretário frisou que a participação de toda a comunidade é importante para o desenvolvimento da educação. Todos os atores envolvidos, como profissionais, alunos e pais, correspondem a 20% da população catarinense, de acordo com Uggioni.

“Imagina a revolução que conseguiremos fazer se todo esse percentual estiver bem preparado”, considerou. “Os nossos indicadores não vão tão mal quando comparados a outros estados, mas temos que medir de acordo com os melhores do mundo, como Finlândia, Hong Kong e Cingapura”.

Inovações tecnológicas

O secretário também lembrou que há inovações tecnológicas em andamento, como a aquisição de lousas digitais, sistemas online para a realização de matrículas e para que professores e estudantes possam acompanhar os resultados do dia a dia na escola. “Quanto mais essas informações estiverem ao alcance das mãos, mais vamos aproximar a escola do que os alunos, a sociedade e o mundo esperam, que é um ambiente mais conectado”, disse.

A SED planeja criar e fortalecer parcerias com entidades como Instituto Ayrton Senna, Sesi, Senai e Sebrae para aumentar a oferta de ensino técnico e atividades no contraturno escolar, de modo que os alunos saiam do ensino médio mais bem capacitados para o mercado de trabalho. A ideia é ampliar o número de escolas que ofertam um segundo idioma. 

“Já conversamos com Embaixada da Espanha e com Consulado Italiano. Nosso desejo é que em 2019 já tenhamos alguns projetos-piloto ampliados nesse sentido”, projetou Uggioni.

 

Escolas não iniciam aula dia 11 de fevereiro

RIO FORTUNA: início das aulas dia 12, juntamente com o município devido ao transporte escolar.

EEB Nossa Senhora de Fátima

IMARUÍ - devido ao transporte escolar (em licitação)

EEB Prof Luiz Felix Barreto
EEB Prof Eulina Heleodoro Barreto

JOSÉ BOITEUX - devido ao transporte escolar (em licitação)

EIEF Vanhecu Patte
EIEF Luzia Meiring Nunc Nfoonro
EIEB Laklano

SÃO JOSÉ

EEB Nossa Senhora da Conceição - Roçado (devido ao vendaval da sexta-feira, 1)
Início das aulas dia 18/02

Informações adicionais para a imprensa
Renan Medeiros
Assessoria de Imprensa
Secretaria Executiva de Comunicação - SECom
E-mail: renan@secom.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-3058 / (48) 99605-9196
Site: www.sc.gov.br 
www.facebook.com/governosc e @GovSC

Foto: Ana Ceron/Secretaria da Agricultura e da Pesca

O Conselho de Administração da Epagri aprovou, na manhã desta quinta-feira, 7, o nome da extensionista Edilene Steinwandter para a presidência da Empresa. Também foram avaliados e aprovados os nomes de Humberto Bicca Neto, Vagner Miranda Portes e Giovani Teixeira, que, juntamente com Edilene, passam a compor a nova diretoria executiva. A reunião aconteceu na sede da Epagri, em Florianópolis.

“Tenho clareza do tamanho o desafio que assumo”, resumiu Edilene aos conselheiros, ao mesmo tempo em que se disse confiante para ocupar o cargo. “A Epagri é uma empresa moderna, com foco e diretrizes”, descreveu a presidente, enumerando esses como alguns dos motivos que a fazem crer no sucesso da gestão de sua diretoria.

Edilene é funcionária da Epagri desde 2002, quando iniciou na função de extensionista rural no município de Ponte Serrada. Na empresa, ocupou os cargos de gerente regional de Xanxerê e gerente estadual de extensão rural, onde permaneceu até assumir a presidência. Ela é engenheira-agrônoma, com mestrado em zootecnia.

Os três nomes que vão compor a nova diretoria foram indicados por Edilene. “Estes profissionais têm suas histórias de trabalho na Epagri pautadas pela retidão, competência, liderança, ética e admiração dos colegas” declarou a presidente ao justificar as indicações, lembrando que elas foram pautadas por critérios estritamente técnicos.

Humberto Bicca, que assumiu a diretoria da extensão, ocupava até então a gerência da Estação Experimental da Epagri em Campos Novos. É engenheiro-agrônomo e extensionista da Epagri desde 2008. Na nomeação, manifestou intenção de fortalecer o entrosamento entre as áreas de pesquisa e extensão. “Vamos priorizar as demandas regionalizadas de cada cadeia produtiva, sempre seguindo o estabelecido no planejamento estratégico da Empresa”, descreveu.

O novo diretor de pesquisa, Vagner Portes, é médico-veterinário, doutor em biotecnologia e biociências. Pesquisador do Centro de Pesquisa para Agricultura Familiar (Epagri/Cepaf), atuava até então como coordenador do Laboratório de Biotecnologia em Sanidade Animal da unidade, inaugurado em junho de 2018. “A nossa Empresa cresceu muito nos últimos anos e nosso desafio é dar continuidade a esse processo”, declarou.

Giovani Canola foi mantido no cargo de diretor administrativo financeiro da empresa, que já ocupava na antiga gestão. É engenheiro-agrônomo, com especialização em gestão pública avançada. Na posse ele destacou a grandeza da estrutura da empresa e como é importante que tudo esteja funcionando de forma adequada para dar suporte ao trabalho de pesquisadores e extensionistas.

O Conselho da Administração da Epagri é presidido pelo Secretário de Estado da Agricultura e da Pesca, Ricardo de Gouvêa. Ele lembrou ao novo corpo gestor a necessidade de dar sequência aos trabalhos com austeridade nos gastos, mas destacou que essa diretriz do atual governo não vai interferir no bom trabalho que a Epagri realiza ao longo de seus 27 anos de história.

Os três novos diretores se unem a Ivan Luiz Zilli Bacic, diretor institucional da Epagri, cargo para o qual foi eleito pelos funcionários em pleito realizado em 2018.

Informações para a imprensa
Gisele Dias, jornalista: (48) 99989-2992 / 3665-5147
Cinthia Freitas, jornalista: (48) 3665-5344
Isabela Schwengber, jornalista: (48) 3665-5407

Foto: Julio Cavalheiro/Secom

Os Coronéis BM Edupércio Pratts e Charles Vieira assumiram, na manhã desta quinta-feira, 07, o Comando-Geral do Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina (CBMSC), em Florianópolis. A solenidade, que contou com a presença do governador Carlos Moisés e da vice Daniela Reinehr, também foi marcada pela posse dos coronéis BM Daniel Fernandes, como chefe do Estado-Maior Geral, e Júlio César da Silva, como corregedor-geral.

O governador aproveitou a oportunidade para fazer dois anúncios de interesse da corporação: “Viemos prestigiar a passagem de comando e  anunciar que prorrogamos o concurso para que os excedentes da corporação possam ser contemplados em um futuro ingresso, assim que o limite de prudencial permitir. Também para comunicar a possibilidade de contratação de bombeiros comunitários para reforçar o efetivo operacional e levar mais segurança e prevenção à população catarinense”.

Os novos comandantes já estabeleceram foco em quatro pontos principais de atuação. A curto prazo, como reforço nas ações da Operação Veraneio, o objetivo é atrair parcerias público-privadas para a instituição, desenvolvimento dos projetos sociais, além de ações alinhadas com o Governo, como a contratação de efetivo para a corporação e a digitalização de processos. 

“Além da reposição de efetivo e utilização dos bombeiros comunitários nos quartéis do interior, temos vários desafios em 2019, como agregar tecnologias, principalmente em atividades técnicas, facilitando e agilizando os processos para que tudo seja mais rápido e para potencializar o atendimento a todos os catarinenses. Como integrante do Corpo de Bombeiros há 30 anos, é uma satisfação estar nesse posto”, disse Pratts.

O subcomandante-geral, Coronel BM Charles Vieira, terá a missão de atuar diretamente com a parte operacional e terá desafios para 2019. Sobre o que pode melhorar em relação a eficiência dos bombeiros, o coronel declarou que a instituição já é bem reconhecida no estado e no Brasi, mas que sempre há desafios. 

“Sempre temos coisas pra fazer que pode melhorar e levar um serviço de mais qualidade para sociedade. Temos que aumentar o nosso efetivo, isso vai potencializar mais o serviço lá na frente. Realizar cursos de diversas atividades. Na área da força-tarefa, que estava em Brumadinho, pensamos em fazer um curso único para que cada vez mais tenhamos pessoas prontas para essas missões”, declarou.

A solenidade também marcou a despedida do Coronel BM João Valério Borges, que não só deixou o Comando-Geral da instituição, como também passou para a reserva da corporação.

“Me sinto feliz por ter chegado ao final da minha carreira no cargo de comandante-Geral da corporação. Acredito que tenha sido um ano desafiador, o qual conseguimos conquistas importantes para a corporação. Saio com a consciência de dever cumprido e feliz por ter colaborado com a minha instituição. A troca de comando é algo importante, traz novas ideias, mudanças e alterações que fazem a corporação crescer ainda mais".

Sobre o comandante-Geral:

O coronel BM Edupércio Pratts é graduado em Direito pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), pós graduado em Administração de Segurança Pública e Gestão de Serviços de Bombeiros pela Universidade do Sul de Santa Catarina (Unisul).

Ingressou na carreira Militar no Estado de Santa Catarina no ano de 1984, passando pelo curso de formação de Oficiais, além do curso de Especialização de Bombeiro para Oficiais. No CBMSC atua como piloto do Batalhão de Operações Aéreas (BOA), foi diretor de Ensino, comandante da 1ª Região, chefe do Estado Maior Geral,  chefe do Controle Interno.

Sobre o subcomandante-Geral:

O Coronel BM Charles Alexandre Vieira é bacharel em Administração de Recursos Humanos, pela Faculdade Borges de Mendonça, pós graduado em Administração de Segurança Pública pela Unisul, além de especialista em Administração Pública pela Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc). 

Ingressou na carreira militar no Estado de Santa Catarina em 1990, passando pelo curso de formação de Oficiais. Na instituição foi diretor de Ensino, comandante do Batalhão de Itajaí, comandante de Pelotão em Orleans e São Bento do Sul, comandante da 3ª CIA de Bombeiros Militar em Florianópolis, subcomandante do 1º BBM em Florianópolis, chefe da divisão de Engenharia Contra Incêndio e Pânico, da Diretoria de Atividades Técnicas, comandante da Academia de Bombeiros Militar, além de comandante do Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças. Atuou ainda como Ajudante de Ordens do Secretário de Segurança Pública.

Informações para Imprensa:
Texto: Melina Cauduro – Assessoria de Comunicação da SSP
Tenente BM Ian Triska
Centro de Comunicação Social do CBMSC
(48) 98843-4427

Foto: James Tavares/Secom

Proprietários de veículos com placas que terminam em 2, que optarem por pagar o IPVA em três vezes sem juros, devem quitar a primeira parcela até a próxima segunda-feira, 11 de fevereiro. As demais parcelas têm vencimento no dia 10 dos meses seguintes, neste caso, março e abril. O prazo para pagamento do imposto em cota única é 28 de fevereiro. Os contribuintes com veículos de placas final 1 podem pagar a segunda parcela do imposto também no dia 11.

Em 2019, os catarinenses estão pagando, em média, 3,2% a menos de IPVA do que no ano passado. O índice representa a desvalorização dos veículos em relação a 2018 de acordo com a tabela Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas), utilizada pela Secretaria de Estado da Fazenda (SEF/SC) como base de cálculo. Em Santa Catarina, o tributo varia entre 1% e 2% do valor venal do veículo.

Para pagar o IPVA 2019, clique aqui.

A quitação do imposto é um dos requisitos para licenciar o veículo. O não pagamento também implica em Notificação Fiscal, com multa de 50% do valor devido, mais juros SELIC ao mês ou fração. Para saber qual o valor do IPVA do seu carro, acesse a tabela disponível aqui.

Tributação
Dos 5 milhões de veículos em circulação no Estado, 3,3 milhões são tributados. Os demais têm isenção e/ou imunidade (veículos antigos, táxis e portadores de deficiência). Motocicletas até 200CC estão isentas, condicionada a que não lhe tenha sido aplicada penalidade por infração de trânsito, no ano anterior, no caso 2018.

-> IPVA mais caro é do automóvel I/LAMBORGHINI AVENT S (ano de fabricação 2018): R$ 77.440,68

IPVA em Santa Catarina - Alíquotas vigentes
2% para veículos de passeio, utilitários e motor-casa, nacionais ou estrangeiros;
1% para veículos de duas ou três rodas e os de transporte de carga ou passageiros (coletivos), nacionais ou estrangeiros;
1% para veículos destinados à locação, de propriedade de locadoras de veículos ou por elas arrendados mediante contrato de arrendamento mercantil.

Alíquotas de IPVA nos Estados vizinhos
Rio Grande do Sul: 3% 
Paraná: 3,5%, 
São Paulo: 4%

CALENDÁRIO DE PAGAMENTO

FINAL DE PLACA

COTA ÚNICA

PARCELAMENTO-COTAS

     1ª

     2ª

    3ª

1

último dia do mês de janeiro

10.01

10.02

10.03

2

último dia do mês de fevereiro

10.02

10.03

10.04

3

último dia do mês de março

10.03

10.04

10.05

4

último dia do mês de abril

10.04

10.05

10.06

5

último dia do mês de maio

10.05

10.06

10.07

6

último dia do mês de junho

10.06

10.07

10.08

7

último dia do mês de julho

10.07

10.08

10.09

8

último dia do mês de agosto

10.08

10.09

10.10

9

último dia do mês de setembro

10.09

10.10

10.11

0

último dia do mês de outubro

10.10

10.11

10.12

Informações adicionais para imprensa
Assessoria de Imprensa da Secretaria de Estado da Fazenda
Michelle Nunes
jornalistaminunes@gmail.com (48) 3665-2575 / (48) 99929-4998

Sarah Goulart
sgoulart@sef.sc.gov.br (48) 3665-2504 / (48) 99992-2089

Página 188 de 563

Conecte-se