Encontre serviços oferecidos pelo Governo de SC

Reunimos neste site tudo o que o Governo pode fazer por você

Notícias em destaque

Vídeos

Os principais aspectos da Reforma Administrativa

Os principais aspectos da Reforma Administrativa

O governador Carlos Moisés comenta os principais pontos da Reforma Administrativa, pensada em três eixos: redução de gastos públicos, reorganização da estrutura e qualificação do serviço prestado. A proposta do Projeto de Lei Complementar, já encaminhado à Assembleia Legislativa, vai gerar uma economia de até R$ 124,3 milhões aos cofres públicos nos próximos 12 meses – ou seja, de cerca de R$ 500 milhões em quatro anos 

Oportunidades

Próximos eventos

 Foto: Saul Oliveira/ Ascom Sol

A Santur assumirá de forma temporária a gestão dos centros de eventos de Balneário Camboriú e Canasvieiras, enquanto o Governo de Santa Catarina trabalha na finalização dos estudos de concessão à iniciativa privada. A entidade formará uma equipe técnica para gerenciar a captação e o agendamento de eventos nas estruturas. 

A previsão é que a contratação dos profissionais seja feita no início de maio e que, a partir de junho, seja iniciada a captação de eventos e agendamento para  realização a partir de junho de 2020. No caso de Balneário Camboriú, que se encontra em obras de acabamento (instalação de divisórias, elevador e climatização), a equipe fará contato com as empresas que já demonstraram interesse em realizar eventos para alinhamento.

"É uma solução que atende aos anseios de todo o trade de turismo, tanto de Balneário quanto de Florianópolis, para darmos uma destinação adequada a ambos os equipamentos", afirma a presidente da Santur, Flavia Didomenico.

 Foto: Jaqueline Noceti / Arquivo/ Secom

Futura concessão

Finalizado em 2018, o estudo mostrou que a concessão à iniciativa privada é a alternativa mais viável. No entanto, estão sendo revisadas premissas de mercado apresentadas nesse documento, diante do atual cenário político e econômico, visto que elas interferem nos valores finais de outorga.

"Temos ciência de que esses equipamentos trarão um inegável impacto econômico ao nosso Estado e trabalhando em parceria com os municípios e com o trade, faremos uma gestão técnica e especializada", afirma a presidente.

Informações adicionais para a imprensa:
Ana Paula Flores
Assessoria de Imprensa Santur
Santa Catarina Turismo S.A - Santur
E-mail: imprensa@santur.sc.gov.br
Fone: (48) 3212-6311 / (48) 98844-1240
Site: www.turismo.sc.gov.br

 Foto: Arnaldo Conceição/Cidasc

Santa Catarina ampliou em 65% o faturamento das exportações de soja no primeiro trimestre deste ano em comparação com o mesmo período de 2018. O grão e seus derivados estão entre os principais produtos da pauta catarinense de exportações, com 396,3 mil toneladas embarcadas em 2019 e um faturamento que passa de US$ 147,5 milhões. As informações estão disponíveis no Boletim Agropecuário, publicado pelo Centro de Socioeconomia e Planejamento Agrícola da Epagri.

Em comparação com o mesmo período de 2018, o primeiro trimestre deste ano também teve uma alta de 49% no volume embarcado. Os principais destinos foram: China (80,3%), Vietnã (14%) e Rússia (5,2%). É importante lembrar que nem toda soja exportada por Santa Catarina é produzida no estado, parte desse total tem origem em outras regiões e é embarcada nos portos catarinenses.

“Os produtores catarinenses vêm investindo mais na produção de soja, vislumbrando principalmente o mercado internacional. É uma cultura que se mostrou altamente rentável e que tem crescido ao longo dos últimos anos. Mais um produto do agronegócio na pauta de exportações de Santa Catarina, trazendo mais riquezas para o nosso estado”, ressalta o secretário da Agricultura e da Pesca, Ricardo de Gouvêa.

O analista do Epagri/Cepa, Haroldo Tavares Elias, explica que, dos itens que compõe o complexo soja, a soja em grão responde por mais de 98% do volume exportado, sendo o óleo de soja o segundo item, com 4,9 mil toneladas. Farinha e torta de soja completam o grupo, com volumes menores.

No mês passado, Santa Catarina exportou 161,5 mil toneladas do complexo soja, um aumento de 69% em relação a março de 2018. O faturamento foi de US$ 60,4 milhões.

Safra catarinense de soja 2018/19

Em Santa Catarina, há 669 mil hectares cultivados e uma produção estimada em 2,42 milhões de toneladas. Mesmo com diminuição da área, a produção total deverá ser maior do que na safra anterior. Isso é explicado pelo aumento na produtividade. Algumas regiões do estado têm alcançado 5 toneladas por hectare de produtividade - em Campos Novos, por exemplo, a média é de 4,2 toneladas por hectare, produtividade bem acima da média estadual, que é 3,6 toneladas por hectare, e da nacional, que é de 3,2 toneladas/hectare.

As maiores regiões produtoras são Xanxerê, Canoinhas e Curitibanos, incluindo Campos Novos, que somam 384 mil hectares plantados, respondendo por mais de 57% da área cultivada do estado.

Informações adicionais à imprensa:
Ana Ceron
Assessoria de Imprensa
Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca
imprensa@agricultura.sc.gov.br
Fone: (48)-3664-4417/(48) 98843-4996
Site: www.agricultura.sc.gov.br
www.facebook.com/AgriculturaePescaSC/

Doações de múltiplos órgãos crescem quase 20% no primeiro trimestre Foto: Paulo Goeth/ Saúde

A SC Transplantes vive um início de ano histórico. Apenas nos três primeiros meses de 2019 foram 72 doações de múltiplos órgãos, um crescimento de quase 20% em relação ao mesmo período do ano passado. Foram 21 doações em janeiro, 24 em fevereiro e outras 27 em março. No ano passado, o primeiro trimestre contabilizou 59 doações.

"Há um verdadeiro exército em prol da doação de órgãos que a gente conta. O Estado já é o primeiro no ranking nacional. Queremos garantir isso cada vez mais. Com mais doadores e com mais esperança", diz o secretário da Saúde, Helton Zeferino. 

Além do crescimento significativo, a SC Transplantes, estrutura vinculada à Secretaria de Estado da Saúde, registrou dois recordes em 2019: teve o melhor desempenho em um mês de fevereiro e o maior número de doações em um único dia. Historicamente, fevereiro tem baixos índices de doações e, até então, os números mais expressivos foram registrados em 2016 e 2017, com 20 ocorrências cada.

Coordenador estadual da SC Transplantes, Joel de Andrade destaca que o número de doações pode ser ainda maior daqui para frente. “Os números dos últimos meses mostram que podemos superar nossas marcas históricas. Os indicadores têm evoluído mês a mês, o que é salutar para atender a necessidade da população de Santa Catarina”, conta. Joel também faz questão de lembrar aqueles que tornaram possível a obtenção dos números positivos: “Agradecemos a solidariedade das famílias catarinenses”.

Doações de múltiplos órgãos crescem quase 20% no primeiro trimestre em SC Foto: Maurício Vieira/ Secom

Transplantes

Em relação aos transplantes, o crescimento também foi significativo: passou de 235 entre janeiro e março do ano passado para 291 realizados até aqui em 2019. O transplante de córneas foi realizado 117 vezes, enquanto o de rim ocorreu em outras 58 oportunidades.

A doação de órgãos em Santa Catarina tem registrado resultados expressivos. O número de doadores cresceu desde 2005, com um incremento de 50% na taxa de doadores efetivos nos últimos seis anos. A taxa de doações efetivadas (cálculo entre notificações realizadas e doações concretizadas) em 2019 é de 46%. Em 16 casos notificados houve contra-indicação clínica, e em outros 29 ocorreu a recusa por parte de familiares.

A destinação do helicóptero de uso exclusivo do governador para o transporte de órgãos e tecidos também foi uma boa notícia para a SC Transplantes em 2019. A ação foi fruto de um convênio assinado pelo governador Carlos Moisés no dia 6 de fevereiro. No primeiro trimestre, o helicóptero foi utilizado em seis oportunidades, transportando órgãos para pacientes que aguardavam na fila e necessitavam de agilidade.

Mais informações para a imprensa:
Fabrício Escandiuzzi
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Saúde - SES
Fone: (48) 3664-8820 / 99913-0316
E-mail: imprensa@saude.sc.gov.br
Site: portalses.saude.sc.gov.br

 

Até 25 de maio, o Museu da Escola Catarinense (Mesc), da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), recebe a mostra "Atomic Shadows", dos artistas gráficos Marcos Ramos e Olavo Kucker, com montagens artísticas de registros fotográficos da vida em centros urbanos.

Gratuita e aberta ao público, a exposição reúne imagens tratadas graficamente por Ramos e Kucker.  Duas das obras expostas contaram com intervenções da artista Juliana Hoffmann. Para os autores do projeto, as fotografias revelam como a estrutura atual de sobrevivência coletiva é insustentável e nociva à qualidade de vida da população.

De acordo com a coordenadora do Mesc, Sandra Makowiecky, além de mostrar o cotidiano urbano e a natureza escondida nas avenidas, no asfalto e no concreto, as imagens revelam um resultado perturbador. "As obras mostram o relacionamento das pessoas com as cidades e provocam uma reflexão acerca da vida atual que levamos nos grandes centros urbanos", afirma Sandra. 

Criado em 1992, o Mesc está situado, desde 2007, no antigo prédio que abrigou a Escola Normal Catharinense, o Instituto Estadual de Educação e o Centro de Ciências Humanas e da Educação (Faed), no Centro de Florianópolis.

comunicacao@udesc.brTelefones: (48) 3664-7935/8010


Foto: Elisabety Borghelotti / GVG

A vice-governadora Daniela Reinehr participou nesta segunda-feira, 22, em Joaçaba, de um encontro com lideranças empresariais e prefeitos da região da Associação dos Municípios do Meio-Oeste Catarinense (AMMOC). Ao conversar e ouvir as demandas da região, Daniela disse que é fundamental fortalecer o relacionamento com os municípios.

“Reuniões como essa de hoje são importantes para estreitarmos os laços entre Estado e municípios. Tratamos das necessidades de infraestrutura, saúde e ações de incentivo para o desenvolvimento de toda região. Nos unindo e somando forças vamos ter uma Santa Catarina ainda melhor para se viver”.

Dentre as reivindicações apresentadas pelos prefeitos, a principal é a infraestrutura: melhorias nas estradas. A vice-governadora ressaltou que Santa Catarina deve desenvolver todo seu potencial produtivo e as melhorias na infraestrutura influenciam o progresso e o andamento de todos os outros setores. Explicou que sabe da importância da recuperação das estradas e afirmou que o Governo do Estado está fazendo todos os esforços para que as situações sejam resolvidas o mais breve possível.

Daniela salientou que o Governo do Estado fechou uma parceria com as associações de municípios catarinenses para agilizar e reduzir custos com recuperação e manutenção de rodovias, por meio da criação de consórcios intermunicipais para implantação de usinas de asfalto em todas as regiões. Nos próximos dias em um novo encontro o Governo do Estado vai apresentar mais detalhes de como deve funcionar os consórcios. “É uma parceria que temos a certeza que vai dar certo”, finalizou.

O prefeito de Ibicaré e presidente da Ammoc, Gianfranco Volpato, afirmou que a aproximação com o Governo do Estado vai auxiliar os municípios a atingir bons resultados. Estavam presentes no encontro, realizado na Associação Comercial e Industrial do Oeste Catarinense, os prefeitos de Joaçaba, Luzerna, Ibicaré, Erval Velho, Lacerdópolis, Capinzal, Ouro e Vargem Bonita.

Informações adicionais para a imprensa:
Assessoria do Gabinete da Vice-Governadora
Elisabety Borghelotti
Fone: (48) 3665-2281 | (48) 98843-5460
E-mail: comunicacao@gvg.sc.gov.br

Página 2 de 431

Conecte-se