Encontre serviços oferecidos pelo Governo de SC

Reunimos neste site tudo o que o Governo pode fazer por você

Notícias em destaque

Vídeos

A homenagem do Governo do Estado a todas as mulheres

A homenagem do Governo do Estado a todas as mulheres

A força, a esperança, a persistência e a superação. Atributos importantes no trabalho, nos estudos e na vida familiar são destacados na mensagem em vídeo divulgada nas redes sociais e compartilhado em grupos de WhatsApp. Foi a maneira que o Governo de Santa Catarina encontrou para homenagear as mais de 3,6 milhões de mulheres catarinenses

 

Oportunidades

Próximos eventos

 

A articulação entre empresários, representantes do poder público e instituições de ensino vai garantir a Videira, no meio-oeste catarinense, um novo Centro de Inovação do município. O projeto tem apoio da equipe técnica da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDS) e será baseado no modelo e nas diretrizes do Governo de Santa Catarina.

Parte do Terminal Rodoviário da cidade foi adaptado para abrigar o novo Centro de Inovação, que irá receber startups e empresas de tecnologia da região. O investimento teve um custo aproximado de R$ 800 mil, entre mobiliário e algumas adequações estruturais. A reforma não gerou despesas para o Governo de Santa Catarina. 

Embora tenha cerca de 50 mil habitantes, Videira é a 23ª maior economia do Estado e tem um dos melhores índices de desenvolvimento humano catarinense, além de ser berço da vitivinicultura e de empresas como a Perdigão (hoje, BRF S.A), uma das maiores companhias de alimento do mundo. Colonizada por alemães e italianos, o município, que completou 75 anos de história neste mês de março, tem o empreendedorismo e a inovação no DNA da população.

A ideia de construir um Centro de Inovação surgiu há um ano, a partir do interesse do município em fazer parte do projeto macro que engloba a integração e convergência dos Centros de Inovação no Estado. Percebendo a indisponibilidade financeira do Governo em arcar com mais estruturas não previstas no orçamento, o prefeito Dorival Carlos Borga levou adiante a orientação da Diretoria de Ciência, Tecnologia e Inovação da SDS e disponibilizou um imóvel próprio para implantar o Centro. Em contrapartida, está recebendo a metodologia, apoio técnico e a possibilidade de ser incluído em futuras políticas de inovação do Governo do Estado. 

O passo seguinte foi formar um Comitê de Implantação do Centro a partir do conceito da tríplice hélice que preconiza a união de empresas, instituições de ensino e setor público para fomentar um ambiente de inovação e desenvolvimento econômico, social e tecnológico. 

“O Centro de Inovação em Videira será uma das nossas referências, em especial, de como parcerias público-privadas (PPP) são economicamente viáveis e tendem a ser assimiladas com mais facilidade pelas comunidades, uma vez que brotam da vocação dos próprios municípios e regiões, focando, não apenas na construção, mas, no habitat, no próprio ecossistema de inovação. Ganha a região e ganha Santa Catarina”, avalia o secretário da SDS, Lucas Esmeraldino.

O Centro contará com parecerias da Universidade do Oeste de Santa Catarina (Unoesc), Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina (IFSC) e da Associação Comercial da região, que farão parte da rede de relacionamento (modelo de gestão) do Governo do Estado.

Município de Videira terá seu próprio Centro de Inovação

“O momento é este, de parcerias. Usamos um espaço que o município já tinha, e contemplamos um projeto feito há quatro mãos e que vai trazer desenvolvimento para a toda região. Este é o caminho que deu certo, graças à abertura de diálogo entre as partes”, destaca o prefeito de Videira, Dorival Carlos Borga.

Visita em Florianópolis

Nos últimos dias de fevereiro, com o processo de implantação do Centro de Videira em estágio avançado, integrantes do Comitê de Implantação estiveram em Florianópolis para conhecer experiências de ambientes de inovação. A programação da viagem contou com visitas ao Sebrae Lab, Centro de Inovação Acate Primavera, Incubadora Celta, Observatório da Indústria Fiesc, Centro de Inovação Acate-Dimas e Sapiens Parque.

Município de Videira terá seu próprio Centro de Inovação 
Foto: Mônica Foltran/SDS

“Ao visualizar toda a experiência que as entidades de Florianópolis têm em relação à inovação nas diversas áreas do conhecimento, foi possível perceber o grande potencial que Videira também pode dispor em seu ecossistema e sua cadeia produtiva, bem como o apoio que teremos dessas entidades e do Estado ao dar início a esse desafio. Nós como universidade, estamos felizes em saber que estamos bem colocados devido às tendências de negócios e com grandes oportunidades para projetar e fornecer capital humano para a região envolvendo todo o ecossistema de inovação, ou seja, preparar pessoas com pesquisa básica e de aplicação para a inovação", avalia Cristiane Bonatto de Morais, representanda da Unoesc.

Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável e Turismo
Jornalista: Mônica Foltran
E-mail: comunicacao@sds.sc.gov.br
Telefone: (48) 3665 2261

Fotos: Mauricio Vieira / Secom

A tarde desta quarta-feira, 13, teve doses de emoção em Blumenau. O motivo: a homenagem feita pelo governador Carlos Moisés à técnica de enfermagem aposentada Kelly Cristina Dias. No dia 8 de fevereiro, Kelly foi a primeira paciente a ser beneficiada com o transporte de órgãos no helicóptero até então de uso privativo do governador. Dias antes, Moisés havia assinado a ordem de autorização de uso da aeronave para beneficiar os pacientes que esperam pelo transplante de órgão. No caso de Kelly, a espera por um coração já durava meses, e o órgão que a salvou veio de Brusque, pelos ares.

Nesta quarta-feira, no mesmo hospital Santa Isabel em que foi operada 33 dias atrás, Kelly recebeu um buquê de flores de Moisés, que se emocionou tanto quanto à técnica de enfermagem.

“A saúde sempre nos comove muito. No voo inaugural, houve essa possibilidade da Kelly receber um novo coração para continuar a vida, portanto é muito emocionante para a gente estar aqui nessa situação. Acabou que eu entreguei um buquê de flores para ela, mas talvez eu tenha me sentido muito mais emocionado e homenageado. Foi uma grata surpresa. Acredito que estamos no caminho certo”, afirmou Moisés.

Por sua vez, Kelly também agradeceu a Moisés por ter disponibilizado o helicóptero para o transporte de órgãos e fez um apelo: que as pessoas optem pela doação.

“Se não houvesse esse gesto de sensibilidade por parte do Governo do Estado, talvez hoje eu não estivesse mais aqui para contar essa história. A agilidade no transporte foi fundamental. E eu aproveito a oportunidade para pedir que todos optem pela doação. É um ato que salva vidas”, pediu.

Roteiro pela maior cidade do Vale

A visita de Moisés por Blumenau começou na prefeitura, onde se reuniu com lideranças locais para discutir os pleitos da região, sendo o principal deles a conclusão da duplicação da BR-470. O prefeito Mário Hildebrandt e os deputados estaduais Ricardo Alba, Ivan Naatz e Onir Mocellin explicaram as necessidades mais urgentes do Vale do Itajaí.

Em seguida, o governador assinou a liberação de R$ 955 mil para o transporte escolar da cidade de Blumenau, beneficiando aproximadamente 1,4 mil estudantes. No começo da semana, já haviam sido liberados R$ 344 mil para o mesmo fim para a cidade de Pomerode.

Logo em seguida, a comitiva do governador foi ao Hospital Santa Isabel, onde conheceu a estrutura e foi apresentada aos desafios de gestão. Gestão, aliás, foi uma das palavras mais faladas por Moisés ao longo do dia.

“Santa Catarina precisa de um choque de gestão. É isso que estamos propondo. O Estado precisa ser saneado. A partir daí, nós vamos melhorar a nossa nota (junto à secretaria do Tesouro Nacional). Com nota C, nós não conseguimos obter empréstimos junto ao BNDES, por exemplo”, frisou o governador, durante coletiva de imprensa.

No fim da tarde, Moisés ainda visitou uma cervejaria na cidade e foi ao Festival Brasileiro da Cerveja, na Vila Germânica.


Informações adicionais para a imprensa
Leonardo Gorges
Assessoria de Imprensa
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: leonardogorges@secom.sc.gov.br 
Fone: (48) 3665-3045
Site: www.sc.gov.br 
www.facebook.com/governosc e @GovSC 

 Fotos: Divulgação/ SDS

Cerca de 6 mil empregos diretos e indiretos, mais de R$ 1 bilhão de investimentos e R$ 200 milhões em arrecadações futuras para o Estado. Os números que demonstram a força do Programa de Desenvolvimento da Empresa Catarinense (Prodec) foram apresentados pelo coordenador Luiz Eduardo dos Santos para a vice-governadora, Daniela Reinehr, e para o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDS) em exercício, Felipe Assunção, na primeira reunião do Comitê Técnico do projeto, nesta terça-feira, 12.

Nove empresas foram habilitadas para o Prodec e tiveram os projetos de implantação e ampliação aprovados. A iniciativa vai movimentar a economia e o desenvolvimento nos municípios de São Lourenço do Oeste, São Miguel do Oeste, Lages, Garuva, São Carlos, Jaraguá do Sul, Itajaí, Joinville e Santo Amaro da Imperatriz e, consequentemente, de Santa Catarina.

“Vivemos em um Estado que tem vocação empreendedora, uma terra de oportunidades, onde devemos planejar o futuro. Por isso, vejo que Santa Catarina precisa de mais ações como esta, que promovam um salto no desenvolvimento. O Prodec tem certamente papel importante nessa cadeia, incentivando a implantação e a expansão de empreendimentos e atuando na geração de emprego e renda para o estado catarinense”, afirma a vice-governadora, Daniela Reinehr. Ela destacou que é uma das metas do Governo, por meio da SDS, o fomento ao empreendedorismo, visando gerar mais emprego e renda, rapidamente, resultando também em mais arrecadação para o Estado. 

Desenvolvimento para a inovação

Além de deliberar a habilitação de novas empresas, o Comitê Técnico do Prodec falou sobre o trabalho em conjunto com a diretoria de Ciência Tecnologia e Inovação da SDS. Atualmente, o setor vem realizando a implantação da política da rede de Centros de Inovação, um modelo único no Brasil que visa desenvolver a economia do Estado.

“Queremos que mais empresas se instalem e invistam nos Centros de Inovação de Santa Catarina. Assim, almejamos que nestes polos de inovação tecnológica saiam novas ideias e que elas se transformem em novas empresas, que possam expandir com o auxílio de programas como o Prodec”, destaca o secretário da SDS em exercício, Felipe Assunção.

O programa Prodec já existe há mais de três décadas e possibilitou a instalação de pelo menos 700 empreendimentos no Estado.

Informações à imprensa
Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável e Turismo
Mariane Mendes
E-mail: comunicacao@sds.sc.gov.br
Telefone: (48) 3665 2261


Foto: Divulgação / Cidasc

A médica veterinária Luciane de Cássia Surdi, funcionária concursada da Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina (Cidasc) desde 1986, tomou posse como presidente nesta terça-feira, 12, em Florianópolis. Ela é a primeira mulher a assumir a presidência da Cidasc em 39 anos. A posse foi concedida pela vice-governadora do Estado, Daniela Cristina Reinehr, no auditório da Companhia.

A vice-governadora do Estado, Daniela Cristina Reinehr, desejou boas-vindas e sucesso à nova presidente, destacando a importância da Companhia em contexto nacional e internacional “Uma empresa que oportuniza a abertura de novos mercados, com um trabalho que garante a sanidade animal e vegetal. Com esse serviço a Cidasc fomenta a economia, gera renda, empregos e consequentemente melhora a qualidade de vida da população”, destaca.

A presidente da Cidasc, Luciane, em seu discurso reafirmou sua missão frente à Cidasc. “O mérito de chegar onde estou, compartilho com toda minha equipe da Cidasc, e em especial aos colegas e funcionários da Regional de Chapecó. O convite chegou, não pude recusar. É a hora de sair da zona de conforto e fazer algo mais”, destacou Luciane.

 

O secretário da Agricultura e da Pesca, Ricardo de Gouvêa, deu destaque ao comprometimento da nova gestão “Temos um compromisso com a sociedade e a Cidasc tem um papel fundamental para SC. Uma empresa reconhecida internacionalmente pela excelência do trabalho”, ressaltou.

Os médicos veterinários, Carolina Damo e Ramon Becker Nasario, prestaram homenagem à nova presidente representando todos os colaboradores da Companhia, em especial, os colegas do Departamento Regional da Cidasc de Chapecó.

Compondo a mesa de honra da solenidade, além da vice-governadora, estavam Ricardo de Gouvêa, o secretário da Agricultura e Pesca de Santa Catarina, a superintendente federal do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento, Uéllen Lisoski Duarte Colatto, a presidente da Epagri, Edilene Steinwandter, e o, agora, ex-presidente da Companhia, Luiz Alberto Rincoski Faria.

Informações adicionais para a imprensa:
Jaqueline Vanolli
Assessoria de Imprensa
Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina - Cidasc
E-mail: ascom@cidasc.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-7037 / 98802-9741
www.cidasc.sc.gov.br


Foto: Márcio Henrique Martins / FCC

Estarão abertas de 18 a 22 de março as inscrições para as aulas gratuitas do projeto Tango no Palácio no primeiro semestre de 2019. Os encontros ocorrerão sempre às quartas-feiras, das 18h30 às 19h30, no auditório do Museu Histórico de Santa Catarina, localizado no Palácio Cruz e Sousa, no Centro de Florianópolis.

As inscrições devem ser feitas no link disponível aqui. Serão oferecidas 40 vagas, sendo 10 para casais e 20 individuais (10 homens e 10 mulheres), excedendo o número de vagas será realizado sorteio no dia 26 de março, às 15h, no auditório do Museu. Em caso de desistência ou duas faltas em um mesmo mês, o aluno terá sua vaga suspensa e será chamado outro candidato da lista de suplentes.

A ideia do Projeto Tango no Palácio é aproximar esta dança da comunidade, mostrando que pode ser praticada por qualquer pessoa, independente da idade ou de ter experiência anterior com dança. É uma atividade integradora e inclusiva, que cria relações positivas e equilibradas, melhorando a qualidade de vida de todos seus praticantes.

Sobre o professor

Carlos Peruzzo é uruguaio, nascido em Motevidéu, e começou sua trajetória tanguera em 1990 na sua cidade natal, um dos berços do tango, quando ainda estudava Engenharia Civil na Universidade. Participou como dançarino em várias apresentações de dança e teatro, até sua vinda para o Brasil. Em 1995, chegou a Florianópolis para realizar Mestrado em Engenharia Civil na UFSC e conheceu o Centro de Dança Edson Nunes,, onde continuou aprimorando seus conhecimentos, estudando os outros ritmos da Dança de Salão. Em 1996, por convite do professor e dançarino Edson Nunes, virou professor de tango no Centro de Dança Edson Nunes, formando assim a primeira turma de alunos de tango em Florianópolis. 

Informações adicionais para a imprensa
Fernanda Peres
Assessoria de Imprensa 
Fundação Catarinense de Cultura - FCC
E-mail: fernanda@fcc.sc.gov.br
Fone: (48) 3664-2571/ 98802-1822
Site: www.fcc.sc.gov.br



 

Página 8 de 410

Conecte-se