Encontre serviços oferecidos pelo Governo de SC

Reunimos neste site tudo o que o Governo pode fazer por você

Notícias em destaque

Vídeos

Cidasc celebra 39 anos com conquistas na agropecuária catarinense

Cidasc celebra 39 anos com conquistas na agropecuária catarinense

Desde que foi criada, em 27 de novembro de 1979, a Cidasc trabalha para promover o agronegócio regional e o desenvolvimento das cadeias produtivas por meio da sanidade animal, vegetal e inspeção de produtos de origem animal, com o objetivo garantir a excelência sanitária dos rebanhos e lavouras do Estado.

Oportunidades

Próximos eventos

Foto: Julio Cavalheiro/Secom

Se a expectativa de vida dos moradores de Santa Catarina é a maior do país, segundo levantamento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) de 2017, isso se deve também ao empenho do poder público e das lideranças da sociedade civil organizada no apoio aos idosos. Nesta segunda-feira, 3, o governador Eduardo Pinho Moreira realizou mais uma ação e firmou uma parceria com a Associação Maçonica de Apoio à Terceira Idade (Amati), autorizando a doação de um terreno do Estado para a construção de um instituto de longa permanência para idosos.  

"É um trabalho nobre o que foi proposto pelas potências maçônicas de Santa Catarina. Todas se uniram para proporcionar um local adequado para os idosos, e nós temos um terreno do Governo do Estado que não tem uso neste momento. Essa doação ou cessão à maçonaria vai ao encontro de uma parceria com o voluntariado que é exemplar. São 100 vagas para idosos que vão passar a ter um local adequado, principalmente àqueles que são abandonados pelas suas famílias, e que o Estado será parceiro”, assegurou o governador.

O terreno, localizado no Pântano do Sul, em Florianópolis, pertence ao Governo de Santa Catarina e está sem utilização. Com um projeto arquitetônico em elaboração, a Maçonaria catarinense pretende erguer um prédio de 6.000 m² para receber inicialmente 100 idosos, maçons ou não, em um ambiente confortável e adequado para tratar e acolher o cidadão em idade avançada.

Segundo o presidente da Amati, Anísio Pedro Camilo, o projeto nasceu há quatro anos com o objetivo dar uma vida digna a essa parcela da população. “Não temos dinheiro para comprar um terreno e depois construir. Viemos até o Governo do Estado e fomos prontamente atendidos pelo Governador Eduardo Pinho Moreira, que recebeu nosso projeto e nos possibilitou a parceria para Instituí-o”, comemorou.

Nos próximos dias, a Casa Civil fará o trâmite legal e encaminhará o projeto para aprovação na Assembleia Legislativa de Santa Catarina.

Mais informações para a imprensa:
Paula Darós Darolt
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Comunicação - Secom
Fone: (48) 3665-3009 / 9 9909-4482
Site: www.sc.gov.br

Foto: Jeferson Baldo/Secom

O governador Eduardo Pinho Moreira e o presidente da Celesc, Cleverson Siewert, apresentaram na manhã desta segunda-feira, 3, os novos projetos de eficiência energética e chamada pública da companhia. Os investimentos chegam a R$ 35 milhões e estimulam o uso racional da energia elétrica. As novas edições dos projetos Banho de Energia, Energia do Bem e Bônus Eficiente visam combater o desperdício de energia em residências por meio da substituição de eletrodomésticos antigos por novos ou com a instalação de sistemas de reaproveitamento energético.

No mesmo ato, a Celesc destinou recursos do Bônus Eficiente para três instituições sociais: Associação Catarinense de Autismo (ASCA); Associação de Síndrome de Down, de Joinville; Asilo São Vicente de Paulo, de Criciúma. A estimativa é que cada entidade receba aproximadamente R$ 100 mil.

Eduardo Pinho Moreira afirmou que a Celesc tem um desempenho de excelência como órgão regulador que é e de contribuição social. “Ao longo do tempo, a Empresa tem ajudado muitas instituições filantrópicas que prestam assistência social trazendo benefícios às pessoas mais carentes do nosso Estado. É uma iniciativa que a presidência e a diretoria da Celesc realiza todos os anos com grande satisfação, conscientes de que uma empresa pública precisa desempenhar um trabalho social de qualidade”, destacou Eduardo Moreira.

Os projetos Banho de Energia 3, Energia do Bem 5 e Bônus Eficiente 5 vão beneficiar aproximadamente 77,5 mil pessoas com a instalação de sistemas trocadores de calor para chuveiros elétricos e fogões à lenha; troca de refrigeradores, freezers e ares condicionados antigos por novos com selo Procel; e a substituição de lâmpadas ineficientes por lâmpadas bulbo de LED.

Para os projetos, serão destinados um total de R$ 25,5 milhões. Além deles, a Celesc também está lançando nova Chamada Pública para a seleção de projetos requisitados pelos próprios consumidores. Para a Chamada, serão investidos outros R$ 9,5 milhões.

>>>Confira mais imagens na galeria de fotos

Conheça os programas

Banho de Energia 3

- Objetivo: Instalação de 700 sistemas de trocador de calor para fogão à lenha, instalação de 3,4 mil trocadores de calor para chuveiro elétrico e substituição de 30,7 mil lâmpadas ineficientes por lâmpadas bulbo de LED.
- Investimento: R$ 9.504.467,50
- Beneficiados: 4,1 mil famílias do meio rural e baixa renda - aproximadamente 16 mil pessoas.
- Municípios participantes: Abdon Batista, Anita Garibaldi, Correia Pinto, Lages, Otacílio Costa, Ponte Alta e São Cristóvão do Sul
- Definição dos municípios: planalto serrano, devido à utilização do fogão a lenha e por atingir baixas temperaturas em determinadas épocas do ano

Energia do Bem 5

- Objetivo: Substituição de 42.800 lâmpadas fluorescentes compactas ou incandescentes por lâmpadas bulbo LED. Troca de 1,4 mil refrigeradores antigos por novos com selo Procel e instalação de 3.450 trocadores de calor para chuveiro.
- Investimento R$ 6.960.800,00
- Beneficiados: 8,5 mil famílias poderão participar do projeto - aproximadamente 34 mil pessoas.
- Municípios participantes: Será atendida a região litorânea, com prioridade para locais com os maiores índices de perdas não técnicas nas regiões de Joinville, Itajaí, Criciúma e Florianópolis.

Bônus Eficiente 5

- Objetivo: Subsídio de 50% para a troca de 6.850 eletrodomésticos (3.500 refrigeradores, 1.500 freezers e 1.850 aparelhos de ar condicionado) antigos por equipamentos novos com Selo Procel
- Investimento R$ 9,0 milhões
- Benefício para 6.850 famílias, em toda área de concessão, aproximadamente 27,4 mil pessoas
- Bônus de 50% para troca de refrigeradores, freezers, condicionadores de ar e lâmpadas

Um dos benefícios proporcionados pelos projetos Bônus Eficiente está a doação para instituições filantrópicas. Desde 2012, foram doados mais de R$ 4 milhões para instituições assistenciais como apaes, creches e hospitais. Ao todo, 31 instituições já receberam esse apoio.

Chamada pública

Nesse processo, pode participar qualquer consumidor da Celesc, inscrito no Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica, ou seja, com CNPJ. Para tal, o cliente deverá apresentar para a Celesc um projeto para redução do consumo de energia, conforme as regras estabelecidas no Edital e definidas pela ANEEL.

Ao todo serão destinados R$ 9,5 milhões para a execução desses projetos, sendo R$ 2,5 milhões destinados exclusivamente para ações de incentivo à Eficiência Energética com a inserção de geração por fontes incentivadas (fotovoltaica, eólica) em Hospitais Públicos e Filantrópicos.

As chamadas públicas são realizadas pela Celesc desde 1999. Em 2014, essa boa prática tornou-se obrigatória para todas as distribuidoras de energia do País, com regimento estabelecido pela própria Agência e nesse período (últimos quatro anos), 37 projetos foram aprovados pela Celesc, com investimento de mais de R$ 50 milhões, em benefício de universidades, prefeituras, hospitais, indústrias, prédios públicos.

“Desde 2011, por orientação do Governo do Estado, tomamos a decisão de executar projetos sempre visando a democratização do uso dos recursos energéticos, a ideia principal é que esses projetos possam ser sentidos e aproveitados pela maior quantidade possível de pessoas e em áreas de maior necessidade”, enfatizou o presidente da Celesc, Cleverson Siewert.

Convênio com a Acaert

Ainda na manhã desta segunda-feira, 3, na presidência da Celesc, o governador Eduardo Pinho Moreira e o secretário de Estado da Comunicação, Gonzalo Pereira, acompanharam o ato que renova o convênio entre a Companhia e a Associação Catarinense das Emissoras de Radio e Televisão (Acaert) com o objetivo de divulgar eventos programáticos da Empresa, desligamentos para a realização de obras e informações como dicas de segurança para a sociedade. “É fundamental uma parceria onde se facilita a comunicação do Governo com o cidadão”, frisou o governador.


Foto: Jeferson Baldo/Secom

O secretário reforça a importância da comunicação para que a informação e os serviços públicos cheguem a todos os catarinenses, especialmente pela mídia regional. “É um importantíssimo instrumento não só para as instituições que celebram o convênio, mas para a sociedade que recebe a informação com credibilidade e em tempo adequado”, observa Gonzalo Pereira.

Durante a assinatura do convênio, o presidente da Celesc, Cleverson Siewert, recebeu da Acaert uma placa de homenagem em reconhecimento à trajetória profissional, especialmente na vida pública.

>>>Confira mais imagens na galeria de fotos

Informações adicionais para a imprensa
Francieli Dalpiaz 
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: francieli@secom.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-3018 / 98843-5676
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e @GovSC

Foto: Maurício Vieira/Secom

Com a presença do governador Eduardo Pinho Moreira e do secretário de Estado da Saúde, Acélio Casagrande, foi inaugurada a reforma e ampliação do Hospital Materno Infantil Santa Catarina, na manhã deste sábado, 1 de dezembro, em Criciúma. Trata-se de uma conquista esperada há mais de 20 anos pela comunidade do Sul, que agora conta com maternidade e hospital infantil no mesmo espaço. O investimento total passa dos R$ 5 milhões, sendo R$ 3,6 milhões provenientes do governo do Estado.

Nessa nova fase, a unidade passará a contar com 109 leitos, mais do que o dobro dos atuais 39. O Estado também assume o custeio do hospital, com repasses mensais de R$ 3,2 milhões, ajudando a desafogar o caixa da prefeitura de Criciúma.

Durante o ato de inauguração da nova ala, o governador Eduardo Pinho Moreira relembrou que atuou como médico na unidade há mais de 30 anos e que a entrega da ampliação representa um serviço importante para toda a região Sul.

“Essa foi uma conquista coletiva. Teve a ideia lá atrás e agora se concretiza porque houve a união do município, do Estado, das forças comunitárias e de todo mundo que defende a saúde pública de qualidade”, afirmou Moreira.

O governador ainda ressaltou que o hospital Santa Catarina passa a ser um referência no atendimento de gestantes de alto risco no Sul do Estado, o que contribui para que se aprofunde o processo de regionalização da saúde, com o objetivo de reduzir deslocamentos para que as pessoas sejam atendidas mais perto de seus domicílios.

O secretário Acélio Casagrande, que estava de aniversário no sábado, também ressaltou o trabalho coletivo que possibilitou a entrega do espaço. Em sua avaliação, a nova ala permitirá salvar vidas.

“É um sonho realizado, uma ação necessária dentro do processo de regionalização. Estamos trabalhando forte para levar os serviços onde existem vazios. Há 21 anos, quando a prefeitura adquiriu esse hospital, a sua concepção era de ser um hospital materno infantil e agora isso acontece. Vamos trabalhar de maneira forte com as cirurgias e salvar muitas vidas”, disse Casagrande.

Diretor da unidade, o médico Leon Iotti ajudou até mesmo na limpeza nos últimos dias para que a inauguração fosse possível. Ele diz que, como pediatra, sente o fechamento de um ciclo.

“Nós tínhamos nascimentos críticos, separando mãe e filho. A partir desse momento, com a inauguração da maternidade e a ampliação das unidades neonatais, isso não ocorrerá mais. Essa é a principal conquista”, diz Iotti.

O prefeito Clesio Salvaro ressaltou a parceria com o governo do Estado e disse que a vontade política do governador foi essencial para a conclusão dos trabalhos.

“Isso é um projeto de Estado, não de governo. A partir de agora, esse hospital passa a ser de fato materno, porque a maternidade não era aqui. É um hospital público para toda a macrorregião, e Criciúma tinha que ser protagonista”, afirmou Salvaro.

Como ficará a unidade

A partir de agora, o Hospital Materno Infantil Santa Catarina passa a contar com Clínica da Mulher, banco de leite e agência transfusional. O Banco de Olhos da Região Sul também faz parte da estrutura e já está em funcionamento, anexo ao hospital.

Com a ampliação, a unidade passa a ter 109 leitos, incluindo 25 na maternidade (alojamento conjunto para a mãe e bebê), três na UTI Pediátrica e 13 para UTI Neonatal.

A partir de agora, hospital funcionará como uma maternidade de alto risco, além de manter o pronto atendimento.

O hospital é gerido pelo Instituto Desenvolvimento Ensino e Assistência à Saúde (Ideas), qualificado como Organização Social em Criciúma.

Informações adicionais para a imprensa

Leonardo Gorges
Assessoria de Imprensa
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: leonardogorges@secom.sc.gov.br 
Fone: (48) 3665-3045
Site: www.sc.gov.br 
www.facebook.com/governosc e @GovSC

Foto: Jeferson Baldo/Secom

Obras que vão oportunizar novos investimentos e mais qualidade de vida a moradores de São João do Sul, no Extremo-Sul de Santa Catarina. O governador Eduardo Pinho Moreira entregou, na manhã deste sábado, 1 de dezembro, a pavimentação da SJS-150, com pouco mais de um quilômetro e as obras na subestação ligada ao sistema da Celesc garantindo energia em maior quantidade e qualidade para sustentar o desenvolvimento de pelo menos três municípios: Passo de Torres e Praia Grande, além de São João do Sul.

O primeiro ato no município de São João do Sul foi o descerramento simbólico da placa inaugural da rodovia municipal SJS-150, ligando a área central do município até a comunidade São José. O investimento, via Fundo Social, é de mais de R$ 1 milhão. “ É mais conforto e segurança para os moradores que dependem do trajeto para acessar o comércio, serviços de saúde, escola e outras atividades”, enfatizou o governador.

Subestação para melhorar distribuição de energia elétrica

Ainda em São João do Sul, o governador Eduardo Pinho Moreira inaugurou obras da subestação que vai garantir melhorias no abastecimento de energia em municípios do Extremo-Sul. O Governo do Estado investiu, por meio da Celesc, mais de R$ 14 milhões na construção da estrutura que vai permitir conectar a subestação da Cooperativa de Eletricidade Praia Grande (CEPRAG) ao sistema da Companhia. “Significa levar energia em qualidade e em quantidade para uma região que sofria constantes problemas de falta de energia. Sem esse insumo, empresas que poderiam se instalar aqui eram obrigadas a migrar para outros municípios. Que a energia traga o desenvolvimento da região”, discursou Moreira.

A nova subestação foi construída pela cooperativa Ceprag no município de São João do Sul, sendo que a Celesc trabalhou na conclusão da Linha de Transmissão (LT) que conecta a nova subestação ao sistema da Companhia. A LT, em tensão de 69 kV, tem 20,74 quilômetros de extensão, entre Sombrio e São João do Sul.

O trabalho envolveu também o chamado comissionamento da subestação, que envolve a análise de todos os equipamentos (painéis de proteção, disjuntor, chaves seccionadoras, transformador) e da infraestrutura instalada para a conexão da nova subestação ao seu sistema elétrico (postes, barramentos e sistema de aterramento). A conclusão se deu com a energização da linha de transmissão e do ponto de conexão com a nova subestação. 

Os moradores de São João do Sul, Passo de Torres e Praia Grande no Extremo Sul catarinense serão os principais beneficiados com a nova linha de transmissão.  A obra vai absorver as 15.500 unidades consumidoras atendidas pela cooperativa Ceprag, proporcionando energia de qualidade para sustentar o crescimento dos municípios da região ao longo dos próximos anos.

Informações adicionais para a imprensa
Francieli Dalpiaz 
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: francieli@secom.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-3018 / 98843-5676
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e @GovSC

Nesta sexta-feira, 30, a Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) divulgou o gabarito oficial do Vestibular de Verão 2019 para provas objetivas de todos os cursos. Aplicadas no domingo, 25, o testes tiveram 100 questões, das quais seis foram anuladas após a fase de recursos e uma teve alteração na opção correta. 

A universidade também divulgou o gabarito oficial da prova de teoria e percepção musical, que foi realizada no sábado passado, 24, com candidatos dos cursos de Música. Em 5 de dezembro, será a vez da prova prática para os inscritos na Licenciatura em Teatro.

Listão até dia 11

O Vestibular de Verão 2019 da Udesc teve índice de abstenção de 16,45%. Dos 8.095 candidatos inscritos para 1.265 vagas em 47 cursos, 6.763 vieram e 1.332 não compareceram. As provas objetivas, que também tiveram redação, foram realizadas em oito municípios: Balneário Camboriú, Chapecó, Florianópolis, Ibirama, Joinville, Lages, Laguna e São Bento do Sul.

A lista dos classificados sairá até 11 de dezembro. Quem for aprovado na primeira chamada fará matrícula em 7 e 8 de fevereiro e começará a ter aulas em 18 de fevereiro. Veja o Calendário Acadêmico 2019.

Mais informações

Mais informações podem ser obtidas na página oficial e com a Coordenadoria de Vestibulares e Concursos (Covest) pelos telefones (48) 3664-8089 e 8091, das 13h às 19h, e pelo e-mail vestiba@udesc.br.

Acompanhe as notícias do vestibular pelo FacebookInstagramUdesc em Rede e Twitter.

Assessoria de Comunicação da Udesc
E-mail: comunicacao@udesc.br
Telefones: (48) 3664-7935/8010

Página 8 de 340