Encontre serviços oferecidos pelo Governo de SC

Reunimos neste site tudo o que o Governo pode fazer por você

Notícias em destaque

Vídeos

Vigas de metal retiradas da Hercílio Luz serão usadas na construção de outras pontes

Oportunidades

Próximos eventos


Fotos: Saul Oliveira / SOL

Com o auditório da Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte (SOL) lotado, o secretário Leonel Pavan assinou nesta segunda-feira, 7, contratos para liberação de R$ 500 mil a atletas catarinenses de alto rendimento. Neste primeiro momento foram contemplados 31 desportistas olímpicos e paralímpicos, internacional, nacional e estadual. Em razão de compromissos com competições, quatro atletas beneficiados não puderam participar da solenidade e assinarão os contratos quando retornarem a Santa Catarina. Outras propostas habilitadas na primeira fase de seleção do programa encontram-se em reanálise técnica e nos próximos dias também devem ser contratadas.


Fotos: Jaqueline Noceti / Secom

O governador Raimundo Colombo e secretários de Estado visitaram na tarde desta segunda-feira, 7, as obras de restauração da Ponte Hercílio Luz, em Florianópolis. Após participar de reunião com equipe técnica e percorrer a ponte, Colombo parabenizou todo o grupo envolvido na obra pelo bom andamento dos trabalhos. “Temos todo um ambiente de desafio e de complexidade da obra, mas também de superação, de estar cumprindo aquilo que a sociedade catarinense espera de nós. Avançamos muito, estou muito feliz em ver o quanto se fez e a qualidade e a segurança do que está sendo feito”, destacou o governador.


Foto: Epagri

A Indicação Geográfica (IG) estará em debate em Joinville nos próximos dias. Entre 9 e 11 de agosto, a Universidade da Região de Joinville (Univille) sedia o VI Workshop Catarinense de Indicação Geográfica e V Mostra de Produtos Tradicionais. O evento é promovido pela Epagri e pelas secretarias estaduais de Planejamento e de Turismo, Cultura e Esporte.

A IG é uma forma de valorização do produto de uma região ou território, cuja procedência adquiriu notoriedade em decorrência do modo de fazer, das características ambientais locais e outros fatores. 

Santa Catarina já conta com a IG do Vales da Uva Goethe. A obtenção de Indicações para a Banana Corupá e o Queijo Artesanal Serrano entrou na fase final. Estão em andamento os trabalhos para solicitação de IG para a erva-mate do Planalto Norte catarinense e para os vinhos de altitude. Todos os processos são desenvolvidos com ampla participação da Epagri.

O evento é aberto ao público e a participação é gratuita, bastando se inscrever com antecedência pelo site www.redeindicacaogeografica.com.  As atividades contarão com um grande número de autoridades no assunto, nacionais e internacionais. Como exemplo, pode-se citar a presença de Alberto Francisco Ribeiro de Almeida, da Universidade Lusíada do Porto, em Portugal; David Lehrer, coordenador-geral do The Arava Institute for Environmental Studies, de Israel; a deputada federal Yeda Crusius, titular da Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Serviços da Câmara de Deputados; e Airton Spies, secretário adjunto de Agricultura e da Pesca do Estado de Santa Catarina.

A inclusão produtiva como instrumento de inserção social e afirmação de identidade, a presença midiática de produtos tradicionais e os processos para reconhecimento de signos distintivos coletivos são apenas alguns dos temas a serem debatidos nos três dias de evento. Um dos destaques da programação é a mesa redonda “políticas públicas para produtos tradicionais”, que acontece às 13h do dia 10.

A ideia de realizar a primeira edição do Workshop Catarinense de Indicação Geográfica surgiu a partir de discussões informais sobre o tema entre acadêmicos, docentes, pesquisadores, advogados e produtores e tomou corpo em 2012. Logo na primeira edição do workshop, percebeu-se que seria interessante agregar uma mostra de produtos tradicionais para permitir o contato visual dos participantes e da comunidade em geral com a riqueza cultural que nos cerca. Assim, desde 2013 a Mostra de Produtos Tradicionais (inicialmente batizada de Vale Europeu e Caminho dos Príncipes) faz parte da programação do evento.

A Epagri entende que as indicações geográficas são promissoras ferramentas para o desenvolvimento e preservação do patrimônio cultural vinculado à produção e prestação de serviços. É nesse contexto que vem sendo realizado esse evento anual, buscando debater e difundir a IG como uma alternativa de fomento à produção, com valorização das culturas locais.

Serviço
O quê: VI Workshop Catarinense de Indicação Geográfica e V Mostra de Produtos Tradicionais
Quando: de 9 a 11 de agosto
Onde: na Universidade da Região de Joinville (Univille)
Programação e inscrições: www.redeindicacaogeografica.com
Informações e entrevistas: Paulo Arruda, diretor de Extensão Rural da Epagri, pelos fones (48) 3665-5226 / 98801-2502

Informações adicionais para a imprensa:
Assessoria de Comunicação da Epagri
Gisele Dias
Fone: (48) 3665-5147 / (48) 99989-2992
E-mail: giseledias@epagri.sc.gov.br
Cinthia Andruchak
Fone: (48) 3665-5344
E-mail: cinthiafreitas@epagri.sc.gov.br
Isabela Schwengber
Fone: (48) 3665-5407
E-mail: isabelas@epagri.sc.gov.br
Site: www.epagri.sc.gov.br


Foto: Nery Nader Jr./ADR Mafra

Na tarde de segunda-feira, 7, o vice-governador Eduardo Pinho Moreira, o secretário de Infraestrutura Luiz Fernando Vampiro e o secretário do Desenvolvimento Sustentável Carlos Chiodini visitaram as obras de pavimentação da rodovia SC-477, na localidade de Moema, em Itaiópolis.

O secretário executivo da Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de Mafra, Abel Schroeder, acompanhou a visita, junto com diversas autoridades e lideranças locais e regionais.

“Esta é uma das obras mais importantes de infraestrutura rodoviária em Santa Catarina”, declarou Pinho Moreira. “Ela vai promover uma grande integração e um grande desenvolvimento do Planalto Norte com o Litoral”, concluiu.

“A obra tem mais de 100 quilômetros de extensão e foi licitada em partes”, explicou Luiz Fernando Vampiro. “O primeiro lote, entre Papanduva e o entroncamento com a SC-114, já apresenta avanço físico de 53%. O outro lote, entre Moema-Volta Triste até Volta Grande, com 35 quilômetros, atingiu 73% de avanço físico. O lote compreendido entre o acesso à Volta Grande até o entroncamento com a SC-477 está 100% concluído. E no último lote, do entroncamento com SC-112 até Doutor Pedrinho, a empresa responsável abriu frentes de trabalho em toda a extensão do trecho, sendo que em 14 dos 29 quilômetros a sub-base de macadame seco já está concluída”, finalizou.

A pavimentação da SC-477 é uma solicitação de vários municípios do Planalto Norte e vai ligar Papanduva a Doutor Pedrinho, encurtando em torno de 100 quilômetros o trajeto entre o Planalto Norte e o Vale do Itajaí. São quatro lotes, com três empresas responsáveis e recursos são provenientes da Corporação Andina de Fomento, do BNDES e de recursos próprios do Governo do Estado.

Mais informações para a imprensa:
Nery Nader Jr.
Assessoria de Comunicação
Agência de Desenvolvimento Regional de Mafra
E-mail: imprensa@mfa.sdr.sc.gov.br
Telefone: (47) 3647-0017 / 99240-5668
Site: sc.gov.br/regionais/mafra


Foto: Secom/Arquivo

Exportações catarinenses de carnes de aves seguem em crescimento e fecham o mês de julho com alta de 7,6% no faturamento. Principal produto na pauta de exportações de Santa Catarina, os envios de carne de aves geraram uma receita de US$ 164,4 milhões no último mês com 93,9 mil toneladas vendidas para o exterior, 13,7% a mais do que em junho. 

No acumulado do ano, as exportações de carnes de aves já ultrapassam as 555,8 mil toneladas e o faturamento passou de US$ 1 bilhão. O volume exportado é 4% menor do que no mesmo período de 2016, porém as receitas já superaram em quase 7% o último ano.

Outro importante produto do agronegócio catarinense, a carne suína também segue dando boas notícias. De janeiro a julho de 2017, foram 162,3 mil toneladas exportadas e as receitas passam de US$ 385,4 milhões, 36% a mais do que o faturamento no mesmo período de 2016.

Só no mês de julho foram 23,3 mil toneladas enviadas para países como Rússia, China e Hong Kong, faturando mais de US$ 23,3 milhões. Embora o resultado seja positivo, houve uma queda tanto na quantidade quanto nas receitas de, respectivamente, 9,4% e 13,9% em relação a junho. Mesmo assim, o valor arrecadado é 5,4% superior ao de julho de 2016.

Santa Catarina é um grande exportador de proteína animal e seu grande diferencial está na sanidade do rebanho. O secretário da Agricultura e da Pesca, Moacir Sopelsa, explica que, no estado, a saúde dos rebanhos é prioridade e é justamente isso que dá acesso aos mercados mais competitivos do mundo. Hoje, Santa Catarina é o único estado do país reconhecido pela Organização Mundial de Saúde Animal como área livre de febre aftosa sem vacinação e, junto ao Rio Grande do Sul, faz parte de uma zona livre de peste suína clássica.

Os números foram divulgados pelo Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços e analisados pelo Centro de Socioeconomia e Planejamento Agrícola (Cepa/Epagri).

Tradição no agronegócio

Com forte tradição na pecuária, Santa Catarina é berço das principais empresas do setor de carnes do Brasil. O estado conta com 18 mil produtores integrados às agroindústrias e o setor de carnes gera quase 60 mil empregos diretos em frigoríficos e indústrias de beneficiamento. Como maior produtor nacional de carne suína e o segundo maior de carne de frango, Santa Catarina atende o mercado brasileiro e o exterior, com presença em mais de 120 países.

Informações adicionais para imprensa:
Ana Ceron
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural
E-mail: imprensa@agricultura.sc.gov.br
Fone: (48) 3664-4417/ 98843-4996
Site: www.agricultura.sc.gov.br

Página 475 de 561

Conecte-se