Encontre serviços oferecidos pelo Governo de SC

Reunimos neste site tudo o que o Governo pode fazer por você

Notícias em destaque

Vídeos

Cidasc celebra 39 anos com conquistas na agropecuária catarinense

Cidasc celebra 39 anos com conquistas na agropecuária catarinense

Desde que foi criada, em 27 de novembro de 1979, a Cidasc trabalha para promover o agronegócio regional e o desenvolvimento das cadeias produtivas por meio da sanidade animal, vegetal e inspeção de produtos de origem animal, com o objetivo garantir a excelência sanitária dos rebanhos e lavouras do Estado.

Oportunidades

Próximos eventos


Foto: James Tavares/Secom

A previsão do tempo da Epagri/Ciram indica tempo seco com predomínio de sol em Santa Catarina nesta semana.  Nesta segunda e terça-feira a temperatura estará em rápida elevação, com máximas próximas ou acima de 30°C. No Litoral Norte, chance de chuva fraca e isolada na noite de terça-feira. O vento sopra de nordeste, fraco a moderado com rajadas mais intensas no Litoral Sul.

Para a quarta-feira, sol e aumento de nuvens em Santa Catarina, com a massa de ar seco perdendo força. No Litoral Sul, chance de chuva fraca e isolada à noite. A temperatura segue  elevada, acima de 30°C em boa parte do Estado. O vento soprará de nordeste a noroeste, moderado com intensas rajadas.

Já na quinta-feira, no Oeste e Meio-Oeste, sol com algumas nuvens. Nas demais regiões, sol com aumento de nuvens. No Sul e Grande Florianópolis, pancadas de chuva bem isolada entre a tarde e noite. A temperatura permanece elevada. Na sexta-feira sol com algumas nuvens em todas as regiões. Temperatura segue elevada.

Acompanhe a atualização dos avisos meteorológicos diários e de curto prazo (de 1 até 3 h de antecedência), na página da Epagri/Ciram e redes sociais.

Mais informações para a imprensa:
Central de Meteorologia
Epagri/Ciram
Fone: (48) 3665-5007 

Foto: Jaqueline Noceti/Secom

O governador Eduardo Pinho Moreira prestigiou a inauguração da nova sede do Ministério Público de Santa Catarina, na tarde desta sexta-feira, em Florianópolis. Na solenidade, Moreira destacou que o prédio, localizado na Rua Bocaiúva, no Centro da Capital, representa uma conquista para a instituição, que poderá melhorar o trabalho de fiscalização e controle dos poderes e da sociedade. 

Em seu discurso, o governador falou sobre a importância da parceria entre os poderes, que propicia ao Estado uma melhor entrega de serviços em todas as áreas. “Santa Catarina é um estado modelo exatamente pela excelência das suas instituições. E o Ministério Público é um bom exemplo para o Brasil: de vinculação comunitária e de interesse em cuidar e preservar o bem estar das pessoas”, afirmou.

O procurador-geral de Justiça, Sandro José Neis, falou sobre a importância de manter e ampliar as parcerias com o Executivo, a exemplo do que já acontece nas áreas da Saúde e Assistência Social, para a execução de políticas públicas mais assertivas. “Esse prédio, para além de um espaço físico, tem importância na medida em que poderemos melhorar os serviços prestados à população. Haverá mais integração e vamos retribuir à sociedade com ainda mais trabalho. Esse não é um patrimônio do Ministério Público, mas de todos os catarinenses”, afirmou Neis.

Dados do edíficio

O Edifício Ministério Público de Santa Catarina tem 22 andares, sendo cinco de garagem e 17 para abrigar gabinetes, o Colégio de Procuradores de Justiça, o Conselho Superior do MP, a Corregedoria-Geral e estruturas de órgãos auxiliares.

O novo edifício também conta com o “Espaço Arte Catarinense”, em que serão expostas obras de artistas do estado. Nessa primeira etapa, estarão à disposição do público 22 obras do artista tubaronense Willy Zumblick, entre eles o quadro de 1952 “Transportando os lanchões de Garibaldi”, que ficava na Casa D’Agronômica, residência oficial do governador, agora cedida ao Ministério Público.

Informações adicionais para a imprensa

Leonardo Gorges
Assessoria de Imprensa
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: leonardogorges@secom.sc.gov.br 
Fone: (48) 3665-3045
Site: www.sc.gov.br 
www.facebook.com/governosc e @GovSC

A campanha "Juntos pela Prevenção", promovida pela Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) em referência ao Outubro Rosa e ao Novembro Azul, arrecadou 1.408 donativos para o Centro de Pesquisas Oncológicas (Cepon), em Florianópolis. A ação da Coordenadoria de Desenvolvimento Humano (CDH) ganhou apoio em todos os centros de ensino e arrecadou itens diversos, como lenços umedecidos, sabonetes, xampus, condicionadores, hidratantes corporais, papel higiênico, escovas e pastas de dente.

Foto: Julio Cavalheiro/Secom

O Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina (IMA) divulga nesta sexta-feira, 07 de dezembro, o primeiro Relatório de Balneabilidade da temporada 2018-2019. De acordo com o resultado, 77,6% dos pontos analisados estão próprios para banho no litoral catarinense. Apesar de realizar coletas também na baixa temporada, de abril a outubro, com divulgação mensal, com a proximidade do verão o Instituto intensifica a pesquisa, agora com amostragens e análises todas as semanas, apresentadas todas as sextas-feiras.

Nesta temporada, foram incluídos quatro novos pontos de coletas: 01 em Itapema, 01 em Palhoça, 01 em Zimbros, 01 na Praia da Vigia, em Garopaba. Desta forma, o IMA analisa hoje 219 locais em todos os 500 quilômetros da costa catarinense. Destes, 75 estão em Florianópolis, que apresenta 80% dos pontos adequados para mergulho de acordo com o relatório. No restante do litoral, dos 144 pontos averiguados, em 110 recomenda-se o banho de mar, o que representa 76,4%. 

Em relação ao relatório anterior, divulgado no dia 30 de novembro, oito pontos passaram da condição de impróprio para próprio (01 no Baln. Rincão, 03 em Florianópolis, 01 em Governador Celso Ramos, 01 em Itapema, 01 em Jaguaruna e 01 em Penha). E quatro pontos passaram de próprio para impróprio (01 em Baln. Camboriú, 01 em Florianópolis, 01 em Governador Celso Ramos e 01 em Piçarras).

O IMA realiza amostragens e ensaios nos municípios de Araranguá, Bal. Arroio do Silva, Bal. Gaivota, Bal. Camboriú, Bal. Rincão, Barra Velha, Biguaçú, Bombinhas, Florianópolis, Garopaba, Gov. Celso Ramos, Imbituba, Itajaí, Itapema, Itapoá, Jaguaruna, Joinville, Laguna, Navegantes, Palhoça, Passo de Torres, Penha, Piçarras, Porto Belo e São José.

É importante frisar que a indicação das placas e dados do IMA mostra a situação da água naquele determinado ponto e não em toda a praia. Além disso, o IMA esclarece ainda que faz as coletas justamente nos locais mais suscetíveis de poluição.

Site Balneabilidade

O verão está chegando e para facilitar a escolha da praia, o Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina lança o site Balneabilidade com todas as informações sobre as condições da água do mar no litoral catarinense. A página apresenta a situação de todas as praias monitoradas, ponto por ponto. Com recursos variados, o usuário pode consultar o último relatório, divulgado todas as semanas, além de saber o histórico do local escolhido. 

De forma dinâmica, é possível navegar por todos os 500 quilômetros da costa catarinense e verificar a condição em cada um dos 219 pontos analisados pelo IMA. Além disso, é possível acompanhar a situação de cada balneário. O site foi totalmente desenvolvido por técnicos do Instituto do Meio Ambiente. Os relatórios continuarão sendo divulgados semanalmente também no site do IMA. 

Balneabilidade

Já é tradição. Antes de ir à praia, boa parte de moradores e turistas consulta as pesquisas de balneabilidade para saber em quais pontos é recomendado o mergulho. Realizado desde 1976, o monitoramento da qualidade da água do mar para banho humano analisa as águas de cada balneário e determina se estão próprias ou impróprias para o banho. Isto é, se estão contaminadas ou não por esgotos domésticos. A existência de esgoto é verificada por meio da contagem da bactéria Escherichia coli (E.c.) presente nas fezes de animais de sangue quente, que podem colocar em risco a saúde dos turistas e da população local.

A coleta é realizada em 219 pontos da costa catarinense. O IMA seleciona os pontos de tal forma que todo o litoral seja avaliado, concentrando as coletas justamente nos locais mais suscetíveis de poluição - os de maior fluxo de banhistas. As coletas são feitas mensalmente de abril a outubro e semanalmente de novembro a março - o pico da temporada de verão. Os técnicos fazem as coletas da água do mar a até 1 (um) metro de profundidade, na quantidade de 100 mililitros em cada ponto. O material coletado é submetido a exames bacteriológicos durante 24 horas. São necessárias cinco semanas consecutivas de coleta para se obter um resultado tecnicamente confiável.

Para as análises são levados em consideração aspectos como condições de maré, incidência pluviométrica nas últimas 24 horas no local, a temperatura da amostra e do ar no momento da coleta (parâmetro físico) e a imediata condução para a pesquisa em crescimento bacteriano. A água é considerada:

 

Própria: quando em 80% ou mais de um conjunto de amostras coletadas nas últimas cinco semanas anteriores, no mesmo local, houver no máximo 800 Escherichia coli por 100 mililitros.

Imprópria: quando em mais de 20% de um conjunto de amostras coletadas nas últimas cinco semanas, no mesmo local, for superior que 800 Escherichia coli por 100 mililitros ou quando, na última coleta, o resultado for superior a 2000 Escherichia coli por 100 mililitros.

Foto: Jonas Pôrto/Udesc

Na terça-feira, 11, a partir das 17h, a Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) divulgará a primeira chamada do Vestibular de Verão 2019 para 47 cursos presenciais de graduação, com 1.265 vagas aprovados. A universidade publicará a lista somente no site www.vestibular.udesc.br, no qual os candidatos também poderão consultar seu desempenho nas provas.

Página 5 de 340