Encontre serviços oferecidos pelo Governo de SC

Reunimos neste site tudo o que o Governo pode fazer por você

Notícias em destaque

Vídeos

Volta às Aulas: ano letivo começa segunda para 600 mil alunos no estado

Volta às Aulas: ano letivo começa segunda para 600 mil alunos

Às vésperas do início das aulas, a Secretaria de Estado de Educação (SED) está trabalhando para elevar a qualidade de ensino ao patamar de países como Cingapura e Finlândia, fazendo de Santa Catarina uma referência na educação pública..

 

Oportunidades

Próximos eventos

Com o objetivo de promover o desenvolvimento de Santa Catarina com sustentabilidade, a equipe da SDS iniciou sua participação nos Grupos de Trabalho de Educação Ambiental (GTEAs), localizados nas regiões das Bacias Hidrográficas, e que tem a missão de promover e disseminar boas práticas e cuidados ao meio ambiente. O secretário da SDS, Lucas Esmeraldino, destaca a importância destas ações que, alinhada às premissas do governo, tem o propósito de atrair e acelerar investimentos para Santa Catarina, baseadas em cinco pilares, tendo a sustentabilidade e a inovação como eixos principais.

“Incentivar a sustentabilidade vai ao encontro do nosso propósito estrutural de promover o crescimento, gerar emprego e renda aos catarinenses sem descuidar do nosso meio ambiente. É de fundamental importância discutir ações e disseminar a conscientização de que o cuidado ambiental é compromisso de todos", destaca Lucas Esmeraldino.

Por meio da Gerência de Educação Ambiental da SDS, são coordenados a Comissão Interinstitucional de Educação Ambiental (CIEA) e os grupos de trabalho de Educação Ambiental, distribuídos nas bacias hidrográficas de Santa Catarina, reunindo representantes de diversas instituições da sociedade catarinense, entre os quais, participam a Polícia Ambiental, Epagri e Comitês de Bacias que, juntos, discutem e sugerem ações de educação ambiental no Estado.

Na semana passada, o gerente de Planejamento e Educação Ambiental da SDS, Humberto Reolon, e a assistente técnica, Mauren Gonçalves, participaram dos encontros no GTEA 08 e 07, em Governador Celso Ramos, na Grande Florianópolis, que abrange as bacias do Rio Tijucas, Biguaçu, Cubatão e Rio da Madre e em Camboriú, região da Bacia do Rio Itajaí, respectivamente. Esta semana os encontros ocorrem em Joinville e Jaraguá do Sul.

"Os 10 GTEAs, instituídos em 2009 são instrumentos legítimos na consolidação do Programa Estadual de Educação Ambiental e na descentralização das ações que fortalecem a sustentabilidade no desenvolvimento de uma sociedade ambientalmente correta que poderá desfrutar de um ambiente mais seguro, mais humano e mais saudável”, destaca o gerente de planejamento educação ambiental da SDS, Humberto Reolon. 

 

Mais informações para imprensa:
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável e Turismo
Jornalista: Mônica Foltran 
E-mail: comunicacao@sds.sc.gov.br 
Telefone: (48) 3665 2261/ (48) 99696 1366

Foto: Peterson Paul/Secom

Funcionário de carreira há 39 anos, Rubens Feijó foi o nome escolhido pelo governador Carlos Moisés para assumir a presidência da Fundação Catarinense de Educação Especial (FCEE). O anúncio ocorreu nesta terça-feira, 19. Feijó tem nível superior em Pedagogia voltada à Educação Especial, pós-graduação em Gestão Pública e herdou do tio-avô, Manoel Boaventura Feijó - fundador da Apae de Florianópolis, na década de 60 -, uma história de dedicação ao voluntariado e de serviços prestados à instituições assistenciais.

A trajetória na Fundação, com profundo conhecimento dos desafios da área, credenciam Feijó ao cargo, segundo o governador Moisés: “Além de toda a bagagem técnica e profissional construída em mais de três décadas de atuação, ele representa nosso compromisso com a valorização do servidor de carreira”.

A carreira de servidor público estadual na FCEE começou em 1980. Feijó ocupou cargos como gerente de Apoio Operacional, gerente Financeiro e diretor Administrativo. Também atuou nas funções de chefia de Compras, Patrimônio, Transporte e coordenador de Centro de Atendimento.

Assim que foi anunciado pelo governador, o novo presidente destacou que sua missão será fortalecer e articular políticas públicas visando mais qualidade de vida aos cerca de 20 mil alunos matriculados nas Apaes do estado. "A Fundação precisa ser um grande fomentador de conhecimento científico e tecnológico para aumentar a inclusão e melhorar as condições de ensino na educação especial”, completou Rubens Feijó.

Após o anúncio, o novo presidente também se encontrou com a vice-governadora Daniela Reinehr. Ela afirmou seu compromisso com a educação especial e colocou seu gabinete à disposição da FCEE. “Desejo boas vindas ao senhor Rubens Feijó. Contem com meu apoio e meu olhar atento junto à Fundação Catarinense de Educação Especial”, disse Reinehr.

Informações adicionais para a imprensa
Francieli Dalpiaz 
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: francieli@secom.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-3018 / 98843-5676
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e @GovSC

Com o objetivo de verificar a regularidade de 584 empresas que possuem registro no Cadastro de Contribuintes do ICMS, teve início na última sexta-feira, 15, a operação Double Space. Coordenada pela Diretoria de Administração Tributária (DIAT), da Secretaria da Fazenda de Santa Catarina (SEF/SC), a fiscalização visa inibir que inscrições sejam utilizadas para emissão de documentos fiscais eletrônicos sem que de fato ocorram as operações com mercadorias ou prestação de serviços, as chamadas empresas noteiras. Os endereços constantes no cadastro também estão sendo confirmados.

“Em Santa Catarina nós atendemos de maneira mais ágil demandas de abertura e a alteração cadastral de empresas. Existe, porém, a necessidade de verificação a posteriori para checar se este cadastro preenche as regras de existência e de atividades com o intuito de coibir e multar os contribuintes que cometem fraudes”, explica o diretor da DIAT, Rogério Mello.

A primeira etapa da operação, que vai até sexta sexta-feira, 22, faz parte de uma nova modalidade de fiscalização desenvolvida pelos auditores da SEF/SC. A partir do próximo mês, todas as empresas do ramo industrial e atacadista serão visitadas quando realizarem a inscrição no Cadastro de Contribuintes do ICMS ou quando alterarem o endereço no sistema.

“As empresas noteiras utilizam de fraudes inclusive para acobertar cargas roubadas, furtadas ou desviadas do real destino. Alguns cadastros têm sido utilizados para dividir faturamento, mantendo empresas do grupo econômico de forma ilícita no Simples Nacional”, pontua Mello.

Nas primeiras visitas realizadas, foram constatadas empresas inexistentes no endereço cadastral e outras sem atividades. Nesses casos, a SEF/SC deu início ao processo de cancelamento da Inscrição Estadual. Caso o empresário queira regularizar a situação, é necessário providenciar a baixa do cadastro por meio dos contabilistas credenciados.

Para o gerente de Fiscalização da SEF/SC, Felipe Letsch, o rigor do fisco é fundamental. “Além de colaborar com a concorrência leal entre os empresários, trabalhamos adotando providências para que o Estado possa cumprir com suas funções essenciais: investimentos em saúde, segurança, educação e infraestrutura, sempre visando o bem-estar da sociedade catarinense”, afirma.

Informações adicionais:
Assessoria de Comunicação da Secretaria da Fazenda
Michelle Nunes
Fone: (48) 3665-2575/ (48) 9929-4998
E-mail: jornalistaminunes@gmail.com
Sarah Goulart
E-mail: sgoulart@sef.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-2504/ (48) 98843-8553
Site: www.sef.sc.gov.br 
FACEBOOK: 
facebook.com/fazendasc

A presidência da Celesc, após reunião com as lideranças da Associação dos Municípios da Região Carbonífera (AMREC) e Associação dos Municípios do Extremo Sul Catarinense (AMESC), e em nova audiência a pedido dos deputados estaduais Ada de Luca, Rodrigo Minotto, Jessé Lopes, Luiz Fernando Vampiro e Zé Milton, chegaram a um consenso sobre a reestruturação organizacional da Celesc. Ficou acordado que, após a locação e mudança para um novo imóvel, o núcleo sul ficará em Criciúma. A diretora de Gestão Corporativa, Claudine Anchite, estima que a mudança deve acontecer em aproximadamente 60 dias.

Na reunião com as lideranças de Criciúma, que questionaram as mudanças, o presidente e diretores da Celesc apresentaram os novos investimentos para 2019 na região, que somam R$ 100 milhões (confira na imagem abaixo). Também detalharam o novo modelo organizacional sobre a atual estrutura das agências regionais que, a partir de maio, passam a ser compostas por oito núcleos e oito unidades. No modelo apresentado pela Celesc, Criciúma ficaria como unidade e o núcleo estaria em Tubarão. A presidência da empresa explicou à Comitiva que o motivo da escolha de Criciúma como unidade foi fundiária e diz respeito a um problema jurídico, envolvendo um imóvel para a instalação de uma nova sede.

Algumas sugestões foram apresentadas pelas lideranças, mas o consenso surgiu após nova audiência com os deputados estaduais. O diálogo girou em torno da busca de uma nova sede e da mudança física da regional de Criciúma antes de se transformar em núcleo. Após a mudança, Tubarão ficará como unidade e Criciúma, como núcleo.

A nova configuração surge para compatibilizar o porte das unidades administrativas com a respectiva estrutura de sistema elétrico e a dimensão do mercado consumidor. Os oito núcleos vão representar as regiões Sul, Leste, Norte, Alto Vale, Meio Oeste, Oeste, Planalto e Grande Capital. A atual estrutura das agências foi montada em 2009 e não sofreu alterações desde então. Hoje, o porte e a complexidade do sistema elétrico, em vários casos, não estão mais compatíveis com essa composição. Também há uma assimetria entre as agências, em virtude da expansão do sistema elétrico e das unidades consumidoras atendidas, que não ocorreu de forma uniforme em todas as regiões.

Em breve serão divulgados os investimentos para as demais regiões do estado.

Informações adicionais para a imprensa
Assessoria de Imprensa 
Centrais Elétricas de Santa Catarina - Celesc 
E-mail: comunica@celesc.com.br
Atendimento 24h: 0800-480120
Site: www.celesc.com.br

 

 

A investigação da DFRV-DEIC (Divisão de Furtos e Roubos de Veículos da Diretoria Estadual de Investigações Criminais) resultou na condenação, esta semana, de três membros de uma organização criminosa responsável por mais de 15 furtos de caminhões no litoral catarinense. Marcelo da Silva Lemos, Danilo Pereira de Carvalho e Bruno Bastista Rocha foram condenados a mais de 40 anos de prisão pelos crimes, ocorridos entre 2016 e 2018.

Os condenados haviam sido presos preventivamente em 2018, quando a Polícia Civil deflagrou uma operação para recuperar alguns dos veículos roubados. Os autores eram proprietários de uma distribuidora de bebidas em Porto Belo. Na ocasião, também foram recuperadas anotações sobre consultas de registros de diversos caminhões e empresas da região, além de placas e fotos de caminhões furtados pela quadrilha em Tijucas e Guaramirim.

O trio é responsável por crimes ocorridos em Tijucas, Porto Belo, Brusque, Navegantes, Balneário Piçarras, Guaramirim, Indaial e Itajaí.  A investigação da DFRV-DEIC constatou que a especialidade do grupo era o furto de caminhões de empresas com equipamentos acoplados, como pranchas de transportes, muncks, betoneiras e guinchos.

Os criminosos faziam levantamento dos sistemas de segurança das empresas e atuavam nos finais de semana. A estratégia era garantir que os veículos fossem conduzidos até o receptador em segurança, pois as empresas só notariam a falta do bem subtraído na segunda-feira seguinte, quando estes já estavam no Paraná.

Numa segunda operação, realizada no fim de 2018, a Polícia Civil prendeu o responsável pela empresa onde eram levados os caminhões em Arapongas, PR. O dono companhia foi preso como receptador e permanece detido na espera da decisão da Justiça.

Informações adicionais para a imprensa

Paulo Jorge Marques

Assessoria de Imprensa da Polícia Civil de SC

3665.8708 – 99961.4071

Página 4 de 389

Conecte-se