Compartilhe

 Mauricio Vieira/Secom

Diminuir a evasão escolar, reduzir a mortalidade infantil, aumentar a transformação de serviços em canais digitais, coibir a violência doméstica, fortalecer o atendimento aos municípios e diminuir a burocracia na abertura de empresas. Esses são alguns dos mais de 250 objetivos para o qual o Governo de Santa Catarina está criando metas que deverão ser alcançadas pelos gestores de todas as áreas da administração pública. Nesta sexta-feira, o governador Carlos Moisés dedicou a maior parte do dia para debater com as equipes técnicas e os secretários Jorge Eduardo Tasca (Administração) e Naiara Augusto (Integridade e Governança) os detalhes finais do sistema de avaliação de governo.

De acordo com Moisés, é dever do Estado trabalhar com metas, da mesma forma como faz a iniciativa privada.  A gestão por resultados. "Nós validamos um modelo de avaliação de desempenho com todos os indicadores. Ou seja, a gente traça uma meta, determina uma nota para cada item avaliado e verifica se os objetivos estão sendo atingidos ou se precisamos rapidamente fazer correções na forma de tratar cada questão", explica.

Conforme o secretário de Estado da Administração, Jorge Eduardo Tasca, muitos dos indicadores envolvem trabalho integrado entre diversas áreas. É o caso, por exemplo, da redução da violência contra a mulher, que diz respeito à segurança pública e ao desenvolvimento social. "Construímos um modelo de avaliação que possa captar todos os objetivos e indicadores de desempenho que vão comprovar o alcance de cada um desses itens. Utilizamos uma metodologia científica para este fim e vamos poder mensurar a evolução e os resultados que o cidadão espera do Governo", detalha o secretário. 

As secretarias de Administração e de Integridade e Governança agora trabalham para finalizar o modelo de avaliação, já levando em consideração os ajustes determinados pelo governador na reunião desta sexta-feira.

Após a finalização do modelo, caberá à Secretaria Executiva de Integridade e Governança (SIG) o monitoramento dos indicadores. "O próximo passo será a edição de um decreto que determina o compartilhamento de todas as bases de dados para que possamos fazer os índices e o acompanhamento", antecipa Naiara.

As mais de 250 metas estão organizadas em quatro grandes áreas: gestão pública, infraestrutura e mobilidade, desenvolvimento econômico e sustentável, e desenvolvimento social.

Informações adicionais para a imprensa
Renan Medeiros
Assessoria de Imprensa
Secretaria Executiva de Comunicação - SECom
E-mail: renan@secom.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-3058 / (48) 99605-9196
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e @GovSC