Compartilhe

 Foto: Osvaldo Nocetti/SED

Um sistema on-line que concentra os dados da rede de ensino de Santa Catarina é o mais novo aliado da Secretaria de Estado da Educação (SED) no suporte à gestão e à tomada de decisões. Por trás da tela inicial do sistema de inteligência de dados, que informa sobre matrículas, unidades de ensino, distorção idade-série, infrequência e desempenho escolar, estão mais de 10 milhões de registros, processados a partir do uso de Big Data, banco de dados com alto poder de armazenamento e processamento. O lançamento do sistema foi feito nesta sexta-feira, 28, na SED, em Florianópolis para os diretores da pasta e com a presença da imprensa.

:: VEJA GALERIA DE FOTOS

A equipe interna que desenvolveu o sistema, em uma plataforma para visualização de gráficos, tabelas e mapas de calor, dividiu os dados apresentados em três blocos. A plataforma também disponibiliza interface para smartphone. Parte das atualizações do sistema é mensal, como os dados de frequência dos alunos; parte trimestral, o que compreende os ciclos de avaliação escolar, como as notas, e parte anual, acompanhando a divulgação da posição das escolas catarinenses em pesquisas e relatórios nacionais.

 Foto: Doia Cercal/ Secom

O Secretário de Estado da Educação, Natalino Uggioni considera que o uso do sistema desenvolvido por especialistas dentro da pasta eleva Santa Catarina a um patamar diferenciado em gestão da Educação.

“O que não podemos medir, também não conseguimos controlar. Por isso o sistema de inteligência de dados da Educação nos dá segurança para o planejamento estratégico e nos ajuda a lidar, por exemplo, com índices educacionais que mais geram preocupação. O sistema nos dá um nível de informação que vai da visão global da rede até a unidade escolar”, disse.

Filtros permitem observar desempenho dos alunos

É possível pesquisar todo o universo, envolvendo os 527.839 alunos das 1071 unidades (atualização de 16 de junho), mas também filtrar as buscas por regional, município, cidade e escola. Em alguns indicadores, como as notas em disciplinas e áreas do conhecimento, é possível verificar também turno e o período cursado.
“O sistema nos fornece evidências, fatos concretos que vão gerar conhecimento e conduzir nossa atuação”, comentou a secretária adjunta da SED, Carla Bohn.

A plataforma desenvolvida pela Diretoria de Planejamento e Políticas Educacionais da SED (DIPE) integra um conjunto de ações de inovação na gestão e no ensino, como implementação de laboratórios de tecnologia nas escolas, ampliação do acesso à internet, qualificação dos educadores e avaliação institucional respondida por alunos, pais, professores e gestores escolares.

Próximos passos envolvem análise preditiva

Segundo o diretor responsável pela DIPE, Altir Webber de Mello Neto, os dados de cada escola serão disponibilizados para as respectivas unidades e os dados globais vão embasar o trabalho de análise preditiva.

“A inteligência de dados aplicada à Educação nos dará respostas rápidas para as fragilidades existentes. Poderemos evitar obras em áreas de risco de alagamento, verificar onde estão as demandas reprimidas de alunos, entre muitas outras aplicações”, explica.

Os dados para consulta aberta estão sendo inseridos em um link na aba de serviços do site da SED. O desenvolvimento do sistema atende o princípio de gestão assumido pela SED, voltado à busca de fatos e dados, para que o uso da informação balize ações pela melhoria na qualidade da Educação.

Informações adicionais para imprensa:
Sicilia Vechi
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Educação – SED
Fone: (48) 3664-0353 / (48) 3664-0353 / 99132-5252
E-mail: imprensa@sed.sc.gov.br
www.sed.sc.gov.br