Encontre serviços e notícias do Governo de SC

Reunimos neste site tudo o que o Governo pode fazer por você

Notícias em destaque

Vídeos

Histórias da Hercílio Luz: capítulo I



Oportunidades

Próximos eventos


Fotos: Divulgação / Delegacia-Geral da Polícia Civil

A Diretoria Estadual de Investigações Criminais (DEIC) realizou na manhã desta quarta-feira, 27, a Operação Castelo de Areia. A ação da Delegacia de Repressão a Crimes Contra a Fazenda Pública cumpriu 17 mandados de busca e apreensão. Os crimes investigados são estelionato, sonegação, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

Foram apreendidos veículos, embarcações, joias, dinheiro, obras de arte, relógios da marca Rolex e uma grande quantidade de bolsa Louis Vuitton, sendo que cada uma custa em média R$ 6 mil. Também foram apreendidos outros objetos de valor e documentos.

Segundo o delegado Pedro Henrique Mendes, da Delegacia de Repressão a Crimes Contra Fazenda Pública e que coordenou a operação, os mandados foram cumpridos nas cidades de Itajaí, Balneário Camboriú, Itapema e Tijucas. Também houve apreensão em Matinhos e Curitiba, no Paraná.

Todo o material recolhido será periciado. A operação começou por volta das 6h desta quarta-feira e mobilizou mais de 60 policiais civis. Não houve prisões.

Informações adicionais para imprensa:
João Carlos Mendonça Santos
Assessoria de Comunicação
Polícia Civil - PC
E-mail: imprensa@pc.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-8708 / (48) 99119-8960
Site: www.pc.sc.gov.br

 

 Fotos: Saul Oliveira/Santur

Na tarde desta terça-feira, 26, foi realizada a entrega oficial dos certificados do Programa Bandeira Azul para os 10 catarinenses contemplados com o selo na temporada 2019-2020. A Agência de Desenvolvimento do Turismo de Santa Catarina (Santur), por meio do Grupo de Trabalho de Turismo Náutico, realizou a solenidade na Capitania dos Portos, região continental de Florianópolis. Unidade federativa com mais qualificações, o Estado detém 50% das honrarias de todo o Brasil. 

Sete praias, uma lagoa, uma marina e um iate clube do estado receberam o certificado do Júri Internacional do Programa e poderão hastear as bandeiras do selo socioambiental, que garante informação para visitantes, qualidade da água e educação ambiental. Florianópolis, Governador Celso Ramos, Balneário Camboriú, Balneário Piçarras, Bombinhas e São Francisco do Sul são as cidades com locais aprovados.

Com 10 das 20 certificações concedidas em todo Brasil, Santa Catarina demonstra mais uma vez seu diferencial turístico e ambiental. Para a presidente da Santur, Flavia Didomenico, um resultado a ser comemorado e para servir de exemplo: "É uma honra para nosso Estado essa conquista. Desejamos que essa iniciativa seja consolidada e que estimule outros municípios a alcançarem a honraria".

Flavia acredita que a ampliação do selo no Estado reforça a imagem positiva das praias e balneários catarinenses - na temporada 2018/2019 foram nove locais eleitos no estado: “A Bandeira reflete o compromisso cada vez maior dos municípios com a sustentabilidade ambiental e respeito aos usuários neste locais, sejam residentes ou visitantes”, completa.

Caráter transversal

O presidente do Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina (IMA), Venâncio Valdez, destacou o caráter transversal do Programa: "Trata-se de uma iniciativa que une sociedade, economia do turismo e o meio ambiente em prol da educação e de uma gestão ambiental responsável".

A coordenadora nacional do Programa, Leana Bernardi, comenta o diferencial dos locais eleitos: "Ter a bandeira hasteada é um sinal para o usuário de que aquelas praias e equipamentos seguem critérios como a qualidade de água, sinalização adequada, acessibilidade para deficientes, gestão ambiental, saneamento, entre outros". Na América do Sul, além do Brasil, a Colômbia também ingressou no programa, com quatro praias certificadas.

Bandeira Azul

O Programa Bandeira Azul é um selo de caráter socioambiental reconhecido em todo o mundo e que avalia itens como qualidade do mar, cuidados com meio ambiente e ações de sustentabilidade ambiental. O continente europeu detém 70% dos certificados do mundo, com cerca de 4.500 praias, marinas e operadores turísticos. O Programa foi criado pela FEE – Foundation for Environmental Education, uma instituição internacional representantes de vários países. No Brasil, o operador nacional do Programa é o IAR – Instituto Ambientes em Rede. 

O principal objetivo é elevar o grau de participação e conscientização da sociedade e gestores públicos quanto à necessidade de se proteger os ambientes marinho/costeiro e lacustre, incentivando a realização de ações que conduzam à resolução dos problemas existentes na busca da qualidade e proteção ambiental.

 Praia do Estaleiro, em Balneário Camboriú, é uma das certificadas

Certificações de Santa Catarina 2019/2020

- Lagoa do Peri, Florianópolis
- Praia Grande, Governador Celso Ramos
- Praia do Estaleiro, Balneário Camboriú
- Praia do Estaleirinho, Balneário Camboriú
- Praia de Piçarras, Balneário Piçarras
- Praia de Quatro Ilhas, Bombinhas
- Praia de Mariscal, Bombinhas
- Praia da Saudade (Prainha), São Francisco do Sul
- Iate Clube de Santa Catarina – Veleiros da Ilha (Centro), Florianópolis
- Marina Tedesco, Balneário Camboriú 

Júri Internacional

A concessão do selo é definida por uma comissão composta pela FEE; United Nations Environment (UNE); United Nations World Tourism Organization (UNWTO); World Health Organization (WHO); International Union for Conservation of Nature (IUCN); European Union for Coastal Conservation (EUCC ); International Lifesaving Federation (ILS); International Council of Marine Industry Associations (ICOMIA); European Environment Agency (EEA); United Nations Educational, Scientific and Cultural Organization (UNESCO); World Cetacean Alliance (WCA) e European Network for Accessible Tourism (ENAT).

Informações adicionais para a imprensa:
Renan Koerich
Assessoria de Imprensa
Agência de Desenvolvimento do Turismo de Santa Catarina - Santur
E-mail: renan@santur.sc.gov.br
Fone: (48) 3665- 7480​ / (48) 9-9959-8096
Site: www.turismo.sc.gov.br 




Foto: Mauricio Vieira / Secom

Os novos diretores de 1.035 escolas da rede estadual de ensino assinaram, na manhã desta terça-feira, 26, um Termo de Compromisso de Gestão com o Governo de Santa Catarina. O governador Carlos Moisés e o secretário de Estado da Educação, Natalino Uggioni, participaram do ato, realizado em São José. No documento, os escolhidos pela comunidade escolar se comprometem a seguir as diretrizes da legislação estadual e as ações propostas em cada plano de gestão.

No encontro desta terça-feira, os novos diretores receberam também as primeiras orientações para a função que vão exercer entre 2020 e 2023. Durante o evento, o governador destacou o compromisso dos servidores em levar educação de qualidade a todas as regiões catarinenses. "Nós precisamos que os gestores façam o melhor por suas escolas, porque não conseguiremos transformar a sociedade se não for pela Educação. Nossas prioridades são a formação continuada de todos os profissionais e a infraestrutura das escolas", afirmou Carlos Moisés. Para ele, a evolução na qualidade de ensino deve ser mensurável por meio de números, para que o processo seja acompanhado e melhorado, conforme a necessidade.

No termo, os novos diretores se comprometem a cuidar bem das escolas, melhorar o resultado e desenvolver uma gestão balizada nas dimensões pedagógica, administrativa, financeira e física, em uma perspectiva democrática, inclusiva, participativa, inovadora e transparente, voltada para os resultados da aprendizagem dos estudantes.

O processo de escolha dos Planos de Gestão Escolar (PGE) se deu com as novas regras determinadas pelo decreto assinado em agosto pelo governador Carlos Moisés. O documento ampliou o leque de profissionais que podiam inscrever seus planos e permitiu que dois responsáveis por aluno pudessem votar.

Acompanhamento da gestão no dia a dia

De acordo com o secretário de Estado da Educação, Natalino Uggioni, a pasta fará o acompanhamento da implementação dos planos no dia a dia. “O PGE representa um contrato de gestão que terá de ser bem executado pelos profissionais, com muita responsabilidade. Temos a certeza que, desta forma, poderemos melhorar os resultados”, explicou.

A votação dos Planos de Gestão Escolar foi realizada nas escolas entre os dias 23 e 25 de outubro de 2019. Houve escolha em 979 unidades escolares. Destas, em 636 os proponentes foram reconduzidos pela comunidade e em 343 houve eleição de novos proponentes, ou seja, uma renovação de 35% no quadro de diretores das escolas estaduais. Os gestores tomam posse no dia 2 de janeiro de 2020 e encerram as atividades em 31 de dezembro de 2023.

As escolas que não tiveram o Plano de Gestão aprovado terão um diretor temporário, que ficará no cargo até que seja realizada uma nova escolha, o que deve ocorrer até o início do segundo semestre de 2020.

Durante a vigência do PGE, o gestor e a comunidade escolar participarão de formações continuadas, estimulando o monitoramento da execução do plano. Caso o plano proposto não esteja sendo cumprido como o esperado, aquele diretor poderá ser afastado da função.

Além dos novos gestores, 36 coordenadores regionais, 50 técnicos da SED e 56 supervisores participam do evento, totalizando 1.196 participantes.

Informações adicionais para a imprensa
Renan Medeiros
Assessoria de Imprensa
Secretaria Executiva de Comunicação - SECom
E-mail: renan@secom.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-3058 / (48) 99605-9196
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e @GovSC


Secretaria de Estado da Educação – SED
Patrícia Antunes
(48) 3664-0347 / 988177973
E-mail: imprensa@sed.sc.gov.br
www.sed.sc.gov.br


Foto: Ricardo Wolffenbüttel / Arquivo / Secom

Policiamento e instalação de 13 câmeras são ações previstas para a Ponte Hercílio Luz, em Florianópolis, que será reaberta ao público no dia 30 de dezembro. Outras medidas foram debatidas na tarde desta terça-feira, 26, entre representantes da Secretaria de Estado da Segurança Pública, da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar.

As ações de segurança são para a reabertura da estrutura e para uma série de eventos artísticos e culturais do projeto Viva a Ponte, que vão até o dia 5 de janeiro. Por isso, irão envolver PM, Bombeiros Militar, Polícia Civil e Instituto Geral de Perícias (IGP), com serviços para atender a moradores e turistas que passarem pelo local e arredores.



O Instituto do Meio Ambiente do Estado de Santa Catarina (IMA) divulgou os finalistas da 12ª edição do Prêmio IMA de Jornalismo Ambiental. Voltado a reconhecer trabalhos jornalísticos que contribuem com a preservação dos recursos naturais, o prêmio é dividido nas categorias mídia impressa, radiojornalismo, telejornalismo, internet e fotojornalismo.

A solenidade de premiação ocorre na próxima terça-feira, 3 de dezembro, às 20h, no Clube dos Oficiais na Trindade. Durante a cerimônia serão revelados os vencedores estaduais, que levarão certificados, troféus e o prêmio em dinheiro: primeiro lugar recebe R$ 5 mil por categoria e o segundo, R$ 2,5 mil.

A edição 2019 do Prêmio teve 123 inscrições de todas as partes do estado, distribuídas de acordo com as 16 regionais do IMA. Após a avaliação dos jurados, estão classificados para a final do Prêmio de Jornalismo Ambiental (listados por regional, em ordem alfabética e identificados pelo nome do inscrito, veículo quando mencionado e título da reportagem).

O Prêmio IMA de Jornalismo Ambiental é uma iniciativa do Instituto de Meio Ambiente de Santa Catarina, com patrocínio da Engie Brasil Energia, e apoio da Associação Catarinense de Imprensa (ACI), Associação dos Diários do Interior (ADI), Associação dos Jornais do Interior (Adjori), Associação Catarinense das Emissoras de Rádio e TV (Acaert) e Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Santa Catarina. Em 2019, o prêmio tem a coordenação da Editora Expressão.

Categoria Telejornalismo

Blumenau: TV Coligadas de Santa Catarina com a reportagem “2008 – 10 anos da tragédia”.

Chapecó: Fabiana Elora do Nascimento – “Consciência Limpa”

Criciúma: Adriano Fernando Garcia Zeferino, da NSC, com a matéria “Passagens Subterrâneas evitam atropelamentos de animais em rodovias”.

Florianópolis: Eduardo André Cristofoli, da RIC SC, com a “Série Dossiê Invasões”.

Itajaí: TV Univali com o “Programa Terra e Mar – o futuro da pesca”.

Joinville: Televisão Lages com a matéria “Projeto de monitoramento de praias resgata animais marinhos nas faixas de areia”.

Nesta categoria dois trabalhos receberão Menção Honrosa: TV Coligadas de Santa Catarina com a reportagem Cartas para Darwin (Blumenau); e NSC TV, Ricardo Von Dorff, com a matéria As Baleias Desconhecidas do Litoral Catarinense (Florianópolis).

Categoria Internet

Blumenau: Jornal de Santa Catarina com o “Especial Fritz Müller”.

Caçador: Rádio Caçador com “Vale dos Pomares – Região Meio Oeste de SC é destaque na produção de frutas”.

Florianópolis: Lucas Rozentalski do Paraizo com a matéria “Saiba como o desmatamento na Amazônia afeta Santa Catarina”.

Mafra: Editora Gazeta do Norte Ltda com “São Bento do Sul quer voar alto”.

Categoria Fotojornalismo

Criciúma: DC com a foto intitulada “Pegadas monitoradas no sul do estado”.

Florianópolis: Tiago Santiago Ghizoni, do Diário Catarinense, com a foto “Incêndio no Parque Estadual da Serra do Tabuleiro”.

Joaçaba: Rádio Sociedade Catarinense com a foto “Polinizadores em perigo”.

Mafra: Elvis Lozeiko, do Jornal A Gazeta, com a imagem “Turismo de observação de aves tem um campo fértil”.

Nesta categoria a fotografia de Flávio Tin sobre “Calor, ventos e estragos” (Florianópolis) recebe Menção Honrosa.

Categoria Mídia Impressa

Blumenau: Jornal O Município com a reportagem “Plantando o futuro”.

Criciúma: Lariane Cagnini, do DC, com a matéria “Atenções se voltam às barragens de SC”.

Florianópolis: NSC Comunicação / Hora de Santa Catarina com o trabalho “Conheça a Trilha Aquática do Rio Vermelho”.

Mafra: Editora Gazeta do Norte Ltda com a “Série sobre o Contorno Norte de São Bento do Sul”.

Categoria Radiojornalismo

Caçador: Rádio Caçanjurê com a reportagem “Insetos comestíveis, a proteína do futuro”.

Chapecó: Rádio Clube São Domingos com “Araucária: gigante catarinense prestes a cair”.

Criciúma: Francine Ferreira com “Fale menos e plante mais – o segredo para a garantia do amanhã”.

Florianópolis: Daniela da Cunha Kirst Legas com a reportagem “Peixes de água doce, a conquista dos rios catarinenses: a truta, a nobreza dos rios gelados”.

Joaçaba: Rádio Barriga Verde com “A força e o sabor do mel catarinense”.

Informações adicionais à imprensa:
Claudia Xavier
Assessoria de Imprensa IMA
Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina
E-mail: comunicacao@ima.sc.gov.br
Fone: (48) 3665 4177 / (48) 99172 8277
Site: www.ima.sc.gov.br 

Página 12 de 633

Conecte-se