Encontre serviços oferecidos pelo Governo de SC

Reunimos neste site tudo o que o Governo pode fazer por você

Notícias em destaque

Vídeos

Vigas de metal retiradas da Hercílio Luz serão usadas na construção de outras pontes

Oportunidades

Próximos eventos

 Foto: Julio Cavalheiro/Secom

O Ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, e o Governador do Estado de Santa Catarina, Carlos Moisés, visitaram na tarde desta segunda-feira, 17, o canteiro de obras do Contorno Viário de Florianópolis. Eles percorreram um trajeto de quase 14 quilômetros para avaliar o andamento dos trabalhos e projetaram cerca de três anos para a entrega das obras.

>>> Mais imagens da visita na galeria de fotos <<<

“As intervenções necessárias para a conclusão da obra estão sendo aprovadas pela Agência Reguladora e os licenciamentos já foram liberados. Então, teremos 36 meses de trabalho a partir de hoje. Sendo assim, devemos concluir o Contorno Viário de Florianópolis no segundo semestre de 2022”, disse o ministro. 

Depois da visita, o Governador Carlos Moisés sinalizou que está ainda mais confiante com relação à qualidade da obra e a entrega dos 50 quilômetros de estradas que devem desviar o fluxo de veículos da região e facilitar a mobilidade na BR-101, na Grande Florianópolis. 

“O Governo Federal também está mobilizado para melhorar a infraestrutura do nosso estado. Mas, é claro, não se pode vender ilusões e prazos curtos. Por isso, precisamos desses 36 meses para garantir a entrega de um bom trabalho”, comentou Carlos Moisés.  

Freitas também se comprometeu a dar prioridade nas aprovações de projetos e do orçamento  necessário, além de cobrar celeridade da empresa responsável: “Já temos à disposição deste canteiro de obras mais de 270 equipamentos e vamos contratar quase duas mil pessoas, em alguns momentos do trabalho, para garantir que o prazo seja cumprido”.

Sobre o Contorno Viário  

O Contorno Viário será uma rodovia duplicada nos dois sentidos com 50 quilômetros de extensão. O início é no km 175 da BR-101, no limite entre Governador Celso Ramos e Biguaçu, e termina no km 220 da rodovia, próximo ao posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF), em Palhoça.

A proposta é que os motoristas usem o novo trecho para desviar da BR-101 na região da Grande Florianópolis.  Assim, sem tantos veículos pesados, o tráfego de automóveis pode fluir melhor na rodovia federal e, principalmente, no perímetro urbano de Palhoça. Atualmente, 34,4 quilômetros, dos 50 que compõem o Contorno, estão com frentes de obras simultâneas, representando 70% do traçado. 

Informações adicionais para imprensa:
Luiz Gustavo Silva
Assessoria de Imprensa
Secretaria Executiva de Comunicação - SECom
Fone: (48) 3665-3058 / (48) 99609-7077
Site: www.sc.gov.br 
www.facebook.com/governosc e @GovSC 

 

  Foto: Divulgação/ Deter

A Secretaria de Estado da Infraestrutura e Mobilidade (SIE) concederá reajuste médio de 6,6% na tarifa do transporte intermunicipal de passageiros. A medida vai entrar em vigor a partir da zero hora de domingo, 23. 

 Foto: James Tavares/Secom

Cerca de R$ 300 milhões de investimentos privados estão sendo aplicados em empreendimentos que podem gerar aproximadamente 3.500 novos empregos diretos e indiretos no Estado. Os números demonstram a força do Programa de Desenvolvimento da Empresa Catarinense (Prodec), que nos últimos dias habilitou mais cinco empresas. Coordenado pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDE), o programa já existe há mais de três décadas e possibilitou a instalação de pelo menos 700 empreendimentos no Estado.

A gigante Portobello, em Tijucas, é uma delas. Para celebrar o aniversário de 40 anos, a indústria de revestimentos cerâmicos fez um investimento em ampliação que vai gerar produtos em grandes formatos. Com um aporte de R$160 milhões, 131 novas vagas de empregos diretos e 300 indiretos, vai gerar uma arrecadação na ordem de R$5 milhões. A Cerâmica Urussanga, também do segmento de revestimentos, fez um investimento de R$84,4 milhões, abrindo 410 novas oportunidades e retornando mais de R$13 milhões em ICMS.

"O Governo incentiva o setor produtivo. Enquanto muitas empresas estão fechando no Brasil, em Santa Catarina elas seguem no sentido inverso. Aqui na Portobello, vocês tomam essa decisão de expandir o seu parque fabril. A gente percebe que vocês têm muita coragem. Tudo que vocês já fazem há muitos anos, nós buscamos entregar também no governo do Estado”, destacou o governador de Santa Catarina, Carlos Moisés. 

 Cerimônia de inauguração de ampliação da Portobello, em Tijucas

No norte do Estado, estão sendo investidos cerca de R$ 49 milhões com a habilitação pelo Prodec. A estimativa é que juntas, os projetos de expansão das empresas fomentem em torno de 2.630 novos empregos diretos e indiretos em Jaraguá do Sul e Blumenau.

Novos contratos

Na última quarta-feira, 12, o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável, Lucas Esmeraldino encaminhou os contratos, formalizando o apoio do governo para ampliação das empresas. A fabricante de itens para a indústria alimentícia Duas Rodas, em Jaraguá do Sul, conta com um projeto de expansão com previsão de contratar mais 22 empregos diretos, 66 indiretos e recolher cerca de R$ 36 mil de ICMS ao Estado, com investimentos previstos de R$17,5 milhões.

Em Blumenau, duas indústrias do ramo têxtil, a Pacífico Sul, que prevê a geração de 357 empregos diretos e dois mil indiretos, irá gerar uma arrecadação de mais de R$ 4 milhões para o Estado e R$20 milhões em investimentos. A TecnoBlu, que atua na indústria de acessórios têxteis, irá contemplar 185 novas vagas diretas e indiretas, com a expectativa de recolher mais de R$1,2 milhão e R$11,5 milhões em investimentos.

“Nosso papel como gestor público é incentivar o empreendedor a investir no Estado. O Prodec é um programa coordenado pela SDE e busca conceder incentivo à implantação ou expansão de empreendimentos industriais e comerciais, que vierem produzir e gerar emprego e renda em Santa Catarina”, destacou o secretário de Estado Lucas Esmeraldino.

O gerente de Apoio ao Investidor na Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Luiz Eduardo Koslovski Santos, observa que “a proposta do Prodec dá a oportunidade das empresas direcionarem parte do valor que pagariam em tributos estatuais, para fomentar o crescimento, pois esse recurso será investido para expansão e geração de novos empregos. Com o Prodec as empresas passam a usar esse recurso de maneira mais estratégica para suas expansões”. 

Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável
Jornalista: Mônica Foltran
E-mail: comunicacao@sds.sc.gov.br
Telefone: (48) 3665-2261/ 99696 1366

 

 Fotos: Cristiano Estrela/ Secom

Com a presença do ministro Tarcísio Gomes de Freitas, da Infraestrutura, e do governador Carlos Moisés, foi inaugurado nesta segunda-feira, 17, o Berço 4 do Porto de Itajaí, o maior do estado e o segundo do país em movimentação de contêineres. O investimento federal totalizou R$ 161 milhões. Com a nova estrutura, o terminal está apto a receber navios do tipo full container, com até 366 metros de comprimento.

:: VEJA GALERIA DE FOTOS

“É um dia de festa. A gente vem até aqui a Itajaí para agradecer ao governo federal. O Governo do Estado também já investiu quase R$ 130 milhões na bacia de evolução e daqui é possível ver as máquinas que vão ajudar na evolução desse porto, que gera emprego e renda para a região”, salientou Moisés em seu discurso.

O ministro, por sua vez, disse ter feito questão de participar do ato para ver de perto a entrega de um trabalho que exigiu tanto esforço. De acordo com ele, o Porto de Itajaí não deve nada aos terminais privados.

“Nao tem nada melhor do que sair do gabinete em Brasília para desenvolver senso de urgência. Parabéns aos colaboradores do Porto e a todos que permitiram que essa obra se tornasse realidade”, discursou.

Já o prefeito de Itajaí, Volnei Morastoni, destacou que, com a entrega da obra, o Porto de Itajaí passa a atuar em sua plenitude, com os quatro berços em funcionamento. Ele ainda relembrou que a entrega, somada a importantes obras realizadas nos últimos anos - como a dragagem do canal para 14 metros -,coloca o terminal entre os mais competitivos do continente.

Manhã de debates sobre Infraestrutura

Após liberar para o tráfego os primeiros oito quilômetros da duplicação da BR-470, entre Gaspar e Ilhota, o ministro e o governador participaram de uma reunião do Fórum Parlamentar Catarinense em Itajaí. Ali, no auditório da Associação dos Municípios da Foz do Rio Itajaí (AMFRI), o ministro Tarcísio destacou que a entrega da duplicação da BR-470 vem sendo tratada como a prioridade número 1 para Santa Catarina.

Segundo Freitas, que também destacou os trabalhos nas BRs 280 e 282, a realidade é de orçamento reduzido e por conta disso faz-se necessário centrar esforços nas frentes de trabalho já abertas. “Se o dinheiro é pouco, você tem que concentrar nas ações em andamento e depois estabelecer novas prioridades”, disse o ministro, que acrescentou ainda ser possível liberar até 20 quilômetros de duplicação da BR-470 até o fim do ano.

Sobre a agenda no Vale do Itajaí, o governador Moisés fez questão de ressaltar a parceria com o governo federal: “O momento é de agradecer a sensibilidade com que o ministro Tarcísio comanda a sua pasta. O caminho é esse: de estabelecer prioridades. Se pulverizarmos os recursos, vira uma colcha de retalhos”.

Informações adicionais para a imprensa
Leonardo Gorges
Assessoria de Imprensa
Secretaria Executiva de Comunicação - SECom
E-mail: leonardogorges@secom.sc.gov.br 
Fone: (48) 3665-3045
Site: www.sc.gov.br 
www.facebook.com/governosc e @GovSC 

 Foto: Mauricio Vieira/ Secom

Um passo importante para a logística na região do Vale do Itajaí foi dada na manhã desta segunda-feira, 17. O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) liberou para o trânsito um trecho de aproximadamente oito quilômetros da obra de duplicação da BR-470, entre Gaspar e Ilhota. O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, liderou o ato, acompanhado pelo governador de Santa Catarina, Carlos Moisés.

:: VEJA GALERIA DE FOTOS

Desde o início do ano, Moisés vem cobrando do Governo Federal mais celeridade nas obras rodoviárias em Santa Catarina, em especial a BR-470. O governador considera a infraestrura como prioridade para o desenvolvimento do estado. Já o ministro disse que reconhece a importância da duplicação para a região e o estado.

"A BR-470 é uma prioridade para o Governo Federal. A gente sabe que tem muita coisa que pode ser liberada, dependendo de aporte de recursos, e vamos providenciar", afirmou Freitas. "Tenho certeza que até meados do ano que vem teremos uma boa parte desse trecho já liberada. A ideia é que até 2021 tenhamos essa obra concluída por inteiro", acrescentou.

Pouco antes da abertura do tráfego no trecho entre Ilhota e Gaspar, o ministro e o governador transitaram pela BR-470 para conferir o andamento dos trabalhos. Os secretários de Estado Douglas Borba (Casa Civil) e Carlos Hassler (Infraestrutura) participaram da agenda na rodovia, assim como parlamentares e engenheiros que atuam na obra.

"Esta estada em Santa Catarina vai ser muito importante para acompanhar o andamento dos trabalhos e discutir os cronogramas dessas intervenções e a alocação de recursos para o ano que vem", considera o ministro da Infraestrutura.

Depois da vistoria na BR-470, o governador e o ministro seguiram para a reunião da Fórum Parlamentar Catarinense, em Itajaí. À tarde, eles participam da inauguração do Berço 4 do Porto de Itajaí. A agenda de hoje ainda prevê uma vistoria no Contorno Viário da Grande Florianópolis.

Informações adicionais para a imprensa
Renan Medeiros
Assessoria de Imprensa
Secretaria Executiva de Comunicação - SECom
E-mail: renan@secom.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-3058 / (48) 99605-9196
Site: www.sc.gov.br 
www.facebook.com/governosc e @GovSC

Página 80 de 557

Conecte-se