A EEB Jerônimo Coelho será revitalizada e ampliada, com a  intenção de funcionar um colégio militar, após encaminhamento dado pela Secretária de Estado da Educação. Na tarde desta quinta-feira, 6, o secretário executivo da ADR Tubarão, Samuel Silva, o gerente de Infraestrutura, Eduardo Blasius, o prefeito de Laguna, Mauro Candemil, as supervisoras da Gerência de Educação de Laguna, juntamente com o chefe de gabinete da Secretaria de Estado da Educação, Wilson Pereira, fizeram a vistoria da escola antes da restauração e reforma com o diretor da empresa vencedora da licitação, a Camilo e Ghisi de Tubarão, Silvio Ghisi. As obras estão previstas para iniciar no início da próxima semana.

A restauração será feita numa área de 1.566,06 metros quadrados, ampliação com área de 978,63 metros quadrados e a construção de uma quadra de esportes coberta de 299,90 metros quadrados. A obra custará R$ 3,5 milhões.

A ideia é implantar o Colégio Militar no município dedicado à educação de crianças e jovens. A Secretaria de Estado da Educação deverá se pronunciar sobre como será o andamento da implantação e matrículas, devido a tramitação e análise da legislação que regulamentará o funcionamento dos Colégios Militares em Santa Catarina.

Em 2017, iniciou o processo para a transferência de alunos do Jerônimo Coelho, remoção de funcionários e toda uma logística de material, arquivo de documentos e mobília. Os 210 estudantes do Jerônimo foram realocados na EEM Almirante Lamego, também no centro histórico.

A escola é a segunda mais antiga de Santa Catarina, o prédio foi inaugurado em 1912.

"Talvez esta seja a maior obra numa unidade escolar sob a jurisdição da ADR Tubarão. A início das obras será em imediato", afirma o secretário da ADR  Tubarão, Samuel Silva.

Informações adicionais para a imprensa:
Mylene de Quadra Salgado
Assessoria de Comunicação
Agência de Desenvolvimento Regional de Tubarão
E-mail: imprensa@tro.adr.sc.gov.br
Telefone: (48) 3631-9125 / 9157-0312
Site: sc.gov.br/regionais/tubarao

Nesta quinta-feira(22), a ADR Tubarão entregou à comunidade escolar da Escola de Educação Básica São Ludgero o projeto para reforma e ampliação - com um orçamento inicial de R$ 3,9 milhões - que contemplará cinco salas de aula, adequação da acessibilidade, prevenção de incêndio, reforma do ginásio e novas arquibancadas, novos laboratórios de física, química, biologia, matemática.   

A empresa E+Plan Engenharia Ltda. foi contratada para elaborar o projeto no valor de R$ 49,9 mil. A parte de ampliação numa área de 717,20 metros, no valor inicial orçado de R$ 1.337.536,99; a reforma que abrangerá uma área de 3.772,51 metros quadrados terá um investimento de R$ 2.651.334,06 - totalizando uma área de 4.489,71 metros quadrados e um investimento de R$ 3.988.871,05. 

Fundada em 1912 por religiosos, a EEB São Ludgero conta hoje com 1.300 alunos do ensino fundamental e médio. A escola ainda preserva a arquitetura do começo do século passado, tendo um valor histórico para a cidade e região inestimável. 

“A nossa parte está concluída hoje, entregamos o projeto completo, onde a comunidade escolar terá uma nova e mais segura estrutura para abrigar todo o corpo docente desta unidade escolar, após os trâmites burocráticos. Hoje é apenas o início do processo.  Agora é tentar incluir esta escola no orçamento do próximo ano”, destaca o secretário executivo, Samuel Silva. 

A Diretora Geral da instituição, Angelina Walter Sizenando Veronez, agradeceu a todos para que o projeto se tornasse realidade e o envolvimento de toda a comunidade. 

“O prédio tem 106 anos, e aproximadamente dez anos é pedido a reforma e ampliação. O último investimento expressivo foi realizado há 20 anos,” conta. 

Estavam presentes o engenheiro civil da ADR Tubarão, Richard Botega, prefeito de São Ludgero, Ibaneis Lembeck, o Iba, o deputado estadual eleito e ex-prefeito de São Ludgero, Volnei Weber.

Quatro escolas serão reformadas e ampliadas na região Sul, utilizando um montante de R$ 4,5 milhões, com recursos do Governo Estadual. A ADR Tubarão fez os projetos e o processo licitatório destas reformas, ampliações e a contratação das empresas para executar os serviços, em escolas de Sangão, Laguna e duas em Capivari de Baixo, beneficiando mais de dois mil alunos. As assinaturas ocorreram na última quarta-feira (14).

O primeiro ato de assinatura do contrato aconteceu para a restauração com área de 1.566,06 metros quadrados, ampliação com área de 978,63 metros quadrados e a construção de uma quadra de esportes coberta de 299,90 metros quadrados da EEB Jerônimo Coelho no município de Laguna. A obra custará R$ 3,5 milhões, com prazo de iniciar em imediato. O ato aconteceu na prefeitura de Laguna.    

A ideia é implantar o Colégio Militar no município dedicado à educação de crianças e jovens. A Secretaria de Estado da Educação deverá se pronunciar sobre como será o andamento da implantação e matrículas, devido à tramitação e análise da legislação que regulamentará o funcionamento dos Colégios Militares em Santa Catarina.

Em 2017, iniciou o processo para a transferência de alunos do Jerônimo Coelho, remoção de funcionários e toda uma logística de material, arquivo de documentos e mobília. Os 210 estudantes do Jerônimo foram realocados na EEM Almirante Lamego, também no centro histórico.

A escola é a segunda mais antiga de Santa Catarina, o prédio foi inaugurado em 1912.

Sangão

No município de Sangão, a escola que receberá melhorias será a EEB. Maria Duarte Vasconcelos, onde será executada a reforma, ampliação e cobertura da quadra coberta desta unidade escolar no valor de R$ 560 mil, com prazo de execução de 180 dias a partir do recebimento da ordem de serviço. A empresa vencedora da licitação foi a Camilo e Ghisi de Tubarão. Com esta reforma esta unidade escolar terá auditório, pátio e quadra coberta, o que dará segurança e mais salas de aula. Hoje a escola tem 747 alunos matriculados.

Capivari de Baixo 

 

Duas escolas estaduais em Capivari de Baixo receberão melhorias em sua estrutura: a EEB. Tereza Martins de Brito e EEB. Otto Feuerschutte.  Na primeira escola, será realizado a reforma e ampliação no valor de R$ 243 mil, com contrato imediato com a empresa KM Indústrias de Esquadrias Metálicas Eireli, onde será feito pintura, troca de portas, reforma na parte elétrica. Hoje ela conta com 605 alunos matriculados.

A outra ordem de serviço que será assinada será a reforma e ampliação da EEB. Otto Feuerschutte, no valor de R$ 223 mil e será executado pela empresa Versátil Construções. Com a reforma a troca de forro e telhado, mais a pintura desta escola, trazendo segurança para  660 alunos.

“Corremos contra o tempo para dar início a estas importantes obras que beneficiarão a educação da nossa região. Serão R$ 4,5 milhões investidos, que favorecerão mais de dois mil alunos. Agradeço a toda equipe da ADR que tornou estas ordens de serviço uma realidade,” destaca o secretário da ADR Tubarão, Samuel Silva.

A 19ª Gerência Regional de Educação, por meio da Supervisão de Gestão Escolar da Unidade de Atendimento de Braço do Norte, realizou na tarde da última quarta-feira, dia 07 de novembro, no auditório da UA/ Braço do Norte, o Seminário de Socialização de Atividades de Aprendizagem desenvolvidas nas quatro escolas estaduais que fazem parte do ProEMI- Programa de Ensino Médio Inovador. Sendo elas: EEB São Ludgero (São Ludgero), EEB Dom Joaquim (Braço do Norte), EEB Fridolino Hulse (São Martinho) e EEB Profº Aldo Câmara (Santa Rosa de Lima).

O principal objetivo do Programa é oportunizar ao adolescente e ao jovem a ampliação do tempo escolar, garantindo a formação integral com a inserção de atividades que tornem o currículo mais integrado, dinâmico, com conteúdos curriculares organizados a partir de um planejamento interdisciplinar construído coletivamente.

As escolas contaram com o tempo de 30 minutos para realizaram as apresentações de três projetos cada, possibilitando assim o compartilhamento de saberes, experiências e ideias práticas educativas.

Ao final das apresentações a Profª Beatriz Verges Fleck, que participou do evento representando a Secretaria de Estado da Educação, destacou sobre  a importância do programa – “ os métodos de aprendizagem  para todas as escolas participantes e todo o trabalho realizado nas escolas da Unidade de Atendimento, em relação ao aproveitamento do tempo, no incentivo à pesquisa e inovação e a união de todos em prol de uma educação de qualidade, é o que devemos priorizar,” destacou.