Seara - Congresso Joguinhos

Foto: Glauco Benetti/ADR Seara

Mais de 150 atletas devem participar da etapa microrregional dos Joguinhos Abertos de Santa Catarina de 12 a 14 de maio, em Seara. Nesta segunda-feira, 24, a Regional de Seara realizou o congresso técnico com diretores esportivos dos oito municípios de abrangência. Já estão confirmadas oito equipes no futsal masculino e três no feminino.

De acordo com o integrador educacional Jadimar Frigeri, no congresso técnico foram discutidos o novo regulamento, a elaboração da tabela de jogos, o sorteio e composição das chaves.

Neste ano, a competição segue um novo formato. O campeão em cada modalidade participa da etapa seletiva (de 23 a 25/06) com os campeões das Regionais de Concórdia e Joaçaba.

A abertura oficial será realizada no dia 12, às 18h30 no Centro Educacional e Esportivo Carecão.

Mais informações para a imprensa
Glauco Benetti
(49) 3452-8610 / 98837-7430
comunicacao@sar.sdr.sc.gov.br

A Secretaria de Estado de Educação (SED) enviou um documento orientativo às 1.080 escolas da rede sugerindo ações preventivas e interventivas aos casos do Desafio Baleia Azul, “jogo” que estimula a baixa auto-estima dos jovens por meio de desafios ameaçadores colocando em risco a própria vida. Por meio da política do Núcleo de Educação, Prevenção, Atenção e Atendimento as Violências na Escola (Nepre) educadores irão promover encontros para esclarecimentos, palestras e debates com os estudantes e a família na escola.

Seara - Professores recebem capacitação para orientar trabalhos de iniciação científica

Foto: Glauco Benetti/ADR Seara

Professores da Regional de Seara participaram, nesta quarta-feira, 19, de uma capacitação para elaboração e orientação de trabalhos de iniciação científica. A realização é da Gerência Regional de Educação em parceria com a Universidade do Contestado (UnC) de Concórdia. Foram abordados os aspectos pedagógicos das feiras de Matemática, de Ciência e Tecnologia e Mostra Científica da Região do Contestado de Santa Catarina (Mocisc).

As palestrantes e coordenadoras da Mocisc, Elisete Barp e Celí Araldi Favassa, enfatizaram as etapas do projeto, como elaborar um resumo expandido, o pôster para apresentação, regulamentos e prazo de inscrição.

Para o integrador de ensino, Jadimar Frigeri, a capacitação garante melhoria dos trabalhos na região. “Graças a este enfoque e a parceria com instituições de ensino superior, conseguimos estimular o senso crítico dos alunos e incentivar a iniciação cientifica. Os trabalhos da Regional de Seara são sempre muito bem avaliados no cenário estadual. E em 2016, garantiram cinco bolsas de estudo do CNPQ (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico)”, ressalta.

As etapas regionais da 10ª Feira de Ciência e Tecnologia, da 9ª Feira Regional de Matemática e da 7ª Mocisc serão realizadas em 17 agosto de 2017, classificando 23 trabalhos para as etapas estaduais das feiras.

Mais informações para a imprensa
Glauco Benetti
(49) 3452-8610 / 98837-7430
comunicacao@sar.sdr.sc.gov.br

Seara - Saberes e Sabores
Fotos: Glauco Benetti/ADR Seara

Para celebrar o Dia do Índio, a Escola Indígena Cacique Pirã de linha Toldo Pinhal, Seara, realizou a manifestação cultural “Saberes e Sabores”. Onde outras escolas são convidadas para conhecer suas danças, músicas, pinturas corporais, rituais e comidas típicas. Este é a terceira edição da atividade que se estende até quinta-feira, 20.

Na terça-feira, 18, as Escolas Estaduais Marcolino Pedroso, de Arabutã, e Prof. Luiz Sanches Bezerra da Trindade, de Xavantina, participaram da programação, contribuindo com apresentações das culturas italiana e alemã.

Seara - Saberes e Sabores

De acordo com o coordenador pedagógico da EI Cacique Pirã, Adroaldo Antonio Fidelis, a iniciativa apresenta e da visibilidade à cultura indígena. “Esta interação oportuniza a quebra de estereótipos sobre os índios. Hoje vivemos de maneira moderna, com acesso as tecnologias, mas sem abandonar as nossas tradições. O conhecimento é nossa melhor arma contra o preconceito”, destaca.

Seara - Saberes e Sabores

Para a diretora de Arabutã, Marlise Kaster, as danças e a alimentação foram os aspectos mais marcantes. “Essa foi uma experiência muito positiva. Essa diversidade cultural é muito importante para a formação dos alunos”, explica.

Para encerrar as apresentações culturais os alunos e professores das três escolas participaram de uma grande dança de integração.

Saberes e Sabores

Os alunos da EI Cacique Pirã apresentam a língua Kaingang, as danças indígenas, os clãs kamé e kairú, os pratos típicos como o bolo de milho ralado, o fuá (planta cozida e temperada), o ẽmĩ (bolo assado na brasa), tatu, quati, rã e varana (planta refogada).

Enquanto os alunos das escolas Marcolino Pedroso apresentaram danças alemãs, músicas, o idioma e a tradicional cuca. Os estudantes da escola Prof. Luiz Sanches Bezerra da Trindade apresentaram um pouco da história de Xavantina e dos imigrantes italianos e seus pratos típicos como a polenta e o salame.

Kaingangs

O mito de origem diz que os primeiros desta etnia saíram do chão, por isso tem a cor da terra. Chefiados por dois irmãos gêmeos, Kañerú e Kamé, cada um trouxe um grupo de pessoas de ambos os sexos. Kamé e kairú são os clãs Kaingangs dentro da tribo de linha Toldo Pinhal.

Mais informações para a imprensa
Glauco Benetti
(49) 3452-8610 / 98837-7430
comunicacao@sar.sdr.sc.gov.br