Foto: James Tavares/Arquivo Secom

A lei que regulamenta a produção e comercialização de queijos artesanais de leite cru no Estado de Santa Catarina já está em vigor. Foi sancionada pelo governador Raimundo Colombo nesta terça-feira, 16, e publicada no Diário Oficial desta quarta-feira, 17, a lei número 17.486, de autoria do deputado estadual João Amin.

Pela lei, é considerado queijo artesanal aquele elaborado com leite cru da própria fazenda, com métodos tradicionais, com vinculação ao território de origem, conforme Regulamento Técnico de Identidade e Qualidade (RTIQ) estabelecido para cada tipo e variedade, sendo permitida a aquisição de leite de propriedades rurais próximas desde que atendam todas as normas sanitárias pertinentes. Poderão constituir a fórmula dos queijos artesanais os seguintes itens: leite cru, condimentos naturais, corantes naturais, coalhos/coagulantes, sal (cloreto de sódio ou outro que exerça a mesma função), fermentos e outras substâncias de origem natural, permitindo-se a utilização de aditivos descritos nas receitas originais.

A queijaria deve dispor de ambientes adequados para recepção do leite, higienização de mãos e calçados (barreira sanitária), fabricação, embalagem, estocagem (quando necessário), expedição e almoxarifado.

A lei determina, ainda, que a inspeção e a fiscalização industrial e sanitária da produção do queijo artesanal serão realizadas periodicamente pelo órgão de controle sanitário. Também serão realizados regularmente exames laboratoriais de rotina para atestar a qualidade do produto final.

Informações adicionais para a imprensa:
Alexandre Lenzi
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: lenzi@secom.sc.gov.br
Telefone: (48) 3665-3018 / 98843-4350
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e @GovSC

Produtores de São Joaquim recebem orientação para realizar o cadastramento da Safra Cidadã

Fotos: Elenise Melo Nunes/ADR São Joaquim

Foi realizada nesta terça-feira, 16, no Auditório do Sindicato Rural de São Joaquim uma reunião de sensibilização com os produtores rurais para o Cadastramento da Safra Cidadã. O objetivo do cadastramento é conhecer os trabalhadores que atuam na safra da maçã, como por exemplo, de onde vem, como chegam ao município e através de quem? Atualmente São Joaquim não possui dados com o número de pessoas que estão trabalhando na safra. Portanto, é necessário fazer um banco de dados, com números precisos, para que o município esteja preparado para os serviços nas áreas da saúde,educação e no âmbito social, além de auxiliar o trabalho da segurança pública.

O promotor de justiça, Gilberto Assink explica que a intenção do cadastramento não é  limitar aqueles que querem trabalhar. “O que se busca é a organização e a identificação dos trabalhadores, evitando que maus elementos, muitas vezes mal intencionados, com mandado de prisão em aberto, se infiltrem nos pomares para cometerem delitos. Mas de nada adianta falarmos, se não agirmos, por isso pedimos que multipliquem estas informações para que os fruticultores exijam dos seus trabalhadores o cadastramento”, afirmou o promotor.

Produtores de São Joaquim recebem orientação para realizar o cadastramento da Safra Cidadã

A assistente social do município, Lusiane Zandonadi, explica que os trabalhadores devem comparecer na Amap para fazer o cadastramento. “Também é possível os produtores retirarem as fichas na Amap e levarem para preencher em sua propriedade, com os funcionários que já são seus colaboradores. É muito importante preencher os dados corretamente”, afirmou.

A secretária executiva da Agência de Desenvolvimento Regional ADR São Joaquim, Solange Scortegagna Pagani, reforça a importância desta ação. “Precisamos e queremos que pessoas de bem venham trabalhar na nossa Safra, onde se produz as melhores maçãs do Brasil, mas acima de tudo queremos viver em uma cidade segura e com qualidade de vida”, destacou a secretária.

O cadastramento Safra Cidadã surgiu após as reuniões do Programa Crescendo Juntos, do Governo do Estado, que apontou a necessidade de organização na identificação dos trabalhadores temporários na área da fruticultura. O cadastramento é uma ação realizada pela Associação dos Produtores de Maçã de Santa Catarina - AMAP, com o apoio da Agência de Desenvolvimento Regional ADR São Joaquim, Prefeitura, Ministério Público, Polícia Militar, Polícia Civil e Sindicato dos Trabalhadores Rurais.

A Amap está localizada na Rua Lauro Muller, nº 67, próximo à Prefeitura. O horário de atendimento é das 8 às 11h30min e das 13h30min às 17h30min.

Informações adicionais para a imprensa:
Elenise Melo Nunes
Assessoria de Comunicação
Agência de Desenvolvimento Regional de São Joaquim
E-mail: imprensa@sjq.sdr.sc.gov.br 
Telefone: (49) 3233-8301 / 99102-5054 / 99148-1016
Site:sc.gov.br/regionais/saojoaquim

 


Foto: Elenise Melo Nunes/ADR São Joaquim

A Agência de Desenvolvimento Regional de São Joaquim e a Associação de Deficientes Visuais de São Joaquim (Adeve) assinaram nesta segunda-feira, 15, no auditório da ADR, o termo de concessão de uso de bem público. O Governo do Estado concede por 20 anos uma área de 450 metros quadrados, que tem como finalidade dar continuidade ao desenvolvimento das atividades da associação.

O ato contou com a presença da secretária executiva da Agência de Desenvolvimento Regional de São Joaquim, Solange Scortegagna Pagani; o presidente da Adeve, Joatan Medeiros Nunes; o prefeito de São Joaquim, Giovani Nunes; e o presidente da Câmara de Vereadores, Sergio Luiz Oliveira, além de associados da Adeve e gerentes da ADR.

O secretário da Adeve, Ferdinando Mondadori Neto, ressaltou a importância do apoio do Governo do Estado. “Agradecemos o Governo e ao governador Raimundo Colombo pela concessão do terreno para nossa instituição. Agora vamos buscar apoio para construir nossa sede, onde queremos prestar serviços para a comunidade e para os associados, como emissão de carteiras de passe livre, confecção de artesanatos, entre outras atividades e eventos”, destacou.

Atualmente a instituição possui 45 associados, número que deve crescer a partir da construção da sede.

Informações adicionais para a imprensa:
Elenise Melo Nunes
Assessoria de Comunicação
Agência de Desenvolvimento Regional de São Joaquim
E-mail: imprensa@sjq.sdr.sc.gov.br 
Telefone: (49) 3233-8301 / 99102-5054 / 99148-1016
Site:sc.gov.br/regionais/saojoaquim


Foto: Julio Cavalheiro/Secom - 19/12/2017

O Governo do Estado realiza balanço das ações desenvolvidas em 2017 nos seis municípios de abrangência da ADR São Joaquim. O destaque do ano passado na região foi a inauguração da reabilitação da rodovia SC-110 e SC-390, trecho de 50 quilômetros, entre São Joaquim, passando pela cidade de Bom Jardim da Serra até o alto da Serra do Rio do Rastro, com investimentos de R$ 38 milhões. Fundamentais para o turismo e o desenvolvimento econômico da região, as obras de revitalização garantem mais segurança aos motoristas que trafegam pelas rodovias da Serra catarinense.


Foto: Julio Cavalheiro/Secom - 19/12/2017

A rodovia SC-114 também recebeu investimentos expressivos, como a reconstrução da SC-114, entre São Joaquim e Painel, com uma extensão de 55 quilômetros, inaugurada em março, onde foram aplicados R$ 87 milhões. Destaque também para o trecho de cinco quilômetros da Rodovia Caminhos da Neve, em São Joaquim, executado pelo Batalhão Ferroviário, com recursos do Governo do Estado, que garantiu R$ 9 milhões no convênio atual. A estrada Caminhos da Neve liga as serras catarinense e gaúcha. Dos 29 quilômetros do trecho catarinense, 14 já estão pavimentados e cinco estão em execução.

ADR São Joaquim realiza balanço anual de ações do Governo Estado na região
Foto: Elenise Melo Nunes/ADR São Joaquim

A secretária executiva da ADR São Joaquim, Solange Scortegagna Pagani, comemora os resultados de 2017, mesmo em ano com muitas dificuldades financeiras. “Fechamos 2017 com grandes conquistas, com a conclusão e a inauguração de importantes obras, principalmente com rodovias revitalizadas que, além de proporcionarem mais segurança, também possibilitam o desenvolvimento econômico da região”, destacou a secretária.

Confira as principais ações do Estado em cada cidade da Regional:

Bom Jardim da Serra: A Reabilitação da SC-110/SC-390 entre o alto da Serra do Rio do Rastro passando por Bom Jardim da Serra até São Joaquim proporcionou a melhoria do pavimento asfáltico, com mais de R$ 38 milhões aplicados nos 50 quilômetros de extensão. Outro aspecto importante da obra foi o reforço na sinalização da rodovia, com maior quantidade de tachinhas e delineadores entre o trecho urbano de Bom Jardim da Serra e o alto da Serra, com o objetivo de facilitar a visibilidade, já que no trecho, além de sinuoso, as condições de neblina são comuns. O comandante do Posto da Polícia Rodoviária do Mirante da Serra, sargento Bonetti, ressalta que a obra é de suma importância para proporcionar aos usuários da rodovia mais segurança. “A sinalização horizontal contribui muito para a diminuição do número de acidentes neste trecho da rodovia, pois nela, temos condições de neblina máxima”, destacou o sargento.

Bom Retiro: Com um investimento de R$ 8,2 milhões, Bom Retiro passou a contar com uma nova escola, inaugurada em agosto. A Escola de Ensino Médio Valmir Omarques Nunes oferece os cursos técnicos em agropecuária e informática. A escola com capacidade para 700 alunos dispõe de 12 salas de aula, sete laboratórios, sendo dois de informática, matemática, química, física, biologia e línguas. Conta ainda com um teatro arena e um auditório com capacidade para 220 pessoas e o Centro Esportivo e Cultural (Ginásio de Esportes), que inclui arquibancadas, palco, sala de jogos e infraestrutura dos vestiários. O prédio possui centro de convivência, biblioteca com dois pisos e centro administrativo integrado com professores.


Foto Arquivo / Escola

São Joaquim: A cidade de São Joaquim ganhou a revitalização das ruas centrais, por meio de um investimento do Governo do Estado, no valor de R$ 7,8 milhões. Executada pela Secretaria de Estado da Infraestrutura, a obra incluiu a construção de calçadas, drenagem, asfaltamento, placas e sinalização de trechos das ruas Murilo Bortoluzzi, Marcos Batista, Egidio Martorano, Lauro Muller, Praça João Ribeiro e Praça Cesário Amarante, além da Manoel Joaquim Pinto e Major Jacinto Goulart, que receberam o pavimento em paver. Foram revitalizados 2,31 quilômetros. Por meio da Agência de Desenvolvimento Regional de São Joaquim, o Governo do Estado também investiu R$ 223 mil na aquisição do mobiliário urbano e paisagismo, deixando a cidade de São Joaquim mais bonita e aconchegante para receber os turistas.


Foto: Elenise Melo Nunes/ADR São Joaquim

Urubici: As ruas Nereu Ramos, no centro e Pedro Custódio foram pavimentadas oferecendo mais mobilidade no município de Urubici, que aplicou R$ 1,5 milhão por meio do Fundo de Apoio aos Municípios (Fundam). A obra possibilitou a ligação asfáltica às principais avenidas Adolfo Konder e Francisco Antonio Ghizoni. Nos seis municípios que compõem a Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) São Joaquim, o investimento do Governo do Estado através do Fundam foi de aproximadamente R$ 9 milhões.

ADR São Joaquim realiza balanço anual de ações do Governo Estado na região
Foto: Elenise Melo Nunes/ADR São Joaquim 

Urupema: Em Urupema estão duas das 11 queijarias em construção realizadas através do Programa SC Rural. As duas queijarias de Urupema somam um investimento de R$ 68,7 mil, sendo R$ 34,3 mil pelo SC Rural e R$ 34,3 mil de contrapartida do produtor, custeado através do FDR – Fundo de Desenvolvimento Rural. A construção das queijarias tem como objetivo a fabricação de queijo artesanal serrano e visa a legalização da produção e comercialização em propriedades de pecuaristas familiares.

Com a construção da queijaria, o produto passará a ter o SIM - Serviço de Inspeção Municipal com possibilidade de equivalência ao SISBI através do consórcio CISAMA e poderá ser comercializado em qualquer parte do país.

A produção de queijo demonstra ser essa uma alternativa de renda viável, capaz de manter os agricultores no meio rural, produzindo um alimento com segurança alimentar e com grande demanda pela sociedade. Juntas, as 11 queijarias construídas nos municípios da ADR São Joaquim somam um investimento de R$ 372,1 mil, sendo pelo SC Rural R$ 180,9 mil.

Rio Rufino: Umas das grandes conquistas de Rio Rufino foi o início das obras do Centro de Referência de Assistência Social (Cras). A obra de 171 metros quadrados começou em novembro, e cada unidade será responsável pela organização e pela oferta de serviços da proteção social básica nas áreas de vulnerabilidade. Serão investidos na unidade aproximadamente R$ 300 mil, incluindo mobiliário.

Informações adicionais para a imprensa:
Elenise Melo Nunes
Assessoria de Comunicação
Agência de Desenvolvimento Regional de São Joaquim
E-mail: imprensa@sjq.sdr.sc.gov.br 
Telefone: (49) 3233-8301 / 99102-5054 / 99148-1016
Site:sc.gov.br/regionais/saojoaquim