Começam nesta quinta-feira, 29, e vão até sexta, 30, as disputas relativas à etapa seletiva aos Joguinhos Abertos de Santa Catarina, em Rio do Sul.  Participam dos Joguinhos Abertos atletas com idade de 15 a 18 anos.

A programação começa às 19h no Ginásio Municipal de Esportes Artenir Werner, no Bairro Canoas, com disputas na modalidade futsal, do naipe feminino, entre as equipes representantes de Rio do Sul e de Pouso Redondo; e termina com a disputa na modalidade de futsal, do naipe masculino, com início às 20 horas, também entre equipes de Rio do Sul e de Pouso Redondo. Taió desistiu por não ter inscritos em tempo hábil.

Sexta-feira, 30, a programação prossegue a partir das 15h, no Estádio Municipal Prefeito Alfredo João Krieck, também no Bairro Canoas, com o jogo na modalidade de futebol de campo, no naipe masculino, entre as equipes de Rio do Sul e de Taió.

 A 24ª edição dos Joguinhos Abertos de Santa Catarina será de 22 a 29 de julho, em Caçador.  O integrador esportivo da ADR de Rio do Sul, Ademar Podgaiesky, informa que até lá, pela ADR de Rio do Sul, ainda serão inclusas as modalidades de Atletismo, Ciclismo, Ginástica Artística, Ginástica Rítmica, Judô, Caratê, Natação, Tênis, Tênis de Mesa e Xadrez.

Informações adicionais para a imprensa:

Homero Buzzi Assessoria de Comunicação
Agência de Desenvolvimento Regional de Rio do Sul
E-mail: imprensa@rsl.sdr.sc.gov.br
Telefones: (47) 3526-3014 / 98855-3946



O secretário executivo da Agencia de Desenvolvimento Regional de Rio do Sul, Ítalo Goral, informa que os pagamentos do transporte escolar para alunos dos ensinos fundamental e médio da rede estadual de Educação na região estão em dia, com o pagamento da quarta parcela feita sexta-feira, dia 23.

O transporte escolar é pago durante o ano em nove parcelas através do Fundo de Educação Básica (Fundeb), e, nesta quarta parcela, coube ao município de Agrolândia o valor de R$ 27.114,33; ao município de Agronômica o valor de R$ 20.738,22; ao município de Braço do Trombudo o valor de R$ 10.177,22; ao município de Laurentino o valor de R$ 18.596,67; ao município de Rio do Oeste o valor de R$ 23.382,67; ao município de Trombudo Central o valor de R$ 17.607,11 e ao município sede da ADR Rio do Sul foi pago o valor de R$88.802,11. O cálculo dos valores é feito conforme o número de alunos existentes em cada município.

O secretário Ítalo afirmou que o pagamento do transporte escolar é resultante de mais uma parceria entre o Governo do Estado e os municípios, para a melhoria da Educação, facilitando o transporte de alunos.

Informações adicionais para a imprensa:
Homero Buzzi
Assessoria de Comunicação
Agência de Desenvolvimento Regional de Rio do Sul
E-mail: imprensa@rsl.sdr.sc.gov.br
Telefones: (47) 3526-3014 / 98855-3946



Termina no próximo dia 30 o prazo de envio das informações para a atualização do Mapa do Turismo Brasileiro. Os dados dos municípios deverão ser inseridos no Sistema de Informações do Programa de Regionalização do Turismo.

Nesta sexta-feira, 23, Rio do Sul sediou o 2º Seminário Regional da Defesa Civil do Estado, no auditório do Instituto Federal Catarinense, com palestras do secretário de Estado da Defesa Civil, Rodrigo Moratelli, e das Diretorias de Resposta e Prevenção. Semana que vem o trabalho continua com oficinas sobre planos de contingência e com reunião do colegiado de Defesa Civil.

Na abertura do evento o secretário regional de Rio do Sul, Ítalo Goral, afirmou que o encontro é para melhorar o funcionamento do novo sistema integrado de proteção e defesa civil, pioneiro na gestão de risco e desastres, vinculando planejamento, comunicação e ações entre municípios, regiões e o Estado. Goral garantiu que ainda neste ano o Centro Integrado de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cigerd), na Capital, será ligado aos 20 centros regionais para dar respostas mais rápidas aos cidadãos, evitando que crises se tornem desastres.

Na palestra de abertura o secretário Moratelli informou que desde maio a secretaria de Estado da Defesa Civil trabalha para fortalecer os municípios atribuindo responsabilidades em casos de desastres naturais tais como enchentes, tornados, alagamentos, deslizamentos, vendavais, temporais, desmoronamentos, chuvas de granizo, ciclones, ressacas e outros fenômenos naturais frequentes em nosso Estado. Para tanto, em parceria com a Federação Catarinense dos Municípios (Fecam), é realizado o 2º Seminário Regional de Proteção de Defesa Civil. "A gente não pode mudar o passado, mas pode prevenir o futuro em todas as 20 coordenadorias da Defesa Civil até setembro", disse Moratelli.

O diretor de Resposta da Defesa Civil do Estado, Anderson Ciotta, disse que os seminários são fundamentais para nivelar e difundir conhecimentos da Defesa Civil, facilitando o trabalho dos municípios na preparação e enfrentamento aos desastres. "Os planos de contingência organizam os órgãos envolvidos na prevenção e resposta, e, na ocorrência de desastres, permitirão aos gestores ações planejadas e pré-estabelecidas, minimizando seus impactos".

Para finalizar o seminário, houve reunião do colegiado de defesa civil para atualizar ações desenvolvidas pela secretaria de Estado da Defesa Civil no âmbito da coordenadoria regional do Alto Vale do Itajaí. Além de palestras, o encontro se estende até a próxima semana com oficinas para sensibilizar os gestores públicos municipais e profissionais das áreas relacionadas à proteção e defesa civil sobre a gestão de risco e desastres. O seminário também propõe o aumento da resiliência local para diminuir os efeitos adversos dos desastres.

Informações adicionais:
Homero Buzzi
Agencia de Desenvolvimento Regional de Rio do Sul
E-mail: imprensa@rsl.sdr.sc.gov.br
Telefones: (47) 3526-3014 / (47) 98855-3946