Joinville conquistou a Olesc pela sétima vez. Foto: Heron Queiroz/Fesporte

Foram sete dias de disputas, com dois adiamentos das provas na modalidade de atletismo devido às fortes chuvas que caíram no Alto Vale do Itajaí. No sábado, 14, chegou ao fim a 17ª Olimpíada Estudantil Catarinense (Olesc), em Rio do Sul. Ao final das competições, Joinville consagrou-se campeão geral com 115 pontos. Foi a oitava vez na história da competição que os joinvillenses conquistam o título máximo e, nos três últimos anos, de forma consecutiva. 

Joinville venceu no masculino do caratê e do tênis e no naipe feminino do atletismo e do tênis de mesa. “No geral, fizemos uma ótima competição e a conquista é resultado de um trabalho de base que vem sendo feito há três anos, e nesta Olesc conseguimos superar adversidades e estamos satisfeitos com o resultado”, disse Kelvin Soares, diretor técnico da Secretaria de Esportes de Joinville. Blumenau obteve o segundo lugar geral, com 99 pontos, seguido de Itajaí, em terceiro lugar com 81 pontos.

Ao avaliar o evento, o prefeito de Rio do Sul, José Thomé, disse que a Olesc trouxe um aporte econômico importante para o comércio local e também uma energia positiva à cidade. “Rio do Sul foi, por sete dias, a capital do esporte de Santa Catarina, e isso nos motiva a pleitear sediar outros eventos da Fesporte no futuro, como a capital do Alto Vale do Itajaí tem feito, sempre, e com sucesso”, destacou.

Para o coordenador geral da Olesc, Mauricio Scharf, a competição foi bastante positiva, pois os jogos transcorreram de forma dinâmica e sem nenhum incidente que atrapalhasse a competição. “Chegamos ao final com a sensação de dever cumprido. Tivemos uma ótima parceria da prefeitura de Rio do Sul, que não mediu esforços para a realização de um grande evento esportivo e uma competição de excelente nível técnico. Nossos objetivos foram alcançados e saímos de Rio do Sul satisfeitos”, concluiu.

A etapa estadual da Olesc em Rio do Sul começou dia 7, com a participação de três mil atletas de 13 a 16 anos de 70 municípios. Eles suaram a camisa e superaram seus limites por medalhas no atletismo, caratê, basquete, ciclismo, futsal, handebol, tênis, tênis de mesa, voleibol e xadrez. A ginástica artística e rítmica foram realizadas em Blumenau, e a natação em Palhoça.

O último dia da Olesc foi marcado por uma ação beneficente. A equipe técnica da Fesporte realizou uma coleta financeira e doou 96 litros de leite ao Lar das Meninas, orfanato de Rio do Sul que atende 35 crianças acolhidas pela justiça em situação de vulnerabilidade. “Assim, os funcionários da Fesporte aderiram à campanha, lançada na cidade, reafirmando a solidariedade humana que os esportes também desenvolvem na sociedade”, destacou Eduardo Marzall, voluntário da instituição. No último dia de competição, foram conhecidos os campeões em ambos os naipes do judô e do basquete, futsal e voleibol no naipe masculino e ainda o naipe feminino do handebol.

A Olesc é uma promoção do Governo do Estado, por intermédio da Fesporte, com parceria da Prefeitura Municipal local e apoio da Agência de Desenvolvimento Regional de Rio do Sul.

Conheça todos os campeões da Olesc 2017

Atletismo masculino:  Joinville

Atletismo feminino:  Blumenau

Basquete masculino: Porto União

Basquete feminino: São Miguel do Oeste

Ciclismo: Içara

Caratê masculino: Joinville

Caratê feminino: Blumenau

Futsal masculino: São José

Futsal feminino: Chapecó

Ginástica artística masculino: São Bento do Sul

Ginástica artística feminino: Blumenau

Ginástica rítmica: Brusque

Handebol masculino: Lages

Handebol feminino: Blumenau

Judô masculino: Itajaí

Judô feminino: Itajaí

Natação masculino: Joinville

Natação feminino: Jaraguá do Sul

Tênis masculino: Joinville

Tênis de mesa masculino: Joaçaba

Tênis de mesa feminino: Joinville

Voleibol masculino: Brusque

Voleibol feminino: Nova Trento

Xadrez masculino: Blumenau

Xadrez feminino: Florianópolis  

Informações adicionais para a imprensa
Antônio Prado
Assessoria de Imprensa 
Fundação Catarinense de Esporte - Fesporte
Fone: (48) 3665-6126/ 99696-3045
E-mail: prado@fesporte.sc.gov.br
Site: www.fesporte.sc.gov.br

 


Foto: Heron Queriz / Fesporte 

A 17ª edição da Olimpíada Estudantil Catarinense (Olesc) começou na noite deste sábado, 7, em Rio do Sul. No ginásio Artenir Werner, a cerimônia empolgou e emocionou a todos, principalmente, aos atletas. O ponto alto foi o abraço entre todos os competidores, durante o discurso do presidente da Fesporte, Erivaldo Caetano Júnior, o Vadinho.

Além da união entre os jovens estudantes, a apresentação do grupo Axé Capoeira, de Rio do Sul, arrancou aplausos de todos no ginásio. Nesta edição, serão mais de três mil atletas que até o próximo dia 14, sábado, irão competir em 11 modalidades. São 72 municípios representados na competição. 

A Olesc foi aberta oficialmente pelo secretário de Turismo, Cultura e Esporte, Leonel Pavan. "Declaro aberta a 17ª edição da Olesc!", disse Pavan. 

Em seu discurso, Erivaldo Caetano Nunes, o presidente da Fesporte reforçou a importância da união entre os atletas e a maneira como uma competição esportiva promove benefícios e transformações sociais.

"Precisamos sempre trabalhar juntos pelo esporte de Santa Catarina. Vou fazer um pedido aqui. As maiores amizades conquistamos é pelo esporte. Então, vocês atletas, que estão todos perfilados, se abracem! Façam amizade e aproveitem isso! Isso é o esporte!", falou Erivaldo Caetano Nunes. 

Entre as autoridades presentes, o secretário executivo da ADR Rio do Sul, Ítalo Goral, o prefeito de Rio do Sul, José Thomé, o seu vice-prefeito, Paulo Cunha, o presidente do Conselho Estadual do Desporto, Alexandre Monguilhott, e o diretor técnico da Fesporte, Dárcio de Saules. Além deles, o coordenador da Olesc, Maurício Scharf, e o gerente de rendimento da Fesporte, Luciano Heck. 

As modalidades da Olesc

Em Rio do Sul serão disputadas 11 modalidades: atletismo, basquetebol, ciclismo, futsal, handebol, judô, caratê, tênis, tênis de mesa, voleibol e xadrez. Isso porque três das 14 modalidades previstas na programação foram antecipadas: natação, ginástica rítmica e ginástica artística.

Municípios acumulam pontos da natação

A natação, que aconteceu em Palhoça, nos dias 16 e 17 de setembro, e teve Joinville como campeão no masculino e Jaraguá do Sul no feminino. A ginástica rítmica teve como campeão o município de Brusque, na competição realizada nos dias 29 e 30 de setembro em Blumenau. Na mesma cidade, também foi realizada a ginástica artística, nos dias 30 de setembro e 1º de outubro, tendo São Bento do Sul como campeão no masculino e Blumenau no feminino.

Com isso, Joinville, Jaraguá do Sul, Brusque, São Bento do Sul e Blumenau saem na frente no quadro de pontuação que se definirá no dia 14. Desde a primeira edição, em 2001, na cidade de Criciúma até a 16ª, em Caçador, o maior vencedor foi Joinville, com oito títulos.

A Olesc é uma promoção do Governo do Estado, por intermédio da Fesporte, em parceria com o município de Rio do Sul e a 12ª Agência de Desenvolvimento Regional.

Informações adicionais para a imprensa
Renan Koerich (48) 9 8802-7742
Assessoria de Imprensa 
Fundação Catarinense de Esporte - Fesporte
Fone: (48) 3665-6126/ 9 9635-9617
E-mail: heronqueiroz@fesporte.sc.gov.br
Site: www.fesporte.sc.gov.br

 

 

O 17ª Olimpíada Estudantil de Santa Catarina (Olesc) coneça nesta sábado, 7, em Rio do Sul e vai até 14 de outubro. Das 14 modalidades em disputa, três foram definidas em Palhoça (natação) e em Blumenau (ginásticas rítmica e a artística).

Neste sábado, 7, a partir das 14h, começam os duelos do xadrez. Na manhã de domingo, 8, são os jogos das modalidades coletivas: voleibol, basquetebol, handebol e futsal. Também no domingo serão os primeiros confrontos do karatê e as primeiras provas do atletismo nos naipes masculino e feminino. Segunda-feira, 9, é a vez do tênis de mesa, e na terça-feira, 10,  começam os jogos do tênis e as provas do ciclismo. A última modalidade a começar será o judô, com lutas a partir das 17h de sexta-feira, 13. No sábado, 14, terminam as modalidades coletivas restantes: basquete, futsal e vôlei masculino, e também o handebol feminino.

Três equipes trabalharam nas melhorias das estruturas esportivas para receber competições nas diversas modalidades em ambos os naipes. Os serviços foram intensificados no Ginásio Municipal Artenir Werner e no Estádio Municipal Alfredo João Krieck, ambos no Bairro Canoas, e na Pista de Bicicross, no Bairro Budag, em Rio do Sul. A EEB Professor Henrique da Silva Fontes, no Bairro Canta Galo, em Rio do Sul, sediará as lutas de karatê e judô, e foram feitas melhorias nos sistemas hidráulico e elétrico, inclusive nas escolas que servirão de alojamento para as delegações. A pista de mountain bike no Bairro Barra do Trombudo está recebendo melhorias. No local acontecerão as disputas de cross country e team relay.

A 17ª Olesc conta com 3.500 atletas de 80 delegações municipais. É realizada pelo Governo do Estado, através da Fesporte e da Agência de Desenvolvimento Regional de Rio do Sul com apoio da Prefeitura Municipal de Rio do Sul.

Informações adicionais para a imprensa:
Homero Buzzi
Assessoria de Comunicação
Agência de Desenvolvimento Regional de Rio do Sul
E-mail: imprensa@rsl.adr.sc.gov.br
Telefones: (47) 3526-3014 / 99905-6336 
sc.gov.br/regionais/riodosul

 

 

Ao término da reunião Devolutiva e Evolutiva da V Conferência Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação, nesta sexta-feira, 6, no Instituto Federal Catarinense de Rio do Sul, foi concebido o Plano de CTI para Santa Catarina. Os representantes governamentais, empresariais, acadêmicos e da sociedade civil, debateram sobre ações estratégicas para o setor.

Após analisar 450 propostas nas mesorregiões catarinenses, o plano buscou atender às necessidades regionais em articulação multi-institucional e resultou nos seguintes termos, conforme quatro esferas.

Em Institucionalização e Inovação, propôs desenvolver modelo de governança do sistema de CTI com restauração do Concite; fortalecer a identidade dos atores de CTI através do engajamento criando agendas conjuntas e instâncias de ações para promover investimentos e financiamentos permanentes, consolidar a rede inovadora promovendo políticas de propriedade intelectual e mapeando ações de capacitação.

Quanto ao Mercado e à Educação, constam linhas para ampliar relações entre universidades e empresas; criar benefícios fiscais para projetos; aprimorar o marco regulatório; potencializar a participação de pesquisadores e empresários com associações e entidades; criar fundo de financiamento para disseminar políticas de apoio à CTI; fortalecer o ensino das Ciência nas escolas, provocar demandas de cursos profissionalizantes e desenvolver alinhamento entre os setores produtivo e as instituições de ensino; expandir programas de bolsas de estudos em pesquisas e desenvolver linhas de fomento.

Em Ciência e Infraestrutura o plano prevê incluir Ciência já no ensino fundamental; desenvolver estratégias para obter incentivos setoriais, identificando as prioridades regionais; promover compartilhamento da infraestrutura entre os agentes e sua aplicabilidade; criar fóruns para divulgar pesquisas, desenvolver mecanismos entre demanda e pesquisadores para formar uma rede de conhecimento e informação através de comitês de integração para fomentar eventos e desenvolver projetos e pesquisas; desenvolver fundos locais para financiar infraestrutura em PDI e universalizar seu uso; desburocratizar marco regulatório e diversificar a matriz de transporte estimulando parcerias para ampliar o serviço.

Em Desenvolvimento Regional o plano inclui tornar as cidades atrativas cultural e turisticamente com produção de arte e cultura, ocupando espaços e capacitando instituições via Conselhos Regionais; consolidar vocações regionais pela inovação a partir de pesquisas e estudos; promover o empreendedorismo em campanhas de conscientização sobre leis específicas e levar conhecimento às escolas sobre direitos humanos.

Quando ao Sistema de Saúde o plano buscará fortalecer boas práticas, integrar os sistemas federal-estadual e municipais; assegurar assistência plena e contínua à população; promover prevenção através de campanhas; planejar inovação fornecendo tecnologias; além de promover lideranças e gestores empresariais e fomentar a fixação de pesquisadores na indústria e no setor governamental.

Ao final do encontro, organizado pela Fapesc e Secretaria de Estado do Desenvolvimento Sustentável, o coordenador executivo da Conferência de Ciência, Tecnologia e Inovação, Roberto Pacheco, alertou a todos sobre o último encontro em dezembro na Fapesc para delinear definitivamente o Plano de CTI para Santa Catarina.

Informações adicionais para a imprensa:
Homero Buzzi
Assessoria de Comunicação
Agência de Desenvolvimento Regional de Rio do Sul
E-mail: imprensa@rsl.adr.sc.gov.br
Telefones: (47) 3526-3014 / 99905-6336 
sc.gov.br/regionais/riodosul