Dia de Ação de Governo - Badesc
Foto: Nery Nader Jr./ADR Mafra

Nesta quarta-feira, 12, o presidente da Agência de Fomento do Estado de Santa Catarina (Badesc), José Claudio Caramori, participou, na região da Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de Mafra, da iniciativa Dia de Ação de Governo.

O projeto, desenvolvido pela Secretaria de Assuntos Estratégicos, vinculada à Casa Civil, a pedido do governador Raimundo Colombo, busca aproximar o governo central de todas as regiões do Estado. A ideia é disseminar a descentralização e compartilhar informações com os moradores e as entidades de cada região, além de conhecer os seus anseios.

Na segunda edição do evento na região da ADR Mafra, Caramori participou, no auditório do Centro Empresarial de Mafra, de um encontro com empresários e lideranças de vários municípios da região, explicando um pouco mais sobre os produtos na linha de crédito para os setores público e privado.

O presidente do Badesc foi recepcionado pelo presidente da Associação Comercial de Mafra, Antônio Carlos Tibusrke, pelo prefeito de Mafra, Wellington Bielecki, e pelo secretário executivo da ADR, Abel Schroeder. Todos salientaram a importância do Badesc para alavancar os negócios na região e as ações e obras das prefeituras municipais.

Caramori estava acompanhado do diretor Administrativo e Financeiro Olívio Karasek Rocha, da gerente de Municípios Evelise Sandri e do técnico da Gerência Regional Carlos Liebl. Foram apresentadas algumas das linhas de crédito para o setor privado, como o Inovacred, o Finame (BNDES), o Prodec e o Microcrédito, além das linhas para o setor público, como o Programa Avançar Cidades e o GNV Municípios, entre outros.

José Caramori conheceu as obras da UTI coronariana do Hospital São Vicente de Paulo, que conta com investimento do Badesc na ordem de R$ 2,8 milhões, entre instalações e equipamentos.

No final da manhã, o presidente do Badesc teve a oportunidade de almoçar e conhecer a planta da Companhia Souza Cruz, na cidade vizinha de Rio Negro, no Paraná. O gerente de Operações Industriais do Departamento de Tabaco, Jorge Luiz Bedin, explicou que a companhia adquiriu em Mafra um terreno de 200 hectares para sediar a fazenda experimental onde, em fase inicial, entre 2017 e 2018, serão investidos R$ 4 milhões para implantação de oficinas e máquinas.

Dia de Ação de Governo - Badesc
Foto: Nery Nader Jr./ADR Mafra

No período da tarde, novamente em Mafra, o presidente do Badesc visitou a Rua Pedro Kuss, que recebeu recape asfáltico e meios-fios. A rua é uma das obras de infraestrutura financiadas pela agência. Junto com outras, como a Rua Gustavo Friedrich, que teve a ordem de serviço assinada na última sexta-feira, 7, os investimentos chegam a R$ 1,9 milhão.

Por fim, Caramori conheceu o Cedup de Mafra, que está em sua fase final, com as obras seguindo de forma acelerada, com estimativa de conclusão até o final do ano.

“Tivemos um dia bastante produtivo com lideranças locais e regionais. Pudemos visitar obras financiadas com recursos do Badesc e também do Governo do Estado. Ouvir as demandas das lideranças locais e ter a oportunidade de reforçar o papel da agência como fomentadora de negócios e promotora de desenvolvimento regional é muito gratificante”, destacou José Claudio Caramori.  

Para o secretário executivo Abel Schroeder foi muito importante a vinda do presidente do Badesc. “Ele pôde passar o dia conosco e verificar os investimentos desta agência de fomento na região, nos setores público e privado. Além do que foi uma grande oportunidade para que os empresários locais conhecessem as linhas de crédito oferecidas por esta agência”, finalizou.

 Mais informações para a imprensa:
Nery Nader Jr.
Assessoria de comunicação
Agência de Estado de Desenvolvimento Regional de Mafra
E-mail: imprensa@mfa.sdr.sc.gov.br
Telefone: (47) 3647-0017 / 99240-5668
Site: www.adrs.sc.gov.br/adrmafra

Na manhã desta terça-feira, 11, o secretário de Estado da Saúde, Vicente Caropreso, participou da reunião da Comissão de Intergestores Regional, que ocorreu em São Bento do Sul, e contou com a participação de cerca de 60 gestores, entre secretários e gerentes de saúde.

Durante sua fala, o secretário fez falou sobre os desafios da Secretaria de Estado da Saúde (SES), e de algumas das ações já feitas ao longo dos seis meses de gestão, além das metas para os próximos meses. “Temos que manter com qualidade os serviços essenciais para gerar resolutividade e, acima de tudo, utilizar com justiça os recursos destinados à saúde da população catarinense,” disse.

Os secretários de saúde também pontuaram algumas dificuldades e possíveis soluções para os problemas enfrentados no dia a dia. E ainda assistiram uma apresentação elaborada pela Secretaria de Saúde de Joinville referente ao Núcleo de Apoio Técnico (NAT) para resolutividade de questões de judicialização.

Texto: Paulo Goeth

Mais informações para a imprensa:
Suelen Costa
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Saúde
Fone: (48) 3664-8820 / 99113-6065
E-mail: imprensa@saude.sc.gov.br
Site: portalses.saude.sc.gov.br

Foto: Epagri Mafra

Em Santa Catarina, a citricultura teve início na segunda metade do século passado, com as primeiras tentativas de cultivo comercial de laranjas, tangerinas e limões. Na década de 1970, a extinta Associação de Crédito, Assistência Técnica e Extensão Rural de Santa Catarina (Acaresc) implantou o Programa de Fruticultura Tropical, fomentando a implantação de pomares comerciais de citros, inclusive do limão siciliano para extração do óleo essencial da casca.

Seguindo estes passos, a Epagri, sucessora da Acaresc, mantém vários trabalhos direcionados ao cultivo de citros. Além disso, aborda temas desta cadeia produtiva em capacitações para técnicos e empreendedores rurais. No Planalto Norte, a mais recente ação foi realizada na última terça-feira, 5, em Mafra, com a participação de extensionistas das regionais da Epagri de Mafra e Canoinhas, além de funcionários da Cidasc e Embrapa e demais profissionais interessados.

O tema foi a citricultura de mesa voltada ao Planalto Norte, com destaque para tópicos como cultivares potenciais e tratos fitossanitários no pomar. Na parte teórica, ministrada no período da manhã pelos engenheiros agrônomos Luana Maro (pesquisadora da Estação Experimental da Epagri de Itajaí) e Thiago Romanholi Santiago (Cidasc), foram apresentadas as diversas cultivares com potencialidade produtiva na região e a legislação fitossanitária vigente para a citricultura.

Já no período da tarde foi realizada a parte prática, com visita ao pomar comercial de Joaquim Lima, no qual são conduzidas diversas variedades de tangerinas e laranjas de mesa (sem sementes) testadas e validadas há alguns anos pela Embrapa de Canoinhas. A visita foi de extrema importância para a capacitação, possibilitando o contato efetivo com o pomar e o entrosamento com o citricultor, com temas como gargalos e potencialidades do sistema produtivo destacando-se na visita.

De acordo com a avaliação do Extensionista Rural e Coordenador de Projeto de Fruticultura da Epagri no Planalto Norte, Jânio José Seccon, o evento superou as expectativas e novas demandas na área de citros já estão sendo consideradas. “Temos potencial para aumentar a produção de citros de mesa no Planalto Norte Catarinense, o que possibilita, além da diversificação da propriedade rural, uma renda extra ao produtor familiar. Temos a possibilidade de iniciar uma inovação na citricultura catarinense”, concluiu. “É difícil encontrar um pomar com frutas de qualidade como este em Santa Catarina”, resumiu a pesquisadora Luana Maro.

 Mais informações para a imprensa:
Nery Nader Jr.
Assessoria de comunicação
Agência de Estado de Desenvolvimento Regional de Mafra
E-mail: imprensa@mfa.sdr.sc.gov.br
Telefone: (47) 3647-0017 / 99240-5668
Site: www.adrs.sc.gov.br/adrmafra


Foto: Edson Antocheski/Coordenador Regional da Defesa Civil

Na terça e quarta-feira, 4 e 5, foram instalados em Mafra, pela Secretaria de Estado da Defesa Civil, dois kits de transposição de obstáculos. Na Vila Reichter, a estrutura foi instalada sobre o Rio da Areia e possui 15x5m. O investimento foi de R$ 90.480,42, com recursos do Fundo Estadual da Defesa Civil (Fundec). Já em Bela Vista do Sul, sobre o rio Butiá, o kit de 12x5m custou R$ 65.371,68, com recursos do mesmo fundo.

Inicialmente, as cabeceiras precisaram ser construídas pela Prefeitura de Mafra. Após a sua conclusão, os kits, construídos por estruturas de concreto armado pré-fabricadas, foram instalados em pouco mais de três horas. Agora, falta apenas o aterro das cabeceiras, por parte da prefeitura, para ser realizada a liberação total do tráfego.

Os kits são pontes e pontilhões que substituem estruturas geralmente arrastadas pelas águas em enxurradas e enchentes no Estado. Por serem pré-fabricados, apresentam custo 50% mais baixo do que as estruturas convencionais, já que são produzidos em escala industrial. Assim, os kits tornam-se ferramentas importantes diante das intempéries e depreciações que comprometem as pequenas pontes do interior do Estado.

 Mais informações para a imprensa:
Nery Nader Jr.
Assessoria de comunicação
Agência de Estado de Desenvolvimento Regional de Mafra
E-mail: imprensa@mfa.sdr.sc.gov.br
Telefone: (47) 3647-0017 / 99240-5668
Site: www.adrs.sc.gov.br/adrmafra