Governador visitou o novo prédio que recebe investimentos de R$ 100 milhões. Fotos: Pablo Gomes / ADR Lages

Uma das instituições públicas de saúde mais tradicionais de Santa Catarina está prestes a se tornar também uma das mais modernas. Com 73 anos de existência e seis milhões de atendimentos realizados ao longo da história, o Hospital Tereza Ramos, de Lages, passa por uma grande ampliação que contempla mais 122 leitos (92 de internação e 30 de UTI), serviços de urgência e emergência, centro de diagnóstico por imagens, centro cirúrgico e até heliponto para agilizar o transporte aéreo de pacientes.

Maior investimento individual na saúde pública de Santa Catarina, com recursos de R$ 100 milhões do Governo do Estado, as obras chegam neste momento a 80% e contam com quase 100 profissionais trabalhando ao mesmo tempo todos os dias.

A construção do prédio já está pronta, inclusive com os elevadores, janelas, vidros e as instalações elétricas, hidrossanitárias (água e esgoto) e gases medicinais. Agora, estão em andamento o sistema de climatização, pintura interna e externa, colocação dos revestimentos com pastilhas e acabamentos. Subestação de energia, estacionamento, urbanização e paisagismo do pátio também contemplam essa etapa da obra.

Lages - Ampliação do Hospital Tereza Ramos chega a 80%
Nova estrutura contará com os equipamentos mais avançados do mundo

Na sequência, serão colocados os móveis, já licitados, e os equipamentos hospitalares, em licitação. As passarelas metálicas que ligarão a nova estrutura ao atual prédio, passando por cima da Rua Jerônimo Coelho, serão licitadas nas próximas semanas. Já o heliponto está em fase de aprovação na Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

A ampliação beneficiará 800 mil pessoas de 67 municípios catarinenses que encontram no HTR um centro de referência e excelência nos serviços de alta complexidade em cirurgia bariátrica, gestações de alto risco, infectologia, tratamento de queimados e oncologia.

“O Hospital Tereza Ramos contará com o que há de melhor em tecnologia, os equipamentos mais avançados do mundo, e será um dos maiores e mais modernos do Sul do Brasil”, disse o governador ao visitar as obras, na última sexta-feira, 18, na companhia do secretário da Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de Lages, João Alberto Duarte.

Informações adicionais para a imprensa
Pablo Gomes
Assessoria de imprensa
Agência de Desenvolvimento Regional de Lages
E-mail: imprensa.sdrlages@gmail.com
Telefone: (49) 3289-6210 / 99926-6775 / 98839-1727
Site: sc.gov.br/regionais/lages


Fotos: Julio Cavalheiro/Secom

A Polícia Militar Ambiental apresentou ao governador Raimundo Colombo, nesta quinta-feira, 17, em Lages, o aplicativo Ambiental SC, desenvolvido pelo Centro de Informática e Automação de Santa Catarina (Ciasc) e que vai ajudar no trabalho de controle dos javalis, especialmente nas plantações de propriedades rurais da Serra catarinene. O animal é considerado pela União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN) como uma das cem espécies invasoras mais perigosas do mundo e tem causado prejuízos no meio rural.

>>> Galeria de fotos

“Esse é um exemplo da ação do Estado em que, muito pontualmente, a Polícia Ambiental fez o estudo de caso e definiu a melhor forma de atuar, enfrentar o problema e dar à população a resposta mais eficiente e adequada”, destacou o governador Raimundo Colombo.

A ferramenta, desenvolvida pelo Ciasc, possibilita a interação com proprietários rurais, controladores, órgãos públicos e Polícia Militar Ambiental, e deve desburocratizar a expedição de permissões para o abate de javalis em Santa Catarina, além de fornecer dados em tempo real sobre capturas, abates, danos e visualizações dos animais. O aplicativo pode ser baixado no celular ou tablet através das lojas dos sistemas operacionais de cada aparelho. 

Visitas ao Colégio Militar e à obra do Hospital Tereza Ramos

Durante a agenda em Lages, o governador Raimundo Colombo visitou a unidade de Lages do Colégio Militar Feliciano Nunes Pires. Durante as atividades da turma da 6ª série, o governador conheceu a lousa digital que está entre os materiais que foram doados à unidade de ensino pelo Terminal Graneleiro da Babitonga. A lousa permite o aprendizado multimídia com acesso à internet. O colégio também recebeu projetor, tela para projeção e computadores.

A unidade de ensino militar de Lages conta com 140 alunos divididos em duas turmas do sexto ano e outras duas do sétimo ano, vindos de 27 bairros diferentes da cidade. Para o ano que vem, a escola deverá dobrar a capacidade de atendimento.

Nas obras de ampliação do Hospital Tereza Ramos de Lages, 80% concluídas, o governador Raimundo Colombo reforçou que a unidade será uma das maiores, mais modernas e completas do Sul do país. O novo prédio praticamente dobra a capacidade do hospital, com 120 novos leitos. A conclusão da obra está prevista para o mês de novembro deste ano.

Informações adicionais para a imprensa
Francieli Dalpiaz 
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: francieli@secom.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-3018 / 98843-5676
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e @GovSC

 


Fotos: Julio Cavalheiro/Secom

Jovens empreendedores rurais dos municípios de Canoinhas, Mafra, Rio do Sul, São Joaquim e Lages estiveram reunidos na manhã desta quinta-feira, 17, para trocarem experiências e discutirem as oportunidades de desenvolvimento para as pequenas propriedades. O encontro ocorreu na Associação Empresarial de Lages (Acil) e contou com a presença do governador Raimundo Colombo. “Eles são líderes num setor que coloca Santa Catarina como referência tanto em produtividade como na qualidade dos produtos da agricultura. O Estado reconhece essa força e tem investido nos programas que levam melhores condições para que os pequenos agricultores consigam ser competitivos na hora de colher os resultados”, disse Raimundo Colombo.

>>> Galeria de fotos

Segundo o governador, é fundamental que os produtores tenham acesso às novas tecnologias e ferramentas que possam levar mais qualidade de vida ao meio rural. “Isso estimula, especialmente os mais jovens, a permanecerem nas propriedades e fazerem delas um negócio promissor. É o que está permitindo observarmos fenômenos como o que vem ocorrendo, de jovens que estão retornando para produzirem no campo”, observou Colombo.

Foi exatamente o que ocorreu com um jovem casal de Canoinhas, que participou do encontro em Lages. Edinei Wieczorkievicz e Ivonete Coggi deixaram o campo para fazer a vida na cidade, mas, recentemente, retornaram à propriedade do interior de Canoinhas para se dedicar à produção de leite. Não foi só retornar, foi preciso reformular todo o modelo de produção, tarefa que conseguiram executar com recursos do programa SC Rural. Uma das providências foi aumentar o rebanho de quatro para 14 vacas leiteiras, hoje eles conseguem uma produção diária de 20 litros por cabeça, o suficiente para manter o custo de vida.

“A forma como os meus pais faziam já não era a mais adequada para conseguir agregar valor ao que produzimos, e o que nos traz a esses encontros é a vontade de conhecer novas experiências e transformar isso, em, quem sabe, uma oportunidade de produzir mais, acrescentar novas atividades e melhorar nossa renda”, disse o jovem empreendedor rural do interior de Canoinhas, no Planalto Norte de Santa Catarina.

O modelo de produção em Santa Catarina, segundo o governador Colombo, sustenta a força da economia catarinense. Com programas de extensão voltados à qualificação, profissionalização e oferta de novas oportunidades para a melhoria da renda dos pequenos produtores, o Estado potencializa a vocação econômica que serve de referência para o restante do Brasil.

“Somos um estado pequeno, com 1,1% do território nacional e quando não somos o maior, estamos entre os maiores produtores de leite, frutas, arroz, suínos e aves. A nossa condição sanitária de excelência coloca tudo isso em mercados exigentes de todas as partes do mundo”, concluiu o governador Raimundo Colombo.

Informações adicionais para a imprensa
Francieli Dalpiaz 
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: francieli@secom.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-3018 / 98843-5676
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e @GovSC


Fotos: Julio Cavalheiro/Secom

Em reunião com representantes do Fórum Empresarial da Acil, em Lages, na manhã desta quinta-feira, 17, o governador Raimundo Colombo, além de receber os pleitos da região, fez um relato das obras do Governo do Estado na Serra catarinense. De 2011 até agora, a região recebeu investimentos do Estado que somam quase R$ 1,5 bilhão. São pavimentações, novos prédios para a Educação, Centro de Inovação e Tecnologia, quadras esportivas e ampliações nas escolas, incentivos para aumentar a produtividade agrícola e obras na área da Saúde, como a ampliação que vai transformar o Hospital Tereza Ramos em um dos mais modernos e completos do Sul do Brasil.

Na apresentação, Colombo explicou que o Brasil atravessa uma de suas piores recessões econômicas da história, e para a maioria dos estados, que também enfrentam a queda acentuada na arrecadação, os desafios da gestão passam por fazer contas. Nesta matemática, alguns praticamente quebraram, outros atrasaram pagamentos e salários e outros ainda aumentaram impostos, na tentativa de minimizar os prejuízos. Apesar da crise, Santa Catarina vem na contramão dessa realidade com pleno equilíbrio fiscal, contas em dia e sem aumentar impostos.

“Essa decisão tem um único objetivo: proteger a sociedade, proteger quem dá emprego e fazer esse dinheiro sobrar no bolso do catarinense. Caso contrário, o supermercado não vende, o cidadão não compra, o empresário demite e a economia, que já está fragilizada, entra em colapso”, disse o governador Raimundo Colombo, durante a reunião.

Entre outros mecanismos de gestão, o Estado enxugou a estrutura pública com o fechamento de empresas que já contribuíram, mas atualmente não apresentavam bons resultados. “Ninguém gosta de fazer isso, mas a sociedade também não pode pagar o preço de manter um custo que não se justificava mais operacionalmente”, observou Colombo. A renegociação da dívida pública também ajudou o Estado, com a redução do valor mensal que era de aproximadamente R$ 90 milhões.

“Pode não ser uma obra física, mas são atitudes que, no momento de uma crise tão profunda, nos dão hoje a condição de estarmos com as contas em dia, com nenhum servidor com o salário atrasado e atuando fortemente para preservar o emprego das pessoas”, avaliou o governador.

De acordo com o relatório apresentado aos empresários lageanos, o Estado de Santa Catarina também tem realizado investimentos na região. Segundo o governador, o setor do agronegócio tem contribuído de maneira muito forte com o desempenho econômico de Santa Catarina e da Serra catarinense. Com o apoio do Estado em diversos programas de incentivo à produção rural, conseguiu ampliar a área cultivada de 86 mil hectares em 2011, para 110 mil hectares em 2017.

A safra de soja, no mesmo período, passou de 49 mil toneladas para 199,2 mil. E a produção de milho, embora a área cultivada tenha diminuído, a produtividade também aumentou com a oferta de calcário e sementes de melhor qualidade. Em 2017, a produção do grão na região foi de 264 mil toneladas. No setor madeireiro, outra vocação econômica da região, o Governo do Estado baixou o ICMs de 12% para 7,5%, para ajudar o setor a superar a crise e a queda nas exportações.

“Quem consegue produzir no campo com qualidade e tem seu produto valorizado, não vai pedir emprego na cidade, pelo contrário, vai comprar no comércio, vai pagar a faculdade do filho... A produção agrícola precisa ser incentivada, e o Governo não mediu esforços para atender o produtor e ajudá-lo a fazer mais e melhor em sua propriedade”, relatou Colombo.

Com o rebanho bovino da região de Lages, os números também são positivos. A taxa de natalidade de terneiros subiu de 50% para 80% na região. Ações para o melhoramento genético dos animais e da qualidade das pastagens também são desenvolvidas com a ajuda dos programas do Governo do Estado na região. Em outras áreas, o Estado trouxe a Lages e região oportunidades de desenvolvimento e fortalecimento da característica de município polo da Serra catarinense.

Programa Juro Zero

Como incentivo aos projetos de micro e pequenos empresários, o programa oferece empréstimos de até R$ 3 mil com os juros pagos pelo Governo. Somente no último ano, em Lages, os empréstimos ampliaram em R$ 1,5 milhão.

Gás Natural

Está em execução no Estado, a implantação da rede de 230 quilômetros que chegará até Lages trazendo o gás natural. Segundo o governador Raimundo Colombo, o investimento será fundamental para aumentar a competitividade e atrair novos investimentos para a região.

Geração do primeiro emprego

O Governo do Estado viabilizou a instalação, em Lages, de uma empresa do setor de telemarketing. O quadro de funcionários que começou com 200 vagas, atualmente tem duas mil, ocupadas, em sua maioria, por jovens que conseguiram a oportunidade do primeiro emprego.

Infraestrutura para desenvolver a região

Com investimentos do Estado de mais de R$ 70 milhões, está em execução, em pista de concreto, mais durável, a pavimentação da SC-114 entre Lages e Otacílio Costa. Entre Lages e Painel, a SC-114 também está sendo revitalizada num trecho de 24 quilômetros e recursos da ordem de R$ 14,4 milhões. A obra é classificada como ecologicamente correta com um sistema que garante mais aderência e maior segurança. De Painel a São Joaquim, o asfalto também é novo, com o traçado totalmente reformulado com terceiras pistas e alteração de curvas perigosas.

Na Serra do Corvo Branco, citada pelo governador como uma das paisagens naturais mais bonitas do Estado, também está sendo pavimentado o trecho que liga a Serra (em Urubici) e o Sul de Santa Catarina (em Grão Pará), com as obras 90% concluídas. O investimento é fundamental para o desenvolvimento do turismo de toda a Serra.

Também está em execução na região, com recursos do Governo do Estado, a pavimentação da SC-120, entre São José do Cerrito e Curitibanos, num trecho de aproximadamente 40 quilômetros. “Uma região com um extraordinário potencial agrícola e que a chegada do asfalto vai potencializar”, observou o governador.

Com a função de ajudar no escoamento da produção agrícola, a SC-390 entre Anita Garibaldi e Celso Ramos também está em obras com investimentos do Governo do Estado.

Na região da Coxilha Rica, cinco pontes estão sendo reformadas e o projeto de asfaltamento de 22 quilômetros, pelo Governo do Estado, tem o objetivo de reforçar o potencial turístico e agrícola da região. “O município de Campos Novos, com 22 mil hectares de área cultivada, é considerado o celeiro do Estado. A Coxilha Rica tem 25 mil hectares de terras agricultáveis, agora imaginem o quanto dá pra crescer e se desenvolver ali, levando o asfalto”, disse Colombo.

Saúde

“Lages terá um dos hospitais mais completos do Sul do Brasil”, Informou o governador Raimundo Colombo ao apresentar as obras do Hospital Tereza Ramos. Com 80% das obras finalizadas, o novo prédio deverá ser entregue até o fim deste ano e vai dobrar a capacidade do hospital. Serão 120 novos leitos e 30 de UTI.

A ampliação do Hospital Infantil Seara do Bem também foi realizada com recursos do Governo do Estado. Na nova ala, destaca-se a construção do Centro de Imagens que ajuda na antecipação dos diagnósticos e eficiência dos tratamentos pediátricos.

Inovação e Tecnologia

Lages foi o primeiro dos 13 municípios do Estado que contarão com os Centros de Inovação construídos pelo Governo do Estado a colocar a estrutura em funcionamento. O espaço é para os projetos da chamada economia do futuro, com foco na tecnologia, e traz um novo conceito de desenvolvimento para a região.

Educação

Duas das principais Universidades de Lages, a Uniplac e a Udesc tiveram seus campus ampliados e receberam investimentos para os laboratórios. As melhorias também ocorreram nas escolas estaduais, com reformas e ampliações. Colégio Industrial (R$ 7,8 milhões), Escola Flordoardo Cabral (R$ 5 milhões); Escola Visconde de Cairu (R$ 3,7 milhões); e Godolfin Nunes de Sousa (R$ 4,1 milhões). Ao todo, foram construídas nove arenas multiuso para a prática de esportes e atividades de lazer dos estudantes.

Segurança

Além da construção do complexo de segurança com a Delegacia Regional, o IGP e o Detran, Lages conta com a vigilância do helicóptero Águia 4 salvando vidas e levando mais segurança a toda a Serra catarinense.

Outras obras

A Avenida Santa Catarina ganhou reurbanização completa, com investimentos de R$ 3,7 milhões. Na Avenida das Torres e na Rua Nossa Senhora da Penha, estão sendo investidos outros R$ 2,5 milhões. E do Fundam – programa do Governo do Estado que distribui recursos a todos os municípios de Santa Catarina para a realização de obras – Lages recebeu, na primeira edição do programa, R$ 5,4 milhões, o que permitiu a pavimentação de 25 ruas da cidade.

Desde 2011, a região de Lages recebeu investimentos do Governo do Estado da ordem de R$ 1,5 bilhão. “A gente sabe que há muito por fazer, mas, às vezes, não basta a boa vontade e o desejo de contribuir ainda mais. Por outro lado, seja uma obra física ou uma ação que fica no anonimato, o verdadeiro legado é saber que tudo o que é possível você está fazendo pra deixar a vida das pessoas um pouquinho melhor", finalizou o governador. 

Informações adicionais para a imprensa
Francieli Dalpiaz 
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: francieli@secom.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-3018 / 98843-5676
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e @GovSC

Próximos eventos