Fotos: Ana Paula Keller / ADR Joinville

O secretário de Estado da Segurança Pública, Alceu de Oliveira Pinto Junior, formalizou nesta terça-feira, 19, contrato com duas empresas de Joinville para o fornecimento das imagens de equipamentos instalados na cidade. A celebração foi com o Grupo Khronos e a Urbani Tecnologia de Informação Ltda. Participaram também do ato, no 8º Batalhão da Polícia Militar, os comandos das Polícias Militar e Civil e o secretário executivo da Agência de Desenvolvimento Regional, Volnei Francisco Batista.

“As empresas não vão doar câmeras, elas vão disponibilizar o acesso às imagens. Essas duas empresas conseguiram fechar os parâmetros técnicos para termos acesso ao que gravam. Santa Catarina trabalhava com 2.808 equipamentos públicos no projeto Bem-te-vi e hoje são acrescidas três mil em todo o Estado, mais que dobrou o acesso a imagens que hoje a segurança pública tem”, destacou o secretário. De acordo com Oliveira Junior, há outras empresas em fase de ajuste tecnológico.

Parceria

São aproximadamente oito mil câmeras sendo analisadas, porque é necessário ter um padrão tecnológico para serem integradas. “Ultrapassou muito nossa meta de conseguir acesso de dez mil câmeras ate o final do ano”, disse. Também está em fase de estudo o uso de drones para reduzir os índices de violência em Santa Catarina. Dois aspectos estão sendo levados em consideração: a forma como a criminalidade tem usado os equipamentos e de que maneira a Secretaria de Segurança Pública poderá fazer uso dos aparelhos.

O contrato é resultado de um chamamento público e empresas interessadas em ceder imagens de videomonitoramento poderão participar do edital até dezembro. “É uma forma de a iniciativa privada contribuir com o exercício da cidadania, afinal de contas, existem investimentos realizados com câmeras por todas as cidades e que, de certa forma, não são tão aproveitadas pelo Estado. Nesse modelo de chamamento público, que integra as câmeras privadas junto ao sistema do Governo do Estado, sem dúvida quem ganha é a população como um todo, na segurança”, disse o diretor executivo da Urbani Tecnologia da Informação Ltda, Rubem Henrique da Silva Junior.


>>> mais fotos na galeria

Informações adicionais para a imprensa:
Ana Paula Keller
Assessoria de imprensa
Agência de Desenvolvimento Regional de Joinville
E-mail: anakeller@jve.adr.sc.gov.br / imprensa@jve.adr.sc.gov.br
Telefone: (47) 3461-1225 / 99240-8064
Site: sc.gov.br/regionais/joinville

A Secretaria da Segurança Pública pretende usar drones em suas ações para redução dos índices de violência. “Montamos uma comissão com técnicos das secretarias da Segurança Pública e de Justiça e Cidadania para identificarmos os drones utilizados pela criminalidade e o emprego deste equipamento em ações das duas pastas”, disse o secretário da Segurança Pública, Alceu de Oliveira Pinto Júnior, nesta segunda-feira, 18.

Nesta terça-feira, 19, às 16h, no 8º Batalhão da Polícia Militar, em Joinville, será assinado o convênio para a cessão de aproximadamente três mil câmeras. Também participarão do ato os comandos da Polícia Militar e da Polícia Civil e o secretário executivo da Agência de Desenvolvimento Regional, Volnei Francisco Batista, e empresários do setor privado. Há quatro meses no cargo, Alceu de Oliveira também espera superar a meta inicial de seis mil câmeras de segurança do setor privado com imagens colocadas à disposição da secretaria até o final deste ano.

A Secretaria da Segurança Pública conta com aproximadamente de 2,7 mil câmeras do Projeto Bem-Te-Vi, em mais de 115 municípios. Neste sistema, o Governo do Estado já investiu R$ 16 milhões. A câmera utilizada para o projeto é do tipo SpeedDome. Possuem campo de visão de 360º na horizontal e 90º na vertical, com magnificação ótica de 20 vezes, contando com captação de imagem em alta resolução - também denominada movimentação panorâmica, inclinada e com zoom: PTZ – Pan, Tilt, Zoom.

Empresas interessadas em ceder imagens de suas câmeras de videomonitoramento à Secretaria da Segurança Pública poderão fazer download do edital de chamamento público no Portal de Compras do Governo do Estado no seguinte endereço eletrônico: http://www.portaldecompras.sc.gov.br/?lstOrgaos=1601 , até dezembro deste ano.
Ana Paula Keller - ADR Joinville

Informações adicionais para a imprensa:
Ana Paula Keller
Assessoria de imprensa
Agência de Desenvolvimento Regional de Joinville
E-mail: anakeller@jve.adr.sc.gov.br / imprensa@jve.adr.sc.gov.br
Telefone: (47) 3461-1225 / 99240-8064
Site: sc.gov.br/regionais/joinville


Vitor Hugo Louzado
Assessoria de Comunicação
Secretaria da Segurança Pública
Fone: (48) 3665-8183 / (48) 99118 9821
E-mail: vhlouzado@hotmail.com

Alunos da região Norte participam de conferência nacional para debater o meio ambiente.

De 15 a 19 de junho, quatro alunos da região Norte participam da Conferência Nacional Infanto Juvenil pelo Meio Ambiente, em São Paulo. Lilian Ramos, 12, estudante da Escola de Educação Básica Titolívio Venâncio Rosa, em Araquari, desenvolveu o projeto “Sob as águas do Rio Itapocu: histórias, memórias e identidade”. Foi com um trabalho sobre a comunidade quilombola que ela se classificou para ser uma das 19 representantes de Santa Catarina no evento.

Com o objetivo de relacionar o tema Água com a cultura da sua comunidade, Lilian se propôs a entrevistar quem mora próximo da unidade de ensino e registrar a conversa em foto e vídeo.  Ela também apresentou a proposta de uma horta comunitária e a elaboração e análise de um questionário para reconhecimento e identidade socioambiental e cultural do local onde a escola está inserida.

 “A nossa comunidade é quilombola e pensamos em fazer uma relação com a água. Associamos a história daqui com a discussão sobre o meio ambiente como forma de fortalecer os laços entre os integrantes da comunidade”, explica a professora Adriana Antonieta Hess, coordenadora do trabalho junto da docente Daniela Cristina Borba.

Outros participantes da região na Conferência Nacional Infanto Juvenil pelo Meio Ambiente são Gabriel Nascimento, da Escola Municipal Pastor Hans Müller; Isabela Cardozo, da Escola Municipal Agrícola Carlos Heins Funke; e Stela Isoppo Padilha, da Escola Municipal Manoel Antônio de Freitas. Para conquistar as vagas, eles disputaram com alunos de 85 unidades de ensino em abril deste ano. Antes de irem para São Paulo, todos participaram nessa semana de um encontro preparatório em Florianópolis.

Informações adicionais para a imprensa:
Ana Paula Keller
Assessoria de imprensa
Agência de Desenvolvimento Regional de Joinville
E-mail: anakeller@jve.adr.sc.gov.br / imprensa@jve.adr.sc.gov.br
Telefone: (47) 3461-1225 / 99240-8064
Site: sc.gov.br/regionais/joinville

Escola de Joinville envolvem estudantes do ensino fundamental e médio em projetos de educação ambiental.

Menta e capim-limão são duas das espécies cultivadas pelos alunos no horto medicinal da Escola de Educação Básica Arnaldo Moreira Douat. Localizada no Bairro Costa e Silva, em Joinville, a unidade proporciona um aprendizado interdisciplinar para os estudantes do ensino fundamental e ensino médio. As aulas ocorrem em sala e externamente para relacionar a teoria com a prática.

Ao associar pesquisas com experiências no horto didático de plantas bioativas, o projeto “Farmácia Viva na Escola” valoriza o conhecimento sobre ervas medicinais com as turmas do ensino médio. “Com o auxílio dos professores, os alunos compreendem a importância da química orgânica e relacionam o princípio ativo das plantas com o impacto no organismo”, explica o professor Júlio Michels. Além de pesquisas, os estudantes realizam o plantio de mudas e produzem tinta orgânica a base de terra.

Outro projeto desenvolvido é o “Sobre Meio Ambiente”, com foco nos estudantes do primeiro ao quinto ano. O incentivo à mudança de hábitos alimentares e promoção do cultivo de alimentos orgânicos são resultados da horta escolar. “Com estas iniciativas, esperamos dos nossos alunos que sejam protagonistas da aprendizagem, porque tem a oportunidade de interagir com o conhecimento obtido em sala de aula”, fala a gestora Evaílde Doriani Miranda Lopes.

Escola de Joinville envolvem estudantes do ensino fundamental e médio em projetos de educação ambiental.

Educação ambiental

A Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) e as Secretarias de Agricultura e Meio Ambiente (Sama) de Joinville e São Francisco do Sul assinaram o termo de cooperação técnica para incentivar hortas orgânicas em escolas. A parceria integra as ações para estimular hábitos alimentares saudáveis, contribuir com o ensino aprendizagem e o meio ambiente. Com o termo, as escolas contam com um técnico para orientar na escolha de local, o plantio e a colheita. Neste ano, 34 escolas da região Norte já realizaram o curso.

Informações adicionais para a imprensa:
Ana Paula Keller
Assessoria de imprensa
Agência de Desenvolvimento Regional de Joinville
E-mail: anakeller@jve.adr.sc.gov.br / imprensa@jve.adr.sc.gov.br
Telefone: (47) 3461-1225 / 99240-8064
Site: sc.gov.br/regionais/joinville

Próximos eventos