Secretária de Estado da Educação, Simone Schramm, visita escolas estaduais em obras para próximo ano letivo.
Foto: Ana Paula Keller/ADR Joinville

A secretária de Estado da Educação, Simone Schramm, visitou nesta quarta-feira, 14, obras em unidades de ensino de Joinville. “Muitos serviços estão sendo executados e poderão ser percebidos pela comunidade escolar nos próximos dias, mas estamos desenvolvendo um trabalho pensando no próximo ano letivo. Outras contratações estão em andamento para conseguirmos atender maior número de colégios”, explica. Doze escolas de Joinville e região estão com obras em andamento com investimento total R$ 1,5 milhão. O acompanhamento é da Agência de Desenvolvimento Regional (ADR).

Joinville - convênios com a Associação Catarinense de Bombeiros Voluntários de Santa Catarina (Abvesc)
Foto: Ana Paula Keller/ ADR Joinville

O Governo do Estado por meio da Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de Joinville repassou neste ano o montante de R$ 4,590 milhões para a Associação Catarinense de Bombeiros Voluntários de Santa Catarina (Abvesc). A quantia corresponde a dois convênios em andamento, um de custeio e outro de investimento. Até o dia 30 de novembro serão liquidados R$ 2,410 milhões relativos a ambos os termos de fomento.

A exposição

A mostra "Almofada de Penas: arte em stop motion" reconstrói a trajetória da produção do filme de animação Almofada de Penas. A exposição chega neste sábado, 10, à cidade de Joinville. Depois de cinco anos de pesquisa e processos artísticos, a equipe apresenta ao mundo uma animação de 12 minutos e 17 segundos no Museu da Imagem e do Som de Santa Catarina (MIS/SC), de março a junho deste ano. A partir do sucesso de visitação a mostra ganha itinerância a cidade de Joinville, na Galeria Municipal de Arte Victor Kursansew.

A exposição segue até janeiro de 2019 e pretende evidenciar as minuciosas e diversas etapas que compõem o filme, permitindo percorrer com detalhamento o fascinante mundo da animação em stop motion. Entre as peças, estão personagens, cenários, adereços, figurinos e sistemas utilizados durante o processo de animação, além de materiais de pesquisa, storyboard, concepts, cartazes, trailer e imagens de bastidores. A mostra em Joinville contou com apoio da Fundação Catarinense de Cultura (FCC) e MIS/SC.

Poucas técnicas de filmagem são tão minuciosas quanto o stop motion: são necessárias 24 fotos para se criar um segundo de filme. E foi com esse desafio em mãos que o diretor Joseph Specker Nys escolheu a técnica para conceber o curta-metragem de animação "Almofada de Penas". O passo seguinte foi se juntar à produtora 2 Plátanos e reunir profissionais das mais variadas áreas e nacionalidades na cidade de Florianópolis.

Como resultado, o projeto foi contemplado no programa Rumos Itaú Cultural 2013-2014. O filme "Almofada de Penas" é uma adaptação do conto homônimo do escritor Horacio Quiroga (1878-1937), considerado um dos principais contistas latino-americanos de todos os tempos. A trama traz Alicia, protagonista que contrai uma doença inexplicável, enquanto seu marido Jordão presencia tudo de modo indiferente. Algo oculto a está enlouquecendo e a enfermidade faz a jovem mulher mesclar a realidade com alucinações monstruosas.

*Serviço

O quê? "Almofada de Penas: arte em stop motion"

Abertura? 10 de novembro, às 10h, com pré-estreia no auditório Casa da Cultura Fausto Rocha Junior

Local? Galeria Municipal de Arte Victor Kursancew, rua Dona Francisca, 800 - Saguaçu

Horário? Segunda a sexta, das 8h às 20h

Defesa Civil promove seminário para redução de riscos em desastres.

No dia 20 de novembro acontece o Simpósio Integrado de Redução de Riscos e Desastres da Região Norte de Santa Catarina. O encontro terá relatos de estudos e memórias das pessoas envolvidas no apoio à comunidade nos eventos climáticos ocorridos entre o período de 2008 a 2018. A Faculdade Metropolitana de Guaramirim (Fameg) será sede do encontro, das 9h às 18h.

A realização é da Secretaria de Estado da Defesa Civil (SDC) e conta com parceria da Associação dos Municípios do Vale do Itapocu (Amvali) e Associação dos Municípios do Nordeste de Santa Catarina (Amunesc). O simpósio agrega corpo técnico, mas também é aberto ao público gratuitamente. Interessados podem se inscrever pelo site www.amunesc.org.br.

Parte da mesma programação, no dia 21 de novembro será realizado o simulado de deslizamentos, de forma simultânea, em Jaraguá do Sul e Guaramirim. “Será um treinamento prático para integrar todos os orgãos de resposta que têm trabalhado de forma conjunta em todos esses eventos climáticos”, explica Antônio Edival Pereira, coordenador regional do Centro Integrado de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cigerd).

*Programação do simpósio (20/11)

8h30: Abertura;

9h: Experiências vivenciadas de 2008 a 2018, com o 3º sargento do Corpo de Bombeiros Militares de Santa Catarina (CBMSC), Antônio Edival Pereira;

9h20: Experiências de respostas a desastre em 2008, com 2º sargento do CBMSC, Osvaldo Gonçalves;

10h20: Experiências vivenciadas nos eventos climáticos em 2008 e 2014, em Guaramirim, com comandante dos Bombeiros Voluntários de Guaramirim, Maicon Rodrigo Ewald.

10h40: Atuação da aviação em desastres em Santa Catarina, com tenente coronel da Polícia Militar, Alessandro José Machado;

11h: Ações de segurança em emergência com amônia, com o representante da empresa Atendimento de Emergências Química e Ambiental, engenheiro químico Eduardo Moritz;

11h20: Mitigação de problemas de inundação em cidades, com engenheiro Rubens Mühlbauer;

11h40: Obras de estabilização de taludes nas rodovias BR 101 e BR 376 oriundas dos deslizamentos ocorridos em novembro de 2008, com o mestre em geotecnia Samuel Maggioni Mezzono;

13h: Apresentação do conteúdo do livro “Guia de autoproteção para desastres e situações de anormalidade”, com o autor Paulo de Almeida.

13h20: Movimentação de massa, com engenheiro civil da Defesa Civil de Jaraguá do Sul, Volnei Kruger;

13h40: 2008 a 2018, evolução da Policia Militar de Santa Catarina na atuação dos desastres, com coronel da PMSC, Adilson Schlickmann Sperfeld;

14h20: O Exército Brasileiro nas ações de apoio à Defesa Civil, com major do 62º Batalhão de Infantaria, Cesar Matucheski;

14h40: Atuação o Instituto do Meio Ambiente (IMA) em emergências, com analista ambiental Jovani de Andrade;

15h: Ensino universitário na prática de redução de risco e desastres, com professora da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), doutora e engenheira sanitária Virgínia Grace Barros;

15h40: Radioamadorismo e sua importância em situação de emergência, com o coordenador municipal Rede Nacional de Emergência de Radioamadorismo (Rener), Tiago Murilo Mafra;

16h: Evolução da Proteção e Defesa Civil em Joinville depois de 2008, com coordenador da Secretaria de Proteção Civil e Segurança Pública (Seprot), engenheiro ambiental Maiko Bindemann Richter;

16h20; Atuação do Serviço Móvel de Urgência (Samu) em desastres na região, com socorrista e médico Marcus Grudtner;

16h40: A política de assistência social e a vivencia do desastre de 2008, com a secretária de Assistência Social de Ilhota, Rosi Voltolini;

17h: O uso do drone na gestão de risco, com coordenador da Defesa Civil de São Francisco do Sul, Geovan Leandro Baumgratz;

17h20: Desastre de 2008 e os aprendizados deixados para a engenharia em Joinville, com diretor da Ad Fiducia, engenheiro civil Gilberto Luiz;

17h: Encerramento.

Próximos eventos