A Agência de Desenvolvimento Regional de Itajaí vai articular a formação de uma rede de proteção a crianças e adolescentes que será composta por agentes públicos das áreas de saúde, educação, assistência social e segurança, além de grupos de apoio psicossocial e conselho tutelar dos nove municípios.

Nesta quarta-feira, 26, uma reunião coordenada pelo secretário regional, Edson Renato Dias, na Escola de Educação Básica Nereu Ramos, em Itajaí, tratou sobre a problemática enfrentada pelos profissionais que lidam com esse público, vulnerável aos jogos de internet que incentivam o suicídio, o homicídio e a automutilação. “Nosso objetivo foi conhecer o que cada cidade está fazendo para atender os jovens, seja para promoção da saúde, ou mesmo para tratar casos de depressão. Com base nas melhores experiências, vamos criar ações que possam ser exercidas por todos, como uma rede”, observou o secretário.

“Os adolescentes reclamam o isolamento nas famílias, ou fami ilhas, como costumam expressar, e demonstram muita resistência a participar de serviços públicos de saúde mental. Em Itajaí há atendimento específico para essa faixa etária, porém o jovem tem receio de procurar ajuda especializada, neste caso a família tem que ser a protagonista”, disse a psicóloga, coordenadora do Núcleo de Educação e Prevenção nas Escolas (Nepre), Elózia de Britto.

O Nepre existe desde 2004 e as atividades estão ramificadas nas 43 escolas estaduais da região. “Se o jovem tem resistência em ir ao Centro de Atenção Psicossocial, o CAPS, os profissionais podem ir à escola. Esse é um exemplo de como a rede de proteção poderá trabalhar”, ponderou a coordenadora. A baixa adesão dos jovens aos serviços públicos é constatada pela Secretaria Municipal de Saúde de Itajaí, que conta com 26 unidades de saúde e 50 equipes de estratégia da família. No município, três casos de automutilação foram registrados por adolescentes nas últimas semanas.

O grupo organizará um novo encontro, na primeira quinzena de maio, que tratará sobre os encaminhamentos que serão dados para oficializar a rede de proteção regional a crianças e adolescentes. 

Mais informações para a imprensa
Silvia Daleffe
Assessoria de imprensa
Agência de Desenvolvimento Regional de Itajaí
E-mail:sdritajai@gmail.com
Fone: (47) 3398-5950 e (47) 9-9903-3836
Site:www.adrs.sc.gov.br/adritajai

 


Foto: Divulgação / CBMSC

As fortes rajadas de vento que atingiram o Litoral Norte na noite de terça, 25, e madrugada de quinta-feira, 26, causaram estragos em  pelo menos 20 cidades. Uma das mais afetadas foi Itajaí, onde três pessoas morreram eletrocutadas. O Corpo de Bombeiros Militar montou um Sistema de Comando de Operações, na cidade, sede do 7° Batalhão de Bombeiro Militar, desde as primeiras horas da manhã. A iniciativa reúne várias forças num mesmo local para facilitar e agilizar os atendimentos decorrentes dos ventos. Equipes de força-tarefa de Blumenau e de Itajaí foram acionadas.

Os trabalhos do Corpo de Bombeiros de Itajaí e região se concentram ainda na desobstrução de rodovias e estradas em decorrência das inúmeras árvores que caíram na cidade. Muitas casas também foram danificadas e destelhadas. Os trabalhos são feitos em parceria com a Defesa Civil do Estado e outras insituições de apoio.

De acordo com o coronel BM César Assumpção Nunes Pires, comandante regional do Litoral, uma reunião com representantes do Corpo de Bombeiros, da Defesa Civil Estadual, da Prefeitura de Itajaí e de outras autoridades municipais e estaduais vai contabilizar os estragos, avaliar os atendimentos prestados e verificar se há a necessidade de manter a concentração dos trabalhos na região. “Tudo vai depender da previsão meteorológica para os próximos dias”, disse.

Já no Oeste do Estado, apesar das inúmeras ocorrências referentes a destelhamentos e quedas de árvores, não houve vítimas. De acordo com o comandante interino do 14°Batalhão de Bombeiro Militar, com sede em Xanxerê, major Walter Parizotto, não foi preciso acionar a força-tarefa pois as equipes das guarnições estão conseguindo atender à demanda, que também se concentra no corte de árvores para desobstrução de ruas.

Informações adicionais para a imprensa
Krislei Oechsler
Assessoria de Imprensa 
Corpo de Bombeiros Militares de Santa Catarina - CBMSC
E-mail: ccs@cbm.sc.gov.br
Fone: (48) 3251-9614 / 98843-4427
Site: www.cbm.sc.gov.br


Foto: Defesa Civil Itajaí

O mau tempo da madrugada desta quarta-feira, 26, causou a morte de três pessoas em Itajaí e estragos em pelo menos 20 municípios de Santa Catarina. Além de chuva, foram registrados ventos, que ultrapassaram os 100 km/h. Um adolescente, 15 anos, e duas meninas (4 e 10 anos), três irmãos, morreram depois de levar um choque elétrico após um poste cair. As mãe das crianças está hospitalizada. Outras ocorrências de destelhamento em residências, queda de árvores e rede de energia elétrica (postes) foram registradas.


Foto: ADR Itajaí

Até esta terça-feira, 25, a Unidade Móvel Mulheres e Cidadania, da Secretaria de Estado da Assistência Social, estará em frente à Igreja Católica da comunidade da Baía, em Itajaí. O ônibus é equipado para prestar orientações sobre os direitos da mulher e violência doméstica e para divulgar os serviços públicos existentes para proteção social. O veículo possui salas com divisórias para que as mulheres tenham atendimento privativo e possam conversar com os agentes públicos. O dia de atividades abrirá às 9h com palestra sobre discriminação da mulher no trabalho, proferida pela advogada Carla Mariane Silva de Assis. Na programação ainda serão abordados temas como o enfrentamento da violência, a mulher negra no mercado de trabalho, direitos das famílias e idosos. As ações ocorrerão até as 17 horas e são organizadas com apoio da prefeitura de Itajaí, Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, CRAS, CREAS, e órgãos da segurança pública.

Nesta segunda-feira, 24, o secretário regional Edson Piriquito esteve na abertura do evento para conhecer os serviços que foram prestados durante o dia. “Itajaí percebeu a necessidade de abraçar essa causa e apoiar um evento que abre os olhos das mulheres para os seus direitos. Por meio de ações como estas, a comunidade percebe que há uma rede de atendimento para sua promoção social e defesa”, disse o secretário.

Com apoio da Agência de Desenvolvimento Regional, o ônibus será levado a Bombinhas, na quarta-feira, 26. No município, o atendimento às mulheres será na Avenida Falcão, ao lado da Policlínica, das 8 às 17 horas. Nos dias 27 e 28, das 8 às 17h, a unidade móvel estará em Porto Belo.

A coordenadora Estadual da Mulher, Aretusa Larroyd, garantiu que o ônibus do Programa Mulher Viver sem Violência retornará à região. “Nosso objetivo é passar por todas as regiões de Santa Catarina e retornar com o serviço para outras cidades da área de abrangência da ADR Itajaí no próximo ano, dando ênfase à comunidades rurais, pesqueiras e quilombolas”, afirmou.

Mais informações para a imprensa
Silvia Daleffe
Assessoria de imprensa
Agência de Desenvolvimento Regional de Itajaí
E-mail:sdritajai@gmail.com
Fone: (47) 3398-5950 e (47) 9-9903-3836
Site:www.adrs.sc.gov.br/adritajai