Escolas estaduais da região de Ibirama ainda vão avaliar mudança de horário nas aulas do ensino médio noturno
Foto: Divulgação/EEB Gertrud Aichinger

A Secretaria de Estado da Educação de Santa Catarina recomendou às cerca de 500 escolas estaduais com ensino médio noturno que antecipem o horário de início das aulas das 19h para às 18h30 e de término das 22h35 para às 22h, mas por enquanto, a Gerência Regional de Educação de Ibirama, não deve aderir à mudança.

O comunicado foi feito pelo gerente de Educação Nilo Poffo, nesta terça-feira, dia 25, que afirmou que vai avaliar a situação de cada unidade. “Hoje o Estado não tem uma lei que permita o pagamento do adicional noturno aos professores que ficam após às 22h e para evitar cobranças judiciais a SED fez essa recomendação”, esclareceu.

Ele explica que antes de qualquer modificação, solicitou às equipes gestoras das escolas uma avaliação junto a sua comunidade escolar e todos os envolvidos. “Hoje as aulas iniciam às 19h e tudo está estruturado e organizado em torno desse horário. Além do transporte escolar também temos que considerar a situação dos alunos que na sua grande maioria trabalham e têm seu horário organizado e ainda dos professores que ministram aulas em dois ou três períodos.”

A diretora da Escola de Educação Básica Gertrud Aichinger, de Ibirama, Thalita Fusinato Wilhelm, ressalta que já iniciou um levantamento através dos registros de carteira de trabalho e contratos de estágio dos estudantes, mas afirma que uma análise preliminar indica problemas caso o horário seja alterado. “Percebemos que muitos alunos chegam na escola poucos minutos antes de iniciar as aulas e outra situação é a do transporte escolar já que o ônibus que leva os alunos da tarde é o mesmo que busca estudantes para o noturno”, opina.

Alunos do Ceja optaram por mudar horário

Apesar do horário das aulas nas escolas ser mantido, depois de várias reuniões, os alunos do Centro de Educação de Jovens e Adultos (Ceja) optaram por iniciar as aulas mais cedo conforme a recomendação da SED. “Eles não precisam de transporte e consideraram que para eles a mudança não traria nenhum prejuízo aos alunos, professores e ao próprio sistema. Nos demais locais o atendimento continua no horário de sempre e somente após os levantamentos e avaliação minuciosa da situação de cada escola é que será definida qualquer mudança.”

Informações para a imprensa:

Helena Marquardt
Assessoria de comunicação
ADR Ibirama
Fone (47) 3357-8908 / (47) 98819-9350
E-mail: imprensa@iir.sdr.sc.gov.br
Site: www.adrs.sc.gov.br/adribirama
Facebook: www.facebook.com/regional.ibirama


Fotos: Helena Marquardt/ADR Ibirama

Há alguns anos, a alfabetização de crianças em todo o país era baseada em livros e no conteúdo repassado pelos professores no tradicional “quadro negro” e copiado pelos alunos em cadernos, mas atualmente a realidade da Educação em Santa Catarina vem sendo modificada graças ao uso de novas tecnologias. Hoje estudantes da Rede Estadual de Ensino podem contar com ferramentas como tablets, lousas digitais e computadores e ter acesso a jogos interativos que fazem a diferença na vida escolar das crianças e tornam o estado uma referência quando o assunto é educação de qualidade. Um exemplo positivo de como as novas tecnologias tem ajudados professores e alunos, vem da escola de Educação Básica Orlando Bertolli, em Presidente Getúlio, onde os estudantes do primeiro ano aprenderam a ler e a escrever com o auxílio de jogos que além de divertir garantem resultados expressivos.

A professora Ana Maria Gregolin explica que a sala de informática é um dos recursos tecnológicos que mais ajudam na alfabetização e que o espaço é utilizado de diversas maneiras, principalmente para pesquisa e para jogos. “Os jogos são muito atrativos para as crianças porque tudo que elas visualizam conseguem gravar mais fácil e quando elas interagem com o jogo nunca mais esquecem. Com esses jogos pudemos perceber a evolução dos alunos, inclusive aqueles que tinham mais dificuldade.”

Ela conta que com o tempo, os próprios alunos passaram a ajudar os colegas nas tarefas. “Um estudante que passava de fase ajudava o outro a passar também. Percebemos que tudo que é lúdico e diferente a criança tem um aproveitamento muito melhor. Fizemos os testes de avaliação e nas 18 crianças da sala e percebemos que 10 já tinham assimilado o alfabeto em um curto espaço de tempo.”

Novas tecnologias auxiliam na alfabetização de crianças em Santa Catarina

A professora, que atua há 25 anos em sala de aula, ressalta ainda que os professores precisam se adaptar a nova geração que já convive com a tecnologia nos primeiros anos de vida. “Eles são muito ativos e precisamos inovar. Se ficarmos só com o quadro e o lápis a gente não consegue atrair totalmente a criança, temos que unir as duas coisas.”

O pequeno Lucas Eduardo Schurt, de apenas seis anos, também garante que aprende muito mais quando a aula é divertida. “Gosto de jogar esses jogos, é minha atividade preferida e já consigo passar todas as fases. Nesse jogo mostra o objeto e a gente tem que colocar as letras e formar a palavras”, afirma.

A diretora da escola, Jucimeri Cristina da Conceição Beppler, também acredita que o uso das novas tecnologias que são oferecidas pelo Governo do Estado é fundamental. “O aluno hoje já tem acesso à tecnologia em casa. A maioria dos pais já tem um celular ou um tablet e então essa criança do primeiro ano já chega na escola com esse conhecimento e nós precisamos utilizar essas ferramentas a favor do ensino.”

Estado é referência em Educação de qualidade

Se tratando de Educação, Santa Catarina, tradicionalmente é um dos estados mais bem avaliados pelo Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) seja nas séries iniciais ou finais, com números bastante semelhantes ao de países desenvolvidos e o bom desempenho não é por acaso.

Adalberto Gomes Ribeiro, do Departamento de Tecnologia Educacionais da Secretaria de Estado da Educação (SED), explica que Santa Catarina desenvolve diversos programas que auxiliam estudantes e que no estado os alunos também tem acesso a equipamentos como tablets, computadores e lousa digitais que tornam as aulas mais proveitosas e atrativas.

Além dos cursos de formações continuada oferecidos regularmente aos professores, os Núcleos de Tecnologias Educacionais (NTE) das Agências de Desenvolvimento Regionais (ADRs) também oferecem capacitações específicas organizadas de acordo com a necessidade de cada escola.

Adalberto revela que em breve Santa Catarina será pioneira no país com a utilização do Google For Education na Rede Pública. O pacote de ferramentas completamente gratuito, que será implantado até setembro, deve otimizar ainda mais o ensino oferecendo ferramentas como email, armazenamento de documentos e fotos, opções de videoconferências e aplicativos criados especialmente para uso em sala de aula.

Informações para a imprensa:

Helena MarquardtAssessoria de comunicação
ADR Ibirama
Fone (47) 3357-8908 / (47) 98819-9350
E-mail: imprensa@iir.sdr.sc.gov.br
Site: www.adrs.sc.gov.br/adribirama
Facebook: www.facebook.com/regional.ibirama

Gerência de Educação da ADR de Ibirama promove seminário regional sobre o Bolsa Família
Foto: Nilo Poffo/ ADR Ibirama

A Gerência de Educação da Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de Ibirama, por meio da Supervisão de Articulação com os municípios, promoveu na tarde desta quinta-feira, 20, um seminário regional sobre o Programa Bolsa Família que reuniu representantes dos nove municípios da regional.

De acordo com a supervisora de Articulação com os municípios, Isolânia Wippel, o objetivo era capacitar os gestores da Educação, Saúde, Assistência Social e responsáveis pelo programa em cada cidade. “Como mudaram muitos gestores, queremos dar a eles condições para que registrem as frequência e consigam alimentar o sistema, entendam todo o programa e principalmente a estruturação da rede”, esclareceu.

Ela completa dizendo que a intenção era que cada cidade realizasse um seminário municipal e depois participasse do regional, mas como muitos solicitaram mais informações sobre o programa, a ordem foi invertida e técnicas do Bolsa Família da Coordenação Estadual, Ana Merabe de Souza e Judite da Silva Mattos, foram convidadas a palestrar sobre o Índice de Gestão Descentralizada Municipal (IGD-M) e o Bolsa Família em geral.

Além de cerca de quatro representantes de cada um dos nove municípios que compõem a ADR, o seminário também teve participantes de Salete.

Informações para a imprensa:

Helena MarquardtAssessoria de comunicação
ADR Ibirama
Fone (47) 3357-8908 / (47) 98819-9350
E-mail: imprensa@iir.sdr.sc.gov.br
Site: www.adrs.sc.gov.br/adribirama
Facebook: www.facebook.com/regional.ibirama

ADR de Ibirama capacita dentistas sobre a destinação de resíduos da saúde
Fotos: Rosdalva Schroder ADR Ibirama

A Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de Ibirama,por meio da Vigilância Sanitária, promoveu na manhã desta quinta-feira, 20, um curso sobre o Programa de Gerenciamento de Resíduos Sólidos de Saúde (PGRSS). O público alvo do evento foram dentistas de toda a região que puderam saber mais sobre a correta destinação dos resíduos.

De acordo com a coordenadora da Vigilância Sanitária, Rosdalva Iumara Schroder, o PGRSS foi implantado em 2004, mas em 2013 uma resolução conjunta da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e do Conselho Estadual do Meio Ambiente (Consema) determinou que cada estabelecimento precisava gerenciar seus resíduos. “Esses resíduos devem ser destinados corretamente para evitar a contaminação do meio ambiente e devido ao perigo que causam as pessoas caso sejam jogados em lixo comum”, esclareceu.

ADR de Ibirama capacita dentistas sobre a destinação de resíduos da saúde

O engenheiro ambiental, Daniel Lima de Oliveira, palestrou para os dentistas e apresentou a normativa do programa, além de esclarecer todas as questões técnicas sobre o assunto. “Mostramos a eles como montar o seu plano de gerenciamento online na página da Vigilância Sanitária do Estado de Santa Catarina que tem um modelo próprio que facilita esse trabalho”, ressaltou.

O evento foi realizado no auditório da ADR de Ibirama e contou com a presença de cerce de 25 profissionais da área da saúde na região.

Informações para a imprensa:
Helena MarquardtAssessoria de comunicação
ADR Ibirama
Fone (47) 3357-8908 / (47) 98819-9350
E-mail: imprensa@iir.sdr.sc.gov.br
imprensa@iir.sdr.sc.gov.br
Site: www.adrs.sc.gov.br/adribirama
Facebook: www.facebook.com/regional.ibirama