Copa do Mundo na EEB Neiva Costella
Fotos: ADR/Chapecó

A Copa do Mundo muda a rotina nas escolas e estimula a criatividade e conhecimento na produção de trabalhos interdisciplinares tendo como tema o mundial de futebol. A Gerência Regional de Educação (Gered) Chapecó pede que os pais fiquem atentos à orientação de cada escola nos dias de jogos da Seleção Brasileira.

A Gered segue orientação da Secretaria de Estado da Educação (SED), que sugere às escolas a realização de programação dentro da própria unidade escolar nos dias de jogos da Seleção Brasileira. Caso não seja possível organizar atividades em sala de aula, a SED observa que uma opção é dispensar as turmas no turno em que ocorrer o jogo. É importante lembrar que a unidade que optar pela dispensa das aulas deverá encaminhar à Gerência/Coordenadoria de Educação o cronograma de reposição das horas/aula.

“Cada escola irá avaliar se terá atividades para acompanhar os jogos ou se dispensará os alunos para que possam assistir aos jogos da Seleção do Brasil com seus familiares, tendo o compromisso de reposição de aula. É importante que os pais fiquem atentos às orientações da escola”, explica a gerente da Gered Chapecó, Maria Salete Perin.

Criatividade e aprendizado com a Copa

As escolas já estão ganhando as cores da Seleção Brasileira. Na EEF Neiva Costella, de Chapecó, os alunos estão desenvolvendo novas habilidades, o patriotismo e aprendendo mais sobre a cultura dos países que participam da competição esportiva. “Queremos mostrar para os alunos a diferença entre países em relação ao modo de se vestir, alimentação e música, sem discriminação das diferenças como raça, religião e classe social”, afirma a professora do 2º ano, Ivanete de Araújo.

Na EEB Bom Pastor, de Chapecó, os alunos do ensino fundamental se dedicaram a decorar a escola. Os trabalhos foram realizados em sala de aula, com pesquisa extraclasse. “Com essas atividades os estudantes aprendem mais sobre outros países, população, localização e cultura. Isso é possível com a dedicação e envolvimento dos professores do ensino fundamental - anos iniciais, equipe pedagógica e estudantes”, afirma a diretora Janes Giachin.

 

 Copa do Mundo na EEB Bom Pastor

 

Cronograma e orientações da SED

22 DE JUNHO - 9 HORAS - BRASIL X COSTA RICA

O período matutino pode ser dispensado, mas as aulas devem voltar ao normal nos turnos vespertino e noturno.

27 DE JUNHO - 15 HORAS - BRASIL X SÉRVIA

As aulas ocorrem normalmente nos períodos matutino e noturno. Apenas os alunos do período vespertino podem ser dispensados, de acordo com a programação da escola.

Projeto de Robótica da EEB Bom Pastor

A equipe do projeto "Oficina de Robótica do Bompa", da EEB Bom Pastor de Chapecó, foi a campeã invicta na modalidade Cabo de Guerra, nível 3 (16 a 18 anos) e na categoria Livre da mesma disputa no ITR International Tournament of Robots, realizado de 6 e 9 de junho no Centro Universitário Eniac, em Guarulhos, São Paulo. A escola também conquistou o troféu de equipe mais simpática e o segundo lugar na disputa Registro Multimidiático, onde o desafio era produzir um vídeo sobre a competição.

A competição internacional reuniu 134 equipes de quatro países (Brasil, Peru, Argentina e Chile) em 10 modalidades. A EEB Bom Pastor foi a única escola estadual de Santa Catarina que participou, enviando sete estudantes.

De forma invicta a escola de Chapecó foi campeã em duas categorias da modalidade Cabo de Guerra, por meio do robô Goio-Ên, que vem sendo aprimorado desde 2016.  “Esta versão foi concluída nas últimas 11 semanas, com trabalho de programação, montagem e todos os testes físicos de força, torque e atrito”, explica o professor de matemática Carlos Rutz, idealizador deste projeto.

O robô de 1499 gramas foi construído com peças de lego NXT, o desafio era torná-lo o mais resistente possível ao ser testado num cabo de guerra. “Utilizamos os princípios da robótica, matemática, física e programação. Também estudamos um pouco da história, geografia e artes, através do nome do robô, homenageamos a nossa terra”, destaca o professor Carlos.

O resultado surpreendeu. “Participamos de torneios desde 2016, nos preparamos para esta competição. Foi uma aposta que deu certo, conseguimos ganhar sem perder uma luta. Vencemos o atual campeão nacional e também o atual campeão internacional da modalidade”, comemora Rutz.

Oficina de robótica

Desde 2014, os estudantes do Ensino Médio da EEB Bom Pastor tem a oportunidade de participar das oficinas do Projeto de Robótica, realizadas uma vez por semana no período noturno. A oficina é voltada aos estudantes do 1º ano do Ensino Médio. Após um ano, estes estudantes, que estarão no segundo ano, se tornam monitores de uma nova turma do primeiro ano, eternizando o projeto dentro da escola.  “Com este projeto nossos estudantes tem a grande oportunidade de se preparar para o mercado de trabalho e descobrir novas habilidades”, avalia a diretora da EEB Bom Pastor, Janes Giachin.

O reconhecimento a este projeto resultou em inúmeras conquistas, entre elas o de estande mais visitado em uma feira de criatividade, empreendedorismo e inovação, que  rendeu para EEB Bom Pastor  a premiação  de uma viagem para o Museu da PUC, em Porto Alegre em 2015. Também foram conquistados títulos estaduais do Torneio Juvenil de Robótica em 2016 e 2017 nas categorias sumô e viagem ao centro da Terra, e o título no Campeonato de Robótica da Feira Face em 2017.

Mais informações para a imprensa:
Andréia Cristina Oliveira
Assessoria de Comunicação
Agência de Desenvolvimento Regional de Chapecó
Fone: (49) 2049-7427 / 99938-6966
E-mail: imprensasdrcco@gmail.com
Site: sc.gov.br/regionais/chapeco

Seminário de Energias Renováveis

Os agricultores da região estão apostando no uso da  energia solar para produzir energia elétrica nas propriedades rurais. O tema foi abordado no 1º Seminário Regional de Energias Renováveis para a Agricultura, realizado nesta quarta-feira, 6, em Planalto Alegre pela Prefeitura e Epagri.

O uso da energia fotovoltaica - obtida através da conversão direta da luz do sol em eletricidade - está crescendo na região. Na abrangência da Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) Chapecó, desde dezembro de 2017 foram encaminhados 23 projetos para produção de energia fotovoltaica nas propriedades rurais, por meio do Programa Menos Juros, do Governo do Estado. Este programa subsidia os juros nos financiamentos contraídos pelos produtores rurais que se enquadram no Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf).

Segundo o gerente Regional da Epagri, Ivan Tormem, os projetos para produção de energia solar representam 30% do total dps contemplados pelo Programa Menos Juros na região. “Esta atividade está mais acessível, isso demonstra a preocupação dos agricultores de investir em sistema de energia limpa e em tecnologia”, afirma. Neste período foram encaminhados 122 projetos para o Programa Menos Juros, que somam mais de R$ 5 milhões, deste total de R$ 1,3 milhão foi destinado para produção de energia fotovoltaica (23 projetos).

Seminário

Os participantes receberam informações sobre as formas de produção, benefícios econômicos, ambientais e sociais do uso da energia solar. “Isso demonstra o compromisso da Epagri em incentivar os produtores a adotar novos sistemas de geração de energia, que também irão proporcionar economia nas propriedades”, avalia o secretário Executivo da ADR Chapecó, Sérgio Galli.

Projeto piloto

Em Santa Catarina, o primeiro projeto de produção de energia solar no meio  rural foi implantado em Linha Progresso, Planalto Alegre, na propriedade do agricultor Antônio Bárea, que se dedica a avicultura e bovinocultura de leite.

O sistema está em operação desde junho de 2017. 

Novidade

A Epagri implantou em cinco municípios da região o Correspondente Bancário (Coban).  O atendimento que antes era realizado pelos atendentes da carteira agrícola do Banco Brasil agora é feito nos escritórios da Epagri. “Além de agilizar no atendimento aos agricultores, este serviço vai facilitar o diálogo entre agente e agricultor, uma vez que os técnicos da Epagri conhecem melhor as condições das propriedades rurais e o dia a dia de cada família”, explica o gerente da Epagri, Ivan Tormem. Durante o Seminário foi assinado o primeiro projeto encaminhado pelo Coban do escritório da Epagri de Planalto Alegre.

Mais informações para a imprensa:
Andréia Cristina Oliveira
Assessoria de Comunicação
Agência de Desenvolvimento Regional de Chapecó
Fone: (49) 2049-7427 / 99938-6966
E-mail: imprensasdrcco@gmail.com
Site: sc.gov.br/regionais/chapeco

Oficina Robótica

O universo fascinante da robótica e da programação faz parte do cotidiano dos alunos da EEB Bom Pastor, de Chapecó. Desde 2014 os estudantes do Ensino Médio têm a oportunidade de participar das oficinas do Projeto de Robótica. Neste ano, a equipe de alunos foi selecionada no ITR International Tournament of Robots.

A competição internacional ocorre de 6 a 9 de junho no Centro Universitário Eniac, em Guarulhos, São Paulo. A EEB Bom Pastor foi selecionada em dois desafios: o Cabo de Guerra e o Registro Multimidiático. “Em Santa Catarina foram selecionados apenas os projetos da EEB Bom Pastor e do Senai. Somos uma escola preocupada com o ensino dos nossos estudantes de uma forma diferenciada, pois acreditamos que a aprendizagem acontece de várias maneiras”, avalia a diretora da escola, Janes Giachin.

O projeto

Neste ano, 11 alunos participam da Oficina de Robótica, usam a criatividade combinada às lições de matemática e física para criar robôs. A oficina é voltada aos estudantes do 1º ano do Ensino Médio, os alunos do 2º e 3º ano podem compartilhar o conhecimento como monitores.

A iniciativa partiu do professor de matemática Carlos Rutz, que junto com os alunos dedica no mínimo uma noite da semana à oficina de robótica. O professor explica que nos dois primeiros meses as aulas são teóricas para incluir os alunos neste novo universo. “Nas oficinas são apresentadas aos estudantes as ideias de como um robô é comandado ou estimulado. A partir daí é explicado o funcionamento de várias ferramentas de programação, regras de lógica e de linguagens”, afirma o professor de matemática.

Os alunos podem ter contato básico com hardware, e  montar com a utilização do kit lego NXT o mascote da equipe. São estimulados a aplicar a criatividade e criar seus próprios robôs, com seus motores e sensores, comandados remotamente ou estimulados pelo ambiente, completando a interação entre software e hardware. “Depois da etapa de preparação, os estudantes estão prontos para montar seus próprios projetos para participações em feiras, mostras de ciências e competições de robótica e programação”, explica o professor. Nesta etapa estão focados em construir um robô Cabo de Guerra, que irá medir forças com outros robôs em competição.

A estudante da 2ª série, Alanis Moro de Oliveira, pretende ser Designer em Games, ela encontrou na oficina uma oportunidade de se preparar para o mercado de trabalho. “Gosto muito de informática e de programação na área de jogos. Estou aprendendo sobre programação para poder aplicar na minha área”, afirma.

O acadêmico Guilherme Kolakowski cursa Ciência da Computação na Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS), foi aluno da oficina  de Robótica e hoje contribui como monitor. “ Quando entrei em contato com este mundo tive a certeza do que queria fazer. Foi muito importante ter este primeiro contato com a programação na escola, isso faz a diferença. Agora posso ajudar outros alunos e aprender com eles”, destaca.

Reconhecimento

O estímulo a criatividade já rendeu reconhecimento em vário projetos, entre eles a “Mini Cidade”, e a  construção do mascote da equipe  chamado  de  Cachorro “Alphix”, que  rendeu para EEB Bom Pastor  a premiação  de uma viagem para o Museu da PUC, em Porto Alegre no ano de 2015.

Mais informações para a imprensa:
Andréia Cristina Oliveira
Assessoria de Comunicação
Agência de Desenvolvimento Regional de Chapecó
Fone: (49) 2049-7427 / 99938-6966
E-mail: imprensasdrcco@gmail.com
Site: sc.gov.br/regionais/chapeco