Primeira-dama em vista ao Grupo Dorcas - Foto: Ricardo Wolffenbüttel / Secom

Em todo o estado, milhares de pessoas escolhem dedicar uma parte do seu tempo para ajudar outras pessoas que precisam. E essa característica solidária de Santa Catarina foi fundamental para os excelentes resultados da Ação Amigos do Pátria Voluntária, realizada durante o mês de fevereiro em Florianópolis.

O projeto de incentivo ao voluntariado, liderado nacionalmente pela primeira-dama da República, Michelle Bolsonaro, e aqui no estado pela primeira-dama, Késia Martins da Silva, resultou em milhares de horas dedicadas a fazer o bem nas cinco instituições participantes: Serte, Avoc Cepon, Hemosc, Aflodef e Grupo Dorcas da Adfloripa.

Com isso, Santa Catarina foi o terceiro estado mais ativo dentre todos os que aderiram à ação. Além disso, o Grupo Dorcas ficou entre as cinco primeiras instituições do país em engajamento de voluntários. 

“O voluntariado faz parte da nossa história aqui em Santa Catarina. É muito bonito de ver, quem pode fica feliz em ajudar o próximo, em estender a mão. Esse reconhecimento nacional ajuda a incentivar que ainda mais pessoas se voluntariem a fazer o bem”, ressalta a primeira-dama do Estado, Késia Martins da Silva.

O evento de encerramento da Ação Amigos do Pátria Voluntária ocorrerá em Brasília, no dia 31 de março. Na ocasião, serão homenageados os estados e as instituições mais atuantes. 

Mais informações para a imprensa:
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Comunicação - Secom
Governo de Santa Catarina
Fone: (48) 3665-3022
Site: www.sc.gov.br

CRAS.JPG
Foto: Divulgação/SDS

O Governo de Santa Catarina entrega nesta semana três Centros de Referência de Assistência Social (Cras) e um Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas). Armazém, Rio do Oeste e Lontras são os municípios que receberão um Cras. Já Florianópolis passará a contar com um novo Creas. O investimento total é de R$ 3.927.016,51.

“Os Cras e Creas oferecem um serviço de proteção e prevenção a pessoas em vulnerabilidade social. É um espaço de acolhimento e de garantia de direitos da população. São entregas muito importantes para estas cidades”, ressalta o governador Carlos Moisés. 

“O objetivo é dar boas condições aos trabalhadores do Sistema Único de Assistência Social (Suas) e assim, tornar, cada vez melhor o atendimento e o acolhimento das pessoas que necessitam destes serviços”, disse a secretária de Estado do Desenvolvimento Social, Maria Elisa da Silveira De Caro.

Com as inaugurações desta semana, o total de unidades entregues este ano chega a 10. Os equipamentos de assistência social da proteção básica (Cras) e de proteção especial (Creas) foram construídos em parceria com as prefeituras. O Cras é uma unidade de proteção social básica do Sistema Único de Assistência Social (Suas), que tem por objetivo prevenir ocorrências de situação de vulnerabilidade social decorrente da pobreza ou privação como ausência de renda ou fragilização de vínculos afetivos ou relacionados a discriminações etárias, étnicas, de gênero ou por deficiências, entre outras.

O Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) é um equipamento que atende famílias e pessoas em situação de vulnerabilidade, mas cujos vínculos familiares e comunitários não foram rompidos. O foco são pessoas que sofreram violência física, psicológica, sexual, tráfico de pessoas ou que estão em cumprimento de medidas socioeducativas em meio aberto, entre outros.

Cada uma das unidades conta com sala de atendimento familiar, administração, recepção, cozinha, banheiro, área de serviço, sala multiuso, área externa coberta e mobília. Elas são para a proteção básica e especial e foram realizadas em parceria com as prefeituras.

 >>> Confira o cronograma de entregas:

10 de março

Entrega do CREAS de Florianópolis às 10h
Rua Manoel Pizolati, 311, Bairro Jardim Atlântico
Investimento: R$ 344.323,69

Inauguração do Cras de Armazém às 17h
Investimento: R$ 370.006,99 + 12.371,41 de mobiliário
Rua Pedro Gerônimo Cardoso – Centro  

11 de março

Inauguração do Cras de Rio do Oeste a partir das 10h
Investimento: R$ 394.609,75 + 12.371,41 de mobiliário
Rua Paulo Sardagna 685 -Bairro Bela Vista

Inauguração do Cras de Lontras a partir das 14h
Investimento: R$ 331.422,67 + 12.371,41 de mobiliário
Rua Bernando Wachholz – Centro

Mais informações para imprensa:
Marta Scherer
Assessoria de Comunicação 
Secretaria de Desenvolvimento Social - SDS
Fone: (48) 3664-0916
E-mail: ascom@sst.sc.gov.br

 


Fotos: Julio Cavalheiro / Secom

Cerca de 160 representantes de 62 municípios catarinenses estiveram reunidos nesta quinta-feira, 5, no Seminário de Apresentação do Programa Município + Cidadão, realizado em Florianópolis. Idealizado a partir de uma solicitação da vice-governadora, Daniela Reinehr, ao Ministério da Cidadania, o encontro apresentou o Programa a prefeitos e representantes municipais para sanar dúvidas e estimular a adesão, propondo, inclusive, soluções para que alcancem as metas propostas.

Ao abrir o evento no Teatro Pedro Ivo Campos, a vice-governadora ressaltou que a ideia do seminário foi aproximar as administrações municipais dos programas desenvolvidos pelo Governo Federal, fomentando a implementação de ações que contribuam com o desenvolvimento social do estado.

 “O Governo de Santa Catarina tem uma atenção muito grande com os municípios porque é lá que as coisas acontecem, é lá que o cidadão apresenta suas necessidades. E o Programa Município + Cidadão apresenta alternativas para todos os municípios envolvendo a cultura, o esporte, a prevenção ao uso de drogas e o desenvolvimento social, fomentando iniciativas que respeitam os potenciais, as características e as vocações de nossos municípios em diferentes áreas”, afirmou.

>>> Mais fotos da matéria

Presente no evento, a secretária de Estado do Desenvolvimento Social, Maria Elisa De Caro, ressaltou que iniciativas que estreitam a relação da União com o Estado e os municípios sempre são muito bem-vindas, especialmente na área social. “Estar próximo aos cidadãos que mais necessitam de atenção é uma obrigação do poder público”, explicou.

A secretária Executiva do Ministério da Cidadania, Ana Pellini, veio acompanhada de uma equipe, que no período da tarde atendeu os representantes municipais, esclarecendo questões pontuais sobre os requisitos para a adesão ao Programa.

Segundo ela, eventos como estes são importantes porque conseguem mostrar aos municípios os programas que o Ministério tem a oferecer. “Brasília está muito longe, e esta é uma grande oportunidade de aproximação, fortalecendo os vínculos da União com o Estado e os municípios. E a integração é que faz a diferença”, afirmou a secretária.

Ana Pellini elogiou a receptividade dos catarinenses ao Programa. “Este ano teremos eleições, e por conta disso, os prazos são muito curtos porque as entregas das premiações precisam ser feitas até julho. Acredito que se tivéssemos mais tempo, 100% dos municípios de Santa Catarina teriam aderido, porque aqui há um grande empreendedorismo por parte dos prefeitos. Eles aderem às políticas públicas, e esta é uma das razões para que o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) do estado seja alto”, concluiu.

Fortalecimento da Cidadania

O Programa Município + Cidadão é uma iniciativa do Ministério da Cidadania que engloba nove outros projetos e visa incentivar e fortalecer a implementação integrada de políticas nas áreas de cultura, esportes e desenvolvimento social para o fortalecimento da cidadania nos municípios.

As inscrições para adesão ao Programa vão até o dia 15 de março, e podem ser feitas por meio do endereço http://mds.gov.br/municipiomaiscidadao.

Informações adicionais para imprensa:
Luciane Zuê
Assessoria de Imprensa
Gabinete da Vice-Governadora - GVG
Fone: (48) 3665-2281 | (48) 98832-9521
E-mail: comunicacao@gvg.sc.gov.br




O Ônibus Lilás retorna ao Ticen nesta semana - Foto: Arquivo / SDS

Uma semana de ações para refletir sobre o Dia Internacional da Mulher, 8 de março, começa nesta segunda-feira, 2. O Governo do Estado preparou atividades em dois espaços em Florianópolis: até sexta-feira, 6, no Terminal de Integração do Centro (Ticen) e no fim de semana, 7 e 8, na cabeceira insular da Ponte Hercílio Luz.

“É importante termos uma data que nos convide e nos estimule a pensar sobre a situação das mulheres. Apesar das muitas conquistas de direitos que já alcançamos nos dias de hoje, muitas de nós ainda enfrentam preconceitos, desvalorização e convivem com o desrespeito e a violência. Isso mostra que ainda temos muito o que refletir e agir. Em nosso Estado temos uma série de programas e iniciativas que visam promover a segurança e o bem estar da mulher, e torná-los cada vez eficientes, buscando sempre zerar a violência contra a mulher, que é o nosso objetivo”, disse a vice-governadora, Daniela Reinehr, que reafirmou seu respeito e admiração pela mulher catarinense. “Seja atuando na política, empreendendo nos negócios, seja trabalhando em casa, formando nossas próximas gerações, elas contribuem para que nosso Estado seja tão promissor, tão afetuoso e tão forte quanto sabemos que é”, disse Daniela.

As atividades envolvem o Gabinete da vice-governadora, a Secretaria de Desenvolvimento Social (SDS), a Secretaria Executiva do Meio Ambiente (Sema), a Polícia Militar, o Corpo de Bombeiros Militar, além do Tribunal de Justiça de Santa Catarina e da Defensoria Pública da União. 

“As ações promovidas irão mostrar quais os serviços que disponibiliza ao público feminino, além de promover eventos culturais que mostram o protagonismo da mulher catarinense”, explica a secretária do Desenvolvimento Social, Maria Elisa da Silveira De Caro.

Ações

Valorizar e orientar as mulheres são os principais objetivos dos eventos que ocorrem durante esta semana. Todos que passarem pelo Ônibus Lilás da SDS recebem orientações gerais sobre os serviços de atendimento nos centros de referência da assistência social e cartilhas elaboradas pelo Tribunal de Justiça de Santa Catarina, além de dicas de segurança da equipe do Corpo de Bombeiros.

Já a Polícia Militar divulgará as ações de combate à violência contra a mulher, como a Rede Catarina, que aposta na polícia de proximidade, buscando conferir maior efetividade e celeridade às ações de proteção à mulher.

Também serão divulgados o PMSC Cidadão, que permite a usuária a enviar vídeos, fotos e áudios, que ajudam na geração de ocorrências, e a ferramenta Botão de Pânico, para mulheres que já tenham medida protetiva e estejam em situação de risco, fazendo com quem tenham atendimento prioritário.

Na quarta e quinta, a Defensoria Pública da União (DPU) dará orientação jurídica sobre como proceder em casos que envolvam entidades públicas federais como o INSS e a Caixa Econômica Federal, entre outros.

Fim de semana

No sábado, dia 7, das 9h às 17h, a Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema) estará na cabeceira da Ponte Hercílio Luz com atividades de conscientização na mudança de hábitos para a qualidade de vida do planeta. No mesmo dia, das 10 às 15h, o Sesc oferecerá oficina de smarthpone. Tanto o sábado quanto o domingo contam ainda com as demais ações da SDS, PMSC e Corpo de Bombeiros.

Atividades culturais

Em paralelo, haverá na sexta-feira, 6, uma tarde de palestras e atividades culturais no Centro Integrado de Cultura, em Florianópolis. O evento, também aberto ao público, contará com debates sobre mercado de trabalho e saúde da mulher, seguido de apresentação de curta metragem. Para finalizar, haverá ainda uma visita guiada pelo Museu de Arte de Santa Catarina, com foco nas obras de artistas mulheres.

PROGRAMAÇÃO EM COMEMORAÇÃO DIA INTERNACIONAL DA MULHER

LOCAL:  Terminal de Integração do Centro – TICEN
HORÁRIO: das 9h às 17h.

>>> Até sexta-feira, 6:
Secretaria de Estado do Desenvolvimento Social (SDS)
Ações do ônibus Lilás com orientações gerais sobre os serviços de atendimento nos CRAS e CREAS, distribuição de cartilhas “Lei Maria da Penha”, “Dê um basta na violência” e “Violência doméstica”, cedidas pelo Tribunal de Justiça de Santa Catarina. 

Rede Catarina/ PMSC
Divulgação de programas, ações e serviços preventivos: - Aplicativo PMSC Cidadão - Botão de Pânico

Corpo de Bombeiros
Orientação e demonstração de manobras de segurança

>>> 4 de março (quarta-feira) e 5 de março (quinta-feira)
Defensoria Pública da União (DPU)
Orientação Jurídica em direito previdenciário, direito à saúde, programas habitacionais e demandas em geral que envolvam entidades públicas federais (União, INSS, CEF, etc).

LOCAL:  Centro Integrado de Cultura (CIC)
HORÁRIO:
das 13h às 17h

>>> 6 de março (sexta-feira)
13h30 - Boas Vindas aos participantes
14h às 15h30 - Palestras em formato de Mesa Redonda
Dra. Ana Paula Grillo -  “Emoções no Trabalho” – Psicóloga, Professora da Udesc/Esag
Dra. Suzana Rosa Tolfo – “ Significados e Sentidos do Trabalho” – Psicóloga, Professora da UFSC
Dra. Grazilly Alessandra Baggenstoss – “ A Diversidade e Direitos Fundamentais como  Promoção de Saúde ás Mulheres” Doutora em Direito e Doutoranda em Psicologia – Professora UFSC
Mediadora Secretária de Estado do Desenvolvimento Social - Maria Elisa da Silveira De Caro
16h - Filme: “Brancura” – Giovanna Zimmermann – Curta – 17 min.
16:30h -  Atração cultural voz e violão - Louise Lucena
17h - Visita guiada pelo MASC 

LOCAL:  Cabeceira da ponte Hercílio Luz - parte insular
HORÁRIO:
das 9h às 17h.

>>> 7 e 8 de março (sábado e domingo)
Secretaria de Estado do Desenvolvimento Social (SDS)
Ações do ônibus Lilás com orientações gerais sobre os serviços de atendimento nos CRAS e CREAS, distribuição de cartilhas “Lei Maria da Penha”, “Dê um basta na violência” e “Violência doméstica”, cedidas pelo Tribunal de Justiça de Santa Catarina.

Rede Catarina/ PMSC
Divulgação de programas, ações e serviços preventivos: - Aplicativo PMSC Cidadão - Botão de Pânico 

Corpo de Bombeiros
Orientação e demonstração de manobras de segurança

>>> 7 de março (sábado)
Secretaria de Estado do Meio Ambiente (SEMA) 
Atividades de conscientização sobre sustentabilidade X hábitos diários e o papel da mulher na mudança de hábitos para a qualidade de vida da sua família e do planeta. - Distribuição de materiais sobre sustentabilidade. -Ação de Combate à pirataria: A importância do consumo legal consciente e os malefícios sociais e econômicos da pirataria de produtos.

SESC - Horário: 10h às 15h 
Ação para o público 50+ com jogos para estimulação cognitiva e oficina de smartphone

Informações adicionais para imprensa:
Assessoria do Gabinete da Vice-Governadora
Elisabety Borghelotti
Fone: (48) 3665-2281 | (48) 98843-5460
E-mail: comunicacao@gvg.sc.gov.br


Mais informações para imprensa:
Marta Scherer
Assessoria de Comunicação 
Secretaria de Desenvolvimento Social - SDS
Fone: (48) 3664-0916
E-mail: ascom@sst.sc.gov.br

 


Cras em União do Oeste será inaugurado na próxima segunda-feira, 2 - Foto: Divulgação / SDS

O Governo de Santa Catarina entrega na próxima semana quatro Centros de Referência de Assistência Social (Cras) e um Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) no Oeste e no Meio-Oeste.  O investimento total é de R$ 1.952.905,17. União do Oeste, Novo Horizonte, Jupiá e Zortéa são os municípios que receberão um Cras. Já Ponte Serrada passará a contar com um Crea. 

“Essa entrega é muito significativa para a região, já que os Cras e Creas oferecem um serviço de proteção e prevenção a pessoas em vulnerabilidade social. É um espaço de acolhimento e de garantia de direitos da população”, ressalta o governador Carlos Moisés. 

"Entregar uma obra como Cras ou Creas para o município para nós é muito importante porque estamos oferecendo para a população um serviço de maior qualidade, onde o trabalhador do Sistema Único de Assistência Social  (SUAS) pode desenvolver muito melhor o seu trabalho, contando com um espaço adequado”, acrescenta a secretária Maria Elisa da Silveira De Caro.

Cada uma das unidades conta com sala de atendimento familiar, administração, recepção, cozinha, banheiro, área de serviço, sala multiuso, área externa coberta e mobília. Elas são para a proteção básica e especial e foram realizadas em parceria com as prefeituras.

 “A melhoria da estrutura física dos equipamentos para a execução dos serviços socioassistenciais é imprescindível para o aprimoramento do Sistema Único de Assistência Social em nosso estado”,  reforça a diretora de Assistência Social da SDS, Luciane dos Passos.

>>> Confira o cronograma de entregas:

2 de março – segunda-feira

Cras de União do Oeste
Rua Presidente Costa e Silva –Centro
Horário: 17h30
Investimento: R$313.117,45 (valor da obra R$ 300.746,04 +  mobiliário R$ 12.371,41)

3 de março – terça-feira

Cras de Novo Horizonte
Rua Bruno Sanagiotto 68 – Centro
Horário: 9h
Investimento: R$370.060,35 (valor da obra R$ 357.688,94 +  mobiliário R$ 12.371,41)

Cras de Jupiá
Rua Ponta Porã 455 – Centro
Horário: 11h30
Investimento: R$ 542.241,34 (valor da obra R$ 529.869,93 + mobiliário R$ 12.371,41)

Creas de Ponte Serrada
Rua Primo Facnhinello, Bairro Bela Vista
Horário: 16h30
Investimento: R$382.824,61 (valor da obra R$ 370.453,20 + mobiliário R$ 12.371,41)

4 de março – quarta-feira

Cras de Zortéa
Rua: Vinicius de Moraes - Centro
Horário: 9h
Investimento: R$ 357.032,24 (valor da obra R$  344.660,84 + mobiliário R$ 12.371,41)

Mais informações para imprensa:
Marta Scherer
Assessoria de Comunicação 
Secretaria de Desenvolvimento Social - SDS
Fone: (48) 3664-0916
E-mail: ascom@sst.sc.gov.br


Foto: Divulgação / SDS 

Foram empossados 20 representantes, entre titulares e suplentes, do Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente (Cedca), para a gestão 2019-2021. São 10 conselheiros de organizações governamentais e outros 10 não governamentais. A solenidade ocorreu na sede da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Social nesta quarta-feira, 19. 

O secretário adjunto de Estado do Desenvolvimento Social, Dirceu Oldra, destacou que “a posse representa que o Governo apoia e garante o funcionamento do Conselho”. Na mesa de posse também estavam a presidente do Fórum dos Direitos da Criança e do Adolescente de Santa Catarina, Elaine Lima, e o procurador do Ministério Público de Santa Catarina, Marcelo Wegner. O Conselho desenvolve ações voltadas ao atendimento, à promoção, à proteção, à defesa, à garantia, ao estudo e pesquisa dos Direitos da Criança e do Adolescente. O Cedca é vinculado à SDS.

Representantes do CEDCA (2019-2021):

Governamentais:
SECRETARIA DE ESTADO DA AGRICULTURA, PESCA E DESENVOLVIMENTO RURAL – SAR
TITULAR: ROSANE BEATRIZ. M. FRIZON
SUPLENTE: ROSANE CRISTINA JACQUES

SECRETARIA DE ESTADO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL – SDS
TITULAR: LETICIA GUIMARÃES BRAZ
SUPLENTE: MÁRCIA ADRIANA ARAÚJO

SECRETARIA DA CASA CIVIL – SCC
TITULAR: CLEBER PAES ALVES
SULENTE: FERNANDA STEFFENS

SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO – SED
TITULAR: VIVIANE SILVA DA ROSA
SUPLENTE: FERNANDA ZIMMERMANN FORSTER

SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA – SEF
TITULAR: DANIEL NEVES DAMIANI
SUPLENTE: CARLOS EDUARDO OSÓRIO

SECRETARIA DE ESTADO DE ADMINISTRAÇÃO PRISIONAL E SOCIOEDUCATIVO – SAP
TITULAR: ZENO AUGUSTO TRESSOLDI
SUPLENTE: SIMONE ROCHA DA SILVA

SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE – SES
TITULAR: MARIA APARECIDA PIRES
SUPLENTE: HALEI CRUZ

SECRETARIA DE SEGURAÇA PÚBLICA – SSP
TITULAR: LUCIANA HELENA DOS SANTOS
SUPLENTE: ANTONIO BRITO

Sociedade civil:
UNIÃO DOS ESCOTEIROS DO BRASIL
TITULAR: ERASMO MARCHI
SUPLENTE: ROBERTO MURILO COUTINHO

FÓRUM CATARINENSE PELO FIM DA VIOLÊNCIA E EXPLORAÇÃO SEXUAL INFANTO-JUVENIL
TITULAR: ROSELY STEIL
SUPLENTE: LIZANDRA VAZ SALVADORI

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO OESTE DE SANTA CATARINA
TITULAR: CLÁUDIO LUIZ ORÇO
SUPLENTE: MARCIELI MACCARI

CENTRO CULTURAL ESCRAVA ANASTÁCIA
TITULAR: TAMIRIS MOREIRA ESPINDOLA
SUPLENTE: ADRIANA KINCHESKI BUNN

ASSOCIAÇÃO CATARINENSE DE CONSELHEIROS TUTELARES (ACCT)
TITULAR: GRAZIELA CRISTINA LUIZ DAMACENA GABRIEL
SUPLENTE: MILLER DOMINGUES LOPES

PASTORAL DA CRIANÇA
TITULAR: MARISTELA CIZESKI
SUPLENTE: SALETE LUCIANA DE OLIVEIRA LUCIANO

UNIÃO CATARINENSE DE EDUCAÇÃO – UCE
TITULAR: VALDIR GURGIEL
SUPLENTE: ALINE OGLIARI

ASSOCIAÇÃO DOS IMIGRANTES DE SANTA CATARINA
TITULAR: WISLY JULES
SUPLENTE:SILIANE BREMAND ULYSSE

FUNDAÇÃO EDUCACIONAL JOANNA DE ANGELIS
TITULAR: SANDRA REGINA MEDEIROS NAZÁRIO
SUPLENTE: GRACIELA TALHETTI BRUM

HOSPITAL NOSSA SENHORA DAS GRAÇAS
TITULAR: QUESIA DE ARAUJO GRELLMANN
SUPLENTE: ELISABETE COUTO

Mais informações para imprensa:
Marta Scherer
Assessoria de Comunicação 
Secretaria de Desenvolvimento Social - SDS
Fone: (48) 3664-0916
E-mail: ascom@sst.sc.gov.br

 

 


Fotos: Divulgação / SDS

O Governo de Santa Catarina, por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Social, entregou na manhã desta quinta-feira,13, o Centro de Referência de Assistência Social (Cras) para a população de Morro Grande, no Extremo Sul catarinense.

O investimento total foi de R$ 350.298,76 em estrutura e mobília. A capacidade de atendimento é, em média, de 500 famílias por ano.  

“Os investimentos em infraestrutura e equipamentos se justificam no objetivo de criar um ambiente de trabalho adequado e digno aos trabalhadores do SUAS e, por consequência, melhorar o atendimento ao usuário”, ressalta a secretária de Estado do Desenvolvimento Social, Maria Elisa De Caro.  

O novo Cras funcionará em parceria com a Prefeitura de Morro Grande e conta com 171 metros quadrados. O espaço dispõe de sala de atendimento familiar, administração, recepção, cozinha, banheiro, área de serviço, sala multiuso, área externa coberta e mobília.

Cada Centro trabalha com uma equipe mínima de psicólogo, assistente social e mais dois profissionais para funções administrativas. Os Cras atendem pessoas em situação de vulnerabilidade e as encaminham para serviços, programas e projetos socioassistenciais. A equipe técnica oferece atendimento psicossocial preventivo para indivíduos e famílias, o que evita o agravamento das dificuldades.

Mais informações para imprensa:
Marta Scherer
Assessoria de Comunicação 
Secretaria de Desenvolvimento Social - SDS
Fone: (48) 3664-0916
E-mail: ascom@sst.sc.gov.br


Fotos: Mauricio Vieira / Secom

Eliza ainda nem nasceu, mas as primeiras roupinhas da futura catarinense já estão sendo produzidas. Como a família pediu ajuda por não ter condições de comprar, o grupo Dorcas assumiu a missão de confeccionar as peças para atender às necessidades do bebê e de outras quase 200 crianças na mesma situação. Na semana passada, o trabalho ganhou o reforço dos alunos do Curso de Formação de Soldados do Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina. Eles se inscreveram no projeto Pátria Voluntária, iniciativa do Governo Federal de incentivo ao voluntariado que em Santa Catarina é liderado pela primeira-dama, Késia Martins da Silva.

A tarefa dos alunos soldados é fazer a triagem e cortar nos tamanhos adequados os retalhos que chegam por meio de doações ao grupo Dorcas. A partir disso, as 25 voluntárias passam a contar com material na medida para confeccionar as peças que vão compor os kits. A cada mês, mais de 15 deles são produzidos, beneficiando bebês de Florianópolis por meio das congregações da igreja Assembleia de Deus, apoiadora do projeto Dorcas. O conjunto inclui edredon, jogo de lençol, toalha de banho, cobertor, fralda, casaquinho, meia, sapato, entre outros itens.

>> Mais fotos na galeria

Trabalhar pelo bem do próximo não é novidade para a aluna soldado Amanda Caroline de Miranda. Ela já tinha ajudado familiares e amigos em campanhas de arrecadações de alimentos e agasalhos para doar a asilos. Agora, é uma das voluntárias na confecção dos kits para as crianças da Capital.

"Doar-se pelo outro é algo que nossa profissão de bombeiro militar já tem na própria essência. Esse pequeno gesto pode mudar a vida de uma pessoa, fazer a diferença, e dá uma grande gratificação", afirma a aluna soldado.

O voluntariado é aberto a qualquer pessoa, independentemente de religião, condição financeira ou local de moradia. "São de 150 a 200 kits por ano para mães carentes que vão ter filhos e precisam de enxoval para os bebês. O Pátria Voluntária amplia o alcance desse projeto. A capacidade de produção é muito maior por causa da captação de voluntários por meio do projeto", detalha Filipe Cechinel, pastor da Assembleia de Deus de Florianópolis.


Amanda ajuda na confecção das peças

Como participar

As atividades do programa Pátria Voluntária serão desenvolvidas até o dia 1º de março. Cinco instituições catarinenses participam: Serte, AVOC Cepon, Hemosc, AFLODEF e Grupo Dorcas da AD Floripa. Para participar, basta se cadastrar no site www.patriavoluntaria.org e na aba “Sou voluntário” escolher uma ou mais instituições que queira ajudar.

"Às vezes a gente acha que uma ajuda não será tão válida, mas só o fato de vir aqui, separar um material e cortar um tecido, já adianta muito o trabalho e com certeza mais kits poderão ser produzidos ao longo do ano, beneficiando mais pessoas", conclui a aluna soldado Miranda.

Informações adicionais para a imprensa
Renan Medeiros
Assessoria de Imprensa
Secretaria Executiva de Comunicação - SECom
E-mail: renan@secom.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-3058 / (48) 99605-9196
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e @GovSC


O Cepon atende pacientes com câncer de todo o estado e é uma das instituições que podem ser ajudadas - Foto: Arquivo / Secom

Quem perdeu o prazo de inscrição para participar em uma das ações do Projeto Amigos do Pátria Voluntária poderá se cadastrar até a realização das atividades. O projeto do Governo Federal foi lançado pela primeira-dama da República, Michelle Bolsonaro. Em Santa Catarina, é liderado pela primeira-dama Késia Martins da Silva. O objetivo é incentivar o voluntariado em todo o país. As atividades começaram a ser desenvolvidas no dia 1º deste mês e vão até 1º de março, nas capitais e regiões metropolitanas.

O Programa reúne representantes dos setores público, privado e terceiro setor. Cinco instituições catarinenses participam e podem receber voluntários: Serte, AVoc Cepon, Hemosc, Aflodef e Grupo Dorcas da Adfloripa. Para participar, basta se cadastrar no site www.patriavoluntaria.org e na aba “Sou voluntário” escolher uma ou mais organizações que você deseja ajudar.

Os voluntários mais atuantes serão homenageados. Em Santa Catarina, haverá premiação para as três pessoas que registrarem maior número de horas de atividades e para as três instituições que receberem mais horas de voluntariado. No âmbito nacional, os 10 voluntários mais atuantes serão homenageados em Brasília, pela primeira-dama da República. Os resultados serão divulgados no dia 10 de março.

Mais informações para a imprensa:
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Comunicação - Secom
Governo de Santa Catarina
Fone: (48) 3665-3022
Site: www.sc.gov.br


Hemosc é uma das instuitições participantes. Foto: James Tavares / Arquivo / Secom

Quem já trabalha como voluntário ou deseja iniciar e não sabe como dar o primeiro passo tem uma ótima oportunidade: estão abertas, até esta sexta-feira, dia 31, as inscrições para o Programa Pátria Voluntária na Grande Florianópolis. O projeto do Governo Federal foi lançado pela primeira-dama da República, Michelle Bolsonaro. Em Santa Catarina, é liderado pela primeira-dama Késia Martins da Silva. O objetivo é incentivar o voluntariado em todo o país.

O Programa reúne representantes dos setores público, privado e terceiro setor. As atividades serão desenvolvidas entre os dias 1º de fevereiro e 1º de março. Cinco instituições catarinenses participam: Serte, AVOC Cepon, Hemosc, AFLODEF e Grupo Dorcas da Adfloripa. Para participar, basta se cadastrar no site e na aba “Sou voluntário” escolher uma ou mais instituições que você deseje ajudar.

Os voluntários mais atuantes serão homenageados. Em Santa Catarina, haverá premiação para as três pessoas que registrarem maior número de horas de atividades. No âmbito nacional, os 10 voluntários mais atuantes serão homenageados em Brasília, pela primeira-dama da República. Os resultados serão divulgados no dia 10 de março.

Mais informações para a imprensa:
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Comunicação - Secom
Governo de Santa Catarina
Fone: (48) 3665-3022
Site: www.sc.gov.br