Fotos: Divulgação / CBMSC

Sinalizações no mar de Canasvieiras, em Florianópolis, para prevenir afogamentos e reforçar a segurança dos banhistas foram instaladas pelo Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina (CBMSC) neste sábado, 4. Foram colocadas boias apontando os pontos em que podem ocorrer uma mudança na profundidade bruscamente. 

O CBMSC também instalou 40 placas de sinalização, posicionadas a cada 50 metros e reforçou a presença de guarda-vidas, com 9 por dia, além de três pranchas de stand up paddle e ainda cinco cadeirões – que são espaços elevados para o monitoramento do mar realizado pelos guarda-vidas. As ações foram feitas em conjunto com a Prefeitura Municipal de Florianópolis.


Foto:Mauricio Vieira / Secom

O governador Carlos Moisés confirmou, nesta quarta-feira, 18, que o Governo de Santa Catarina dará uma contrapartida de 25% - cerca de R$ 40 milhões -  para a construção da barragem de Botuverá, orçada em aproximadamente R$ 165 milhões. O apoio financeiro por parte do Estado foi proposto pelo Ministério do Desenvolvimento Regional para que a obra fosse incluída no orçamento de 2020 da União. A resposta positiva do governador foi dada a prefeitos, deputados e representantes da sociedade civil organizada dos municípios de Botuverá, Brusque, Balneário Camboriú, Camboriú, Itajaí, Gaspar e Guabiruba, na Casa d'Agronômica.

"Nós aceitamos porque a obra traz uma série de soluções, como a mitigação de cheias e traz recursos novos, como um reservatório perene de água para abastecer todo o Litoral Norte e a Grande Florianópolis e a possibilidade de gerar energia elétrica", detalhou Carlos Moisés. Os desembolsos do Estado ocorrerão durante o andamento da obra, que terá um prazo de três a quatro anos para ser concluída. "É notícia boa para terminar o ano, resultado de muita dedicação por parte das nossas equipes da Defesa Civil, Secretaria de Estado da Fazenda e dos prefeitos da região", enalteceu o governador.

Os R$ 165 milhões orçados incluem a malha viária necessária para o acesso à barragem. A estrutura será instalada no Rio Itajaí-Mirim e terá mais de 40 metros de altura, podendo armazenar 3,7 milhões de metros cúbicos de água para abastecimento humano, além de uma capacidade para receber até 15,7 milhões de metros cúbicos para a contenção de cheias. A barragem ainda poderá ser aproveitada para alavancar o turismo em Botuverá.

De acordo com o chefe da Defesa Civil, João Batista Cordeiro Júnior, o trabalho para dar início à obra continua. "O próximo passo é firmar o convênio com o Governo Federal, e depois disso poderemos licitar a obra", antecipa.

A secretária adjunta da Fazenda, Michele Roncálio, destacou a relevância de destinar recursos à barragem. "É uma obra importante para trazer mais desenvolvimento. Este é um investimento que estamos fazendo não só para a região, mas para todo o estado", frisou.

Informações adicionais para a imprensa
Renan Medeiros
Assessoria de Imprensa
Secretaria Executiva de Comunicação - SECom
E-mail: renan@secom.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-3058 / (48) 99605-9196
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e @GovSC


Fotos: Divulgação / CMBSC

Com herança genética de dois cães de busca do Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina (CBMSC), Bono é mais um filhotes da nova geração de cachorros treinados para buscas e resgates. Neto dos aposentados Ice e Malu, ele nasceu no Rio de Janeiro.

“Nós estamos criando uma linhagem própria de Labradores para busca e resgate e o Bono faz parte disso, reforça a família”, conta o presidente da Coordenadoria de Busca, Resgate e Salvamento com Cães, coronel Walter Parizotto.

A mãe do Bono, a cadela Lua, é uma Labradora catarinense que foi doada ao Corpo de Bombeiros Militar do Rio de Janeiro. Já o pai é um Labrador da Polícia Militar do Rio de Janeiro.

“O Bono já vem com uma carga genética de qualidade para o serviço de busca e salvamento. Apesar de isso ser uma questão de orgulho para mim como condutor, sempre fica uma carga maior de expectativa sobre o nosso trabalho, mas com o treinamento correto e dedicação ele será um ótimo cão de busca”, explica o cabo Matheus Premoli, condutor do Bono.

O binômio – dupla entre bombeiro militar e cão de busca - está na cidade de Araranguá, no Sul do Estado, em treinamento. Com apenas 5 meses de vida, o cão já demonstra aptidão durante os treinos, que não passam de grandes brincadeiras para os animais e acontecem todos os dias.

“O que é trabalho para nós, para o cão é diversão. As sessões de treinos têm que ser divertidas e prazerosas para ele”, complementa Premoli.

Um dos diferenciais dos cães de busca e resgate do CBMSC é o fato de morarem na casa dos condutores, garantindo proximidade e afeição, além de atenção diária.

Foco na certificação

Para atuar como cão de busca do CBMSC é preciso que os cães passem por provas de certificação a partir dos 18 meses de vida. Todo a dedicação do binômio é em treinamentos para estas provas. São apresentados ao filhote diferentes estilos de terrenos e situações, brincando e estimulando a curiosidade do animal.

“Quando o Bono estiver apto para o trabalho, ele encontrará diversos cenários de ocorrências, diferentes ambientes, por isso é importante o trabalho de habituação e socialização do cão diariamente“, explica o cabo.

Informações adicionais à imprensa:
Melina Cauduro
Assessoria de Imprensa
Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina - CBMSC
48) 3665-8426 / (48) 98843-4427 / (48) 9 9938-9839
imprensa@cbm.sc.gov.br 


Foto: Divulgação / CBMSC

O soldado do Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina Willian Valdeley Marques e o cão Marley conquistaram duas certificações internacionais, reconhecidas pela International Search and Rescue Dog Organisation (IRO). A prova ocorreu no último fim de semana, em Xanxerê. A partir de agora, a Grande Florianópolis e o estado passam a contar com o suporte do binômio - bombeiro e cachorro - já que em Santa Catarina é necessário que os animais sejam certificados para atuar.

Em menos de 24 horas o binômio foi duplamente aprovado para busca e resgate com cães. O avaliador veio da República Tcheca, exclusivamente para analisar o desempenho nessa certificação internacional. O resultado é fruto da dedicação integral de Valdeley, que  busca capacitação e emprego de técnicas com o cão que tem cerca de dois anos. 

Informações adicionais à imprensa:
Melina Cauduro
Assessoria de Imprensa
Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina - CBMSC
48) 3665-8426 / (48) 98843-4427 / (48) 9 9938-9839
imprensa@cbm.sc.gov.br 

Mais quatro municípios catarinenses receberam as Cartas de Inundação neste terça-feira, 12. Canoinhas, Mafra, Três Barras e Porto União, no Planalto Norte, foram os beneficiados nesta etapa da ação do Governo do Estado que irá contemplar, ao todo, 35 cidades, com investimento total de R$ 2,5 milhões. A cerimônia de entrega ocorreu na Câmara Municipal de Canoinhas e contou com a presença do Chefe da Defesa Civil de Santa Catarina, João Batista Cordeiro Junior. 

Cartas de Inundação e Sistema de Previsão de Eventos Hidrológicos Críticos são de fundamental importância no planejamento nas ações de proteção e defesa civil. A iniciativa dá embasamento técnico para os órgãos municipais na previsão de cheias, inundações e para o apoio na operação de projetos. As Cartas também podem ser usadas no mapeamento e na análise de riscos hidrológicos, redes de monitoramento e alerta, e como ferramenta para o planejamento urbano dos municípios.

“Todos os anos as inundações e estiagens atingem os catarinenses e essas situações são agravadas pela ocupação desordenada. Planejando as ações e buscando soluções definitivas estamos cada vez mais construindo um Estado resiliente”, explicou João Batista.

Segundo o coordenador regional de Defesa Civil, Clodoaldo Ribas dos Santos, atualmente os municípios da região da Amplanorte (Associação dos Municipios do Planalto Norte) estão trabalhando na revisão dos planos diretores e nova ferramenta chega no momento certo: “A prevenção no ordenamento urbano dos municípios é a melhor forma de se evitar futuras perdas, sejam elas econômicas ou de vidas”.

Já o coordenador de monitoramento e alerta da Defesa Civil de Santa Catarina, Frederico Rudorff, destacou que é uma ação de prevenção e de planejamento que vai impactar diretamente nos municípios beneficiados. “Podemos minimizar os prejuízos com sistemas de alertas e gestão de cheias. A informação antecipada pode minimizar danos, prejuízos e preservar vidas. Assim preparamos nosso Estado para os mais diferentes fenômenos meteorológicos”, completou.


Informações adicionais para imprensa:
Flávio Vieira Júnior
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado da Defesa Civil - DC
Fone: (48) 3664-7009 / 99185-3889 / 99651-5888
E-mail: defesacivilsc@gmail.com
Site: www.defesacivil.sc.gov.br




Fotos: Doia Cercal / Secom

O Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina (CBMSC) tem 166 mulheres no efetivo. Para compartilhar ações e melhorar resultados nos quartéis do estado, foi realizado durante este sábado, 9, o 8º Encontro e Capacitação Estadual de Bombeiras Militares de Santa Catarina, na cidade de Capivari de Baixo. O governador Carlos Moisés e a primeira-dama Késia Martins da Silva estiveram no evento.


Fotos: Doia Cercal / Secom

O governador Carlos Moisés assinou dois decretos na manhã deste sábado, 9, durante o evento de abertura da XVIII Olimpíada Catarinense de Bombeiros na cidade de Tubarão. Um deles vai desburocratizar procedimentos para empresários que precisam do alvará de funcionamento para os estabelecimentos.

"Estamos flexibilizando e facilitando o processo para os empresários que querem abrir o próprio empreendimento. Agora, eles podem ter acesso ao alvará de funcionamento pela autodeclaração. Sendo assim, eles vão preencher toda a documentação necessária e poderão receber o alvará. Depois órgãos do governo passarão para fiscalização. Essa é uma maneira de agilizar os processos. Estamos confiando na palavra dos empresários catarinenses", disse Carlos Moisés. 

:: Mais fotos na galeria 

A liberação do alvará por autodeclaração é para empreendimentos de até 750 metros quadrados. O pedido deve ser feito nas unidades do Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina (CBMSC).

O outro decreto assinado pelo governador dá liberdade para o  comandante-geral do CBMSC, coronel Charles Alexandre Vieira, redistribuir a quantidade de bombeiros comunitários por quartel operacional, conforme necessidade.

"Nós já temos 97% de confiança da sociedade catarinense. Isso é um orgulho e vamos seguir nesse desafio. Com essas mudanças, vamos melhorar sempre nossas operações para continuar atendendo nossa comunidade", comentou Charles Alexandre Vieira.

O governador ainda aproveitou o ato para liberar R$ 200.000,00 para a aquisição de uniformes para os bombeiros da Federação Catarinense de Bombeiros Comunitários (Fecabom). 

"Com esse ato poderemos continuar com o nosso trabalho em Santa Catarina. Vamos comprar fardamentos e equipamentos para seguir na nobre missão de auxiliar os bombeiros militares no que for preciso", falou o presidente da Fecabom, Marcelo Schrubbe. 

Sobre a Olimpíada

Mais de mil bombeiros militares e comunitários de Santa Catarina se reuniram para a XVIII Olimpíada Catarinense de Bombeiros. O governador abriu o evento, realizado na Arena Multiuso Prefeito Estêner Soratto da Silva, em Tubarão. 

"Esse é um evento que eu participava quando era bombeiro militar da ativa. Eu me sinto em casa relembrando alguns desses momentos", disse o Carlos Moisés.

O evento reúne os participantes para provas que remetem às atividades diárias da corporação, como atendimento pré-hospitalar; subida no cabo de sisal; montagem de estabelecimento; natação e combate a incêndio com extintores. Na programação, ainda tem a Corrida do Fogo, com a participação da comunidade.

Informações adicionais para imprensa:
Luiz Gustavo Silva
Assessoria de Imprensa
Secretaria Executiva de Comunicação - SECom
Fone: (48) 3665-3058 / (48) 99609-7077
E-mail: luizgustavosilva@secom.sc.gov.br
Site: www.sc.gov.br 
www.facebook.com/governosc e @GovSC 


Fotos: Flávio Vieira Júnior / Defesa Civil SC

O chefe da Defesa Civil de Santa Catarina, João Batista Cordeiro Júnior, entregou Cartas de Inundação e Sistema de Previsão de Eventos Hidrológicos Críticos para mais cinco municípios da Grande Florianópolis e do Litoral Sul de Santa Catarina. A ação dá embasamento técnico para os órgãos municipais na previsão de cheias, inundações e para o apoio na operação de projetos de proteção e defesa civil.

Na solenidade, realizada no Centro Integrado de Gerenciamento de Riscos e Desastres de Tubarão, os documentos foram repassados para as cidades de Araranguá, Forquilhinha, Tubarão, São João Batista e Santo Amaro da Imperatriz. Serão contemplados 35 municípios, para isso a Defesa Civil investiu R$ 2,5 milhões.

As Cartas também podem ser usadas no mapeamento e na análise de riscos hidrológicos, redes de monitoramento e alerta, e como ferramenta para o planejamento urbano dos municípios.

O chefe da Defesa Civil ressaltou que devido à  localização, o estado está sujeito a severos fenômenos da natureza. “As inundações e as estiagens impactam diretamente em nossa sociedade e essas situações são agravadas pela ocupação desordenada”, comentou João Batista. “Planejando as ações e buscando soluções definitivas estamos cada vez mais construindo um estado resiliente”, finalizou.

Segundo o coordenador de monitoramento e alerta da Defesa Civil, Frederico Rudorff, o Estado percebeu a partir de 2008 a necessidade de investimentos na prevenção de desastres. “Podemos minimizar os prejuízos com sistemas de alertas e gestão de cheias. A informação antecipada pode reduzir danos e preservar vidas. Assim preparamos a sociedade catarinense para eventos adversos”, completou.

>>> Leia mais:

Defesa Civil entrega Cartas de Inundação para cidades do Vale do Itajaí

Informações adicionais para imprensa:
Flávio Vieira Júnior
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado da Defesa Civil - DC
Fone: (48) 3664-7009 / 99185-3889 / 99651-5888
E-mail: defesacivilsc@gmail.com
Site: www.defesacivil.sc.gov.br


Fotos: Jackson Jacques / CBMSC

O Curso de Formação de Soldados do Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina (CBMSC) começou nesta sexta-feira, 1º de novembro, em Florianópolis. Os 175 novos alunos foram recebidos no Centro de Ensino, pelo comandante, tenente coronel BM Alexandre da Silva.

Já pela manhã, receberam as primeiras instruções referentes ao cotidiano do Bombeiro Militar e foram recepcionados por integrantes do Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças. 

 
Foto: Flávio Vieira Júnior/Defesa Civil

O Governo do Estado, por meio da Defesa Civil de Santa Catarina, realizou nesta terça-feira, 29, a entrega das Cartas de Inundação e Sistema de Previsão de Eventos Hidrológicos Críticos para municípios do Alto, Médio e Baixo Vale do Itajaí. O objetivo da ação é dar embasamento técnico para os órgãos municipais na previsão de cheias, inundações e para o apoio na operação de projetos de proteção e defesa civil.

Da mesma forma, os produtos hidrológicos poderão ser utilizados pelas cidades catarinenses no mapeamento e análise de riscos hidrológicos, redes de monitoramento e alerta, como também no planejamento urbano.

A primeira cerimônia de entrega foi realizada na manhã desta terça-feira na Unidade Tecnológica do Instituto Federal Catarinense (IFC), em Rio do Sul, para os municípios de Agronômica, Ituporanga, Rio do Sul e Taió. Já a segunda entrega ocorreu no período da tarde na Associação dos Municípios do Médio Vale do Itajaí (AMMVI) em Blumenau, para os municípios de Ascurra, Rodeio, Benedito Novo, Rio dos Cedros, Timbó, Blumenau, Gaspar, Itajaí, Brusque e Balneário Camboriú.

“As inundações e secas chamam a atenção e causam impactos todos os anos aos catarinenses. Esse documento vai apoiar os municípios na tomada de decisões, tanto em relação aos eventos extremos, como pela ocupação desordenada”, comentou o chefe da Defesa Civil de Santa Catarina, João Batista Cordeiro Júnior.

Durante as entregas também foi realizada uma explicação sobre o Sistema de Previsão de Eventos Hidrológicos Críticos e sobre os Novos Manuais de Operação das Barragens operadas pela Defesa Civil de Santa Catarina.


Informações adicionais para imprensa:
Flávio Vieira Júnior
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado da Defesa Civil - DC
Fone: (48) 3664-7009 / 99185-3889 / 99651-5888
E-mail: defesacivilsc@gmail.com
Site: www.defesacivil.sc.gov.br