Encontre serviços oferecidos pelo Governo de SC

Reunimos neste site tudo o que o Governo pode fazer por você

Notícias em destaque

Serviços em destaque

Vídeos

Eduardo Pinho Moreira assume Governo de SC

Transmissão do cargo de governador

O governador licenciado Raimundo Colombo transmitiu o cargo ao governador em exercício Eduardo Pinho Moreira, que assumiu o Governo de Santa Catarina com duas prioridades bem definidas: a Saúde e a Segurança Pública

Oportunidades

Próximos eventos


Fotos: Paulo Goeth/SES

Uma cerimônia realizada na manhã desta quinta-feira,14, no Auditório da Fundação Catarinense de Educação Especial (FCEE), marcou a assinatura do convênio entre a FCEE e a Secretaria de Estado da Saúde (SES) que possibilita a retomada do atendimento a pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) pelo Serviço de Reabilitação Visual e Adaptação de Prótese Ocular (SRV). O evento contou com a presença do presidente da FCEE, Eliton Verardi Dutra, do secretário de Estado da Saúde, Vicente Caropreso, e do deputado estadual José Nei Ascari, presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência da Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc), entre outras autoridades. 

 A Secretaria de Estado da Saúde (SES) repassará mensalmente R$ 49.953,70 para a FCEE atender pessoas com baixa visão, cegueira e as que necessitam de próteses oculares. Por ano, serão alocados R$ 599.444,40 para o serviço. Além de disponibilizar os equipamentos, a FCEE contratou oftalmologista e cedeu o espaço para atendimento dos pacientes.

No início de agosto deste ano, o Serviço de Reabilitação Visual da FCEE retomou os atendimentos para usuários encaminhados pelo SUS, que estavam interrompidos desde março de 2015 devido à falta de médico oftalmologista. Neste período, foram realizados apenas atendimentos de retorno e a usuários que já possuíam laudo médico graças a contratações emergenciais de oftalmologistas por curtos períodos.

Único no Estado, o SRV funciona no campus da FCEE, localizado em São José, na Grande Florianópolis, e é voltado para pacientes com deficiência visual (cegos e com baixa visão) e com perdas ou atrofia ocular. O atendimento é realizado por uma equipe multidisciplinar, com oftalmologistas especialistas em Baixa Visão, optometrista, assistente social, psicólogo e professores especialistas em Reabilitação Visual, Avaliação Funcional da Visão e Orientação e Mobilidade. 

O presidente da FCEE, Eliton Verardi Dutra, destacou a importância e a excelência do trabalho desenvolvido pelos profissionais do SRV no atendimento aos deficientes visuais de todo o estado de Santa Catarina e relembrou que a FCEE realizou contratações temporárias de médicos durante o período de interrupção do SRV para os atendimentos emergenciais. Ele também ressalta quem até o final do ano, a demanda reprimida de cerca de 500 pacientes será atendida.

“Além do SRV atender 120 pessoas por mês, a FCEE, por meio do Centro de Apoio Pedagógico e Atendimento às Pessoas com Deficiência Visual (CAP), atende 195 municípios do estado, produzindo livros em Braille para alunos de escolas estaduais”, afirmou. Verardi também destacou os investimentos da FCEE no SRV, que totalizaram cerca de R$ 320 mil para aquisição de um novo gabinete oftalmológico e R$ 280 mil em equipamentos ópticos que serão adquiridos até o final do ano. 

Para o secretário de Estado de Saúde, Vicente Caropreso, a retomada do SRV é uma questão de cidadania e justiça social. Ele destacou o empenho da sua equipe técnica, que possibilitou a retomada do atendimento aos pacientes do SUS. O secretário também elogiou o papel da FCEE na luta pela inclusão das pessoas com deficiência na sociedade. 

O presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência da Alesc, deputado Nei Ascari, relembrou os esforços feitos pela comissão em conjunto com a FCEE e a Secretaria de Estado da Saúde. “Encontramos muitas dificuldades no caminho, mas o importante é que o serviço está sendo oferecido para as pessoas que mais precisam”, destacou. 

Mais informações para a imprensa:
Suelen Costa
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Saúde - SES
Fone: (48) 3664-8820 / 99113-6065
E-mail: imprensa@saude.sc.gov.br
Site: portalses.saude.sc.gov.br


Fotos: SCPar Porto de Imbituba

O Terminal de Importação e Exportação de Granéis Sólidos do Porto de Imbituba foi o cenário de um simulado de emergência do Plano de Ajuda Mútua (PAM), realizado em parceria pela SCPar Porto de Imbituba (Autoridade Portuária) e a empresa CRB Votorantim, arrendatária do Terminal, com o apoio do Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina. O treinamento, que ocorreu na segunda-feira, 11, atende à Norma Regulamentadora NR-29 do Ministério do Trabalho e visa manter as Brigadas de Emergência das empresas integrantes do PAM capacitadas para dar respostas adequadas e eficientes aos cenários acidentais.

Durante a simulação, os brigadistas da SCPar e CRB foram acionados e controlaram um princípio de incêndio no painel de comando da correia transportadora de granéis, prestando apoio no resgate às vítimas que se encontravam na área de acesso à correia. Já o Corpo de Bombeiros ficou responsável pelo encaminhamento das vítimas ao pronto-socorro com o auxílio da ambulância. Toda a ação foi registrada e catalogada e será analisada pela Autoridade Portuária nos próximos dias para identificar os acertos e fatores a serem corrigidos no procedimento.

"Sabendo que a preparação é a chave para o adequado atendimento a uma emergência, esses procedimentos que simulam uma situação real servem para avaliar a eficiência dos planos de emergência do porto, bem como treinar as equipes e promover a integração entre as empresas e órgãos envolvidos no evento", destaca a coordenadora da Brigada de Emergência da SCPar Porto de Imbituba, Juliana Moraes. Segundo Juliana, novos exercícios simulados ainda serão realizados, com diferentes cenários e outras empresas envolvidas, sempre com o objetivo de manter as brigadas que atuam no Porto de Imbituba treinadas e aptas a atender situações de emergência.

O que é a NR-29

A NR-29 regulamenta a segurança e saúde no trabalho portuário. Este é o segundo exercício prático diretamente relacionado à NR-29 que foi realizado pela SCPar Porto este ano. Em abril, uma situação de incêndio, atendimento a vítimas e evacuação dos prédios da administração portuária foi o cenário experimentado.

O que é o PAM

O Plano de Ajuda Mútua tem por objetivo preparar as empresas que atuam diretamente no porto (operadores, arrendatários e OGMO - Órgão Gestor Mão de Obra de Imbituba) para trabalharem de forma conjunta no atendimento a emergências nas instalações portuárias. A Brigada de Emergência da SCPar Porto de Imbituba foi habilitada em 2016 e é formada por 19 colaboradores de diversos setores da empresa.

Mais informações para a imprensa:
Géssica da Silva
Comunicação Social
SCPar Porto de Imbituba
Fone: (48) 3355-8908
E-mail: gessica.silva@portodeimbituba.com.br
www.portodeimbituba.com.br


Foto: Suzana Francieli Ferrari/ADR Maravilha

Na tarde desta quinta-feira 14, foi realizado o ato de instalação da Vigilância Sanitária na Gerência de Saúde da Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de Maravilha. O evento, que ocorreu no auditório da ADR, contou com a presença da diretora da Vigilância Sanitária Estadual, Raquel Bittencourt, da gerente de Monitoramento e Inspeção de Produtos da Divs, Simone Stolt, da gerente de Monitoramento e Inspeção de Serviços de Saúde da Divs, Lucélia Ribas, e de autoridades locais e regionais.

A enfermeira Kaciane Boff Bauermann e a farmacêutica Simone Orlandi, da Regional de Maravilha, atendendo à necessidade da Diretoria da Vigilância Sanitária do Estado, realizaram curso de ações básicas em vigilância sanitária. “Finalizamos o curso em dezembro de 2016 e, desde então, estamos realizando treinamento em serviço para atuar na Vigilância Sanitária com a função de fiscal”, afirma Kaciane. Em 2018, as fiscais receberão as pastas dos municípios pertencentes à Regional de Saúde para efetivamente desempenhar todas as ações aos 14 municípios de abrangência.

Segundo o gerente de Saúde, Darci Thome, foi um grande desafio trazer este trabalho agregado à gerência. “As fiscais se colocaram à disposição e assumiram tamanho compromisso, contando com o apoio da Vigilância Sanitária Estadual, que nos orientou para hoje estarmos comemorando esta conquista”, disse. Para o secretário executivo Jonas Dall´Agnol, a instalação da Vigilância Sanitária é um avanço para toda a região, pois ela vai trazer um grande incremento na qualidade dos serviços e segurança dos usuários da saúde.

De acordo com a diretora Raquel Bittencourt, a vigilância tem uma influência fortíssima na estrutura econômica do país. “Os profissionais são treinados para exercer a função e estarão acessíveis à população. O que precisamos é facilitar o ambiente de empreender, mas com segurança sanitária, que é o pilar principal de sustentação do trabalho da vigilância”, destaca Raquel.  

Vigilância sanitária

A Vigilância Sanitária tem a missão de promover e proteger a saúde da população por meio de ações integradas e articuladas de coordenação. Ela atua em um conjunto de ações para eliminar, diminuir ou prevenir riscos à saúde e de intervir nos problemas sanitários decorrentes do meio ambiente da população e circulação de bens e da prestação de serviços de interesse da saúde.

Informações adicionais para a imprensa
Suzana Francieli Ferrari
Assessoria de Comunicação
Agência de Desenvolvimento Regional de Maravilha
E-mail: imprensa@mvh.adr.sc.gov.br
Telefone: (49) 3664-6532 / (49) 98839-1117
Site: sc.gov.br/regionais/maravilha
Facebook: www.facebook.com/regional.maravilha


Gabriela Genevro (Colégio Dom Bosco/Chapecó) foi prata nos 80 metros com barreiras. Fotos: Antonio Prado/Fesporte

Nesta quinta-feira, 14, penúltimo dia de competição das modalidades individuais, Santa Catarina conquistou 12 medalhas nos Jogos Escolares da Juventude (JEJ) para estudantes de 12 a 14 anos, em Curitiba. Foram medalhas cinco de prata e sete de bronze. Em dois dias de disputas, o estado soma, no total, 18 medalhas (uma de ouro, oito de prata e nove de bronze).

O judô conquistou cinco medalhas, sendo três de bronze e duas de prata. As de prata vieram com Zuke Leivas Muller, da EEB Abílio Manoel de Abreu, de Florianópolis, categoria até 40kg; e Wesley Leonardo Niels, do Colégio Menino Jesus, de Blumenau, categoria até 44kg.

Já as medalhas de bronze do judô foram conquistadas por Thiago Camargo Ribeiro, da Escola Estadual Nelson Horostecki, de Chapecó, categoria até 36 quilos; Giovana Galkowski, do Colégio Bom Jesus São José, de São Bento do Sul, categoria até 53kg; e Joice de Souza, da Escola Estadual Mont Alverne, de Rio do Sul.

A quinta-feira foi de apenas duas medalhas no atletismo. A primeira foi uma de prata com Gabriela Genevro, do Colégio Dom Bosco, de Chapecó, na prova dos 80 metros com barreiras. A segunda veio com uma de bronze de Camily Caroline, da Escola Municipal Eladir Skibinski, de Joinville, nos 250 metros. O atletismo se encerra nesta sexta-feira, 15, e os atletas catarinenses disputam nove finais.

No tênis de mesa, o dia foi positivo, com um total de quatro medalhas distribuídas entre prata e bronze na dupla mista e medalha de bronze dupla masculina e feminina. Conquistaram medalha de prata na dupla mista: Thiago França, da EEB São Bento, de São Bento do Sul, e Maria Eduarda Maggnin, da EEB Anair Voltolini/Epav, de Pouso Redondo.


O judô conquistou cinco medalhas no segundo dia de competição

Já a medalha de bronze, também na dupla mista foi conquistada por Lucas Grosso, da EEB São Bento, de São Bento do Sul, e Maria Eduarda Comin, do Colégio Superação, de Videira.

Na dupla masculina, foram medalhistas de bronze Thiago e Lucas. Na disputa da dupla feminina, a medalha de bronze ficou com as duas Marias.

Na natação Gustavo Carvalhais Ribeiro, do Colégio Dom Jaime Câmara, de São José, conquistou a medalha de prata nos 400 livres prata. No dia anterior, ele também tinha sido prata nos 200 metros medley.

As modalidades individuais dos Jogos Escolares da Juventude se encerram nesta sexta-feira com grandes chances de medalhas para Santa Catarina. A partir de domingo, 17, até o dia 21, será a vez das modalidades coletivas: basquete, vôlei, handebol e futsal.

A delegação catarinense é gerenciada pelo Governo Estadual por meio da Fesporte e é composta ao todo por 162 jovens competidores de 77 escolas de 37 municípios.

Informações adicionais para a imprensa
Antônio Prado
Assessoria de Imprensa 
Fundação Catarinense de Esporte - Fesporte
Fone: (48) 3665-6126/ 99696-3045
E-mail: prado@fesporte.sc.gov.br
Site: www.fesporte.sc.gov.br

 


Foto: James Tavares/Secom

Com 78 anos de história, o jornal Correio Lageano lançou, na tarde desta quinta-feira, 14, a primeira etapa do acervo digitalizado. O evento foi realizado no Centro Cultural Vidal Ramos, em Lages, com a presença do governador Raimundo Colombo e personalidades que foram notícia nas páginas do jornal fazendo parte da história do município, do estado e do país.

"O tempo é implacável, assim como a gente vai envelhecendo, a ação do tempo também vai apagando o papel e não é justo deixar que a história se perca. Nas narrativas do jornal, estão o dia a dia da nossa gente, os valores da convivência, o registro da nossa própria história... Agora com a certeza de que tudo isso estará preservado”, destacou o governador.

>>> Galeria de fotos

A primeira etapa da digitalização reúne 26 anos de história do jornal, 2,2 mil edições – equivalente a mais de 15,8 mil páginas. “É um momento de muita emoção em que entregamos para a nossa comunidade a memória da Serra e de Santa Catarina, durante todos esses anos. Sabemos que um jornal é uma fonte histórica, mas tem também o cotidiano das pessoas e a forma de elas interagirem”, salientou a diretora executiva do Correio Lageano, Isabel Baggio.

O evento reuniu, entre os homenageados, a lageana Conradini Taggsell, primeira mulher catarinense formada em Engenharia no estado, em 1957, e Luiz Gonzaga de Medeiros Ramos, sobrinho neto do lageano Nereu Ramos, que foi presidente da República em 1955.

O material digitalizado pode ser acessado no site da Hemeroteca Digital Catarinense. No Centro Cultural Vidal Ramos de Lages, está sendo realizada a exposição com um totem digital onde é possível fazer a busca em todas as páginas do jornal, e outros com recortes de notícias históricas.

No lançamento do acervo digital, os convidados receberam a cópia da primeira edição do jornal, com data de outubro de 1939. Entre os destaques do semanal, na época, está o repasse de recursos por parte do Interventor Federal ao prefeito de Lages, para a construção de uma maternidade na cidade e a conclusão do projeto e orçamento do serviço de abastecimento da cidade.

Informações adicionais para a imprensa
Francieli Dalpiaz 
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: francieli@secom.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-3018 / 98843-5676
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e @GovSC

Página 133 de 265